As comentadas


Bom dia , Quarta-feira, 06/05/2015








Enquete



Reflita

Blog

Educação

06
Mai
Defensoria Pública da União garante renovação de contratos do Fies já firmados na Bahia
Postado por: Redação Voz da Bahia / 10:47h

O Ministério da Educação (MEC) será obrigado pela Justiça a realizar o aditamento dos estudantes baianos nos semestres 2015.1 e 2015.2, após ação civil pública ajuizada pela Defensoria contra a União e o Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE). Justiça Federal determinou o desbloqueio do SisFIES e o aditamento de todos os contratos já firmados com o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), independente do índice de reajuste nas mensalidades aplicado pelas instituições de ensino superior. A decisão foi proferida no último dia 30 pela juíza substituta Luísa Ferreira Lima Almeida, no exercício da titularidade da 12ª Vara Federal, e é válida apenas para o território do Estado da Bahia. O prazo para que os estudantes realizarem o aditamento, originalmente marcado para o 30 de abril, foi estendido pelo MEC até o dia 29 de maio. Segundo o defensor federal Átila Dias, até lá o ministério deve adequar o sistema a fim de cumprir a decisão judicial no âmbito da Bahia.

Comente agora
06
Mai
Alunas da rede estadual vão apresentar projeto nos Estados Unidos
Postado por: Letícia Oliveira / 10:39h

As estudantes da rede estadual de ensino da Bahia, Beatriz Pereira e Thayná do Santos, que vão representar o Brasil no evento International Science and Engineering Fair (Intel ISEF), de 10 a 15 de maio, em Pittsburhg, na Pensilvânia, nos Estados Unidos, foram recebidas pelo secretário da Educação, Osvaldo Barreto, na terça-feira (05), na sede da Secretaria da Educação, no Centro Admintrativo (CAB). As estudantes cursam o 3º ano do ensino médio, no Colégio Estadual Antonio Carlos Magalhães, no município de Antonio Cardoso, e desenvolveram um projeto em sete comunidades quilombolas de Antonio Cardoso, cujo objetivo é contar a htória das comunidades, buscando o reconhecimento da identidade negra e quilombola. “Hoje o povo da minha comunidade sente orgulho em se reconhecer quilombola. Fico emocionada em poder representar a minha comunidade. Todo esse processo de pesqua ajuda a conscientizar sobre o que é ser negro e quilombola, só a educação faz so”, dse a estudante Thayná dos Santos, da comunidade quilombola de Pau Saltos.

Comente agora
06
Mai
Professores das universidades estaduais devem deflagrar greve nesta quinta-feira
Postado por: Letícia Oliveira / 09:31h
Os professores das universidades estaduais devem entrar em greve na próxima quinta-feira (7). Isso vai depender de a sugestão da diretoria da Aduneb (Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia) ser acatada pela maioria em assembleia geral com a participação dos docentes das quatro universidades (Universidade do Estado da Bahia - Uneb, Universidade Estadual de Feira de Santana - Uefs, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Uesb e Universidade Estadual de Santa Cruz - Uesc). A pauta de reivindicações de 2015 tem como ponto central o aumento do orçamento (no mínimo 7% da Receita Líquida de Impostos - RLI) e foi protocolada no governo em dezembro de 2014 - depois, reafirmada em 28 de janeiro. Após quatro meses, o governo do estado só abriu negociação quando mais de 500 manifestantes realizaram ato público na Secretaria Estadual da Educação e na Assembleia Legislativa, segundo a Aduneb. "Para os professores, desde então, apesar da aparente abertura do diálogo, o governo passou a utilizar da estratégia da enrolação", diz a entidade. Fonte: BN
Comente agora
06
Mai
Servidores da Uesb suspendem atividades por tempo indeterminado
Postado por: Letícia Oliveira / 08:16h

Os servidores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), suspenderam as atividades no campus de Vitória da Conquista, desde a tarde da segunda-feira (4). De acordo com o Sindicato dos Técnicos Administrativos da Uesb (Afus), a principal reivindicação da categoria é a publicação das promoções dos técnicos administrativos das quatro universidades estaduais da Bahia. O coordenador geral do Afus, Fábio Alexis Sousa, disse que essa publicação deveria ter ocorrido no dia 11 de abril e que este era um termo de compromisso firmado com o governo. Além desse item, os técnicos revindicam ainda o reajuste salarial integral de 6,41%, aumento do ticket refeição de R$ 9,00 para R$ 15,00 e melhoria no orçamento das universidades.

Comente agora
05
Mai
Poema erótico em prova revolta pais de alunos em escola de M. Gerais
Postado por: Anacley Souza / 21:44h

Uma dirigente escolar foi apontada como a responsável pela distribuição de um poema erótico a alunos da 5ª série do ensino fundamental da cidade de Santa Luzia, situada na região metropolitana de Belo Horizonte. O caso levou alguns pais de alunos a procurarem a direção da escola municipal Jaime Avelar de Lima, situada no bairro Bom Destino. Conforme T.T.C, irmã de um aluno e que pediu para não ser identificada, o fato ocorreu no dia 28 do mês passado, quando o conto teria sido retirado de uma página na internet e cópias teriam sido feitas. O texto intitulado "Ciuminho Básico" traz palavras populares atribuídas a partes íntimas do corpo humano. Segundo a irmã do aluno, a folha contendo o texto foi colada nos cadernos dos estudantes, que supostamente foram orientados a fazer em casa um exercício sobre ele. "Uma das mães viu o caderno do filho dela e ligou para a minha mãe alertando sobre as palavras chulas que estavam escritas nele. Quando eu li o texto, fiquei horrorizada", disse a jovem. Ainda de acordo com a irmã, alguns pais procuraram a direção da escola e supostamente teriam sido orientados a 'abafar' o caso. "É um absurdo isso ter sido entregue a crianças de 10 anos. Nós ficamos horrorizados ainda mais por saber que as crianças leram o poema em voz alta dentro de sala de aula. Alguma punição os responsáveis têm que ter', disse.

Comente agora
05
Mai
APLB-Sindicato pode ingressar na Justiça contra aumento fracionado
Postado por: Redação Voz da Bahia / 18:03h

A APLB-Sindicato cogita entrar na Justiça contra a proposta de aumento salarial do governo Rui Costa ao funcionalismo público, de 6,41% em duas parcelas, a primeira de 3,5% retroativa a março e uma segunda de 2,91% em novembro. De acordo com a diretora da APLB, Marilene Betros, este mesmo método foi usado no ano passado, na gestão do governador Jaques Wagner. “Nós nos posicionamos contra o projeto de lei que dividia o reajuste em duas parcelas. No ano passado nós ingressamos na Justiça contra esse aumento fracionado. Este ano, a depender do resultado de hoje, vamos ver o caminho que vamos seguir”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias, nesta terça-feira (5). Ainda de acordo com a dirigente, “o governo deveria fazer um esforço para cumprir a database e não dividir o aumento”, mesmo com a afirmação do secrátario de Relações Institucionais Josias Gomes de que não há verba disponível para isso. Apesar das rusgas com a atual gestão da Bahia, Marilene disse também que ainda “não há um propensão para o embate por greve”, mas que o sindicato vai ouvir a categoria. (BN)

Comente agora
05
Mai
Escola promove arrecadação de donativos para vítimas das chuvas em Salvador
Postado por: Samile Macedo / 13:58h

A escola Vitória-Régia, no bairro do Cabula, em Salvador, promove até quinta-feira (7) uma campanha de arrecadação de donativos para as famílias desabrigadas após as fortes chuvas que atingiram Salvador na semana passada. (Clique aqui e confira outros órgãos e entidades que recebem doação para os atingidos pelas chuvas). A escola receberá doações de cestas básicas, água, roupas, cobertores, colchões e outros itens que possam amenizar os problemas enfrentados pela população. Além disso, por conta do Dia das Mães, a escola está recebendo também doações de itens para recém-nascidos a fim de presentear mães pacientes do Hospital Roberto Santos. Os donativos devem ser entregues nas portarias das unidades de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. A escola está localizada na Rua Antônio Cândido Lima, 130, no Cabula. (G1)

Comente agora
05
Mai
Servidores da Uesb de Conquista param atividades até quinta
Postado por: Samile Macedo / 13:33h

Funcionários da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) paralisam as atividades desta terça-feira (5) até esta quinta-feira (7), em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. A paralisação é feita por técnicos-administrativos que trabalham na unidade de ensino. Segundo o sindicato dos servidores (Afus Sindicato), que organiza o movimento, uma série de reivindicações precisam ser atendidas. Eles elencam reposição de perdas salariais, publicação de listas de promoção e progressão das carreiras de técnicos e analistas, pagamento do direito à insalubridade e periculosidade, reajuste do valor do auxílio alimentação, autonomia universitária e aumento do orçamento das Universidades Estaduais da Bahia. No encerramento da paralisação, nesta quinta, os servidores farão uma assembleia para deliberar sobre novos atos. (BN)

Comente agora
05
Mai
Número de novos contratos do Fies caiu quase 50% entre 2014 e 2015
Postado por: Letícia Oliveira / 07:11h

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) sofreu uma redução de quase 50% na quantidade de novos contratos firmados entre o primeiro semestre de 2014 e o primeiro semestre de 2015. Segundo o levantamento final da plataforma do Fies, divulgado pelo Ministério da Educação na tarde desta segunda-feira (4), a queda foi de 480 mil no ano passado, para 252 mil neste ano, o equivalente a 47,5%. O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou que esses 252 mil contratos consumiram toda a verba do Fies para novos financiamentos em 2015, equivalentes a R$ 2,5 bilhões. Por isso, uma segunda edição do programa, no segundo semestre, ainda não está garantida.

Comente agora
05
Mai
MEC se oferece para mediar relação entre professores e governo do Paraná
Postado por: Letícia Oliveira / 07:04h

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse ontem (4), em entrevista à imprensa, que se ofereceu para mediar o diálogo dos professores com o governo do Paraná. Os docentes estão otimistas com a ajuda, já o estado diz que não foi procurado pelo governo federal. Os professores do estado estão em greve desde a última segunda-feira (27). No dia 29, os profissionais e a Polícia Militar (PM) entraram em confronto, o que resultou em pelo menos 170 manifestantes e 20 policiais feridos. “Nós nos dispusemos, caso seja do interesse das partes, no estado do Paraná, a mediar a relação entre o governo do estado e os professores, sobretudo depois dos eventos trágicos de quarta-feira passada, com grande número de professores feridos, em função da repressão”, disse o ministro Janine Ribeiro.

Comente agora
04
Mai
Sem verba, Fies pode não ser reaberto nos próximos anos
Postado por: Anacley Souza / 22:35h

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do governo federal esgotou seus recursos para 2015, de 2,5 bilhões de reais, e novas edições do programa este ano e em 2016 dependem de disponibilidade de verba do Orçamento da União, numa consequência do forte ajuste fiscal para organizar as contas públicas. "Não havendo mais recursos seria inútil a reabertura", disse o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, a jornalistas nesta segunda-feira (4) ao ser questionado sobre a continuidade do Fies. O ministro disse que o Fies será realizado em 2016, mas sem indicar valores para o programa, afirmando que o montante dos recursos será definido posteriormente. Destinado a custear a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas, a 1ª edição do Fies/2015 totalizou 252.442 novos financiamentos em instituições privadas, somando 2,5 bilhões de reais. "Com esses dados, nós esgotamos os recursos", disse Janine Ribeiro. Em edição similar realizada no ano passado, os recursos foram de aproximadamente 4,8 bilhões de reais. O encolhimento do Fies ocorreu após o governo federal restringir gastos de programas públicos, incluindo projetos educacionais, uma bandeira da campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff em 2014. Os cursos mais procurados na atual edição foram engenharia, direito, enfermagem, administração, psicologia, fisioterapia arquitetura e urbanismo. O prazo para novos contratos, que estava aberto desde fevereiro, foi encerrado em 30 de abril.

Um comentário
04
Mai
Cotas serão necessárias enquanto houver racismo, diz Ministro
Postado por: Anacley Souza / 22:17h

Políticas de ação afirmativa, como as cotas raciais e sociais, serão necessárias "enquanto houver racismo", afirmou o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro. O ministro, que nesta semana completa um mês à frente do Ministério da Educação, disse que a desigualdade que resulta da discriminação de negros e indígenas "é uma realidade empírica". "Isso requer medidas. E a medida mais adequada se chama ação afirmativa, que pode incluir ou não cotas, mas que é muito importante", afirmou o ministro. O MEC adotou em agosto de 2012 a política de cotas sociais e raciais no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Em 2013, as universidades federais e institutos tecnológicos destinaram 12,5% das vagas para alunos de escolas públicas e, dentro deste universo, um percentual para estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Em 2014, 25%. Em 2015, 37,5%. Em 2016, 50% das vagas serão para cotistas. Levantamento feito em 2014 apontou que, em 90% dos cursos do Sisu, os negros tiveram nota de corte menor entre os cotistas, e os alunos de rede pública passariam sem cotas em 11% dos cursos ofertados. Professor aposentado de filosofia e ética da Universidade de São Paulo, Janine Ribeiro não se posicionou oficialmente nem a favor nem contra a implantação de cotas raciais e sociais na USP, que atualmente passa por um momento de pressão dos movimentos negros, estudantis e sindicais para ampliar sua política de ação afirmativa. Atualmente, a USP dá bônus para estudantes da rede pública, e um bônus extra caso o estudante se encaixe na categoria PPI (preto, pardo ou indígena). "A USP se convenceu da importância de você favorecer o aluno egresso do ensino público. Mas até hoje, em termos de cotas raciais, ela foi tímida. Mas isso, de qualquer forma, está sendo colocado em discussão", disse o ministro. (Globo)

Comente agora
04
Mai
Para Alckmin, greve dos professores 'não tem o menor sentido'
Postado por: Samile Macedo / 18:02h

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta segunda-feira (4) que a greve dos professores da rede estadual "não tem o menor sentido". Com as atividades paralisadas desde o dia 13 de março, os docentes pedem reajuste de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior. "A greve não tem o menor sentido. Não faz greve quando o governo quer dialogar, quando faz oito meses que teve aumento, nem completou um ano ainda é quando se acabou de dar o maior bônus da história", afirmou Alckmin durante inauguração de obra hídrica em Ribeirão Pires, na região do ABC. Na saída do evento, um grupo formado por 10 pessoas usou faixas para protestar e tentou falar com o governador, mas não conseguiu. Alckmin entrou no carro da comitiva e foi embora (veja no vídeo acima como foi o protesto). No dia 13 de abril, manifestantes também protestaram durante agenda do governador.

'Hora certa' - No sábado (2), Alckmin disse que anunciaria o reajuste salarial da classe na "hora certa". Questionado qual seria "a hora certa", ele respondeu que é preciso ter cautela, mas não mencionou a provável data. "No ano passado foi em julho [reajuste] e o pagamento foi em agosto. Não existe reajuste de oito em oito meses", defendeu. "Nós estamos frente a uma crise econômica de extrema gravidade e os governos têm problema de arrecadação", destacou ele. "Nos últimos quatro anos nós tivemos aumento nominal de 45% e aumento real de 21%. O último reajuste faz oito meses, depois no mês passado de abril nós pagamos o maior bônus da história R$ 1 bilhão e 60 milhões", completou o governador. 

Comente agora
04
Mai
MEC diz que esgotou a verba para novos contratos do Fies em 2015
Postado por: Samile Macedo / 16:54h

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou na tarde desta segunda-feira (4) que o MEC já esgotou a verba de 2015 para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ele disse que a abertura de uma segunda edição do programa, no segundo semestre deste ano, não está garantida, e explicou que, no caso dos estudantes que não puderam se inscrever no primeiro semestre, seria "inútil" reabrir as inscrições, que foram encerradas na última quinta (30). No mesmo dia, a Justiça Federal de Mato Grosso determinou que esse prazo fosse prorrogado por tempo indeterminado, para garantir que estudantes que tiveram problemas técnicos com o site pudessem se inscrever. "Entendemos que, não havendo mais recursos, a reabertura do sistema seria meio inútil. De qualquer forma, nós ainda não fomos notificados, mas vamos recorrer", afirmou ele em entrevista coletiva em Brasília. Apesar da decisão judicial, desde que o sistema foi fechado para novos contratos, após a quinta-feira, ele não voltou a ser reaberto. No site aparece o frase "o prazo para inscrição no Fies encerrou dia 30.4.2015". Para quem já tem contrato, a renovação pode ser feita até 29 de maio. Sobre a possibilidade de abrir o Fies para novos contratos no segundo semestre, Janine disse que ainda não sabe o que vai ocorrer. "Depende da disponibilidade orçamentária", disse. "Estamos trabalhando nisso, mas não podemos prometer algo que não temos certeza." Segundo o secretário-executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa, a verba do Fies para novos contratos neste ano é de R$ 2,5 bilhões. Ele afirmou que, "mesmo em ano de ajuste fiscal, há compromisso do governo com a educação". 

Comente agora
04
Mai
Secretaria da Educação oferta mais de 22 mil vagas do cursinho Universidade para Todos
Postado por: Redação Voz da Bahia / 14:19h

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia publicou, na quarta-feira (29/04), no Diário Oficial, o edital para as inscrições do cursinho pré-vestibular gratuito do projeto Universidade para Todos. As inscrições para as 22.600 vagas ofertadas serão realizadas de 6 a 14 de maio. Podem se inscrever estudantes que concluíram o ensino médio na rede pública de ensino municipal e/ou estadual no Estado da Bahia ou vão concluir em 2015. Os interessados deverão se inscrever, exclusivamente, no Portal da Educação, através da página do Universidade para Todos no Portal da Educação. O projeto, desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), é realizado na capital e em outras 186 localidades baianas, em 26 Territórios de Identidade. Na página virtual, os candidatos conferem os municípios que serão atendidos pela ação com os locais de funcionamento, o turno e o quantitativo de vagas e os documentos necessários.

Comente agora
04
Mai
Cotas serão necessárias enquanto houver racismo, diz Janine Ribeiro
Postado por: Letícia Oliveira / 07:16h

Políticas de ação afirmativa, como as cotas raciais e sociais, serão necessárias "enquanto houver racismo", afirmou o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro. Em entrevista exclusiva ao G1 na quinta-feira (30), em São Paulo, o ministro, que nesta semana completa um mês à frente do Ministério da Educação, disse que a desigualdade que resulta da discriminação de negros e indígenas "é uma realidade empírica". "Isso requer medidas. E a medida mais adequada se chama ação afirmativa, que pode incluir ou não cotas, mas que é muito importante", afirmou o ministro. O MEC adotou em agosto de 2012 a política de cotas sociais e raciais no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Em 2013, as universidades federais e institutos tecnológicos destinaram 12,5% das vagas para alunos de escolas públicas e, dentro deste universo, um percentual para estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Em 2014, 25%. Em 2015, 37,5%. Em 2016, 50% das vagas serão para cotistas.

Comente agora
03
Mai
Documento Pátria Educadora não tem plano nacional como base, dizem especialistas
Postado por: Samile Macedo / 21:54h

O documento Pátria Educadora: A Qualificação do Ensino Básico como Obra de Construção Nacional terá que ser modificado para que possa ser implementado no país, segundo entidades que atuam no setor. O documento, que foi elaborado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), apresentado a um grupo de especialistas em São Paulo e posteriormente debatido na Câmara dos Deputados, é uma versão preliminar. Mesmo assim, causou estranheza entre os que tiveram acesso a ele. Um dos motivos é não ter como base o Plano Nacional de Educação (PNE). Para o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, o Pátria Educadora precisa contemplar o PNE, sancionado no ano passado, sem vetos, pela presidenta Dilma Rousseff. O PNE prevê metas para a educação para os próximos dez anos, desde o ensino infantil à pós-graduação, incluindo a formação e valorização dos professores e a destinação de pelo menos 10% do Produto Interno Bruto (PIB) por ano para o setor no final da vigência. O documento ainda precisa ter diálogo com o PNE, essa era a nossa expectativa, quando Dilma anunciou o Pátria Educadora", diz. "Para dar certo, o PNE depende fortemente da implementação inicial. Precisa que o projeto seja bem implantado para continuar crescendo e esses quatro primeiros anos têm demandas centrais que precisam ser desenvolvidas para que dê certo". 

Comente agora
03
Mai
Secretaria de educação diz que não há atraso de salários de professores terceirizados
Postado por: Letícia Oliveira / 14:44h

A Secretaria de Educação do Estado informou em nota que não deve aos professores que trabalham na condição de prestadores de serviços. Nesta segunda-feira (4), os docentes que trabalham em contratos terceirizados pelo estado farão um protesto cobrando vencimentos. Ainda de acordo com a assessoria da pasta, os professores em contratos terceirizados recebem de acordo com a frequência de trabalho enviada pelo gestores das escolas. Em caso de não recebimento, a secretaria informou que os docentes devem procurar a direção da unidade de ensino "para regularizar a situação" do repasse. Ainda de acordo com a secretaria, "o pagamento do mês de março foi enviado para o banco e o do mês de abril está sendo processado". (BN)

Comente agora
02
Mai
Cresce o interesse de estrangeiros em aprender o português falado no Brasil
Postado por: Anacley Souza / 18:37h

A maior visibilidade do Brasil no exterior, impulsionada nos últimos anos pela escolha do país como sede dos maiores eventos esportivos do planeta, tem reflexo também na procura pelo ensino do idioma português, em sua vertente brasileira. A Rede Brasil Cultural, instrumento do Itamaraty para a promoção da língua portuguesa e da cultura brasileira no exterior, atende a 9 mil alunos em 44 países, de cinco continentes, com cerca de 200 professores. Em Helsinki (capital da Finlândia), atletas que participarão das Olimpíadas do Rio em 2016 estão entre os alunos da rede. Na Austrália, os atletas locais também já tiveram aulas com professores brasileiros na Australian National University. Ao todo, a rede é formada por 24 centros culturais e cinco núcleos de estudo, que funcionam com as embaixadas brasileiras, e 40 leitorados, formados por professores universitários brasileiros que passam por uma seleção e recebem uma bolsa do Itamaraty para lecionar português e/ou cultura brasileira em universidades estrangeiras. A presidente do Chile, Michelle Bachelet, que surpreendeu a muitos ao cantar o Hino Nacional brasileiro durante a posse da presidenta reeleita Dilma Rousseff, aprendeu português, ainda na adolescência, no Centro Cultural Brasil-Chile, em Santiago. A mineira Fernanda Gláucia Pinto é uma das bolsistas da rede. Ela dá aulas de português para turmas de graduação e mestrado em Estudos Brasileiros, uma área de estudo criada há cerca de 20 anos na Universidade de Aarhus, uma das principais instituições de ensino superior da Dinamarca. Mais do que ensinar o idioma, Fernanda também contribui para a promoção da cultura brasileira no país nórdico. “Fazemos eventos acadêmicos e culturais para os alunos e para a comunidade. Sempre tentamos trazer um pouco do Brasil para cá, promovendo workshops de capoeira, dança e música, exibição de filmes e documentários e eventos totalmente dedicados à cultura brasileira, como o Brazilian Day”, conta. Uma newsletter coordenada por Fernanda reúne as principais informações sobre as atividades desenvolvidas no âmbito do programa.

Comente agora
02
Mai
Cresce procura pelo ensino do português do Brasil no mundo
Postado por: Letícia Oliveira / 15:00h

A maior visibilidade do Brasil no exterior, impulsionada nos últimos anos pela escolha do país como sede dos maiores eventos esportivos do planeta, tem reflexo também na procura pelo ensino do idioma português, em sua vertente brasileira. A Rede Brasil Cultural, instrumento do Itamaraty para a promoção da língua portuguesa e da cultura brasileira no exterior, atende a 9 mil alunos em 44 países, de cinco continentes, com cerca de 200 professores. Em Helsinki (capital da Finlândia), atletas que virão para as Olimpíadas do Rio em 2016 estão entre os alunos da rede. Na Austrália, os atletas locais também já tiveram aulas com professores brasileiros na Australian National University. Ao todo, a rede é formada por 24 centros culturais e cinco núcleos de estudo, que funcionam com as embaixadas brasileiras, e 40 leitorados, formados por professores universitários brasileiros que passam por uma seleção e recebem uma bolsa do Itamaraty para lecionar português e/ou cultura brasileira em universidades estrangeiras. A presidenta do Chile, Michelle Bachelet, que surpreendeu a muitos ao cantar o Hino Nacional brasileiro durante a posse da presidenta reeleita Dilma Rousseff, aprendeu português, ainda na adolescência, no Centro Cultural Brasil-Chile, em Santiago.

Comente agora
02
Mai
MEC diz que vai recorrer de decisão que prorroga prazo de inscrição no Fies
Postado por: Letícia Oliveira / 11:50h

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta sexta-feira (1) que, assim que for notificado, vai recorrer da decisão da Justiça Federal de Mato Grosso que determinou a prorrogação do prazo de inscrição para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O juiz federal Raphael Cazelli de Almeida Carvalho acatou, ontem, uma ação civil pública movida pela Defensoria Pública da União e determinou que a União e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorroguem o prazo de inscrição por tempo indeterminado para os alunos que tentavam ingressar no programa pela primeira vez. O prazo para a adesão ao Fies terminou no último dia 30. O magistrado determinou, ainda, multa diária de R$ 20 mil caso o governo não cumpra a prorrogação do prazo. A medida vale até nova decisão da Justiça. Procurada pela Agência Brasil, a assessoria do MEC informou que o ministério ainda não foi notificado e, tão logo o seja, irá recorrer da decisão por meio da Advocacia-Geral da União (AGU). (Agência Brasil)

Comente agora
02
Mai
Educa Mais Brasil está oferecendo bolsas de estudo em mais de 70 cidades baianas
Postado por: Letícia Oliveira / 07:04h

O programa Educa Mais Brasil está oferecendo bolsas de estudo em instituições de ensino particular em mais de 70 cidades baianas. Há vagas para cursos presenciais e a distância (EaD) de graduação, pós-graduação, ensino básico, cursos técnicos e profissionalizantes, idiomas e preparatório para concursos. Quem tem interesse em estudar inglês em Salvador, por exemplo, pode escolher entre quatro instituições: Extreme, On Byte Formação Profissional, CNI e Prepara Cursos, pagando metade da mensalidade. Os descontos chegam a 70% do valor pago mensalmente. A inscrição é gratuita e deve ser realizada no site www.educamaisbrasil.com.br.

Comente agora
01
Mai
Justiça determina ao MEC prorrogar prazo para novos contratos do Fies
Postado por: Anacley Souza / 18:51h

A Justiça Federal de Mato Grosso determinou nesta quinta-feira (30) que a União e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorroguem o prazo de inscrição para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até uma nova decisão judicial. O prazo para a adesão de alunos que tentam conseguir o financiamento do programa pela primeira vez terminou no dia 30. Procurado, o MEC informou, por meio de sua assessoria, que ainda não foi notificado e que, assim que isso ocorrer, irá recorrer da decisão por meio da Advocacia-Geral da União (AGU). A determinação liminar é assinada pelo juiz federal Raphael Cazelli de Almeida Carvalho, vale para todo o País e atende, em parte, ação civil pública movida pela Defensoria Pública da União. Pela decisão, o Ministério da Educação também fica obrigado a corrigir imediatamente o funcionamento do SisFies, sistema usado para novas contratações, ou a oferecer aos alunos meio alternativo de efetivação da inscrição no programa. O juiz federal ainda fixou multa diária de R$ 20 mil ao FNDE, gestor do Fies, e à União caso não ampliem o prazo, como determinado.

Comente agora
01
Mai
Inscrições para vestibular da Uefs terminam na quinta; são 920 vagas
Postado por: Anacley Souza / 18:23h

Termina na próxima quinta-feira (7) o prazo para inscrições no vestibular 2015.2 da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), a 100 km de Salvador. São oferecidas 25 opções de cursos e 920 vagas. A inscrição podem ser feitas online até as 18h de quinta. A taxa é de R$ 100 e a data limite de pagamento é 8 de maio. As provas devem ser realizadas nos dias 12 e 14 de julho. Para a inscrição, é preciso que o candidato informe o nome completo, o RG, o CPF, a opção de curso, além de imprimir o comprovante após o processamento dos dados. Ao todo, são três mil isenções destinadas a estudantes da rede pública de ensino que não têm diploma ou matrícula de ensino superior. Servidores de universidades estaduais baianas também podem ter isenção. Segundo a Uefs, esses candidatos devem se inscrever normalmente no vestibular e, até quinta, encaminhar ao setor de Seleção e Admissão da Uefs a documentação comprobatória exigida no edital.

Comente agora
01
Mai
Estudantes que não conseguiram acessar Fies trancam matrícula
Postado por: Letícia Oliveira / 08:32h
A poucas horas do fim do prazo para fazer a adesão ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que termina nesta quinta-feira (30), estudantes que ainda não conseguiram acessar o benefício vivem a incerteza de continuar estudando. Alguns já trancaram a matrícula nas faculdades, por temor de não conseguir quitar o semestre todo. Yasmin Ferreira, de 20 anos, que faz fisioterapia na Universidade Potiguar, em Mossoró, Rio Grande do Norte, trancou a matrícula na manhã de hoje. Para pagar o que deve à instituição, usou o dinheiro guardado para a festa de casamento. "Não ter conseguido, para mim, foi uma decepção e a destruição de meus sonhos. Confiei no governo e gastei todo o dinheiro que estava guardando para minha festa de casamento. E assim vi terminarem dois sonhos: o meu futuro e minha festa de casamento." Yasmin tentou acessar o financiamento diversas vezes, mas a mensagem que aparecia era a "(M321) O limite de financiamento para essa IES [instituição de ensino superior] está esgotado". "Passei noites em claro, e isso afetou completamente meu comportamento e minha vida. O que tenho a dizer é decepção e indignação. É exatamente isso que eu estou sentindo", disse ela.
Comente agora
01
Mai
SP: professores mantêm greve e protestam com “muro de sal”
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:15h

Os professores da rede estadual de ensino de São Paulo que estão em greve há 49 dias realizaram uma nova manifestação na capital na tarde desta quinta-feira. Além de repetirem as reivindicações que já vem apresentando nas últimas semanas – como reajuste salarial e melhores condições de trabalho –, eles protestaram contra a falta de diálogo com o governo do Estado e contra a truculência da Polícia Militar do Paraná, que ontem repreendeu com violência uma manifestação da categoria, na capital Curitiba. Ao final do ato, os docentes criaram uma "muralha” com sacos de sal em frente ao prédio da Secretaria da Educação. De acordo com Maria Izabel Azevedo Noronha, a Bebel, presidente Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), "salário" vem de "sal". A manifestação começou por volta das 15h com uma assembleia no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), na Avenida Paulista. De acordo com a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), 60 mil pessoas participaram. Já a Polícia Militar contabilizou 2 mil. Na assembleia ficou definido que, já que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) não se abre a negociações, as paralisações vão continuar. 

Comente agora
30
Abr
Bahia adere a greve de professores que já tem 15 estados paralisados
Postado por: Anacley Souza / 22:18h

Professores fazem paralisação em 15 estadosOs trabalhadores em educação das redes estaduais 15 estados e das redes municipais pelo menos seis cidades paralisaram hoje (30/4) as atividades para reivindicar melhorias no ensino, nas condições de trabalho e na infraestrutura das escolas, além de uma maior valorização. A greve foi convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, como parte da 16ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, que ocorre até amanhã (1º), e é promovida pela entidade. "Infelizmente, a educação pública não está sendo tratada como deve", diz o presidente da confederação, Roberto Leão, "Escola pública não é algo que diz respeito aos trabalhadores apenas, é da sociedade, e a sociedade percisa se levantar e defender essa educação, cobrar políticas dos estados e municípios". De acordo com Leão, as redes estaduais de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Rio Grande do Norte, Rondônia e Piauí somaram-se às redes já em greve da Paraíba, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Pará. Em relação às redes municipais, aderiam o movimento as redes de Maceió (AL), João Pessoa (PB), Macapá (AP), Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço e Pedra Preta (MT). Os dados municipais ainda estão sendo consolidados e o número pode subir. Entre as reivindicações dos trabalhadores estão o cumprimento do Piso Salarial do Magistério; que é R$ 1.917,78 para uma jornada de 40h e formação de nível médio; dos Planos de Carreira; das metas e prazos do Plano Nacional de Educação (PNE); pela equiparação à média salarial de outras categorias do funcionalismo público e protestar contra a terceirização.

Comente agora
30
Abr
Professores no Brasil estão entre mais mal pagos em ranking internacional
Postado por: Anacley Souza / 18:03h

O Brasil é o lanterninha em um ranking internacional que compara a eficiência dos sistemas educacionais de vários países, levando em conta parâmetros como os salários dos professores, as condições de trabalho na escola e o desempenho escolar dos alunos. O ranking é de setembro do ano passado, mas volta à tona no momento em que o governo paranaense aprova uma redução nos benefícios previdenciários dos professores do Estado. A votação da lei elevou as tensões e levou a um tumulto no qual pelo menos 170 pessoas ficaram feridas após a repressão policial de um protesto de professores em Curitiba. Os professores paranaenses estão em greve desde sábado (25 de abril). Em São Paulo, professores da rede estadual estão em greve desde 13 de março, reivindicando reajuste salarial e melhores condições de trabalho. O estudo internacional foi elaborado pela consultoria Gems Education Solutions usando dados dos mais de 30 países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e alguns emergentes, como o Brasil. Nele, o país aparece como um dos últimos em termos de salário pago aos professores, por exemplo. O valor que os educadores brasileiros recebem (US$ 14,8 mil por ano, calculado por uma média de 15 anos e usando o critério de paridade de poder de compra) fica imediatamente abaixo do valor pago na Turquia e no Chile, e acima apenas de Hungria e Indonésia.

Comente agora
30
Abr
Sem acordo com governo, universidades estaduais podem entrar em greve
Postado por: Samile Macedo / 17:44h

O Sindicato dos Docentes das Universidades do Estado (Aduneb) informou indicativo de greve, após Fórum realizado na última segunda-feira (27) em Vitória da Conquista. Com isso, os professores das universidades estaduais: Uneb, Uefs, Uesb e Uesc devem paralisar as atividades. Antes de confirmar a greve, o sindicato tentará mais uma negociação através de assembleia, que acontecerá na próxima quinta-feira (7). O encontro será às 13h30m, tendo como pauta: a avaliação da reunião com o governo - onde não houve proposta de aumento do orçamento - e encaminhamentos necessários para deflagrar a greve. (Metro1)

Comente agora
30
Abr
Meta de novos contratos do Fies foi alcançada, diz ministro da Educação
Postado por: Samile Macedo / 16:40h

O ministro da Educação Renato Janine Ribeiro disse em entrevista ao 'Jornal Hoje' nesta quinta-feira (30) que o governo federal atingiu a meta esperada de novos contratos no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), com cerca de 250 mil adesões. O prazo de inscrição para alunos de faculdades particulares que não têm o Fies termina às 23h59 desta quinta. Para contratos já existentes, a renovação pode ser feita até 29 de maio no site do Fies. "A nossa meta de ter mais de 250 mil alunos no Fies este semestre", disse Janine Ribeiro. Ele disse que quem não está conseguindo fazer a inscrição é porque pode não ter mais vagas disponíveis. Janine Ribeiro destacou ainda que a este número se somam 200 mil alunos que ganharam bolsas de estudos do Prouni, e outros 200 mil que foram aprovados em universidades federais pelo Sisu. "Tudo isso garante uma oferta de vagas pelo governo federal de perto de 700 mil para esse periodo.

Comente agora
30
Abr
Professores aderem à paralisação nacional em Salvador, diz sindicato
Postado por: Samile Macedo / 15:11h

Os professores das redes municipal e estadual de ensino na Bahia aderiram a uma paralisação nacional dos trabalhadores em educação da rede pública nesta quinta-feira (30). Segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB-BA), 80% da categoria aderiu ao movimento em Salvador e no interior. Na capital baiana, os professores se reuniram na Praça Municipal, centro da capital baiana. Na sexta-feira (24) os professores também pararam as atividades para reivindicar reajuste salarial e, em comemoração aos 63 anos do sindicato, da mesma forma que no dia 16, que reivindicavam reajuste salarial e em protesto nacional contra a PL 4330, que amplia a terceirização. "Estamos luta pela regulamentação do Plano Nacional de Educação. 20% deste plano é destinado a valorização do profissional, o pagamento do piso salarial, a implementação da reserva da jornada de trabalho que vai dar uma qualidade maior ao processo de aprendizado, e, também não concordamos com a PL 4330, que amplia a terceirização", informou Marilene Betros, vice-coordenadora da APLB. 

Comente agora
30
Abr
Sem conseguir se inscrever no Fies, aluna acabou sendo vítima de golpe
Postado por: Letícia Oliveira / 08:56h

O prazo para quem não tem o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) fazer a inscrição termina nesta quinta-feira (30) e muitos alunos não conseguiram concluir o cadastro. Foram mais de três meses tentando se inscrever no site do Fies, sem sucesso. Acreditando que o crédito seria liberado, alguns estudantes pagaram as mensalidades de seus cursos em faculdades particulares para não perderem as vagas. Uma jovem chegou a pagar para um desconhecido que dizia conseguir fazer as inscrições, e levou um 'golpe' de R$ 400. Isabella Sousa, de 18 anos, pediu empréstimo no banco para pagar as mensalidades do curso de direito na Universidade José do Rosário Vellano (Unifenas), em Minas Gerais. A mensalidade custa R$ 712 e a estudante tem desconto e paga R$ 530. Procurando pessoas que passassem pelos mesmos problemas com o Fies, a jovem entrou em grupos de redes sociais. Em uma dessas páginas, viu uma postagem de um rapaz que oferecia ajuda para concluir as inscrições.

Comente agora
30
Abr
Docentes param em 10 Estados e 8 redes municipais
Postado por: Letícia Oliveira / 07:18h

A Confederação Nacional dos Trabalhadores de Educação (CNTE) convocou para esta quinta-feira, 30, uma greve nacional dos trabalhadores da categoria. Além da paralisação coordenada, professores das redes estaduais de dez Estados já realizaram greves ou paralisações neste ano por melhorias nas condições de trabalho e reajustes salariais. Ao menos oito redes municipais de educação também pararam as atividades, segundo a CNTE. A secretária-geral da confederação, Marta Vanelli, afirma que movimentos com foco em aumento salarial não têm conseguido avançar. “Quando a questão passa por salário, nenhum governo tem avançado. A diminuição de arrecadação neste ano tem peso, mas o principal é a falta de vontade política”, diz. “Estado pobres, como Acre, Maranhão e Piauí, concederam o reajuste do piso salarial dos professores.” Neste ano, o piso teve uma valorização de 13%. Estados como Santa Catarina, Pará e Pernambuco enfrentam greve. Em São Paulo, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) ainda não ofereceu proposta de reajuste para este ano, e a greve já passa de 40 dias – a adesão, segundo a Apeoesp, principal sindicato da categoria, é de 50% dos professores.

Comente agora
30
Abr
Termina hoje prazo para solicitar o Fies
Postado por: Letícia Oliveira / 07:01h

Termina hoje (30) o prazo para adesão de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Para obter o financiamento, os candidatos devem acessar o Sistema Informatizado do Fies (SisFies). De acordo com o último balanço do Ministério da Educação (MEC), foram firmados 249,9 mil contratos. Os candidatos devem ter obtido pelo menos 450 pontos na média das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não podem ter tirado 0 na redação. O MEC diz que está monitorando o sistema para garantir o pleno atendimento a quem ainda pretende fazer a inscrição. A orientação, em caso de dúvida, é entrar em contato com a central de atendimento, pelo telefone 0800 616161. Segundo os critérios divulgados pelo MEC, os estudantes que pleiteiam financiamento em cursos nota máxima nas avaliações da pasta, que é 5, têm mais chance de obter o financiamento, pois todos as vagas ofertadas pela instituição de ensino serão atendidas.

Comente agora
29
Abr
Novos contratos do Fies podem exigir mínimo de 450 pontos no Enem, diz Supremo
Postado por: Anacley Souza / 21:51h

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta quarta-feira (29) que a comprovação de desempenho mínimo no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) pode ser exigida em novos contratos do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), ao julgar questão sobre critérios para celebração de novos e renovação de antigos contratos. De acordo com a decisão do STF, o MEC (Ministério da Educação) pode exigir média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação diferente de zero no Enem como critério para conceder o financiamento estudantil em instituições de ensino superior. A questão foi levada ao Supremo pelo PSB, que questionou a validade de duas portarias que estabeleceram a pontuação como critério para concessão do financiamento estudantil em instituições de ensino superior. O ministro Luís Roberto Barroso determinou, porém, que a regra não pode ser exigida de alunos que pediram a renovação do contrato. Segundo o MEC, o desempenho mínimo no Enem não é cobrado como condição para o financiamento, apesar de ter sido questionado pelo PSB. “É inegável que a exigência de média superior a 450 pontos e de nota superior à zero na redação do Enem é absolutamente razoável como critério de seleção dos estudantes que perceberão financiamento público para custeio de seu acesso ao ensino superior. Afinal, os recursos públicos – limitados e escassos – devem se prestar a financiar aqueles que têm melhores condições de aproveitamento”, sentenciou Barroso. De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Educação, o Fies registrou 249.954 novos contratos até a noite de ontem (28). O prazo para adesão termina nesta quinta-feira e para as renovações de contratos antigos vai até o dia 29 de maio.

Comente agora
29
Abr
Jequié: Pais de alunos se queixam da falta de professores em escolas
Postado por: Samile Macedo / 16:13h

Pais de estudantes de escolas da rede municipal de Jequié, sudoeste, se queixam da falta de professores nas salas de aula. Nesta quarta-feira (29/4), responsáveis por alunos do distrito do Baixão, localizado na margem da BR-116, reclamaram na Rádio 93 FM da falta de professores na Escola Municipal São Jorge. Alguns pais disseram que podem recorrer ao município vizinho, de Lafaiete Coutinho, para matricular os filhos. De acordo com o Blog do Marcos Frahm, outras localidades da zona rural de Jequié, a exemplo de Limoeiro, não contam com mais de cem professores e cuidadores nas salas de aula. Na zona urbana, algumas creches também não funcionam, como a Creche Dr. Sebastião Azevedo, no loteamento Jardim Tropical, que segue sem funcionar em 2015. Professores aprovados em concurso em 2012 questionam a administração da prefeita Tânia Brito (PP), que, segundo eles, não os convoca, preferindo contratar por seleção temporária, bem como do secretário de educação, João Magno. 

Comente agora
29
Abr
Professores da cidade de Camacan completam 51 dias de greve
Postado por: Samile Macedo / 14:55h

Os professores da rede municipal de Camacan, cidade no sul da Bahia, completam nesta quarta-feira (29) 51 dias de greve, segundo Agnevan Nascimento, presidente da APLB - Sindicato dos Trabalhadores da Educação do município. Eles pedem reajuste salarial de 13,01%, referente ao piso nacional. Ainda de acordo com Nascimento, cerca de seis mil alunos das 29 escolas da cidade só assistiram uma semana de aula em 2015. Ainda nesta quarta-feira, os professores interditaram a BA-270, via que dá acesso à cidade. Depois, eles saíram em caminhada pelas ruas do centro de Camacan. "Queremos o reajuste salarial que é direito nosso de 13,01%. Nós não imaginávamos que a prefeitura não cumpriria uma definição federal. Além disso, a prefeitura entrou na Justiça contra a APLB pedindo ilegalidade da greve. Amanhã queremos fazer uma assembleia, mas ainda não temos dia para voltar [às aulas]", relata Nascimento. Sobre o caso, a prefeitura disse que acionou a Justiça para avaliar se a greve é legal ou não. Informou ainda que só tem condições de dar o reajuste de acordo com a inflação de 6,41%, mas os professores não aceitam. A prefeita ainda não informou se haverá cortes de salários caso a greve continue. 

Comente agora
29
Abr
Prazo para novos contratos do Fies termina nesta quinta-feira
Postado por: Letícia Oliveira / 10:44h

O prazo para quem não tem o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) fazer a inscrição termina nesta quinta-feira (30). As inscrições devem ser feitas no site do Fies. O Ministério da Educação (MEC) prorrogou para 29 de maio o prazo apenas para quem já tem o auxílio e precisa renovar o contrato. Muitos estudantes reclamam que não conseguem fazer a inscrição e temem ficar sem o auxílio ao término do prazo. Para não perder alunos, algumas faculdades têm buscado alternativas. Em Belo Horizonte, uma universidade ofereceu financiamento próprio. Nesse caso, os estudantes pagam 50% das mensalidades durante o curso e a outra metade após a formação. Entretanto, o ministro da Educação Renato Janine Ribeiro alerta que o aluno deve se atentar aos juros e não se endividar além do que pode comprometer sua renda futura. Os alunos que já fazem parte do Fies não podem recorrer a esta opção e devem fazer a renovação.

Comente agora
29
Abr
Ranking traz a USP entre as 100 melhores do mundo em 29 cursos
Postado por: Marcus Augusto Macedo DRT 5719 / 00:18h

Em um ranking internacional que analisou a qualidade de 36 cursos, a Universidade de São Paulo (USP) ficou entre as 100 melhores instituições do mundo em 29 delas. Segundo a lista do QS Quacquarelli Symonds University Rankings divulgada na noite desta terça-feira (28), em oito cursos, a USP é uma das 50 melhores. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou entre as 100 melhores do mundo em 16 cursos (veja o ranking completo)Também aparecem no ranking do QS a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com cinco cursos entre os 100 melhores, a Universidade Estadual Paulista (Unesp), com três cursos,as federais do Rio Grande do Sul (UFRGS), com dois, de Minas Gerais (UFMG) e de São Paulo (Unifesp), com um curso cada, e a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), também com um curso. Dessa vez, 36 cursos foram avaliados (na edição de 2014, 30 delas entraram no ranking), como história, matemática, química e comunicação e estudos de mídia. Na USP, o curso que ficou na maior colocação do ranking por disciplinas foi odontologia. O curso da instituição brasileira é o 12º melhor do mundo, de acordo com o QS. Na Unicamp, o curso de odontologia também ficou entre os 20 melhores e foi listado na 17ª posição. A instituição com sede em Campinas (SP) também teve os cursos de agricultura e silvicultura e de engenharia elétrica e eletrônica destacados entre os 50 melhores. Na USP, além da odontologia, outros sete cursos entraram na lista de 50 melhores do mundo: agricultura e silvicultura, ciências veterinárias, engenharia civil e estrutural, arquitetura, artes e design, filosofia e farmácia e farmacologia. No ano passado, seis cursos ficaram nesse ranking.

58 cursos brasileiros listados: 

Comente agora
28
Abr
Brasil dará "prioridade absoluta" a educação infantil e básica, diz ministro
Postado por: Samile Macedo / 15:41h

As necessidades educacionais dos sistemas infantil e básico serão "prioridade absoluta" do Brasil em um plano para conseguir avançar na cooperação internacional em educação, afirmou o ministro da Educação, Renato Janine, em entrevista à Agência Efe. "A prioridade absoluta do Ministério é onde a educação está mais fraca e precisando mais: na creche, na educação infantil e na educação básica como um todo. Há muito conhecimento gerado internacionalmente com o qual podemos dialogar, conhecer e trocar experiências", declarou Janine. O ministro reiterou que estes setores serão "preeminentes" para a realização de acordos de cooperação internacional por representarem uma prioridade "ética e política" para que a população tenha acesso a serviços básicos - saúde, trabalho e educação. "A injustica social mais grave está na condenação das criancas mais pobres a uma vida de educação baixa, salários baixos, saúde baixa. Em uma sociedade democrática, você não pode conviver e aceitar que uma grande massa não tenha acesso ao que é absolutamente necessário", disse. Sobre o "Ciências sem Fronteiras", o ministro adiantou que não pode garantir novos editais até que seja melhor delimitado o orçamento federal. "Nós não temos uma definição orçamentária final, e com base nisso não sabemos se podemos abrir outros editais, mas quem está no processo, continua", afirmou.

Comente agora
27
Abr
Faculdade oferece 50% de desconto em pós-graduação para servidores do Estado
Postado por: Anacley Souza / 20:36h
Parceiro do Clube de Desconto do Servidor, o Centro Universitário Estácio/FIB oferece aos servidores estaduais que se matricularem em pós-graduações - até 29 de abril - a isenção da primeira mensalidade e um desconto de 50% nas demais, até o fim do curso. São mais de 35 opções de cursos contemplados nas modalidades presencial e a distância (EAD) nas áreas de gestão, saúde, direito, tecnologia e humanas. Com o desconto, a mensalidade do MBA em Administração Pública, por exemplo, que custa R$ 332,30, sai por R$ 166,15. Já a mensalidade da especialização EAD em Direito Civil e Processual Civil custa R$ 299, mas com o benefício o servidor paga R$ 149,50. Para efetuar a matrícula, os servidores interessados devem enviar cópias da carteira de identidade (RG), CPF, comprovante de residência, diploma ou atestado de conclusão para o email fernando.cerqueira@estacio.br.  Para mais informações sobre as parceiras ou envio de propostas, o Clube de Desconto disponibiliza atendimento presencial no SAC Servidor, que funciona no Multishop Boca do Rio, em Salvador, além do telefone (71) 3116-9523 e do e-mail clube.desconto@saeb.ba.gov.br.
Parceiras: Gerido pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb), o clube possui 229 parceiros distribuídos entre 30 segmentos diferentes.
Comente agora
27
Abr
Aprovado em cinco mestrados nos EUA, brasileiro vai para Harvard
Postado por: Samile Macedo / 17:45h

Aos 28 anos, Rafael de Almeida Rosa Andrade fala três idiomas, tem dois livros jurídicos publicados e está prestes a concluir um mestrado na Universidade de São Paulo (USP). Com experiência de 6 anos como advogado, adquiriu credenciais para o sucesso profissional na área. Mas o jovem de Limeira (SP) quer ir além. Mais precisamente para os Estados Unidos, onde foi aprovado em cinco cursos de mestrado e escolheu Harvard. O advogado inicia os estudos no exterior até o final do ano. Além do curso em Cambridge, ele poderia optar por bolsas de estudos obtidas em Yale, Stanford, Columbia e Chicago. Mas fez a escolha por uma experiência "de nível mundial". Em Harvard, o jovem vai estudar em uma turma com 160 alunos de 70 países. A seleção durou mais de seis meses em terras americanas. Formado em direito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), ele conta que a decisão de emendar um mestrado no Brasil com outro no exterior é resultado de uma "curiosidade" acadêmica. "Estou concluindo um curso na USP e pode soar estranho ir aos EUA fazer mais um mestrado, mas a pesquisa que vou desenvolver lá tem um foco diferente. Pretendo compreender melhor determinados aspectos do sistema jurídico norte-americano e dialogar com alguns professores e pesquisadores. Ser aceito significa muito pra mim. É a chance de estar em uma discussão de nível mundial e influenciar mais do que eu esperava em questões relevantes", disse Andrade. 

Comente agora
27
Abr
Escolas municipais ficam sem aula por conta de chuva em Salvador
Postado por: Samile Macedo / 12:28h

A Prefeitura de Salvador decidiu suspender as aulas em escolas municipais na manhã desta segunda-feira (27), por conta da forte chuva que atinge a cidade desde a madrugada. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, algumas escolas precisaram suspender as aulas devido alagamentos ao redor das unidades e pela dificuldade de locomoção de alguns alunos. A secretaria ainda não informou quais escolas estão em funcionamento, mas orientou que as unidades acolham os estudantes e sigam com aulas normalmente. Os alunos que não conseguirem chegar não serão prejudicados. A situação deve ser normalizada na tarde de hoje, caso a chuva passe. De acordo com informações da Codesal, já foram registrados 71 pedidos de socorro até às 11h51 desta segunda-feira na capital. Um dos casos de deslizamentos de terra resultou na morte de três pessoas, que tiveram as residências atingida pela terra na região de San Martin. Nas principais avenidas da cidade o trânsito apresenta muita lentidão. A Transalvador chama atenção dos motoristas ao transitar pelos bairros da Boca do Rio, Narandiba, Caixa D'Água, Liberdade, Queimadinho, Bonfim e na Barros Reis, assim como na região do Bompreço de Armação, Amaralina, Magalhães Neto por conta do volume de água nos locais. (Correio)

Comente agora
27
Abr
Prazo para quem não tem o Fies fazer a inscrição termina nesta quinta-feira
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:38h

O prazo para quem ainda não tem contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está acabando. As inscrições para novos contratos devem ser feitas até esta quinta-feira (30) no site do Fies. Na semana passada, o Ministério da Educação prorrogou para 29 de maio o prazo apenas para quem já tem o auxílio e precisa renovar o contrato. Muitos estudantes reclamam que não conseguem fazer a inscrição e temem ficar sem o auxílio ao término do prazo. Em Piracicaba (SP), estudante de direito da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) encaminhou ao Ministério Público Federal (MPF) um pedido de ação civil pública com liminar junto ao Judiciário. Segundo o universitário César Sacconi Falcão, de 35 anos, o requerimento representa a dificuldade de 1,2 mil alunos que desde janeiro não conseguem se inscrever no Fies.

Comente agora
26
Abr
Jovem deficiente auditivo se forma professor de matemática no ES
Postado por: Samile Macedo / 07:59h

A formatura do curso de matemática do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) desta sexta-feira (24) teve um caso especial. Rafael da Cunha se tornou o primeiro professor deficiente auditivo de matemática formado no estado. Rafael perdeu a audição após tomar dez injeções para tratar um problema nos rins quando tinha 3 meses de vida. A limitação não impediu que o jovem estudasse durante 4 anos para realizar o sonho de ser professor. Rafael era o único deficiente auditivo da turma e era acompanhado por tradutores de libra, a linguagem dos sinais. Havia dias em que eles não iam às aulas e Rafael arranjou uma solução. Ele então ensinou a linguagem à colega Jenifer Stofel. "Com muita paciência foi me ensinando e agora às vezes quando não tem intérprete ou precisa de alguma ajuda pra aprender alguma matéria, eu tento ajudar um pouquinho", conta.

Comente agora
25
Abr
Veja 5 dicas valiosas para se adaptar ao ensino a distância
Postado por: Samile Macedo / 09:47h

Segundo o Censo da Educação Superior 2013, realizado pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), existem mais de 1,2 mil cursos a distância no Brasil. Em 2003, havia 52. Isso significa que, hoje, a modalidade a distância representa 15% nas matrículas de graduação. Para o professor da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília Elicio Bezerra Pontes, muitas pessoas ainda veem este tipo de ensino como um curso mais fácil ou de qualidade inferior. “Muito pelo contrário. O ensino a distância exige ainda mais seriedade, dedicação e organização”, afirma Pontes. A coordenadora Central de Educação a Distância da PUC-RIO, Gilda Bernardino de Campos, afirma que a procura por um curso a distância geralmente vem de alguém que mora longe das instituições de ensino, adultos que querem realizar uma graduação e que não têm tempo para frequentar as aulas presenciais. Seja qual for o motivo, é importante que o estudante tenha em mente algumas dicas que facilitarão a adaptação com esse tipo de ensino.

ResponsabilidadePara ter um bom desempenho nos estudos é necessário responsabilidade, seja curso presencial ou não. Contudo, estudar a distância vai exigir um pouco mais do seu comprometimento, visto que o seu aprendizado vai depender exclusivamente do seu empenho. É muito importante que você leve a sério e seja responsável com os prazos para a entrega dos trabalhos e provas para um bom aproveitamento. 

Comente agora
25
Abr
Estudantes da Ucsal reclamam de assaltos e realizam protesto
Postado por: Samile Macedo / 09:11h

Esconda o seu celular, pegue o primeiro ônibus que passar ou peça carona solidária a algum colega. Essas são algumas dicas dadas por estudantes da Universidade Católica do Salvador (Ucsal), que têm aulas no campus de Pituaçu, para evitar os roubos e arrastões frequentes na região. Segundo eles, o local preferido pelos assaltantes, na Avenida Pinto de Aguiar, é o ponto de ônibus que fica no sentido Paralela. Ele fica afastado de locais mais movimentados e é pouco iluminado, o que facilita a ação dos criminosos. “Geralmente, eles vêm de carro. Descem e anunciam o assalto. Levam as bolsas e mochilas de todo mundo”, conta a aluna de Administração Ananda Pires, 20 anos. Ainda conforme os estudantes, algumas vezes os roubos acontecem mais de uma vez no dia, como nos últimos dias 17 e 21 de abril. Os horários em que há mais ataques, segundo contam, são entre 10h e 11h e em qualquer momento depois que anoitece. No último assalto, ocorrido anteontem, os ladrões mudaram de tática. “Eles chegaram de moto. Quatro homens em duas motos pararam no ponto, deram voz de assalto e levaram as bolsas do pessoal”, contou Ananda. 

Comente agora
25
Abr
Professores da rede estadual decidem manter greve em SP
Postado por: Samile Macedo / 07:21h

Os professores da rede estadual de ensino decidiram nesta sexta-feira (24) que continuarão com a greve iniciada em 13 de março. A assembleia da categoria ocorreu em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Habitualmente, ela era feita no vão-livre do prédio. Mas, nesta sexta-feira, foram proibidos de fazer a reunião no local. Eles reivindicam, principalmente, aumento salarial de 75,33%. "Isso demonstra a disposição de luta dos professores depois do reajuste de 0% dado pelo secretário da Educação. Se ele não apresenta reajuste, isso significa que é reajuste de 0%", disse Maria Izabel Azevedo Noronha, a Bebel, presidente do Sindicato dos Professores no Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). Momentos antes do início da assembleia, quando havia poucos professores, os policiais militares ocuparam o vão-livre, criaram uma barreira e foram retirando os manifestantes do local, afastando-os em direção à Avenida Paulista, onde a assembleia foi feita. A ação policial não sofreu resistência dos grevistas. Um dos responsáveis pela operação, um capitão da Polícia Militar (PM), que não quis se identificar, disse que a ação foi feita por solicitação do Masp, que reclama do barulho dos carros de som que estão provocando danos à estrutura do museu.

Comente agora
24
Abr
Interditado por falta D'água, Aulas no Colégio Thales de Azevedo devem ser retomadas na segunda
Postado por: Anacley Souza / 22:54h

As aulas no Colégio Estadual Thales de Azevedo, em Salvador, deverão ser retomadas na próxima segunda-feira (27), informou a Secretaria Estadual de Educação. A escola está sem funcionar desde o dia 7 de abril por conta da suspeita de contaminação da água, devido ao rompimento de um cano de esgoto que passa no subsolo da unidade escolar. Conforme a Secretaria de Educação, as aulas serão retomadas porque a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) emitiu um laudo atestando a qualidade da água e garantindo que não há mais risco de contaminação. No entanto, a Embasa informou que "por liberalidade" visitou a escola na quinta-feira (23), para cooperar na avaliação das condições da rede interna de esgoto, mas não realizou coleta da água do reservatório da escola para análise e emissão de laudo. Segundo a empresa, o trabalho foi feito por uma empresa particular contratada pela própria escola. Conforme a Embasa, os transtornos na escola foram em consequência de um problema na rede interna de esgoto, cuja manutenção é de responsabilidade da instituição de ensino. A Embasa afirma ainda que as redes públicas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário operadas pela empresa funcionam normalmente, sem alterações de qualidade da água distribuída nos locais. (G1 Bahia)

Comente agora
24
Abr
Professores do estado contrariam paralisação da APLB e postam fotos no trabalho
Postado por: Samile Macedo / 15:55h

Mesmo com a divulgação do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (APLB-BA), de que nesta sexta-feira (24) haveria paralisação das atividades escolares do estado, em protesto a lei da terceirização e o reajuste salarial, muitos professores deram aula. O conflito entre sindicato e parte da categoria se estende desde a primeira assembleia que definiu as datas das paralisações, onde APLB e professores do estado definiram datas diferentes. O Metro1 recebeu cerca de cem fotos de professores que foram trabalhar nesta sexta, provando que estavam atuantes. São escolas das cidades de Coaraci, Vitória da Conquista, Ubatã, Mairi e Salvador. Em Mairi, professores do Colégio Estadual Abelardo Moreira trabalharam de preto, bem como em diversos outros municípios, em repúdio ao sindicato. Em nota, os professores contrários a APLB declararam que "o sindicato resolve passar por cima das deliberações aprovados pelos conjuntos das assembleias regionais, com piso (13.01%) mais correção da inflação (6,41%) e paralisação nos dias 15, 16 e 17. Por isso, nós, trabalhadores da rede pública estadual viemos a público repudiar a direção da APLB. Hoje dia 24 aula normal." Em contato com o Metro1, Rui Oliveira, coordenador da APLB disse que o movimento dos professores é uma "pequena oposição" com fins políticos.

Comente agora
24
Abr
Renato Janine garante renovações e pede desculpas por falhas no Fies
Postado por: Letícia Oliveira / 10:59h

Na manhã desta sexta-feira (24), o ministro da Educação Renato Janine Ribeiro garantiu, em entrevista ao Bom Dia Brasil, que todos os empréstimos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) serão renovados e pediu desculpas pelas falhas. O Ministério da Educação (MEC) decidiu ampliar o prazo para a renovação do crédito estudantil para 29 de maio. O adiamento foi oficializado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União. Durante a entrevista, o ministro admitiu falhas no sistema. "Houve uma falha sim, apesar de estar chegando há pouco tempo. Nós temos, enquanto MEC, que pedir desculpas. Nós estamos apurando, já notamos que houve ataques de hackers, o que não é raro em grandes plataformas, no Enem isso acontece também”, afirmou Janine. A garantia de renovação dos contratos se estende aos alunos que estudam em faculdades que aumentaram a mensalidade acima da inflação. "Vai ser renovado mesmo nesses casos. O governo vai discutir com a instituição, vai querer justificativas para o aumento. Se não considerar a justificativa, tomará outras medidas, mas de qualquer forma não vai penalizar o aluno."

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com