Voz


PodCast



Enquete





Blog

Política

Bancada do PSD sinaliza apoio a projetos de Bolsonaro

Política  Postado por Aline Souza - 11/12 21:30h
Bancada do PSD sinaliza apoio a projetos de Bolsonaro

Foto: Ananda Borges / Câmara dos Deputados

Integrantes da bancada de deputados federais do PSD se reuniram na tarde desta terça-feira (11) com o presidente eleito Jair Bolsonaro, em Brasília. Segundo o líder do partido na Câmara, Domingos Neto (CE), a bancada deverá atuar de forma independente no Legislativo, mas tende a apoiar os principais projetos do futuro governo. "Na grande maioria [da bancada], existe um sentimento de acompanhar [as principais propostas de Bolsonaro], em tese, mas como essas propostas ainda não estão no papel, são pontuais as divergências. No geral, existem muito mais causas que nos aproximam do que causas que nos afastam. Isso é evidente na nossa bancada", afirmou. 

Comente agora

“Não troco minha dignidade pela minha libertação”, diz ex-presidente Lula em carta

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 11/12 13:27h
“Não troco minha dignidade pela minha libertação”, diz ex-presidente Lula em carta

Foto: Agência Brasil

Oito meses após se entregar à Polícia Federal no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em São Bernardo do Campo (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escreveu uma carta para ser lida a apoiadores nesta última segunda-feira (10/12). O petista repetiu que é vítima de uma condenação injusta e manifestou desejo pelo dia do “reencontro” com militantes. “Hoje tenho certeza de que tenho o sono mais leve e a consciência mais tranquila do que aqueles que me condenaram. Não quero favores; quero simplesmente justiça. Não troco minha dignidade pela minha libertação”, diz a carta de Lula, lida pelo ex-candidato do PT à Presidência Fernando Haddad. No dia em que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, foi diplomado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente petista escreveu que é ele quem deveria ter sido eleito. “O Brasil e o mundo sabem que os procuradores da Lava Jato, o Sérgio Moro e o TRF-4 armaram uma farsa judicial para impedir que eu fosse eleito presidente mais uma vez, como era a vontade da maioria dos eleitores.” Lula disse ainda que pensa todos os dias no futuro do País e que a defesa dos direitos humanos vai continuar. Apoiadores confeccionaram um tapete vermelho de 100 metros bordado com mensagens de apoio ao ex-presidente para, segundo Haddad, ser usado para Lula caminhar na saída da prisão em Curitiba quando for solto. No Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento de um pedido de habeas corpus da defesa do petista foi interrompido na semana passada. (Aratu)

Comente agora

Após fim de comissão, projeto da Escola de Partido será arquivado

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 11/12 13:18h
Após fim de comissão, projeto da Escola de Partido será arquivado

Foto : Lula Marques/AGPT

O presidente da comissão especial da Câmara dos Deputados que discute o projeto conhecido como Escola Sem Partido, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), encerrou hoje (11) os trabalhos do colegiado sem a votação do parecer do relator. Com isso, de acordo com o portal G1, não haverá mais reunião da comissão e o projeto será arquivado. A proposta ganhou os holofotes nos últimos anos e foi alvo de polêmica por tentar proibir a manifestação de posicionamentos políticos e ideológicos de professores em sala de aula. O texto também tentava barrar a discussão de gêneros nas escolas. “Quem está sepultando o projeto nesta legislatura, não é a oposição. Quem não está deliberando é quem tem maioria neste parlamento que não comparece", afirmou Marcos Rogério. (Metro1)

Comente agora

Flávio Bolsonaro pode virar alvo de CPI

Política  Postado por Willyam Reis - 11/12 07:36h
Flávio Bolsonaro pode virar alvo de CPI

Foto: © Sergio Moraes / Reuters

Deputados que formarão oposição ao governo de Jair Bolsonaro, de partidos como PT, PSOL e PCdoB, movimentam-se nos bastidores para a criação de uma CPI que investigue o senador Flávio Bolsonaro (PSL) pelas movimentações financeiras de um de seus ex-assessores, o policial Fabrício de Queiroz, consideradas "atípicas" pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Segundo a revista Veja, a ideia ainda não saiu do papel mas deve ganhar corpo a partir de hoje (11), com a chegada de parlamentares a Brasília. Segundo o Coaf, Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão ao longo de um ano, quantia incompatível com seus rendimentos. No período, ele realizou o equivalente a um saque bancário a cada dois dias. Também chamou a atenção o repasse de um cheque de R$ 24 mil a Michelle Bolsonaro, esposa do presidente eleito, Jair Bolsonaro. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Bolsonaro leva pastor ao TSE, promove oração e causa constrangimento

Política  Postado por Willyam Reis - 10/12 22:00h
Bolsonaro leva pastor ao TSE, promove oração e causa constrangimento

Foto: © Reuters

Jair Bolsonaro levou um pastor evangélico à cerimônia de diplomação, ocorrida nesta segunda-feira (10) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo o colunista Bernardo Mello Franco, do jornal “O Globo”, o presidente pediu ao religioso que fizesse uma oração, antes do início da solenidade. O breve culto foi realizado em uma sala reservada aos ministros da Corte. Ainda de acordo com o colunista mencionado acima, a oração deixou alguns dos presentes constrangidos. Um ministro chegou a dizer que o local não é apropriado para manifestações religiosas. No momento da oração, estavam presentes na sala Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e Eunício Oliveira, presidente do Senado. O pastor em questão é Josué Valandro, da Igreja Batista Atitude, que fica na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Assessor do filho de Bolsonaro comandará a Secom, confirma Bebianno

Política  Postado por Willyam Reis - 10/12 18:27h
Assessor do filho de Bolsonaro comandará a Secom, confirma Bebianno

Foto: © REUTERS

O futuro ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, confirmou nesta segunda (10) que a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) não ficará mais sob sua responsabilidade e será vinculada à Secretaria de Governo. À frente da Secom ficará o publicitário Floriano Barbosa de Amorim Neto, assessor do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro. As duas informações foram antecipadas na última sexta-feira pela Agência Brasil. Barbosa trabalha com a família há pelo menos três anos, no gerenciamento das redes sociais do deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e do próprio presidente eleito. A Secom estará ligada ao general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que comandará a Secretaria de Governo.

Comente agora

Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles que não votaram nele

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/12 16:56h
Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles que não votaram nele

Foto: Reprodução/NBR

No discurso de diplomação, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, prometeu hoje (10) governar para todos, sem qualquer distinção ou dicriminaçao. Bolsonaro pediu a confiança daqueles que não votaram nele. Também afirmou que o voto popular é um “compromisso inquebrantável”. Segundo ele, a construção de uma nação mais justa depende da “ruptura de práticas que retardaram o progresso no país”, como mentiras e manipulação. “A partir de 1º de janeiro, serei o presidente dos 210 milhões de brasileiros. Governarei em benefício de todos sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade ou religião”, afirmou o presidente eleito durante a cerimônia de diplomação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Bolsonaro disse que a diplomação representa o reconhecimento da decisão do eleitorado brasileiro, em “eleições livres e justas”. Agradeceu o trabalho da Justiça Eleitoral, o apoio da família e os 57 milhões de votos. Em primeiro lugar, agradeceu a Deus por estar vivo, após ter sido esfaqueado no início da campanha eleitoral.  Afirmou que cumprirá sua determinação de transformar o país em um local de justiça social. “Eu me dedicarei dia e noite a um objetivo que nos une: a construção de um Brasil justo, seguro e que ocupe o lugar que lhe cabe no mundo.”

Democracia

Comente agora

Presidente eleito Jair Bolsonaro é diplomado no TSE

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/12 16:00h
Presidente eleito Jair Bolsonaro é diplomado no TSE

Foto:  REUTERS / Adriano Machado (Foto de arquivo) 

O presidente eleito Jair Bolsonaro recebeu nesta segunda-feira (10) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o diploma com o resultado que o elegeu presidente da República. O vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão, também participou da cerimônia, que aconteceu no plenário do TSE, em Brasília. A diplomação atesta que Bolsonaro foi eleito pelo povo e está apto a tomar posse no dia 1º de janeiro de 2019. Os diplomas foram assinados pela presidente do Tribunal Superior Eleitoral, a ministra Rosa Weber, que entregou os documentos ao presidente eleito e ao vice Mourão. Depois disso, Bolsonaro fez um discurso na casa. "Em primeiro lugar, quero agradecer a Deus por estar vivo e também por essa missão à frente do Executivo. Tenho certeza que ao lado dele venceremos os obstáculos", começou o capitão reformado. "Não poderia estar mais honrado com a confiança demonstrada pelo povo brasileiro", acrescentou o presidente eleito, ressaltando que sua trajetória passa pela defesa "dos valores da família" e da "soberania nacional". Bolsonaro também pediu a confiança dos que não o apoiaram nas eleições e prometeu. "Governarei em benefício de todos". Ele encerrou o discurso fazendo referência a um de seus lemas de campanha: "Brasil deve estar acima de tudo. Que Deus abençoe o nosso país e a todos nós brasileiros", finalizou. Jair Bolsonaro foi eleito no segundo turno das eleições gerais com 57,7 milhões votos, contra 47 milhões de Fernando Haddad, do PT. (Notícias ao Minuto)

Comente agora

Moro justifica silêncio sobre movimentações financeiras de Bolsonaro: 'Inapropriado'

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/12 13:19h
Moro justifica silêncio sobre movimentações financeiras de Bolsonaro: 'Inapropriado'

Foto : Pedro França/Agência Senado

O ex-juiz federal Sérgio Moro, futuro superministro da Justiça do Governo Bolsonaro, falou pela primeira vez sobre o relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontou movimentação atípica de R$ 1,2 milhão em uma conta do ex-policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz. Ele é ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) – filho mais velho do presidente eleito. As movimentações ocorreram entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.  Futuro titular da pasta, Moro disse que o ministro da Justiça não deve interferir em casos concretos ao ser questionado sobre como enxerga o relatório. "Vou colocar uma coisa bem simples. Fui nomeado para ministro da Justiça. Não cabe a mim dar explicações sobre isso. Eu acho que o que existia no passado de um ministro da Justiça opinar sobre casos concretos é inapropriado", declarou. (Metro1)

Comente agora

‘O mais importante é me resolver com Deus’, diz Onyx sobre caixa 2

Política  Postado por Willyam Reis - 10/12 08:48h
‘O mais importante é me resolver com Deus’, diz Onyx sobre caixa 2

Foto: Antônio Cruz/Ag. Brasil

O futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), disse, ao programa Canal Livre, da Band, que o mais importante para ele é se “resolver com Deus” sobre o caso do recebimento de caixa dois da JBS. A entrevista com Onyx foi exibida no início da madrugada desta segunda-feira (10). Na sexta-feira (7) em entrevista coletiva com jornalistas em São Paulo, o ministro disse que “resolver” o caso com a autoridade divina “é importante” para ele. Segundo delatores da JBS, o futuro chefe da Casa Civil teria recebido R$ 100 mil em 2012 e R$ 200 mil em 2014 para campanhas eleitorais, e ele próprio já admitiu ter usufruído dos recursos. O caso é investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que obteve a autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o caso na semana passada.

Comente agora

Conheça as opções de Bolsonaro para se acertar com a Receita Federal

Política  Postado por Willyam Reis - 10/12 07:03h
Conheça as opções de Bolsonaro para se acertar com a Receita Federal

Foto: © Tânia Regô / Agência Brasil

O futuro presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, terá de se acertar com a Receita Federal por não ter declarado os R$ 40 mil recebidos do ex-assessor de seu filho, Fabrício José de Queiroz. O dinheiro, segundo ele, refere-se ao pagamento de um empréstimo e não foi declarado "porque foi se avolumando", ou seja, não teria sido pago de uma só vez. "Não posso de um ano para o outro, ah, mais 10 mil, mais 15 mil”, explicou à Folha de S. Paulo. Diante do imbróglio, o presidente eleito tem duas opções para resolver a pendência com o fisco. Uma delas é retificar sua declaração de Imposto de Renda, acrescentando o recebimento dos R$ 40 mil. Desta forma, ele não seria punido. A segunda seria esperar que a Receita Federal entrasse em contato exigindo explicações. Se isso ocorrer, Bolsonaro teria de pagar o imposto e, ainda, uma multa por conta da omissão. “Se eu errei, eu arco com a minha responsabilidade perante o fisco, sem problema nenhum”, afirmou o eleito. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Wagner diz que Ciro virou 'exímio atacante' contra PT

Política  Postado por Aline Souza - 09/12 13:45h
Wagner diz que Ciro virou 'exímio atacante' contra PT

Foto : Ricardo Stuckert

Ex-governador da Bahia e senador eleito, Jaques Wagner afirmou não saber por quais motivos o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, virou "exímio" atacante contra o PT. "O PT entendia que, para chegar ao segundo turno, o candidato dependia do apoio do Lula, que foi uma coisa mal trabalhada. Se foi mal trabalhada pelo PT, foi mal trabalhada também pelo Ciro. Só não entendo porque ele virou exímio atacante contra o PT.

Comente agora

Em pé de guerra, PSL vive ameaça de isolamento

Política  Postado por Aline Souza - 08/12 09:15h
Em pé de guerra, PSL vive ameaça de isolamento

Foto: Jardiel Carvalho - 7.dez.2018/Folhapress

Um meio a uma disputa interna dentro do seu partido, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, deve fazer uma reunião com os deputados federais do PSL na próxima quarta-feira (12), em Brasília. O objetivo é tentar apaziguar os ânimos na segunda maior bancada da Câmara dos Deputados, com 52 parlamentares eleitos, que também está sob ameaça de isolamento devido à articulação para a formação de um "blocão" por várias outras legendas. Na onda da eleição de Bolsonaro, o até então nanico PSL —1 deputado eleito em 2014— pulou para 52 cadeiras na próxima legislatura, que tem início em fevereiro.

Comente agora

Governo Bolsonaro quer Previdência com regime de capitalização, garante Onyx

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 07/12 22:00h
Governo Bolsonaro quer Previdência com regime de capitalização, garante Onyx

Foto: Divulgação

O governo Bolsonaro vai realizar reformas da Previdência e dos sistema tributário de acordo com o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Ele garantiu que a equipe do futuro ministro da área Econômica, Paulo Guedes, estuda uma reforma previdenciária que corrija privilégios e permita um regime de capitalização que aumente a poupança interna. "Governo dará passo para trás para que os brasileiros possam dar muitos passos à frente", afirmou Lorenzoni A afirmação foi feita nesta sexta-feira (7), durante um evento com empresários em São Paulo. De acordo com o Estadão, o futuro ministro Paulo Guedes também foi convidado, mas, não pode comparecer em decorrência de uma gripe. "Ele está em repouso", explicou Lorenzoni. (Bahia Notícias)

Comente agora

Temer anuncia intervenção federal em Roraima até o fim do ano

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 07/12 21:00h
Temer anuncia intervenção federal em Roraima até o fim do ano

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Michel Temer determinou a intervenção federal no estado de Roraima, em virtude da crise na segurança pública e penitenciária no estado até 31 de dezembro. A decisão do presidente foi anunciada na noite desta sexta-feira (7), em reunião com ministros no Palácio da Alvorada. presidente Michel Temer determinou a intervenção federal no estado de Roraima, em virtude da crise na segurança pública e penitenciária no estado até 31 de dezembro. A decisão do presidente foi anunciada na noite desta sexta-feira (7), em reunião com ministros no Palácio da Alvorada. Agentes penitenciários do estado deixaram de trabalhar e policiais civis deflagraram paralisação de 72 horas em razão de meses de salários atrasados. Os policiais militares, que não podem fazer greve, receberam o apoio de suas esposas, que bloquearam as entrada e saída de batalhões como forma de protesto.  Temer conversou com a governadora de Roraima, Suely Campos, e explicou que a intervenção federal foi a única saída para o problema. “Eu há pouco falei com a senhora governadora e disse que a única hipótese para solucionar essa questão, especialmente aquela de natureza salarial, seria decretar a intervenção até a posse do novo governador.

Comente agora

Sindsefaz considera “madura” decisão do governo de manter Teto de Desembargador no Estado

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 07/12 20:40h
Sindsefaz considera “madura” decisão do governo de manter Teto de Desembargador no Estado

Foto: Paulo Victor Nadal

O governo do Estado vai modificar a PEC que trata do Teto Salarial no Estado. A proposta que foi enviada à Assembleia Legislativa no último dia 29 de novembro propunha alterar o teto de salários da Bahia, que estava vinculado ao vencimento de desembargador, passando para o vencimento de governador. A mudança se deu após uma semana de intensas mobilizações dos fazendários e várias articulações com a liderança do Governo na Assembleia, com a Casa Civil, a Secretaria de Administração e a Presidência da Alba. Agora, serão consideradas as decisões que beneficiam categorias que conquistaram na justiça o direito ao Teto de Desembargador. É o caso dos fazendários do Estado, que estão resguardados por uma ação vitoriosa do Sindsefaz (Sindicato dos Fazendários do Estado da Bahia), que transitou em julgado desde 22 de agosto de 2016. Para o Sindicato, foi uma vitória dos fazendários. Mas foi também uma atitude madura do governo, que voltou atrás após perceber que tal medida provocaria mais danos que benefícios. “A mudança do teto traria uma economia de 0,17% na folha salarial do Estado, mas em contrapartida, iria provocar um colapso nas contas públicas, caso se confirmasse a aposentadoria de centenas de fazendários, com impactos diretos na arrecadação”, diz Cláudio Meirelles, diretor de Organização do Sindsefaz.

Comente agora

‘Nada de mais’, diz Nilo sobre Zé Rocha dar camisa do Vitória a Bolsonaro

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 07/12 18:20h
‘Nada de mais’, diz Nilo sobre Zé Rocha dar camisa do Vitória a Bolsonaro

Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

Conselheiro e torcedor ilustre do Esporte Clube Vitória, o deputado federal eleito Marcelo Nilo (PSB) não viu problemas no ato do deputado federal José Rocha (PR), ex-presidente do Leão, que presenteou o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) com uma camisa do clube. A torcida organizada Brigada Marighella informou que “repudia veementemente” a ação do líder do PR na Câmara dos Deputados. Mesmo filiado a um partido de oposição a Bolsonaro, Nilo afirmou não ver “nada de mais” no episódio. “Eu não daria [a camisa], mas é direito dele”, opinou. Ao contrário da organizada, Nilo não reclamou da associação da imagem do clube baiano ao presidente eleito. “Eu acho que Bolsonaro é Palmeiras, e nós devíamos dar a camisa a pessoas que torcem pelo clube”, argumentou o ex-presidente da Assembleia. Rocha anunciou na última quarta-feira (5) que o PR vai integrar a base do futuro governo. (Bahia.Ba)

Comente agora

Meirelles aceita convite de Doria para ser secretário da Fazenda de SP

Política  Postado por Aline Souza - 07/12 17:59h
Meirelles aceita convite de Doria para ser secretário da Fazenda de SP

Foto : José Cruz/Agência Brasil

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MBD) aceitou ontem (5) o convite do governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), para comandar a Secretaria da Fazenda na gestão do tucano. O convite já havia sido feito há algum tempo por Doria e o anúncio oficial deve acontecer até a próxima segunda-feira (10). A informação foi divulgada hoje (6) pelo jornal O Globo. Meirelles foi presidente do Banco Central durante governo de Lula e assumiu o Ministério da Fazenda na gestão de Michel Temer. O político concorreu, ainda, às eleições presidenciais deste ano. (Metro )

Comente agora

Moro escolhe superintendente do Paraná como chefe da PRF

Política  Postado por Aline Souza - 07/12 14:29h
Moro escolhe superintendente do Paraná como chefe da PRF

 Foto: Polícia Rodoviária Federal / Divulgação

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou nesta sexta (7) que a Polícia Rodoviária Federal será chefiada pelo atual superintendente da PRF no Paraná, Adriano Marcos Furtado. As informações são da TV Globo. Segundo Moro, o policial de carreira tem uma gestão muito elogiada à frente da PRF no Paraná e nas parcerias com a Polícia Federal. “É uma pessoa absolutamente habilitada, técnica, em condições de fazer continuar a integração das atividades da segurança pública”, disse o futuro ministro. 

Comente agora

Justiça reprova contras do DEM da Bahia e pune partido

Política  Postado por Aline Souza - 07/12 13:49h
Justiça reprova contras do DEM da Bahia e pune partido

Foto: Divulgação

O juiz do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Jatahy Fonseca Júnior, reprovou as contas do Democratas baiano, que é comandado no estado pelo deputado federal José Carlos Aleluia e nacionalmente pelo prefeito de Salvador, ACM Neto. Segundo o Diário Oficial da Justiça, não houve comprovação da regularidade da utilização de parte do recurso recebido pelo DEM do Fundo Partidário.

Comente agora

Pressionada pelo Governo, Coordenadora Geral do Planserv alega motivos pessoais para demissão

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 06/12 19:55h
Pressionada pelo Governo, Coordenadora Geral do Planserv alega motivos pessoais para demissão

Foto: Marco Correia / Varela Notícias

O Planserv confirmou por meio de nota que a coordenadora geral da assistência, Cristina Cardoso, formalizou o pedido de demissão do cargo nesta quinta-feira (06). No entanto, sua exoneração ainda não foi confirmada. O Planserv acrescentou no comunicado que o pedido de exoneração aconteceu “por questões pessoais […] aproveitando o final da primeira gestão do atual Governo”. O Varela Notícias apurou, no entanto, que Cristina pediu para sair em função da proposta enviada pelo Governo para a Assembleia Legislativa na qual diminuiu em 50% a participação do Estado no custeio do plano de saúde. Ela não foi informada da decisão antes do governador enviar para a Casa Legislativa. Na tarde desta quinta, também segundo apurou o VN, o Governo pressionou Cristina a alegar publicamente questões pessoais para apresentar o pedido de demissão. “Agradeço muito a oportunidade, espero ter contribuído, pois dei o meu melhor. Também nego as notícias atribuindo a minha saída a qualquer outro motivo”, afirmou Cristina Cardoso na nota. (Varela)

Comente agora

Em entrevista à BBC, Lula diz que Moro fez política e agora se beneficia disso

Política  Postado por Willyam Reis - 06/12 18:02h
Em entrevista à BBC, Lula diz que Moro fez política e agora se beneficia disso

Fotos: José Cruz-Agência Brasil/Ricardo Stuckert-PT/edição bahia.ba

Em entrevista à emissora de TV britânica BBC (por meio de carta), o ex-presidente Lula acusa o juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça no governo Jair Bolsonaro, de ter agido “politicamente” no decorrer de sua condenação no âmbito da Operação Lava Jato. Para Lula, o processo para prendê-lo visava retirá-lo da disputa presidencial. “Então, Moro fez política e não justiça, e agora se beneficia disso. Bolsonaro só ganhou porque não concorreu contra mim”, disse o ex-presidente. A entrevista foi publicada nesta quinta-feira (6). O ex-presidente foi condenado por Moro, à época juiz de primeira instância, a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). Na segunda instância, julgado por desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), de Porto Alegre, o petista teve a pena aumentada para 12 anos e um mês. Proibido de dar entrevistas presenciais ou por telefone, Lula respondeu a perguntas feitas por carta pelo jornalista brasileiro Kennedy Alencar, para um documentário da BBC, informou a emissora. (bahia.ba)

Comente agora

Coaf aponta movimentação atípica na conta de ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Política  Postado por Willyam Reis - 06/12 17:25h
Coaf aponta movimentação atípica na conta de ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Foto: Divulgação

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou movimentação atípica de R$ 1,2 milhão em uma conta de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), que é filho mais velho do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o jornal Estado de São Paulo, o documento foi anexado pelo Ministério Público Federal (MPF) na investigação “Furna da Onça”, que apura a participação de deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) em um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e loteamento de cargos públicos. Flávio Bolsonaro atualmente é deputado estadual. De acordo com a publicação, Fabrício José Carlos de Queiroz foi exonerado do gabinete do parlamentar no dia 15 de outubro deste ano. O Coaf informou que foi comunicado das movimentações de Queiroz pelo banco porque elas são “incompatíveis com o patrimônio, a atividade econômica ou ocupação profissional e a capacidade financeira” do ex-assessor. Uma das transações na conta de Queiroz citadas no relatório do Coaf é um cheque de R$ 24 mil destinado à futura primeira-dama Michelle Bolsonaro. A compensação do cheque em favor da mulher de Bolsonaro aparece na lista sobre valores pagos. (BN)

Comente agora

Damares Alves será ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos

Política  Postado por Willyam Reis - 06/12 15:52h
Damares Alves será ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos

Foto: © Reprodução / YouTube 

A pastora e advogada Damares Alves foi confirmada na chefia do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O anúncio foi feito pelo ministro extraordinário e coordenador da equipe de transição do governo, Onyx Lorenzoni, na tarde desta quinta-feira, 6. A pasta, ainda segundo o ministro, deve ficar responsável pela Fundação Nacional do Índio (Funai). O convite de Bolsonaro à pastora, na semana passada, provocou atrito com a bancada evangélica. Damares foi assessora do senador Magno Malta (PSC-ES), que não conseguiu se reeleger e não foi chamado para compor o primeiro escalão do novo governo. Nesta quarta-feira, 5, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse que as portas "estão abertas" para Malta, mas que não seria "adequado" colocá-lo à frente de um ministério. Com informações do Estadão.

Comente agora

Indígenas tentam reunião com Bolsonaro para pedir Funai na Justiça

Política  Postado por Willyam Reis - 06/12 14:50h
Indígenas tentam reunião com Bolsonaro para pedir Funai na Justiça

Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil

Levados ao centro das discussões na transição de governo, lideranças indígenas tentam ser recebidas nesta quinta-feira (6) pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Representantes da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) elaboraram uma carta com reivindicações. A permanência da Funai (Fundação Nacional do Índio) e a continuidade da demarcação de terras indígenas são tratadas como pautas prioritárias pelo grupo. Representantes de vários estados chegaram durante a manhã ao CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), em Brasília, onde Bolsonaro e a equipe de transição trabalham até a posse presidencial. Nos últimos dias, o destino da Funai gerou debate no novo governo. Hoje, o órgão fica sob responsabilidade do Ministério da Justiça. Primeiro, houve indicação de que a Fundação poderia ficar sob o comando do Ministério da Agricultura. Depois, ganhou força possível ida para a Pasta da Cidadania. Nova rodada de reuniões sobre o tema está prevista para esta quinta.

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com