As comentadas


Boa noite , Sábado, 30/07/2016








Enquete



Reflita

Blog

Política

16
Mai
Ministério Público aponta "tesouro" mantido por Collor
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:15h

A ofensiva da Procuradoria-Geral da República sobre a coleção de obras de arte do senador Fernando Collor (PTC-AL) levou à descoberta de uma rotina de compras de luxo do parlamentar. Leiloeiros entregaram aos investigadores notas fiscais que somam mais de R$ 1,5 milhão gastos em antiguidades, porcelanas e joias. A investigação sobre as raridades de Collor avançou após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, receber uma carta escrita por uma testemunha anônima em outubro de 2015. A testemunha indicou uma galeria, um escritório e um restaurador por meio dos quais o parlamentar teria desembolsado uma fortuna. O Ministério Público Federal enviou, então, ofícios de requisição de informações aos leiloeiros. Collor é investigado em seis inquéritos na Operação Lava Jato. Além de inquérito envolvendo carros de luxo, o senador foi denunciado em outro processo, acusado de participar de esquema na BR Distribuidora. Em julho do ano passado, durante uma das etapas da Lava Jato, a Polícia Federal apreendeu na Casa da Dinda, residência do senador, carros de luxo - três exemplares das marcas Porsche e Ferrari, além de um modelo quase exclusivo da Lamborghini. Segundo a PF, os veículos podem ter sido pagos com recursos de propina. "O leiloeiro Emerson Curi encaminhou notas fiscais de vendas de antiguidades e obras de arte a Fernando Affonso Collor de Mello nos anos de 2010, 2011 e 2013, tendo cada uma dessas operações atingido os valores de R$ 651.840, R$ 198.660, R$ 90.195, R$ 215.500, R$ 242.800 e R$ 135.200.

Comente agora
16
Mai
Ministro diz que não há contradição em Temer nomear ministros investigados da Lava Jato
Postado por: Dulce Santana / 11:54h

O novo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em entrevista a Folha de São Paulo, afirmou que o presidente interino Michel Temer não é obrigado a nomear o mais votado de uma lista tríplice para a chefia da Procuradoria-Geral da República, cargo atualmente ocupado pelo procurador Rodrigo Janot. A prática de nomear o mais votado foi iniciada no governo do PT, e membros do Ministério Público elogiavam a postura por garantir a autonomia do órgão. O novo ministro da Justiça afirma que o poder do MP é grande, mas não pode ser “absoluto”. Apesar de nunca ter conversado com Temer sobre o cargo de procurador-geral da República, pois o mandato de Janot é até setembro de 2017, diz que seu posicionamento é de que se deve “cumprir a Constituição”, que pode indicar alguém que não foi eleito pela categoria. Também diz que, conforme prevê a Constituição, o diretor-geral da Polícia Federal, deve ser feita pelo Executivo, não como quer a categoria, a partir da eleição de uma lista tríplice. Na entrevista, Moraes é questionado se não há uma contradição em Temer nomear ministros investigados na Operação Lava Jato, que, em sua concepção é “um símbolo de combate à corrupção”. Moraes diz que não vê “contradição por parte do presidente Temer”. “Quem investiga, investiga um fato. E não pessoas. Se houver fatos que levem a pessoas, não importa se são do partido A, B, ou C – elas serão responsabilizadas.

Comente agora
16
Mai
Governo interino volta atrás e decide manter Cultura junto com Ministério da Educação
Postado por: Dulce Santana / 11:44h

A novela do destino da Cultura no governo interino de Michel Temer ganhou mais um capítulo. Após as críticas e protestos da classe artística sobre a junção do Ministério da Cultura (MinC) ao da Educação, que significaria um rebaixamento da pasta a um apêndice de outra, Temer esboçou a ideia de criar uma secretaria diretamente ligada à Presidência da República. Agora ele voltou atrás e decidiu que o extinto Minc ficará, de fato, vinculado à Educação, formando o Ministério da Educação e Cultura (MEC), sob égide de Mendonça Filho (DEM-PE). Esta não é a única controvérsia da formação ministerial do governo provisório. Temer sofre pressão também pelo fato de não haver a presença feminina em sua equipe e por isso cogitou a criação da secretaria, que seria comandada com uma mulher. Ao que tudo indica, a Presidência seguirá em busca de uma mulher para a área da Cultura no novo ministério.

Comente agora
16
Mai
Temer manda rever últimos atos de Dilma realizados a partir de abril
Postado por: Dulce Santana / 11:30h

A Casa Civil iniciou na última sexta-feira (13) um pente-fino em todas as ações do governo da presidente afastada Dilma Rousseff a partir do dia 1° de abril. A data combina exatamente com a publicação de uma série de normas que criaram áreas indígenas e desapropriaram terras, contrariando interesses do setor ruralista. Semanas antes de assumir a Presidência, Michel Temer se reuniu com deputados e senadores ligados ao agronegócio e se comprometeu a rever todas essas medidas. No dia 1º de abril, Dilma assinou 21 atos para desapropriar 56 mil hectares de terras. Só em decretos, foram assinados 75 até o dia em que a petista foi afastada, em 12 de maio. No período, o governo Dilma também assinou atos reconhecendo pelo menos cinco comunidades quilombolas em diferentes regiões do país, além de aprovar outras etapas importantes do processo de legalização fundiária. Também foram chancelados estudos de delimitação de quatro terras indígenas. A revisão não se limitará a este primeiro período definido pela Casa Civil. Depois deste lote, serão analisados, mês a mês, todos os atos do governo Dilma desde que o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) abriu o processo de impeachment, no dia 2 de dezembro de 2015. "Vamos analisar todos os atos desde a abertura do processo de impeachment, porque, desde então, muitas definições ganharam agilidade. Não vamos fazer nenhuma terra arrasada, mas precisamos fazer uma verificação", justificou um interlocutor presidencial.

Comente agora
16
Mai
Rui vai defender eleições diretas para presidente em reunião com governadores
Postado por: Dulce Santana / 10:52h

O governador Rui Costa (PT) vai se reunir na próxima quinta-feira (19) com outros governadores da região Nordeste. A pauta do encontro é a discussão sobre o que Rui considera uma crise institucional por conta do afastamento da presidente Dilma Rousseff. Rui antecipou que, na reunião, vai defender a realização de eleições diretas para presidente. A declaração do governador foi feita durante a entrega de mais de 100 novas viaturas para Salvador e RMS, na manhã desta segunda-feira (16), no estacionamento do jardim dos Namorados. A reunião com os governadores vai ocorrer em Maceió

Comente agora
16
Mai
Governo do estado entrega 118 novas viaturas para a polícia
Postado por: Dulce Santana / 10:24h

O governador Rui Costa entregou na manhã desta segunda-feira (16) 118 novas viaturas para a Polícia Militar. Os veículos vão atender a área de Salvador e Região Metropolitana. Até o final do ano, o governo espera entregar 1.400 unidades para a frota em todo estado, uma parte com novos contratos de aluguel e outra parte com aquisição direta para o governo. Durante a cerimônia, ele pediu aos prefeitos do interior para se manterem "mobilizados" no trabalho na área de segurança pública. “Aquelas cidades onde nós já ampliamos no número de câmeras é expressiva a redução dos índices de violência", destacou. O secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, também elogiou a convocação de 639 aprovados em concurso da Polícia Civil (veja mais). "Essa força de trabalho, somada a essa nova estrutura, com certeza vai melhorar muito o nosso trabalho, o nosso desempenho, e consequentemente a diminuição dos índices criminais", afirmou. Rui Costa ainda pediu mais destaque na imprensa para resultados positivos da polícia, para evitar a sensação "de que só tem coisas ruins" e que os jovens tenham bons exemplos. "Quando a gente transforma quem está do lado do mal em ídolo, com excesso de exibição na mídia, ao invés de desestimular, nós estamos criando referenciais de estímulo para que outros jovens caminhem nessa direção", explicou. (BN)

Comente agora
16
Mai
Geddel diz que vai sugerir nome de candidato a vice-prefeito 'em momento oportuno'
Postado por: Dulce Santana / 09:43h

Ministro da Secretaria de Governo e presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima afirmou nesta segunda-feira (16) que vai apresentar ao prefeito ACM Neto uma sugestão de vice-prefeito na chapa do democrata para as eleições municipais deste ano. Em entrevista à rádio Metrópole, ele tratou a questão como uma “forte reivindicação” do partido no estado. "Vamos apresentar ao prefeito em um momento oportuno essa forte reivindicação do PMDB", declarou. ACM Neto ainda não definiu se vai se candidatar à reeleição e nem escolheu um eventual nome para vice. Segundo ele, isso será conversado apenas depois do São João. Também em entrevista à Mário Kértesz, Geddel informou que não cogita sugerir o nome do deputado federal Lúcio Vieira Lima para participar da gestão em Salvador. "Lúcio me disse que está muito confortável em Brasília. Não creio que ele queira", afirmou. Como articulador da gestão de Michel Temer, o ministro ainda assegurou que vai entrar em contato com o governador Rui Costa. “Vou procurar com muita disposição de poder ajudar. Não tenho interdição pessoal com quem quer que seja”, disse. (BN)

Comente agora
16
Mai
STJ dá início à ação penal contra o governador de Minas Gerais
Postado por: Dulce Santana / 08:57h

Uma notificação da Justiça Federal deve chegar até amanhã (17) para o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT). O petista deverá apresentar defesa sobre a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade de documento particular. A denúncia faz parte da Operação Acrônimo, que investiga suposto esquema de financiamento ilegal de campanhas políticas do Partido dos Trabalhadores (PT), segundo informa a coluna de Frederico Vasconcelos, da Folha de S. Paulo. O Superior Tribunal de Justiça (STF) deu início à ação penal e mandou para a Justiça Federal em Belo Horizonte a Carta de Ordem para determinar a notificação. Assim que for notificado, Pimentel terá 15 dias para apresentar a defesa e juntar documentos que serão remetidos ao relator, o ministro Herman Benjamin. O relator, então, deverá marcar o dia da sessão da Corte Especial para receber ou rejeitar a denúncia oferecida pela PGR. Benjamin levantou o segredo de justiça do processo na última quarta-feira (11), permitindo consulta aos autos pelo sítio eletrônico, inclusive nominal, e física.

Comente agora
16
Mai
Com ausência de Lula, cúpula do PT se reúne para discutir futuro como oposição
Postado por: Dulce Santana / 08:10h

A cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT) se reúne em Brasília pela primeira vez após o afastamento de Dilma Rousseff. O objetivo do encontro, que acontece entre esta segunda (16) e terça-feira (17), é tratar do futuro do partido como oposição após 13 anos e cinco meses à frente do Palácio do Planalto. A reunião não contará com a principal figura da legenda, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, nesta segunda acontece a reunião da executiva nacional petista, que deve avaliar as perspectivas do partido pós-impeachment, discutir a mobilização em defesa do mandato de Dilma e traçar um plano de ação para fazer oposição ao governo de Michel Temer (PMDB). Lula chegou a ser convidado, mas a assessoria informou que ele não irá ao evento. A expectativa de dirigentes petistas era a de que o ex-presidente desse o tom do discurso que deve ser adotado pelo partido pelo menos até o fim do julgamento de Dilma no Senado. Uma das discussões do encontro deve ser a acomodação de ex-ministros do governo Dilma na direção do PT. Lula defende que Jaques Wagner (Gabinete Pessoal da Presidência), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) e Miguel Rossetto (Trabalho e Previdência Social) sejam incorporados à cúpula do partido, mas a ideia ainda sofre resistência interna. Dirigentes da sigla contrários à tese afirmam que a chegada dos ex-ministros pode dar a impressão de que o PT fez uma "incorporação acrítica" do governo Dilma, o que seria um aceno negativo para militantes e apoiadores. Isso porque, defendem, a gestão da presidente afastada foi inepta, contrariou diversas bandeiras do PT e é preciso fazer uma autocrítica para tentar reconstruir a imagem desgastada da sigla. Aliados de Lula, por sua vez, afirmam que ele está tentando unificar o PT, visto que os quadros partidários que não participaram do governo tendem a criticar e culpar Dilma pela maior crise da história da legenda, enquanto Wagner, Berzoini, Rossetto e outros, que participaram do núc

Comente agora
16
Mai
Temer afirma que não será candidato à reeleição em 2018
Postado por: Dulce Santana / 08:05h

O presidente interino Michel Temer afirmou nesta segunda-feira (15) que não tem a intenção de se candidatar à reeleição. Em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo. Temer disse também que, se for confirmado no cargo para cumprir o mandato até 31 de dezembro de 2018, pretende reduzir o desemprego e entregar à população um país pacificado. O presidente interino acrescentou que, caso cumpra essas tarefas, se dará por satisfeito. “Se cumprir essa tarefa, me darei por enormemente satisfeito.” Diante da insistência da repórter em questionar se ele não será candidato em nenhuma hipótese, Temer respondeu: “É uma pergunta complicada 'nenhuma hipótese'. De repente, pode acontecer, mas não é minha intenção. E é minha negativa. Estou negando a possibilidade de uma eventual reeleição, até porque isso me dá maior tranquilidade. Não preciso, digamos, praticar atos conducentes a uma eventual reeleição. Posso até ser impopular, desde que produza benefícios para o país.” Sobre as críticas pela ausência de mulheres nos cargos de ministros em seu governo, Temer destacou que o mais importante não é ter o rótulo de ministro. Afirmou que um dos cargos de maior destaque da Presidência da República, que é a chefia de gabinete, é ocupada por uma mulher. Informou ainda que serão ocupados por mulheres cargos de destaque nas secretarias de Cultura, Ciência e Tecnologia e das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

Comente agora
16
Mai
Marca do governo foi escolhida por Michelzinho Temer, de 7 anos
Postado por: Dulce Santana / 07:06h

Após a polêmica envolvendo a nova logo do governo federal, que o presidente interino Michel Temer adotou na última semana ao assumir o cargo, o publicitário Elsinho Mouco, responsável pela criação da identidade visual, explicou sobre quem bateu o martelo na decisão final. "Quando entrou na sala, ele olhou e falou 'que lindo', com uma expressão de criança mesmo, verdadeira e emocional. Se uma criança gosta, é porque a gente tem algo puro, tem algo bom na mão. Foi o Michelzinho quem escolheu a marca", relatou Mouco. De acordo com o profissional, o filho de sete anos do peemedebista se encantou pela imagem que seu pai vai usar para vender o atual momento político. Duas versões foram apresentadas para Temer e sua mulher, Marcela, às vésperas do afastamento da presidente Dilma. Segundo a Folha de S. Paulo, Michelzinho preferiu a esfera celeste com uma faixa dizendo "Ordem e Progresso" flutuando sobre a palavra "Brasil". Ao que parece, a escolha fofa de uma criança não reflete o que as tendências de design atual esperavam. Publicitários destacam que o traço retrô da marca escolhida contrasta com o modernismo e simplificação dominantes na área dos dias de hoje, podendo passar uma imagem de retrocesso. Júri do prêmio de design do Museu dade design Casa Brasileira, Rico Lins, diz que a marca de Temer lembra uma espécie de "Globo requentada".

Comente agora
15
Mai
Temer convoca reunião com centrais sindicais para segunda-feira
Postado por: Anacley Souza / 17:46h

O presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), convocou para segunda-feira (16), às 15h, em Brasília, reunião com centrais sindicais para discutir possíveis mudanças na Previdência Social, afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força. Segundo ele, o encontro foi agendado após o mal estar gerado junto às centrais sindicais pelos comentários do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante entrevista coletiva na última sexta-feira. Paulinho contou que a Força Sindical, entidade presidida por ele, quer ouvir as propostas de Temer e a ideia do encontro é "acertar procedimentos". Em conversas anteriores com representantes do atual governo, teria sido dito que nada mudaria sem ampla negociação com centrais sindicais, afirmou Paulinho da Força. "Queremos que seja o governo do diálogo, que não seja um governo que decida de cima para baixo", acrescentou. Entre os pontos defendidos, o político disse que não aceitará alterações na idade mínima para aposentadoria de quem já estiver trabalhando. "Se for para discutir para quem começa a trabalhar agora, até é possível. O jovem que começa a trabalhar agora vai viver 100 anos e é possível trabalhar um pouco mais", afirmou. Além da Força Sindical deverão estar presentes no encontro de amanhã representantes da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Nova Central Sindical dos Trabalhadores. "A CUT foi convidada, mas acho que eles não vão", acrescentou Paulinho. Na entrevista, na sexta-feira, Meirelles defendeu a mudança nas regras da Previdência. "A reforma da Previdência é uma necessidade. A Previdência tem que ser autossustentável ao longo do tempo", disse. O ministro também defendeu uma idade mínima para as aposentadorias.

Comente agora
15
Mai
Recuperação da economia será grande desafio de Michel Temer, dizem analistas
Postado por: Anacley Souza / 16:33h

Em 2007, quando foi confirmada a maior descoberta de petróleo da história do país, as reservas do pré-sal, o Brasil experimentava um momento único. A economia tinha crescido 6,1% naquele ano, incentivada pela exportação de commodities agrícolas. A inflação caiu de 6,88% em 2005 para 3,6%, a menor taxa desde 1998. A confiança era inabalável e os investidores concordavam que o Brasil era o mais promissor dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), com democracia estável, população jovem e recursos naturais abundantes. Menos de uma década depois, a realidade mudou. A principal economia da América Latina mergulhou na pior crise econômica deste século, agravada pela forte queda no preço das commodities (matérias-primas), pelo aumento insustentável da dívida pública, pelo processo de impeachment que paralisou o Congresso e por um escândalo de corrupção na Petrobras. A situação que o presidente interino, Michel Temer (PMDB), terá que enfrentar nos próximos dias não é favorável. O Produto Interno Bruto (PIB, a soma dos bens e serviços produzidos no país) encolheu 3,8% em 2015, a pior queda em 25 anos. A expectativa para 2016 é de que a retração se mantenha em torno de 3,8%. A inflação mais que dobrou em relação a 2007 e com isso a taxa básica de juros ultrapassou os 14%. O desemprego passou dos dois dígitos: 10,2% dos trabalhadores estão fora do mercado, o que representa 10,4 milhões de brasileiros. Com o aprofundamento da recessão, milhões de brasileiros que ingressaram na chamada “nova classe média” durante a boa fase da economia estão retornando para a pobreza. Estudo da consultoria Tendências, com sede em São Paulo, prevê que 3,1 milhões de famílias, cerca de 10 milhões de pessoas, voltarão a integrar o grupo menos favorecido da população.

Comente agora
15
Mai
Fora do tom da gestão, Célia Sacramento clama por eleições gerais e reclama de Temer; veja
Postado por: Redação Voz da Bahia / 16:19h

Pelo lado do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), há grande expectativa pelo governo do presidente interino Michel Temer (PMDB). Neto já afirmou, reiteradas vezes, que espera “cuidado extremo" (veja aqui) de Temer com a capital baiana. Segundo ele, durante a gestão Dilma Rousseff (PT) havia uma má vontade com a capital. A boa esperança de Neto, no entanto, não parece ter contaminado todos os seus auxiliares. Vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento (PPL) clama por novas eleições. Segundo ela, “em menos de 24 horas”, o governo do peemedebista já mostrou para o que veio. “Arquivamento de processos para uns e para outros fórum privilegiado (sic). Além da perda de direitos, Ministério da Cultura, Promoção da Igualdade. Não temos nem uma secretaria da Mulher”, reclamou. A vice-prefeita questiona ainda se “é esse Brasil que queremos”. Em convocação, ela pede: “Vamos esperar? Por uma pátria livre, vamos lutar e trabalhar juntos e unidos por eleições gerais já”. (por Alexandre Galvão - Bahia Notícias)

Assista a performance de Célia: 

Comente agora
15
Mai
Regras para transparência nos gastos com cartão corporativo do governo serão votadas
Postado por: Anacley Souza / 16:08h

A Comissão de Transparência e Governança Pública pode votar nesta terça-feira (17), a partir das 14h30, o projeto do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) que determina a publicação na internet dos gastos pessoais da Presidência da República e de sua família e do governo federal feitos com o uso do cartão corporativo. O PLS 62/2016 proíbe a classificação de parte desses gastos como sigilosos. O senador Caiado justificou que essas despesas são até tornadas públicas, mas sem o detalhamento necessário. “Observa-se que muitos gastos com esse cartão, especialmente no caso da Presidência da República, são classificados como sigilosos”, argumentou Ronaldo Caiado. De acordo com a Agência Senado, o relator da proposta, Antonio Anastasia (PSDB-MG), elogiou a iniciativa, mas mudou o texto para regulamentar com mais detalhes esse instrumento de pagamento de contas. Uma das regras previstas é a proibição de saques em dinheiro com o cartão de pagamentos a não ser com prévia autorização. Anastasia afirma, no projeto, que "somente 9% das despesas realizadas no exercício de 2015, de um total de aproximadamente R$ 6 milhões, foram divulgadas no Portal Transparência do governo federal, sendo os 91% restantes classificados como “informações protegidas por sigilo".

Comente agora
15
Mai
Lula pensa em Wagner para disputa presidencial de 2018
Postado por: Redação Voz da Bahia / 15:58h

Preocupado com a falta de alternativas no PT, além dele próprio, para 2018, o ex-presidente Lula tem defendido em conversas os nomes dos ex-ministro chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, e do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, como opções para a corrida presidencial. Lula teria reconhecido a aliados, entretanto, que, sem cargo na Esplanada dos Ministérios, o ex-governador da Bahia não terá a exposição necessária para se promover para a disputa eleitoral. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, há dúvidas também sobre a conveniência eleitoral de Wagner engrossar a cúpula do partido num momento de desgaste da sigla. Durante o impeachment, o ex-ministro chegou a aventar a possibilidade de assumir a presidência nacional do partido no lugar de Rui Falcão. Além disso, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró afirmou, num acordo de delação premiada, que, em 2006, a campanha do ex-ministro ao governo da Bahia foi abastecida por propina, o que o petista nega, diz a Folha.

Comente agora
15
Mai
Ministério Público investiga salários de Maranhão
Postado por: Anacley Souza / 14:27h

A suspeita de que o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), atuou como "professor fantasma" da Universidade do Estadual do Maranhão (Uema) por dois anos, recebendo salários de forma irregular, será alvo de investigação do Ministério Público do Maranhão. O caso também será enviado ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Maranhão assumiu interinamente a presidência da Câmara depois que o Supremo Tribunal Federal determinou o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do cargo e do mandato parlamentar. O governo do presidente em exercício, Michel Temer, trabalha por um alinhamento com a Câmara para aprovar projetos de seu interesse, principalmente uma pauta econômica. No início da semana, o deputado do PP chegou a anular as sessões do impeachment na Casa, mas depois recuou. Após reportagem publicada pelo Estado na quarta-feira passada, o promotor de Justiça e chefe da assessoria especial da Procuradoria-Geral de Justiça, Reginaldo Júnior Carvalho, disse que vai instaurar inquérito para investigar o caso. Em fevereiro de 2014, quando cumpria seu segundo mandato como deputado, Maranhão voltou a receber salário mensal da Uema. Reeleito para seu terceiro mandato como parlamentar, o deputado continuou a ser remunerado irregularmente durante todo o ano seguinte. O presidente interino da Câmara recebeu irregularmente a quantia de R$ 368.140,09, o que equivale a cerca de R$ 16 mil por mês. Segundo a reitoria da Uema, a paralisação ocorreu quando a administração da universidade fez uma auditoria em sua folha de pagamento no fim do ano passado, e só então percebeu que Waldir Maranhão tinha voltado a receber salário como professor.

Comente agora
15
Mai
Encontro de Aécio e Gilmar Mendes irrita Janot; PGR pedirá investigação do tucano no STF
Postado por: Redação Voz da Bahia / 13:23h

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ficou irritado com o encontro de mais de uma hora entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, no gabinete do ministro, na véspera de uma decisão de Mendes que beneficiou o tucano. No dia seguinte à reunião, o ministro suspendeu o inquérito que investigaria a atuação de Aécio no esquema de propina ligado a Furnas (leia aqui). De acordo com a coluna Radar On-Line, da revista Veja, Janot deverá ser duro em documento que enviará o STF. O procurador-geral dirá que o inquérito não pode ser arquivado e que o senador tucano precisa ser investigado pela acusação de receber propina de Furnas.

Comente agora
15
Mai
Diante de críticas, Temer anuncia criação da Secretaria Nacional da Cultura
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:22h

Após ser amplamente criticado pela classe artística, por conta da extinção do Ministério da Cultura (MinC), o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) anunciou a criação de uma Secretaria Nacional da Cultura. O MinC, existente desde o ano de 1985, foi fundido com o Ministério da Educação, na última quinta-feira (12), sob o comando do ministro Mendonça Filho (DEM). Para a nova secretaria, Temer já avalia nomes femininos. De acordo com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, a secretaria não vai ter status de ministério, no entanto, vai estar diretamente ligada à Presidência. Padinha disse ainda que "Temer exige que seja uma mulher". Apesar das sondagens, o governo ainda não divulgou quem vai comandar a nova secretaria, que deve ser definida até a próxima quarta-feira (18).

Comente agora
15
Mai
Novo ministro afirma que desemprego será revertido até o fim deste ano
Postado por: Anacley Souza / 10:50h

O novo ministro do Trabalho, deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB-RS), disse após a posse no Palácio do Planalto, acreditar que o desemprego será revertido até o fim do ano, mas não detalhou como isso será feito. “Precisamos acreditar no potencial do Brasil e do seu povo.” A taxa de desocupação atingiu, no primeiro trimestre deste ano, 10,9%, e a população desocupada chegou a 11,1 milhões de pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a maior taxa de desemprego da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua) iniciada em 2012. Perguntado sobre as críticas de movimentos sociais de que direitos trabalhistas poderão ser reduzidos pelo governo do presidente interino Michel Temer, Nogueira afirmou que o discurso do presidente interino Temer durante a posse mostra o contrário, que haverá preservação dos programas sociais e dos direitos. “Os movimentos sociais têm direito de externar suas preocupações. Mas acredito que a fala do presidente Michel Temer vem na direção de tranquilizar os movimentos sociais, porque todos os programas serão mantidos. Em nenhum momento, o presidente disse que vai cortar direitos, os direitos serão preservados. Mas a modernização é fundamental para que haja estabilidade no mercado. Esse será um governo de diálogo”, afirmou o ministro.

Comente agora
15
Mai
El Salvador não reconhece governo de Temer e chama embaixadora
Postado por: Anacley Souza / 08:55h

O presidente de El Salvador, Salvador Sánchez Cerén, disse neste sábado que não reconhece o novo governo do Brasil, encabeçado por Michel Temer, que assumiu a presidência interinamente após a decisão do Senado brasileiro de iniciar um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Dilma Rousseff foi afastada do cargo por até 180 dias em meio a acusações de violações às leis de responsabilidade fiscal. "Tomamos uma decisão de não reconhecer esse governo provisório, porque há uma manipulação política, e vamos mandar chamar nossa embaixadora para que volte ao país", disse Sánchez Cerén em discurso em um povoado ao oeste da capital e reafirmou em seu Twitter. Dilma foi "suspensa e submetida a julgamento por algo que não se comprovou ser um crime. É uma manipulação política que aconteceu", disse Sánchez, cujo partido, o ex-guerrilheiro Frente Farabundo Martí para Libertação Nacional (FMLN) tem fortes vínculos com o Partido dos Trabalhadores (PT) do Brasil. Governos esquerdistas da América Latina têm dito que a líder brasileira é vítima de um golpe de Estado, enquanto o secretário-geral do bloco sulamericano Unasul, Ernesto Samper, afirmou que a suspensão de Dilma afeta a governabilidade democrática no país.

Comente agora
15
Mai
Presidente da Venezuela pede que embaixador saia do Brasil após afastamento de Dilma
Postado por: Anacley Souza / 08:21h

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, pediu na sexta-feira (13/5) ao embaixador do país no Brasil para regressar a Caracas, depois de o Senado brasileiro ter aprovado a abertura do processo de destituição da presidente Dilma Rousseff. “Pedi ao nosso embaixador no Brasil, Alberto Castellar, que venha para Caracas”, disse Nicolas Maduro, que considera que houve “um golpe de Estado” no Brasil, em declarações transmitidas pela rádio e pela televisão. “Estivemos a avaliar (…) esta dolorosa página da história do Brasil (…). Quiseram apagar a história com uma jogada totalmente injusta com uma mulher que foi a primeira presidente que teve o Brasil”, afirmou. Maduro classificou o afastamento de Dilma Rousseff, na sequência da decisão do Senado, “uma canalhada contra ela, contra a sua honra, contra a democracia, contra o povo brasileiro”. Refirmando que houve um golpe de Estado no Brasil, apelou aos seus homólogos na região para que reflitam no que aconteceu com Dilma Rousseff. Nicolas Maduro advertiu para o perigo do “vírus do golpismo” voltar a tomar conta da América Latina, arrastando consigo “grandes convulsões sociais outra vez”. Na sexta-feira (13/5), o Ministério das Relações Exteriores (MRE) rebateu as críticas dos governos da Venezuela, de Cuba, da Bolívia, do Equador e da Nicarágua quanto a legalidade do processo de impeachment da presidenta afastade Dilma Rousseff. Em nota, o Itamaraty disse “rejeitar com veemência” o que classificou como propagação de falsidades por partes desses governos em relação ao impeachment. A assessoria do Ministério de Relações Exteriores informou que o afastamento de Dilma ocorreu “em quadro de absoluto respeito às instituições democráticas e à Constituição federal”. (Agência Brasil)

Comente agora
14
Mai
Deputado Alan Sanches entrega trator na cidade de São Miguel das Matas
Postado por: Redação Voz da Bahia / 23:29h

O Deputado Estadual, Alan Sanches (DEM), esteve mais uma vez em São Miguel das Matas e desta vez ele entregou a chave de um trator para a Associação de Pequenos Produtores da Moenda Seca e Gavião, fruto de uma emenda impositiva junto ao Governo do Estado. “Nós estamos voltando a esse município para proporcionar melhoras, e desta vez não estamos com a Caravana da Saúde e sim beneficiando o homem do campo com este equipamento que será de grande valia para a melhora na produção agrícola”, destaca. Ele ainda acrescentou que a aquisição não seria possível se não houvesse a intervenção do Vereador Val Big. “São 417 municípios na Bahia e a primeira emenda nossa eu quis colocar em São Miguel das Matas por conta desse amigo e filho, como ele mesmo diz, que é o Vereador Val”. (Criativa Online)

Comente agora
14
Mai
OAB defende saída de ministros de Temer investigados pela Lava Jato
Postado por: Redação Voz da Bahia / 21:30h

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, defendeu neste sábado (14) que políticos investigados pela operação Lava Jato, que apura corrupção na Petrobrás, não devem ocupar ministérios do governo do presidente em exercício Michel Temer. “Quem é investigado pela Operação Lava Jato não pode ser ministro de Estado, sob o risco de ameaçar a chance que o Brasil tem de trilhar melhores rumos”, diz Lamachia em nota. “Faço o alerta de que a nomeação de investigados contraria os anseios da sociedade e não deveria ser feita.” De acordo com o Blog do Matheus Leitão, dois ministros de Temer, Romero Juca (PMDB-RR), do Planejamento, e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), do Turismo, são investigados pela Lava Jato. A decisão do presidente em exercício dá aos dois foro privilegiado. O ex-diretor da Petrobras e delator Paulo Roberto Costa afirmou que negociou com Jucá apoio para sua permanência no cargo em troca de propinas ao partido. Já Alves é suspeito de receber propina disfarçada de doações eleitorais de Léo Pinheiro, dono da OAS.

Comente agora
14
Mai
Juiz manda MST desocupar fazenda de amigo de Michel Temer em São Paulo
Postado por: Redação Voz da Bahia / 21:29h

O juiz Luis Augusto da Silva Campoy, da Vara Única de Duartina, interior de São Paulo, mandou o Movimento dos Sem-Terra (MST) desocupar uma fazenda na cidade. A propriedade de 1,5 mil hectares pertence ao ex-coronel da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, amigo do presidente interino Michel Temer. A Fazenda Esmeralda foi invadida na última segunda-feira (9) por cerca de 800 integrantes do MST. Segundo o Estadão, o grupo ainda não foi notificado sobre a decisão. “Assim que o oficial de Justiça chegar com o mandado, vamos fazer uma assembleia que decidirá o que vamos fazer. Não nos interessa o conflito”, disse Matheus de Assunção, da coordenação estadual do MST. O juiz de Duartina estipulou uma multa de R$ 5 mil para cada invasor em caso de nova ocupação.

Comente agora
14
Mai
Frente Brasil Popular prepara ato de apoio a Dilma amanhã em Porto Alegre
Postado por: Anacley Souza / 17:32h

A Frente Brasil Popular está planejando um ato de apoio à presidente da República afastada, Dilma Rousseff, neste domingo (15), na capital gaúcha. A petista está na cidade para passar o fim de semana com a filha, Paula Araújo, e os netos, Gabriel e Guilherme, que moram em Porto Alegre. De acordo com a Frente Brasil Popular no Rio Grande do Sul, foi decidido que haverá uma manifestação amanhã, mas o horário e o formato ainda estão sendo definidos. A ideia é preservar o sábado para o descanso de Dilma com a família. O mais provável é que a Frente Brasil Popular faça uma concentração em algum local onde Dilma estará. Pode ser a casa dela, na zona sul de Porto Alegre, ou o aeroporto, no momento do embarque da petista de volta para Brasília. Segundo a assessoria da presidente afastada, sempre há possibilidade de que Dilma participe de alguma mobilização organizada pelos movimentos sociais. Mas, no caso de Porto Alegre, não há nada confirmado. Dilma chegou a Porto Alegre na noite de sexta-feira. No início da manhã deste sábado, ela andou de bicicleta na orla do Guaíba, nas proximidades de seu apartamento, acompanhada de seguranças. Ao longo da manhã de hoje, houve manifestações isoladas em defesa da presidente afastada. Entre as 10 horas e as 11h30, três pessoas fizeram vigília em frente ao seu prédio em sinal de apoio.

Comente agora
14
Mai
PMDB denuncia ataques contra diretório do partido em Goiânia
Postado por: Anacley Souza / 16:29h

O diretório do PMDB em Goiânia foi alvo de ataques na noite desta sexta-feira (13) em Goiânia. Segundo o G1, cerca de dez manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff atearam fogo em pneus na frente da sede da legenda e picharam a calçada. No momento da ação acontecia um encontro entre políticos do partido no local. De acordo com o presidente do PMDB na cidade, o deputado estadual Bruno Peixoto, também foi possível ouvir bombas estourando. Em Salvador, o diretório do partido do presidente interino Michel Temer também foi alvo de pichações esta semana.

Comente agora
14
Mai
Lula admite que PT não tem alternativas para eleições de 2018, diz jornal
Postado por: Anacley Souza / 14:36h

Em recentes conversas com interlocutores, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu a falta de alternativas do Partido dos Trabalhadores (PT) para a disputa presidencial de 2018 após a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Para Lula, a única alternativa seria sua própria candidatura. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o ex-presidente reclama que o partido não o deixa "não criar quadros". O ex-ministro-chefe da Casa Civil Jaques Wagner e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, seriam as opções de Lula para uma eventual corrida presidencial. Ainda segundo a Folha, Lula reconheceu, no entanto, que, sem cargo na Esplanada dos Ministérios, Wagner dificilmente terá a exposição necessária para se promover para a disputa eleitoral. Lula sugeriu que ex-ministros recém saídos do governo Dilma, como Berzoini e Miguel Rosseto, passem a integrar o comando do partido. Vice-presidente do PT, Paulo Teixeira (SP) afirma que a proposta é "adensar" a cúpula partidária para a defesa de Dilma até o julgamento final do impeachment.

Comente agora
14
Mai
Marqueteiro fez marca do novo governo Temer sem contrato
Postado por: Anacley Souza / 11:07h

A marca do governo do presidente interino Michel Temer, sintetizada no slogan "Ordem e Progresso", foi feita por uma agncia e um marqueteiro que no tm contrato com a administrao federal, sem nenhuma das formalidades que cercam os negcios pblicos, como licitao ou tomada de preos. A pea, um globo com o lema "Ordem e Progresso - Brasil - Governo Federal", uma criao do marqueteiro Elsinho Mouco, que trabalha para o PMDB e para o prprio Michel Temer. Ele disse Folha que vai doar oficialmente a pea para a Secretaria de Comunicao da Presidncia. Se no houver a doao, a marca no poder ser usada pelo governo em campanhas, ainda de acordo com o marqueteiro. Mouco estima que a pea custaria por volta de R$ 100 mil se fosse produzida por uma agncia de publicidade. A Presidncia da Repblica tem contratos com trs agncias que poderiam ter feito a nova marca: Leo Burnett, Nova/SB e Propeg. As trs gerenciam verba anual de R$ 150 milhes para a publicidade oficial da Presidncia. Quando a conta inclui os ministrios, os gastos anuais com publicidade sobem para cerca de R$ 1 bilho. Mouco afirma no ver problemas no fato de a nova marca ter sido criada informalmente, sem qualquer contrato. "No acho ruim porque estou h 15 anos com ele", diz, referindo-se a Temer. "Estou to emocionado. uma batalha. No cheguei ontem." Uma alternativa doao, segundo Mouco, seria ser contratado por uma das trs agncias que atendem Presidncia. "Qualquer uma delas pode me contratar." A informalidade com que Mouco criou o slogan de Temer similar do marqueteiro Joo Santana, que atuou no governo de Dilma Rousseff (PT), afastada pelo Senado por at seis meses, perodo que pode durar o julgamento do impeachment. Santana foi o autor do lema "Ptria Educadora", tambm feito sem contrato e posteriormente doado Unio. Os investigadores da Operao Lava Jato suspeitam que empreiteiras pagaram, por meio de caixa dois, pelos trabalhos que Santana diz ter doado ao governo petista – o que a defesa do marqueteiro nega enfaticamente. Santana est preso desde fevereiro, sob acusao de corrupo e lavagem de dinheiro, o que a sua defesa tambm refuta. Mouco um especialista em PMDB. J atuou nas campanhas de Gabriel Chalita para a Prefeitura de So Paulo, em 2012, e na de Edison Lobo Filho para o governo do Maranho, em 2014. Perdeu nesses dois casos. O marqueteiro est em negociaes para cuidar da campanha da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) para a prefeitura paulistana. Apesar da forte vinculao com o PMDB, Mouco venceu uma campanha, a de Jackson Lago (PDT) para o governo do Maranho, em 2006. (Folha de S. Paulo)

Comente agora
14
Mai
Boneco de Michel Temer é queimado na Cinelândia, no Rio de Janeiro
Postado por: Anacley Souza / 09:42h

Na noite desta sexta-feira (13), um boneco do presidente interino, Michel Temer, foi queimado como judas em protesto, na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro. Além do fogo, os manifestantes se aproximavam a todo o momento para cuspir no boneco com a placa "Temer Judas". O ato foi organizado pela Frente Povo Sem Medo juntamente com os movimentos Ocupa Carnaval, Carnaval pela Democracia e Desliga dos Blocos, de acordo com o Extra. Na manifestação, que contou com uma roda de samba, os músicos aproveitaram clássicos da MPB para fazer paródias contra o peemedebusta. O refrão de "O que é? O que é?", de Gonzaguinha, transformou-se em "É golpista! É golpista! É golpista!".De acordo com os organizadores, o protesto reuniu cerca de 10 mil pessoas. A Polícia Militar não estimou o público. "Acreditamos na arte como forma de expressão. O Carnaval é nossa forma de fazer política. Conseguimos reunir sob chuva milhares de mulheres, negros e minorias. Algo bem diferente do ministério montado por Temer", disse Tomás Ramos, integrante do Ocupa Carnaval.

Um comentário
14
Mai
Após repercussão negativa, Temer decide criar secretaria de cultura
Postado por: Anacley Souza / 07:43h

Com a repercussão negativa da extinção do Ministério da Cultura, o presidente interino Michel Temer decidiu criar uma secretaria nacional de cultura, dando maior peso político à estrutura que será subordina ao Ministério da Educação. PUB O corte da pasta, existente desde 1985, gerou reclamações tanto de produtores como de artistas, que recearam a possibilidade do setor cultural ser relegado a segundo plano em uma gestão do peemedebista. As queixas levaram o presidente interino a até mesmo recuar na possibilidade de extinguir a pasta e oferecê-la ao PPS, hipótese que acabou sendo descartada posteriormente. A proposta de criação de uma estrutura ampla, e não apenas um departamento para a área, deverá ser discutida no final de semana entre o peemedebista e o novo ministro da Educação, Mendonça Filho. A ideia é nomear para o posto um nome de peso na área, que seja ligado ao setor artístico e que tenha experiência em gestão pública. Para tentar arrefecer também a crítica da ausência de mulheres no primeiro escalão ministerial, a equipe do presidente interino tem defendido nomes do sexo feminino. Além da nova estrutura, o peemedebista tem procurado nomes para o comando da Funarte, órgão responsável pelo desenvolvimento de políticas públicas na área cultural. O PPS tem defendido a indicação para o posto do ator Stepan Nercessian, filiado ao partido. Com informações da Folhapress.

Comente agora
14
Mai
Deputado suplente do novo ministro da Saúde está preso por agredir ex-noiva
Postado por: Redação Voz da Bahia / 00:31h

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) assumiu o Ministério da Saúde do governo Michel Temer nesta quinta-feira, 13, abrindo espaço para que um suplente o substitua na Câmara. Mas não é tão simples assim. O candidato mais votado da sua coligação, que possuiria prioridade para assumir o cargo, é o ex-deputado estadual Osmar Bertoldi (DEM-PR), preso desde fevereiro na cidade de Pinhais, no Paraná, acusado de agredir a ex-noiva. A defesa entrou com um mandato de segurança para que ele possa exercer a função. Contra Bertoldi pesam cinco acusações: violência doméstica, lesões corporais, constrangimento ilegal, trabalho escravo, ameaças por palavras e estupro. O processo segue em segredo de justiça. A tese da defesa é de que não houve uma agressão "exclusiva" dele, pois "ambos saíram machucados". A ex-noiva de Bertoldi, Tatiana Bittencourt, contudo, disse ter sido "encarcerada, alvo de socos e chutes, chamada dos piores termos imagináveis, sem acesso a ninguém, apenas pessoas da confiança de Bertoldi que a vigiavam". Tatiana denunciou o ex-deputado ao Ministério Público do Paraná no final do ano passado, que aceitou e encaminhou o processo ao Tribunal de Justiça do Estado. Bertoldi foi preso pela Polícia Federal e a Polícia Militar de Santa Catarina em fevereiro, na cidade de Balneário Camboriú, depois de ter sido considerado foragido e ter sido identificado por uma testemunha.

Comente agora
13
Mai
Governo promete cortar 4 mil cargos comissionados até o fim do ano
Postado por: Anacley Souza / 23:42h

Em entrevista coletiva ao lado dos ministros da Casa Civil e da Saúde, Eliseu Padilha e Ricardo Barros, nesta sexta-feira (13), o ministro do Planejamento, Romero Jucá, afirmou que o presidente em exercício, Michel Temer, determinou que seja revista a estrutura de ministérios, com a previsão de cortes de quatro mil cargos comissionados e outras formas de contratação sem concurso até 31 de dezembro. De acordo com ele, os cortes correspondem ao dobro do que a presidente afastada, Dilma Rousseff, havia prometido – e que não ocorreram. Jucá confirmou que a meta fiscal deve ser aprovada na próxima semana no Parlamento com déficit de R$ 96 bilhões. O novo ministro da Saúde e deputado federal licenciado Ricardo Barros (PMDB-PR), que foi relator da proposta de Orçamento, afirmou que o governo de Dilma enviava corriqueiramente orçamentos com receitas superestimadas. Segundo ele, apesar da aprovação prevista, o rombo certamente será revisto. "Teremos certamente um déficit fiscal superior aos R$ 96 bilhões e terá de se reavaliar essa questão", avaliou Barros. "Temos R$ 230 bilhões de restos a pagar, que, obrigatoriamente, serão cumpridos por serem impositivos." Ainda sobre a questão fiscal, Jucá afirmou que projetos de lei de aumento encaminhados e negociados com servidores serão mantidos, mas destacou que o governo afastado enviou na quinta-feira sete projetos de reajustes que ainda serão avaliados.

Comente agora
13
Mai
Segurança do Palácio desautorizou Jaques Wagner
Postado por: Anacley Souza / 21:36h

Na derradeira manhã do governo Dilma, quando as equipes do cerimonial e segurança do Palácio do Planalto instalavam grades e detectores de metal para organizar os espaços onde militantes, jornalistas e autoridades públicas ouviriam o discurso de despedida, o ex-ministro Jaques Wagner (PT) tentou interferir e foi desautorizado pelo comando da guarda militar. Ex-chefe do gabinete pessoal de Dilma, Wagner queria autorizar a entrada de cerca de cem mulheres para abraçar Dilma e levar flores. Segundo um funcionário da Presidência responsável pelo contato com movimentos sociais, Wagner ouviu do novo comandante a seguinte frase: "O senhor já não é mais ministro". De fato, ele havia sido exonerado na véspera pela presidente. (Veja)

Comente agora
13
Mai
Temer foi informante dos EUA, diz Wikileaks
Postado por: Anacley Souza / 20:50h

O presidente interino Michel Temer (PMDB) forneceu informações sobre os bastidores da política brasileira à embaixada dos EUA, informou o Wikileaks através de seu perfil oficial no Twitter. Os documentos publicados no site da organização sueca são datados de janeiro e junho de 2006, mas só foram tornados públicos pelo Wikileaks na noite de ontem (12), após a posse de Temer. Nos relatórios, classificados como "sensíveis e apenas para uso oficial", mas não confidenciais, o peemedebista traçou um perfil do cenário político da época, quando o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) concorria à eleição que lhe deu seu segundo mandato. Nas informações fornecidas por Temer em janeiro de 2006 através de telegrama, ele afirmou que “desilusão pública com Lula e o PT” favorecia o campo para que o PMDB lançasse um candidato próprio para concorrer à eleição presidencial daquele ano. Em junho, porém, Temer relatou em outro telegrama que Lula havia tido sucesso em descolar sua imagem dos escândalos de corrupção revelados no mensalão, que atingiram alguns de seus "conselheiros mais próximos", e que seu principal opositor no pleito, Geraldo Alckmin (PSDB), sofria de “falta de carisma”. Temer também creditou o fato de Lula ter saído bastante ileso do mensalão ao fato de que os outros partidos terem se envolvido, em outros períodos, em escândalos parecidos com o do mensalão e que por isso não estavam “ansiosos para exporem totalmente os crimes do PT”. Na conversa sobre o assunto que teve com o então cônsul dos EUA em São Paulo, Christopher J. McMullen, o peemedebista citou o PSDB e o PFL (atual DEM) como legendas que também tinham construído grandes esquemas de corrupção.

Comente agora
13
Mai
Temer quer fazer inventário da 'herança' do governo Dilma
Postado por: Anacley Souza / 18:27h

O Palácio do Planalto determinou aos ministros do governo do presidente interino Michel Temer que todos façam um inventário sobre tudo o que estão herdando da administração de Dilma Rousseff. O objetivo é divulgar em detalhes todos os problemas que estão assumindo com o afastamento da presidente. "Temer não vai ser responsabilizado por problemas ou irregularidades que aconteceram no governo Dilma. Por isso, a ordem é mostrar detalhadamente como está a situação de cada área", disse um auxiliar do presidente em exercício, de acordo com o 'G1'. Outra fonte do Planalto afirma que a ordem é abrir a 'caixa-preta' do governo petista.

Comente agora
13
Mai
PT discute plano de emergência para eleições municipais, diz coluna
Postado por: Débora Ayane / 17:54h

O impeachment da presidente Dilma Rousseff ocorreu em um momento crítico para o Partido dos Trabalhadores. Com a imagem afetada pela crise política, a legenda prepara uma reunião em Brasília para discutir um “plano de emergência” para as eleições municipais de outubro. De acordo com a coluna Radar On-line, da revista Veja, diversos petistas defendem que o importante é buscar não perder muitos prefeitos e vereadores. A menos de seis meses do pleito, a sigla tenta agora manter um mínimo do eleitorado.

Comente agora
13
Mai
Sobre vinda da Policlínica para SAJ, deputado diz que o prefeito assiste da arquibancada ao jogo e não entra em campo
Postado por: Dulce Santana / 17:42h

O deputado Rogerio Andrade (PSD), na manhã desta sexta-feira (13), em entrevista a uma Rádio local, falou sobre a possível vinda de uma policlínica para Santo Antônio de Jesus. “É algo que a gente tem chamado a atenção desde abril do ano passado, quando o governador Rui Costa resolveu trazer para a Bahia esse modelo que é referência em outros estados do Nordeste, especificamente no Ceará. É uma vontade do governador de regionalizar as ações de saúde”, disse. De acordo com ele, o Governo do Estado não pode construir em todos os municípios uma policlínica com determinada estrutura, com isso fez-se um estímulo em cada região para se organizarem em consorcio construindo assim uma unidade de saúde para atender todos os municípios consorciados. “Desde abril do ano passado que viemos provocando, sobretudo, o gestor municipal de Santo Antônio de Jesus para que ele possa se mobilizar. Eu acho que acabe a ele liderar esse protagonismo, a construção desse consorcio e, construir todo o caminho para que ele convencesse os outros prefeitos consorciados que Santo Antônio é a localização mais interessante. A cidade tem mais estrutura para sediar a policlínica regional. O Tempo está passando e lamentavelmente a gente percebe que a gestão assiste na arquibancada o jogo ser jogado e não entra em campo”, declarou. O deputado ressaltou que é um desejo do Governador Rui Costa (PT), a vinda dessa policlínica, mas que isso depende principalmente das articulações e mobilização dos gestores municipais.

Redação Voz da Bahia

9 comentários
13
Mai
Parlamento Europeu diz que afastamento de Dilma é um passo para o golpe
Postado por: Débora Ayane / 17:32h

O Grupo da Esquerda Unitária (GUE) do Parlamento Europeu, que integra os deputados do PCP e BE, considerou hoje que o processo de afastamento da presidente brasileira, Dilma Rousseff, é “um passo para um golpe de Estado”. A aprovação pelo senado brasileiro do procedimento para afastar Dilma Rousseff, presidente eleita do Brasil, é um passo decisivo imposto pela direita e pela oligarquia brasileira para um golpe de Estado, com a interferência dos Estados Unidos”, lê-se num comunicado divulgado nesta sexta-feira (13) pelo GUE.O grupo do Parlamento Europeu salienta ainda que é preciso lembrar que "os argumentos usados não resultam de qualquer processo penal e que o processo é liderado por membros com um histórico conhecido de irregularidades e atividades ilegais, que estão sendo investigadas judicialmente”. Ontem, o Senado brasileiro aprovou a admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff, com 55 votos a favor e 22 contra.

 

Michel Temer

Sobre o presidente interino, Michel Temer, o grupo parlamentar salientou que ele é alvo de acusações de corrupção e suborno.Michel Temer é, desde quinta-feira, presidente interino do Brasil depois de Dilma Rousseff ter sido afastada temporariamente pelo Senado por um prazo máximo de 180 dias, por suspeitas de irregularidades orçamentárias, como despesas não autorizadas.O GUE acrescenta que “as forças mais reacionárias e o imperialismo nunca aceitaram o processo de mudança que começou em 2002, com a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, e procederam desde então a uma escalada de interferência e destabilização para derrubar o governo eleito democraticamente”.Nos próximos seis meses, o Senado brasileiro vai julgar Dilma Rousseff, em um processo presidido por um juiz do Supremo Tribunal Federal. A chefe de Estado só será afastada definitivamente se for condenada por uma maioria de dois terços dos membros do tribunal.

Comente agora
13
Mai
Governo quer cortar 4 mil cargos comissionados, diz Romero Jucá
Postado por: Débora Ayane / 17:04h

O ministro Romero Jucá (PMDB-RR), do Planejamento, afirmou nesta sexta-feira (13) que o governo do presidente em exercício, Michel Temer, quer cortar até 4 mil cargos de confiança e funções gratificadas, o que representa 18,4% do total. O governo federal tem hoje 21,7 mil cargos comissionados, sendo 16.085 ocupados por servidores de carreira e 5.615 por não concursados.Jucá concedeu entrevista à imprensa ao lado dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Ricardo Barros (Saúde), depois da primeira reunião ministerial liderada por Temer.Segundo o ministro do Planejamento, o governo dá gratificação de 51 formas diferentes, o que será revisto. "Queremos em 31 de dezembro de 2016 tenha diminuído 4 mil postos desse tipo de gratificação ou contratação", disse. Jucá ressaltou que o número pode ser ampliado, conforme a necessidade.O corte é semelhante ao proposto pelo governo Dilma no ano passado, de redução de 3 mil postos. Segundo Jucá, isso não foi cumprido. Até fevereiro de 2016, a gestão petista havia cumprido 18,7% da meta, com a extinção de 562 cargos, de um total de 22 mil.Para o ministro do Planejamento, o corte não resolve a questão do gasto público, "mas é um posicionamento que o governo deve tomar como exemplo para a sociedade".

Comente agora
13
Mai
‘Não tem renúncia’, diz Waldir Maranhão sobre deixar a presidência da Câmara
Postado por: Débora Ayane / 16:01h

O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), disse nesta sexta-feira (13) que não pretende renunciar ao cargo que ocupa desde que o então presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi afastado pelo Supremo Tribunal Federal. “Sem renúncia. Não tem renúncia. Vamos administrar o país”, disse ele rapidamente ao chegar à Câmara dos Deputados. A especulação sobre uma possível saída de Maranhão teve início quando ele tentou, por meio de um ato, anular a sessão que encaminhou ao Senado a análise sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Posteriormente, integrantes de partidos e da Mesa pediram sua renúncia. Um dos deputados com quem Maranhão tem conversado sobre a forma como conduzirá os trabalhos da Casa é o primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP). Ele também diz não ver motivos para que o atual presidente deixe o cargo. “Acho que a gente tem de ajudar a equacionar as coisas e a governar as coisas aqui na Casa. Logicamente ele é o presidente e tem de dar o tom. Mas essa ideia de alguns partidos quererem derrubá-lo à força porque têm seus próprios candidatos, isso é falta de ser brasileiro”, disse Mansur.

Comente agora
13
Mai
PMDB começa a definir nomes para lideranças no Congresso
Postado por: Débora Ayane / 13:55h

Luiz Felipe Baleia Rossi (PMDB-SP) é o nome mais cotado na Câmara para assumir a liderança do partido do presidente da República interino Michel Temer. Segundo peemedebistas envolvidos nas articulações das mudanças no Congresso provocadas pela chegada do novo governo, Baleia Rossi já conseguiu construir consenso na bancada para substituir Leonardo Picciani (RJ), empossado como ministro do Esporte. No primeiro mandato, Rossi conquistou mais de 208,3 mil votos nas últimas eleições, sendo o mais votado do PMDB no estado. O parlamentar formado em direito já foi deputado estadual e vereador de Ribeirão Preto aos 20 anos, reeleito duas vezes. Nas mãos de Temer está agora a decisão sobre o líder do governo na Casa. Na corrida pela vaga, que só deve ser anunciada na próxima semana, André Moura (PSC-SE) é um dos candidatos, mas a aposta mais forte recai sobre o nome de Rodrigo Maia (DEM-RJ). Para esta vaga, não há uma disputa, depende apenas de uma decisão do presidente da República. Com o afastamento da presidente Dilma Rousseff e a ascensão do novo comando do país, os próximos dias devem ser marcados ainda por mudanças das lideranças dos blocos da maioria e minoria nas duas Casas Legislativas. No Senado, ainda pairam dúvidas. A aposta de peemedebistas é de que Eunício Oliveira (PMDB-CE), próximo de Temer, e atual líder do partido na Casa, continue nesta função, com vistas a substituir Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência da Casa a partir de fevereiro de 2017. Resta um nome para ocupar a liderança do governo no Senado e outro para a liderança do governo no Congresso. Um dos nomes fortes é o do senador Valdir Raupp (RO). A avaliação entre os peemedebistas ouvidos pela Agência Brasil é que as conversas, e uma definição para estes postos, estarão entre as prioridades da próxima semana, tendo em vista, a articulação urgente que deverá ser feita para que o Congresso aprove novas medidas de resgate da economia brasileira.(Agência Brasil)

Comente agora
13
Mai
Joaquim Barbosa: "Governo de Temer não é legítimo"
Postado por: Dulce Santana / 11:35h

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal comentou a atual situação do processo de impeachment e disse não reconhecer Michel Temer como um presidente legítimo. Como informa o site de Sidney Rezende, Barbosa declarou em uma palestra que "é muito grave tirar a presidente do cargo e colocar em seu lugar alguém que é seu adversário oculto ou ostensivo, alguém que perdeu uma eleição presidencial ou alguém que sequer um dia teria o sonho de disputar uma eleição para presidente". Segundo ele, o "país terá de conviver por mais 2 anos com essa anomalia". Barbosa disse ainda que a população não teve sua opinião levada em conta e que novas eleições seriam a melhor alternativa para apaziguar a crise política, mas reconheceu os empecilhos constitucionais para tal. O único caminho possível para tal, na visão de Barbosa, seria se uma renúncia de Dilma e do vice. Mesmo criticando o processo e os políticos que assumiram o poder interino, Barbosa disse que a presidente "não soube conduzir o país". E completou: "Ela agiu como se governasse para o seu grupo político e para os seus aliados de ocasião. Ela não soube se comunicar com a nação. Ela fez péssimas escolhas e cometeu erros imperdoáveis", disse.

Comente agora
13
Mai
Ministério das Cidades diz que prestações do 'Minha Casa' subirão 237%
Postado por: Dulce Santana / 11:10h

O Ministério das Cidades informou que as prestações do programa "Minha casa, minha vida" ficarão 237,5% mais caras a partir de junho para os beneficiários da faixa 1. O percentual refere-se ao valor máximo, que passará de R$ 80 para R$ 270 por mês, válidos para quem tem rendimento de R$ 1.200,01 a R$ 1.800. Já o valor mínimo, para famílias com renda até R$ 800, subirá 220%: de R$ 25 para R$ 80. De acordo com o ministério, os novos valores passarão a valer para contratos assinados com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil a partir do dia 1º de julho. Em nota, o ministério alegou que os reajustes se devem à “atualização dos custos da construção” e às “melhorias estabelecidas nesta nova fase”, referindo-se à terceira fase do programa, que prevê a construção de dois milhões de imóveis até 2018. 

Comente agora
13
Mai
Novo ministro da justiça diz que irá combater ações violentas de manifestantes
Postado por: Dulce Santana / 10:06h

O discurso dos movimentos sociais pró-governo é que, caso ocorresse o afastamento da presidente Dilma Rousseff, as manifestações nas ruas iriam ser constantes. Porém com a nova composição do governo Temer, pode haver um “combate” a esses protestos. Isso porque o recém-empossado ministro da Justiça, o ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, afirmou que a atuação violenta de movimentos de esquerda deverá ser combatida. "A partir do momento que seja MTST, ABC, seja ZYH, que deixam o livre direito de se manifestar para queimar pneu, colocar em risco as pessoas, aí são atitudes criminosas que vão ser combatidas, assim como os crimes", disse à Folha de São Paulo. Nas últimas semanas, Moraes foi criticado por movimentos sociais por ter autorizado a entrada da Polícia Militar no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo para cumprir a reintegração de posse do local, ocupado por estudantes que protestavam por fornecimento de merenda. O ministro também chamou de "atos de guerrilha" protestos realizados em São Paulo no início desta semana contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Comente agora
13
Mai
Dilma Rousseff planeja ocupar seu tempo com ópera e livrarias
Postado por: Dulce Santana / 09:40h

A presidente afastada Dilma Rousseff não recebeu visitas e passou as suas últimas 48 horas antes de assinar o termo de seu impedimento somente na companhia de assessores e ex-ministros. "Sabemos que muitos já nos abandonaram", afirma um auxiliar. Na residência oficial, onde deve morar nos meses até a definição de seu destino político se resolver, almoçaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nitidamente abatido, e auxiliares presidenciais. Dilma não se deixou sucumbir e fazia brincadeiras e planos para os meses à frente. O ex-presidente prometeu voltar a Brasília na semana que vem e montar com ela uma agenda de compromissos. Dilma viajará a Porto Alegre, só retornando na próxima quarta-feira. Ao longo da crise, a presidente deixou escapar sua vontade de frequentar óperas e passar tempo em livrarias. De acordo com a Folha de S. Paulo, amigos teriam sugerido uma temporada fora do país para descomprimir. Especialistas em Dilma destacam sua aversão a pedir desculpas e, talvez por isso, nunca tenha feito, de fato, um mea-culpa pela crise econômica. Nesta quinta (12), proferiu seu discurso de despedida limitando-se a admitir que "pode ter cometido erros". Dilma não titubeou um segundo sequer na solenidade de despedida no Palácio do Planalto, porém a ex-ministra Kátia Abreu não conseguiu segurar as lágrimas. A presidente acredita que será absolvida, mas parece não suprir grandes esperanças de um dia voltar ao cargo. (Notícia ao Mintuo)

Comente agora
13
Mai
Deputado promete denunciar prefeito de Candeias ao MP por crime ambiental
Postado por: Dulce Santana / 09:19h

Uma emenda encaminhada pelo prefeito da cidade de Candeias, região metropolitana de Salvador, à Câmara Municipal no início desta semana, pode acabar com um dos patrimônios cultural e de lazer que fica no Porto de Aratu, a Prainha. Aprovado pela Câmara e sancionado em maio em 2015 pelo prefeito Sargento Francisco (PSD), o Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal (PDDM), determina que a área, conhecida como Prainha, deve ser preservada na integridade ambiental, pois já está incorporada ao contexto cultural e de lazer e consolidada como balneário da região. O Projeto de Lei 13/16, agora no Legislativo, dispõe sobre alteração da Lei 924/15 o que permitiria a total modificação do ambiente destruindo um patrimônio da Cidade das Luzes. A retirada da determinação de “Zona Especial Portuária Consolidada” pode servir a interesses econômicos permitindo a construção de qualquer empreendimento que não seja de interesse social ou da comunidade de Candeias. Diante da situação, o deputado estadual Marcell Moraes (PV) promete denunciar o prefeito Sargento Francisco ao Ministério Público (MP). "O que este cidadão ganhará com a construção desse Porto na Prainha em detrimento do meio ambiente e de toda população local? Pelo que consta existe outra área onde é possível a construção do equipamento sem afetar o balneário, mas ele insiste em acabar com a proteção ambiental da área já incorporada ao contexto cultural e de lazer da região", questiona o parlamentar. E continua: "esse irresponsável não pode ficar impune diante de uma decisão catastrófica dessa. E também não é possível que os vereadores de Candeias compactuem com este comportamento no mínimo suspeito do senhor Sargento Francisco", disse Marcell Moraes que já entrou no próprio MP contra a construção do Porto no local, e fez várias críticas no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). (Bocão News)

Comente agora
13
Mai
Câmara dá a Cunha direito a salário de R$ 33,7 mil
Postado por: Dulce Santana / 09:16h

Mesmo afastado da presidência da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) vai receber, por tempo indeterminado, o salário integral como deputado, equivalente a R$ 33,7 mil. Além disso, ele manterá o acesso à verba mensal de gabinete para a contratação de funcionários de R$ 92 mil, podendo manter todos os funcionários que tem hoje em seu gabinete. Terá direito, também, a permanecer na residência oficial da Câmara, à segurança pessoal e à assistência de saúde, além de carro e uso do avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para se locomover. O ato da Mesa Diretora que estabelece os direitos de Cunha, elaborado pelo primeiro-secretário da Mesa, Beto Mansur (PRB-SP), já está pronto, e depende da assinatura do presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), e dos demais integrantes da mesa. Segundo Mansur, as regras fixadas pela Câmara seguem, rigorosamente, o mesmo parâmetro fixado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para a presidente Dilma Rousseff durante seu afastamento nos 180 dias previstos para o julgamento do mérito do processo de impeachment na Casa. “Fizemos a simetria com o caso da Dilma. Se ela tem direito a garçom, ele também tem”, disse Mansur.

Comente agora
13
Mai
Piripá: Ex-prefeito é punido por pagamento irregular de servidores
Postado por: Redação Voz da Bahia / 09:06h

O ex-prefeito de Piripá, na região de Vitória da Conquista, Anfrísio Barbosa Rocha foi punido pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por irregularidade no pagamento de servidores da educação no exercício de 2010. Em sessão desta quinta-feira (12), a corte de contas ainda multou o ex-gestor R$ 3 mil. De acordo com o relator do processo, conselheiro José Alfredo Dias, ficou determinado a devolução de R$34.969,79, com recursos pessoais, pelo pagamento em duplicidade de diversos servidores lotados na Secretaria de Educação. Ainda segundo o TCM, o pagamento da folha de servidores foi realizado com cheques não nominativos. Foi constatado também que profissionais da área administrativa da educação, com vínculo efetivo, estavam cadastrados na folha de pagamento relativa aos meses de novembro e dezembro como se exercessem a função de profissionais do magistério, como forma de alterar os índices de aplicação dos recursos do Fundeb. Ainda cabe recurso da decisão. (Blog do Anderson)

Comente agora
13
Mai
Ordem de Temer é privatizar 'o que for possível', diz novo ministro dos Transportes
Postado por: Dulce Santana / 08:03h

Ao assumir um turbinado ministério dos Transportes, que vai acumular as secretarias de Aviação Civil e de Portos, Maurício Quintella afirmou que a ordem do presidente interino Michel Temer é privatizar "o que for possível" na área de infraestrutura. Antecipando que "provavelmente" será necessário mudar o marco regulatório, o deputado federal por Alagoas, que deixou a liderança do PR para votar pelo impeachment na Câmara, disse que é preciso criar um clima de confiança que atraia investimentos do setor privado. "Privatizar e conceder o máximo possível é a palavra de ordem do governo na aérea de infraestrutura. Temos de buscar parceiros e investidores. Para isso, é preciso que haja ambiente de confiança. O Brasil neste momento não tem dinheiro para fazer investimentos suficientes", afirmou. Na opinião do novo ministro, o país vive um momento de "muita restrição" e será necessário trabalhar para recuperar a confiança e a credibilidade. Ele informou que o atual secretário de Transporte e Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Dário Lopes, assumirá a Secretaria de Aviação Civil e que um quadro do PMDB, ainda não definido, ocupará a de Portos. Por ter participado em esquema de desvio de recursos públicos no seu estado, Quintella foi condenado pela Justiça Federal em 2014.

Comente agora
13
Mai
Governo de Temer deve passar pente fino nas estatais
Postado por: Dulce Santana / 07:43h

O governo do presidente em exercício Michel Temer tem como uma das missões passar um pente-fino nas empresas estatais, incluindo a Petrobras, alvo de envolvimentos em corrupção nos últimos anos. Conforme informação do O Globo, a ideia é corrigir os excessos, impor uma gestão mais bem avaliada pelo mercado financeiro e aumentar o grau de eficiência das empresas. É o que se comenta entre os interlocutores do novo governo. Segundo o portal, Temer planeja não apenas substituir nomes, mas fazer uma devassa nos contratos das empresas, a fim de cortar as despesas e aumentar a confiança. No entanto, isso não significa que as estatais não continuarão aparelhadas. Se, antes, seu comando era dividido entre PT, PMDB e PP, com a saída dos petistas, os políticos dos dois últimos partidos continuarão a fatiar as empresas. O peemedebista Eliseu Padilha deve coordenar essa movimentação e orientar a renegociação dos contratos de cada uma das estatais. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, vai participar da escolha dos substitutos de Aldemir Bendine (Petrobras) e Alexandre Abreu (BB), mas isso será feito com calma, para não criar turbulências no mercado financeiro, afirmaram interlocutores.

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com