As comentadas


Bom dia , Segunda-feira, 02/05/2016








Enquete



Reflita

Blog

Saúde

03
Fev
Plantão de ocorrências do HRSAJ nas últimas 8h
Postado por: Samile Macedo / 09:03h

-Claíldo Barreto Fonseca, 30 anos, residente no Loteamento Salomão em Santo Antônio de Jesus, vítima de acidente com motocicleta.

-George Santos da Paixão, 33 anos, residente no Bairro São Paulo em Santo Antônio de Jesus, vítima de acidente com motocicleta.

-Diana Souza dos Santos, 24 anos, residente no Bairro do Amparo em Santo Antônio de Jesus, vítima de acidente com moto.

-Aloísio Souza dos Anjos, 33 anos, residente em Conceição do Almeida e Antônio Monteiro Bonfim, residente na Rua da Conceição foram vítimas de capotamento de veículo.

-Rosângela Barbosa de Jesus, 28 anos, moradora do Recanto do Andaiá, vítima de acidente com motocicleta nas proximidades do Posto São Paulo.

-Ailton de Jesus Amaral, 31 anos, morador da zona rural de Varzedo, vítima de acidente de moto.

-Manoel Lapa Souza Pereira, 32 anos residente na zona rural de Santo Antônio de Jesus, vítima de agressão física durante um assalto.

Comente agora
03
Fev
Com provável contágio sexual nos EUA, zika exige 'prevenção máxima', alerta infectologista
Postado por: Samile Macedo / 07:23h

“Não podemos aguardar um corpo robusto de dados para prevenir as pessoas. A prevenção máxima é o melhor caminho agora”, diz a infectologista Nancy Bellei, coordenadora do comitê de virologia da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) sobre o potencial caso de transmissão sexual de zika vírus nos Estados Unidos anunciado na noite desta terça-feira. Registrado no Texas, na clínica Dallas County Health and Human Services, o caso deve levantar novos alertas sobre a epidemia de zika ao redor do mundo, por mencionar a contaminação por sêmen e até mesmo pela saliva. Em entrevista à BBC, a vice-diretora do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças americano), Anne Schuchat, disse que “o laboratório do CDC confirmou o primeiro caso de zika vírus em um não-viajante. Nós não acreditamos que o contágio tenha ocorrido por meio de picadas de mosquito, mas sim por contato sexual”. Questionada sobre a confirmação, Schuchat explicou que até o momento não há outras formas plausíveis que possam dar conta da transmissão neste caso, já que uma pessoa esteve na Venezuela, voltou aos EUA, apresentou sintomas de zika, e teve contato sexual com o parceiro. Esta pessoa foi testada positiva para zika, assim como o parceiro, que não esteve em regiões onde a epidemia está ativa. Além disso, não há infestação do Aedes aegypti (mosquito transmissor do vírus da dengue, zika e chikungunya) na região de Dallas. “As evidências que nós temos neste momento apontam para isso”, reforçou Schuchat ao ser questionada sobre o contágio sexual. A vice-diretora do CDC mencionou o caso citado na literatura, que teria documentado em 2011 um cientista americano vindo do Senegal, que passava por um surto de zika, e que teria transmitido a doença para a mulher, nos EUA, que não havia estado em regiões infectadas e não vivia numa cidade com presença do Aedes aegypti.“Havia este caso citado na literatura anterior, sobre a possibilidade de transmissão sexual, e portanto de certa forma isto não foi surpresa. Nós vamos atualizar nossas orientações logo sobre as consequências deste evento”, diz. 

Comente agora
02
Fev
Fabricante de medicamentos, Sanofi lança projeto para vacina contra Zika
Postado por: Anacley Souza / 23:11h

A Sanofi lançou um projeto para desenvolver uma vacina contra o Zika vírus no comprometimento mais decisivo até o momento de um grande fabricante de vacinas para lutar contra a doença ligada a casos de má-formação cerebral no Brasil. A fabricante de medicamentos francesa disse nesta terça-feira que sua divisão de vacinas Sanofi Pasteur usaria sua expertise para desenvolver vacinas para vírus similares como febre amarela, encefalite japonesa e mais recentemente, dengue. O movimento ocorre um dia depois de a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarar que o Zika vírus é uma emergência de saúde pública internacional devido à sua ligação com microcefalia em alguns bebês, que nascem com a cabeça menor do que o normal. Eles apresentam problemas de desenvolvimento, porém tratamentos desde os primeiros anos aprimoram a qualidade de vida da criança. "A Sanofi Pasteur está respondendo à convocação global de ação para desenvolver uma vacina contra o Zika dado o rápido avanço da doença e possíveis complicações médicas", disse o chefe de pesquisa da Sanofi Pasteur, Nicholas Jackson, que está liderando um projeto de vacina contra o Zika. A Sanofi acredita que sua pesquisa e infraestrutura industrial estabelecidas para sua nova vacina contra dengue licenciada recentemente pode ajudar a acelerar a identificação de uma candidata a vacina contra o Zika vírus. Até o momento, os únicos grupos com planos firmes para desenvolver uma vacina contra o Zika são pequenas companhias de biotecnologia e instituições acadêmicas, embora a GlaxoSmithKline já tenha dito que está concluindo estudos de viabilidade para avaliar se sua tecnologia de vacina é adequada. Atualmente, não há vacina ou tratamento contra o Zika vírus, uma vez que a doença até recentemente não era uma preocupação de saúde pública séria.

Comente agora
02
Fev
Forças Armadas visitam Salvador e cidades do interior em campanha de combate ao aedes
Postado por: Anacley Souza / 22:31h

Os municípios de Ilhéus, Porto Seguro, Juazeiro, Bom Jesus da Lapa e Salvador devem receber 1.807 militares da Marinha do Brasil na Bahia para a segunda etapa da campanha nacional que envolve as Forças Armadas no combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, febre chikungunya e zika vírus. A nova etapa acontece no próximo dia 13 de fevereiro. Segundo a Marinha, na ação, que é coordenada com o Ministério da Saúde e autoridades locais, os militares distribuirão material impresso com orientações para a população sobre como combater o mosquito. Na capital baiana, o efetivo atuará em bairros como Comércio, Subúrbio Ferroviário, Nazaré, Barbalho e Liberdade. A terceira etapa deve acontecer entre os dias 15 e 18 de fevereiro. Nela, militares visitarão casas para verificar possíveis focos de proliferação do mosquito e orientar moradores em como evitar a reprodução do principal vetor da tríplice epidemia.

Comente agora
02
Fev
Sobe para 618 número de casos de microcefalia na Bahia; Secretaria minimiza: “aumento já era esperado”
Postado por: Anacley Souza / 21:44h

Foram registrados 84 novos casos de microcefalia no período de uma semana na Bahia. Ou seja, de nascimento de bebês com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros. A Superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde, Ita de Cássia, afirmou que o aumento de notificações da doença nesse período já era esperado. “Nós (da Sesab) já esperávamos um aumento no meses de dezembro, janeiro e fevereiro porque é o período de nove meses após a epidemia, que teve seu surto no mês de abril de 2015” No total, são 618 casos notificados no Estado no período de outubro de 2015 a 30 de janeiro de 2016, de acordo com o boletim divulgado nesta terça-feira (2/2) pela secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Dos 106 municípios na Bahia onde há casos da doença, Salvador possui o maior número de incidência, com mais da metade dos casos (324), correspondendo a 52,43% do total de notificações. A Superintendente afirmou ainda que espera, a partir de março, uma redução do número de nascimento de bebês com microcefalia, mas ponderou que é justamente nesse período que pode ocorrer o aumento do número de casos do vírus Zika. “A gente espera diminuir o número de notificações da microcefalia a partir do mês de março, no entanto, também sabemos que é nesse período que começam as chuvas, ocorre um maior acúmulo de água parada que é o criadouro do mosquito”, disse.

Comente agora
02
Fev
Sobe para 12 o número de casos de H1N1 no interior de São Paulo
Postado por: Anacley Souza / 18:53h

Uma mulher internada em ala de isolamento do Hospital de Base de São José do Rio Preto é a 12ª vítima do H1N1 nessa região do interior de São Paulo, este ano. O caso, confirmado nesta segunda-feira, 1, é o primeiro na cidade. Segundo a Secretaria de Saúde de Rio Preto, a mulher pegou a doença em Catanduva, cidade que concentra o maior número de casos. O vírus foi confirmado como a causa de duas mortes ocorridas este ano na região, em Santa Adélia e Tabapuã, respectivamente. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Catanduva, foram notificados 34 casos suspeitos da doença este ano na própria cidade e no entorno. A alta incidência em pleno verão causa preocupação, pois a doença é mais comum no inverno. O vírus H1N1 causa doença respiratória aguda e contagiosa. Em 2009, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu alerta de pandemia por considerar a situação alarmante, como ocorre neste momento com o zika vírus.

Comente agora
02
Fev
Uso de absorventes internos têm limite
Postado por: Redação Voz da Bahia / 16:13h

Pode ser prático e uma alternativa certa para quem não quer perder a praia ou a piscina naqueles dias, mas é preciso cuidado com o uso dos absorventes internos. O primeiro deles é observar o tempo recomendado. "Em média, o aconselhado é entre 2 a 3 horas. O tempo limite são 6 horas", alerta Dr. Pedro. "Se passar disso, o local fica propenso à colonização de bactérias e fungos, causando infecção", avisa. Outra dica importante é lavar bem as mãos antes de introduzir o produto. E se ele incomodar, não está no lugar certo!

Comente agora
02
Fev
Aterosclerose e suas complicações. Cardiologista esclarece dúvidas
Postado por: Redação Voz da Bahia / 16:00h

A aterosclerose é a formação de placas de gordura, cálcio e outros elementos na parede das artérias do coração e suas ramificações de forma difusa ou localizada. Ela se caracteriza pelo estreitamento e enrijecimento das artérias devido ao acúmulo de gordura em suas paredes, conhecido como ateroma. O consumo excessivo de alimentos industrializados, bebidas alcoólicas e cigarro, a falta de atividades físicas e o excesso de peso modificam o LDL (lipoproteína de baixa densidade, o “mau colesterol”), agredindo os vasos sanguíneos e gradativamente levando ao entupimento das artérias. Com o passar dos anos, o diâmetro do vaso diminui, podendo chegar à obstrução completa, restringindo o fluxo sanguíneo na região. Com isso, o coração recebe uma quantidade menor de oxigênio e nutrientes, tendo suas funções comprometidas. Essa complicação é a causa de diversas doenças cardiovasculares, como infarto, morte súbita e acidentes vasculares cerebrais.

Causas e fatores de risco

Na maioria das vezes, a aterosclerose está relacionada aos fatores de risco tradicionais, como pressão alta, diabetes,colesterol elevado, tabagismo e obesidade. Pequena parte é de causa hereditária. Existem algumas alterações, como a hipercolesterolemia familiar, em que indivíduos da mesma família têm o colesterol elevado desde jovens, mas são menos frequentes. Nesses casos, o acompanhamento médico é indispensável para detectar o acúmulo das placas de gordura precocemente.

Comente agora
02
Fev
Microcefalia: 'Aborto já é livre no Brasil, é só ter dinheiro', diz Drauzio Varella
Postado por: Redação Voz da Bahia / 15:57h

Após notícias de que o aumento do número de mortes relacionadas à microcefalia poderia levar à discussão do aborto legal, o médico Drauzio Varella voltou a emitir seu posicionamento sobre o tema polêmico. "O aborto já é livre no Brasil. É só ter dinheiro para fazer em condições até razoáveis. Todo o resto é falsidade. Todo o resto é hipocrisia", afirmou em entrevista ao G1. Para ele, o cerne da discussão não deve estar na moralidade, geralmente ligada à religião, mas na desigualdade brasileira. "Ninguém pode se considerar dono da palavra de Deus, intermediário entre deuses e seres humanos, para dizer o que todos devem fazer", disse. Muitos religiosos pregam que o aborto não é certo. Se não está de acordo, não faça, mas não imponha sua vontade aos outros". Apesar de não defender o aborto e não ter opinião formada nos casos de microcefalia, Varella lembrou que é necessário respeitar a decisão da mulher. "Na microcefalia, o diagnóstico definitivo é feito em geral próximo ao 3º trimestre. Você pega um feto aos sete meses e ele está quase nascendo", explicou. "Mas é lógico que eu respeito (qualquer decisão)".

Comente agora
02
Fev
Com investimento de R$ 207 mil, Santa Casa de Valença inaugura Centro de Parto Normal
Postado por: Redação Voz da Bahia / 15:17h

A Santa Casa de Misericórdia de Valença inaugura, no próximo dia 12, o primeiro Centro de Parto Normal (CPN) do Baixo Sul da Bahia. A cerimônia contará com a presença do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, do deputado federal Antônio Britto, do deputado estadual Hildécio Meireles e da prefeita de Valença, Jucélia Nascimento. Haverá ainda uma homenagem às parteiras que marcaram a região. Com investimento de R$ 207 mil, dos quais R$ 82 mil são provenientes da Santa Casa, o espaço conta com cinco quartos individualizados para a gestante e acompanhante, consultório obstétrico e sala de atendimento de enfermagem, seguindo os critérios de humanização do parto natural, que inclui o cuidado com a ambiência, humanização das condições do partejar e respeito à individualidade de cada mulher. "O CPN vem com a proposta de atender as exigências previstas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mas, sobretudo, tem real interesse por desenvolver uma cultura de humanização, qualidade e segurança na assistência prestada aos seus usuários, inclusive, no que tange aos cuidados com o binômio mãe-filho", explicou a gerente-operacional da unidade, Adriana Couto.

Comente agora
02
Fev
Ufba discute rede de assistência a gestante em maternidades baianas
Postado por: Débora Ayane / 14:10h

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) realizou, na noite da segunda-feira (1º), uma audiência pública para debater a situação do atendimento médico obstétrica e neonatal no estado. Partindo da experiência da Maternidade Climério de Oliveira, no Nazaré, que integra a rede estadual e está dentro da estrutura de ensino da universidade, os gestores públicos e representantes de profissionais da área de saúde debateram a situação nas maternidades e rede de assistência às gestantes. Foram apontadas questões em torno da superlotação das maternidades, falta de estrutura física, sobrecarga de profissionais e os riscos à saúde de pacientes que permanecem internadas indevidamente em macas, poltronas de acompanhantes, cadeiras, leitos de exames e salas de parto, o que é um risco tanto para as mães quanto para os filhos.

Comente agora
02
Fev
Mais de 1.800 militares integram ação de combate ao Aedes aegypti na BA
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:37h

A campanha nacional que inclui as Forças Armadas no combate ao Aedes aegypti, mosquito, responsável pela transmissão da dengue, febre Chikungunya e Zika Vírus, irá mobilizar 1.807 militares subordinados ao Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN), órgão que tem sede em Salvador e jurisdição sobre os estados de Bahia, Sergipe e parte de Minas Gerais. No dia 13 de fevereiro, os militares envolvidos na operação irão atuar em Salvador, Ilhéus, Porto Seguro, Juazeiro e Bom Jesus da Lapa em uma ação coordenada com o Ministério da Saúde e as autoridades locais, distribuindo material impresso com orientações para que a população se informe e conheça as formas de combate. Já entre os dias 15 e 18 de fevereiro, os profissionais devem atuar diretamente no combate ao mosquito. Essa fase do trabalho terá visitas domiciliares dos efetivos das Forças Armadas, acompanhados de agentes de saúde, para inspecionar possíveis focos de proliferação, orientando moradores e, se for o caso, fazendo aplicação de larvicida em criadouros. Em Salvador, os militares da Marinha atuarão em bairros como Comércio, Subúrbio Ferroviário, Nazaré, Barbalho e Liberdade. Conforme a Marinha do Brasil na Bahia, a última etapa da campanha, ainda em fase de discussão com o Ministério da Educação (MEC), prevê a utilização de efetivos militares em visitas a escolas. A meta é reforçar o trabalho de conscientização das crianças e adolescentes sobre como evitar a proliferação do mosquito transmissor.

Comente agora
02
Fev
Cardápio variado pode evitar futuros distúrbios alimentares em crianças
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:17h

A inclusão de alimentos variados no cardápio das crianças pode vir a influenciar hábitos alimentares mais saudáveis no futuro. Até aí, nenhuma novidade. Entretanto, ao que poucos se atentam é que, na prática, a percepção dos diferentes gostos - amargo, doce, umami, azedo e salgado - pode desempenhar um papel-chave nas preferências e costumes alimentares individuais e na incidência de doenças crônicas relacionadas à nutrição. O hábito de oferecer certos alimentos repetidamente para as crianças pode resultar em problemas graves no futuro. Uma das possibilidades é formação de adultos com paladar infantil, que acomete pessoas que são conhecidas como "picky eaters"- que só comem determinados tipos de alimentos. Para evitar que este tipo de situação ocorra, é fundamental que, desde cedo, os responsáveis pela alimentação das crianças se atentem em oferecer a elas um cardápio variado. Com a adoção de uma alimentação diversificada, os pequenos podem se tornar mais receptivos à aceitação de todos os gostos e habituados a fazer escolhas mais saudáveis. "Um prato colorido e equilibrado, com frutas e legumes, em geral, pode contemplar as vitaminas e minerais necessários ao seu desenvolvimento. Cardápios que proporcionem a percepção dos cinco gostos podem auxiliar na variabilidade dos ingredientes e consequentemente levar a uma alimentação mais saudável", explica Mariana Rosa, nutricionista e coordenadora do Comitê Umami. A doutora em ciência de alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Hellen Maluly, alerta para a importância da atividade física e reforça que o consumo exagerado de alimentos com alto valor calórico, ricos em gordura, sal e açúcar e a falta de exercícios têm se tornado frequente entre as crianças. "Alimentos que contêm alguns gostos muito pronunciados podem limitar a percepção das papilas gustativas, além de fornecerem muitas calorias que, se não forem gastas, podem gerar prejuízos à saúde das crianças", comenta.  

Comente agora
02
Fev
Zika: 3.700 casos levam Honduras a declarar estado de emergência nacional
Postado por: Samile Macedo / 10:50h

O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, declarou na segunda-feira (1º) estado de emergência nacional devido à propagação do vírus Zika, que afetou 3.700 pessoas no país desde dezembro. O estado de emergência foi decretado na sessão do Conselho de Ministros, dirigido pelo presidente, informou a ministra adjunta de Estratégia e Comunicação, Hilda Hernández, em sua conta na rede social Twitter. A ministra da Saúde, Yolany Batres, afirmou que o país contabiliza, apenas este ano, 3.649 casos de infecções pelo vírus Zika, os quais se juntam aos 51 registrados em dezembro último, quando foi detectado o primeiro caso. Do Conselho de Ministros também saiu a ordem para ativar o Sistema Nacional de Gestão de Riscos, para coordenar e reforçar as medidas preventivas diante da propagação do Zika. Horas antes, o Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu que os casos de microcefalia e de desordens neurológicas surgidas no Brasil constituem emergência sanitária de alcance internacional. A OMS confirmou que até agora foram detectados casos em 25 países e territórios das Américas. (Correio)

Comente agora
02
Fev
INSS é obrigado pela Justiça Federal na Bahia a aposentar homem com glaucoma e diabetes
Postado por: Redação Voz da Bahia / 09:42h

Por força de uma decisão da Justiça Federal, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi obrigado a conceder aposentadoria a um homem de 58 anos, por invalidez e pagar um adicional de 25% pela necessidade de acompanhamento de terceiro. Anteriormente, o pedido de auxílio doença do homem havia sido negado pelo INSS sob o argumento de ausência de incapacidade para o trabalho. O pedido de aposentadoria foi apresentado pela Defensoria Pública da União na Bahia (DPU-BA). O assistido da DPU é portador de visão subnormal em ambos os olhos, glaucoma crônico, diabetes, com incapacidade total e definitiva para qualquer tipo de trabalho, sem possibilidade de reabilitação. Um laudo pericial solicitado pela Justiça ainda destaca que o aposentado ainda precisa de ajuda de outras pessoas por não enxergar e não poder sair sozinho. Ele era operador de máquinas e, mesmo com tratamento oftalmológico, ficou impossibilitado de trabalhar. O beneficiado com a decisão judicial não tem outra fonte de renda para seu sustento e de sua família. Devido a negativa inicial do benefício, ele passou por dificuldades financeiras e contou com doações do filho mais velho. De acordo com a defensora pública, Charlene Borges, o benefício deve ser concedido imediatamente por ter natureza alimentar, indispensável para a sobrevivência do autor. A decisão é do juiz Durval Carneiro Neto, da Justiça Federal na Bahia. (BN)

Comente agora
02
Fev
Fiocruz: novo teste pode elevar diagnósticos de microcefalia
Postado por: Samile Macedo / 08:00h

Um exame desenvolvido pelo Brasil e que deve ser distribuído na rede pública de saúde até o fim do ano pode revelar um número maior de casos de microcefalia ligada ao zika, diz Wilson Savino, diretor do Instituto Oswaldo Cruz e integrante do gabinete de emergência formado pela instituição para enfrentar a epidemia. Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia e com mais de 30 anos de experiência na área, o imunologista carioca está à frente do Oswaldo Cruz, vinculado ao Ministério da Saúde, desde 2013. Atualmente ajuda a coordenar os esforços nacionais de combate à epidemia de zika, dengue e chikungunya. Ele explica que o exame molecular, único disponível no momento para o diagnóstico de zika no país, identifica a presença do vírus na corrente sanguínea, o que dificulta a precisão, pois o zika surge e desaparece do sangue em poucos dias. Já o exame sorológico, que deve ficar pronto no início do segundo semestre e que poderia chegar à rede pública até o final do ano, não busca o vírus, e sim os anticorpos que o organismo produz contra ele, que podem ser detectados muitos meses após a infecção. "Por conta disso, grande parte dos testes em mulheres com sintomas de zika que tiveram crianças com microcefalia não levou à detecção do vírus, mas isso não quer dizer que não tenham sido infectadas. Em alguns casos não se está identificando o vírus em mães de bebês com suspeita de microcefalia somente porque ainda não temos o exame sorológico. É algo muito importante", diz.

Comente agora
01
Fev
Gêmeas siamesas desafiam 1% de chance' e são mais novas separadas com sucesso
Postado por: Anacley Souza / 22:56h

Médicos na Suíça dizem ter separado gêmeas siamesas com oito dias de idade, o que faz delas os mais jovens bebês separados com sucesso. As gêmeas, nascidas em dezembro, estavam conectadas pelo fígado e pelo tórax. A mídia suíça afirma que os médicos tinham originalmente planejado separá-las quando as meninas fossem mais velhas, mas a operação foi antecipada porque os bebês apresentaram complicações que representavam risco de morte. hospital afirmou que as gêmeas estavam "extensamente conectadas pelo fígado, mas tinham todos os (demais) órgãos vitais". Elas pesavam juntas 2,2 kg. Uma das gêmeas tinha muito sangue — e pressão alta — e a outra não tinha sangue suficiente. Um time de 13 médicos levou cinco horas para separar as meninas no dia 10 de dezembro. "Jamais gêmeos tão pequenos foram separados antes com sucesso", disse o hospital. "Estamos felizes porque crianças e famílias estão bem", disse o chefe de cirurgia pediátrica do hospital, Steffen Berger. As duas meninas, que ainda tiveram que passar por outra cirurgia para fechar as cavidades abdominais, estão agora no centro de tratamento intensivo. O hospital afirma que as crianças são "muito pequenas ainda", mas estão se desenvolvendo bem. O jornal Le Matin Dimanche disse que Lydia e Maya ganharam peso e estão sendo amamentadas. (Record)

Comente agora
01
Fev
Notiticação de casos de Zika passa a ser obrigatória no Brasil
Postado por: Anacley Souza / 22:01h

O registro de casos de infecção pelo vírus Zika terá notificação obrigatória no Brasil. O anúncio foi feito hoje (1º) pelo Mnistério da Saúde, que deve anunciar os detalhes da medida na próxima semana. Atualmente, a pasta não contabiliza o número de pacientes que tiveram a doença, e as secretarias não são obrigadas a registrar todos os casos, já que a capacidade de diagnóstico laboratorial do Brasil ainda é baixa e também porque em 80% das ocorrências não aparecem sintomas. Há duas semanas, o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, informou que a pasta está aumentando a capacidade de diagnóstico laboratorial e que, com isso, a notificação dos casos seria reavaliada. Na ocasião, Maierovitch disse que a pasta aumetaria de mil para 20 mil a capacidade mensal de diagnósticos de Zika no país. Atualmente, o método de diagnóstico do Zika é o sentinela, pelo qual alguns casos de uma região são comprovados laboratorialmente e os seguintes, pelos sintomas. Em novembro, o governo brasileiro confirmou que a infecção pelo vírus Zika em gestantes pode causar microcefalia no feto, porém, nem toda gestante que for afetada pela doença terá o bebê com a malformação. A microcefalia tem outros fatores causadores, como infecções pelo citomegalovírus, por toxoplasmose e por rubéola. Com informações da Agência Brasil.

Comente agora
01
Fev
ANS decreta liquidação extrajudicial da Unimed Paulistana
Postado por: Anacley Souza / 21:47h

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou, nesta segunda-feira, no Diário Oficial da União, a decretação de liquidação extrajudicial da operadora Unimed Paulistana, por meio da Resolução Operacional (RN) nº 1.986. A medida encerra o processo de retirada ordenada e definitiva dessa empresa do mercado de planos de saúde. A ANS esclarece que a liquidação é o fim do processo de saída ordenada do mercado, e que, a partir deste momento, a operadora já não tem mais obrigação de manter a assistência aos beneficiários, que ficam sem qualquer cobertura, e encerra suas atividades. Segundo a ANS, em janeiro, cerca de 3% dos beneficiários, ou seja, cerca de 22 mil pessoas, da agora extinta Unimed Paulistana ainda não haviam migrado para outras empresas. O boletim do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), divulgado pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) com exclusividade para o GLOBO, aponta que, em 2015, a quantidade de atendimentos referentes a planos de saúde ficou estável, com um recuo de 0,2%.A Unimed Paulistana, no entanto,teve um salto das queixas de 407% entre 2014 e 2015. E, com a finalidade de assegurar os direitos dos beneficiários remanescentes na operadora, a ANS também publicou a Resolução Operacional 1.987, que prorroga por mais 30 dias o prazo para que esses consumidores exerçam a portabilidade de carências. Com isso, eles podem escolher um dos planos disponíveis no Sistema Unimed ou buscar produtos em qualquer operadora de plano de saúde, sem necessidade de cumprir novos períodos de carência. Os beneficiários remanescentes da operadora podem fazer a portabilidade, independentemente do tipo de contratação e da data de assinatura dos contratos. No dia 15 deste mês, a ANS já havia prorrogado por mais 15 dias o prazo para que os usuários dos planos fizessem a portabilidade, o que agora foi prorrogado por mais 30 dias.

Comente agora
01
Fev
Revista considera Brasil referência mundial em amamentação
Postado por: Anacley Souza / 20:48h

A publicação britânica The Lancet destacou em sua mais recente edição que o Brasil serve de referência na política de aleitamento materno, por conta de suas políticas de incentivo e regulamentação da comercialização de alimentos industrializados para bebês, usados na subsituição do leite da mãe, segundo o site Rede Brasil Atual. A revista analisou dados e verificou que em 1986 apenas 2% das crianças eram alimentadas exclusivamente com o leite materno até os seis meses. Em 2008, este número já era de 41%. Recentemente, o governado de São Paulo Geraldo Alchmin sancionou lei que pune estabelecimentos que impedirem o aleitamento materno em público. Outro destaque da publicação foi a chamada "Lei da Amamentação", regulamentada em novembro do ano passado que limitou a comercialização de substitutos do leite materno. Por fim, a revista ainda salientou que o Brasil possui a maior rede de bancos de leite humano do mundo, no qual participam 218 hospitais e 161 postos de coleta, modelo que já foi exportado para diversos países.

Comente agora
01
Fev
Servidores Estaduais da Saúde anunciam manifestação em S. A. de Jesus para esta terça, 02
Postado por: Redação Voz da Bahia / 18:47h

O diretor regional do Sindsaúde (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia), Amarildo Carvalho, informou ao repórter Hélio Alves nesta segunda-feira, que fará uma manifestação com toda a categoria nesta terça-feira (02/02). O protesto deverá acontecer em frente ao Hospital Regional de Santo Antonio de Jesus na chegada do secretário de saúde do estado, Fábio Vilas Boas. Segundo ele, o objetivo é cobrar o retorno da insalubridade e outros direitos que foram retirados do funcionalismo público. “O secretário virá inaugurar o novo tomógrafo do HRSAJ e haverá essa mobilização a partir da 8 da manhã na entrada do hospital e contamos com a presença da imprensa e dos servidores estaduais na área de saúde”, disse Carvalho. (Tribuna do Recôncavo)

Comente agora
01
Fev
Organização Mundial de Saúde declara Zika vírus como emergência mundial
Postado por: Débora Ayane / 16:22h

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta segunda-feira (1º) que o vírus da Zika é uma emergência global. Segundo a OMS, o vírus constitui uma emergência de saúde pública mundial e requer uma resposta urgente, uma vez que o vírus está se espalhando muito depressa. O alerta coloca o Zika na mesma categoria de importância internacional que o ebola. Especialistas convocados pela Organização começaram a discutir nesta segunda em Genebra, na Suíça, se deve ou não declarar uma emergência de saúde mundial o vírus zika, que pode ser o responsável pelo surto de microcefalia no Brasil. Doze membros da comissão, composta por peritos em epidemiologia, saúde pública e doenças infecciosas nas Américas, Europa, Ásia e África, discutiram a questão em uma conferência telefônica. Na tarde desta terça-feira (2), a OMS fará uma coletiva de imprensa, por meio de conferência, para informar sua decisão sobre o assunto.

Um comentário
01
Fev
Esqueça o IMC, há um melhor indicador do estado de saúde
Postado por: Débora Ayane / 15:00h

Dois especialistas da Universidade do Sul da Austrália, Tim Olds e Nathan Daniell, revelam o Índice de Massa Corporal (IMC) não deve ser usado isoladamente na hora de determinar o peso saudável de uma pessoa. Embora o número possa ser um bom indicador do estado de cada pessoa (podendo revelar se encontra-se em níveis de obesidade ou não, por exemplo), os dois especialistas alertam que este método deixa de parte um dos principais indicadores da má saúde: a gordura acumulada.

Comente agora
01
Fev
OMS recomenda que filmes e séries com fumantes tenham classificação 'para adultos'
Postado por: Débora Ayane / 13:57h

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou que todos os seus países-membros classifiquem filmes e séries televisivas com cenas de pessoas fumando como produtos "para adultos". Este foi o principal ponto apresentado pela entidade neste domingo (31), em comunicado sobre a influência que a presença de fumantes em filmes e séries de televisão exerce sobre a decisão de alguém começar a fumar. A OMS acredita, segundo a Agência Brasil, que reduzir a exposição visual à presença de fumantes poderá retardar o início desse vício, assim como as doenças a ele associadas. De acordo com os Centros de Prevenção e Controlo de Doenças nos Estados Unidos, 6 milhões de adolescentes começaram a fumar em 2014 depois de terem sido expostos a cenas onde aparecem fumantes e, destes, 2 milhões poderão morrer de doenças relacionadas com o consumo de tabaco. Em 2014, nos Estados Unidos, 36% dos filmes classificados como "para todos os públicos" tinham cenas com fumantes.

Comente agora
01
Fev
Jornalista com microcefalia apela: 'Sou feliz porque minha mãe não fez aborto'
Postado por: Redação Voz da Bahia / 10:24h

Ana Carolina Cáceres, de 24 anos, moradora de Campo Grande (MS), desafiou todos os limites da microcefalia previstos por médicos. Eles esperavam que ela não sobrevivesse. Hoje, Ana tem 24 anos. Neste depoimento, ela defende uma discussão informada sobre o aborto. "Quando li a reportagem sobre a ação que pede a liberação do aborto em caso de microcefalia no Supremo Tribunal Federal (STF), levei para o lado pessoal. Me senti ofendida. Me senti atacada. No dia em que nasci, o médico falou que eu não teria nenhuma chance de sobreviver. Tenho microcefalia, meu crânio é menor que a média. O doutor falou: "ela não vai andar, não vai falar e, com o tempo, entrará em um estado vegetativo até morrer". Ele - como muita gente hoje - estava errado. Meu pai conta que comecei a andar de repente. Com um aninho, vi um cachorro passando e levantei para ir atrás dele. Cresci, fui à escola, me formei e entrei na universidade. Hoje eu sou jornalista e escrevo em um blog. Escolhi este curso para dar voz a pessoas que, como eu, não se sentem representadas. Queria ser uma porta-voz da microcefalia e, como projeto final de curso, escrevi um livro sobre minha vida e a de outras 5 pessoas com esta síndrome (microcefalia não é doença, tá? É síndrome!). Com a explosão de casos no Brasil, a necessidade de informação é ainda mais importante e tem muita gente precisando superar preconceitos e se informar mais. O ministro da Saúde, por exemplo. Ele disse que o Brasil terá uma 'geração de sequelados' por causa da microcefalia. Se estivesse na frente dele, eu diria: 'Meu filho, mais sequelada que a sua frase não dá para ser, não'. 

Comente agora
01
Fev
Vítimas de disparos de arma de fogo e acidentes lideram plantão do HRSAJ no fim de semana
Postado por: Redação Voz da Bahia / 10:16h

-Arthur José dos Santos Neto, 23 anos, morador da Rua São Lázaro, centro de Santo Antônio de Jesus, vítima de tentativa de homicídio por disparos de arma de fogo.

-Jucilene Dias de Souza, 33 anos, moradora da zona rural de Cachoeira, vítima de agressão física foi socorrida para a emergência do HRSAJ, ficando em observação.

-Edilson Pereira dos Santos, 31 anos, residente no Loteamento Sales em Santo Antônio de Jesus, vítima de perfuração por arma branca.

-Menor de iniciais R.S.S. 7 anos, residente em Santo Antônio de Jesus, vítima de atropelamento.

-Jorge Jesus dos Santos, 44 anos, residente em Cruz das Almas, vítima de disparos de arma de fogo sendo transferido da UPA para o Hospital Regional onde foi medicado e ficou em observação.

-Magno Gomes de Almeida, 32 anos foi vítima de acidente de moto, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Ele residia no Bairro Alto Santo Antônio em Santo Antônio de Jesus.

Wellington dos Santos Rodrigues, 29 anos, morador da cidade de Santa Terezinha, vítima de vias de fato na referida cidade. Ele foi transferido para o Hospital Regional.

-Fredisson da Silva Barros, 27 anos, morador da Rua da Alegria em Santo Antônio de Jesus, vítima de agressão física.

-Rosalvo Pereira Barreto, 57 anos, morador do Bairro São Paulo em Santo Antônio de Jesus, vítima de agressão física.

-João Silva, 51 anos, morador da Rua Justiniano Rocha Galvão em Santo Antônio de Jesus, vítima de agressão física.

Comente agora
01
Fev
Ações contra planos de saúde crescem na Bahia
Postado por: Redação Voz da Bahia / 09:48h

O primeiro diagnóstico foi assustador: "A senhora perdeu a visão do olho direito", disse a médica. Mas a professora Valdélia Dias, 32, ainda tinha esperança. É que a situação poderia ser revertida, caso fosse feito um tratamento com, pelo menos, dez injeções do medicamento Lucentis, ao custo unitário de R$ 4 mil. No entanto, o segundo susto veio, segundo a professora, causado pelo plano de saúde. "Eles informaram que não atenderiam porque a ANS (Agência Nacional de Saúde) não cobria o tratamento. A médica tinha pedido urgência", conta Valdelia que, hoje, só recuperou parte da visão porque uma liminar da Justiça obrigou o plano a cobrir. A situação dela não é isolada. Muitos pacientes que possuem planos de saúde recorrem ao Judiciário como forma de tentar garantir tratamentos médicos. Um estudo recente da Universidade de São Paulo (USP) mostrou que 92,4% das decisões judiciais contra planos de saúde da cidade de São Paulo favoreceram o paciente. A pesquisa avaliou 4.059 decisões de segunda instância proferidas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Procurada pela reportagem, a assessoria do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) não informou quantos processos relativos a planos de saúde há no órgão. Se não há dados disponíveis da Justiça, outras portas de entrada para reclamações de beneficiários, no entanto, informaram que houve crescimento das reclamações. Segundo o Procon-BA, houve um aumento de 6,6% nas reclamações contra planos de saúde. Foram 631 em 2015 contra 592 de 2014. As principais demandas foram: não cobertura e não cumprimento à oferta. Houve acréscimo também nos atendimentos feitos pela Defensoria Pública do Estado. Em 2014, foram realizados 1.224 atendimentos na Bahia ligados a planos de saúde. Em 2015, esse número cresceu 15% (1.412 atendimentos).

Comente agora
01
Fev
Amamentação pode evitar a morte de 800 mil crianças no mundo, diz estudo
Postado por: Redação Voz da Bahia / 07:49h

A Lancet, uma das mais importantes revistas de medicina do mundo, publicou um novo estudo sobre os benefícios da amamentação. Os números impressionam. O leite materno, até os seis meses, pode evitar a morte de 800 mil crianças no mundo.Evitaria ainda um terço das infecções respiratórias e metade dos casos de diarreia em crianças nos países de média e baixa renda. Isso poderia reduzir os custos de tratamento e gerar uma economia de US$ 300 bilhões em todo o mundo. E esse estudo publicado pela Lancet foi coordenado por um cientista brasileiro, César Víctora, da Universidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Comente agora
01
Fev
Remédios éticos, similar, genérico e natural a Farmácia Lenana tem! Confira as promoções.
Postado por: Redação Voz da Bahia / 07:25h

A Farmácia mais completa da cidade esta de cara nova, agora mais ampla para melhor lhe atender. Na Farmácia Lenana você encontra todo tipo de medicamento como: Éticos, Genéricos, similar, natural, fitoterápico, homeopatia além de produtos de beleza, fraldas descartáveis e outros. Atendimento excelente e profissionais qualificados, só a Lenana tem!

Precisou de remédio? Passe na Lenana!

PROMOÇÃO!

Comprando 2 caixas de Ômega 3 (Levitan), a 3ª é grátis

Endereço: Praça Padre Mateus , 03 (Junto a Caixa Econômica Federal) - Santo Antonio de Jesus - BA

Fone: (75) 3631-1032

" Paz não é ausência de problemas, e sim a presença de Jesus"

Comente agora
01
Fev
Comitê de emergência da OMS sobre zika inicia reuniões em Genebra
Postado por: Redação Voz da Bahia / 07:04h

O comitê de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) para avaliar o risco de propagação do vírus Zika no mundo terá hoje (1º) sua primeira reunião em Genebra. O grupo discutirá se a propagação do vírus e sua possível relação com o aumento de casos de microcefalia constitui emergência em saúde pública de importância internacional, como aconteceu recentemente com a epidemia de ebola, detectada na África Ocidental. Segundo o Ministério da Saúde, o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis da pasta, Cláudio Maierovitch, apresentará os dados brasileiros por videoconferência. O comitê foi criado depois que os Estados Unidos emitiram alerta para que gestantes não viajassem a países onde circula o vírus e que governos aconselharam mulheres a não engravidar. O comitê é formado por profissionais renomados, especialistas na área. Segundo a professora de direito internacional da Universidade de São Paulo, Deisy Ventura, o grupo pode se reunir por alguns dias, até definir se defende a declaração de emergência ou não. A decisão final é da diretoria-geral da OMS e pode ser mudada, dependendo das novas informações. Durante sessão do conselho da organização na semana passada, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse que a situação do vírus no mundo mudou drasticamente e que o Zika, após ser detectado nas Américas em 2015, se espalha agora de forma explosiva.

Comente agora
31
Jan
Dia mundial do Câncer terá ação informativa nas redes sociais
Postado por: Anacley Souza / 18:03h

Nós podemos. Eu posso’. Esse é o tema da campanha 2016 para o Dia Mundial do Câncer, celebrado em 4 de fevereiro. Criado pela União Internacional de Controle do Câncer, o slogan enfatiza que todos - tanto no coletivo quanto individualmente – têm papel importante para a redução da carga global de câncer. Mundialmente, a incidência do câncer cresceu 20% na última década. No Brasil, é a segunda causa de morte por doença, atrás apenas das doenças cardiovasculares. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer para o país, em 2016, é de cerca de 600 mil novos casos. A data reforça que a adoção de hábitos de vida saudáveis, a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento são fundamentais para a luta contra a doença. A Fundação do Câncer promove ação nas redes sociais, de 1º a 5 , com posts diários: www.facebook.com/fundacaodocancer

Comente agora
31
Jan
Salvador: Serviço ambulatorial será inaugurado na Osid nesta segunda (1º)
Postado por: Anacley Souza / 17:55h

As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) vão inaugurar nesta segunda (1º), às 8h30, em solenidade na Clínica da Mulher Dona Dulcinha, localizada na sede da entidade no Largo de Roma, o Serviço de Histeroscopia Ambulatorial da instituição. A histeroscopia é fundamental para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de endométrio, além de auxiliar na reversão de casos de mulheres com dificuldade para engravidar por conta de aderência do endométrio. Através do procedimento, podem ser realizadas, por exemplo, biópsias, retirada de pólipos endometriais e extração de pequenos miomas. A cerimônia de inauguração do novo serviço, que marcará o início do atendimento às primeiras pacientes, contará com a presença da superintendente da Osid, Maria Rita Pontes, de profissionais, voluntários, religiosos entre outros.

Comente agora
31
Jan
Área de transmissão da dengue mais que quadruplica em 10 anos no Brasil
Postado por: Anacley Souza / 16:55h

Em uma década, a área de transmissão da dengue no Brasil mais que quadruplicou, saltando de 1,5 milhão de km² para 6,9 milhões de km². Isso significa que há mosquitos espalhando dengue em todos esses lugares, o que aumenta o alerta sobre como pode se disseminar o zika nos próximos anos, vírus que usa o mesmo vetor da dengue. Do Brasil, a nova doença tem potencial para se espalhar para o mundo. Pesquisa publicada há uma semana no periódico de saúde The Lancet estimou o potencial de exportação da epidemia a partir do Brasil. Os pesquisadores, liderados por Oliver Brady, da Universidade de Oxford, mapearam os destinos finais de quase 10 milhões de pessoas que saíram do País para o exterior de aeroportos próximos de locais onde o zika foi transmitido: 65% tinham como destino as Américas, 27%, a Europa, e 5%, a Ásia. Eles então avaliaram nesses destinos onde há áreas propícias à transmissão do zika, considerando a presença de mosquitos do gênero Aedes. Concluíram que cerca de 60% da população de EUA, Itália e Argentina - alguns dos países com maior fluxo de turistas para o Brasil - vivem em áreas onde pode ocorrer transmissão sazonal da doença. E só nos Estados Unidos 22,7 milhões de pessoas residem em áreas passíveis de transmissão de zika o ano inteiro.

Comente agora
31
Jan
Microcefalia reabre discussão sobre aborto no Brasil
Postado por: Anacley Souza / 14:58h

O aumento nos casos de microcefalia no Brasil reabriu o debate sobre aborto no país. Atualmente, no Brasil, só é permitido interromper uma gravidez em caso de risco à vida da mãe, quando a concepção foi resultado de um estupro ou quando o feto é anencéfalo. Em entrevista exclusiva à BBC Brasil e ao programa da BBC Newsnight, a ativista Debora Diniz disse estar preparando uma ação para pedir que o Supremo Tribunal Federal autorize o aborto em gestações de bebês com microcefalia, que vêm sendo associadas ao zika vírus. O mesmo grupo do qual a antropóloga faz parte convenceu, em 2012, o STF a abrir um precedente permitindo aborto no caso de bebês anencéfalos, que não têm chance de viver fora do útero. Dias antes, também em entrevista à BBC Brasil, o juiz Jesseir Coelho de Alcântara, um dos poucos que autorizam abortos em casos excepcionais, como os de bebês anencéfalos, disse ao repórter Ricardo Senra que, se houver risco comprovado por médicos de que o bebê nascerá morto, ele autorizaria aborto em caso de microcefalia. A discussão que chegará em breve ao STF, no entanto, não se restringe ao aborto em caso de risco ao bebê de morte determinado por médicos. O grupo que prepara a ação argumenta que a mulher não deve ser punida por uma falha das autoridades em controlar o mosquito transmissor da doença, Aedes Aegypti, o mesmo da dengue. Além disso, o grupo argumenta que a ilegalidade do aborto e a falta de políticas de erradicação do Aedes ferem a Constituição Federal em dois pontos: direito à saúde e direito à seguridade social. Enquanto corre a discussão legal a respeito do tema, abortos clandestinos, muitas vezes feitos sem cuidados médicos adequados, continuam ocorrendo no país. Segundo a OMS, a cada dois dias uma mulher morre no Brasil em decorrência dos cerca de 800 mil abortos ilegais estimados anualmente.

Comente agora
31
Jan
Estado de saúde das siamesas baianas segue crítico
Postado por: Redação Voz da Bahia / 13:18h

Permanece crítico o estado de saúde das gêmeas siamesas, separadas no ínicio do mês, no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiás. Em nota, divulgada neste domingo, 31, a unidade informou que o quadro de Júlia Neves é considerado gravíssimo e ela segue respirando com a ajuda de aparelhos. Já a situação de Fernanda é considerada grave, porém, estável e conta com o auxílio de oxigênio inalatório para respirar. Elas permanecem internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do hospital goianiense e não há previsão de alta. As gêmeas nasceram na cidade de Itamaraju (a 745 quilômetros de Salvador), no interior da Bahia, e eram unidas pelo tórax e abdômen, além de compartilharem o fígado e uma membrana do coração. Em agosto do ano passado, seus pais decidiram levá-las para Góias, onde a operação foi realizada.

Comente agora
31
Jan
Criado Consórcio Municipal de Saúde no Sudoeste baiano
Postado por: Anacley Souza / 11:28h

Mais de 400 mil baianos vão ter os cuidados com a saúde ampliados com a criação de mais um Consórcio Municipal de Saúde, desta vez na região de Guanambi, no Sudoeste do Estado. A assinatura do convênio para a criação do consórcio ocorreu em solenidade neste sábado (30), quando o governador Rui Costa autorizou também a construção de uma policlínica, que vai atender a 21 municípios consorciados. “Não é apenas a construção de policlínicas e consórcios, estamos iniciando a edificação de um novo modelo de saúde. A forma de pensar de que cada município sozinho podia dar conta dos problemas de saúde está sendo substituída pela tese de que unidos podemos fazer mais, melhor e mais barato”, afirmou o governador, durante a solenidade. Rui contou que em 2015 visitou a Alemanha e conheceu a estrutura da saúde pública daquele país. “A lógica que eles trabalham é por região e é isso o que estamos construindo aqui: um consórcio, uma parceria entre os municípios. Os equipamentos são implantados em municípios que atendem a toda a região, e os custos são divididos entre todos eles, proporcionalmente ao tamanho de cada um”. O governador informou que estão sendo iniciadas as construções de cinco policlínicas no Estado e outras cinco vão ser financiadas com recursos do Banco Mundial. “Pretendo até o ano que vem estar inaugurando este serviço. A contratação é do consórcio, não é do município, então a remuneração dos profissionais será feita pelo Estado e pelos municípios, proporcionalmente ao tamanho da sua população”.

Estrutura: A construção da policlínica de Guanambi será executada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). A meta do governo baiano é construir 28 policlínicas no interior, com até 13 especialidades, capacidade para realizar pequenas cirurgias, 32 serviços de apoio diagnóstico e equipamentos como tomógrafo, ressonância magnética e mamógrafo. Diferente do que ocorre atualmente, o objetivo desse novo modelo é que as pessoas não precisem mais se deslocar para a capital a fim de realizar consultas e exames, visto que os mesmos estariam disponíveis nas diversas regiões do Estado.

Comente agora
31
Jan
Mosquito Aedes aegypti pode viver até 450 dias, explica bióloga
Postado por: Anacley Souza / 08:13h

'Precisa acabar com os criadouros', afirma bióloga sobre luta contra Aedes Capacidade de adaptação é destacada: 'Mosquito pode vive até 450 dias'. Especialista de Itapetininga (SP) explica evolução recente de pernilongo. Do G1 Itapetininga e Região FACEBOOK A alta capacidade de adaptação e o surto de zika vírus e chikungunya em todo o país desde o ano passado gera preocupação à bióloga Vanessa Mendes, de Itapetininga (SP). Segundo a especialista, “precisa acabar com os criadouros” para que a luta contra o mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, traga bons resultados. “Não pode haver lugar com água parada. Como ele tem um certo tempo de ciclo, precisa limpar o terreno ao menos uma vez por semana. O mosquito vive até 450 dias, então a hora que entrar em contato com a água pode ser que uma larva cresça no local”, reforça a bióloga. Para Vanessa o esforço para se proteger da dengue deve ser feito em conjunto. Ela explica que o mosquito pode depositar larvas nos lugares mais inesperados e, portanto, a atenção deve ser redobrada. De acordo com a especialista, o Aedes aegypti dá mostras de que evoluiu. Nos últimos anos, o mosquito deixou de se reproduzir apenas em ambientes com água limpa parada e aprendeu a colocar ovos também em locais onde o líquido esteja contaminado. “A fêmea prefere a água limpa para a postagem. Mas, se ela não encontra água limpa os ovos são colocados em água suja com matéria orgânica. Parte das larvas morrem e outra vai sobreviver”, finaliza.

Comente agora
30
Jan
Seis bons motivos para deixar de beber bebidas com gás
Postado por: Anacley Souza / 21:36h

Se prometeu ser mais saudável em 2016, comece por cortar na ingestão de bebidas açucaradas com gás. Eis seis bons motivos para o fazer:

  1. 1. Estragam os dentes: Um estudo da Universidade de Birmingham revelou que as bebidas açucaradas com gás são dez vezes mais corrosivas do que alguns sucos de fruta ricos em ácido cítrico.
  2. 2. Envelhecem. O consumo deste tipo de bebidas está associado a um envelhecimento precoce, como concluiu um estudo da Universidade da Califórnia e citado pela revista.
  3. 3. Prejudicam o fígado. Estas bebidas exercem um impacto altamente nocivo no fígado, que absorve todo açúcar e frutose ingerido.
  4. 4. Aumentam a gordura acumulada. O consumo destas bebidas é, por si só, prejudicial à saúde, contudo, a situação se agrava pelo simples fato de as bebidas açucaradas apelarem ao consumo de alimentos calóricos.
  5. 5. Arruínam a dieta. Por muito saudável que seja a alimentação e por muito que se treine, estas bebidas são capazes de anular qualquer impacto positivo de um estilo de vida saudável. Segundo um estudo da Universidade de Bangor, as pessoas que ingerem duas a três bebidas açucaradas por dia tendem a consumir exageradamente mais açúcar do que quem opta por outro tipo de bebida.
  6. 6. Podem ser fatais. Diz a publicação que a ingestão de bebidas açucaradas e com gás diariamente está associada a um aumento do risco de câncer da próstata. Como são ricas em açúcar e apelam ao consumo de mais açúcar e de alimentos calóricos, são altamente impulsionadoras da pressão arterial alta, aumentando o risco de Diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.
Comente agora
30
Jan
Pesquisa mostra que 64% dos americanos irão cancelar viagens a áreas afetadas pelo zika
Postado por: Anacley Souza / 18:52h

Uma pesquisa realizada pela empresa de gestão de risco de viagens On Call International constatou que 64% dos entrevistados americanos iriam cancelar sua viagem a países afetados pelo vírus zika. Os resultados têm como base uma pesquisa do Google Consumer com 1.934 consumidores nos Estados Unidos com 18 anos ou mais. Entre as mulheres, 69% disseram que iriam cancelar os seus planos de viagem, de acordo com a pesquisa. O vírus zika transmitido por mosquito está presente em 23 países e territórios nas Américas. Brasil, o país mais atingido, relatou em torno de 4.000 casos da malformação congênita devastadora chamada microcefalia, que têm forte suspeita de estar relacionado com o zika. Mulheres grávidas ou que possam engravidar dentro de um mês antes de visitar um país afetado pelo zika devem adiar seus planos de viagem para evitar a infecção, afirmou o chefe da área médica da On Call Internacional, Robert Wheeler, em comunicado. Ásia - Os governos da Ásia emitiram alertas em uma tentativa de conter o avanço do zika, que rapidamente se espalha pela América Latina. Japão, Coreia do Sul, Malásia, Camboja, Austrália, Índia, Hong Kong e Vietnã estão entre as regiões que emitiram avisos para a população, principalmente mulheres grávidas. No Japão, o Ministério de Relações Exteriores pediu para que mulheres evitem viajar durante a gravidez para o Brasil e outros países afetados.

Comente agora
30
Jan
Itabuna amplia ações de campo contra o mosquito Aedes Aegypti
Postado por: Débora Ayane / 17:43h

A Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna está ampliando as ações permanentes de campo para reduzir o índice de infestação das larvas do Aedes aegypti, que é o principal transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus. A coordenadora municipal de Combate às Endemias, enfermeira Tatiana da Silva Pires, afirma que o município permanece em estado de alerta e mobilizado para tratar uma maior quantidade de reservatórios de água visando eliminar focos do mosquito Aedes aegypti.

Comente agora
30
Jan
CAPS de S. A. de Jesus está em falta de alguns medicamentos, denuncia paciente
Postado por: Débora Ayane / 11:16h

Uma paciente de prenome Joelma, denunciou por meio da rádio Andaiá na manhã deste sábado (30) que o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Santo Antônio de Jesus está em falta de alguns medicamentos. Segundo Joelma, o médico não deixa ao menos a receita para os pacientes fazerem a compra dos medicamentos e, como dependente do remédio, ela disse que tem feito seus sacrifícios para comprar. A população espera esclarecimentos do órgão sobre este fato.

Redação Voz da Bahia

Comente agora
30
Jan
Por telefone, Dilma e Obama fecham parceria para criação de vacina contra o Zika
Postado por: Débora Ayane / 09:07h

A presidenta Dilma Rousseff e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, acertaram a criação de um Grupo de Alto Nível entre os dois países para a desenvolvimento de uma vacina e produtos terapêuticos contra o Zika vírus. A cooperação terá como base a parceria já existente entre o Instituto Butantan e o National Institutes of Health (NIH), que já trabalham na produção de uma vacina contra a dengue. "Os presidentes determinaram a realização de contatos entre o Departamento de Saúde dos Estados Unidos e o ministro da Saúde do Brasil, com o objetivo de aprofundar a cooperação”, explica nota divulgada pela Presidência da República nesta sexta-feira (29). Números da Organização Mundial da Saúde apontam que 4 milhões de pessoas já foram infectadas nas Américas, cerca de 1,5 milhão apenas no Brasil. O Zika vírus também está relacionado com o aparecimento de casos de microcefalia em recém-nascidos. No último dia 16 de janeiro, os Estados Unidos confirmaram o primeiro caso de microcefalia causado por contaminação do Zika. Esta semana, Obama pediu agilidade no desenvolvimento de tratamentos para o vírus.

Comente agora
30
Jan
Governo fará campanha nas escolas para combater o Aedes aegypti
Postado por: Débora Ayane / 08:15h

O governador Rui Costa participou de uma videoconferência com a presidente Dilma Rousseff, no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Vitória da Conquista, nesta sexta-feira (29). Ao lado do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, Rui apresentou à presidente as ações que o Governo do Estado tem realizado com o objetivo de apoiar as prefeituras no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. O governador também anunciou uma grande mobilização com as prefeituras para combate ao Aedes no retorno às aulas, além de campanha em rádio e TV para informar sobre os riscos da doença. De outubro até agora, a Bahia registrou 533 casos suspeitos de microcefelia.

Comente agora
30
Jan
Ausência de horário regular para dormir pode levar a distúrbios de sono, alerta especialista
Postado por: Débora Ayane / 07:20h

Para curtir o Carnaval ao máximo, muitos foliões acabam trocando a noite pelo dia e se privando de importantes horas de sono. De acordo com a pneumologista e coordenadora do Laboratório do Sono do Hospital São Rafael, Andrea Barral, o importante é não tornar esse tipo de prática um hábito. "Quando não há um horário regular para iniciar ou terminar o sono, há uma maior propensão ao desenvolvimento de distúrbios como insônia", alertou em entrevista ao Bahia Notícias. "A gente sabe que sono perdido não se recupera, mas por causa das festas as pessoas acabam trocando o dia pela noite. O sono do dia nunca é igual ao da noite, tem interrupções, tem barulho.

Comente agora
29
Jan
Aprenda truque que deixa verduras frescas por mais tempo na geladeira
Postado por: Redação Voz da Bahia / 23:55h

Para quem costuma estocar muitos alimentos saudáveis na geladeira de casa, o grande desafio ao adotar um cardápio natural é tentar evitar que os vegetais, as frutas e as verduras acabem estragando na fruteira ou geladeira. Para evitar o desperdício, você precisa aprender um truque simples. Antes de armazenar os alimentos, coloque algumas esponjas de lavar louça novas no fundo da gaveta da geladeira e, em seguida, guarde os vegetais. Acredite: elas vão absorver o excesso de umidade e manter a comida como nova.

Comente agora
29
Jan
Amamentação cruzada: entenda os riscos ao bebê que mama em outra mãe
Postado por: Anacley Souza / 21:46h

A Amamentação Cruzada antigamente era uma solução muito comum em nossa sociedade, daí a figura da ama de leite, que comumente amamentava o bebê da patroa durante anos. Por muito tempo inclusive o bebê ao nascer era imediatamente levado para a casa da ama de leite e só saia de lá grandinho, pois amamentar era tido como um ato mundano e só poderia ser feito por escravos ou pessoas das camadas mais baixas da sociedade. Engraçado observarmos como a cultura influencia neste tipo de decisão e como o ato de amamentar sempre foi um assunto envolto por questionamentos e crises na história da humanidade. Nos livros que falam sobre a época da escravidão encontra-se a conclusão de que muitas crianças eram contaminadas por doenças que são transmitidas através do Leite Materno. É claro que a vida insalubre dos escravos era um forte elemento que determinava que as próprias escravas se contaminassem facilmente por doenças sérias, apresentando riscos à saúde de seus filhos e dos filhos dos patrões. Hoje em dia, com os avanços da medicina sabemos que doenças como a AIDS e Hepatite são transmissíveis através do Leite Materno. Os processos de doação de leite humano nos Bancos de Leite passam toda uma tecnologia de testes e avaliação de uma possível contaminação do leite materno. O melhor é se informar e também conversar com o pediatra para ver qual é a decisão mais segura a se tomar, que não apresente nenhum risco ao bebê e sua saúde. Por isso tudo, um ato que passaria como algo de extrema generosidade e delicadeza, que é o de uma mulher oferecer seu leite para o filho de outra, tem que ser avaliado e acompanhado por profissionais da saúde.

Comente agora
29
Jan
41 milhões de crianças menores de 5 anos estão obesas no mundo, segundo OMS
Postado por: Anacley Souza / 21:17h

Criança gordinha não é sinal de saúde - ao contrário: se não controlado, o excesso de peso acarreta problemas como pressão e colesterol altos, diabetes tipo 2, além de complicações de pele e nas articulações. E o pior é que os índices de meninos e meninas obesos só cresce. Prova disso é um novo levantamento feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apresentado no último dia 25 de janeiro. Realizado ao longo de dois anos em mais de 100 países, o estudo traz achados preocupantes. Os resultados demonstram que o número de crianças obesas menores de 5 anos saltou de 31 milhões para 41 milhões entre os anos de 1990 e 2014. Nos países em desenvolvimento, o índice dobrou nesse período: foi de 7,5 milhões para 15,5 milhões. Em 2014, 48% dos pequenos acima do peso se concentravam em nações da Ásia e 25% estavam na África - sendo que no continente africano, a taxa pulou de 5,4 milhões para 10,3 milhões. "O excesso de peso impacta na qualidade de vida da criança, já que ela enfrenta uma série de barreiras, incluindo consequências físicas, psicológicas e de saúde. Nós também sabemos que a obesidade interfere na educação e isso, combinado com a probabilidade de que o problema persista pela vida adulta, traz repercussões financeiras e de saúde não só para esses pequenos, mas também para suas famílias e a sociedade como um todo", analisa Sania Nishtar, uma das presidentes da Comissão para o Fim da Obesidade Infantil (ECHO, na sigla em inglês), que conduziu a pesquisa. O relatório também demonstra que a meninada está crescendo em ambientes que favorecem os quilos extras, especialmente nos países de baixa renda.

Comente agora
29
Jan
Material para teste do zika vírus fica preso em aeroporto dos EUA
Postado por: Anacley Souza / 21:04h

Pesquisadores da USP tentam descobrir os efeitos do zika vírus, mas uma parte do trabalho pode ter se perdido. A caixa de reagentes químicos, produzidos nos Estados Unidos, ficou presa num aeroporto americano na quarta-feira (27). Os testes da vacina contra a dengue, em voluntários, começam agora em fevereiro - no Hospital das Clínicas. Estava tudo autorizados pelo TSA, o órgao de segurança de transporte americano. São produtos caros, avaliados em oito mil dólares. Pesquisadores da USP poderiam avançar nos estudos sobre o zika vírus, mas a pesquisa parou há dois dias por uma falta de cuidado. A professora Patricia Braga foi até Estados Unidos buscar reagentes - produtos especiais - para estudar os efeitos do zika no sistema nervoso. Ela embarcou em Los Angeles, despachou o material. Quando chegou a Guarulhos, nesta quarta, ela descobriu que a caixa não tinha feito viagem. “Todas as orientações foram seguidas. E a segurança americana aprovou. Deixou passar a caixa. E, por algum motivo, eles retiraram. Me disseram que retiraram a caixa do voo, da aeronave”, disse a pesquisadora Patricia. Os reagentes são materiais muito sensíveis que precisam ficar em temperatura de, pelo menos, 80 graus negativos. Para conservar esse frio todo durante a viagem a professora colocou gelo seco dentro da caixa. Isso seria suficiente para o transporte até o Brasil. Mas quando ela recebeu a caixa, na manhã desta sexta-feira (29), estava sem o gelo. E por isso todo o material pode ter que ir para o lixo. A pesquisadora gravou um vídeo nesta sexta-feira, na hora em que um agente da Anvisa abriu o isopor, que estava sem o gelo.

Comente agora
29
Jan
Chikungunya ocasiona nova doença no Brasil
Postado por: Anacley Souza / 19:33h

A índia xucuru Daniele Marques de Santana, de 17 anos, que morreu no Hospital da Restauração (HR) no dia 7 de janeiro de causas na época desconhecidas após apresentar déficit motor e sintomas de arbovirose, teve o resultado de seus exames divulgado em coletiva realizada nesta sexta-feira (29/1). Os testes concluíram que Daniele teve um quadro de chikungunya e, em seguida, miosite. O resultado surpreende: este é o primeiro caso conhecido na literatura médica brasileira de miosite causada por chikungunya. Em seus estudos, a doutora Lúcia Brito, chefe do setor de neurologia do Hospital da Restauração (HR) e representante no Nordeste da Academia Brasileira de Neurologia, encontrou apenas quatro casos anteriores da mesma ocorrência em todo o mundo. Foi no período de 2013 e 2014, na Índia, durante uma epidemia de arboviroses. A miosite é uma doença naturalmente rara, que causa inflamação dos músculos e pode levar à insuficiência respiratória. Quando aguda, como no caso de Daniele, é grave e precisa ser tratada com celeridade. Inicialmente, corria o rumor de que a jovem havia morrido em decorrência de Guillain-Barré, doença neurológica que tem surgido em pacientes que apresentam um quadro anterior de zika vírus. “Guillain-Barré e miosite dão paralisia flácida, podem acometer o músculo da respiração. Mas Guillain-Barré acomete os nervos e miosite os músculos”, diferencia Brito. Dos 150 casos de complicações neurológicas registrados pelo Hospital da Restauração (HR) em 2015, 99 foram revistos, 55 deram positivo para Guillain-Barré. Pernambuco registra dez mortes dentro do grupo de 150, nove por GB e a décima, agora, por miosite.

Comente agora
29
Jan
Amamentação pode salvar a vida de 800 mil bebês por ano, diz estudo
Postado por: Anacley Souza / 19:05h

A amamentação prolongada pode salvar a vida de mais de 800 mil bebês anualmente e representa uma economia de bilhões de dólares para os sistemas de saúde de todo o mundo graças ao papel de proteção contra algumas doenças infantis - é o que diz uma série de estudos publicados nesta sexta-feira (29). "Apenas uma criança de cada cinco é a amamentada até os doze meses nos países ricos, enquanto apenas uma de cada três é exclusivamente amamentada nos seis primeiros meses de vida nos países de baixa renda e média", informa a revista médica britânica "The Lancet". Assim, são milhões de crianças que não beneficiam plenamente dos benefícios do leite materno, observam os pesquisadores. O leite materno cobre todas as necessidades nutricionais do bebê durante os primeiros seis meses de vida. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a amamentação exclusiva até os seis meses e a amamentação parcial até os dois anos. De acordo com a entidade, atualmente menos de 40% das crianças em todo o mundo se beneficiam do aleitamento. Além da função puramente alimentar, o aleitamento materno é conhecido há muito tempo por ter efeitos benéficos tanto para a saúde da criança e quanto da mãe. A amamentação a longo prazo "poderia salvar mais de 800 mil vidas de crianças a cada ano em todo o mundo, o equivalente a 13% de todas as mortes em crianças menores de dois anos", explicam os autores, tomando como base uma série de estudos. Além disso, a amamentação poderia prevenir a cada ano a morte de 20 mil mães em decorrência de câncer de mama, afirmam.

Comente agora
29
Jan
Chikungunya ocasiona nova doença no Brasil
Postado por: Débora Ayane / 16:06h

A índia xucuru Daniele Marques de Santana, de 17 anos, que morreu no Hospital da Restauração (HR) no dia 7 de janeiro de causas na época desconhecidas após apresentar déficit motor e sintomas de arbovirose, teve o resultado de seus exames divulgado em coletiva realizada nesta sexta-feira (29/1). Os testes concluíram que Daniele teve um quadro de chikungunya e, em seguida, miosite. O resultado surpreende: este é o primeiro caso conhecido na literatura médica brasileira de miosite causada por chikungunya. Em seus estudos, a doutora Lúcia Brito, chefe do setor de neurologia do Hospital da Restauração (HR) e representante no Nordeste da Academia Brasileira de Neurologia, encontrou apenas quatro casos anteriores da mesma ocorrência em todo o mundo.

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com