Voz


PodCast



Enquete





Blog

Política

Presidente Bolsonaro vai explicar reforma da Previdência na TV

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 16/02 12:00h
Presidente Bolsonaro vai explicar reforma da Previdência na TV

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro vai usar a cadeia de rádio e TV na próxima quarta-feira (20) para explicar aos brasileiros a importância de atualizar as regras da aposentadoria. Com o público externo, o governo aposta no que considera ser a boa capacidade de comunicação do presidente – direta, sem rodeios – para começar a quebrar resistências à reforma da Previdência, de acordo com a Coluna do Estadão. Bolsonaro também participará da costura para dentro. Vai falar com a bancada de seu PSL e com líderes daquela que sonha ser um dia sua base aliada. Apenas PT, PSOL, Rede e PCdoB devem ser excluídos do evento. (Bahia Notícias)

Comente agora

Lei impede que Bebianno assuma cargo de direção em alguma estatal

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 16/02 08:58h
Lei impede que Bebianno assuma cargo de direção em alguma estatal

Foto: © Cleverson Oliveira SG/PR

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, não pode assumir cargo de direção em estatais do governo. A possibilidade foi aventada depois que o presidente Jair Bolsonaro ofereceu a ele um cargo na máquina federal fora do Palácio do Planalto, como compensação à sua saída do primeiro escalão do governo. Ao desabafar com integrantes do governo, no entanto, o ministro disse que "não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado". O artigo 17 da Lei 13.303/2016 impôs critérios claros para a escolha de pessoas para cargos de diretoria, presidência e membros de Conselho de Administração de estatais, e o atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência não cumpre essas regras. Os indicados para estatais, segundo a lei, não podem ter atuado, nos últimos 36 meses, "como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral". A lei também impede a indicação de "ministro de Estado" e de "dirigente estatutário de partido político". É o caso de Bebianno, que, além de ministro, foi presidente do PSL, partido político do presidente Jair Bolsonaro, entre março e outubro de 2018. Ainda que não tivesse o impedimento político, Bebianno teria que ter experiência comprovada na área de alguma estatal, seja no setor público ou privado, e formação acadêmica compatível com o cargo - Bebianno é advogado. Todas as estatais do governo já adaptaram seus estatutos à lei. (Notícia ao Minuto)

Comente agora

Wagner Moura leva placa em homenagem à Marielle para festival de cinema

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 16/02 08:02h
Wagner Moura leva placa em homenagem à Marielle para festival de cinema

Foto: Reprodução/Twitter

O ator baiano Wagner Moura levou uma placa em homenagem à vereadora carioca Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros em março de 2018, para o tapete vermelho do Festival de Berlim, nesta sexta-feira (15/2). Ele está na Alemanha para divulgar “Marighella”, seu filme de estreia como diretor, que teve premierehoje, no festival, considerado um dos mais importantes do mundo.

Comente agora

De saída do governo, Bebianno desabafa na web contra 'o desleal'

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 16/02 07:20h
De saída do governo, Bebianno desabafa na web contra 'o desleal'

Foto: © José Cruz/Agência Brasil

O ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, que está de saída do governo de Jair Bolsonaro, publicou um desabafo em seu Instagram na madrugada deste sábado (16). "O desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça", diz um trecho do texto atribuído ao escritor Edgard Abbehusen. Outro trecho diz: "Saímos de qualquer lugar com a cabeça erguida ao carregar no coração a lealdade."  Bebianno, no entanto, não cita o nome do presidente na publicação. Seu Instagram, cuja foto de perfil é ele ao lado de Bolsonaro, é privado e tem 10 mil seguidores. Após uma semana turbulenta em que articulou para se manter no cargo, Bebianno decidiu deixar o governo. Ele recusou o convite para ocupar a diretoria de uma estatal ou um cargo menor na estrutura federal. O ministro teria dito que a oferta era uma demonstração de “ingratidão”. (Notícias ao Minuto)

Comente agora

Cirurgia de Bolsonaro exigirá pagamento inédito por hospital militar

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 15/02 19:55h
Cirurgia de Bolsonaro exigirá pagamento inédito por hospital militar

Foto: Reprodução / Twitter

A cirurgia a que Jair Bolsonaro (PSL) foi submetido exigirá um pagamento inédito pela União. Será a primeira vez que o Hospital das Forças Armadas (HFA), que é mantido pelo governo federal, terá que despender recursos para custear o tratamento de um presidente em uma instituição externa. O Planalto possui desde 1999 um contrato com o HFA, que tem sede em Brasília, para a prestação de assistência médico-hospitalar a integrantes da Presidência da República. No caso de Bolsonaro, a Presidência informa que a unidade pertencente ao Ministério da Defesa será a responsável por pagar a internação dele no Hospital Israelita Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo. A previsão é que o governo apresente a conta do Einstein ao HFA, que deverá saldar o débito. O valor não é divulgado. Bolsonaro ficou internado no hospital por 17 dias. O paciente foi submetido em 28 de janeiro a uma cirurgia delicada e longa, para reconstrução do trânsito intestinal. Ele esteve sob os cuidados de uma das melhores equipes médicas do país, sob o comando do cirurgião Antônio Luiz Macedo.  O HFA informou à Folha de S.Paulo que inexistiu situação semelhante envolvendo um presidente nos últimos 20 anos. "Não foi possível encontrar algum registro de que o HFA tenha sido demandado para atender alguma despesa desse gênero pela Presidência da República. Esta é a primeira vez", afirma, em nota. Outra particularidade no quadro de Bolsonaro é que ele não foi encaminhado ao Einstein por médicos do HFA.

Comente agora

Em entrevista a rádio, Damares aconselha pais de meninas a fugir do País para evitar violência

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 15/02 19:06h
Em entrevista a rádio, Damares aconselha pais de meninas a fugir do País para evitar violência

Foto: Wilson Dias/ AGÊNCIA BRASI

O Brasil é o pior país da América do Sul para se criar meninas, afirmou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, em entrevista ao jornalista Reinaldo Azevedo, levada ao ar nesta sexta-feira, 15, pela rádio Jovem Pan, de João Pessoa. “Se eu tivesse que dar um conselho para quem é pai de menina, mãe de menina: foge do Brasil”, afirmou. “Você está no pior país da América do Sul para criar meninas.” Ela atribuiu o dado a uma pesquisa recebida por sua pasta e explicou que os dados são elevados devido aos casos de abuso sexual. “O abuso sexual de meninas no Brasil é uma realidade”, disse. “Estamos com um número absurdo de meninas sendo abusadas.” Novamente citando “pesquisas”, a ministra acrescentou que uma em cada três meninas no País sofrerá algum tipo de abuso até os 18 anos. “É muito”, comentou. Para a ministra, o problema tem de ser atacado com uma revolução cultural. “Mas uma revolução cultural mesmo, lá na escola. Não adianta eu fazer só repressão. Vamos ter que trabalhar com uma mudança de comportamento no Brasil, de proteção à mulher, de proteção à menina.” Questionado, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos informou que Damares não concedeu entrevista à rádio nesta sexta-feira.

Comente agora

Bolsonaro acerta afastamento do filho Carlos das questões do governo

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 15/02 18:55h
Bolsonaro acerta afastamento do filho Carlos das questões do governo

Foto: Sergio Lima/AFP/Getty

O presidente Jair Bolsonaro concordou nesta sexta, 15, com a avaliação de auxiliares próximos da necessidade de afastar o seu filho Carlos Bolsonaro (PSC), vereador no Rio de Janeiro, das questões do governo. Ao longo da manhã, Bolsonaro teve uma série de conversas com ministros e assessores no Palácio da Alvorada e telefonemas para costurar o fim da crise que envolve Carlos e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno. Ele decidiu manter o ministro no cargo. Esses interlocutores que atuam na crise relataram ao Estado que, pelas conversas, o acertado por Bolsonaro é que Carlos ficará fora de ações do Executivo e evitará mensagens nas redes sociais com ataques e críticas a integrantes da equipe do presidente. Um dos interlocutores disse à reportagem, porém, que “ninguém” é “ingênuo” de achar que Carlos se concentrará, daqui para frente, no seu trabalho na Câmara de Vereadores do Rio. Essa fonte lembra que, em outros episódios de divergência no âmbito do Planalto, o filho do presidente se ausentou do dia-a-dia do palácio, mas depois voltou a atuar e interferir nas discussões de governo. Carlos, observou esse interlocutor, é o filho mais próximo de Bolsonaro e, na campanha, comandou com êxito as redes sociais do pai. Ele continua tendo “olheiros” dentro do Planalto.Um deles é o primo Leonardo Rodrigues de Jesus, o Léo Índio, que, embora não tenha cargo formal na Presidência, circula com um crachá de acesso ao terceiro e quarto andar do palácio, áreas restritas, sem qualquer impedimento. (MSN)

Comente agora

ACM Neto admite que governo ainda não tem maioria para aprovar reforma da Previdência

Política  Postado por Aline Souza - 15/02 14:49h
ACM Neto admite que governo ainda não tem maioria para aprovar reforma da Previdência

Foto: Guilherme Reis/BNews

Em meio às articulações do governo federal para tirar a reforma da Previdência do papel, uma das prioridades da agenda, o presidente do DEM, prefeito ACM Neto admite que ainda não existe maioria no Congresso para aprovação da matéria. “Hoje ainda não tem e o desafio é construir essa maioria. Claro que tem tempo necessário, levando em conta que  tramitará uns três meses pelo menos até a votação. Espero que tenha habilidade”, frisou, complementando que “dada a importância para o país o ideal é que seja aprovada no primeiro semestre e nós democratas vamos tomar uma decisão partidária”.

Comente agora

Bolsonaro disse em 2017 que reforma com 65 anos é 'falta de humanidade'

Política  Postado por Willyam Reis - 15/02 07:11h
Bolsonaro disse em 2017 que reforma com 65 anos é 'falta de humanidade'

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse em 2017 que "aprovar uma reforma [da previdência] com 65 anos é, no mínimo, uma falta de humanidade". Nesta quinta-feira (14), no entanto, o presidente definiu que a nova reforma previdenciária estabelecerá idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens. As declarações de 2017 foram dadas em um evento em Teresina (PI) logo após o então presidente Michel Temer (MDB-SP) apresentar o texto da reforma que previa idade mínima de 65 anos para o pedido de aposentadoria. Com informações da Folhapress.

Comente agora

Vereador diz que sai do PSD, que fez um compromisso com Dal e não fala com o prefeito de S. A. de Jesus

Política  Postado por Aline Souza - 14/02 23:08h
Vereador diz que sai do PSD, que fez um compromisso com Dal e não fala com o prefeito de S. A. de Jesus

 Foto: Voz da Bahia

O vereador Pedro Lopes Ribeiro, conhecido como Pedro de Teca, avisa que mudará em breve de partido. Ele que atualmente faz parte do PSD (Partido Social Democrático) anunciou a saída na tarde desta quinta-feira (14) em entrevista à Andaiá FM. O motivo da sua saída da legenda no entanto não foi revelada, ele apenas sinalizou que fez um compromisso com o deputado Adalberto Barreto, popular Dal (PP), e na primeira possibilidade se desligaria do PSD, “eu fiz um compromisso com o deputado Dal e na hora que abrir uma possibilidade de eu sair do PSD, eu vou sair”, informou. Vale a pena ressaltar que o PSD é o mesmo partido atual prefeito do município, Rogério Andrade, a quem politicamente Teca tem desenvolvido uma oposição ferrenha. Pedro chegou a sinalizar na entrevista que não mantem hoje nenhum tipo de contato com o gestor, “não tenho contato, contato nenhum. Ele não me liga, eu não ligo para ele, a gente não se encontra, não se fala”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia

Comente agora

Adolfo Viana será vice-líder do PSDB na Câmara dos Deputados

Política  Postado por Aline Souza - 14/02 14:00h
Adolfo Viana será vice-líder do PSDB na Câmara dos Deputados

Foto: Reprodução/Instagram

O deputado federal Adolfo Viana (PSDB-BA), que inicia seu primeiro mandato em Brasília, será o vice-líder do partido na Câmara dos Deputados. A informação foi publicada pelo tucano em seu perfil no Instagram. "Hoje eu tive a alegria de ser convidado pelo líder da nossa bancada, deputado Carlos Sampaio, para ser vice-líder do PSDB na Câmara dos Deputados. Convite feito, convite aceito! Será uma honra ocupar o cargo de vice-líder do nosso partido e lutar ainda mais pela Bahia e pelo Brasil!", escreveu. (Bocão News)

Comente agora

Deputado propõe que condenados pela Lei Maria da Penha não ocupem cargos públicos na Bahia

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 13/02 21:41h
Deputado propõe que condenados pela Lei Maria da Penha não ocupem cargos públicos na Bahia

Foto: Divulgação

O deputado estadual Jurailton Santos (PRB) protocolou na manhã desta quarta-feira (13)  um Projeto de Lei que pretende vedar a nomeação de condenados pela Lei Maria da Penha para cargos comissionados, de confiança ou ainda de função gratificada na Bahia. A Maria da Penha criminaliza casos de violência contra mulheres. Na Bahia, segundo dados apresentados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entre 2017 e julho de 2018, 38.670 ações foram enquadradas na Lei Federal, o que representa a 67 processos abertos por dia, uma média de aproximadamente 3 processos judiciais por hora. “Considero que o projeto de lei proposto, representa um avanço na luta do povo baiano contra a violência doméstica e familiar. É fundamental o endurecimento das penas e limitações impostas aos agressores. A violência contra a mulher, lamentavelmente, perdura nos diferentes grupos da sociedade como um flagelo generalizado, que põe em perigo suas vidas e viola os seus direitos”, afirmou o parlamentar baiano sobre o projeto. De acordo com a matéria, a vedação vale para condenações em decisão transitada em julgado, até que o cumprimento da pena seja comprovado. É importante salientar que o Projeto está em conformidade com o disposto na Constituição do estado da Bahia, que garante a proteção da mulher. (Bahia Notícias)

Comente agora

Bolsonaro manda PF investigar laranjas e cogita demissão de Bebianno

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 13/02 21:29h
Bolsonaro manda PF investigar laranjas e cogita demissão de Bebianno

Foto: © Alan Santos/PR/Arquivo

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) admitiu a possibilidade da saída do ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral) caso comprovado seu envolvimento no esquema de candidaturas laranjas do PSL. "Se estiver envolvido e, logicamente, responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens", afirmou em entrevista exibida pelo Jornal da Record nesta quarta-feira (13) e gravada ainda no Hospital Albert Einstein, antes de receber alta. Bolsonaro afirmou ainda que determinou à Polícia Federal que investigue o caso e deu carta branca ao ministro Sergio Moro (Justiça) para apurar qualquer tipo de crime sobre corrupção e lavagem de dinheiro em seu governo. O presidente também evitou generalizar a crise envolvendo o PSL por conta do esquema. "É uma minoria do partido que está envolvida nesse tipo de operação." A revelação do esquema de candidaturas laranjas do PSL provocou uma crise no governo de Jair Bolsonaro, alavancada pelo ataque do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, a Bebianno, que presidiu o partido no ano passado, inclusive durante o período eleitoral. (Notícias ao Minuto)

Comente agora

Filho de Bolsonaro diz que Bebianno mentiu sobre conversas com presidente

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 13/02 20:14h
Filho de Bolsonaro diz que Bebianno mentiu sobre conversas com presidente

Foto: PSL

Através do Twitter, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) acusou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno (PSL), de mentir ao dizer que conversou com seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesta terça-feira (3). "Ontem estive 24h do dia ao lado do meu pai e afirmo: ´É uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano [sic] que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista´". (Bahia Notícias)

Comente agora

Bolsonaro se manifesta contra julgamento de criminalização da homofobia pelo STF

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 13/02 18:47h
Bolsonaro se manifesta contra julgamento de criminalização da homofobia pelo STF

Foto: Reprodução / TV Globo

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou o Twitter para se manifestar contra o julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre a criminalização da homofobia. Bolsonaro compartilhou um texto sobre a posição da Advocacia-Geral da União (AGU) sobre o tema, argumentando que essa não é tarefa da Justiça e sim do Legislativo. “Em respeito aos princípios da democracia é que a AGU requer que a decisão sobre a tipificação penal da homofobia seja livremente adotada pelos representantes legitimamente eleitos pelo povo, nesse caso, o Congresso Nacional”, escreveu o presidente. Confira:

Comente agora

Eduardo Bolsonaro: ´Preso reincidente tem que morrer na prisão'

Política  Postado por Willyam Reis - 13/02 09:14h
Eduardo Bolsonaro: ´Preso reincidente tem que morrer na prisão'

Foto: © Adriano Machado/Reuters

Em entrevista ao programa É Notícia -exibido na madrugada desta quarta (13) na Rede TV- o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu o pacote anticrime de Sergio Moro (Justiça) e falou sobre a boa relação com o vice-presidente Hamilton Mourão. Ao citar o pacote anticrime o deputado lembrou que durante as eleições o que mais ouviu nas ruas foi o anseio da população por mais segurança. Para ele, a legislação e os direitos humanos protegem os criminosos. A ponto de os deixarem cada vez mais a vontade para continuar praticando os delitos. Eduardo diz ainda que na cadeia os bandidos têm uma vida muito confortável e cita por exemplo o direito a visita íntima. "Se ele [criminoso] for reincidente tem que morrer na prisão", diz o deputado para em seguida afirmar que é preciso ter uma lei mais punitiva que faça com que o bandido permaneça na cadeia. Ao ser questionado sobre como resolver o problema das superlotações dos presídios Eduardo Bolsonaro foi enfático e direto ao afirmar que com a construção de mais presídios, pois, segundo ele há dinheiro para isso."Constrói no meio da Amazônia, na Ilha Grande (RJ).

Comente agora

Prisco rebate críticas a pacote de Moro: ‘Nunca viram o combate na rua’

Política  Postado por Redação Voz da Bahia - 12/02 22:46h
Prisco rebate críticas a pacote de Moro: ‘Nunca viram o combate na rua’

Foto: Luiza Lopes/ bahia.ba

O deputado estadual Soldado Prisco (PSC) rebateu as críticas contrárias ao pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro. A proposta, anunciada na semana passada, ainda será avaliada no Congresso Nacional e só depois deve entrar em vigor. Entre as entidades que lançaram ressalvas ao projeto, estão a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Instituto Sou da Paz e o Instituto de Defesa do Direito de Defesa. Este último afirmou que a medida abre espaço para o agravamento da violência estatal contra a população pobre e negra das periferias. “Não vejo dessa forma, porque legislação penal para um policial que comete um crime contra qualquer cidadão está mantida. Hoje já existe auto de resistência. No confronto, se o policial for alvejado, a outra parte pode ‘perder’. Infelizmente, as pessoas que falam isso nunca viram o combate na rua, da realidade que o país está vivendo”, afirmou Prisco, ao bahia.ba.

Comente agora

Senado cria CPI para investigar tragédia em Brumadinho

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 12/02 21:44h
Senado cria CPI para investigar tragédia em Brumadinho

Foto: reprodução/TV Globo

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), criou nesta terça-feira (12) uma CPI (comissão parlamentar de inquérito) para investigar as causas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) em 25 de janeiro, deixando, até o momento, 165 mortos e 160 desaparecidos. Na segunda-feira (11), Davi havia dito que não haveria uma CPI porque estava em negociação com a Câmara a criação de uma CPMI (comissão parlamentar mista de inquérito), mesclando deputados e senadores. No início da noite desta terça, porém, ele anunciou a CPI com 11 titulares e 7 suplentes. A comissão terá 180 dias para trabalhar com recursos limitados a R$ 110 mil. O requerimento para criação da CPI foi apresentado pelos senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Carlos Viana (PSD-MG). “Além, de identificar os responsáveis, quais foram as falhas dos órgãos competentes, os autores dos laudos técnicos, tem-se como objetivo, tomarmos as providências cabíveis para evitar novos acidentes”, diz o requerimento.

Comente agora

Servidores criticam governo por tirar R$ 6 bilhões da Seguridade Social

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 12/02 21:00h
Servidores criticam governo por tirar R$ 6 bilhões da Seguridade Social

Foto: Folhapress

Servidores públicos federais reclamaram nas redes sociais, nesta terça-feira (12), que o ministro da Economia, Paulo Guedes, lançou um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que tira R$ 606.056.926.691,00 da Seguridade Social para outras áreas. Segundo os trabalhadores, a medida é uma prova de que supostamente não há rombo na Previdência. O decreto 9699/19, no Art. 1º, diz o seguinte: “Ficam transferidas, para diversos órgãos do Poder Executivo federal, para encargos financeiros da União e para transferências a Estados, Distrito Federal e Municípios, dotações orçamentárias constantes dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União (Lei nº 13.808, de 15 de janeiro de 2019), no valor de R$ 606.056.926.691,00 (seiscentos e seis bilhões, cinquenta e seis milhões, novecentos e vinte e seis mil, seiscentos e noventa e um reais)”. De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço público Federal (Condsef), “a publicação do decreto acontece quase simultaneamente à divulgação de uma minuta que traz a espinha dorsal do que o governo Bolsonaro pretende para a reforma da Previdência. Especialistas afirmam que proposta é pior do que a que Temer tentou aprovar”. (Bocão News)

Comente agora

Deputado baiano diz que criminalizar homofobia é "vitimização"; GGB reage

Política  Postado por Aline Souza - 11/02 20:48h
Deputado baiano diz que criminalizar homofobia é "vitimização"; GGB reage

Foto: Divulgação

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar na próxima quarta-feira (13) uma ação protocolada pelo PPS para criminalizar a homofobia, que é caracterizada pelo preconceito contra o grupo LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais).  No entendimento do partido, a minoria deve ser incluída no conceito de “raça social” e os agressores punidos na forma do crime de racismo. O deputado federal baiano Abílio Santana (PHS), que também é pastor evangélico, discorda da inclusão dos homossexuais como raça. "Eles sugerem tornar criminosos aqueles que não aceitam a prática homossexual. Ainda querem incluir como discriminação racial. Desde quando homossexual é uma raça? Homossexual são homens e mulheres com prática homossexuais. Não uma raça. [...] Criminalizar a homofobia é uma forma de vitimização”, afirmou. 

Comente agora

Governo deve anunciar modificações na Lei Rouanet na próxima semana

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 11/02 17:50h
Governo deve anunciar modificações na Lei Rouanet na próxima semana

Foto: Divulgação

O governo Bolsonaro prevê para a semana que vem a divulgação de modificações na instrução normativa da Lei Rouanet, a principal ferramenta de subsídio à cultura na esfera federal, conforme adiantou reportagem do SBT. A ideia seria reestruturar o regulamento de forma a equilibrar a distribuição de recursos, dando mais chance a artistas desconhecidos e produções de pequeno porte, dificultando o acesso de grandes empresários e artistas famosos. Essa é uma bandeira que Bolsonaro vem defendendo desde a campanha nas eleições. Uma das principais medidas defendidas pelo governo é a redução do teto de recursos destinados por projeto. Hoje, a Lei Rounet permite investir, por meio de renúncia fiscal, até 60 milhões em uma mesma produção. A ideia é que esse valor caia para R$ 10 milhões. (Bahia Notícias)

Comente agora

Onyx diz que Bolsonaro deve receber alta médica nesta semana

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 11/02 13:50h
Onyx diz que Bolsonaro deve receber alta médica nesta semana

Foto: Romério Cunha

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse nesta segunda-feira (11) que o presidente Jair Bolsonaro deve receber alta médica durante esta semana e retornar a Brasília até sexta-feira (15). Segundo ele, o presidente está se recuperando bem e, ao chegar à capital federal, tomará as decisões finais para fechar o texto da reforma previdenciária, cuja expectativa é de que seja apresentado na próxima semana. "Ele está se recuperando muito bem. A gente acredita que quinta-feira ou sexta-feira ele deve estar de volta a Brasília e vai tomar as decisões finais", disse. A expectativa inicial era de que o presidente deixasse o hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta segunda-feira (11). A detecção de uma pneumonia na semana passada, no entanto, adiou a alta médica. Neste final de semana, o estado de saúde de Bolsonaro apresentou melhora, de acordo com boletim médico. Ele segue com um quadro estável, sem dor e sem febre, e prossegue com antibióticos. O presidente foi submetido à cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal e retirada de uma bolsa de colostomia em 28 de janeiro. Na ocasião, os médicos mudaram a técnica prevista inicialmente e tiveram que fazer um procedimento mais complexo do que era esperado. Um trecho do intestino, que estava ligado à bolsa que recolhia as fezes havia quase cinco meses, foi retirada e descartada. Com isso, decidiu-se ligar o intestino grosso ao delgado diretamente. Por esse motivo, o processo foi mais longo do que o esperado (três a quatro horas) e durou sete. Essa foi a terceira operação pela qual ele passou desde que foi alvo de uma facada, em setembro, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). (Bahia News)

Comente agora

Ciro chama Lula de adversário e diz que petista 'conspira' dentro da cadeia

Política  Postado por Redação Voz da Bahia - 11/02 00:12h
Ciro chama Lula de adversário e diz que petista 'conspira' dentro da cadeia

Foto: Rede Brasil Atual

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), se considera rompido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e disse que o petista é um “político preso”. “O Lula continua conspirando de dentro da cadeia, na politicagem mais rasteira. Nós temos que tratá-lo como ele é: como um adversário”, afirmou.  “Lula não é um preso político. É um político preso. Preso político é o Mujica, que nunca foi acusado de corrupção”, provoca. “Vamos olhar a realidade ou ficar navegando na maionese?”, questionou, em entrevista ao colunista do jornal O Globo, Bernardo Mello Franco. Ciro declarou, também, que há uma estratégia petista contra ele. “Para a cúpula do PT, o inimigo não é o Bolsonaro. Sou eu”, justifica. “A disputa agora não é de projeto, é de hegemonia. Eles envelheceram. A tática do PT é me empurrar para a direita, como fizeram com o Brizola e com o Arraes. Só que eu não vou”, desafia. 

Comente agora

PT baiano fará ato cultural no Rio Vermelho para comemorar 39 anos do partido

Política  Postado por Redação Voz da Bahia - 10/02 18:32h
PT baiano fará ato cultural no Rio Vermelho para comemorar 39 anos do partido

Presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação anunciou que o partido fará um ato cultural no Largo da Dinha, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, para comemorar os 39 anos. O evento vai acontecer na próxima quarta-feira (13), a partir das 18 horas. A grade de shows, segundo Everaldo, ainda não está fechada, por isso não foi divulgada. Neste domingo (10), o PT completa 39 anos e o senador Jaques Wagner, que foi o presidente da sigla na Bahia, defendeu “reciclar e rejuvenescer” a legenda. (BN)

Comente agora

Do hospital, Bolsonaro cobra PF e pede uma solução sobre ataque a faca em Juiz de Fora

Política  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/02 17:50h
Do hospital, Bolsonaro cobra PF e pede uma solução sobre ataque a faca em Juiz de Fora

Foto: Reprodução

Na cama do hospital, o presidente Jair Bolsonaro cobrou a Polícia Federal e pediu solução para o atentado que sofreu durante a campanha eleitoral. "Espero a nossa querida Polícia Federal, a Polícia que nos orgulha a todos, que tenha uma solução para o nosso caso nas próximas semanas", disse. No vídeo, postado neste domingo (10), o presidente diz que o caso "não pode ficar impune". Bolsonaro foi submetido à cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal e retirada de uma bolsa de colostomia no dia 28 de janeiro. Neste sábado (9), o presidente iniciou dieta pastosa. Segundo último boletim médico, houve boa aceitação do novo regime alimentar, e o presidente continua sob antibióticos e nutrição parental. "O quadro pulmonar está em regressão e houve melhora dos exames laboratoriais", diz o boletim.  Neste sábado (09), Bolsonaro andou pelo quarto um pouco mais do que nos últimos dias. O presidente continua a fazer exercícios respiratórios no hospital Albert Einstein, onde está internado desde o dia 27 de janeiro. Não há ainda previsão de alta. As visitas ao presidente permanecem restritas. Neste sábado, Bolsonaro falou por telefone com os ministros Paulo Guedes (Economia), Sergio Moro (Justiça) e Osmar Terra (Cidadania).

CONCLUSÕES DO CASO ATÉ O MOMENTO

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com