Voz


PodCast



Enquete




Blog

Saúde

S. A. de Jesus: Homem roga por acompanhamento médico para sua mãe e afirma que a negligência no Posto de Saúde
Saúde  Postado por Débora Ayane - 01/07 00:33h

Um morador da Rua Nova do Mutum, bairro Irmã Dulce, entrou em contato com a Andaiá FM nesta quinta-feira (30) para desabafar e pedir assistência para sua mãe, que não tem conseguindo um atendimento adequado relacionado a saúde. Segundo José Carlos dos Santos, conhecido como ‘Branco’, sua mãe já idosa sofreu AVC (Acidente Vascular Cerebral) há mais ou menos dois anos e perdeu muitos dos movimentos, José dependeria do Posto de Saúde de seu bairro para fazer atender sua mãe, mas isso nunca aconteceu, “infelizmente nos debatemos com pessoas que para mim são desumanas, o posto sabe que ela tem 80 anos e não pode se locomover, mas nunca consegui que ela fosse atendida, eles não acompanham. Isso que reivindico”, pronunciou. Branco afirma que cuida de sua mãe em tudo o que precisa, mas ela necessita de acompanhamento médico regular e segundo ele, o posto não fez nenhum atendimento em sua residência, “não faz acompanhamento nenhum, para alguém ir lá, eu tenho que ir na secretaria de saúde, já cansei de pedir e nesses dois anos, nem os agentes comunitários foram lá, eles só vão quando reclamo na assistência social”, disse. É esperado posição da Secretaria de Saúde do município sobre mais uma negligência relatada pelo munícipe.

Redação Voz da Bahia

Comente agora
Vacina mais avançada contra malária perde eficácia com o tempo
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 23:51h

A vacina experimental RTS,S, a mais avançada contra a malária, perde grande parte da sua eficácia após alguns anos, de acordo com os resultados de um ensaio clínico realizado no Quênia com crianças, publicado nesta quarta-feira (30) nos Estados Unidos. A proteção também diminui mais rapidamente em pessoas que vivem em zonas onde os índices de malária são maiores que a média, disseram os pesquisadores britânicos, cujo estudo foi publicado na revista americana "The New England Journal of Medicine". Os resultados sugerem que a capacidade protetora desta vacina varia de acordo com as populações, e mostram a necessidade de pesquisas adicionais para encontrar a maneira mais eficaz de utilizá-la, afirmaram os cientistas. Atualmente, não existe nenhuma vacina homologada contra a malária. A RTS,S, desenvolvida pelos laboratórios britânicos GlaxoSmithKline, é a vacina experimental que está em estágio de desenvolvimento mais avançado. A vacina já tinha sido testada em um amplo ensaio clínico realizado em sete países africanos, e no ano passado a Agência Europeia de Medicamentos deu uma "opinião científica positiva" para seu uso. Mas o estudo atual, envolvendo 447 crianças com idades entre cinco e 17 meses, trouxe uma perspectiva diferente. Cientistas do programa de pesquisa KEMRI-Wellcome Trust em Kilifi, no Quênia, dividiram os participantes em dois grupos, um que recebeu três doses da vacina RTS,S e um grupo de controle, para comparação, que foi vacinado apenas contra a raiva. Durante o primeiro ano, a taxa de proteção das crianças vacinadas contra a malária foi de 35,9%. Porém, quatro anos depois, essa taxa caiu para 2,5%. Em média, ao longo de sete anos, a vacina foi considerada apenas 4,4% efetiva contra a doença. Além disso, entre as crianças que eram expostas com mais frequência à malária, causada por um parasita do gênero Plasmodium e transmitida por mosquitos infectados, o número de casos da doença foi ligeiramente maior no grupo vacinado (1.002 casos) do que no grupo de controle (992) após cinco anos. Isso se explicaria pelo fato de que as crianças vacinadas desenvolvem sua imunidade natural mais lentamente que os que não receberam a vacina, um fenômeno observado em estudos anteriores, de acordo com os pesquisadores. "Nosso estudo sugere que uma quarta dose da vacina RTS,S poderia ser importante para manter a proteção por mais tempo", disse Ally Olotu, autor principal do estudo. A malária matou mais de 400.000 pessoas no mundo todo em 2015, 90% delas na África subsaariana, e em sua maioria crianças menores de cinco anos.

Comente agora
Chance de turista pegar dengue na Olimpíada é de menos de 1 em 500 mil, diz estudo
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 22:17h

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse nesta quinta-feira (30) que o governo está fazendo um esforço para tranquilizar os atletas e turistas que virão participar dos Jogos Olímpicos 2016 sobre os riscos de contrair dengue enquanto estiverem no país. Segundo ele, baseado em estudo divulgado pela Universidade de Cambridge, considerando que cerca de 500 mil turistas virão para o evento, menos de 1 (0,8) deve ter a doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Barros comparou a probabilidade ao que ocorreu na Copa do Mundo de 2014, quando, de 1,4 milhão de turistas estrangeiros, apenas três pegaram dengue. “É prioridade combater o mosquito. E vamos ter sucesso nas ações na Olimpíada”, disse. Ele participou hoje, em Brasília, da reunião da Comissão Gestora Tripartite, um espaço de discussão entre representantes do três entes federativos: Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde. O ministro apresentou aos gestores as prioridades da pasta em sua gestão que, segundo ele, são a informatização do Sistema Único de Saúde e o foco em ações de prevenção à saúde. “Melhor que ser bem atendido no sistema de saúde é não precisar ir lá, é cuidar da própria saúde. E os grandes desafios são combater a obesidade, o sedentarismo, o tabagismo e o alcoolismo”, disse. Barros citou ainda a necessidade de promover a interlocução com a classe médica, de colocar em funcionamento unidades básicas de Saúde e de Pronto-Atendimento e equipamentos que foram comprados e nunca instalados, de fortalecer o complexo industrial da saúde e de ampliar e atualizar os protocolos clínicos e as diretrizes terapêuticas. (Agência Brasil)

Comente agora
Por erro de validade, Anvisa suspende medicamento contra infecção por HIV
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 20:38h

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta semana a interdição de três lotes do antirretroviral Kaletra, fabricado pela empresa Abbvie Farmacêutica Ltda. A medida é válida para os lotes 1037186, 1042956 e 1055165 do Kaletra 100/25 mg de 60 comprimidos. Em combinação com outros agentes, o medicamento é composto pelos princípios ativos lopinavir e ritonavir e é utilizado principalmente no tratamento contra o HIV. O motivo da suspensão foi a identificação de um erro na impressão do prazo de validade do produto. O Kaletra tem validade de 24 meses, mas nos lotes suspensos essa validade saiu com 36 meses. A Anvisa também determinou que a empresa faça o recolhimento dos lotes do mercado. A comunicação do erro foi feita pela própria empresa. A medida está na Resolução RE 1.676/2016, publicada na última terça-feira (28), no Diário Oficial da União (DOU).

Comente agora
Consumo de refrigerante é maior na idade escolar, diz pesquisa
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 19:24h

Refrigerante é a bebida industrializada com maior adesão entre crianças e adolescentes, sendo consumida por 97% daqueles na faixa de 10 a 12 anos, segundo dados do Estudo Geral dos Meios (EGM), da Ipsos Brasil. O consumo de outras bebidas industrializadas, como achocolatado, leite aromatizado e sucos, segue a mesma tendência, com maior incidência entre aqueles em idade escolar. PUB Os dados fazem parte de levantamento feito pela Ipsos entre janeiro a dezembro de 2015, nas nove principais regiões metropolitanas do Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Brasília), no qual foram entrevistadas mais de 36 mil pessoas acima de 10 anos. Sucos industrializados são o segundo item com maior nível de consumo, com adesão de 93% entre aqueles na faixa etária de 10 a 12 anos, seguido por achocolatado, consumido por 86% dos entrevistados nessa faixa de idade. O produto com menor índice de consumo é o leite aromatizado, mas ainda assim presente na dieta de 43% das crianças e adolescentes entre 10 e 12 anos. Para Diego Pagura, diretor de negócios da Ipsos Connect, "os dados refletem o comportamento social e são diretamente proporcionais ao tamanho da oferta para consumo nas diferentes faixar etárias.” Por outro lado, afirma o executivo, os números “mostram as oportunidades de crescimento e ampliação do mercado num contexto que precisa de marcas próximas dos consumidores e com posicionamento responsável”. A pesquisa também revela que o consumo dessas categorias diminui à medida que aumenta a faixa etária, sendo menor entre adultos e idosos. No caso de refrigerantes, contudo, apesar de queda, o consumo continua acima de 80% mesmo entre aqueles com mais de 30 anos e acima de 70% entre os com mais de 40 anos.

Comente agora
Fumar causa danos ao esperma, garante estudo
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 18:57h

Não é novidade que mulheres que planejam engravidar devem parar de fumar. Agora, um estudo publicado recentemente no periódico científico BJU International sugere que o futuro pai também largue o vício. No estudo, pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) analisaram o esperma de 20 fumantes e 20 não fumantes. Os resultados mostraram que o sêmen dos fumantes foi danificado de maneiras que podem reduzir a chance de fecundação ou levar ao desenvolvimento de problemas de saúde no bebê. As análises mostraram que o DNA no esperma dos fumantes estava fragmentado, o que está relacionado a um aumento do risco de problemas genéticos no feto e ao desenvolvimento de câncer infantil. Os pesquisadores acreditam que essa fragmentação seja resultado de um stress oxidativo ocasionado pelo cádmio e pela nicotina presentes no cigarro. Além disso, as mitocôndrias, que são o centro de energia das células, também estavam menos ativas no esperma desses voluntários. Os fumantes apresentaram também uma porcentagem maior de acrossomos (parte da cabeça do espermatozoide que libera enzimas que permitem sua penetração no escudo do óvulo) alterados. Os autores ainda encontraram outras alterações nas proteínas do plasma seminal que podem prejudicar a fertilização.

Comente agora
Saiba como tratar e aliviar os sintomas do primeiro resfriado do seu Bebê
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 18:39h

O bebê amanhece espirrando, com os olhos vermelhos, o nariz entupido. Os pais logo suspeitam: é gripe ou resfriado. A chance é grande. Uma criança normal pega de sete a dez infecções respiratórias por ano até os 5 anos. São causadas por vírus. A gripe é acompanhada de febre, dor muscular e na garganta, coriza e congestão nasal. 'Os sintomas são parecidos aos do resfriado, porém mais intensos. O resfriado passa em alguns dias, a gripe apresenta maior risco de complicações, como otites e pneumonia', alerta o pediatra Marco Aurélio Sáfadi, do Hospital São Camilo, em São Paulo. Nos primeiros meses, se o bebê é amamentado no peito, está mais protegido. 'A mãe lhe transmite anticorpos pelo leite', explica Renato Yamamoto, presidente do Departamento de Pediatria Ambulatorial da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). É por essa razão que, em geral, as primeiras gripes e resfriados coincidem com o início do desmame. Foi o caso de Alexandre, de 1 ano, que ficou resfriado pela primeira vez aos 5 meses, período em que as papinhas foram introduzidas na alimentação do menino. 'Ele ficou abatido e irritado. Mas melhorou depois de alguns dias, sem precisar de remédios', lembra a mãe, a publicitária Patrícia Oliveira.

Narizinho entupido:  O resfriado raramente é acompanhado de febre. Coriza e congestão nasal são os sintomas mais comuns. O bebê fica irritado porque o narizinho entope. 'As vias aéreas das crianças são menores e ficam facilmente obstruídas. Como antes dos 6 meses elas não sabem respirar pela boca e muito menos assoar o nariz, o desconforto se agrava', afirma Yamamoto. A recomendação é limpar o nariz com soro fisiológico e dar bastante líquido ao bebê, medidas que facilitam a eliminação das secreções. Em caso de febre, os pais podem medicar com o antitérmico recomendado pelo pediatra. Os mesmos cuidados, somados à inalação com soro fisiológico ou analgésicos para aliviar as dores no corpo, também amenizam os sintomas da gripe. Pomadas descongestionantes e xaropes expectorantes são contra-indicados. É importante, ainda, manter o ambiente sempre arejado. 'Crianças que freqüentam berçários ou têm contato com cigarro estão mais suscetíveis às infecções respiratórias', ressalta Sáfadi.

Comente agora
Por erro de validade, Anvisa suspende medicamento contra infecção por HIV
Saúde  Postado por Débora Ayane - 30/06 16:48h

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta semana a interdição de três lotes do antirretroviral Kaletra, fabricado pela empresa Abbvie Farmacêutica Ltda. A medida é válida para os lotes 1037186, 1042956 e 1055165 do Kaletra 100/25 mg de 60 comprimidos. Em combinação com outros agentes, o medicamento é composto pelos princípios ativos lopinavir e ritonavir e é utilizado principalmente no tratamento contra o HIV. O motivo da suspensão foi a identificação de um erro na impressão do prazo de validade do produto. O Kaletra tem validade de 24 meses, mas nos lotes suspensos essa validade saiu com 36 meses. A Anvisa também determinou que a empresa faça o recolhimento dos lotes do mercado. A comunicação do erro foi feita pela própria empresa. A medida está na Resolução RE 1.676/2016, publicada na última terça-feira (28), no Diário Oficial da União (DOU).

Comente agora
Número de mortos por H1N1 no Brasil sobe para 1.121, segundo boletim
Saúde  Postado por Débora Ayane - 30/06 16:05h

Desde o início do ano até o dia 18 de junho, 1.121 pessoas morreram em decorrência do vírus H1N1 no Brasil, segundo novo informe epidemiológico publicado pelo Ministério da Saúde. Em uma semana, desde a divulgação do boletim anterior, foram registradas 118 novas mortes pelo vírus.No ano passado inteiro, o país registrou 36 mortes por H1N1; em 2014, tinham sido 163 mortes e, em 2013, 768 óbitos pelo vírus.Ao todo, foram notificados 5.871 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 ao longo de 2016. A SRAG é uma complicação da gripe. Em uma semana, foram registrados 657 novos casos de SRAG por H1N1 no país.Além das mortes pela influenza A/H1N1, houve ainda 110 mortes por outros tipos de influenza. São Paulo foi o estado com o maior número de mortes por influenza, correspondendo a 41,7% do total no país.

Vírus chegou antes do previsto

Comente agora
Pai pede por socorro para cirurgia de filha que sofre de escoliose em SAJ: “Se não fizer pode perfurar até o coração”
Saúde  Postado por Anacley Souza - 30/06 11:06h

A coluna vertebral apresenta um padrão linear quando vista no plano frontal. Quando visto de cima para baixo, todas as vértebras devem estar alinhadas umas com as outras. No entanto, a alteração deste alinhamento no plano frontal com curvatura maior do que 10° é chamada escoliose, e é deste mal que vem sofrendo a pequena Nathany Santana de Assis, 10 anos. Em entrevista, o representante comercial, Nilton Santana, pai da menor, que reside na Rua Marita Amâncio, em Santo Antônio de Jesus, procurou o Voz da Bahia e expôs o drama que a família vem passando após descoberta da doença, “o corpo dela não acompanhou a evolução da coluna, daí desenvolveu a doença”, falou. Para o pai da menina, o porteiro do Colégio Santo Antônio, onde ela estuda, foi o anjo enviado por Deus para chamar a sua atenção, “o porteiro da escola que nos alertou, pois percebeu que Nathany estava andando muito tortinha”, recordou acrescentando que a doença foi diagnosticada na menina no mês de setembro do ano passado com um grau altíssimo, “levamos a um ortopedista e foi diagnosticado uma curvatura de 40° sempre progredindo. Hoje está superior a 68°está evoluindo muito rápido e necessita de uma cirurgia urgente. Se não tratada corretamente, a escoliose da criança pode acarretar danos irreparáveis como atrofia muscular e prensar os órgãos vitais como coração e pulmão", relatou.

Raio X de Nathany comprova a escoliose / Foto: Voz da Bahia

“Fui 4 vezes ao Posto de Saúde e não tem médico”: Nilton afirmou ainda na entrevista que vem passando por problemas em relação a marcação de consultas pelo SUS (Sistema Único de Saúde). O representante alegou que sua filha corre sério risco de vida e que procurou a secretaria de saúde do município e lá recebeu a aviso para buscar um posto de saúde, “fiz o que eles me pediram para ir ao posto, mais lá não há medico, fui 4 vezes e pasmem, não há um médico de hipótese alguma para me atender. Então pela gravidade, pela urgência, procuramos um clínico particular”, pronunciou. O pai acrescentou também, que em cada consulta tem que desembolsar cerca de R$ 380,00 (trezentos e oitenta reais), “estou gastando aquilo que não tenho, pedindo ajuda para poder realizar todos os procedimentos”, fala. Todas as consultas e exames estão sendo realizados em Salvador onde há um melhor suporte de tratamento para a criança.

Cirurgia de Urgência: Com a enfermidade avançando, o pai alega que sua filha necessita passar por uma cirurgia de urgência e complexa orçada em R$ 180 mil reais, por ser um caso grave. Sem recursos, o representante comercial pede ajuda para poder realizar essa cirurgia, “muitas pessoas estão me ajudando, pincipalmente os da cidade de Governador Mangabeira. Amigos fizeram páginas nas redes sociais e estão me amparando de toda a forma, financeiramente, em grupos de oração e em aconselhamento”, relatou emocionado.

Pai procura o Voz da Bahia para pedir ajuda a filha

Pedido de ajuda: Santana ainda relata que as pessoas que sentirem no coração vontade de contribuir pela causa da sua filha poderão está fazendo sua doação por deposito bancário no Banco do Brasil, agencia: 0563-3; conta: 40118-8; variação: 51; ou Caixa Econômica Federal, agencia: 0950; conta: 21235-8; OP: 013. “As contas são poupança e estão em nome de Nathany Santana de Assis e todo valor arrecadado será destinado para a realização da cirurgia. Aqui não peço só ajuda financeira, tudo o que vier será bem-vindo, desde de uma palavra de apoio, ensinamentos, oração, porque a oração do justo vale muito e tem efeito. Volto a dizer, qualquer ajuda será bem-vinda nessa hora”, concluiu. Quem desejar entrar em contato com Nilton Santana deverá ligar pelos telefones: (75) 98836- 2178; (75) 98308- 7544; ou, (75) 99911-3343

  1. Reportagem e Fotos: Voz da Bahia
4 comentários
Ministério anuncia acordo para reduzir açúcar em alimentos processados
Saúde  Postado por Anacley Souza - 29/06 23:51h

O Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) anunciaram nesta quarta-feira (29) que estudam um acordo para reduzir a quantidade de açúcar nos alimentos processados, semelhante ao que é feito com o sal. “Vimos recentemente a indústria de refrigerantes fazendo campanha de produtos com menos açúcar para ganhar mercado e atender demanda da população. E isso será contínuo. Cada vez mais a alimentação saudável vai fazer parte dos protocolos do ministério”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Segundo a pasta, no Brasil, o consumo médio de açúcares é de 16,3% do total de calorias. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que esse consumo não ultrapasse 10% das calorias consumidas, que equivale a cerca de 50 gramas por dia. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, durante a divulgação dos resultados do acordo de redução de sódio em alimentos processados, firmado entre o Ministério da Saúde e a Abia. Desde 2011, foram retiradas 14.893 toneladas de sódio dos produtos alimentícios. A meta é que as indústrias promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal das prateleiras até 2020. Barros destacou que haverá ainda um processo de desenvolvimento e pesquisa a ser feito pela indústria para retirada do açúcar dos produtos, já que, em geral, os alimentos in natura, a matéria-prima das fábricas, têm grande concentração de açúcar. “O açúcar adicionado aos alimentos representa 19% do açúcar consumido pela população”, informou o ministro. No caso do sal, 75% do que é consumido é adicionado ao prato e à preparação pelas pessoas. Presidente da Abia, Edmundo Klotz disse que não é uma mudança fácil, pois os alimentos precisam manter a qualidade e o sabor. “O paladar das pessoas já está criado. Não é fácil mudar um paladar, a maneira de consumir aquilo que uma pessoa gosta.

Comente agora
Menino que teve corpo queimado espera transferência para UTI há 6 dias
Saúde  Postado por Anacley Souza - 29/06 23:46h

Um menino de quatro anos que teve 60% do corpo queimado durante os festejos de São João, em Feira de Santana, cidade que fica a cem quilômetros de Salvador, aguarda há seis dias por uma transferência para um hospital especializado em queimaduras. O acidente ocorreu na última sexta-feira (24), quando o pai de Jeanderson de Jesus Casais tentava a cener uma fogueira em frente à casa onde eles moram, no bairro de Jardim Cruzeiro. “Eu fui acender o fogo com gasolina, o vaso pegou fogo, eu me assustei e joguei o vaso para cima. Pegou no meu amigo, molhou [a gasolina] meu filho e o fogo passou para ele”, conta Joedson Casais da Silva, pai de Jeanderson. No mesmo dia do acidente, o menino foi internado em estado grave no Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana. O problema é que a unidade de saúde não tem um especialista em queimaduras pra fazer a cirurgia necessária e Jeanderson precisa ser transferido para um hspital especializado. Os parentes do menino estão desesperados com a situação. "O hospital está dando todo o atendimento que ele precisa, mas a gente precisa de uma UTI em Salvador para tratar das queimaduras dele, porque são de segundo e terceiro graus. Ele corre risco de vida. Ele está da cintura para cima todo queimado", disse Laís Lobo Santana, tia de Jeanderson. Segundo a direção do Hospital Estadual da Criança, desde que o menino foi internado, a unidade está tentando vaga nos hospitais de Salvador.

Comente agora
Acordo retira 14 mil toneladas de sódio de alimentos
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 29/06 23:28h

Em quatro anos, o acordo entre o Ministério da Saúde e a Associação das Indústrias da Alimentação (Abia) possibilitou a retirada de 14.893 toneladas de sódio dos produtos alimentícios. O dado é resultado das três primeiras fases do acordo, que iniciou em abril 2011, e foram apresentados nesta quarta-feira (28). A meta é que, até 2020, as indústrias do setor promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal do mercado brasileiro. A partir de agora, o Ministério da Saúde e a Abia iniciam discussões sobre uma nova parceria, desta vez para reduzir o açúcar nos alimentos processados. “Esta parceria é muito importante, e vamos continuar os acordos para melhorar a qualidade nutricional dos alimentos processados. A população precisa estar atenta, não somente ao sal, mas também ao açúcar que é adicionado aos alimentos. É importante frisar que o açúcar está presente na maior parte do que é consumido e, se cada cidadão brasileiro cuidar da sua saúde, o povo brasileiro será mais saudável”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Na terceira fase do acordo de redução de sódio, em que foram incluídas margarinas, cereais matinais, caldos (gel e cubos) e temperos prontos, 94,5% das 22 de empresas analisadas atingiram a meta. A maior redução foi observada nos temperos, com queda de 16,35%, seguida pela margarina, com 7,12%.

Comente agora
Risco de desidratação também existe no inverno
Saúde  Postado por Anacley Souza - 29/06 19:18h

No verão, suamos frequentemente e sentimos mais sede. Por isso, é natural que tenhamos uma preocupação maior com a hidratação. Porém, o que pouca gente sabe é que o risco de desidratação também existe no inverno. “Além de nos fazer suar menos, as baixas temperaturas provocam alterações no organismo que diminuem a sensação de sede. Isso faz com que muitas pessoas acabem reduzindo o consumo diário de líquido, o que pode ser prejudicial à saúde”, revela o fisiologista do HCor – Hospital do Coração, Diego Leite de Barros. Barros explica que a falta de sede que sentimos no inverno se dá principalmente por causa das mudanças sofridas por um hormônio conhecido como ADH, ou antidiurético. Nos dias frios, essa molécula desencadeia reações que fazem com que a circulação sanguínea fique concentrada nos vasos centrais para preservar o calor do corpo. Esse processo traz uma sensação interna de que estamos suficientemente hidratados. Consequentemente, nosso organismo leva mais tempo para se dar conta de que precisa de líquido. “Jamais podemos nos esquecer de que, no frio, precisamos de tanta água quanto no calor. Ter essa consciência é ainda mais importante no caso de quem pratica atividades físicas regulares – o que sempre demanda uma reposição ainda maior de líquido”, avalia. “Por isso, é imprescindível conhecer os sintomas da desidratação nessa época do ano para que possamos evitar o problema e manter a saúde em dia”, recomenda.

Sintomas – Para que possamos identificar quando o corpo precisa de hidratação no inverno, Barros aponta alguns sinais que vão muito além da simples sensação de sede. Entre eles estão: febre repentina, dor de cabeça, boca seca, prisão de ventre, irritabilidade, problemas de pele, como ressecamento, eczema e dermatite, além de urina mais escura e espeça.

Comente agora
Como a aspirina líquida pode combater tumores cerebrais
Saúde  Postado por Anacley Souza - 29/06 18:34h

Cientistas britânicos anunciaram na terça-feira um tratamento potencialmente revolucionário no tratamento de tumores cerebrais, que tem como base uma forma líquida de aspirina. Geoff Pilkington e Richard Hill, da Universidade de Portsmouth, no sul do Reino Unido, apresentaram as conclusões de sua pesquisa em uma convenção médica para especialistas em tumores cerebrais, em Varsóvia (Polônia). Todos os componentes, segundo os cientistas, já são aprovados para uso clínico. Os testes foram feitos usando células cancerosas de adultos e crianças. Neles, o "IP1876B" matou as células comprometidas sem ter efeito sobre células normais. E um dos grandes trunfos da nova fórmula - que combina os dois ingredientes com aspirina líquida - desenvolvida em parceria com a companhia Innovate Pharmaceuticals, é que ela aumentou de forma significativa a habilidade das drogas de cruzar a barreira hematoencefálica, uma membrana que protege o cérebro, mas que também bloqueia o caminho de muitas drogas anticâncer mais convencionais. Outro obstáculo importante que Pilkington e Hill parecem ter superado é o desenvolvimento de uma forma verdadeiramente líquida de aspirina. As alternativas atualmente no mercado não são totalmente solúveis e ainda contêm resíduos que podem causar efeitos colaterais gástricos. Pilkington e Hill dizem que os resultados dos testes sugerem que o "IP1876B" poder ser altamente eficaz contra o glioblastoma, uma das formas mais agressivas de tumor cerebral e que normalmente mata pacientes em um ano. Mas o composto ainda precisa de mais testes para determinar se pode ser usado com segurança em humanos. "Temos uma potencial alteração crucial na pesquisa sobre tumores cerebrais e isso mostra que ciência bem financiada pode conseguir. É a mesma ciência que vai permitir um dia que encontremos a cura para essa doença devastadora", diz Sue Farrington Smith, diretora da Brain Tumour Research, ONG que arrecada fundos para pesquisas em tumores cerebrais.

Comente agora
Estresse pode fazer com que câncer se espalhe mais rápido, diz estudo
Saúde  Postado por Débora Ayane - 29/06 16:05h

Um novo estudo australiano demonstrou que o estresse pode transformar o sistema linfático numa ‘super rodovia’ para as células do câncer de mama, permitindo que o câncer se espalhe mais rapidamente. A investigação da Monash University, liderada pela biologista Dra. Erica Sloan, estudou como o estresse influencia o aparecimento de metástases em ratos com câncer de mama. “O estresse envia um sinal para o tumor que permite às células escaparem e espalhaem pelo corpo”, explica a Dra. Sloan. Foram verificadas seis vezes mais metástases em ratos estressados do que em ratos controlados, como destaca a Dra. Caroline Le, investigadora da equipa da Dra. Sloan. Mas, como reporta o site australiano ABC.net, a investigação descobriu uma forma de travar esta influência do estresse no câncer – pelo menos em ratos. Tomar medicação com beta bloqueadores – tipicamente tomados por pessoas que sofrem de hipertensão e arritmia cardíaca – poderá evitar que o estresse facilite a propagação dos tumores.

Comente agora
Mãe de microcéfalo terá licença de 180 dias
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 29/06 14:24h

Mães de bebês com microcefalia e sequelas neurológicas relacionadas a doenças transmitidas pelo Aedes aegypti terão licença maternidade remunerada de 180 dias. A ampliação do direito, que hoje é de quatro meses, aplica-se para trabalhadoras contratadas por regime de CLT. Para o secretário executivo do Ministério de Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, a medida é importante, mas pode causar dúvidas na aplicação. “O ideal é que haja uma regulamentação, para deixar claro como será feita a definição de microcefalia relacionada à zika”, disse. A relação entre microcefalia e doenças provocadas pelo Aedes aegypti não é simples. “Como não há exames sorológicos que comprovem a infecção, a definição do caso é mais trabalhosa.”A lei sancionada pelo presidente em exercício, Michel Temer, lista medidas de vigilância e controle do mosquito transmissor do vírus da dengue, da chikungunya e da zika. A proposta, no entanto, não foi aprovada na íntegra. Ele retirou do conteúdo aprovado pelo Congresso a isenção do Imposto de Importação e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre repelentes, inseticidas, larvicidas e telas de mosquiteiro em geral. Temer vetou “dispositivos que instituem benefícios e incentivos de natureza tributária que não atendem às condições estabelecidas pelo artigo 14 da Lei Complementar Número 101, de 2000 (LRF), e não se fazem acompanhar dos necessários dimensionamentos do impacto tributário sobre a arrecadação”.

Comente agora
Um em cada quatro brasileiros é hipertenso, mostra pesquisa
Saúde  Postado por Débora Ayane - 29/06 13:55h

O Ministério da Saúde divulgou hoje (29) que um em cada quatro brasileiros é diagnosticado com hipertensão. Apesar de ser considerado alto, o índice tem se mantido estável, de acordo com dados da pesquisa Vigitel 2015. No ano passado, a doença afetava 24,9% da população, sendo que, em 2014, esse percentual foi de 24,8%. A doença atinge mais as mulheres e o número de casos cresce conforme aumenta a idade da população. A Vigitel é uma pesquisa feita nas capitais brasileiras por telefone; em 2015, 54 mil pessoas maiores de 18 anos foram entrevistadas. Entre as cidades pesquisadas, o Rio de Janeiro apresenta o maior número de hipertensos, com 30,6% da população, e Palmas (TO) tem o menor índice, com 15,7%.De acordo com a pesquisa, grande parte dos brasileiros não acredita que consome muito sal. Apenas 14,9% da população consideram seu consumo de sal alto ou muito alto, entretanto mais de 70% consomem sódio em excesso. Segundo o Ministério da Saúde, o brasileiro consome uma média de 12 gramas de sódio todos os dias. O valor é quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de menos de 5 gramas por dia. Os dados do Vigitel foram apresentados hoje, durante a divulgação dos resultados do acordo de redução de sódio em alimentos processados, firmado entre o Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação.

Comente agora
Baralho e game ajudam a recuperar pacientes com derrame
Saúde  Postado por Anacley Souza - 28/06 21:49h

Ficar horas em um jogo de buraco, bingo ou videogame como o Wii, pode ajudar na recuperação de pacientes que sofreram um acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com um estudo publicado recentemente no periódico científico Lancet Neurology, atividades motoras simples que movimentam de forma intensa e repetitiva mãos e braços podem ajudar na retomada de funções prejudicadas pelo derrame. Com o objetivo de identificar quais atividades são mais eficientes na recuperação de pacientes após um AVC, pesquisadores do Hospital St. Michel, no Canadá, realizaram um experimento com 141 pessoas que sofreram um derrame e estavam com o movimento de mãos e braços comprometidos. Metade do grupo desempenhou a reabilitação por meio de jogos de Wii e a outra parte realizou atividades de recreação, como baralho. Além do tratamento normal, os exercícios foram praticados uma hora por dia, durante quinze dias. Os resultados mostraram que, em relação à recuperação de movimentos, ambos os grupos tiveram o mesmo desempenho. “Todos nós gostamos de tecnologia e temos a tendência de pensar que novas tecnologias são melhores que estratégias antigas, no entanto, algumas vezes não é o caso. Nesse estudo, mostramos que atividades recreativas simples que podem ser implementadas em qualquer lugar são tão eficazes quanto a tecnologia”, afirmou Gustavo Saposnik, um dos autores do estudo.

Comente agora
Vacinas contra zika são testadas com sucesso em camundongos
Saúde  Postado por Anacley Souza - 28/06 19:53h

Um grupo de cientistas do Brasil e dos Estados Unidos testou em camundongos, com sucesso, duas vacinas experimentais contra o vírus da zika. Os resultados da pesquisa foram publicados nesta terça, 28, na revista científica Nature Communications. Os cientistas testaram uma vacina com o vírus inativo e uma vacina de DNA - que utiliza apenas algumas das proteínas do vírus para estimular uma resposta do sistema imunológico contra ele - e ambas forneceram proteção total a camundongos suscetíveis ao zika. De acordo com um dos autores do estudo, Paolo Zanotto, professor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP), os resultados do estudo são animadores, embora ainda sejam apenas uma 'prova de conceito', isto é, uma demonstração de que é possível produzir uma vacina contra o vírus zika. "O estudo é importante, porque demonstra que, a princípio, é possível vacinar contra a zika. É um estudo com camundongos, ainda em estágio pré-clínico, mas é uma notícia muito boa que tenhamos um modelo que mostra uma reação imunológica contra o vírus", disse Zanotto ao jornal O Estado de S. Paulo. Zanotto, que também é o coordenador da Rede Zika - uma força-tarefa dos cientistas paulistas para estudar e deter a epidemia de zika -, coordenou a parte brasileira do estudo em conjunto com Jean Pierre Peron, também do ICB-USP. Nos Estados Unidos, o estudo foi coordenado por Dan Barouch, da Harvard University. Segundo Zanotto, as vacinas forneceram proteção de 100% aos camundongos que, depois de vacinados, foram infectados e não apresentaram a presença do vírus no organismo, indicando que a infecção não progrediu.

Comente agora
PE volta a exportar remédio para Doença de Chagas após dois anos
Saúde  Postado por Anacley Souza - 28/06 19:34h

A partir deste mês, o Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (Lafepe) volta a exportar o Benznidazol, medicamento usado para o tratamento da Doença de Chagas. Segundo o órgão, o produto passa a ser comercializado para oito países do continente americano, depois de dois anos de espera por um certificado de qualidade. O Lafepe é o único laboratório público do mundo que produz o remédio. Com isso, a instituição espera arrecadar por ano mais de R$ 1,2 milhão. Atualmente, o medicamento é distribuído no Brasil para todos os estados e empregado na assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Nesta terça-feira (28), o Lafepe encaminha ao Ministério da Saúde, em Brasília, o primeiro lote fabricado este ano, contendo 250 mil comprimidos. Transmitida pelo protozoário Trypanosoma cruzi por meio de um inseto conhecido como barbeiro, a infecção é bastante comum nas Américas Central e do Sul, principalmente em áreas rurais. No Brasil, o Ministério da Saúde estima que entre 2 e 3 milhões de pessoas estejam infectadas. Caso o paciente não tome a medicação, a doença pode se tornar crônica, com consequências para o resto da vida. “O desafio é diagnosticar a doença na fase aguda. Se você não consegue diagnosticar nessa fase, pode ter sequelas principalmente gastrointestinais. O esôfago fica grande e flácido, atrapalhando a deglutição, e os alimentos ficam com dificuldade para passar para o estômago, provocando um entalo”, explica o médico infectologista Vicente Vaz. Até 2014, o laboratório já vendia o Benznidazol para organismos internacionais, como a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e o Médicos Sem Fronteiras (MSF). Porém, o governo do estado teve de interromper a exportação quando essas entidades passaram a exigir a Certificação de Boas Práticas de Fabricação (CBPF), documento concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que atesta a qualidade do processo de produção de um medicamento.

Comente agora
Projeto tenta facilitar acesso ao leite materno e reduzir morte de crianças
Saúde  Postado por Débora Ayane - 28/06 15:53h

O Brasil tem o maior número de doadoras de leite materno do mundo, segundo o Ministério da Saúde. No entanto, essa cobertura ainda é deficitária em algumas regiões, de acordo com a coordenadora de Aleitamento Materno e Banco de Leite Humano da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Miriam Santos.Alguns estados (principalmente da Região Norte, que registra a maior taxa de mortalidade infantil do país) só dispõem de um banco de leite, na capital.Para resolver a questão, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) analisa projeto do senador Dário Berger (PMDB-SC) que obriga todas as maternidades de referência regional a possuir bancos de leite em suas instalações. O objetivo do PLS 171/2016 é aumentar a capilaridade da rede.Ana Clélia Martins é mãe da pequena Ana Clara, que nasceu prematura e permanece internada no Hospital Materno Infantil de Brasília há mais de dois meses. Ela destaca que o leite doado tem sido fundamental para ela e outras mães com bebês internados.— A minha bebê não teria como ingerir fórmulas e, se não fosse o leite que recebi, eu não teria como alimentá-la.

Comente agora
Quanto é preciso malhar para queimar os pratos queridinhos do inverno? Descubra
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 28/06 15:18h

O inverno é cheio de pratos quentinhos e deliciosos, e nada mais comum do que acabar exagerando na quantidade e acumulando alguns quilinhos extras na estação. Para ficar consciente das calorias e fazer boas escolhas, o Daquidali te conta quanto é preciso malhar para queimar cada um. “Cada atividade física tem um valor estimado de calorias gastas, embora elas possam variar de acordo com o metabolismo e individualidade de cada um. É preciso lembrar de praticar exércicios físicos regularmente e não se preocupar apenas com as calorias e sim com os valores nutricionais de cada alimento, além de reduzir as porções”, explica o personal trainer Valter da Hora, que esclarece o quanto cada receita equivale em tempo nas principais atividades. Vale lembrar que este é apenas um guia bem-humorado para que você possa comparar os seus pratos favoritos com o quanto se gasta em cada um dos exercícios mais comuns. O ideal é não exagerar na comida, mantendo essas iguarias dentro da quantidade de calorias recomendada por dia segundo seus gastos energéticos, e sempre praticar atividades físicas com acompanhamento profissional e de acordo com o seu condicionamento físico.

UMA XÍCARA DE CHOCOLATE QUENTE – 190 CALORIAS

Comente agora
Combate ao Aedes: Temer veta isenção fiscal para repelentes, larvicidas e inseticidas
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 28/06 14:54h

Apesar da série de ações promovidas em todo o país para combate ao Aedes aegypti, o presidente interino Michel Temer vetou a isenção de impostos para produtos como repelentes, larvicidas e inseticidas. O tópico fazia parte da Medida Provisária publicada em janeiro, que prevê a entrada forçada de agentes de saúde em imóveis suspeitos de terem focos do mosquito. Sancionada, a lei foi publicada no Dário Oficial da União desta terça-feira (28), com veto também para o artigo que previa incentivo fiscal do imposto devido por pessoas físicas e jurídicas que fizessem doações a projetos de combate ao Aedes aegypti. Segundo a Agência Brasil, a entrada forçada de agentes de saúde é permitida nos casos em que os imóveis estejam em situação de abandono e em que o dono do imóvel esteja ausente ou não tenha permitido a entrada. Se necessário, os agentes poderão solicitar a ajuda à autoridade policial ou à guarda municipal. A lei institui também o Programa Nacional de Apoio ao Combate às Doenças Transmitidas pelo Aedes (Pronaedes), com o objetivo de financiar projetos de combate à proliferação do mosquito transmissor.

Comente agora
Jogar cartas pode promover melhora em vítimas de AVC, aponta estudo
Saúde  Postado por Dulce Santana - 28/06 11:53h

Um estudo realizado pela equipe do Hospital St. Michel, no Canadá, descobriu que jogar cartas pode ajudar na recuperação de pacientes que sofreram acidente vascular cerebral (AVC). Um relatório final mostrou que atividades motoras simples, como mover braços e mãos em movimentos intensos e repetitivos, podem promover melhora na retomada de funções prejudicadas pela doença. Jogos de videogame, como o Wii, também podem ser tão eficazes quanto cartas. Foram analisados, segundo o jornal O Globo, 141 pacientes que sofreram AVC recentemente e tiveram o movimento de mãos e braços prejudicados. "Todos nós gostamos de tecnologia e temos a tendência de pensar que novas tecnologias são melhores que estratégias antigas, no entanto, algumas vezes não é o caso. Nesse estudo encontramos que atividades recreativas simples podem ser implementadas em qualquer lugar e ser tão eficazes quanto a tecnologia", afirmou o pesquisador Gustavo Saposnik. Metade do grupo participante passou por testes com jogos de Wii, enquanto a outra parte jogou cartas. Além do tratamento normal, os exercícios foram praticados uma hora por dia, durante 15 dias. (BN)

Comente agora
Infecção de bebê por chikungunya durante a gestação é registrado na Paraíba
Saúde  Postado por Anacley Souza - 27/06 23:34h

Um bebê foi infectado com a febre chikungunya durante a gestação na Paraíba. Esse caso, investigado pela pesquisadora e médica Adriana Melo, confirma que a doença pode ser transmitida verticalmente, ou seja, da mãe para o feto ou recém-nascido. “Esse é um caso importante porque mostra que o problema não é só com a microcefalia e com o vírus da zika. Foi comprovada uma possibilidade que já vinha sendo levantada pela nossa equipe”, comentou a pesquisadora da Paraíba. De acordo com Adriana Melo, a mãe do bebê infectado teve chikungunya no fim da gestação. A criança nasceu aparentemente bem, mas com cinco dias de vida, começou a ter febre e crises convulsivas. O bebê foi internado no Hospital da Criança, em Campina Grande, e em seguida transferido para o Hospital Escola da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), onde segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com um quadro de saúde estável. Os médicos coletaram sangue tanto da mãe quanto do bebê e foi constatado que os dois tinham o vírus em grande quantidade, configurando dois casos de chikungunya aguda. O bebê está com cerca de 15 dias de vida. Segundo a pesquisadora, o bebê tem um problema neurológico agudo, mas ainda está sendo acompanhado para saber qual é exatamente o problema e se ele vai ter sequelas no futuro. A mãe já está melhor, sentindo apenas sintomas leves da doença. O Ministério da Saúde informou, por meio de nota à imprensa, que a infecção pela febre chikungunya em mulheres grávidas, especialmente no final da gravidez, pode ocorrer e ocasionar o nascimento de bebês com a infecção. “Vale ressaltar que o Ministério acompanha e incentiva os estudos sobre essa possível transmissão vertical”, diz a nota.

Comente agora
Mensagens de texto de smartphones mudam ondas cerebrais
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 27/06 22:57h

De acordo com um estudo publicado no periódico Epilepsy & Behavior, enviar mensagens de texto pelo smartphone pode mudar o ritmo das ondas cerebrais. Pesquisadores da Clínica Mayo, nos Estados Unidos, analisaram dados de 129 pacientes. Suas ondas cerebrais foram monitoradas ao longo de um ano e quatro meses com exames de eletroencefalograma (EEG) combinados a imagens de vídeo. Como resultado, um a cada cinco pacientes apresentou um ritmo específico de ondas cerebrais ao usar mensagens de texto no smartphone. A equipe, coordenada pelo professor de neurologia William Tatum, acredita que o novo ritmo é uma métrica objetiva da capacidade do cérebro para processar informação não verbal durante o uso de dispositivos eletrônicos, algo que teria relação com o fato de esse tipo de ação exigir mais atenção ou emoção. Os cientistas ainda creem que os dispositivos com telas menores exigem mais concentração e, por isso, gerariam um tipo específico de ondas cerebrais. Os autores do estudo explicam que ainda há muitas pesquisas a serem feitas nessa área, mas eles acreditam que os resultados reforçam a ideia de que trocar mensagens ao dirigir é extremamente perigoso.

Comente agora
Uso e abuso do álcool na adolescência pode gerar problemas graves no futuro, afirma especialista
Saúde  Postado por Anacley Souza - 27/06 20:39h

Alcoolismo nunca foi problema exclusivo dos adultos. Pode também acometer os adolescentes. Hoje, no Brasil, causa grande preocupação o fato de os jovens começarem a beber cada vez mais cedo e as meninas, a beber tanto ou mais que os meninos. Pior, ainda, é que certamente parte deles conviverá com a dependência do álcool no futuro. Para essa reviravolta em relação ao uso de álcool entre os adolescentes, que ocorreu bruscamente de uma geração para outra, concorreram diversos fatores de risco. “O primeiro é que o consumo de bebida alcoólica é aceito e até estimulado pela sociedade. Pais que entram em pânico quando descobrem que o filho ou a filha fumou maconha ou tomou um comprimido de ecstasy numa festa, acham normal que eles bebam porque, afinal, todos bebem”, afirma o médico Dráuzio Varella. Sem desprezar os fatores genéticos e emocionais que influem no consumo da bebida, o álcool reduz o nível de ansiedade e algumas pessoas estão mais propensas a desenvolver alcoolismo, a pressão do grupo de amigos, o sentimento de onipotência próprio da juventude, o custo baixo da bebida, a falta de controle na oferta e consumo dos produtos que contêm álcool, a ausência de limites sociais colaboram para que o primeiro contato com a bebida ocorra cada vez mais cedo. “Não é raro o problema começar em casa, com a hesitação paterna na hora de permitir ou não que o adolescente faça uso do álcool ou com o mau exemplo que alguns pais dão vangloriando-se de serem capazes de beber uma garrafa de uísque ou dez cervejas num final de semana”, acrescentou.

Em Santo Antônio de Jesus o índice de internação de adolescentes em coma alcoólico nos festejos juninos, preocuparam não só a secretaria de Saúde do município como também o Conselho de acolhimento a Criança e o Adolescente.

Comente agora
Turista de 10 anos picado por cobra na Chapada volta a andar: 'Pensei que ele fosse morrer', diz mãe. Veja vídeo
Saúde  Postado por TV Voz da Bahia - 27/06 19:46h

O menino de 10 anos que foi picado por uma cobra em Ibicoara, na Chapada Diamantina, começou a dar os primeiros passos após o incidente na manhã desta segunda-feira (27). De acordo com a mãe de João Guilherme Matos, a professora Erilene Matos, o garoto está fazendo fisioterapia há três dias, desde que foi transferido para o Hospital Tereza de Lisieux, em Salvador. "Na hora eu só pensei que ele fosse morrer. Mas eu tinha que ser forte e acreditar que ele ficaria melhor", desabafa Erilene. João Guilherme foi picado na coxa esquerda por uma cascavel na última quarta-feira (22), quando fazia a trilha da Cachoeira do Buracão. Ele e a mãe estavam acompanhados por um guia e um grupo de turistas. "Eu estava andando um pouco à frente do guia e aí percebi uma coisa diferente na vegetação. Eu vi que era uma cobra e corri, mas ela me pegou", conta o menino. A criança foi levada para o posto médico de Mundo Novo e dali para o de Ibicoara, onde permaneceu toda a tarde. "Lá o médico deu um antialérgico. Ele começou a ficar com a visão embaçada, com dor no corpo e falta de ar. O médico disse que esses sintomas eram por conta da medicação e deu alta" relata a mãe. O acidente ocorreu no primeiro dia de passeio. Na casa onde estava hospedado, João Guilherme piorou e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, levando-o de novo ao posto de Ibicoara. De lá, o menino foi transferido para Salvador com helicóptero do Graer, da Polícia Militar. No hospital, tomou ampolas antiofídicas. Erilene, que estava planejando esta viagem desde outubro do ano passado, vai começar a juntar dinheiro novamente para voltar à Chapada com o filho. "O sonho dele era vir para Salvador e comer acarajé. Quando estávamos no avião ele me agradecia o tempo todo", lembra. João esta ansioso para voltar à Chapada. "Não deu tempo de ver muita coisa", conta o menino aventureiro. Ele surfa com o pai e joga futebol e capoeira.

Assista: 

Comente agora
Odontomóvel realiza atendimento gratuito em quatro municípios; confira
Saúde  Postado por Débora Ayane - 27/06 17:13h

O Programa Saúde sem Fronteiras realiza atendimento no Odontomóvel, até a próxima sexta-feira (01), nos municípios de Dias d´Ávila, Olindina, Água Fria e Potiraguá. Nesses locais, quatro carretas farão serviços gratuitos como restauração, cirurgias de alta e baixa complexidade, tratamento de canal, colocação de coroa provisória, aplicação de flúor, exame radiológico, periodontia (tratamento de gengiva), entre outros. Para o atendimento, as pessoas devem levar o Cartão do SUS, documento de identidade e comprovante de residência.Confira os locais onde as carretas estão realizando o atendimento:

Dias d´Ávila – Avenida Perimetral Sul, Urbis, em frente ao PSF;

Olindina – Rua Antônio Borges s/n, nas proximidades da Prefeitura Municipal;

Água Fria – Praça da Matriz, em frente à Igreja Católica;

Potiraguá – Praça Getúlio Vargas, em frente à Câmara Municipal.

Comente agora
Doença que causa cegueira pode ser prevenida com vitamina C; saiba como ingerir
Saúde  Postado por Débora Ayane - 27/06 14:05h

Embora parte das doenças tenha como causa as heranças genéticas, é fato que o meio externo e os hábitos influenciam no aparecimento ou não delas. Exemplo é o recente estudo que mostrou a relação do desenvolvimento da carata, maior causa de cegueira no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), com o consumo de vitamina C.

O que é a catarata?

Caracterizada pela opacificação da lente dos olhos, a carata é uma doença que pode aparecer naturalmente com o avanço da idade. Fatores genéticos, traumas ou doenças primárias podem ser a causa do quadro.O principal sintoma é a visão turva e embaçada. Este embaçamento é causado pela oxidação do cristalino, lente natural do olho. É exatamente neste processo que fatores externos como a alimentação podem interferir.

Vitamina C faz bem para os olhos

Comente agora
Cuidados básicos com a higiene diminuem incidência de doenças no inverno
Saúde  Postado por Débora Ayane - 26/06 16:30h

Alergias, resfriados e infecções respiratórias, como pneumonia, bronquite e rinite, são as doenças mais comuns no inverno. A explicação para o aumento de casos está na queda de temperatura combinada com a baixa umidade do ar. Mas você sabia que, com alguns cuidados, é possível diminuir as chances de ser acometido por um destes problemas? É o que explica a pediatra do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Sonia Liston.“É fundamental a hidratação das mucosas nasais com soro fisiológico e a limpeza das mãos com álcool gel, água e sabão depois de tossir ou espirrar, após usar o banheiro, antes de comer e de tocar os olhos, boca e nariz”, alerta a especialista. “São procedimentos simples, mas que fazem toda a diferença”, complementa.De acordo com Sonia Liston, os vilões da saúde muitas vezes são os lugares mais frequentados pela população, de uma maneira geral, como shoppings centers e supermercados. Além dos transportes públicos e outros locais onde há um grande aglomerado de pessoas.“Eles facilitam a transmissão de doenças respiratórias, como a gripe. O pior é quando um indivíduo se encontra com imunidade baixa, podendo ter sérios riscos de desenvolver uma pneumonia no organismo”, afirma.Aconselha-se ainda redobrar a atenção com os cuidados de crianças e idosos, o grupo de maior risco para contaminação em casos de gripe e resfriado. “Nossa maior recomendação é fazer a imunização contra a gripe todo ano, porque diminui a gravidade da doença e as chances de complicações no futuro”, reforça a pediatra.

Comente agora
Chá de urtiga pela manhã melhora digestão, reduz fome e até mau hálito: veja receita
Saúde  Postado por Débora Ayane - 26/06 09:32h

Quem aprecia um bom chá pela manhã ou mesmo entre as refeições normalmente busca sempre novidades para evitar enjoar dos mesmos sabores e aromas, além de gostar de conhecer todos os benefícios que podem ser conquistados através de infusões naturais. Apesar de pouco comum, chá de urtiga pode ser a bebida que você procurava para melhorar a digestão, reduzir a fome e até combater o mau hálito.Rica em vitaminas, minerais e proteínas, a urtiga pode ser ingerida de manhã para garantir pique e energia. Boa fonte de cálcio, magnésio, potássio, zinco, entre outros, a planta possui clorofila, que promove equilíbrio hormonal, sono reparador, aumento da imunidade e diminuição do apetite.A infusão também é considerada uma boa aliada para desintoxicar o organismo e também reduzir o mau hálito e odor corporal. A urtiga pode ainda ser usada como remédio natural contra alergias respiratórias e no tratamento de eczema, psoríase e outras doenças da pele.

Como consumir chá de urtiga

Você pode ingerir diariamente o chá para tirar proveito de todos os benefícios da erva. Para preparar, vale apostar em uma receita indicada pelo site “MindBodyGreen”: coloque cerca de 200 gramas de ervas secas em um recipiente e adicione 1 litro de água, deixando a mistura descansar durante a noite. Beba todos os dias como um chá gelado com um pouco de mel ou em stevia em pó, se achar necessário.

Comente agora
SUS sem reajuste coloca em risco trabalhos filantrópicos
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 25/06 18:53h

O desenhista e palhaço Ivan Bastos, 46 anos, está internado no Hospital Santo Antônio, mantido pelas Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), na Cidade Baixa, desde o último dia 15. Assim que tiver alta médica, ele promete voltar à unidade para fazer um show artístico como forma de agradecer ao tratamento que vem recebendo contra erisipela (infecção na pele) e trombose. Ele é um dos pacientes que, beneficiados pelo atendimento da Osid, nem imaginam a dimensão do problema enfrentado pela unidade filantrópica de saúde. Este ano, segundo a superintendente das obras, Maria Rita Pontes, a instituição deve amargar déficit de R$ 18 milhões - 50% a mais do que o de 2015, quando a entidade perdeu R$ 12 milhões. As dificuldades do Hospital Santo Antônio - assim como de outras entidades filantrópicas da capital - são atribuídas à falta de reajuste nos valores pagos pelo Ministério da Saúde (MS) aos hospitais que prestam serviço pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Comente agora
Setor de Queimados do HGE registra 41 casos desde início do feriado de São João
Saúde  Postado por Dulce Santana - 25/06 14:12h

O Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, registrou 41 casos de vítimas de queimaduras da última quinta-feira (23) até o final da noite desta sexta-feira (24). De acordo com a instituição, a maioria dos pacientes apresentam queimaduras advindas do uso de fogos de artifício. Os números são do balanço parcial do hospital divulgado pelo jornal A Tarde nesse sábado (25). Segundo a publicação, o número é 57% maior que o registrado no mesmo período do ano passado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), quando foram realizados 26 atendimentos. Dentre os atendidos estão três jovens de 17, 14 e 8 anos, de bairros como Garcia, Narandiba e Brotas, que se queimaram ao manipular fogos de artifício.

Comente agora
Instituto Butantã começa a testar vacina contra a dengue em todo o país
Saúde  Postado por Dulce Santana - 25/06 11:43h

Os testes da terceira e última etapa da vacina contra a dengue, que já vinham sendo feitos desde fevereiro com 1,2 mil voluntários recrutados pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), começaram a ser realizados também, nessa quinta-feira (23), com 1,2 mil voluntários na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), no interior paulista. O Hospital das Clínicas e a Famerp são dois dos 14 centros de estudo credenciados pelo Instituto Butantã - que desenvolve a vacina -, onde serão feitos os testes da terceira etapa do projeto. Esta fase envolverá 17 mil pessoas em 13 cidades, nas cinco regiões do país. Na próxima semana, segundo o instituto, um centro em Manaus (AM) e outro em Boa Vista (RO) também darão início aos trabalhos. A última etapa da pesquisa servirá para comprovar a eficácia da vacina. Do total de voluntários, dois terços receberão a vacina e um terço receberá placebo, que é uma substância com as mesmas características da vacina, mas sem os vírus, ou seja, sem efeito. Ninguém - nem a equipe médica e nem o voluntário - saberá quem vai receber a vacina e quem receberá o placebo. O objetivo é descobrir, a partir dos exames do material coletado desses voluntários, se quem tomou a vacina ficou protegido e se quem tomou o placebo contraiu a doença. Segundo Jorge Kalil. diretor do Instituto Butantã, São José do Rio Preto é a única cidade sem ser uma capital que participará desta etapa. “É o único centro que não está em uma capital. [São José do] Rio Preto tem uma medicina de muito boa qualidade e está em uma região onde é muito forte a dengue. Então, é lugar bom para a gente testar [a vacina]”, disse Kalil, em entrevista à Agência Brasil. 

Comente agora
'Melhor ter médico cubano que uma benzedeira', diz ministro da Saúde
Saúde  Postado por Anacley Souza - 24/06 21:28h

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse nesta sexta-feira (24), em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, que prefere ter médicos cubanos do que farmacêuticos ou benzedeiras atuando em locais de difícil acesso no país. "Se tiver algum ponto em que médicos brasileiros não queiram ir, teremos lá um médico cubano. É melhor ter um médico cubano do que um farmacêutico ou uma benzedeira", comparou o ministro, em visita oficial ao Paraná, estado onde nasceu e construiu carreira política. Pouco antes, ele garantiu que vai priorizar os médicos nacionais, em vez dos caribenhos, durante a renovação do contrato do Mais Médicos. "Em setembro, 3.500 médicos vencem o seu prazo [no programa federal]. Muitos vão permanecer, outros não. Nós vamos fazer um grande esforço no sentido que os médicos brasileiros preencham essas vagas". Além de Ponta Grossa, Barros também passou por Apucarana e Maringá nesta sexta-feira. Na última, sua cidade natal, foi recebido com protestos de pessoas que não concordam com o governo do presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), e, por consequência, com o ministério de Barros. Durante todo o dia, o ministro conversou com prefeitos da região e visitou unidades de saúde. Segundo ele, as visitas foram feitas para saber como são administrados os recursos advindos do Sistema Único de Saúde (SUS) no Paraná.

Comente agora
Diagnóstico precoce para artrite reumatoide ainda é desafio no Brasil
Saúde  Postado por Anacley Souza - 24/06 20:52h

Receber aos 39 anos de idade, no auge da vida produtiva, o diagnóstico de uma doença crônica e progressiva, com alto potencial incapacitante, provoca um impacto profundo na vida dos pacientes. Essa é a idade média em que os brasileiros com artrite reumatoide têm sua enfermidade identificada, derrubando o mito de que a doença estaria relacionada unicamente aos idosos, conforme indica uma pesquisa com mais de 3 mil pacientes realizada pelo Instituto Nielsen no Brasil e em outros 12 países, a pedido da Pfizer. Embora não exista cura para a artrite reumatoide, é possível manter a doença sob controle e evitar danos irreversíveis nas articulações se a doença for identificada em seus estágios iniciais, de modo que o paciente possa receber a medicação mais adequada. No Brasil, contudo, esse processo pode levar muitos anos, em um percurso que obriga o paciente a passar por vários médicos antes de obter uma resposta. “Quanto mais cedo a artrite reumatoide for diagnosticada, mais rapidamente o paciente poderá ser tratado, levando à diminuição da atividade da doença e proporcionando alívio da dor e melhora da qualidade de vida”, diz a reumatologista Rina Giorgi, diretora do Serviço de Reumatologia do Hospital do Servidor Público Estadual e integrante da Comissão de Artrite Reumatoide da Sociedade Brasileira de Reumatologia. Estima-se que a artrite reumatoide afete 2 milhões de pessoas no Brasil, o equivalente à população de uma cidade como Belo Horizonte (MG). Trata-se de uma doença crônica e inflamatória, que compromete as articulações e pode causar rigidez, deformidade articular e desgaste ósseo, incapacitando os pacientes até mesmo para executar tarefas cotidianas, como escovar os dentes. Normalmente, a artrite reumatoide atinge inicialmente as articulações das mãos e dos punhos, nos dois lados do corpo, mas a evolução do quadro pode causar deformidades e desvios maiores, alcançando as articulações mais centrais ¬– como cotovelos, ombros, tornozelos, joelhos e quadris.

Comente agora
Ministério da Saúde destina R$ 49,8 milhões para hospitais universitários
Saúde  Postado por Anacley Souza - 24/06 18:23h

O Ministério da Saúde liberou R$ 49,8 milhões para ampliação e qualificação de hospitais universitários com atendimentos prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Desse montante, R$ 23 milhões serão destinados a 13 unidades dos estados da região Sudeste. Hospitais de todas as regiões do país - 20 estados e o Distrito Federal - deverão ser beneficiados. Os valores serão repassados em parcela única para as instituições que comprovaram o cumprimento de metas de qualidade de porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa, ensino e integração à rede do SUS. A verba é parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), parceria entre os ministérios da Saúde e Educação e instituída em 2010. Desde o início do programa, os hospitais receberam mais de R$, 2,9 bilhões. No ano passado, as unidades receberam R$ 344 milhões e outros R$ 1,4 bilhão de incentivo.

Comente agora
6 formas simples de cortar calorias da sua vida todos os dias
Saúde  Postado por Débora Ayane - 24/06 16:04h

Se toda vez que você pensa em contar e, principalmente, cortar calorias no dia a dia sofre imaginando as privações que deverá fazer e na quantidade de horas que vai precisar passar na academia, saiba que talvez precise rever os seus conceitos e perceber que existem formas bastante simples de eliminar calorias da sua vida, sem grandes preocupações. Confira abaixo algumas dicas sugeridas pelo site da revista “Health”:

1. Evite comer na frente da televisão. Além de não prestar atenção aos alimentos e na mastigação, hábito importante para a perda de peso, você ainda acaba deixando de eliminar cerca de 300 calorias diariamente.

2. Saia do sofá e, mesmo se estiver com preguiça de ir para a academia, faça uma breve caminhada que, por dia, pode ajudar a eliminar mais de 200 calorias.

Comente agora
Como prevenir e curar a ressaca durante as Festas Juninas
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 24/06 15:15h

A temporada de festas de São João chegou e, com ela, além das inúmeras opções de diversão, a variedade de comidas e bebidas – cada uma melhor que a outra. Em muitas regiões do país, o período junino dura bem mais que uma semana e são diversas festas públicas e privadas para curtir. Como cai em um período em que muitas pessoas estão de férias, é natural se permitir alguns excessos ao participar das comemorações, indo dos deliciosos pratos típicos ao consumo de bebidas alcoólicas. A ingestão excessiva deste último, por sua vez, pode ocasionar a indesejada ressaca. Com alguns cuidados, as consequências de umas doses a mais podem ser facilmente evitadas ou amenizadas. O Confira Mais selecionou dicas para prevenir e curar ressaca, a vilã das noites de festa e diversão.

– Coma bem antes de pensar em ingerir uma grande quantidade de bebidas: Comer antes de beber irá ajudar a adiar o efeito do álcool e também irá amenizar a possível agressão. A prática conhecida como “forrar o estômago” pode ser feita com alimentos preferencialmente ricos em gorduras e carboidratos. A ingestão de vitaminas também é indicada.

– Mantenha o corpo hidratado: Ingerir regularmente água antes e depois de começar a beber é fundamental para prevenir uma ressaca forte no dia seguinte.

Comente agora
Ataques cardíacos podem ser 50% mais fatais para quem tem diabetes
Saúde  Postado por Dulce Santana - 24/06 11:36h

Um grupo de investigadores da Universidade de Leeds avaliou 700 mil pessoas que deram entrada no hospital devido a um ataque cardíaco num período de dez anos. Destes, 121 mil tinha diabetes. Depois de retirarem os efeitos da idade, sexo e alguma outra doença bem como as diferenças em relação ao tratamento médico de emergência recebido, a equipe descobriu que os pacientes com diabetes tinham 50% menos probabilidades de sobreviver a um ataque cardíaco do que as pessoas sem esta condição. Mais precisamente 56% mais probabilidade de morrer por causa de um enfarte do miocárdio com elevação do segmento ST - em que a artéria coronária fica completamente bloqueada – e 39% mais probabilidade de morte se tivessem um enfarte do miocárdio sem elevação do segmento ST – quando a artéria dica parcialmente bloqueada – do que as pessoas não diabéticas. O Dr. Chris Gale, que liderou a investigação, destaca que estas conclusões são prova de que a diabetes é um significativo agravante a longo prazo especialmente para as pessoas que já tiveram um ataque cardíaco. Como reporta o Indian Express, os investigadores destacam que o próximo passo será tentar descobrir como e porque a diabetes aumenta o risco de morte após um ataque cardíaco, de forma a poderem ser desenvolvidos novos tratamentos que aumentem ainda mais a taxa de sobrevivência.

Comente agora
Pessoas que tiveram dengue tem mais chances de ter zika vírus, diz estudo
Saúde  Postado por Dulce Santana - 24/06 10:07h

Um estudo publicado nesta quinta-feira (23) aponta que pessoas que já tiveram dengue tem mais chances de desenvolverem uma infecção mais severa pelo zika vírus. O estudo feito por pesquisadores do Imperial College London, do Instituto Pasteur de Paris e da Universidade Mahidol de Bangkok sugerem que os anticorpos desenvolvidos contra a dengue são capazes de reconhecer e se ligar ao zika por causa das similaridades dos vírus (ambos são da família dos flavivírus). A pesquisa foi publicada na revista "Nature Immunology". Os anticorpos da dengue podem potencializar a infecção pelo vírus da zika. Segundo o estudo, o fato é similar aos pacientes que são infectados por dengue por mais de uma vez, e que pode ocasionar dengue hemorrágica. Em situações normais, os anticorpos envolvem os vírus ou bactérias, neutralizando esses invasores e possibilitando que o sistema imunológico os destruam. Se o mesmo invasor aparecer novamente, já existem anticorpos treinados para combatê-lo. "Apesar de este trabalho estar em um estágio muito preliminar, ele sugere que a exposição prévia ao vírus da dengue pode potencializar a infecção por zika.

Comente agora
Ministério da Saúde destina R$ 4,8 milhões para reforma de hospitais universitários
Saúde  Postado por Dulce Santana - 24/06 09:41h

O Ministério da Saúde vai repassar R$ 4,8 milhões para ampliar e qualificar o atendimento de hospitais universitários de oito estados do Nordeste. Ao todo, 13 hospitais universitários ligados ao Sistema Único de Saúde (SUS) serão beneficiados com os recursos. Na Bahia, o Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (Hupes), no Canela, receberá o menor recurso deste repasse, totalizando R$ 60.217,56. O maior valor será destinado para o Hospital Universitário do Maranhão, no valor total de R$ 2.564.159,50. O recurso destinado para as unidades integra os R$ 49,8 milhões liberados pelo Governo Federal, por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf). O programa foi instituído em 2010 para reforçar o orçamento das universidades mantenedoras de serviços de saúde. Desde o início do programa, mais de R$ 2,9 bilhões foram destinados para as reformas. O Programa é desenvolvido e financiado em parceria com o Ministério da Educação. O programa atinge hospitais de todas as regiões do país e os recursos destinados foram aprovados em lei orçamentária. Os valores serão liberados em parcela única para as universidades que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas a porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa e ensino e integração à rede do SUS. Em 2015, os hospitais universitários realizaram mais de 23 milhões de atendimentos ambulatoriais e internações no Brasil, com investimento de R$ 828,3 milhões do Ministério da Saúde para o custeio desses serviços.

Comente agora
Conselheiro tutelar afirma que muitos menores em coma alcoólico deram entrada no posto de saúde no São João de SAJ
Saúde  Postado por Anacley Souza - 24/06 01:28h

A quantidade de menores desacompanhados no circuito do forró está preocupando o Conselho Tutelar em Santo Antônio de Jesus. Segundo o coordenador, o conselheiro Lucas Santos (na foto acima), muitos adolescentes estão sendo encaminhados ao posto de saúde instalado no circuito com sintomas de alcoolismo, “infelizmente a incidência de crianças e adolescentes fazendo uso de bebida alcoólica nos preocupa por ser muito grande”, disse em entrevista ao Voz da Bahia. Santos acrescentou ainda que o Conselho e a Secretaria de Assistência Social têm feito uma campanha preventiva e tem distribuído panfletos e cartazes em todo o local do evento, “o intuito é conscientizar sobre a situação”, disse. Lucas Santos salientou que, infelizmente o uso de bebida muitas vezes é permissivo por pais e responsáveis pelo menor o que vem agravado mais a situação, “estamos vendo crianças sozinhas na festa e muitas dando entrada nos postos em coma alcoólico”, salientou. Uma equipe de Conselheiros Tutelares está fazendo fiscalizações intensas no intuito de coibir o agravante fazendo um papel educativo, “os pais são alertados e os vendedores de bebidas alcoólicas são alertados e autuados com um registro da ocorrência no MP (Ministério Público) onde prestarão esclarecimentos. Infelizmente esta é nossa realidade”, concluiu.

Movimentação no Posto de Saúde no Circuito do São João / Foto: Voz da Bahia

Conselheiros Tutelar / Foto: Voz da Bahia

  1. Reportagem e Fotos: Voz da Bahia
Um comentário
Anticorpo da dengue é capaz de neutralizar zika, mostra estudo
Saúde  Postado por Anacley Souza - 23/06 22:28h

Dois novos estudos sobre os vírus da zika e da dengue mostram que a relação de familiaridade entre eles pode ser também de amor e ódio. Por um lado, dois anticorpos específicos contra a dengue se mostraram capazes de, potencialmente, também neutralizar o zika, indicando a possibilidade de desenvolvimento de uma vacina capaz de proteger contra as duas doenças simultaneamente. Por outro lado, viu-se que muitos dos outros anticorpos gerados nas pessoas infectadas com dengue acabam, na verdade, favorecendo a replicação do zika, o que traz novas pistas que podem indicar por que a epidemia de zika se espalhou tão rapidamente em um país que já vinha sofrendo com surtos de dengue. Os trabalhos, publicados nesta quinta-feira, 23, nas revistas Nature e Nature Immunology por um mesmo grupo de pesquisadores franceses e ingleses, podem parecer contraditórios à primeira vista, mas na prática eles jogam luz sobre a complexa relação da família dos flavivírus, da qual fazem parte os dois vírus, e também na imunologia. Na pesquisa da Nature, Félix Rey, do Instituto Pasteur, e colegas observaram que dois anticorpos específicos produzidos por pessoas que tiveram dengue são capazes de se ligar ao zika e neutralizá-lo, impedindo a infecção. Para os pesquisadores, essa descoberta lança a possibilidade de se desenvolver uma vacina universal contra os dois vírus. É uma capacidade muito específica desses dois anticorpos. Muitos dos outros gerados em pessoas infectadas com dengue parecem ter um efeito bem diferente, ao promover uma reação cruzada com o vírus da zika, aumentando sua capacidade de replicação. É o que observaram em estudos in vitro Gavin Screaton, do Imperial College de Londres, e colegas no estudo publicado na Nature Immunology. Essa era uma suspeita que pesquisadores brasileiros já tinham há muito tempo.

Comente agora
Checar o celular no escuro pode causar perda de visão temporária, sugere estudo
Saúde  Postado por Anacley Souza - 23/06 20:50h

Hoje em dia, muitas pessoas sentem dificuldade para ficar longe do smartphone - até mesmo na hora de dormir. Acontece que um estudo publicado por uma revista de pesquisa em medicina nesta semana sugere que ligar a tela do celular durante a noite, no escuro, pode causar perda de visão temporária. O estudo acompanhou duas mulheres, uma de 22 anos e outra de 40 anos, que não tiveram os nomes divulgados, e que se queixavam de perdas repentinas de visão. A "cegueira temporária" acontecia diversas vezes ao longo do dia, por apenas alguns segundos, e fez com que as mulheres passassem por uma série de exames diferentes até encontrar a causa. A perda de visão começou quando as duas usavam o smartphone de madrugada, na cama, no escuro do quarto. Ambas criaram o hábito de checar suas notificações com apenas um olho aberto e outro tampado pelo travesseiro, o que, segundo os médicos, foi o que acabou causando os momentos de cegueira temporária. O que acontece é que o olho que ficava coberto pelo travesseiro permanecia mais dilatado para se adaptar à escuridão, enquanto o outro olho ficava menos dilatado para se adaptar à luminosidade. Esse desequilíbrio, segundo especialistas, não causa uma perda de visão real, mas apenas a sensação de cegueira temporária - como quando entramos em um cômodo escuro após alguns minutos na rua sob o sol forte. A boa notícia é de que o estudo ainda não é conclusivo ou profundo o bastante para que se torne uma recomendação médica. Os pesquisadores que realizaram o estudo, porém, dizem que embora o fenômeno da perda de visão pelo uso de smartphones seja extremamente raro, é melhor evitar ligar a tela do aparelho durante a noite. Se você precisar mesmo ligar o celular no escuro, os especialistas recomendam que o faça com os dois olhos abertos e com a tela no menor nível de luminosidade possível. Mesmo que não cause cegueira, esse hábito pode prejudicar o seu sono e, consequentemente, afetar a sua saúde em outros aspectos.

Comente agora
Hemoba garante estoque de sangue para o São João
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 23/06 19:45h

Embora não tenha conseguido alcançar a meta - 250 bolsas de sangue por dia -, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) está com estoque de sangue suficiente para atendimento das demandas hospitalares que podem surgir no período do São João. A Fundação estava em campanha desde o final de maio para incentivar a população a fazer a doação. Segundo o órgão, no período que antecede os festejos juninos, a demanda de doadores diminui consideravelmente. Por outro lado, aumenta o número de feridos em acidentes nas estradas. "Não atingimos a meta dia a dia, mas de uma forma global conseguimos. Não há riscos de falta de sangue. Está tranquilo para o São João, mas quem puder deve ir doar", ressaltou o coordenador do setor de coleta da Fundação, Marcelo Mattos.

Movimento: Na manhã desta quinta-feira, 23, o movimento foi considerado fraco. Situação comum, segundo Matos, em razão de muitas pessoas viajarem por conta dos festejos juninos. O pintor Igor da Silva, 35, saiu de Luís Anselmo, onde mora, para doar sangue. Doador há 15 anos, ele aproveitou uma folga para ir ao Hemoba. "A importância de vir aqui é que a gente está ajudando muitas pessoas. Muita gente não tem noção da situação, da falta de sangue. Mas temos que lembrar que a gente pode ser o próximo a precisar", afirmou. O agente de limpeza Valnei José de Oliveira, 37, também aproveitou uma folga para ir ao local. "Sou doador ativo. É importante fazer isso porque a gente ajuda a salvar vidas. Nessa época de festas, o estoque não é suficiente", afirmou. Nesta sexta-feira, 24, o Hemoba está fechado por conta do feriado de São João. Sábado, 25, o hemocentro coordenador, localizado na ladeira do Hospital Geral do Estado (HGE) - em Salvador estará funcionando normalmente, das 7h 30 às 12h 30. Para fazer a doação, é necessário que o voluntário esteja em boas condições de saúde, deve pesar 50 quilos ou mais e ter idade entre 16 e 69 anos. Nos casos de menores de 18 anos, é preciso estar acompanhados por um responsável legal, para cada doação. É necessário, ainda, estar bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura, e portar um documento oficial com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista ou de reservista) que devem estar em bom estado de conservação.

Comente agora
Exposição prévia a dengue pode potencializar zika, sugere estudo
Saúde  Postado por Débora Ayane - 23/06 16:08h

Pessoas que já tiveram dengue podem ter um risco maior de desenvolverem uma infecção mais severa pelo vírus da zika, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira (23) na revista "Nature Immunology".Testes feitos por pesquisadores do Imperial College London, do Instituto Pasteur de Paris e da Universidade Mahidol de Bangkok sugerem que os anticorpos desenvolvidos contra a dengue são capazes de reconhecer e se ligar ao zika por causa das similaridades dos vírus (ambos são da família dos flavivírus).Por um mecanismo chamado de "amplificação dependente de anticorpos", esses anticorpos de dengue pré-existentes são capazes de potencializar a infecção pelo vírus da zika.É algo similar ao que ocorre com pacientes que são infectados por dengue mais de uma vez, por diferentes sorotipos do vírus: na segunda infecção, o risco de dengue hemorrágica é sempre maior do que na primeira.Em situações normais, os anticorpos envolvem os vírus ou bactérias, neutralizando esses invasores e possibilitando que o sistema imunológico os destruam. Se o mesmo invasor aparecer novamente, já existem anticorpos treinados para combatê-lo.

Comente agora
Fique atento às calorias para não sair da linha nas festas juninas
Saúde  Postado por Débora Ayane - 23/06 15:21h

O mês de junho é, para muitos, o mês mais delicioso do ano. Cachorro-quente, bolo de fubá, vatapá, espetinho, quentão, arroz doce, pipoca, pamonha, milho cozido... todas os quitutes maravilhosos e irresistíveis. Para quem gosta de aproveitar a época, vale ter atenção nas calorias consumidas, para que o mês não seja responsável pelo derradeiro fim da dieta.A nutricionista Kátia Ushiama, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos (SP), afirma que muitos alimentos possuem cálcio, fibras e vitaminas. Ela indica que trocar o leite integral pelo desnatado é uma opção para tornar tudo mais saudável. Outra possibilidade é trocar o açúcar branco pelo mascavo ou até por outros adoçantes artificiais, como stevia.Confira uma lista com alguns alimentos típicos desta época e suas respectivas calorias por cada porção de 100 g, segundo o site Doutíssima:

  • Arroz-doce: 160 kcal
  • Pé de moleque: 487 kcal
  • Paçoca: 484 kcal
  • Pinhão: 174 kcal
  • Bolo de fubá: 350 kcal
  • Vinho quente: 120 kcal
Comente agora
Hipertireoidismo leva a emagrecimento rápido e indisposição corporal
Saúde  Postado por Redação Voz da Bahia - 23/06 11:49h

A glândula tireoide é uma das mais importantes do corpo humano, responsável pela produção de hormônios que controlam o metabolismo. Quando há desequilíbrio nessa produção, seja para mais ou para menos, o gasto de energia pelas células apresenta picos desregulados, afetando diversos sistemas do corpo, e desenvolvendo doenças como o hipertireoidismo e o hipotireoidismo. Segundo o IBGE, 15% da população brasileira sofre com problemas na glândula. A estudante Paula Borges, de 20 anos, nunca tinha ouvido falar de nenhuma das duas condições médicas relacionadas ao desequilíbrio hormonal tireoidiano quando começou a apresentar os sintomas do hipertireoidismo. “Perdi muito peso num curto período de tempo, comecei a ficar sem força para a academia e com intolerância ao calor. Minha insônia também aumentou consideravelmente”, lembra. Com 14 quilos a menos e sem disposição para exercícios físicos, ela recebeu a indicação de seu pai, que é médico, para procurar uma endocrinologista. Com exames de sangue, as taxas insuficientes de TSH (hormônio estimulante da tiroide) e a alta dosagem de tiroxina (T4) e triiodotironina (T3) constaram o diagnóstico.

Comente agora

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com