As comentadas


Boa noite , Segunda-feira, 02/05/2016








Enquete



Reflita

Blog

Política

14
Mar
PMDB de SC é o primeiro a sair oficialmente do governo
Postado por: Anacley Souza / 21:27h

Mesmo tendo o PMDB optado por permanecer ao lado da presidente Dilma por pelo menos 30 dias, o diretório do partido em Santa Catarina já decidiu desembarcar nesta segunda-feira (14) do governo petista. Esta foi a primeira saída oficial de parte da sigla. Segundo a Folha de S.Paulo, o senador Dário Berger afirma que a decisão foi tomada em reunião nesta tarde. "O PMDB de Santa Catarina, presidido pelo deputado federal Mauro Mariani, foi o primeiro no Brasil a fazer o grito de independência do governo federal de forma prática", escreveu o senador em sua página no Facebook. O apoio à saída do partido da administração petista já teria sido manifestado pelo grupo catarinense durante a Convenção Nacional da sigla, ocorrida em Brasília no último sábado (12). Indicados pelo PMDB de Santa Catarina, o presidente da Eletrosul, Djalma Berger, e o da Embratur, Vinícius Lummertz, entregarão seus cargos. Berger disse que a decisão foi tomada na tarde desta segunda no diretório estadual, com a presença do próprio Berger, de Mariani, do vice-governador Pinho Moreira, de Djalma Berger e Vinícius Lummertz, além do diretor administrativo da Eletrosul, Paulo Afonso Evangelista Vieira, e do ex-senador Casildo Maldaner.

Comente agora
14
Mar
STJ nega recurso do 'Japonês da Federal', citado em caso de corrupção
Postado por: Anacley Souza / 20:56h

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um recurso de três réus da Operação Sucuri, deflagrada em 2003, contra 19 policiais federais, além de agentes da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Um dos envolvidos no caso é o agente Newton Hidenori Ishii, que ficou conhecido como “Japonês da Federal”, ao aparecer constantemente escoltando presos da Operação Lava Jato. À época, as investigações mostraram que os agentes facilitavam a entrada de contrabando no país, pela fronteira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Segundo o advogado Oswaldo Loureiro de Mello Júnior, que defende Ishii e outros 14 réus, os processos decorrentes da Operação Sucuri ainda estão correndo na Justiça e nenhum dos acusados cumpriu qualquer pena. O caso, contudo, segue sob segredo de Justiça. Em 2009, o juiz federal Pedro Carvalho Aguirre Filho, que coordenava os processos em Foz do Iguaçu, emitiu uma nota esclarecendo apenas que os agentes federais condenados haviam recebido penas que variavam entre oito anos, um mês e 20 dias de reclusão, além de 160 dias-multa a quatro anos e oito meses de reclusão e 100 dias-multa. "Um denunciado do grupo de contrabandistas foi absolvido de todas as acusações, bem como do grupo de servidores públicos federais, réus nas ações penais decorrentes da Operação Sucuri, foram absolvidos quatro Agentes de Polícia Federal e dois Técnicos da Receita Federal", explicou Aguirre Filho, sem detalhar os nomes dos réus. Na decisão do STJ, tomada pelo ministro Félix Fischer, há um trecho que trata da redução de pena para quatro anos, dois meses e 21 dias de prisão, em regime semiaberto e mais 95 dias-multa. Todavia, o texto do magistrado não deixa claro sobre qual dos três apelantes terá a pena reduzida. A defesa de Ishii diz que ele foi condenado apenas a pagar cestas básicas. (Globo)

Comente agora
14
Mar
MPF pede que Odebrecht e demais investigados devolvam R$ 7,3 bilhões à Petrobras
Postado por: Anacley Souza / 20:40h

A força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) que atua nas investigações da Operação Lava Jato ajuizou ação de improbidade administrativa contra a empreiteira Odebrecht, ex-executivos da empresa e ex-diretores da Petrobras. Na ação, o MPF pede que todos os citados devolvam R$ 7,3 bilhões e fiquem proibidos de contratar com a administração pública. A ação foi ajuizada no último sábado (12). De acordo com o MPF, há evidências de que a Odebrecht, isoladamente ou por meio de consórcios, pagou propina em 12 obras da Petrobras, entre elas a Refinaria Abreu e Lima e o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Do valor total do pedido de indenização, R$ 520,5 milhões referem-se ao valor de propina paga, R$ 1,5 bilhão ao pagamento de multa civil e R$ 5,2 bilhões pelos danos morais coletivos. Nomes – Os ex-funcionários da Petrobras citados são Renato Duque, Paulo Roberto Costa, Celso Araripe Pedro Barusco. Os investigados ligados à Odebrecht são Marcelo Odebrecht, Marcio Faria da Silva, Rogério Araújo, Paulo Sérgio Boghossian e Cesar Rocha. A Odebrecht, por meio da Odebrecht S/A e a Construtora Norberto Odebrecht S/A, declarou que a empresa foi surpreendida com a ação de improbidade e a considerou inconsistente. (Agência Brasil)

Comente agora
14
Mar
SSP diz que número de assaltos a bancos na Bahia caiu 63% em 2016
Postado por: Anacley Souza / 20:25h

Nos dois primeiros meses de 2016 o número de assaltos a banco no Estado da Bahia apresentou uma redução de 63%, se comparado ao mesmo período do ano passado. As informações são da Secretaria de Segurança Pública (SSP). De acordo com a pasta, o número engloba ações como explosões de caixas eletrônicos, arrombamentos, e diversas outras modalidades. Os dados foram anunciados na reunião de avaliação semanal, realizada na tarde desta segunda-feira (14), na sede da SSP, coordenada pelo secretário Maurício Teles Barbosa. De acordo com Barbosa, foram 17 casos registrados nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, enquanto em 2015, no mesmo período, tinham sido computadas 46 ações criminosas contra estabelecimentos financeiros. A utilização de explosivos nos roubos a SSP também teve diminuição, segundo a SSP. No ano passado foram 35 casos, ao passo que, em 2016, as quadrilhas usaram este tipo de artefato em 13 ocasiões. “Hoje estamos também comemorando a atuação das unidades especializadas no combate ao crime organizado. As ações integradas de inteligência e a parceria com o Exército na fiscalização da venda de explosivos nos renderam esse excelente começo de ano”, ressaltou Barbosa. Ele acrescentou ainda que os encontros com representantes dos bancos também resultaram em atitudes para ampliação dos sistemas de seguranças das instituições financeiras. “Estamos com novos efetivos capacitados nas academias das polícias Militar e Civil e colocaremos alguns desses servidores para reforçar o interior”.

Comente agora
14
Mar
Dilma escolhe Eugênio Aragão para o Ministério da Justiça
Postado por: Anacley Souza / 19:42h

A presidenta Dilma Rousseff decidiu substituir o atual ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, que assumiu no início do mês. Em seu lugar, ela nomeou o sub-procurador geral da República Eugênio José Guilherme de Aragão. Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal decidiu que Wellington deveria pedir exoneração do cargo de promotor de Justiça do Ministério Público da Bahia, caso quisesse permanecer o cargo. A decisão foi tomada após questionamento feito à Corte sobre a impossibilidade de membros do Ministério Público assumirem cargos do Executivo. A mudança foi informada há pouco pelo Palácio do Planalto, por meio de nota à imprensa. O comunicado informa que o próprio Wellington Silva apresentou pedido de demissão. Segundo o texto, Dilma o agradece pelo "seu compromisso e desprendimento". (Uol)

Comente agora
14
Mar
Lula deve viajar a Brasília e conversar com Dilma sobre ministério
Postado por: Anacley Souza / 19:21h

Com a quantidade de pessoas que participaram das manifestações deste domingo (13) contra o PT e o governo, o ex-presidente Lula decidiu viajar a Brasília e discutir a possibilidade de ser nomeado para algum cargo com Dilma Rousseff. Segundo a Folha de S. Paulo, a decisão foi tomada nesta segunda (14), mesmo dia em que o Ministério Público de São Paulo decidiu encaminhar o processo contra o petista ao juiz Sergio Moro. Na última semana, Lula teria dito que não tomaria nenhuma decisão com relação ao cargo enquanto a juíza não tomasse uma posição sobre o pedido de prisão preventiva. No entanto, com a Justiça Federal se envolvendo, a análise é que a juíza teria "amarelado" e que Lula não poderia esperar uma resolução da Lava Jato.

Comente agora
14
Mar
Lei de Repatriação não dará benefícios a senadores, deputados e servidores públicos
Postado por: Anacley Souza / 18:35h

Todos os detentores de cargos, empregos ou funções públicas de direção ou eletivas, como senadores e deputados, não poderão aderir aos benefícios da Lei de Repatriação. O mesmo ocorre com os respectivos cônjuges e os parentes consanguíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, em 13 de janeiro de 2016, data da lei. A medida atinge o Judiciário, Legislativo e Executivo. A instrução normativa com as regras será publicada nesta terça-feira (15) no Diário Oficial da União, informou nesta segunda (14) o secretário de Tributação e Contencioso da Receita Federal, Luiz Fernando Teixeira Nunes. A Lei de Repatriação (Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária - Rerct), permite a declaração voluntária de recursos, bens ou direitos de origem lícita, não declarados ou declarados incorretamente, remetidos ou mantidos no exterior ou ainda repatriados por residentes ou domiciliados no país. A partir de 4 de abril, a Declaração de Regularização Cambial e Tributária (Dercat) ficará disponível no site da Receita Federal para os interessados em regularizar os valores devidos à União. A lei oferece incentivos para quem declarar bens e recursos adquiridos até 31 de dezembro de 2014. Em troca da anistia de crimes relacionados à evasão de divisas, o contribuinte pagará 15% de Imposto de Renda e 15% de multa, totalizando 30% do valor repatriado. Sem a nova lei, o devedor teria de pagar multa de até 225% do valor devido, além de responder na Justiça e na esfera administrativa, dependendo do caso. “Se R$ 1 mil, o devedor pagará R$ 150 e mais R$ 150”, disse Luiz Fernando.

Comente agora
14
Mar
Periferia não protestou, mas também não está satisfeita com o governo
Postado por: Débora Ayane / 17:54h

As centenas de milhares de pessoas que protestaram nas ruas do Brasil inteiro impressionando a mídia e o governo. Porém, muito foi debatido sobre o tipo de manifestantes que gritavam contra a corrupção no eixo Rio-São Paulo, por exemplo. Foi ocaso do empresário do Flamengo, que levou a sua babá para o manifesto no domingo (13). As pessoas que se reuniram para protestar foram classificadas como "elite", destacadas pela cor branca, alto índice de escolaridade e classe social média-alta. A revista britânica The Economist chamou o fenômeno de "revolução do cashmere". Segundo o Datafolha e os pesquisadores da USP-Unifesp-OpenSociety chegaram à conclusão, a partir de várias pesquisas, que cerca de 70% dos que costumam participar dos protestos anti-Dilma ganham mais de cinco salários mínimos por mês.Segundo El País, outras milhares de pessoas estiveram alheias ao que acontecia na Avenida Paulista. Apesar de não se somarem aos protestos deste domingo, todos os entrevistados pelo jornal não estão satisfeitos com o Governo Dilma. A maioria deles é favorável ao impeachment, mas não acreditam em uma mudança para melhor.

Comente agora
14
Mar
Vinicius Gurgel oficializa renúncia à vaga no Conselho de Ética da Câmara
Postado por: Débora Ayane / 17:26h

O deputado Vinícius Gurgel (PR-AP) oficializou nesta segunda-feira (14) sua renúncia definitiva à vaga de titular no Conselho de Ética da Câmara. Ao G1, ele disse que a saída do colegiado se deve a problemas “familiares e de saúde”.O deputado Laerte Bessa (PR-DF) deve assumir a vaga de Gurgel, mas a indicação ainda não foi oficializada pelo líder do PR, deputado Maurício Quintella Lessa (AL).Homem da tropa de choque do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Gurgel estava ausente do conselho no dia 1º de março e renunciou por um dia para dar lugar a outro aliado na votação do relatório que pedia a continuação do processo contra o peemedebista.A estratégia impediu que um parlamentar suplente do PT, adversário a Cunha, votasse na sessão. Menos de 12 horas depois, Gurgel já havia reassumido como titular. Apesar da manobra, o relatório acabou aprovado por 11 votos a 10 na madrugada do dia 2 de março.Em reportagem publicada no dia 9 de março, o jornal “Folha de S.Paulo” apontou suspeita de fraude no documento de renúncia temporária. O jornal consultou peritos que, em seus laudos grafotécnicos, apontaram que a assinatura que consta da carta de renúncia é uma falsificação "grosseira" e "primária".Um grupo de parlamentares de oito partidos acionou a Procuradoria Geral da República para que Vinícius Gurgel seja investigado por falsidade ideológica, uma vez que ele confirma ser sua a assinatura, apesar dos laudos periciais. Na quarta-feira, ao justificar a assinatura Gurgel disse que, um dia antes de assinar o documento, havia misturado álcool e remédios tarja preta.

Comente agora
14
Mar
Governo reconhece que manifestações foram vigorosas, diz Jaques Wagner
Postado por: Débora Ayane / 16:41h

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse hoje (14), após a reunião da coordenação política com a presidenta Dilma Rousseff, que o governo reconhece que as manifestações ocorridas nesse domingo (13) foram “vigorosas”, mas que também foram produzidas por federações de empresas.“O que não tira o seu valor. Nessa manifestação tem uma agenda que considero negativa porque não tem uma proposição. Tem um “tira fulana” e pronto. Isso não vai resolver o problema do Brasil. Impeachment não é remédio nem para impopularidade nem para crise econômica. De qualquer forma, deve ter animado a oposição”.Segundo o ministro, o governo não tem “nada de bombástico para anunciar” como resposta às ruas. “O que a gente vai fazer é apressar o que já vem fazendo. Tem vários componentes, mas o componente que considero fundamental é o da economia. Se a economia estiver apontando desemprego e diminuição da atividade econômica, não há alegria nas pessoas. Se você tem um processo que é de baixa da atividade econômica, evidentemente que há um mau humor no comércio, na casa das pessoas, nas famílias. Este [retomada econômica] é o único remédio que eu acho que tem que ser feito e esse remédio está sendo pensado”, acrescentou.

Comente agora
14
Mar
Juíza encaminha denúncia contra Lula para Moro
Postado por: Débora Ayane / 15:56h

A Justiça de São Paulo encaminhou a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Justiça Federal. Segundo o G1, o processo apresentado pelo Ministério Público paulista, no qual denuncia o petista e mais 15 pessoas, ainda pede a prisão preventiva. O processo está em segredo de justiça. “Como consequência lógica pela declinação da competência, absoluta, deixo de analisar os pedidos de cautelares formulados na denúncia, bem como o pedido de prisão preventiva, entendendo que não há urgência que justifique a análise por este Juízo, até porque os requerimentos já foram todos divulgados publicamente pelo próprio MPSP, sendo de conhecimento inclusive dos indiciados”, disse a juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira.

Comente agora
14
Mar
Os protestos irão impactar no impeachment de Dilma? Entenda
Postado por: Débora Ayane / 15:37h

A quantidade expressiva de brasileiros nas ruas nas manifestações do domingo (13), deve alavancar o país para mudanças profundas, tanto nas vias constitucionais, que seria caracterizado pelo impeachment no Congresso Nacional, quanto por julgamento dos processos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou até pela renúncia. Esta última somente a própria presidente Dilma Rousseff poderá decidir. O colunista Matheus Leão, do G1, refere que, tirando uma presença minoritária da direita, representada pelo polêmico deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), seguido por apoiadores da igreja evangélica, o que se notou nas ruas foi um golpe duro para o governo. Em meio a esse cenário conturbado na política brasileira, a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um ministro de peso do governo pode ser uma importante cartada para tentar salvar o governo petista, porém é um movimento que gera instabilidades e incertezas também. O cientista político Jairo Nicolau, professor da UFRJ, diz que "É uma jogada de grande risco porque se o governo afunda, também afunda a réstia de possibilidade de o PT ter um candidato competitivo em 2018. Será melhor se preservar e esperar 2018? É um jogo complexo para todos os jogadores. E tem um jogador que é o mais imprevisível, a Lava Jato".

Comente agora
14
Mar
Edvaldo Brito será candidato a prefeito de Salvador se reunir partidos da base, diz Otto
Postado por: Débora Ayane / 15:24h

Antes pré-candidato a prefeito de Salvador pelo PTB, o vereador Edvaldo Brito, agora no PSD, só irá concorrer ao Palácio Tomé de Sousa se conseguir arregimentar a base de apoio ao governador Rui Costa em seu favor. A afirmação é do senador Otto Alencar, presidente do PSD no estado. “A candidatura dele tem que ser incorporada pelo governador. Eu não acho correto essa estratégia de lançar várias candidaturas. Tem que escolher um [candidato] e todo mundo da base apoiar. Rui está muito forte na cidade, não precisa da pulverização”, defendeu o senador. Ainda de acordo com Alencar, “com a história e a experiência de quem já foi prefeito”, se Edvaldo Brito quiser, ele será candidato. “Ele tem muita experiência”, ressaltou.

Comente agora
14
Mar
Dilma pede diálogo com o Congresso para conter impeachment, diz líder
Postado por: Débora Ayane / 14:09h

O líder do governo no Congresso Nacional, senador José Pimentel (PT-CE), afirmou nesta segunda-feira (14) após se reunir com a presidente Dilma Rousseff e ministros da coordenação política, que a petista pediu que seus auxiliares busquem dialogar com integrantes da base e da oposição no parlamento para tentar conter o processo de impeachment.Na reunião desta segunda-feira da coordenação política, Dilma avaliou com nove ministros o impacto das manifestações deste domingo (13) no processo de impeachment que ela enfrenta no Congresso.Os protestos deste fim de semana, que ocorreram em mais de 300 municípios. foram os maiores já registrados contra o governo Dilma. Além da presidente, também foram alvos constantes dos manifestantes o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT.Segundo levantamento do G1, a Polícia Militar contou 3,6 milhões de pessoas nas ruas do país, e os organizadores, 6,8 milhões. O maior número de participantes havia sido registrado no protesto de 15 de março do ano passado: 2,4 milhões, segundo a PM, e 3 milhões pelos dados dos organizadores.Segundo o líder do governo, Dilma demonstrou em meio à reunião estar “tranquila” em relação aos protestos que levaram milhões de pessoas às ruas do país neste domingo (13).

Um comentário
14
Mar
Sarney diz que Dilma deve ficar no governo só até julho
Postado por: Débora Ayane / 13:29h

O ex-presidente José Sarney fez uma avaliação a interlocutores, na qual considera que o governo da presidente Dilma Rousseff não deve se estender muito. Segundo a revista Época, Sarney teria dito que, diante da crise política e econômica que o Brasil enfrenta, a presidente Dilma deve permanecer no Palácio do Planalto apenas até julho.

Comente agora
14
Mar
Leia a íntegra do depoimento de Lula na Operação Lava Jato
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:23h

A Justiça Federal do Paraná disponibilizou a íntegra do depoimento prestado pelo ex-presidente Luiz Inácio da Silva à Polícia Federal no âmbito da Lava Jato no último dia 4. Na data, Lula foi levado coercitivamente até o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para prestar esclarecimento. Em um dos trechos o ex-presidente diz que visitava o sítio com menos frequência do que gostaria. Segundo ele, duas vezes por mês desde 2011.

Comente agora
14
Mar
Samara Braga é confirmada como primeira pré-candidata trans em Alagoinhas pelo Psol
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:14h

Após sua pré-candidatura à prefeita ter sido negada pelo Psol, Samara Braga foi oficializada pela legenda como a primeira prefeiturável transgênero em Alagoinhas, no Agreste baiano. A decisão foi tomada por unanimidade neste final de semana, durante reunião do Diretório Municipal de Alagoinhas. Samara tem o apoio do presidente estadual do Psol, Ronaldo Santos, que esteve presente na reunião e influiu no resultado. A pré-candidata destacou que sua plataforma levanta as bandeiras da comunidade LGBT e da população negra no município. “Elas precisam ter vagas no mercado de trabalho para que não continuem recorrendo à prostituição como a única fonte de renda e de sobrevivência. Meu projeto vai defender que elas possam trabalhar e exercer livremente a identidade de gênero sem sofrer retaliações e preconceito”, pontuou Samara, em menção à condição das mulheres trans, como ela. Samara lançou, durante o encontro, uma proposta de projeto de lei para ser encaminhado à Câmara dos Vereadores da cidade, que determina às empresas instaladas em Alagoinhas a inclusão, no mercado de trabalho, de transexuais e travestis.

Comente agora
14
Mar
PSD de S. A. de Jesus faz evento com a presença do Senador Otto, para filiação do vereador Gilson Bastos e outras lideranças
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:18h

Na última sexta-feira (11), o auditório do Antonius Imperial Hotel ficou pequeno. Em plena manhã de trabalho e com o comércio de Santo Antônio de Jesus fervilhando, empresários, lideranças comunitárias, populares e políticos se reuniram para prestigiar o Senador Otto Alencar e o Deputado Rogério Andrade, no ato de filiação do Vereador Gilson Bastos (ex-PDT) e outras lideranças ao PSD. Ao assinar sua ficha de filiação, Bastos afirmou que o PSD é um partido consolidado. “ O PSD é um partido grande, consolidado e sinto-me em casa. Deixei o PDT porque não quis ficar numa história que não é a que eu quero para Santo Antônio de Jesus”, disse o vereador, que ressaltou também: " Fui convidado pelo Deputado Rogério Andrade, com quem eu tenho uma identificação política, é meu amigo particular, e eu acredito no novo”. O presidente do PSD na Bahia, o Senador Otto Alencar, ao se referir a Rogério, disse ser uma honra estar ao lado de um político com tanto carinho e prestígio. Alencar destacou a força política que Rogério Andrade, em seu quarto mandato consecutivo, já conquistou. “O partido está crescendo muito na Bahia. Rogério ajudou na construção do PSD e tem ajudado muito a região. É um líder inconteste. Tem muito carisma e gosta de trabalhar com os olhos voltados para o povo”, elogiou. E destacou ainda: “Sempre vai ao meu gabinete sozinho pedir obras para a cidade. Nos últimos três anos Rogério tem sido o ‘deputado prefeito’ de Santo Antônio de Jesus”. E concluiu afirmando: "Quem tem um pré-candidato como Rogério não precisa falar mal do adversário, mas apenas falar das virtudes que Rogério tem. Leal ao povo, trabalhador e comprometido”.

O Deputado Rogério Andrade elencou os diversos cargos ocupados pelo Senador Otto Alencar durante a sua trajetória política e enumerou alguns dos inúmeros benefícios conseguidos para Santo Antônio de Jesus, com o apoio de Otto: pavimentação asfáltica para várias ruas da cidade e pavimentação no bairro do Amparo e Rua H, no Loteamento Salomão e no Parque São João, dentre inúmeras outras. Salientou ainda que o Senador é seu amigo, companheiro e conselheiro. Em seu discurso, o deputado Rogério Andrade também emocionou os presentes quando relembrou os passos da sua história com SAJ, desde que chegou na cidade, há 17 anos, como advogado recém-formado para montar seu escritório na cidade. Também mencionou a importância do apoio dos amigos para consolidar a sua trajetória política. Sobre o compromisso com a cidade, frisou ainda; "Receber o apoio e incentivo de tantos amigos, de tantas lideranças populares, tantos empresários e políticos dessa terra, a exemplo do ex-prefeito Álvaro Bessa, só faz crescer o meu compromisso". O momento também foi de descontração, por conta da presença do mestre de capoeira, Jorge Patuá. Antigo aluno de capoeira de Manoel dos Reis Machado, o mestre Bimba (1889-1974), o senador Otto Alencar não se conteve. Ali mesmo na mesa diretora e sem perder a postura, mostrou intimidade. Junto com o deputado Rogério Andrade e Jorge Patuá, cantou uma música de embalo do jogo da capoeira, de sua autoria, sob os aplausos dos presentes. (Ascom)

Comente agora
14
Mar
MPF pede ressarcimento superior a R$ 7 bilhões a réus da Lava Jato
Postado por: Dulce Santana / 11:02h

O Ministério Público Federal em Curitiba ajuizou no sábado, 12, ação de improbidade administrativa contra os ex-diretores da Petrobras Renato Duque e Paulo Roberto Costa, o ex-gerente executivo Pedro Barusco e o ex-funcionário Celso Araripe D’Oliveira, as empresas Odebrecht S.A. e a Construtora Norberto Odebrecht e contra os executivos Marcelo Bahia Odebrecht, Marcio Faria da Silva, Rogério Araújo, Cesar Rocha e Paulo Sérgio Boghossian. Segundo a Procuradoria, esta é a sexta ação de improbidade administrativa no âmbito da Operação Lava Jato. Na ação ajuizada, o Ministério Público Federal pede que os réus sejam condenados a pagar R$ 7.288.289.786,40. Neste valor estão incluídos o ressarcimento em R$ 520.592.127,60, equivalente ao total de propina paga em razão dos contratos, o pagamento de multa civil no total de R$ 1.561.776.382,80 e o pagamento de danos morais coletivos em montante não inferior a R$ 5.205.921.276,00. Além disso, pede-se que os réus sejam proibidos de contratar com o Poder Público e de receber benefícios ou incentivos fiscais.

Comente agora
14
Mar
Governo avalia que é necessária reação urgente contra crises
Postado por: Dulce Santana / 10:45h

As manifestações que lotaram as ruas neste domingo (13) deixaram o governo em alerta. Segundo refere a Folha de S. Paulo, o governo avalia que deve agir rápido para evitar a abertura de processo de impeachment contra Dilma Rousseff. Ministros e auxiliares de Dilma avaliam que que os protestos foram "expressivos" e "significativos". Os atos exigem respostas urgentes para a articulação política, com o objetivo de evitar uma debandada da base aliada, e para a política econômica, no intuito de dar uma esperança a empresários e trabalhadores de que as coisas irão melhorar. No início da noite de domingo (13), o governo divulgou uma nota assinada pela Secretaria de Comunicação Social, na qual cita que a "liberdade de manifestação é própria das democracias e por todos deve ser respeitada". Na nota, o governo ainda destaca o "caráter pacífico das manifestações" e afirma que isso "demonstra maturidade de um país que sabe conviver com opiniões divergentes e sabe garantir o respeito às suas leis e às instituições". O governo teria ponderado não se pronunciar, mas acabou mudando de ideia para não passar a imagem de que não reconhecia a amplitude dos atos. A Folha recorda que uma reunião foi convocada pela presidente petista no Palácio da Alvorada, com Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), Edinho Silva (Comunicação Social), José Eduardo Cardozo (AGU), Aldo Rebelo (Defesa), Aloizio Mercadante (Educação), Antônio Carlos Rodrigues (Transportes) e a presidente nacional do PC do B, Luciana Santos. Depois da reunião, assessores diziam que o governo reconhecia a força das manifestações, no entanto, não julgavam correto dizer que o protesto em São Paulo superou o das Diretas-Já em 1984. Isso porque os assessores entendem que a população da capital paulista hoje é bem maior. Passou de 8,4 milhões de habitantes em 84 para 11,9 milhões hoje, um aumento de 42%. Já o número de manifestantes subiu 25%, de 400 mil para 500 mil.

Ex-presidente Lula

A Folha destaca que o governo considera que a solução adequada seria a entrada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em algum ministério. Assessores avaliam que somente Lula poderia evitar uma saída do PMDB e de outras siglas aliadas da base governista. A avaliação entende que um desembarque será "fatal" neste momento, pois o processo de impeachment será retomado em março e pode ir à votação em maio. O governo receia que peemedebistas arrastem outras siglas governistas para fora da base aliada

Comente agora
14
Mar
"Ctrl C Ctrl V": Prefeitura de Santa Inês copia despesas anual de Itaquara, altera dados e publica no diário oficial
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:36h

A equipe administrativa da prefeitura de Santa Inês, no Vale Jiquiriçá, cometeu um erro ao copiar um processo do diário oficial da prefeitura de Itaquara e esquecer-se de mudar o nome da cidade. Resultado, foi enviado ao Diário Oficial a Publicação com o nome da cidade vizinha, Itaquara.

Edição de Republicação, do Decreto Nº 011, de 11 de novembro de 2015 – que Aprova o QDD – Quadro de Detalhamento de Despesa da Prefeitura Municipal de Santa Inês, para o exercício de 2016. Assim deveria ter sido corrigido o texto copiado da prefeitura vizinha, mas, a gestão não se atentou em mudar nos dados o nome da cidade. (Informações: Itiruçuonline)

Comente agora
14
Mar
Planalto quer mostrar resistência no dia 18, em atos com Lula
Postado por: Dulce Santana / 08:20h

O Planalto reconheceu a adesão aos protestos pró-impeachment como expressiva, mas quer demonstrar resistência nos protestos do dia 18, com a presença do ex-presidente Lula. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o governo admite, porém, que dificilmente conseguirá uma quantidade de pessoas similar nas manifestações de apoio à Dilma. Os petistas se apegam às vaias aos tucanos como sinal de que as ruas não foram conquistadas pela oposição. Ainda de acordo com a coluna, o PT avalia que a hostilização ao governador Geraldo Alckmin e ao senador Aécio Neves na Avenida Paulista demonstra que a situação política no país seria ainda mais preocupante, com uma “raiva” generalizada direcionada a todos os partidos. “A história já mostrou diversas vezes que quando há a negação da política, a sociedade corre sério risco de cair em regimes ditatoriais. Não sabemos para onde vamos”, afirmou um dirigente petista. Apesar da rejeição ao PT, parte da legenda viu nas manifestações um espaço para que a presidente passe a dar mais atenção a pautas de esquerda e dos movimentos sociais. (BN)

Comente agora
14
Mar
STF julga nesta semana recurso contra decisão sobre impeachment
Postado por: Dulce Santana / 08:18h

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai analisar na próxima quarta-feira (16) o recurso apresentado pela Câmara contra a decisão da Corte de barrar o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff que havia sido definido no ano passado pela direção da casa legislativa. A intenção do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é retomar as discussões sobre a instalação da comissão especial que analisará o caso já no dia seguinte à decisão do STF. O processo está paralisado na Câmara desde o fim do ano, quando os ministros anularam a eleição de uma chapa alternativa de deputados – não indicada por líderes – para compor a comissão especial que analisará o pedido de afastamento da presidente da República. O grupo anunciado em 2015 era majoritariamente formado por opositores de Dilma. O Supremo também proibiu o voto secreto na eleição e deu ao Senado o poder de recusar a abertura do processo, mesmo após autorização da Câmara. A Casa recorreu da decisão. Segundo Cunha, a data exata de quando será retomado o processo de impeachment na Câmara vai depender da conclusão da análise do recurso no Supremo, o que pode ocorrer na quarta ou na quinta-feira (17). Na avaliação do peemedebista, o mais provável é que a retomada do processo aconteça na quinta. (OGlobo)

Comente agora
14
Mar
Secretário contesta afirmação do deputado Rogério Andrade sobre carência de planejamento no município
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:15h

O Secretário de Cultura, Turismo e Juventude, Everaldo Ferreira Junior, lamenta que o deputado estadual Rogério Andrade (PSD), em um esforço apressado de lançar a sua candidatura ao posto ocupado pelo prefeito Humberto Leite, teça comentários genéricos e negativos acerca do planejamento municipal. Em entrevista concedida, na quinta-feira (10), durante cerimônia do Prêmio Melhores do Ano, o político atribuiu à gestão da cidade responsabilidades do governo do estado, do qual goza de inúmeros privilégios. Na entrevista, o deputado Rogério Andrade afirma que a “falta de investimento em planejamento [municipal] afasta o empresário que vem de fora”.  Na verdade o político esquece-se ou omite-se quanto ao fato de que, recentemente, a cidade foi contemplada com uma unidade da rede Carrefour, o Atacadão. Responsável por proporcionar inúmeros empregos diretos, trata-se de uma franquia presente em todas as regiões do país e uma das nove existentes na Bahia, presente na cidade sem implicar no fechamento de nenhum outro estabelecimento atacadista.

Comente agora
14
Mar
Aliados admitem que protestos fortalecem impeachment
Postado por: Dulce Santana / 08:14h

Lideranças dos partidos que dão sustentação para o governo da presidente Dilma Rousseff, como PMDB, PSD e PR, acreditam que as manifestações de ontem terão forte impacto sobre o processo de afastamento da presidente no Congresso, de acordo com informações do jornal O Globo. Ainda segundo a publicação, se o apoio à manutenção do mandato dela ainda é quase total entre os partidos de esquerda, as bancadas do chamado “Centrão”, que dão sustentação a todos os governos, estão divididas a respeito do impeachment. O líder do PSD, Rogério Rosso (DF), acredita que o impeachment ganhou força com os protestos, tendo em vista que ainda esta semana o Supremo Tribunal Federal (STF) deve dar a palavra final sobre o rito do processo, e a Câmara pode criar a comissão especial que o analisará: "a semana será decisiva, pois o Supremo libera o rito, e a Câmara deve dar continuidade. Os partidos levarão as manifestações em consideração, e o impeachment ganha força". Ainda durante conversa com o jornal, o deputado diz que, antes das manifestações, cerca de 60% da bancada do PSD eram favoráveis ao impeachment. Mas o partido voltará a se reunir para um balanço após as manifestações. Líder do PR na Câmara, Maurício Quintella Lessa (AL), disse que os deputados de seu partido estão muito divididos quanto ao impeachment e as manifestações de ontem terão impacto relevante na opinião dos parlamentares.

Comente agora
14
Mar
Página de deputado Jean Wyllys no Facebook é invadida
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:08h

A página oficial do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) na rede social Facebook foi, há pouco, invadida. Por volta das 19h deste domingo, 13, a foto de perfil do deputado foi substituída por uma imagem de seu rival político, Jair Bolsonaro (PSC-RJ), enquanto a foto de capa pedia a saída da presidente Dilma Rousseff. A página já foi retomada. Após ser invadida, algumas imagens publicadas na página também pediam a prisão do ex-presidente Lula e faziam críticas ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Outra postagem, esta escrita, pedia a saída também do tucano Aécio Neves (PSDB-MG). "Fora Dilma, fora Cunha, fora Aécio, fora todos os políticos corruptos! Lula na cadeia", dizia uma das mensagens. Antes da invasão, a última mensagem publicada pela assessoria de comunicação do deputado foi feita por volta das 15h e contava com um link para uma entrevista a TV Brasil em que Jean Wyllys apresentava propostas que defende no Congresso Nacional. Pouco antes, o deputado havia postado um desabafo em que afirmava que não iria comparecer às manifestações pró-impeachment deste domingo.

Comente agora
13
Mar
Assessoria de Imprensa da senadora Marta Suplicy envia nota de esclarecimento ao Voz da Bahia
Postado por: Redação Voz da Bahia / 19:16h

Sobre a noticia que está sendo, neste momento veiculada, relatando uma eventual situação de hostilidade em relação à Senadora Marta Suplicy, antes de ter deixado o protesto de hoje na Avenida Paulista a bem da verdade, faz-se necessário esclarecer que não reflete a realidade. Marta entrou na Avenida Paulista pelo prédio da Fiesp e se integrou aos protestos, sendo positivamente saudada por centenas de manifestantes que o tempo todo vinham ao seu encontro para cumprimentá-la e fazer fotografias ao lado de simpatizantes e seus familiares. Registre-se que uma única pessoa, um senhor acompanhado de uma mulher, exclamou em voz alta a frase PMDB é igual ao PT. Ao final de muitas saudações e cumprimentos e de várias entrevistas dadas, Marta, que não estava acompanhada de seguranças, mas sim ladeada por militantes da juventude do PMDB, retirou-se da manifestação sem nenhum tipo de hostilidade.

Montserrat Bevilaqua

Assessora de Imprensa da senadora Marta Suplicy

Comente agora
13
Mar
Temer teria dado "carona" a deputado para participar de protestos
Postado por: Dulce Santana / 17:50h

O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) viajou em um voo da FAB, na companhia do vice-presidente Michel Temer, para participar do ato pelo impeachment realizado neste domingo (13) em São Paulo. Segundo informações da Folha de S.Paulo, Marun pegou carona no avião do vice-presidente Michel Temer, que deixou Brasília às 19h de sábado (12), após participar da convenção do PMDB. De acordo com a publicação, Temer teria perguntado sobre a razão da viagem neste fim de semana, pelo que o deputado teria dito que participaria dos protestos. "Ele não disse para eu não vir nem para eu ir", disse o parlamentar.

Comente agora
13
Mar
'Não aguentamos mais esta crise', diz ACM Neto após protestos contra governo
Postado por: Dulce Santana / 17:05h

O prefeito ACM Neto (DEM) usou as redes sociais neste domingo (13) para comentar os protestos contra o governo federal que levaram milhares de pessoas às ruas – incluindo em Salvador. “Neste domingo, o Brasil deu um exemplo de cidadania com as manifestações que aconteceram em dezenas de cidades. Através da presença de cada de um nas ruas, praças e avenidas, vestindo verde e amarelo, os brasileiros demonstraram que exigem imediatamente uma mudança nos rumos políticos do país. Não aguentamos mais esta crise. Chegou a hora de os homens públicos compreenderem o recado das manifestações populares e promoverem as mudanças que o povo brasileiro tanto deseja”, postou Neto, que mais uma vez não foi às ruas. (BN)

Comente agora
13
Mar
Marta Suplicy é hostilizada em protesto na Paulista
Postado por: Dulce Santana / 16:14h

Na tarde deste domingo (13), Marta Suplicy participou da manifestação contra a corrupção, contra o governo Dilma e também a favor da Operação Java Jato. A senadora foi hostilizada enquanto dava entrevista em frente à Fiesp, na Avenida Paulista, região central da cidade. Marta voltou ao prédio escoltada por seguranças, após ser expulsa do ato sob gritos de "perua", "vira casaca" e "fora PT".

Comente agora
13
Mar
Lula sai de casa e é ovacionado por militantes do PT
Postado por: Dulce Santana / 14:23h

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu apoio de militantes, na manhã deste domingo, em frente ao seu apartamento, em São Bernardo do Campo. O líder foi agradecer aos manifestantes que estão em frente a sua residência desde as 8h. Lula cumprimentou as pessoas, tirou fotos com manifestantes, foi ovacionado pelo público presente e voltou para dentro.

Comente agora
13
Mar
Presidente do núcleo da Liberdade do GGB defende renuncia de Dilma Rousseff
Postado por: Dulce Santana / 13:35h

Giliarde Silva, presidente do núcleo dos bairros de Liberdade e São Caetano do Grupo Gay da Bahia (GGB), defendeu a renuncia da presidente Dilma Rousseff (PT) durante o protesto contra o governo federal, realizado na manhã deste domingo (13), no Farol da Barra, em Salvador. “Hoje, por não ser mais petista e ser presidente de uma ONG e querer um país melhor, eu preciso que Dilma renuncie, eu preciso que Dilma saia”, disse em entrevista ao Bahia Notícias. (BN)

Comente agora
13
Mar
Gualberto pede apoio popular para prisão de Lula e critica PMDB: ‘foi sócio do governo’
Postado por: Dulce Santana / 11:29h

O presidente estadual do PSDB, deputado federal João Gualberto, afirmou que é necessário apoio popular para a prisão do ex-presidente Lula. Uma das figuras políticas presentes nos protestos deste domingo (13) contra a presidente Dilma Rousseff, no Farol da Barra, o dirigente tucano afirmou que Lula “já deveria estar preso, mas precisa do apoio do povo”. “Eu acho esses protestos de fundamental importância. A democracia é feita pelo povo. Não adianta político dar previsão de impeachment se o povo não estiver na rua. O juiz Sérgio Moro foi muito claro, ele precisa do apoio popular”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. O deputado também demonstrou não ser um dos maiores entusiastas da recente aproximação entre PMDB e PSDB, que pode culminar no apoio tucano a um eventual governo Temer, caso Dilma seja afastada pelo impeachment. Para ele, o PMDB “foi sócio desse governo”. “Eu não sei se resolve, mas melhora. Qualquer coisa é melhor que Dilma no governo, mas o PMDB não é a solução. O povo não quer trocar seis por meia dúzia. Desejo que o novo presidente seja eleito pelo povo, em eleições limpas. Não como nas eleições de 2014, feita com dinheiro roubado”, decretou. Ainda sobre o namoro entre PMDB e PSDB, Gualberto defendeu que a aproximação ocorreu apenas com a ala pró-impeachment peemedebista. No diagnóstico do dirigente estadual tucano, o afastamento da presidente estaria cada vez mais próximo. “Nas últimas duas semanas, percebemos isso. Acho que o impeachment se aproxima. Dilma não tem condições de continuar governando. Pode ser pelo impeachment, TSE, renúncia, mas a saída dela é o melhor para o Brasil”, avaliou.

Comente agora
13
Mar
Geddel defende saída de Dilma e do PT do poder para que o Brasil volte a ter esperanças
Postado por: Dulce Santana / 11:25h

Uma das vozes forte do PMDB, Geddel Vieira Lima foi à manifestação contra o governo federal neste domingo (13), no Farol da Barra, e reafirmou a posição da sigla de romper com o PT. “A moção para desligamento foi aprovada para que em até 30 dias o PMDB se desligue. Foi unanimo, claro. A convenção aconteceu aos gritos de fora Dilma e fim da aliança”, disse Geddel. O cacique ainda se apropriou do famoso discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que “a esperança venceu o medo”, quando foi eleito pela primeira vez, em 2002. “Temos que trazer de volta para o Brasil as esperanças que estão sendo roubadas. A vida, como a política, é feita de símbolos. A primeira presidente eleita que não pode fazer um pronunciamento no Dia da Mulher por medo de fazerem panelaço... não tem mais condições. As pessoas têm o direito de voltar a ter esperança que essa gente nos tirou”, afirmou Geddel. (BN)

Comente agora
13
Mar
"O governo acabou", critica Paulo Câmara
Postado por: Dulce Santana / 11:22h

Assíduo em todas as manifestações contrárias ao governo Dilma Rousseff, o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Paulo Câmara esteve neste domingo (13) acompanhando a manifestação no Farol da Barra. Para Câmara, o governo acabou. "Não existe mais governo. A presidente só tenta deter o impeachment e fazer com que Lula não seja preso. Então, governar mesmo não faz há muito tempo". Já na Câmara de Salvador, o presidente vai colocar em pauta o PDDU antes do mês de junho. Já a Louos ainda não tem previsão.

Comente agora
13
Mar
Após pedido de prisão de Lula, professores de direito protestam contra uso político da justiça
Postado por: Dulce Santana / 09:26h

Um grupo de cerca de 80 professores de Processo Penal brasileiro assinou um abaixo-assinado contra o uso político da justiça criminal no país, após pedido de prisão de Lula (clique e saiba mais). “Seguros de nossa contribuição para o Estado de Direito e por dever de consciência democrática que nos orienta no ensino do direito, repudiamos a violação sistemática das garantias do devido processo legal. As regras para a apuração de crimes e punição de seus autores valem indistintamente. Sua violação cotidiana atinge as camadas mais humildes da população. A falta de uma reprovação rigorosa, pelos tribunais superiores, dos atos do poder que atentam contra os direitos dos mais humildes encoraja a escalada de violência institucional que nos remete a tempos de triste memória. Por isso deixamos clara nossa posição de compromisso intransigente com o devido processo legal e nosso repúdio ao desrespeito à impessoalidade que deve nortear a aplicação da lei e a realização da Justiça”, diz a carta. (BN)

Comente agora
13
Mar
‘Faço um apelo para que não haja violência’, diz Dilma sobre protestos
Postado por: Redação Voz da Bahia / 00:10h

A presidente Dilma Rousseff pediu para que as pessoas não sejam violentas durante as manifestações contra seu governo programadas para domingo (13) em todo o país. Ela sobrevoou de helicóptero, neste sábado (12), o município de Franco da Rocha e outras cidades da Grande São Paulo atingidas pela chuva na madrugada de sexta-feira (11). “Eu faço um apelo para que não haja violência. Eu acho que todas as pessoas têm direito à rua. Agora, a violência ninguém tem direito de fazer. Ninguém. Lado nenhum”, afirmou Dilma. A presidente também pediu respeito aos manifestantes e que não haja provocação entre os grupos que apoiam e são contra o governo. “Eu acredito que o ato de amanhã deve ser tratado com todo o respeito. Não acho que seja cabível e acho que é um desserviço para o Brasil qualquer ação que constitua provocação, violência e atos de vandalismo de qualquer espécie. Então faço um apelo. Um apelo pela paz. Pela paz e pela democracia”, afirmou. “Eu vivi em um momento em que se você se manifestasse, você ia preso. Se discordasse, você ia preso. Nós agora, não. Nós vivemos um momento que as pessoas podem se manifestar, podem externar o que pensam.

Comente agora
12
Mar
Jean Wyllys dispara: 'Dos 513 deputados, temos uns 200 honestos'
Postado por: Redação Voz da Bahia / 21:44h

Nesta sábado (12), Jean Wyllys foi o convidado especial do quadro "Elas Querem Saber", do "Programa Raul Gil". O deputado federal foi sabatinado por Thammy Miranda, Ciça Camargo, Sheila Mello e Antônia Fontenelle e respondeu a diversas perguntas polêmicas e falou sobre sua vida política no Congresso: "Dos 513 deputados eu posso dizer seguramente que temos uns 200 honestos. Que eu boto a mão no fogo. Não chega a 50% mas está se transformando", disse. Jean garantiu também que jamais vai recorrer a procedimentos de compra de voto: "Não tenho a pretensão de uma carreira longa na política. Acho que um quarto mandato eu já acho demais. Mas eu nunca vou sair da política. Seja escrevendo, seja como jornalista, roteirista, ativista, porque é da minha natureza", afirmou o deputado. "Na Câmara não sofro [preconceito] porque lá eu sou muito respeitado. Esse respeito não é uma concessão, eu conquistei esse respeito", contou.

Comente agora
12
Mar
Ex-chefes de Estado apoiam Lula em declaração
Postado por: Dulce Santana / 17:58h

Diversos ex-chefes de Estado e de governo divulgaram na última sexta (11) declarações de apoio ao ex-presidente Lula. Segundo a Folha de S. Paulo, dentre os signatários estão os ex-presidentes Cristina Kirchner (Argentina), José Alberto Mujica (Uruguai), Felipe González, ex-presidente de goverNo texto, os políticos enaltecem Luiz Inácio Lula da Silva e declaram que há "tentativa de alguns setores de destruir a imagem" do ex-presidente. "Lula não se considera nem está acima das leis. Mas tampouco pode ser objeto de injustificados ataques a sua integridade pessoal", diz trecho da declaração. A manifestação foi divulgada um dia depois de o ex-presidente Lula ter a prisão preventiva solicitada pelo Ministério Público de São Paulo, numa investigação paralela à Operação Lava Jato. Veja o texto na íntegra: "Durante várias décadas, Luiz Inácio Lula da Silva destacou-se como sindicalista, lutador social, criador e dirigente do Partido dos Trabalhadores. Eleito Presidente da República, em 2002, Lula levou adiante um ambicioso programa de mudança social no Brasil, que tirou da pobreza e da miséria milhões de homens e mulheres. Sua política econômica permitiu a criação de milhões de empregos e uma extraordinária elevação da renda dos trabalhadores. Seu Governo aprofundou a democracia, estimulando a diversidade política e cultural do país, a transparência do Estado e da vida pública.

Um comentário
12
Mar
Com 96% dos votos, Michel Temer é reconduzido à presidência do PMDB
Postado por: Dulce Santana / 17:20h

Com 537 votos, ou 96% dos 559 votos dos convencionais presentes, o vice-presidente da República Michel Temer foi reconduzido à presidência nacional do PMDB. Houve 5 votos nulos, 6 brancos e 11 contrários à eleição da chapa que forma o diretório nacional do Partido. O resultado foi anunciado pelo presidente dos trabalhos na convenção nacional, Eliseu Padilha (RS). A composição da executiva nacional está sendo apurada neste momento. A convenção nacional do PMDB aconteceu neste sábado (12), em Brasília. Houve grande debate em torno da proposta de rompimento do Partido com o governo federal. Foram apresentadas várias moções, entre elas a de rompimento imediato e outra para que a decisão seja anunciada em 30 dias, dando prazo para a preparação de entrega dos cargos dos sete ministérios administrados por peemedebistas e de todos os cargos ocupados na administração federal. Padilha esclareceu que esse prazo é para que o novo diretório do PMDB analise as propostas e tome a decisão em nome do Partido.

Comente agora
12
Mar
Paulo Teixeira afirma que tríplex não é de Lula e que o apoia em ministério
Postado por: Dulce Santana / 15:05h

Nesta sexta-feira (11), o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) e o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) participaram do "Mariana Godoy Entrevista", na 'RedeTV!' e discutiram o momento atual do Brasil. O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) disse que o clima em Brasília está efervescente: "Estamos seguindo naquele momento de finalização deste processo que está angustiando a sociedade brasileira". Caiado afirmou que o país vive um processo de "ingovernabilidade": "O Brasil está caminhando para um processo de descrédito internacional". Caiado revelou acreditar que o PT realiza uma "compra de apoio político", que financiou sistemas como o Mensalão e o 'Petrolão': "Estamos vivendo um momento de exceção e, nesse momento, é natural que você diminua a máquina do governo". "Se não tivermos entre 20 a 15 ministérios... Mais do que isso, é desperdício... É comprometer o cidadão brasileiro a arcar com mais impostos". Sobre a possível indicação de Lula a algum ministério para "sair do foco" das investigações que ele sofre, o senador disse: "Ela não pode nomear com uma finalidade que seja ilícita.

Comente agora
12
Mar
PMDB vai decidir em 30 dias se mantém apoio ao governo, diz senador
Postado por: Dulce Santana / 13:50h

O senador Romero Jucá (PMDB-RR) disse neste sábado (12), na chegada à Convenção Nacional do PMDB, que o partido decidiu que, em até 30 dias, o Diretório Nacional vai anunciar se mantém apoio ao governo da presidenta Dilma Rousseff. Principal partido da base aliada do governo, o PMDB chega dividido à convenção entre manter o apoio ao governo ou decidir pelo afastamento. “Vamos tirar hoje aqui um posicionamento de unidade e consistência de pensamento perante a crise que o Brasil vive. Todas as propostas de rompimento e afastamento serão recebidas e levadas em conta. Mas também estamos hoje tomando a decisão de que, em até 30 dias o Diretório Nacional vai analisar todas essas propostas e aí sim, com respaldo da unidade, tomar uma decisão que será implementada e cobrada de todos os membros do partido. Antecipar o rompimento seria quebrar o posicionamento que firmamos de não antecipar hoje aqui qualquer decisão”, disse Jucá. Segundo o senador, o PMDB está preparado para ajudar a reconstruir o Brasil “com outras forças políticas, com outros partidos, porque, sozinho, o PMDB não pode fazer isso”. “Vamos estar atentos às manifestações de amanhã. Muitos peemedebistas estarão participando nos seus estados. Amanhã é um dia importante de cidadania. Não haverá mudança no Brasil sem a participação popular”, acrescentou Jucá.

Comente agora
12
Mar
Como a convenção do PMDB pode afetar o futuro de Dilma
Postado por: Débora Ayane / 10:15h

Neste sábado, o PMDB realiza sua Convenção Nacional em Brasília para discutir as rotas possíveis que a sigla irá tomar diante do atual cenário político do país.Na ocasião, os integrantes da sigla devem reeleger o vice-presidente Michel Temer como líder do PMDB.A pauta que causa mais alvoroço diz respeito a um possível desembarque da base de apoio do governo de Dilma Rousseff. Para analistas, se essa hipótese vencer, o processo de impeachment contra a presidente pode se tornar irreversível.Há tempos, o PMDB flerta com essa possibilidade - vale lembrar o teor da carta de Temer endereçada a Dilma. Mas, nesta semana, o iminente divórcio ganhou novos capítulos. Na terça, líderes peemedebistas e tucanos no Senado se reuniram em um jantar sinalizando uma possível aliança.Na análise da consultoria Prospectiva, o desgaste político do governo tem levado os partidos a flertar com um eventual desligamento da base aliada.

Comente agora
12
Mar
Se Dilma sair, quem assume? Entenda
Postado por: Débora Ayane / 09:17h

Com a proximidade das manifestações agendadas para o domingo (13), o destino do governo de Dilma pode ser sombrio. Segundo a Gazeta do Povo, ainda dando o mínimo de sustentação ao Executivo no Congresso, o PMDB realiza sua convenção nacional no sábado (12), e deve iniciar o desembarque oficial da gestão petista.No domingo (13), centenas de milhares de manifestantes devem tomar as ruas de todo o país a favor da saída da presidente. Mas afinal, se Dilma cair, quais são as possibilidades para sua substituição no Palácio do Planalto? veja cada uma delas:

DILMA CAI

Se o Congresso aprovar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), quem assume o governo é o vice, Michel Temer (PMDB).

Comente agora
12
Mar
Cunha: Vou instalar comissão do impeachment no dia seguinte à decisão do STF
Postado por: Débora Ayane / 08:52h

Em jantar realizado com integrantes da cúpula do PMDB e correlegionários na noite desta sexta-feira, em Brasília, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que irá dar prosseguimento ao processo do impeachment da presidente Dilma Rousseff logo após decisão final do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o rito da ação. O encontro ocorre na véspera da Convenção Nacional do PMDB, prevista para este sábado, que deverá reconduzir o vice-presidente da República, Michel Temer, ao comando do partido, posto que ocupa desde 2001.”Vou instalar a comissão do impeachment no dia seguinte à decisão do STF” disse Cunha no evento para alguns dos presentes. Segundo ele, pretender ser “rigorosíssimo” em relação aos tramites do processo. Os ministros do STF se reúnem na próxima quarta-feira (16) para analisar os recursos contra decisão da Corte, que alterou o rito do impeachment no Congresso Nacional. Nas conversas com peemedebistas, Eduardo Cunha também considerou como um “tiro no pé” a iniciativa do Palácio do Planalto em recorrer à Suprema Corte após a Câmara ter estabelecido um rito para o processo de afastamento da presidente Dilma que acabou sendo reformado pelo STF. “Eles poderiam ter acabado com isso logo na comissão especial. Esperaram a crise aumentar e a situação se deteriorar. Foi um tiro no pé”, avaliou Cunha. Nas conversas com os peemedebistas, o presidente da Câmara ressaltou que não dará entrevistas após ser instalada a comissão especial do impeachment para “não contaminar o processo”.Em uma outra mesa do evento, o vice-presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RR), também fazia análise sobre o momento atual do governo no Senado e no Congresso. “A coisa está muito ruim. Eu já avisei ao José Pimentel (líder do governo no Congresso) e ao Humberto Costa (líder do governo no Senado) de que, se não segurar o processo de impeachment na Câmara, já era”, ressaltou.Nas rodinhas dos peemedebistas, a avaliação corriqueira é de que uma vez instaurado o processo de afastamento de Dilma, o “destino dela” estará selado em até 45 dias. (Estadão Conteúdo)

Comente agora
12
Mar
PMDB decide abafar divisões e adiar rompimento com governo
Postado por: Débora Ayane / 07:00h

A cúpula peemedebista fez um acordo que prevê adiar qualquer decisão sobre o rompimento formal da sigla com o governo Dilma Rousseff em até 30 dias. Assim, a convenção maracada para este sábado vem sendo classificada nos bastidores como "um aviso prévio" do PMDB à petista. Segundo a Folha de S. Paulo, os líderes da sigla afirmam que, agora, é o momento "de falar para dentro" do partido e pregar a união em torno de Temer, que será reeleito presidente da sigla. A intenção também é projetar Temer como um líder político capaz de unificar diferentes correntes "em nome do Brasil". A medida, tomada em um jantar na quinta-feira, desobrigaria deputados e senadores da sigla de votarem conforme determinação do governo e de seus líderes no Congresso. O recuo é resultado da ação de integrantes do PMDB no Senado, entre eles o presidente da Casa, Renan Calheiros, e de integrantes da legenda de estados que ainda apoiam o governo, como o Rio de Janeiro. O adiamento da ruptura, segundo a publicação, também dará ao PMDB tempo para acompanhar a repercussão das manifestações contra Dilma programadas para o domingo e da finalização do julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre o impeachment.

Comente agora
11
Mar
Tribunal restringe acesso à 4ª Vara de São Paulo, onde é analisado pedido de prisão contra Lula
Postado por: Anacley Souza / 23:11h

A 4ª Vara Criminal da capital paulista, no Fórum da Barra Funda, onde deve ser decidido o pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve um de seus corredores de acesso interditado por decisão do Tribunal de Justiça. Segundo o TJ paulista, a medida busca garantir a tranquilidade do trabalho da juíza Maria Priscilla Veiga Oliveira, que analisa o pedido de prisão. O TJ, entretanto, disponibilizou um segundo acesso à 4ª Vara. Os promotores Cássio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Moraes de Araújo disseram na quinta-feira (10) que obtiveram duas dezenas de depoimentos que comprovariam que o apartamento tríplex, em Guarujá (SP), era “destinado” ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família. Eles apresentaram a denúncia contra Lula à Justiça paulista por lavagem de dinheiro – na modalidade ocultação de patrimônio – e falsidade ideológica.

Comente agora
11
Mar
PF encontra cofre da família de Lula
Postado por: Anacley Souza / 21:15h

A Polícia Federal encontrou um cofre da família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em novas diligências secretas realizadas ao longo desta semana. Dessa vez, os alvos foram presentes e joias raras recebidos por Lula durante encontros oficiais com chefes de estado. Os bens estão guardados, sem custo algum, em 23 caixas lacradas numa agência do Banco do Brasil, localizada no centro de São Paulo, desde 21 de janeiro de 2011, mês em que Lula deixou o governo. O pedido da nova busca e apreensão ocorreu após os policiais encontrarem na residência do ex-presidente em São Bernardo do Campo, grande São Paulo, um documento intitulado “Termo de Transferência de Responsabilidade (Custódia de 23 caixas lacradas)", datado de 19 de março de 2012. No material, consta a informação de que os bens estão sob a guarda da mulher de Lula, Marisa Letícia Lula da Silva, e de seu filho Fábio Luis Lula da Silva, conhecido como Lulinha. Entre os responsáveis pela entrega dos presentes na agência está Rogério Aurélio Pimentel, assessor especial do ex-presidente, apontado como suspeito de ter bancado despesas da reforma do sítio em Atibaia, São Paulo, frequentado ao menos 111 vezes por Lula. Entre os 132 objetos encontrados, classificados como joias e obras de arte, estão medalhas, moedas, comendas, adagas, entre outras peças que Lula ganhou de chefes de estado durante o missões oficiais que realizou em diversos países, do Chile à Ucrânia. Nos materiais identificados pelos investigadores, está um crucifixo talhado em madeira, uma obra barroca do século XVI que ficou famosa por ter desaparecido, de uma hora para a outra, do Planalto quando Lula deixou o governo.

Comente agora
11
Mar
Juíza decreta segredo na ação em que Promotoria pede prisão de Lula
Postado por: Anacley Souza / 19:52h

A juíza Maria Priscilla Ernandes, da 4ª Vara Criminal da Capital, decretou segredo de Justiça do processo em que o ex-presidente Lula é acusado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no caso tríplex - apartamento no Guarujá que, segundo a Promotoria criminal de São Paulo, pertence ao petista. "Trata-se de processo de elevada repercussão social, em que há acusações contra o ex-Presidente da República e requerimento de medidas cautelares sérias", alegou a magistrada. A denúncia contra Lula foi apresentada na quarta-feira, 9. Os promotores de Justiça acusam 16 investigados por irregularidades em empreendimentos da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop). A ex-primeira dama Marisa Letícia, o filho mais velho do casal, Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, e o ex-tesoureiro do PT João Vacari Neto estão entre os denunciados. A juíza avisa que sua decisão sobre recebimento ou não da denúncia e sobre o pedido de prisão do ex-presidente pode demorar. "Neste momento saliento que o processo apresentado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo possui 36 volumes, ainda não findo o processo de digitalização, e já existem habilitações de procuradores de alguns denunciados, e para a análise da viabilidade da acusação, bem como dos pedidos cautelares formulados, necessária a detida apreciação de todo o material apresentado, o que demandará algum tempo". Com informações do Estadão Conteúdo.

Comente agora
11
Mar
Bumlai desiste de testemunho de Lula em ação na Operação Lava Jato
Postado por: Débora Ayane / 17:55h

O pecuarista José Carlos Bumlai desistiu do testemunho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo que responde na Operação Lava Jato. A oitiva estava marcada para a próxima segunda-feira (14). De acordo com o G1, os advogados pediram que a Justiça Federal anexe ao processo uma declaração com cinco itens feita por Lula, na qual o petista diz ter conhecido o pecuarista em 2002, a partir de quando passaram a se tornar amigos. Lula assegura que nesse período ambos "jamais" trataram de assuntos políticos ou interesses de Bumlai junto ao governo federal, estatais ou empresas públicas. Além disso, Lula disse desconhecer interesses do pecuarista em sondas de prospecção de petróleo através do grupo Schahin ou outros e que não houve pedido de ajuda para proteger Bumlai. "Considero o Sr. José Carlos da Costa Marques Bumlai um homem de bem, honesto e pai de família exemplar, tendo-o na mais alta conta", encerrou Lula. Bumlai foi preso em novembro de 2015, pela 21ª fase da operação e responde por corrupção passiva, gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro. Em depoimento à Polícia Federal em dezembro, Bumlai assumiu que houve fraude na quitação de um empréstimo de R$ 12 milhões feito por ele no Banco Schahin, e que acreditava que o dinheiro seria destinado para pagar dívidas de campanha eleitoral em Campinas (SP) e para "caixa 2" do PT.

Comente agora
11
Mar
Barbosa diz que crise não deve impedir Congresso de votar propostas do governo
Postado por: Débora Ayane / 16:54h

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, disse hoje (11) que a crise política não deve ser um empecilho para que o governo aprove projetos no Congresso Nacional. “Ano passado nós aprovamos. No momento que o governo apresentou propostas, o Congresso sempre se dispôs a discutí-las e até o momento tem aprovado nas direções apresentadas pelo governo. Tem mudanças aqui e ali de intensidade”, ressaltou, após participar, em São Paulo, de um almoço no Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Empresarial (Iedi). Entre os temas que o governo está tentando construir a articulação está a reforma da Previdência. Barbosa afirmou que há praticamente um consenso de que o modelo atual de aposentadorias e seguro social precisa de mudanças. “É mais uma discussão de qual é a melhor estratégia política de construção da proposta do que uma discordância de mérito.

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com