Voz


PodCast



Enquete





Blog

Comportamento

Mulher lança curso online para 'fisgar marido milionário'

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 16/02 07:42h
Mulher lança curso online para 'fisgar marido milionário'

Foto: reprodução

A sueca Anna Bey, 32 anos, resolveu abrir uma escola online para ensinar jovens a fisgar homem rico. A ideia do curso "School of Affluence" (Escola da Riqueza) surgiu da sua própria experiência de vida. Ela se casou com um financista mais velho e milionário aos 19 anos.  De acordo com informações do UOL, o curso é dividido em sete módulos, com duração de até 1h30. Os assuntos abordados incluem introdução ao mundo dos ricos, comportamento e etiqueta do "bodylanguage" (o corpo fala), moda, promoção de networking, como namorar o rico e estratégias para obter bons resultados no envolvimento. As brasileiras que tiverem interesse no treinamento pode realizar através do correspondente brasileiro, "Escola da Elite", que é administrado por Jennifer Lobo, 31 anos.  Ela também é responsável pela plataforma "Meu Patrocínio", elaborada com o intuito de aproximar mulheres jovens de senhores ricos (conhecidos como 'sugar daddy') e pelo livro 'Como Con$eguir um homem rico'. No Brasil, o curso para fisgar milionário será reproduzido igual ao original com o auxílio de legendas.

Comente agora

Pelo menos 39% dos brasileiros que recebem, vendem tickets de vale-refeição

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 15/02 21:00h
Pelo menos 39% dos brasileiros que recebem, vendem tickets de vale-refeição

Foto: Divulgação

O índice de brasileiros que comercializa tickets de ‘vale-refeição’ ou ‘vale-alimentação’ é de cerca de 39%, de acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Os dados indicam ainda que deste total, quatro em cada dez (44%) usam o valor para pagar as contas. Por outro lado, 61% garantiram nunca recorrer a essa prática, percentual que é maior nas classes A e B (75%). Segundo a CNDL e o SPC, outras razões estão ligadas ao comportamento de transformar o benefício em dinheiro, que não apenas a necessidade de complementar o orçamento. Fazer compras foi a principal finalidade apontada por 36% dos entrevistados, enquanto 21% disseram guardar o valor que recebem e 17% reservam para atividades de lazer. (Bahia Notícias)

Comente agora

Deixe a preguiça de lado: cinco dicas para acabar com a procrastinação

Comportamento  Postado por Aline Souza - 15/02 16:36h
Deixe a preguiça de lado: cinco dicas para acabar com a procrastinação

Foto: DR

Você é do tipo de que tem um mês para realizar algum trabalho, mas que acaba por fazer apenas na véspera? Você não está sozinho nessa! A procrastinação é um problema que afeta muitos. Uma publicação recente do The Wall Street Journal revelou que deixar sistematicamente a realização de tarefas sempre para depois tem uma explicação psicológica. Três experts no assunto, Timothy Pychyl, Piers Steel e Alexander Rozental, reuniram cinco passos fundamentais para quem quer deixar de empurrar as coisas com a barriga.

1 – Seja específico

Tudo bem, tem um grande plano que acaba por não dar certo. O ideal a fazer aqui é desmembrar esse objetivo em pequenas metas específicas e detalhadas. Em vez de dizer que amanhã vai fazer certa atividade, especifique como será, onde será, quanto tempo vai levar e em que horário acontecerá.

Comente agora

Barbie lança bonecas com deficiências físicas e variedade de tons de pele

Comportamento  Postado por Redação Voz da Bahia - 15/02 13:42h
Barbie lança bonecas com deficiências físicas e variedade de tons de pele

A boneca mais famosa do mundo anuncia a expansão de sua linha Barbie Fashionistas. A nova coleção ganha bonecas com deficiências físicas – Barbie na cadeira de rodas e com prótese na perna –, além da variedade de tons de pele, estilos de cabelo e muitos looks da moda. Com estas novidades, as meninas terão ainda mais possibilidades de se sentirem representadas. “Há 60 anos, Barbie é um reflexo da cultura e da moda e isso é fundamental para a relevância contínua da marca. Nosso objetivo, ao desenvolver a Barbie para a próxima geração, é continuar sendo a linha de bonecas mais diversificada do mercado. Este ano, incluímos no portfólio de Barbie bonecas com deficiências físicas para representar melhor as pessoas e o mundo que as crianças veem ao seu redor. Nosso compromisso com a diversidade e a inclusão é um componente essencial de nosso processo de design e estamos orgulhosos por saber que as crianças de hoje conhecerão uma imagem diferente da marca”, conta Kim Culmore, Vice-Presidente de Design da Barbie, na Mattel. As novas bonecas serão lançadas poderão ser encontradas em lojas varejistas de todo o Brasil. (BN)
 

Comente agora

Com agulhas feitas por ele mesmo, morador de rua sobrevive fazendo tricô e crochê em BH

Comportamento  Postado por Aline Souza - 13/02 15:07h
Com agulhas feitas por ele mesmo, morador de rua sobrevive fazendo tricô e crochê em BH

Foto: Rosa Kelles

Um morador de rua do centro de Belo Horizonte possui um jeito um tanto interessante de garantir seu sustento: ele faz tricô e crochê. Clayton já é conhecido na rua Timbiras e diz que tricotar o ajudou a superar muitas dificuldades. Como sempre foi muito criativo e cuidadoso, ele mesmo fabricou as agulhas com as quais trabalha, assim como o apoio para girar o carretel de linha. Essa atividade o ajuda a lidar com os problemas de ser um morador de rua, mantém sua cabeça ocupada e garante sua sobrevivência. Clayton já é conhecido da vizinhança e para eles vende toalhas de mesa, panos de pratos, cortinas e roupas. Para que todos possam saber o tipo de trabalho que faz, ele possui até mesmo um catálogo e aceita pedidos por encomenda.Com uma atividade criativa como essa, Clayton aprendeu a lidar com as adversidades e hoje divulga seu trabalho honesto com muito orgulho. (+ Vibes)

Foto: Rosa Kelles

 

 

Comente agora

Mulher que salvou motorista envolvido em acidente de Boechat vira super-heroína em HQ

Comportamento  Postado por Redação Voz da Bahia - 13/02 11:37h
Mulher que salvou motorista envolvido em acidente de Boechat vira super-heroína em HQ

A vendedora Leiliane Rafael da Silva, que salvou a vida do motorista de caminhão João Adroaldo Tomanckeves, envolvido no acidente de helicóptero que matou o jornalista Ricardo Boechat (clique aqui), nesta terça-feira (12), virou super-heroína de história em quadrinho. A imagem do salvamento sensibilizou o ilustrador Angelo France, que decidiu homenagear a mulher e desenhar a cena em HQ. “Heróis reais existem! Leiliane, que assistiu de perto a queda do helicóptero, desce da moto e corre salvar a vida do motorista do caminhão atingido no acidente. Uma mulher forte, de coragem, que arriscava sua vida enquanto os homens a sua volta apenas se importavam em filmar ao invés de ajudar. Parabéns Leiliane! Verdadeira Heroína!”, escreveu o artista em sua conta no Instagram, junto com a ilustração, que acabou viralizando na internet. 

 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 

[Leilaine - Super-heróina] Minha visão da imagem marcante no momento do acidente que vitimou o jornalista Ricardo Boechat e o piloto do helicóptero, Ronaldo Quattrucci. Heróis reais existem! Leilaine, que assistiu de perto a queda do helicóptero, desce da moto e corre salvar a vida do motorista do caminhão atingido no acidente. Uma mulher forte, de coragem, que arriscava sua vida enquanto os homens a sua volta apenas se importavam em filmar ao invés de ajudar. Parabéns Leilaine!! Verdadeira Heroína!!! 👏 __________________________ #art #arte #digitalart #artedigital #illustration #ilustração #ilustraçãodigital #artistoninstagram #artgram #instaart #instaartist #superheroina #leilaine #leilainerafael #leilainedasilva #mulhermaravilha #wonderwoman #strength #força #acidente #ricardoboechat #luto

Uma publicação compartilhada por ANGELO FRANCE (@angelofrance) em

Comente agora

Malafaia repreende evangélicos e afirma que Deus não se vingaria de Ricardo Boechat por tê-lo xingado

Comportamento  Postado por Redação Voz da Bahia - 12/02 23:51h
Malafaia repreende evangélicos e afirma que Deus não se vingaria de Ricardo Boechat por tê-lo xingado

(Foto: Reprodução / Youtube)

O pastor Silas Malafaia atacou os evangélicos que o associam à morte do jornalista Ricardo Boechat, vítima de um acidente de helicóptero. A “vigança divina” se espalhou pelas redes sociais. “Não trabalho com um Deus que se vinga porque alguém me xingou. Então tinha que morrer um monte aí, sou caluniado a todo momento”, disse Malafaia à Folha. A briga entre os dois começou assim: Boechat criticou a agressão sofrida por uma menina de 11 anos devido a intolerância religiosa. Malafaia publicou em seu Twitter um desafio para o jornalista: “Avisa ao jornalista Boechat, que está falando asneira, dizendo que pastores incitam os fiéis a praticarem a intolerância. Verdadeiro idiota. Desafio Boechat para um debate ao vivo. Falar asneira no programa de rádio sozinho, é mole, deixa de ser falastrão. Não incite o ódio”, escreveu o religioso. 

Um dos comentários nas redes sociais:

Ao vivo, Boechat leu o tuíte e já respondeu.

Comente agora

Empresa usa fezes de peixe para produzir maconha mais forte e ecológica

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/02 17:44h
Empresa usa fezes de peixe para produzir maconha mais forte e ecológica

A Green Relief, empresa que produz legalmente toneladas de maconha medicinal no Canadá, decidiu investir em fezes de peixe como fertilizante para chegar a um produto hidropônico (as raízes ficam dentro de água) mais forte e ecologicamente mais viável. O resultado é uma erva livre de pesticidas e mais saudável, comparada à que os canadenses estão acostumados a consumir. "Esta é a agricultura do futuro", disse Warren Bravo, o fundador da empresa à emissora CBC. "Se você não aderir a tecnologias de agricultura sustentável, vai se tornar um dinossauro", acrescentou ele. As 6 mil tilápias que fornecem o material orgânico vivem em tanques da empresa em uma grande propriedade em Hamilton. O processo com cocô de peixe usa 90% menos água que o método tradicional, obtendo 20% mais de maconha. A cada cinco semanas, um tanque é esvaziado e os peixes são doados a uma entidade beneficente que oferece refeições gratuitas para a comunidade sem-teto. Os peixes são, então, renovados. A iniciativa se provou altamente lucrativa. Em fase de expansão, a Green Relief está construindo unidades de produção de maconha hidropônica em Thunder Bay e Halifax (Canadá). (Ibahia)

Comente agora

Defensoria Pública lança cartilha para esclarecer questões sobre diversidade sexual

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 04/02 17:10h
Defensoria Pública lança cartilha para esclarecer questões sobre diversidade sexual

Foto: DP-BA

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) lançou a cartilha “Entendendo a diversidade sexual” para responder a questões como: identidade de gênero, orientação sexual, sexo biológico, transgênero e cisgênero, entre outras. Com 24 páginas, a cartilha traz conceitos que fazem parte do dia a dia do público LGBT [sigla referente às Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Transexuais e Travestis]. “A sexualidade humana é formada por uma múltipla combinação de fatores biológicos, psicológicos e sociais e é, basicamente, composta por três elementos: sexo biológico, orientação sexual e identidade de gênero. Chamamos de diversidade sexual as infinitas formas de vivência e expressão da sexualidade”, explica  a cartilha em um dos seus conceitos. O defensor público geral, Clériston Cavalcante de Macêdo, destacou que a cartilha faz parte do trabalho de educação em direitos desenvolvido pela Defensoria. O trabalho foi elaborado por Ariane Senna, Giovana Sousa, Mattheus Brito, que integram a Especializada de Proteção aos Direitos Humanos. “Esta é mais uma cartilha que lançamos, é mais uma oportunidade que temos de promover a educação em direitos, de diminuir o preconceito que existe na sociedade e de tornar essas pessoas visíveis. Preconceito se combate com educação em direitos e com conhecimento. Uma das funções da Defensoria é difundir o conhecimento, através da orientação, da explicação dos termos e da luta pela garantia dos direitos que as todas as pessoas têm”, ressaltou o defensor-geral. Clique aqui e confira a cartilha. (Bahia Notícias)

Comente agora

Um mês sem Facebook é suficiente para ficar mais feliz, aponta estudo

Comportamento  Postado por Willyam Reis - 04/02 07:33h
Um mês sem Facebook é suficiente para ficar mais feliz, aponta estudo

Foto: © iStock

Um estudo feito pelas universidades de Nova York e Stanford descobriu que o afastamento de redes sociais como o Facebook pode ajudar na busca por uma vida mais feliz e com menos ansiedade, depressão e solidão. Mais interessante ainda, destaca o TechCrunch, é que estas alterações foram verificadas em participantes da pesquisa depois de apenas um mês. De acordo com o estudo, na impossiblidade de irem ao Facebook, os participantes decidiram passar mais tempo com amigos ou vendo televisão. Esta, dizem os pesquisadores, passou a ser usada para o consumo de notícias. Encerrado o mês, verificou-se que mesmo quando os participantes voltaram a utilizar o Facebook, o fizeram de forma mais moderada. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Topless nas praias de Salvador sempre foram laboratório de comportamento

Comportamento  Postado por Malu Fontes - 03/02 10:22h
Topless nas praias de Salvador sempre foram laboratório de comportamento

Foto: Lourival Custódio / Arquivo Correio

(*) Malu Fontes

Em 1979, João Figueiredo, o último presidente da ditadura militar, assumiu o governo e assinou a anistia, autorizando os exilados do regime a voltarem para casa. A anistia de 79 antecipava o tom dos anos 80. O Brasil começava, assim, um ano antes, a viver sob os signos que marcariam os anos 80, a década que parecia colocar em prática ampliada o que havia sido um ensaio restrito aos adeptos da contracultura dos anos 60. Politizados e nem tanto pareciam transformar sexualmente o corpo em instrumento político, para além da voz, do texto. 

Moralidade na areia: Se na década de 80 nos liberamos sexualmente, nas décadas de 90 e nos anos 2000 encaretamos. E tão diversos foram os motivos, embora a Aids tenha sido o maior deles, que não caberiam aqui. As imagens da Praia dos Artistas, na Boca do Rio, traduzem o abismo entre o comportamento das pessoas na praia nos anos 80 e hoje. 

Comer água:

Comente agora

Malafaia x Mourão: “Votamos em Bolsonaro por ele ser contra o aborto”

Comportamento  Postado por Redação Gospel Prime - 03/02 00:53h
Malafaia x Mourão: “Votamos em Bolsonaro por ele ser contra o aborto”

Foto: Reprodução / Youtube

A fala do vice-presidente general Hamilton Mourão, considerada pró-aborto, desagradou o pastor Silas Malafaia, um dos principais líderes evangélicos a apoiador a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência. Pelo Twitter, Malafaia resolveu responder ao vice, pedindo para ele exerça seu papel de substituir o presidente apenas diante de impedimentos. “Avisem ao Mourão! O papel do vice é substituir o presidente nos seus impedimentos. Votamos em Bolsonaro, na urna eletrônica não aparece o nome do vice. Se não quer ajudar, pelo menos, não atrapalhe. Um dos motivos porque o povo votou em Bolsonaro é por ele ser contra o aborto”, escreveu. Por se confundir quanto a foto do vice, Malafaia voltou ao Twitter para dizer que “O voto é dado ao presidente”, completou ele que promete um vídeo criticando a declaração do vice-presidente sobre um assunto tão delicado como o aborto. “O aborto é uma questão de saúde pública?”, questiona Malafaia usando as palavras de Mourão. “O aborto em si, seja ele legal ou ilegal, produz questões de saúde pública. As mulheres que dão à luz não produzem esses problemas. O pequeno bebê no útero materno não é prolongamento do corpo da mulher, na gestação, ele é o agente ativo”, completou. Bolsonaro sempre se colocou contra a interrupção da gravidez, sendo este um dos temas que levou as principais lideranças religiosas do país a apoiar sua candidatura. (Informações: Gospel Prime)

Comente agora

Palmada em crianças torna-as antissociais e desobedientes, diz estudo

Comportamento  Postado por Willyam Reis - 28/01 10:23h
Palmada em crianças torna-as antissociais e desobedientes, diz estudo

Foto: © iStock

Uma equipe de pesquisadores alerta para os perigos das palmadas na formação das crianças. Em um estudo realizado pela Universidade de Manitoba, no Canadá, concluiu que as crianças que sofrem punições físicas na infância tem maior propensão para infringir a lei na vida adulta, ter comportamentos destrutivos, falta de empatia e remorso e terem atitudes desonestas. Elas também estão mais sujeitas a se tornarem violentas, consumirem álcool e drogas e apresentarem tendências suicidas quando atingirem a vida adulta, alertam os especialistas. “Estudos já examinaram o impacto dos castigos corporais nas crianças e a predisposição futura para o desenvolvimento de comportamentos antissociais logo na adolescência”, diz a pesquisadora encarregada do estudo, Tracie Afifi.

Comente agora

A melhor posição para atingir o orgasmo

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 25/01 21:47h
A melhor posição para atingir o orgasmo

Foto: Getty Images

Algumas posições, bem básicas até, são favoráveis para a mulher, porque vão direto nos pontos que levam ao orgasmo. “As melhores são as que estimulam a região anterior e a superior da vagina, onde ficam o corpo do clitóris e o ponto G”, explica a ginecologista e terapeuta sexual Franciele Minotto. Descubra como transformar três posições comuns em surpresas mais do que agradáveis.

Papai mamãe

É a mais confortável para a gente, mas sabendo explorar, não tem nada de monótona. “O pênis alcança a parte anterior da vagina, onde está o maior ponto de excitação para grande parte das mulheres”, comenta Franciele Minotto. Difícil chegar lá? Alcance o clitóris com os dedos. Ele vai ficar louco vendo-a se masturbar e você… também.

Comente agora

Suicídio é a segunda principal causa de morte de jovens

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 22/01 14:31h
Suicídio é a segunda principal causa de morte de jovens

Foto: Reprodução

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já coloca o suicídio como segunda principal causa de morte de pessoas entre 15 e 29 anos. No Brasil, de 2000 a 2015, os casos aumentaram 65% entre pessoas com idade de 10 a 14 anos e 45% na faixa de 15 a 19 anos - mais do que o aumento na média da população, que foi de 40%. Segundo a mais recente edição do Mapa da Violência (documento realizado com base em dados do Ministério da Saúde), de 2002 para cá, a taxa de suicídio de jovens tem sido consistentemente maior do que a do restante da população, tendo crescido de forma contínua no período pesquisado. No Brasil, é a quarta causa na mesma faixa etária de acordo com o Sistema de Informação Sobre Mortalidade (SIM) desenvolvido pelo Ministério da Saúde. Em 2016, foram registrados 845 suicídios de adolescentes. Na década de 1980, estudo nos Estados Unidos afirmou que essas mortes poderiam ocorrer por imitação. E esse trabalho reforçou a ideia de que "não podemos falar sobre o assunto". Mais de 30 anos depois, a Organização Mundial da Saúde vai na direção contrária, dizendo que, sim, precisamos conversar sobre o suicídio. Diante de dados tão alarmantes, a pergunta que fica é: Como evitar que o jovem cometa o suicídio? A psicóloga Ludmila Carvalho, especialista em terapia para jovens, afirma que a família e as relações sociais dos adolescentes influenciam nessa escolha.

Comente agora

Padre diz que BBB é “programa do mal” e que cristãos não deveriam assisti-lo

Comportamento  Postado por Redação Voz da Bahia - 17/01 00:43h
Padre diz que BBB é “programa do mal” e que cristãos não deveriam assisti-lo

Foto: Reprodução / TV Globo

Texto do padre Sérgio Luis viralizou nas redes sociais. Com mais de 35 mil compartilhamentos no Facebook, o texto do padre Sérgio Luis sobre o Big Brother 2019, chamou atenção pelo tom crítico ao programa da rede Globo. “Esse programa tem entrado em nossas casas (que é um Santuário da Vida) e tem destruído e arruinado muitos matrimônios, a juventude, adolescentes e crianças”, argumenta o sacerdote. O texto assinado pelo padre reclama do uso do termo “confessionário”, pois, segundo ele, o programa “tem dessacralizado o que nós temos como lugar sagrado”. Repudiando a motivação dos participantes, que fazem tudo para obter “fama e dinheiro”, o religioso é contundente. “É vergonhoso e lastimável saber que católicos assistam a esse programa do mal, que deseja enfiar goela a dentro os três deuses que o mundo apresenta: sexo, dinheiro e poder (fama).” Além de defender que os cristãos não deveriam “dar Ibope a este programa do mal”, diz que é “pecado grave” assisti-lo. Ciente que o Big Brother tem grande audiência, o padre pensa ser sua responsabilidade abordar o tema e deixa claro: “Sei que com essas linhas não agradarei a muitos… Mas não sou sacerdote só para agradar pessoas e sim para salvar almas, ainda que muitos não concordem [comigo].” (por Beto Ribeiro - Repórter)

Comente agora

Estudo relaciona uso de redes sociais a desordens comportamentais

Comportamento  Postado por Willyam Reis - 14/01 07:43h
Estudo relaciona uso de redes sociais a desordens comportamentais

Foto: Divulgação

Estudo de pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos (EUA), mostrou relações entre o uso de redes sociais, mais especificamente o Facebook, e o comportamento de pessoas viciadas. A pesquisa foi divulgada no Periódico de Vícios Comportamentais. Segundo os autores, a lógica de oferta de “recompensas” por esses sites e aplicativos dificulta a tomada de decisões e estimula atitudes de retorno contínuo ao uso do sistema, assim como no caso de outras desordens ou de consumo de substâncias tóxicas.

Comente agora

Controlar o tempo de tela das crianças aumenta o vício delas, diz estudo

Comportamento  Postado por Willyam Reis - 12/01 10:35h
Controlar o tempo de tela das crianças aumenta o vício delas, diz estudo

Foto: Freepik

Nesta era tecnológica, o castigo que muitos pais dão aos filhos é proibi-los de usar o celular. E o bom comportamento pode ser  recompensado com uma horinha a mais no tablet. Mas um estudo da Universidade de Guelph, no Canadá, afirmou que essas iniciativas aumentam a vontade das crianças de ficar em frente à tela. Dados recentes estimam que crianças de até 8 anos passam em média 2 horas e 20 minutos na frente de aparelhos eletrônicos por dia. E os pesquisadores descobriram que crianças cujos pais usam tempo de tela como castigo ou recompensa passam mais tempo em frente a smartphone, tablet, computador ou televisão que aquelas que os pais não usam esse artifício. “É semelhante a como não devemos usar guloseimas açucaradas como recompensa para crianças. Isso pode aumentar a atração por elas”, disse o professor de nutrição Jess Haines, co-autor do estudo. “Quando você dá comida como recompensa, faz as crianças gostarem menos da cenoura e mais do bolo.

Comente agora

Está estressado no trabalho? Cante!

Comportamento  Postado por Aline Souza - 10/01 17:21h
Está estressado no trabalho? Cante!

 iStock (Foto ilustrativa)

Uma equipe de investigadores britânicos afirma que cantar pode deixar os indivíduos mais relaxados e elevar a sensação geral de bem-estar. Os acadêmicos apuraram que cantar diminui a sensação de estresse e de isolamento nos trabalhadores em cerca de 96%- mais do que qualquer outra atividade. O grupo de investigadores da Universidade de Leicester, no Reino Unido, questionou mil indivíduos de diversas profissões e empresas acerca das exigências laborais a que estavam sujeitos, do seu humor e nível de socialização. 

Comente agora

Menino baiano de 9 anos vai estudar balé no Bolshoi graças a vaquinha online

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 09/01 18:16h
Menino baiano de 9 anos vai estudar balé no Bolshoi graças a vaquinha online

Foto: Reprodução

Em apenas dois dias, a família de Jonathan de Araújo Santos, de 9 anos, conseguiu arrecadar quase o dobro da meta prevista na "vaquinha" online para financiar a ida do jovem bailarino para a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Santa Catarina. No próximo dia 21, o baiano, morador de São Gonçalo do Retiro, na periferia de Salvador, embarca com a mãe, Denize de Araújo Santos, de 50 anos, e a irmã, Samanta, de 14, para Joinville (SC), onde vai morar pelos próximos 8 anos. A irmã mais velha, Beatriz, de 18 anos, e o pai, o policial militar Josué dos Santos, de 53 anos, vão continuar na cidade. As aulas de balé começam no dia 11 de fevereiro, e Jonathan e a irmã já estão matriculados em escolas estaduais da cidade catarinense. Como Denize está desempregada e apenas o pai de Jonathan trabalha, a família precisa de ajuda financeira para custear as despesas de viagem e moradia. Para bancar as duas etapas das seletivas, em Joinville, Josué pegou empréstimos e até milhas aéreas com amigos. Por conta disso, a Associação Classista de Educação e Esporte (ACEB) se mobilizou e lançou uma campanha de financiamento coletivo na última segunda-feira (7).

Comente agora

Mídias sociais elevam depressão entre meninas, diz pesquisa

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 06/01 17:57h
Mídias sociais elevam depressão entre meninas, diz pesquisa

Meninas adolescentes são duas vezes mais propensas que os meninos a apresentar sintomas de depressão em conexão ao uso das redes sociais, segundo estudo do University College London (UCL) divulgado em Londres. Ativistas pediram ao governo britânico que reconheça o risco de páginas como Facebook, Twitter e Instagram para a saúde mental dos jovens. Uma em cada quatro meninas analisadas apresentou sinais clinicamente relevantes de depressão, enquanto o mesmo ocorreu com apenas 11% dos garotos, segundo o estudo. Os pesquisadores constaram que a taxa de depressão mais elevada é devido ao assédio online, ao sono precário e a baixa autoestima, acentuada pelo tempo nas mídias sociais. O estudo analisou dados de quase 11 mil jovens no Reino Unido. Os pesquisadores descobriram que garotas de 14 anos representam o agrupamento de usuários mais incisivos das mídias sociais – dois quintos delas as usam por mais de três horas diárias, em comparação com um quinto dos garotos. Cerca de três quartos das garotas de 14 anos que sofrem de depressão também têm baixa autoestima, estão insatisfeitas com sua aparência e dormem sete horas ou menos por noite.

Comente agora

Sobre polêmica das cores "azul e rosa", pastor Malafaia defende ministra e completa: "vermelho é cor de jumento”

Comportamento  Postado por Redação Voz da Bahia - 04/01 23:46h
Sobre polêmica das cores "azul e rosa", pastor Malafaia defende ministra e completa: "vermelho é cor de jumento”

Imagem: Reprodução

O pastor Silas Malafaia comentou, nesta sexta-feira (4), o episódio polêmico envolvendo uma declaração da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Em um vídeo que se espalhou nas redes sociais, ele falou que “menino veste azul e menina veste rosa” (relembre aqui). Para Malafaia, as críticas recebidas pela ministra partiram de um bando de “covardes” e “hipócritas”. Ele considera que a “esquerda covarde quer manipular as crianças”. O pastor afirma ainda que os críticos querem desconstruir a heteronormatividade. "Azul é cor de menino, rosa é cor de menina e laranja é cor de presidiário. E aí, para bom entendedor, vermelho é cor de jumento. E por causa disso você não usa essas cores?", indagou. (Informações: Pleno.News)

Assista:

 

Comente agora

Saiba como citar seus defeitos em uma entrevista sem se prejudicar

Comportamento  Postado por Aline Souza - 03/01 16:12h
Saiba como citar seus defeitos em uma entrevista sem se prejudicar

Foto: Shutterstock

O ano é novo mas para 12 milhões de desempregados no Brasil, de acordo com o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estática (IBGE), apresentado no mês passado, o desejo é o mesmo: ter um emprego. E para aqueles que ao menos conseguirem ser chamados para uma entrevista, ter cuidado com o que diz é um dos fatores fundamentais para garantir a vaga desejada. É nesse momento que os recrutadores irão entender melhor sobre o candidato, que terá a chance de humanizar o currículo, ressaltando as qualidades e demonstrando outros aspectos que podem suprir as deficiências. 

Comente agora

Bruna Linzmeyer afirma que perdeu contratos por assumir ser lésbica

Comportamento  Postado por Fernanda Pinheiro - 02/01 16:55h
Bruna Linzmeyer afirma que perdeu contratos por assumir ser lésbica

Foto: Divulgação

Ao assumir publicamente ser lésbica em abril de 2018, a atriz Bruna Linzmeyer sabia dos riscos que estava correndo. Em entrevista à Revista Marie Claire do mês de janeiro, a Lourdes Maria, de "O Sétimo Guardião"(TV Globo), comentou a decisão. "Não vou deixar de beijar minha namorada em público porque alguém poderia bater uma foto e isso virar notícia. Nunca foi uma opção me esconder”, afirmou. Ainda durante a entrevista, Bruna disse que falar sobre a sua sexualidade a faz perder contratos. "Claro que perdi contratos por me assumir lésbica. E claro que fiquei assustada, principalmente porque tinha um apartamento para pagar e meus pais não são ricos, pelo contrário. Mas não tive muita escolha. Ou me assumia e vivia a minha vida, ou tinha um câncer, tinha depressão. Adoecia. A minha sorte é que, por outro lado, me posicionar aproximou de mim marcas que pensam como eu, que acreditam que o exercício da liberdade é valioso", refletiu. Bruna namora a artista plástica Priscila Visman desde 2016. Ainda durante o papo, ela comentou a decisão de não depilar as axilas. "Se não falamos sobre elas, não viram uma questão a ser debatida. É aí que quero chegar. Me depilei durante muito tempo. Ter pelos já foi estranho para mim. Hoje, acho estranho uma mulher não os ter. E mais: acho sexy quando uma mulher tem e acho sexy em mim", concluiu. (Ibahia)

Comente agora

Depressão na sala de aula: como as escolas devem lidar?

Comportamento  Postado por Willyam Reis - 02/01 09:33h
Depressão na sala de aula: como as escolas devem lidar?

Foto: © iStock

Em um mundo cada vez mais dinâmico, os adolescentes têm se deparado com crescentes desafios e dilemas, como atender às expectativas da família, lidar com as cobranças, o bullying e a busca por um padrão de sucesso imposto na sociedade em meio às próprias incertezas e conflitos inerentes à idade. Esta pressão - tendo, por vezes, o ambiente escolar como epicentro - não consegue ser suportada e então surgem os efeitos colaterais. O principal deles é a depressão, que atualmente assola 10% dos adolescentes, segundo a Associação Brasileira de Psicanálise. Outro dado preocupante tem a ver com os casos de suicídio, que, de 2000 a 2015, aumentaram 65% entre pessoas com idade de 10 a 14 anos e 45% na faixa de 15 a 19, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Diante desse cenário, como a escola deve agir?

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com