As comentadas


Boa tarde , Terça-feira, 31/05/2016








Enquete



Reflita

Blog

Saúde

19
Fev
Teste para detectar vírus custa até R$ 1,6 mil e não é coberto por planos
Postado por: Anacley Souza / 07:49h

Embora a zika tenha contribuído para a declaração de emergência internacional e o Ministério da Saúde tenha tornado compulsória a sua notificação, o principal teste para diagnosticar o vírus ainda não entrará no rol de cobertura obrigatória dos planos de saúde privados, segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Na rede privada, a realização do teste genético do tipo PCR custa cerca de R$ 1,6 mil. Na rede pública, pelo menos 16 laboratórios fazem a análise no Brasil. Em São Paulo, a demanda fica concentrada no Instituto Adolfo Lutz. De acordo com a ANS, a justificativa para não incluir os testes por PCR no rol é que eles ainda não estão plenamente disponíveis. Em nota, o órgão afirma que os exames específicos existentes para diagnóstico tiveram autorização para comercialização no início deste mês. "Esses exames ainda não estão amplamente disponíveis na rede de laboratórios, somente sendo possível sua realização em alguns estabelecimentos referenciados", diz a agência. Outro argumento é que o teste só funciona nos primeiros dias da infecção, enquanto os sintomas estão ocorrendo, o que reduziria sua utilidade para a maior parte dos pacientes. A ANS afirmou também que "está acompanhando atentamente as diretrizes do Ministério da Saúde para prevenção e combate ao vírus e adotará todas as medidas necessárias para o enfrentamento dessa situação crítica, inclusive no que diz respeito à revisão do rol de procedimentos". Na opinião do biólogo José Eduardo Levi, professor da Universidade de São Paulo (USP) e chefe do Departamento de Biologia Molecular do Hemocentro de São Paulo, os planos deveriam cobrir os testes.

Comente agora
18
Fev
Atenção aos sintomas de viroses que devem levar o paciente à emergência
Postado por: Anacley Souza / 21:24h

Menos de duas semanas após o fim do Carnaval, as emergências dos hospitais já estão repletas de pacientes com sintomas de viroses. Muitas até poderiam ser tratadas em casa, sem necessidade de visita ao médico, mas como saber com quais realmente deve haver preocupação? Marcelo Maranhão, nutrólogo e pediatra do Hapvida, revela o que necessita de atenção redobrada. "Todo quadro virótico pode causar febre relativamente alta, em média, de três a cinco dias", explica o médico. Vale ressaltar que a febre pode vir acompanhada de tosse, espirro, dores no corpo, moleza e falta de apetite. "Recentemente tem circulado um quadro viral que está dando bastante dor no estômago, diarreia e ânsia de vômito", completa Marcelo. Todos esses sintomas podem ser tratados em domicílio. A ida a emergência hospitalar não deve ser adiada quando a febre for de difícil controle, ou seja, temperatura maior que 37,8º, que não diminui com um banho, compressas frias ou medicação para febre. "Outro alerta é quando a ânsia de vômito não diminuir com medicação para vômito ou quando o paciente não consegue ingerir líquido por conta do vômito", revela o médico da Hapvida. Mas um dos sinais que mais necessita de atenção é diarreia com sinais de sangue nas fezes, segundo Marcelo.

Aedes aegypti: Além das viroses comuns no período pós Carnaval, os médicos alertam sobre o zika vírus, a dengue e a chikungunya. Essas doenças transmitidas pela picada do mosquito aedes aegypti estão levando cada vez mais pessoas às emergências. "Os principais sintomas são dores intensas no corpo, por trás dos olhos e manchas vermelhas no corpo", conta o médico. Doutor Marcelo ressalta que os sinais de alerta para a dengue hemorrágica são sangramento no corpo, dor de cabeça súbita e intensa e barriga endurecida. "Tendo qualquer um desses sintomas, o paciente deve procurar auxílio médico", conclui.

Comente agora
18
Fev
Zika pode causar danos cerebrais em bebês sem microcefalia, aponta estudo
Postado por: Anacley Souza / 20:19h

Bebês com problemas na visão e na audição, atraso no desenvolvimento, crises epiléticas e alterações musculares. Bebês com o perímetro cefálico normal, mas com vários tipos de alterações cerebrais. Essas são algumas das complicações que vêm sendo investigadas por médicos e pesquisadores diante do surto de zika e microcefalia que atinge o país. A maioria desses problemas já é conhecida dos profissionais porque costumam aparecer em crianças com microcefalia causada por outros motivos que não o zika vírus - como, por exemplo, rubéola, sífilis ou toxoplasmose contraídas pela mãe durante a gravidez. Outras complicações, como determinadas lesões oculares e determinadas atrofias cerebrais, estão sendo pesquisadas especificamente nos bebês com microcefalia associada ao zika vírus ou mesmo em bebês com perímetro cefálico normal nascidos em área de grande incidência de zika. Por esse motivo, especialistas estão inclusive defendendo que é preciso passar a usar termos como "síndrome congênita do zika". "Nunca é só a microcefalia sozinha, ao menos nos casos que eu vi até agora", disse a ginecologista e especialista em medicina fetal, Adriana Melo, ligada ao IPESQ ( Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto) e à Maternidade Instituto Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande (PB).

Comente agora
18
Fev
Brasil registra cinco internações por Guillain-Barré por dia
Postado por: Anacley Souza / 18:55h

O Ministério da Saúde informou que foram registrados 1.868 casos de internação por síndrome de Guillain-Barré no Brasil, uma média de mais de cinco novos pacientes por dia, informou o Ministério da Saúde. Na comparação com 2014, o aumento foi de 29,8%. De acordo com informações divulgadas pelo UOL, até novembro de 2015, a incidência tinha mais que dobrado em quatro Estados no Nordeste: Alagoas, com aumento de 516,7%, Bahia, com 196,1%, Rio Grande do Norte, com 108,7% e Piauí, com 108,3%. Os casos cresceram também no Espírito Santo (78,6%) e no Rio (60,9%). Os números são da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Síndrome:  A publicação explica que a síndrome de Guillain-Barré é um ataque do sistema imunológico na parte do sistema nervoso, mais precisamente aos nervos periféricos, que conectam o cérebro à medula espinhal e são responsáveis por enviar comandos de movimento para o resto do corpo. A síndrome é uma reação rara a vírus ou bactérias, que causa fraqueza gradual e paralisa dos músculos. Alguns casos podem desenvolver paralisia total ou complicações que podem levar a morte (paralisia dos músculos que controlam a respiração, infecção sanguínea, coágulos pulmonares e parada cardíaca). A reportagem esclarece ainda que não há cura específica, mas os tratamentos tentam reduzir a gravidade dos sintomas.

Comente agora
18
Fev
A Farmácia Santana de Cristina está recheada de promoções. Confira!
Postado por: Redação Voz da Bahia / 18:41h

A Farmácia Santana de Cristina está cheia de promoções. Confira abaixo:

Periogard - R$ 24, 99

Shakelife Milk R$ - 16,49

Kit Sabonete íntimo Kronel - R$ 29,08

Fralda Turma da Mônica mega: P-60. M-54. G-48. XG-42 - R$ 34,99

Tonalizante Soft Calor - R$ 17,99

Desodorante Monange Aerosol - R$ 5,99

Kit promocional Dermaid R$ - 16,99

Veja abaixo fotos dos produtos da promoção:

Comente agora
18
Fev
Para combater Zika, Papa sugere uso de anticoncepcionais
Postado por: Débora Ayane / 15:36h

Em uma entrevista coletiva no avião que o levou do México para o Vaticano, o papa Francisco defendeu métodos contraceptivos como um “mal menor” para combater a disseminação do vírus Zika, mas criticou o uso do aborto para evitar o nascimento de crianças com microcefalia. "O aborto não é um problema ideológico, é um problema humano, um problema médico; é matar uma pessoa para salvar outra, no melhor dos casos, ou para deixá-la bem. É um mal em si mesmo", declarou o Pontífice. Contudo, segundo Jorge Bergoglio, não se deve confundir o “mal para evitar a gravidez” com a interrupção da gestação. "Sobre o mal menor, evitar a gravidez, falemos em termos de conflito entre o quinto e o sexto mandamentos ['não matar' e 'não pecar contra a castidade']. Paulo VI, o grande, em uma situação difícil na África, permitiu às freiras o uso de anticoncepcionais em casos de violência", declarou Francisco aos jornalistas presentes em seu avião.

Comente agora
18
Fev
Em estado de emergência, Brumado tem 157 casos do vírus zika em 2016
Postado por: Débora Ayane / 14:19h

Em estado de emergência na saúde pública desde o dia 2 de fevereiro, o município de Brumado, na região sudoeste da Bahia, já acumula 157 casos do vírus zika, 39 casos de dengue e um de febre chikungunya no ano de 2016. Os dados foram atualizados na terça-feira (17). O número de casos do vírus zika representa mais de 60% do que foi registrado durante todo ano de 2015. Um dos motivos para o aumento foi a falta do larvicida que combate o mosquito na região. O coordenador de Endemias do município, Fábio Carvalho, falou sobre o assunto. "O município sofreu com a falta do larvicida aproximadamente durante cinco meses e houve uma proliferação muito grande do mosquito", resumiu. Uma força tarefa foi montada para combater o mosquito com equipamento especializado nas ruas com mais notificações. Por meio do Diário Oficial, a prefeitura pediu apoio da população na luta contra o Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e vírus zika na região. Segundo informações da prefeitura da cidade, o estado de emergência foi decretado depois que o Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE) constatou o alto índice de infestação do mosquito Aedes Aegypti.(G1)

Comente agora
18
Fev
Guillain-Barré cresce mais de 100% em quatro estados do Nordeste
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:38h

Um resumo divulgado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) no dia 8 de fevereiro indica que quatro estados do Nordeste tiveram aumento superior a 100% de incidência no número de casos da síndrome de Guillain-Barré, suspeita de estar conectada ao zika. A estimativa foi baseada em números de 2015, ano em que foram verificados 1.708 casos da doença. Enquanto Alagoas viu um aumento de 517% na incidência, a Bahia registrou uma ocorrência 196% maior, seguida de Piauí e Rio Grande do Norte, ambos com 108% de aumento. As taxas de aumento se referem ao ano de 2015 comparado à média de anos anteriores.A síndrome de Guillain-Barré é caracterizada pelo comprometimento do sistema nervoso ao ser atacado pelo sistema imune, e pode causar paralisia. O aumento total na incidência do problema no país foi de 19% em 2015, em relação a outros anos. Como a síndrome é ainda uma doença de incidência relativamente baixa no Brasil (menos de 1 caso por 100 mil habitantes), cientistas afirmam que ainda é cedo para atribuir a elevação no número de casos de Guillain-Barré ao vírus da zika.

Comente agora
18
Fev
Pacote da ANS prevê desconto de até 80% nas multas para operadoras de planos
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:29h

Uma resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) instituiu uma cascata de benefícios para operadoras. A norma, que entrou em vigor na última segunda-feira (15), estabelece, por exemplo, o desconto de 80% sobre o valor da multa para operadoras que prestarem o serviço fora do prazo estipulado. A regra também permite que tenham um desconto de 40% da multa - mesmo sem prestar o atendimento para o cliente. Para isso, basta que não apresentem defesa. O pagamento, além de menor, não é "antecipado" - pode ser feito em até 30 dias depois do aval da ANS. "É um presente para quem descumprir as regras, convite para negativa de atendimento e para empurrar ao máximo o cumprimento de uma obrigação", afirmou o professor da Universidade de São Paulo, Mário Scheffer. Por meio de nota, a ANS afirmou que as novas normas tornarão o processo mais racional, rápido e eficiente. A autarquia afirmou, no entanto, não ser possível determinar quanto tempo será economizado. O sistema de desconto das multas não é a única facilidade prevista na nova norma. Pelo sistema, usuários que se sentirem lesados podem recorrer aos canais de atendimento da ANS. Antes de o processo ter início, há uma Notificação de Intermediação Preliminar (NIP). A empresa é notificada para que resolva o problema no prazo entre 5 a 10 dias. Caso o problema não seja resolvido, o usuário terá um prazo de 10 dias para reforçar a reclamação. Em algumas situações, o retorno do usuário do convênio não é indispensável para que a análise siga em frente.

Comente agora
18
Fev
SAJ: Moradores do Alto Santo Antônio reclamam das más condições do posto de saúde do bairro
Postado por: Dulce Santana / 11:21h

Na manhã desta quinta feira (18), moradores do Alto Santo Antonio em Santo Antonio de Jesus, questionaram sobre as más condições que a unidade de saúde do bairro se encontra. Segundo os mesmo, falta medicamentos, marcação de exames, tendo que se deslocarem para pegar em outros locais da cidade. "Aqui no alto têm quatro meses que a lâmpada do aparelho da sala de dentista está quebrada. A médica já saiu de férias retornou e a lâmpanda continua queimada. Será que a secretária  está esperando fazer a licitação  para comprar uma lâmpada pro povo ser atendido"? desabafou um morador.

Redação Voz da Bahia

Comente agora
18
Fev
Ibametro fiscaliza bijuterias para verificar presença de metais pesados
Postado por: Anacley Souza / 09:18h

Com o objetivo de alertar à população, o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) informou sobre o risco da presença de metais pesados, como cádmio e chumbo em bijuterias e joias vendidas no mercado. O regulamento publicado no Diário Oficial da União pelo órgão, no dia 1 de fevereiro, estabelece limites desses metais na fabricação desses produtos comercializadas no Brasil. Resultados de ensaios em laboratórios do Inmetro com amostras de bijuterias, principalmente as importadas, acusaram a presença de metais pesados em níveis elevados. A intenção é proteger o meio ambiente contra esses metais pesados, resguardar a saúde do consumidor e incentivar o mercado nacional, prejudicado com a concorrência desleal dos produtos de baixa qualidade. Desta forma, fabricantes e importadores terão 36 meses para adequação, após a publicação da portaria definitiva do regulamento, estando, após esse prazo, sujeitos às penalidades previstas na lei. Depois disso, o Inmetro, por meio dos seus órgãos delegados como é o caso do Ibametro na Bahia vão iniciar a fiscalização de tais produtos nos estabelecimentos comerciais para retirar do mercado os artigos irregulares. Vale destacar que o Ibametro, além da vinculação com o Inmetro, também é uma autarquia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Randerson Leal, diretor-geral do Ibametro, diz que a fiscalização consistirá em recolher amostras de bijuterias e joias para avaliar a presença destes metais pesados. “O objetivo é retirar do mercado todo e qualquer produto cuja composição tenha concentrações de cádmio e chumbo iguais ou superiores respectivamente, em peso, a 0,01% e 0,03%, do metal presente no produto individualmente considerado. Para tanto, as amostras serão analisadas em laboratório visando uma ação efetiva quando comprovada a irregularidade”, explica o gestor.

Comente agora
18
Fev
Exame reprova metade de médicos recém-formados
Postado por: Anacley Souza / 08:23h

Após seis anos de estudo, quase metade dos recém-formados em cursos de medicina do Estado de São Paulo foi reprovado no exame do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), realizado no ano passado. Dos 2.726 inscritos, 48,1% não atingiram a nota mínima para aprovação –72 de 120 questões. Entre os graduados em escolas de medicina particulares, a reprovação foi de 58,8%. Já nas universidades públicas, o percentual ficou em 26,4%. Os resultados foram divulgados ontem pelo presidente do Cremesp, Bráulio Luna Filho. Desde 2011, o número de formados aprovados não superava o de reprovados. Na avaliação de Luna Filho, mesmo com a melhora, os resultados ainda são preocupantes. “A prova não é difícil. Ela aborda questões conhecidas. São temas simples, que o recém-formado deveria responder, mas não conseguiu”, afirmou. O exame, que chegou a sua 11ª edição, não é obrigatório e seus resultados não impedem o participante de trabalhar como médico. Em dezembro, porém, decretos das secretarias municipal e estadual de Saúde passaram a obrigar os formados a realizar a prova para poder se candidatar em concursos públicos da área da saúde –independente do desempenho obtido. O exame também é alvo de interesse de grandes hospitais privados. Segundo o Cremesp, a Associação Nacional de Hospitais Privados passou a considerar o resultado da prova na seleção de candidatos à residência médica.

Comente agora
17
Fev
Após vários dias internado, funcionário da Comercial São Luís faleceu na tarde desta quarta-feira
Postado por: Redação Voz da Bahia / 21:38h

Comercial São Luís envia nota cominicando a morte de Josafá Souza de Melo. Comfira abaixo:

Com muito pesar, informamos que nosso querido colega Josafá Souza de Melo acaba de falecer. Externamos nossos sentimentos a família pela perda de um homem honrado, sábio, caridoso, humano e de uma alegria contagiante. Perda imensurável também do profissional para a Comercial São Luis, do grande colega para a equipe e do nobre cidadão para a cidade de Santo Antônio de Jesus. Ainda não temos informações oficiais sobre o horário do velório e enterro. As mesmas serão encaminhadas, assim que as obtivermos. Pedimos que, dentro da fé de cada um, possamos orar para que ele faça uma passagem em paz para a morada eterna.

5 comentários
17
Fev
Amamentação previne alergias e intolerâncias na infância
Postado por: Anacley Souza / 21:13h

Poucos meses após o parto, a publicitária Priscila Brasileiro percebeu que Bárbara sofria com as cólicas constantes e que Gabriel parou de ganhar peso e apresentava refluxo. Após vários exames, os gêmeos, hoje com dois anos e meio, foram diagnosticados com alergia à proteína do leite. Os irmãos fizeram tratamento e já estão livres do problema. A alimentação é normal, mas Priscila lembra do sufoco que passou, principalmente no caso do Gabriel. “Acredito que a alergia dele foi mais forte porque o Gabriel não mamou no peito”, disse ela. O menino não pode mamar devido a uma pequena complicação no parto. A análise da publicitária, segundo a pediatra do Hapvida, Roberta Martins, está correta: a amamentação inadequada dos bebês aumenta a probabilidade de a criança desenvolver alergia ou intolerância à lactose. “Cada vez mais, as alergias estão se tornando precoces porque, muitas vezes, o aleitamento materno não é o adequado. A mãe, com um ou dois meses, já introduz o leite ‘artificial’. Se a criança fosse amamentada exclusivamente até os seis meses, ela não desenvolveria a alergia”, afirma a médica. A também pediatra do Hapvida, Germana Denes observa ainda que o leite da mãe ajuda na prevenção de outras doenças, além da alergia à lactose. “O aleitamento previne alergias em geral, obesidade, hipertensão e várias outras doenças. É a primeira vacina da criança”, explica a especialista.

Alergia e intolerância: Segundo as especialistas, a diferença entre alergia e intolerância é o tipo de resposta que o organismo tem quando está em contato com o alimento. Na alergia, há uma resposta imunológica imediata e mais intensa, com sintomas mais agressivos, enquanto na intolerância o organismo não consegue digerir ou metabolizar o alimento. “A intolerância, geralmente, não se manifesta tão cedo. A criança vai desenvolvendo sintomas que denotam a deficiência de alguma enzima”, afirma a pediatra Roberta Martins. A alergia é mais comum do que a intolerância.

Sintomas e tratamento: Os principais sintomas da alergia alimentar na infância são diarreia, inchaço na barriga, dor abdominal, cólicas, enjoo, vômito, placas avermelhadas na pele e inchaço dos lábios, olhos e língua. No caso da intolerância, a dor abdominal moderada é o mais comum. “É importante que os pais estejam sempre atentos aos sintomas e procurem o especialista imediatamente”, ressalta a médica Roberta Martins. A pediatra afirma que, num primeiro momento, a forma adequada de tratamento é a exclusão do alimento da dieta da criança. “Existem outros tipos de leite, com fórmulas hidrolisadas, sem proteína, sem lactose, que podem substituir o tradicional”, destaca Roberta. Aos poucos, e com acompanhamento médico, o leite pode ser reintroduzido na dieta da criança.

Outros alimentos : De acordo com a nutricionista Tanara Ferreira, do Hapvida, além do leite de vaca, as alergias alimentares podem se desenvolver por meio do trigo, soja, ovos, amendoins, castanhas e frutos do mar. Por isso, segundo ela, esses alimentos não podem ser inseridos precocemente na rotina alimentar das crianças. “Após o sexto mês de vida, os pais devem iniciar pelas frutas, cereais, verduras, carne vermelha, frango e feijão. Do sétimo ao 11º mês, alimentos como papa salgada e ovos, gradativamente, podem passar a compor a dieta da família”, explica a nutricionista. Grupos de discussão: Após aparecer os sintomas de alergia à lactose nos filhos Bárbara e Gabriel, Priscila Brasileiro passou a frequentar grupos de discussão sobre o assunto e criou um blog para incentivar a troca de ideias com outros pais.

Comente agora
17
Fev
Lei torna obrigatório exame de vista para crianças baianas em 1º ingresso escolar
Postado por: Anacley Souza / 20:36h

Lei promulgada na última segunda-feira (15) torna obrigatório o primeiro exame oftalmológico completo para toda criança em primeiro ingresso em creches ou escolas. A sanção da lei Nº. 13.546 foi assinada pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Deputado Marcelo Nilo, e publicada no Diário Oficial do Legislativo desta quarta-feira (17). A lei será regulamentada pelo Poder Executivo no prazo de até 90 dias da data que entrar em vigor. De acordo com a nova regra, as instituições deverão, no ato da matrícula, observar a realização do Primeiro Exame de Vista da criança e, em caso negativo, garanti-lo a partir da articulação com os serviços de assistência social e saúde. A comprovação do exame será feita por meio do cartão ou caderneta de vacinação da criança. A lei também prevê que o estado e os municípios deverão promover, anualmente, campanha educativa para a realização do Primeiro Exame de Vista da criança que ingressar na creche ou escola. Ainda de acordo com a publicação, as despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias.

Comente agora
17
Fev
OMS garante que vacinas da rede pública brasileira são seguras
Postado por: Anacley Souza / 18:39h

A Organização Mundial da Saúde emitiu uma nota assegurando que os boatos associando vacinas para grávidas com o aumento de microcefalia no Brasil são falsos. “As vacinas que a organização recomenda para as gestantes e que são oferecidas no Sistema Único de Saúde (SUS) são seguras e eficazes”, diz o cumunicado da organização. O esclarecimento veio depois de uma série de boatos sobre supostos casos de gestantes que tomaram vacinas vencidas ou vacina contra rubéola e tiveram bebês com a malformação na cabeça. Na nota, a OMS esclarece que vacina contra a rubéola não está no calendário das grávidas e também que sua aplicação em mulheres que ainda desconheciam a gravidez não resultou em consequências negativas para o feto. Mais de 70 milhões de doses do imunizante já foram administradas em mulheres em idade fértil no Brasil. Segundo a organização, outras vacinas, como a contra o tétano neonatal e a contra a gripe também podem ser aplicadas em grávidas com segurança para o bebê. A OMS reforça a importância de a população seguir todo o calendário de vacinação. O Ministério da Saúde já havia desmentido os boatos e reforçado que as gestantes devem continuar tomando as vacinas destinadas a este público. Em agosto de 2015, o ministério começou a registrar o aumento inesperado de casos de microcefalia no Nordeste. No final de novembro, a pasta confirmou que os casos tinham origem na infecção de gestantes pelo vírus Zika, que começou a ter circulação registrada no Brasil no ano passado.

Comente agora
17
Fev
Bahia está em terceiro lugar com casos de microcefalia no país
Postado por: Dulce Santana / 11:50h

Diante de tantos registros dos casos de microcefalia no Brasil, no Nordeste a situação "é grave". A afirmação foi feita pelo neurologista e diretor do Hospital Sarah Salvador, Ivar Brandi, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (17). De acordo com Brandi, houve um aumento no número de casos e, hoje, a Bahia está no terceiro lugar com base no último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Foram 49 óbitos no país, cerca de 10% a cada semana. "Tem Pernambuco e Paraíba seguido pela Bahia. Estamos atendendo aqui no Sarah, observamos o aumento na procura do atendimento às mães com bebês. Os diagnosticados ou com suspeita de microcefalia podem agendar através do site", disse. Segundo o diretor do hospital, o conselho principal é a proteção individual, como uso de roupas que cubram os membros inferiores, repelentes específicos indicados pelo site da Anvisa, entre outros. "A gente sabe que alguns repelentes são ineficazes com aedes, e é difícil evitar contato com pessoas que tenham sinais da doença. As pessoas infectdas têm que se cuidar também, além da proteção do domicílio", falou. Questionado se é recomendado o adiamento da gestação, Ivar Brandi afirmou ser uma questão bem sensível e os casos são individuais.

Comente agora
17
Fev
Confira o Plantão das últimas 24 horas no Hospital Regional de S. A. de Jesus
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:26h

Deram entra nesta unidade hospitalar as vítimas:

- Guiomar Santos Souza, 37 anos morador da zona rural de Mutuípe, vítima de acidente de moto.

- Marcelo Nascimento do Carmo, 18 anos morador da Fazenda Bojo em Mutuípe, vítima de perfuração por arma branca.

-Tailane Ribeiro Santos, 28 anos moradora da Rua dos Humildes, bairro do São Benedito, vítima de envenenamento por medicação.

-O menor de iniciais V.S.S de 16 anos, morador do povoado do Cocão zona Rural de Santo Antônio de Jesus, vítima de acidente com moto.

-E a vítima por colisão entre duas motos, Manoel dos Santos Queiroz 52 anos, morador da cidade de Governador Mangabeira.

Comente agora
17
Fev
Itabuna: Greve de funcionários da Santa Casa de Misericórdia é suspensa após acordo no MPT
Postado por: Dulce Santana / 11:01h

A greve dos funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna foi suspensa na tarde desta terça-feira (16), após um acordo ter sido fechado na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) da cidade. Os funcionários retornaram aos postos de trabalho na manhã desta quarta-feira (17). O acordo prevê o pagamento dos salários do mês de janeiro. A diretoria da instituição garantiu durante a audiência de mediação que utilizou o valor de R$ 2.229.208,00 repassado pelo município no mesmo dia para quitar a folha de pagamento, que deverá ser complementada até sexta-feira (19/02). Essa segunda parcela é referente ao pagamento de créditos consignados e pensões. A paralisação das atividades foi iniciada nesta terça. A procuradora do Trabalho, Sofia Vilela, que conduziu a mediação, afirmou que, apesar da questão emergencial ter sido resolvido, “ainda há outros pontos a serem ajustados”. No próximo dia 23, uma nova audiência será realizada no MPT para discutir formas de garantir o repasse de recursos do Ministério da Saúde através do município de Itabuna para a manutenção das atividades da Santa Casa. Segundo a nova direção da unidade, que assumiu no início deste mês, existe uma dívida do município com a Santa Casa de R$28 milhões, valor não reconhecido pela prefeitura. A unidade tem aproximadamente 1,8 mil funcionários. O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi) afirma que eles sofrem há meses com constantes atrasos no pagamento de salários. A mediação contou com a participação do Ministério Público da Bahia, através da promotora Rena Caldas Lazzarini, da direção da Santa Casa, do sindicato da categoria, da Secretaria da Saúde de Itabuna e do Conselho Municipal de Saúde. (Bahia Notícias)

Comente agora
17
Fev
Vírus ligado à falta de saneamento e que afeta sistema nervoso central é descoberto no Brasil
Postado por: Dulce Santana / 10:18h

Um vírus encontrado em Manaus é um novo risco relacionado à falta de saneamento básico no Amazonas e em outras regiões do país. Durante uma pesquisa realizada com amostras de exames de crianças de até 10 anos acometidas por diarreia atendidas nos hospitais da capital amazonense, Manaus, profissionais encontraram o Gemycirculavirus. Além de diarreia, o vírus pode causar paralisia temporária das pernas e afetar o sistema nervoso central. De acordo com a pesquisadora da Fiocruz Amazônia, Patrícia Puccinelli Orlandi, é a primeira vez que o vírus é encontrado no Brasil. A profissional informou à Agência Brasil que 500 amostras de exames foram enviadas para o pesquisador Tung Phan, da Universidade da Califórnia, com o qual a instituição mantém colaboração. "Ele fez o teste para o vírus. E aí acabamos descobrindo um novo vírus, que é o Gemycircularvirus que estava acometendo 1% das fezes diarreicas dessas crianças. De 500 amostras, identificamos [o vírus] em cinco", afirmou. Patrícia ressaltou ainda que, apesar de ter sido descoberto em Manaus, o vírus pode estar presente em outras regiões do país. Fora do Brasil, o vírus foi identificado em países pobres como Sri Lanka, Índia e Camboja. "Eu acho que é um problema de todo o Brasil, mas é acentuado demais nas regiões Norte e Nordeste. Na Região Norte, temos de 7% a 10% de saneamento básico somente. Este é o agravante principal das doenças de transmissão hídrica, porque – está comprovado em estudos – se houver saneamento básico, os casos de diarreia são reduzidos em 80%". A pesquisadora afirmou que pretende criar uma metodologia capaz de identificar o Gemycircularvirus e outros vírus e disponibilizá-la para os hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). (Bahia Notícias)

Comente agora
17
Fev
S. A. de Jesus: Após denuncia de atendimento negado pelo SAMU, médico responsável rebate
Postado por: Anacley Souza / 09:37h

Uma cidadã que preferiu manter sua identidade preservada entrou em contato com a Andaiá FM na manhã desta quarta-feira (17), para falar sobre o atendimento do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Segundo relatou, necessitou do serviço na madrugada e teve o atendimento negado. De acordo relatos, uma senhora idosa gemia de dor e chegou a desmaiar devido ao desconforto e ao tentar atendimento este foi negado, “minha avó foi operada do quadril e de madrugada sentiu muita dor. Liguei para o SAMU e a atendente me informou que o caso dela não era grave”, disseu. Indignada com a situação, a denunciante relatou que mesmo após informar toda a situação foi orientada a fazer o deslocamento com uma ambulância particular, “ a vizinha que viu nosso desespero foi quem nos emprestou dinheiro para a ambulância”, informou acrescentando que foi pago cerca de R$ 300,00 pelo translado até o Hospital Regional, “é um absurdo essa situação. Como podem dizer se o caso era grave ou não. Onde estão nossos direitos?”, questionou.

Responsável pelo SAMU rebate: O médico responsável pelo atendimento, Moacyr Figueiredo informou que todo o atendimento é passado por uma analise de triagem é levado em conta o critério de maior urgência no momento. Em relação a denúncia, Figueiredo foi breve na explicação e disse que é preciso maior atenção e infamação quando forem pedir auxílio da Unidade, acrescentando que , “a regulação médica por telefone é muito difícil, é necessário precisão na informação para que o atendimento seja pleno”, explicou. Ainda segundo o profissional, devido ao alto índice de trotes a Unidade tem feito maior analise para diligenciar uma ambulância, “o serviço do SAMU não é taxi, há ligações em que só informam que a vítima estar com dor. Não especificam. Então se nosso critério é Urgência e Emergência , dor sem definição não se caracteriza nos parâmetros” informou. Ainda de acordo Moacyr, a secretaria de saúde do município dispõe de duas ambulância para fazer este tipo de atendimento,” não estou dizendo que o SAMU não irá atender, mas tudo depende do que é passado para o médico, ressalto, é preciso detalhes nas informações para que possamos analisar e liberemos a Unidade”.

Redação Voz da Bahia

Comente agora
17
Fev
Mulher tem casal de gêmeos e apenas um nasce com microcefalia
Postado por: Anacley Souza / 09:14h

Uma equipe médica acompanha o caso de uma dona de casa que deu à luz um casal de gêmeos, em que apenas um dos bebês foi diagnosticado com microcefalia. Os médicos buscam entender por que um bebê tem a malformação e o outro, não. PUB Segundo informações do G1, a dona de casa Cassiana da Silva, mãe dos gêmeos, relatou que teve zika durante a gestação. Ela vive em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. Segundo os médicos, Cassiana chegou a apresentar algumas manchas vermelhas no braço, quando estava com quatro meses de gravidez, mas os médicos acreditavam que era mais um quadro de dengue – não havia a preocupação com o vírus da zika na época. “Foram só umas manchas na pele, não espalhou pelo corpo”, recorda a mãe. “O que geralmente chama a atenção é porque a gente imagina que as duas crianças estão dentro de um ambiente único, dividido apenas por algumas membranas. Por que uma apresenta complicações de uma doença e a outra não?”, questiona a neurologista Ana Van Der Linden. Os pesquisadores buscam identificar anticorpos, através do exame do líquido da espinha dorsal dos bebês, que podem ter sido produzidos pelo próprio organismo para combater a infecção pelo vírus da zika. “Aí entram de novo os estudos para a gente tentar entender o que tinha nas placentas, já que eles tinham placentas diferentes, e o que evitou que o vírus chegasse até um bebê e o que o levou a chegar até o outro”, aponta a pediatra Danielle Cruz. De acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado, já foram encontrados anticorpos correlacionados ao vírus da zika em 34 bebês com microcefalia, em Pernambuco. A ciência espera encontrar uma forma de evitar novos casos de microcefalia.

Comente agora
17
Fev
SAJ: Funcionário da São Luís continua em estado grave no Hospital Incar
Postado por: Redação Voz da Bahia / 00:32h

Há alguns meses, Josafá que é funcionário da Comercial São Luís em Santo Antônio de Jesus está passando por um problema sério de saúde. E nesta terça-feira (16), uma notícia se espalhou nas redes sociais onde dizia que o mesmo havia falecido. A reportagem do Voz da Bahia entrou em contato com familiares de Josafá e fomos informados que seu estado de saúde realmente é grave e que ele se encontra internado no Hospital Incar onde respira com ajuda de aparelhos, salientando que a notícia espalhada é falsa. “Enquanto a vida existe esperança, as pessoas saem espalhando mentiras e isso acaba machucando os familiares”, disse uma pessoa próxima da família. (Foto: ACESAJ)

Um comentário
16
Fev
Planserv avalia laboratórios credenciados
Postado por: Redação Voz da Bahia / 22:01h

O Planserv dará início a nova pesquisa de satisfação dos usuários a partir de março. O objetivo é avaliar os 57 laboratórios da capital baiana credenciados à Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais. A avaliação possibilitará ao plano conhecer fragilidades e potencialidades da rede credenciada; ajustar a oferta de serviços; readequar as diretrizes de qualidade assistencial e descredenciar serviços não qualificados. A ação faz parte do Projeto “Padrão Assistencial Planserv”, que tem como objetivo estruturar a rede de prestação de serviços de saúde em consonância com a política assistencial do Planserv. Entre os aspectos a serem avaliados durante a pesquisa por amostragem, que será feita por telefone através da Central de Relacionamento, destacam-se: estrutura física das dependências dos laboratórios; qualidade do atendimento; pontualidade na entrega; confiança nos resultados e necessidade de repetir exame(s) em outro laboratório. Ao final da abordagem, o usuário deverá avaliar a qualidade do serviço do laboratório. Registros nos canais de comunicação do Planserv e verificação de inconformidades das auditorias também serão considerados nesta fase. Antes da aplicação da pesquisa de satisfação, uma criteriosa atualização documental, com verificação de certificados dos laboratórios, alvarás e certidões foi concluída. “Laboratórios do interior credenciados ao Planserv também serão avaliados, posteriormente”, disse o coordenador da Rede de Prestadores, Paulo Roberto Santana.

Comente agora
16
Fev
Nasce primeiro bebê do Centro de Parto Normal da Santa Casa de Valença
Postado por: Redação Voz da Bahia / 21:57h

Inaugurado na última sexta-feira (12), o único Centro de Parto Normal do Baixo Sul da Bahia teve seu primeiro nascimento registrado às 12:00 de hoje (16). Em meio a muita emoção, o pequeno Gabriel nasceu pesando 2,910 kg e medindo 44 cm. Os pais, Bianca Maria Assis dos Santos e Daniel da Silva Melo, elogiaram o serviço prestado pela Santa Casa: “Fiquei muito feliz pelo tratamento que recebi dos profissionais. Fui atendida por todos com muita atenção e carinho. Parabenizo a Santa Casa pelo CPN”. O atendimento é realizado através do Sistema Único de Saúde (SUS). A Santa Casa, que já possuía uma maternidade convencional, onde são realizados, aproximadamente, 200 partos por mês, promove também, gratuitamente, o encontro mensal Roda de Gestantes que oferece orientação ao pré-natal para mulheres grávidas de toda a região com o objetivo de conscientizar sobre a importância dos cuidados durante a gestação e tirar dúvidas até os primeiros meses após o nascimento do bebê. 

Comente agora
16
Fev
OMS esclarece que vacinas recomendadas a gestantes são 'seguras'
Postado por: Anacley Souza / 19:50h

Um comunicado da Organização Mundial de Saúde (OMS) esclarece que as vacinas recomendadas a gestantes pela entidade e oferecidas no Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil são "seguras e eficazes". A informação foi divulgada após boatos sobre supostos casos de grávidas que receberam doses de vacinas vencidas ou foram imunizadas contra a rubéola e tiveram bebês com má-formação na cabeça. De acordo com a OMS, imunizantes contra o tétano neonatal e contra a gripe podem ser aplicados em grávidas, sem problemas ao bebê. A vacina contra rubéola, que não está no calendário das gestantes, tampouco traz consequências negativas para o feto, segundo a entidade. Mais de 70 milhões de doses do imunizante já foram aplicadas em mulheres em idade fértil no País. A OMS e o governo federal reforçam a importância de a população seguir todo o calendário de vacinação. Com informações do Estadão Conteúdo.

Comente agora
16
Fev
Beber bastante água resolve até 70% dos casos de infecção urinária
Postado por: Anacley Souza / 18:45h

A cistite, popularmente conhecida como infecção urinária, é pouco comum entre os homens, mas bastante frequente entre as mulheres. Chega a atingir até dez por cento delas. Mas a boa notícia é que pode ser prevenida com dois pequenos esforços: ingerir bastante água e urinar periodicamente. Como qualquer infecção, a cistite (infecção na bexiga) é causada por um microorganismo - no caso, uma bactéria presente na vagina ou no aparelho intestinal baixo (ânus e reto) da mulher.

Sintomas: 

  1. vontade frequente de urinar
  2. liberação de pouca urina
  3. dor na região do baixo ventre
  4. possível perda de sangue junto à urina
Comente agora
16
Fev
Zika: turistas hesitam ao escolher Nordeste como roteiro
Postado por: Anacley Souza / 18:20h

As dúvidas sobre as doenças causadas pelo Aedes aegypti – especialmente o Zika vírus – têm feito os turistas hesitarem na hora de escolher o Nordeste brasileiro como destino de viagem. Em Pernambuco, estado campeão em número de casos de microcefalia ligada ao Zika, os telefones não param de tocar nas recepções dos hotéis. A maioria dessas ligações é de turistas, especialmente mulheres, que têm pensado duas vezes antes de visitar o Estado, segundo o presidente regional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Arthur Maroja. O surto das três doenças causadas por um só mosquito tem motivado o setor a tomar novas medidas neste verão, como aquisição de mosquiteiros e repelentes, além de montar brigadas específicas para o combate. "Há também a recomendação de se ter cautela na hora de decidir ou não por viajar para o Nordeste, principalmente com relação às mulheres grávidas e que estejam em um período de mais vulnerabilidade ao mosquito", diz Arthur Maroja. Á Embratur tem acionado três escritórios no exterior para monitorar qualquer possível debandada de turistas internacionais. Por enquanto, apenas Chile e Argentina registraram desistências, de acordo com o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo, Vinícius Lummertz. "O que temos de concreto é que houve alguns adiamentos no Chile, por conta de uma grande operadora, se tratando de mulheres grávidas ou famílias e grandes grupos que tinham mulheres grávidas entre eles, além dos casos na Argentina", afirma Lummertz.

Comente agora
16
Fev
Agentes encontram focos do Aedes em condomínio abandonado em Amaralina
Postado por: Débora Ayane / 16:40h

Diversos imóveis abandonados foram vistoriados nesta terça-feira (16) nos bairros do Rio Vermelho e de Amaralina por agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). De acordo com o coordenador da área, Reginaldo Fernandes, a primeira ação aconteceu no antigo Vagão da Paciência, que é parte da estrutura de um trem transformada em um bar nas décadas de 1970 e 1980, nas imediações da Praia da Paciência. Depois, os agentes seguiram para um condomínio abandonado, com cerca de oito apartamentos, na Rua Conde da Castanheira, em Amaralina. Em ambos os casos, a abertura dos imóveis contou com o auxílio de um chaveiro.

Comente agora
16
Fev
Estudo na Paraíba vai aprofundar pesquisas sobre microcefalia
Postado por: Débora Ayane / 13:34h

Começa nesta terça-feira,16, na Paraíba um estudo conduzido em parceria com o Ministério da Saúde e Centro de Controle de Doenças, dos Estados Unidos, para estimar a proporção de bebês com microcefalia associada ao zika, vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. A pesquisa deverá avaliar 800 pacientes e terá como ponto de partida a coleta de informações sobre gestantes que tiveram bebês com a má-formação e mães que tiveram bebês sem o problema. Para cada caso de má-formação, serão avaliados outros três da mesma região que não possuem a doença. Com a estratégia, integrantes do estudo pretendem averiguar o risco de infecção pelo vírus e responder uma pergunta que, desde que o aumento de casos foi identificado no Brasil, atormenta especialistas: qual o risco de uma mulher infectada pelo vírus durante a gestação ter um bebê com a má-formação?

Comente agora
16
Fev
Virose 'Vingadora' aumenta procura nas emergências após o Carnaval
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:56h

Vingadora, Xenhenhém, Lepo-Lepo, Requebra, Bororó, Chupa Toda, Toda Boa, Dalila... A cada ano, mal termina a folia de Momo e as emergências da cidade ficam lotadas com as viroses típicas do pós- carnaval e elas recebem nomes engraçados, que não deixam esquecer onde foram contraídas. Segundo o infectologista e professor da Escola Bahiana de Medicina Robson Reis, em 2016, a peculiaridade é que elas já vinham causando baixas antes mesmo do Carnaval chegar. “Com sintomas respiratórios e intestinais, além de muitas dores no corpo, essas viroses foram mais disseminadas durante os dias de folia, especialmente porque as pessoas não perderam seus investimentos ou deixaram de ir pra rua ou camarote”, completa o médico. Claudilson Bastos, infectologista do Hospital Couto Maia, destaca que, ao contrário das infecções bacterianas, as causadas por vírus costumam ser mais brandas, por isso mesmo as pessoas não valorizam os sintomas, mas continuam infectando outras pessoas. “Muitos infectados nem manifestam os sintomas e só vão se dar conta da infecção depois do Carnaval, quando estão mais debilitados em virtude do esforço físico, das noites mal dormidas, a alimentação deficiente que deixa o organismo mais fragilizado”, pontua o médico.

Comente agora
16
Fev
Após salários atrasados, funcionários do Hospital Regional de C. Alves entram em greve
Postado por: Anacley Souza / 11:49h

Quem precisou de atendimento no Hospital Regional da cidade de Castro Alves, no Recôncavo Baiano, tiveram uma ingrata surpresa nesta terça-feira (16). Funcionários e Corpo médico da entidade paralisaram as atividades por tempo indeterminado. De acordo com o representante do Sindicatos dos Trabalhadores da Saúde na cidade, Benivaldo Bonfim, o ato é por tempo indeterminado, por conta do atraso de salários. Apenas atendimento de emergência e urgência estão sendo realizados. A reportagem do Portal Voz da Bahia tentou entrar em contato com a administração do Hospital, mais não obteve êxito. Cerca de 30% do efetivo está trabalhando seguindo conformidade com a lei, “em todos os setores, tem gente trabalhando. Fizemos isso porque aqui é constante o atraso de salário. Tem funcionários com férias vencidas e com mais de dois meses de atraso nos salários", explicou. Integrantes do sindicato espalharam faixas na frente da unidade de saúde e aguardam o posicionamento dos responsáveis pelo hospital para um acordo. O órgão é o único da cidade e atende também a população da zona rural, segundo informações do sindicato.

Redação Voz da Bahia

Portões estão fechados

Comente agora
16
Fev
Antiparasitário: Anvisa determina suspensão de lote de Albendazol
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:39h

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, em publicação no Diário Oficial da União desta terça-feira (16), a suspensão da distribuição, comercialização e uso do lote nº 14G79R do medicamento Albendazol, 400mg. Fabricado pela empresa a Prati Donaduzzi & Cia Ltda, o medicamento é indicado no tratamento de infecções causadas por parasitas intestinais. A medida foi determinada devido a resultados insatisfatórios no ensaio de dissolução. A Anvisa determinou ainda que a empresa fabricante recolha todo o estoque existente no mercado. (Bahia Notícias)

Comente agora
16
Fev
Proteste quer que planos de saúde sejam obrigados a pagar diagnóstico de Zika
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:34h

A Proteste, associação de defesa dos direitos dos consumidores, encaminhou um pedido à Agência Nacional de Saúde (ANS) com o objetivo de obrigar a cobertura de exames que detectam o vírus Zika pelos planos de saúde. Segundo a Proteste, o ofício foi encaminhado à ANS na última sexta-feira (12). "É fundamental garantir um diagnóstico precoce, além de tratamento digno e pleno aos consumidores expostos a uma situação iminente de risco", disse Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste, em entrevista à Agência Brasil. Para a associação, esse é um caso excepcional de risco iminente aos consumidores brasileiros, o que justifica a inclusão imediata de exames que detectam o Zika. "Em situações excepcionais, de risco iminente aos consumidores brasileiros, a Proteste entende que não se pode aguardar uma nova atualização do rol de procedimentos, daqui a dois anos. E nem as operadoras de planos de saúde podem restringir ou excluir sua responsabilidade quanto aos procedimentos que, pelas circunstâncias emergenciais, se mostram indispensáveis para oferecimento de um tratamento digno e eficaz", argumentou a Proteste em seu pedido.

Comente agora
16
Fev
Confira o plantão do Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus
Postado por: Redação Voz da Bahia / 10:19h
Deram entrada nas últimas 24 horas no Hospital Regional de Santo Antonio de Jesusl:
-Willan Souza dos Santos de 18 anos, morador do bairro Andaiá, vítima de disparo por arma de fogo.
-Edgar Ferreira Júnior de 32 anos, morador do loteamento São Miguel das Matas, vítima de disparo por arma de fogo.
-A menor S. S moradora de Teolândia, no Alto Alegre, vítima de acidente automobilístico.
-Outra menor L.S moradora da mesma localidade, de 17 anos, vítima do mesmo acidente automobilístico.
-Sandro Barreto de Jesus de 32 anos, morador da Rua Oscar Cardoso em Teolândia, vítima de acidente de moto.
-Pedro Nascimento dos Santos 24 anos, morador da Rua Oscar Cardoso também em Teolândia, vítima de acidente automobilístico.
Comente agora
16
Fev
MEC fará reedição de campanha nacional contra o Aedes nesta sexta
Postado por: Anacley Souza / 06:53h

O Ministério da Educação (MEC), em parceria com secretarias municipais e estaduais de Educação, realiza nesta sexta-feira, 19, uma reedição da campanha nacional de combate ao Aedes aegypti. A ideia é seguir os mesmos moldes do que foi feito no último sábado, 13, quando a equipe de ministros e a presidente da República, Dilma Rousseff, com o apoio de 220 mil militares das Forças Armadas, atuaram em mais de 350 cidades brasileiras. Agora, o objetivo é realizar um “dia de mobilização contra o mosquito” em todas as escolas do País. Hoje, o líder do PT na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que os ministros estão sendo chamados mais uma vez para dar aulas e apresentar campanhas práticas. “O objetivo é permitir que a população possa participar individualmente, dando a sua contribuição”, afirmou. De acordo com Guimarães, o combate ao mosquito, que é vetor dos vírus da dengue, da febre chikungunya e do zika, é a maior preocupação do Palácio do Planalto. “Não é uma campanha de governo, e sim da sociedade brasileira.” 

Comente agora
16
Fev
Anvisa autoriza teste que detecta zika em 10 minutos
Postado por: Anacley Souza / 06:33h

Um teste que detecta quase instantaneamente a presença do vírus zika no organismo teve registro concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), conforme publicado nesta segunda-feira, 15, no Diário Oficial da União. De acordo com a fabricante, a empresa canadense Biocan Diagnostics INC, o resultado desse exame é conhecido em 10 minutos após a aplicação. Especialmente voltado à triagem rápida de pacientes, o teste demonstra se o sangue contém os anticorpos IgG – caso positivo, é possível concluir que a pessoa teve a doença, ainda que o vírus já tenha sido eliminado. O exame também identifica os anticorpos IgM, que sinalizam a fase aguda da doença. Este é o quarto produto autorizado pela Anvisa para o diagnóstico da zika e o terceiro capaz de, mesmo após a eliminação do vírus, concluir se o paciente foi infectado. O teste utiliza como suporte uma membrana de nitrocelulose em que os anticorpos são capturados e revelados por meio de uma rápida reação química, sem a necessidade de equipamentos especiais ou instrumentos laboratoriais. Hoje, a zika pode ser diagnosticada por meio do teste PCR, que detecta o código genético do vírus. Porém, o exame só funciona enquanto persistem os sintomas, o que pode levar até uma semana.

Comente agora
15
Fev
Anvisa aprova terceiro teste sorológico para diagnosticar zika
Postado por: Redação Voz da Bahia / 19:19h

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou, nesta segunda-feira (15), a aprovação do terceiro teste sorológico para diagnosticar zika no país. O teste aprovado é da empresa canadense Biocan Diagnostics que afirma que o produto dá o resultado em até 20 minutos. Ele é capaz de detectar dois tipos de anticorpos: IgG, que permite o diagnóstico mesmo depois que o vírus já foi eliminado do organismo, e IgM, que permite a detecção durante a fase aguda da infecção. Outros dois produtos já tinham sido aprovados com esse fim em 3 de fevereiro: os testes da empresa alemã Euroimmun e o da empresa brasileira Quibasa Química Básica. Ambos usam a metodologia de imunofluorescência para detectar anticorpos contra os vírus da zika, da chikungunya e da dengue simultaneamente. A Anvisa já tinha aprovado, também em 3 de fevereiro, um teste molecular desenvolvido pela Quibasa Química Básica que usa a metodologia de reação em cadeia da polimerase (PCR). Em janeiro, o Ministério da Saúde anunciou que iniciaria, no fim de fevereiro, a distribuição das primeiras 50 mil unidades do Kit NAT Discriminatório para dengue, zika e chikungunya, capaz de dar o resultado em duas hora e desenvolvido pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) em conjunto com quatro unidades da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

PUB

Comente agora
15
Fev
Abrasco nega ter relacionado larvicida Pyriproxifen a casos de microcefalia
Postado por: Débora Ayane / 16:59h

“Não dissemos que o larvicida [Pyriproxifen] está associado à microcefalia”. A afirmação é do coordenador do Grupo de Saúde e Ambiente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Marcelo Firpo. No último sábado (13), nota técnica da entidade foi usada pelo governo do Rio Grande do Sul para justificar a suspensão do uso do Pyriproxifen, sob a alegação de que o produto pode estar relacionado à ocorrência de microcefalia em bebês.Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, Firpo argumentou que tudo não passou de um mal-entendido, mas reafirmou que a entidade é contra o uso de agentes químicos na água potável.“Na nossa nota técnica não colocamos essa relação em questão, ou seja, não dissemos que o larvicida está associado à microcefalia”, disse Firpo.Na nota técnica, divulgada no dia 2 de fevereiro, a Abrasco fala da necessidade de investimentos em saneamento básico e se posiciona contra o uso de substâncias químicas como principal estratégia de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Comente agora
15
Fev
Vó de criança com suposta hidrocefalia pede ajuda no custeio de exame em S. A. de Jesus
Postado por: Débora Ayane / 16:41h

Dona Margarida, moradora do Bairro Irmã Dulce apelou nesta segunda-feira (15) por meio de uma rádio, pediu  ajuda no custeio de exames de seu neto de 1 ano e 6 meses de idade que sofre de hidrocefalia. A cabeça da criança está crescendo desde os dois meses de idade, e segundo ela já está medindo 55cm de crescimento. A hidrocefalia é o aumento anormal do fluido cefalorraquidiano dentro da cavidade craniana, acompanhado de expansão dos ventrículos cerebrais, alargamento ósseo, sobretudo da testa, e atrofia encefálica, de que resultam deficiência mental e convulsões. De acordo com a avó o médico analisou a criança e solicitou urgentemente um exame Tomografia que custa R$ 220, a família não tem condições de pagar. Dona Margarida acrescentou que se o caso não fosse urgente eles poderiam até dar um jeito de juntar o dinheiro aos poucos, mas eles necessitam desta ajuda. Os disponíveis a ajudar na doação do dinheiro ou até mesmo no pagamento do exame devem entrar em contato com o Voz da Bahia pelo telefone: 75 - 3631 4778

Comente agora
15
Fev
Reservatório da Embasa vira foco do Aedes em Salvador, denuncia agente
Postado por: Débora Ayane / 13:50h

Um agente de saúde denunciou ao Metro1, no último domingo (14), um verdadeiro paraíso para proliferação do mosquito Aedes aegypti no bairro de Fazenda Grande III. Trata-se do Centro de Reserva de água da Embasa, que possui materiais como canos e manilhas armazenados incorretamente. O agente, que se identificou como Maurício, classificou a situação como um "descaso". "Não aguento mais, estou denunciado. É um absurdo. É dar murro em ponta de faca. Uma andorinha só não faz verão", disse. Em contato com o Metro1, a Embasa informou que a área foi limpa na última sexta-feira (12) e os materiais foram encaminhados para outro local. (Metro1)

Publicidade

Comente agora
15
Fev
Febre amarela, transmitida pelo Aedes aegypti, mata 51 pessoas em Angola
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:33h

Cinquenta e uma pessoa morreram até agora em Angola numa epidemia de febre amarela que já dura dois meses, afirma a direção nacional de saúde do país. Médicos afirmam que o surto, iniciado na capital Luanda, foi amplificado por um colapso dos serviços de saneamento e coleta de lixo em algumas cidades. O problema levou a uma proliferação dos mosquitos Aedes aegypti, que transmitem a doença. Um total de 240 pessoas foram infectadas até agora, disse Adelaide de Carvalho, ministra de saúde do país, no final de semana. Mais de 450 mil pessoas foram vacinadas na capital, mas a meta era de 1,6 milhão. A coleta de lixo sofreu corte de verbas por causa de uma crise orçamentária, resultando em montes de lixo se acumulando nas periferias mais pobres, incluindo Viana, onde o primeiro caso de febre amarela foi relatado em dezembro. Autoridades sanitárias também registraram aumento no número de casos de malária, cólera e diarreia crônica. Muitas das empresas responsáveis pela coleta dizem não ter sido pagas e afirmam estar com dificuldade para importar equipamento em razão de problemas no comércio exterior. Normalmente, cerca de 95% da receita de exportação de Angola sai do petróleo, mas uma queda de 70% no preço do barril desde o meio de 2014 abalou a economia do país, a terceira maior da África, fazendo a moeda local, o kwanza, se desvalorizar. Os sintomas de febre amarela incluem dor de cabeça severa, náusea, vômito e fadiga. (G1)

Comente agora
15
Fev
Siamesa separada morre em hospital um mês após cirurgia, em Goiânia
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:12h

O Hospital Materno Infantil (HMI) informou nesta segunda-feira (15) o falecimento da gêmea siamesa separada Júlia Neves, em Goiânia. Ela morreu em decorrência de uma insuficiência cardíaca associada a uma hipertensão no pulmão. Já a irmã, Fernanda, recebeu alta nesta manhã após se recuperar bem da cirurgia de separação. Júlia morreu na sexta-feira (12), trinta dias após a cirurgia de separação. Entretanto, o fato não foi divulgado no dia a pedido da família, que está abalada. O pai das meninas, Valdenir Neves, viajou para a Bahia para cuidar dos trâmites legais para o enterro da filha. O cirurgião Zacharias Calil informou que, apesar da Júlia não ter tido nenhuma complicação após a separação, ela apresentava um quadro instável de recuperação. “Ela já vinha há algum tempo com esse problema no coração. Teve períodos que ela melhorava, depois piorava e acabou não resistindo”, esclareceu. Já Fernanda se recupera bem da cirurgia e, em poucos dias, poderá voltar para casa. “Tem só que fazer alguns curativos e em breve ela poderá voltar para a Bahia e fazer o acompanhamento médico lá. Ela está muito bem, com o coração forte”, complementou o cirurgião. As duas nasceram unidas pelo tórax e abdômen, compartilhando o fígado e uma membrana do coração. A cirurgia de separação das siamesas foi realizada na última quarta-feira (13). As siamesas separadas nasceram em Itamaraju, no interior da Bahia. Por conta da condição delas, os pais, Valdenir Neves e Lindalva Nascimento de Jesus,decidiram seguir para a capital goiana, em agosto do ano passado, para obter a cirurgia de separação. (G1)

Comente agora
15
Fev
Descubra como um lápis pode ajudar a aliviar dor de cabeça
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:58h

Seja durante um dia cheio de trabalho ou durante uma tarde barulhenta com as crianças, as dores de cabeça nunca são bem-vindas. Um especialista sugere uma solução simples sem precisar tomar um medicamento. Basta colocar um lápis entre os dentes. A especialista em estética Dra. Jane Leonard diz que a maioria das dores de cabeça tensionais é desencadeada por estresse, ansiedade, cansaço e distúrbios emocionais. Geralmente surgem devido a espasmos dos músculos do rosto, pescoço, mandíbula e couro cabeludo, disse ao Express. A especialista destaca que segurar um lápis entre os dentes pode ajudar a relaxar os músculos responsáveis pela mastigação. Isto porque quando estes músculos estão em espasmo durante a disfunção da articulação temporo-mandibular provocam as dores de cabeça nas têmporas. Por isso, aliviar a tensão nestes músculos ao colocar o lápis entre os dentes poderá aliviar também os sintomas da dor de cabeça. (N. ao Minuto)

Comente agora
15
Fev
Teste de zika deverá ser obrigatório para gestantes no futuro
Postado por: Anacley Souza / 07:51h

Se for confirmada a relação entre zika, microcefalia e outras alterações neurológicas nos bebês, médicos que vêm acompanhando a evolução da epidemia afirmam que deve aumentar a gama de exames que as mulheres que querem engravidar terão de fazer como prevenção. "No futuro, não tenho dúvidas de que a sorologia (teste) de zika vai entrar nessa lista. Vai passar a ser um exame obrigatório. Quem não estiver protegida, vai ter de tomar a vacina, assim como já ocorre com a rubéola, por exemplo", afirma o neuropediatra Marcelo Mashura Rodrigues, presidente da Sociedade Brasileira de Neurologia Infantil. Bem como os demais especialistas ouvidos pela reportagem, Rodrigues acredita que o zika pode levar a outros problemas, além de microcefalia e doenças oculares, que foram relatadas em estudo publicado na semana que passou. "Quando a mulher grávida tem rubéola, por exemplo, é comum o bebê ter alteração cardíaca", disse. O mesmo poderia acontecer com o zika, mas, segundo ele, respostas precisas só serão dadas à medida que as crianças crescerem. Até lá, as medidas de precaução indicadas para gestantes seguem valendo. Incluem sexo seguro, já que estudos indicam que zika pode ser transmitido pela relação sexual, uso de repelentes, roupas compridas, mosquiteiros e telas contra o Aedes aegypti. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comente agora
15
Fev
Zika pode provocar alteração neurológica até a idade escolar, acreditam médicos
Postado por: Anacley Souza / 06:52h

Microcefalia e graves problemas oculares podem não ser as únicas consequências do zika vírus em crianças infectadas na barriga da mãe. Com o avanço de casos no Brasil, especialistas passaram a afirmar que, no futuro, outros prejuízos neurológicos, como atraso intelectual ou perda auditiva, poderão ser associados à infecção e somente serem notados no início da vida escolar. O diagnóstico, no entanto, só poderá ser feito com propriedade se os bebês nascidos de meados do ano passado para cá, quando teve início a epidemia no País, receberem um acompanhamento médico rotineiro. Especialistas ouvidos pelo Estado afirmam que todas as crianças de mulheres que tiveram suspeita ou confirmação de zika durante a gestação devem ter seus filhos monitorados, independentemente de quadros associados de microcefalia. “Isso é essencial, porque algumas alterações neurológicas podem ser detectadas futuramente apenas, como dificuldades de leitura e de aprendizado. Dar assistência às mulheres infectadas não quer dizer acompanhá-las até o parto, mas até que seus filhos cheguem à escola”, diz o infectologista Jean Gorinchteyn, do Instituto Emílio Ribas. A expectativa de que outros problemas de saúde possam ser relacionados ao zika vírus no futuro é explicada pela sua “semelhança” com algumas doenças também perigosas para gestantes, como a rubéola, a toxoplasmose e a citomegalovirose. Todas podem provocar desde quadros de microcefalia à perda progressiva da visão, surdez e diferentes graus de atraso intelectual. “Você pode apostar que vamos ter milhares de crianças com perímetro encefálico normal e que vão ter manifestações de atraso relacionadas ao zika, caso se confirme que o vírus segue mesmo o padrão dessas outras infecções.

Comente agora
14
Fev
Ações judiciais por 'pílula do câncer' travam setores da Universidade de São Paulo
Postado por: Redação Voz da Bahia / 17:23h

Uma enxurrada de ações judiciais relacionadas à "pílula do câncer" está travando o sistema jurídico da Universidade de São Paulo (USP). Desde o início da polêmica nacional sobre a fosfoetanolamina sintética, em junho de 2015, a instituição já foi citada em mais de 13 mil processos movidos por pacientes que exigem o fornecimento da substância, acreditando tratar-se de uma cura para o câncer. "Caímos numa armadilha", disse ao Estado o vice-reitor da USP, Vahan Agopyan. "Estamos sendo obrigados pela Justiça a fornecer um produto que não sabemos o que é, não sabemos o que pode fazer nas pessoas, e está sendo produzido em condições totalmente inadequadas. É uma situação muito constrangedora". Os processos são tantos, segundo Vahan, que estão interferindo no funcionamento de toda a USP, e não apenas nas atividades do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), onde a substância é produzida de forma artesanal em um laboratório sem qualificação sanitária para produção de fármacos. "Nosso jurídico não está conseguindo atender às necessidades da universidade porque a maioria dos nossos procuradores está ocupada respondendo às demandas judiciais da fosfoetanolamina", relata Vahan. "Vários processos importantes estão sendo prejudicados." A Procuradoria-Geral da USP chega a receber mais de cem processos de fosfoetanolamina por dia, oriundos de quase todos os Estados do País - e a universidade tem obrigação legal de responder a todos eles. Dos 13 mil processos, cerca de 7 mil são liminares concedidas por juízes do Estado de São Paulo, obrigando a universidade a fornecer a substância para pacientes com câncer. Cerca de 70% dessas liminares foram dadas por uma única juíza, Gabriela Müller Carioba Attanasio, da comarca de São Carlos. Segundo a procuradora-geral da USP, Márcia Walquiria Batista dos Santos, 22 procuradores (de uma equipe de 46) estão trabalhando quase que em tempo integral com a fosfoetanolamina. "Outros assuntos importantíssimos para a universidade acabam ficando presos nesse fluxo", afirma.

Comente agora
14
Fev
Há substâncias perigosas nos cosméticos para bebês
Postado por: Débora Ayane / 16:59h

O estudo é da responsabilidade da organização não-governamental Women in Europe for a Common Future (WECF), que examinou 341 produtos cosméticos para bebês vendidos em França em farmácias, parafarmácias, supermercados ou lojas de produtos biológicos. A avaliação dos produtos decorreu entre julho e agosto do ano passado. Com base em estudos científicos e avaliações das autoridades sanitárias da União Europeia (Comitê Científico da Segurança dos Consumidores - SCCS) e da França (Agência Nacional de Segurança do Medicamento -- ANSM), a organização não-governamental classificou as substâncias que compõem os produtos em três categorias: "alto risco", "risco moderado" e "risco baixo ou não identificado". Os resultados deste estudo revelaram que uma grande maioria dos produtos (299) continha substâncias de "alto risco".

Comente agora
14
Fev
Adiamento da gravidez quase dobrou número de parto de gêmeos nos últimos quarenta anos
Postado por: Débora Ayane / 15:48h

O número da taxa de natalidade de gêmeos quase dobrou nos países desenvolvidos nos últimos quarenta anos. Um estudo divulgado, na última segunda-feira (8), mostra que o aumento é devido ao adiamento da gravidez e da assistência médica à procriação. A informação preocupa já que esses bebês são mais frágeis e a gravidez tardia provoca risco. "Revisamos todas as estatísticas vitais de países com quadros detalhados para os nascimentos distinguindo os nascimentos múltiplos: gêmeos, trigêmeos, etc. De 1970 a 2013, 2013 e 2014 segundo os países”, disse Gilles Pison, professor do Museu de História Nacional e pesquisador do Instituto Nacional de Estudos Demográficos (Ined) da França.

Publicidade

Comente agora
14
Fev
Saúde busca apoios para o enfrentamento ao Aedes em Salvador
Postado por: Débora Ayane / 15:32h

O secretário municipal da Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, reuniu-se na última quinta-feira (11) com o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, para buscar apoio da Igreja Católica nas ações de enfrentamento do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e febre chikungunya na capital. O objetivo do encontro foi firmar parceria com a Igreja para que seja multiplicadora das ações governamentais e colabore na conscientização dos fiéis sobre a melhor forma de combater o mosquito Aedes Aegypti. "Estamos vivendo uma situação epidemiológica delicada em relação às arboviroses e por isso precisamos do apoio de todos os setores da sociedade. Entendemos que a Igreja é uma ferramenta sensível na defesa, plenitude e integridade da vida, então buscamos essa parceria para somar forças com as estratégias do Município na eliminação dos criadouros", enfatizou Antônio Rodrigues. De acordo com Dom Murilo Krigner, a parceria acontece num momento oportuno já que a Campanha da Fraternidade Ecumênica deste ano traz como tema 'Casa comum, nossa responsabilidade'. "A temática da campanha da Fraternidade prega exatamente isso. É importante que todo cristão reflita nesse período da quaresma que cuidar da casa comum, também é limpar o nosso quintal, evitar água parada e combater o mosquito em nossa casa. Assim a gente estará contribuindo com uma sociedade mais sadia", afirmou o arcebispo.

Comente agora
14
Fev
Diretor das Faculdades Face e Factiva morre vítima de infarto na cidade de Valença
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:28h

Faleceu na noite deste sábado (13) na cidade de Valença no baixo Sul baiano, o filho do professor Dário Loureiro Guimarães, proprietário das Faculdades Face e Factiva. Segundo informações, Daniel Nogueira, 36 anos estava dando banho em seu filho de 4 anos quando sofreu um infarto vindo a óbito. O Jovem que era carinhosamente conhecido como Dã pelos amigos e familiares trabalhava como diretor das faculdades do seu pai e já esteve a frente da Rádio Valença FM, na ocasião de propriedade do professor Dário. O sepultamento está marcado para as 15h30 deste domingo, saindo o cortejo da Segunda Igreja Batista de Valença, na Av. ACM, onde o corpo está sendo velado. A reportagem do Voz da Bahia almeja os profundos e sinceros sentimentos à família enlutada.

Reportagem Voz da Bahia

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com