As comentadas


Boa tarde , Domingo, 26/06/2016








Enquete



Reflita

Blog

Política

26
Jun
Financiamento público ganha novos adeptos
Postado por: Redação Voz da Bahia / 13:36h

Até pouco tempo bandeira política exclusiva do PT, partido que ficou no poder por 13 anos e passou a contabilizar problemas por conta do envolvimento de seus dirigentes com empreiteiras, o financiamento público de campanha passou a ser visto com bons olhos por outras siglas. O motivo é a nuvem de indefinição sobre como serão financiadas as campanhas daqui para a frente após o tsunami de denúncias da Lava-Jato, que botou luz sobre uma série de relações criminosas entre empresas e políticos. O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), candidato à reeleição, diz que sempre foi contra o financiamento público de campanha, mas mudou de ideia por não enxergar outras alternativas no horizonte.

— Depois dessa campanha voltaremos ao debate sobre o financiamento público. Nunca o defendi, mas hoje sou a favor. É a solução que pode dar mais transparência e mais equilíbrio entre os candidatos. Depois da Lava-Jato teremos uma evolução qualitativa dos candidatos e dos eleitores, que têm que estar mais atentos — acredita. O prefeito avalia que a Lava-Jato criou um novo paradigma para as campanhas, mas essa ficha ainda não caiu para muitos candidatos, especialmente os que concorrem em pequenas cidades dos rincões do país, que não acreditam que a proibição de doações empresariais “vá pegar” e desconfiam da capacidade de punição da Justiça Eleitoral.

Comente agora
26
Jun
TSE conclui até setembro produção de provas contra Dilma e Temer
Postado por: Dulce Santana / 10:37h

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Gilmar Mendes, informou na quinta que o tribunal deve finalizar até setembro a produção de novas provas nas ações em que a oposição pede a cassação dos mandatos da presidente afastada Dilma Rousseff e do presidente interino Michel Temer. As quatro ações sobre o tema são da relatoria da ministra Maria Thereza de Assis Moura. Gilmar Mendes, que abriu quinta, na sede do TSE, um ciclo de palestras relacionadas às eleições de outubro, foi questionado por jornalistas sobre a previsão do julgamento do pedido para separação dos processos de Temer e da presidenta afastada. "Estamos trabalhando na instrução e na perícia. Estimamos talvez para setembro, se não houver outros incidentes, que possamos estar nos avizinhando da finalização da instrução. Depois virão essas questões de ordem", disse Mendes. Em abril deste ano, a ministra Maria Thereza de Assis Moura determinou uma nova produção de provas nas ações. Com relação à possibilidade de incluir no processo informações de novas delações premiadas com dados sobre a campanha da presidenta afastada, o ministro afirmou que o tribunal já dispõe das discussões sobre as chamadas doações-propina, "aquele condicionamento e tudo mais. Isso já estava na impugnação".

Comente agora
26
Jun
Com fim do São João, Rui Costa retoma agenda de visitas ao interior
Postado por: Dulce Santana / 10:10h

Com a passagem do São João, a partir desta segunda-feira (27), o governador Rui Costa retoma a agenda de visita às cidades do interior, começando pelo município de Araci, onde entrega viaturas, cisternas, títulos de terra e a reforma do hospital municipal. Até a próxima sexta (1º), serão oito cidades visitadas. "Em menos de um ano e quatro meses de Governo, atingi a marca de 100 cidades visitadas e estou mantendo o ritmo na conclusão deste primeiro semestre de 2016. O melhor remédio para a crise é o trabalho, e seguiremos fazendo todos os esforços para garantir o desenvolvimento do nosso estado, gerando emprego e renda para os baianos", afirmou o governador. Já na terça (28) peça manhã, Rui segue em direção a Euclides da Cunha para participar da inauguração do Instituto Federal de Educação Básica da Bahia, entregar viaturas e assinar editais do programa Bahia Produtiva. No turno da tarde, o governador chega ao povoado de Pedra Vermelha, em Monte Santo, para a entrega de uma unidade básica de saúde e pavimentação de algumas vias. Na quarta, é a vez de Ipirá receber o gestor, que vai autorizar a licitação para asfaltamento da avenida marginal à BAA-052, entregar títulos de propriedade de terra e assinar editais do Bahia Produtiva. À tarde, ele chega ao povoado de Mandacurú, em Baixa Grande, onde vai autorizar o convênio para a reforma dos mercados Mandacarú e Italegre e também entregar a pavimentação de ruas.

Comente agora
26
Jun
Presidente da Câmara recua e decide marcar votações em semana junina
Postado por: Débora Ayane / 09:25h

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, decidiu retomar as votações marcadas para a próxima semana. A decisão representa um recuo em relação que havia sido anunciado, de que as votações voltariam a acontecer somente a partir de 5 julho, por conta das festas juninas.Segundo relato que Maranhão fez ao secretário-geral da Mesa Diretora da Câmara, Sílvio Avelino da Silva, houve uma pressão de deputados para a retomada das votações já na semana que vem por conta da repercussão negativa de que a Casa ficaria mais de dez dias sem sessões no mês de junho. As votações, porém, deverão acontecer somente na segunda e na terça - a exemplo que já ocorreu nesta semana.Nesta semana, apenas uma matéria foi votada: a medida provisória que libera o controle estrangeiro de empresas aéreas brasileiras foi aprovada na terça.

Festas juninas nos estados

Comente agora
26
Jun
Documento da PF reforça suspeita de tráfico de influência no governo Lula
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:57h

Um relatório da Polícia Federal anexado em inquérito da Operação Lava Jato, em Curitiba, reúne cópias de e-mails do pecuarista José Carlos Bumlai que reforçam as suspeitas dos investigadores de tráfico de influência no governo Luiz Inácio Lula da Silva. São conversas de Bumlai com um lobista, empresários e amigos do ex-presidente que tratam da agenda do ex-presidente, de ministros e de assunto no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Bumlai é investigado por tráfico de influência, suspeito de intermediar interesses privados no Planalto na gestão do petista. Preso em novembro de 2015 – alvo da fase Passe Livre – ele é réu em uma ação penal, em Curitiba, e alvo de outros inquéritos. Nas mensagens trocadas no período em que Lula era presidente, os interlocutores tratam com Bumlai e outros amigos do ex-presidente de negócios em Gana, no Catar, de uma parceria com o BNDES, com pedido de agendamento de reunião com o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, do Programa Fome Zero e de assuntos de interesse de um servidor da Infraero. “Parte da influência exercida por Bumlai pode ser verificada em e-mail enviado por seu filho, Fernando, no qual ele pergunta se pode interceder por Roberto da Infraero de Campo Grande, que esta sendo transferido para Guarulhos”, registra o Relatório de Informação 64/2016, da PF de Curitiba, anexado em um desses inquéritos. Ele trata do conteúdo das mensagens de duas contas de e-mail do pecuarista.

Comente agora
26
Jun
Maranhão recua e cancela ampliação de ‘feriado junino’ dos deputados
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:56h

Pressionado por integrantes do Palácio do Planalto e por representantes da Mesa Diretora da Câmara, o presidente interino da Casa, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), desistiu na noite de sábado, 25, de prolongar o “feriado junino” dos parlamentares da próxima semana. Em comunicado, Maranhão informou aos colegas inicialmente que não haveria sessões deliberativas na Casa em razão dos festejos, mas diante dos desgastes políticos reviu a decisão ao longo do dia. Pela determinação prévia do presidente interino, na próxima semana haveria apenas sessões solenes, de debates e audiências públicas. Informalmente, o motivo do cancelamento das sessões se deve ao Dia de São Pedro (29 de junho). A previsão agora é que haja sessões deliberativas na segunda e terça-feira. Os deputados ficarão liberados, porém, dos demais dias da semana. “Fomos informados há pouco pela Secretaria-geral da Mesa. Maranhão recuou. Era um desgaste muito grande. Se a Casa parar para homenagear cada um dos Santos que existe, ela não terá mais nenhuma sessão de votação”, considerou ao Estado o primeiro secretário, Beto Mansur (PRB-SP). A decisão de Maranhão também foi comemorada pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, responsável pela articulação do governo com o Congresso. “Prevalece o bom senso, e a decisão de a Câmara não trabalhar próxima semana é revista. Vamos votar o que interessa ao País. O Brasil agradece”, postou ministro em seu perfil no Twitter.

Comente agora
26
Jun
Petistas presos querem que partido assuma culpa
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:44h

Os três petistas presos pela Operação Lava Jato, João Vaccari Neto, José Dirceu e André Vargas, querem que a legenda assuma institucionalmente a responsabilidade pelos desvios na Petrobrás. A ideia ganhou força na quinta-feira passada, quando a sede da legenda em São Paulo foi alvo de ação de busca e apreensão da Polícia Federal. Nos últimos dias, dirigentes passaram a defender internamente que o partido avalie a proposta na próxima reunião do diretório nacional do PT, marcada para 19 e 20 de julho. Em conversas com parlamentares petistas que foram visitá-lo na carceragem da PF em Curitiba, Vaccari encaminhou a questão ao partido. O ex-tesoureiro da sigla argumenta que o alvo final da Lava Jato e operações derivadas não é sua pessoa física, é o PT enquanto instituição. O fato de a sede da legenda ter sido ocupada pela PF na quinta-feira reforça o argumento dos defensores da tese. Preso há um ano e dois meses condenado a 24 anos de detenção, o ex-tesoureiro tem se queixado do imobilismo do PT diante de sua situação. Vaccari diz não ver uma saída e teme novas condenações.

Comente agora
25
Jun
Dilma usará entrevista de Líder do governo em processo defesa conta impeachment
Postado por: Dulce Santana / 17:41h

A presidente afastada Dilma Rousseff (PT) usará uma entrevista concedida a rádio "Itatiaia" neste sábado (25) pala senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), líder do governo no Congresso, em sua defesa na comissão do impeachment no Senado. "Porque o governo saiu? Na minha tese, não teve esse negócio de pedalada, nada disso. O que teve foi um país paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar. A população não queria mais e o Congresso também não dava a ela os votos necessários para tocar nenhuma matéria", afirmou a senadora. O advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, afirmou ao jornal Folha de São Paulo, que vai transcrever e anexar o discurso da senadora na defesa da petista. "A senadora foi muito transparente. Até porque, de fato, sendo presidente da Comissão Mista do Orçamento, estudou profundamente a matéria. É a prova, portanto, que não há fundamento para o impeachment, reforçando a tese da existência do desvio de poder que alimenta esse processo desde o início", argumentou. Durante a entrevista, a senadora também afirmou que não vê espaço para presidente afastada reverter votos no Senado e voltar ao Palácio do Planalto.

Comente agora
25
Jun
Cunha pede quebra de seu sigilo telefônico e o de Lobão ao STF
Postado por: Dulce Santana / 16:48h

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de seus advogados de defesa, que seja quebrado seu sigilo telefônico, e também do senador e ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB-MA). No pedido, a defesa do deputado alega que é falsa uma afirmação que o empresário Júlio Camargo fez em depoimento de delação premiada na Lava Jato sobre uma suposta conversa telefônica entre Cunha e Lobão. Em março, o Supremo decidiu abrir ação penal contra Cunha pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, do qual ele já é réu. Cunha foi acusado de receber pelo menos US$ 5 milhões em propina de dinheiro desviado de um contrato da Petrobras na África. As denúncias acontecem no âmbito da Operação Lava Jato. Cunha está com o mandato suspenso por decisão do STF e, consequentemente, afastado do cargo de presidente da Câmara desde 5 de maio. A Corte entendeu que o peemdebista estava usando o cargo para atrapalhar as investigações contra ele.

Comente agora
25
Jun
Temer: mulher deve se aposentar antes pois faz atividades extras em casa
Postado por: Dulce Santana / 11:29h

O presidente interino Michel Temer afirmou que não concorda com a mudança na regra previdenciária que equipara as idades para homens e mulheres se aposentar. De acordo com o jornal O Globo, o peemebedista considera que as mulheres devem deixar o mercado de trabalho um pouco mais cedo do que os homens, devido as atividades extras que exercem. "Uma pequena diferença entre o homem e a mulher é razoável, por uma razão. Essa razão não é só minha, vejo escrita a todo momento. A mulher, além do trabalho externo, ela faz o trabalho interno na sua casa, é mãe, etc, às vezes cuida dos irmãos. Talvez uma pequena diferença valesse a pena", disse Temer. Além disso, o presidente em exercício afirmou que não tem objeção à adoção da idade mínima para a aposentadoria. A medida é estudada por seu governo e tem o apoio ao menos de dois ministros, da Fazenda, Henrique Meirelles; e da Casa Civil, Eliseu Padilha. 

Comente agora
25
Jun
Brasil deve buscar acordos com Reino Unido após saída da União Europeia, diz Serra
Postado por: Dulce Santana / 10:18h

O Brasil vai procurar negociar acordos com o Reino Unido, uma vez que ele deixará a União Europeia. Foi o que afirmou ao Estado o ministro das Relações Exteriores, José Serra. "Teria sido melhor não ter acontecido", disse. Mas, já que o resultado foi esse, restou ao Brasil ajustar seus planos à nova realidade. "A estratégia é continuar negociando com a União Europeia e abrir negociação com Reino Unido, de livre-comércio, de investimento, tudo o que for possível", explicou. "Eles têm um peso grande no comércio internacional". Segundo avaliou o ministro, os britânicos, são liberais no comércio, inclusive nos produtos agrícolas. Alemanha e França, que agora tiveram seu peso relativo aumentado dentro do bloco europeu, são "mais complicados" nesse campo. "Então, na União Europeia, aumenta o peso relativo do protecionismo", comentou. Por outro lado, lembrou o ministro, o fato de o Brasil abrir negociação com o Reino Unido, separadamente, pode ser um elemento de pressão para os europeus negociarem com o Mercosul. "Quando se tem opções de negociação, o parceiro fica mais interessado", explicou.

Comente agora
25
Jun
Michel Temer escolhe novo diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência
Postado por: Dulce Santana / 08:21h

O presidente interino, Michel Temer, escolheu Janér Tesh Alvarenga para o cargo de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em substituição a Wilson Trezza. Alvarenga é o atual chefe do Departamento de Inteligência Estratégica. O nome ainda será encaminhado ao Congresso para que seja sabatinado pelo Senado. Até a aprovação, Trezza deve permanecer no cargo, segundo o Estado de S. Paulo. Apesar de a indicação ocorrer a 40 dias dos Jogos Olímpicos, de acordo com o Palácio do Planalto, ela não provocará nenhuma mudança de estratégia da agência na preparação para a competição. Como chefe da Inteligência Estratégica, Alvarenga já participava do desenvolvimento da cooperação para assegurar a segurança do evento. Um centro internacional de inteligência foi montado no Rio de Janeiro para fazer todo o trabalho de prevenção e acompanhamento da segurança dos Jogos Olímpicos, que começam dia 5 de agosto. Uma das propostas do governo Temer para o setor é “consolidar a posição da Abin como órgão central do Sistema Brasileiro de Inteligência, o Sisbin”.

Comente agora
25
Jun
Filho de Bolsonaro confirma a candidatura do pai à presidencia
Postado por: Dulce Santana / 07:55h

O deputado federal pelo estado de São Paulo e filho de um dos políticos mais polêmicos da atualidade, Eduardo Bolsonaro esteve no programa Pânico desta sexta-feira (24). O discurso do terceiro filho de Jair Bolsonaro é idêntico ao do pai e se baseia no aumento e na manutenção da segurança pública. Ele é favorável à legalidade do porte de armas e defende a posição de que a população brasileira poderia ter acesso às armas de fogo. "É dar a chance de defesa para as pessoas. Se entrar alguém, agora, matando todo mundo, o que a gente faz? Liga pra Polícia?", questionou. A solução? "A minha proposta é: vamos mudar? Vamos flexibilizar? Vamos diminuir a maioridade penal para 16 anos?". Apesar das polêmicas envolvendo posições, opiniões e ocorridos de pai e filhos, Eduardo confirmou que, caso o Supremo Tribunal Federal não considere seu pai inelegível, "ele será candidato à presidência em 2018".

Comente agora
25
Jun
Testemunha de Marcelo Odebrecht, Dilma vai depor por escrito na Lava Jato
Postado por: Dulce Santana / 07:20h

A presidente afastada Dilma Rousseff (PT) vai depor por escrito como testemunha do ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht em ação penal na Operação Lava Jato. O juiz federal Sérgio Moro havia questionado a petista se ela preferia ser ouvida em audiência ou que lhe fossem encaminhadas perguntas a serem respondidas por escrito. Dilma optou pelo depoimento escrito em petição anexada aos autos e assinada de próprio punho. "Por ocasião da consulta formulada por Vossa Excelência no expediente em epígrafe, informo que exercerei previsão disposta no artigo 221, parágrafo primeiro, do Código de Processo Penal. Assim, fico à disposição para prestação do depoimento, por escrito, acerca dos questionamentos deferidos por Vossa Excelência", respondeu Dilma em petição endereçada a Moro. Após a resposta da presidente afastada, o juiz da Lava Jato determinou aos advogados do empreiteiro: "Intime-se a defesa de Marcelo Odebrecht para que apresente por escrito os questionamentos a serem dirigidos à Exma. Sra. Presidente no prazo de cinco dias. Concomitantemente, intimem-se as demais defesas, Ministério Público Federal e assistente de acusação de que terão o prazo de cinco dias, independentemente de nova intimação, para formular, querendo, quesitos, após o término do prazo da defesa de Marcelo Odebrecht", decidiu Moro. Os advogados de Odebrecht arrolaram Dilma nos autos da Operação Xepa, 26ª etapa da Lava Jato. Marcelo Bahia Odebrecht está preso desde 19 de junho de 2015. O empreiteiro já foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa no esquema de propinas montado na Petrobras.

Comente agora
25
Jun
Curtindo o Forró do Lago, Neto revela que está sacramentado o seu apoio ao prefeito Humberto Leite em S. A. de Jesus
Postado por: Anacley Souza / 02:38h

O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) prestigiou nesta sexta-feira (24), o Forró do Lago em Santo Antônio de Jesus. Assíduo forrozeiro, Neto em entrevista ao Voz da Bahia confidenciou que admira os festejos juninos das cidades do interior e é um grande frequentador das festas, “ontem estive em Cruz das Almas e hoje aqui em Santo Antônio para trazer um abraço ao prefeito Humberto Leite e aproveitar essa festa maravilhosa que é o Forró do Lago. O presidente do DEM da Bahia ainda manifestou o seu apoio ao prefeito Humberto, “está sacramentadíssimo, Humberto é nosso pré-candidato e iremos trabalhar para que ganhe a eleição, Democratas muito feliz com a chegada dele e eu tenho a certeza que esse ano vamos poder mostrar todo trabalho que ele fez por Santo Antônio durante esse período e ele vai ter uma reeleição, se Deus quiser certa”, disse.

Amizade com o grupo do ex-prefeito Euvaldo Rosa: ACM Neto ainda revelou que mantém uma linha de amizade com o ex-prefeito Euvaldo Rosa (sem partido) e seus aliados assim como Dalvinha Mercês (PSB), que é cotada como uma possível pré-candidata a prefeita, ou vice. Para ACM Neto, as amizades não têm por que se perder, “não faço política de maneira alguma misturando relação pessoal com trabalho, mais politicamente estamos em campos opostos e nosso grupo hoje é representado por Humberto Leite”, evidenciou.

Governo do Estado ou prefeitura de Salvador? Como prefeito da cidade de Salvador, ACM Neto promoveu mudanças boas para a capital baiana e isso lhe rendeu louros com a população. Para Neto, o reconhecimento do trabalho é motivo de muita felicidade. Aproveitando a oportunidade da entrevista, ACM não quis responder se pretende continuar para uma reeleição a prefeito de Salvador, ou se aspira ir ao embate com Rui Costa (PT) em uma possível disputa ao Governo do Estado, “eleição só falo depois do São João, você me pegou no São João então não falo de eleição por enquanto, agora prefiro o arrasta-pé e dançar coladinho”, concluiu.

  1. Reportagem e Foto: Voz da Bahia
Um comentário
24
Jun
Procurador quer afastar ministro do Planejamento por “pedaladas”
Postado por: Anacley Souza / 23:30h

O Ministério Público de Contas, que atua no Tribunal de Contas da União (TCU), pediu que a corte aplique multas de até R$ 45 mil e afaste de funções públicas, por cinco a oito anos, o ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, o ex-presidente do Banco Central Alexandre Tombini, recém-anunciado representante do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI), e o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio José Lenti Maciel, por irregularidades referentes às “pedaladas fiscais” em 2014. Em parecer obtido pelo Estado, o procurador Júlio Marcelo de Oliveira sustenta que no total são 11 os responsáveis pela “gravíssima fraude” que permitiu a expansão de gastos “sem sustentação” e a maquiagem das finanças públicas no governo da presidente afastada Dilma Rousseff. O documento é um dos relatórios técnicos que subsidiarão o julgamento de autoridades da equipe econômica pelas manobras nas contas de 2014, cuja data ainda não foi marcada. As pedaladas consistiram no atraso de repasses do Tesouro Nacional para bancos públicos custearem despesas de programas sociais e empréstimos subsidiados. Para o TCU, esses atrasos foram operações de crédito ilegais contraídas pela União com as instituições. Em processos distintos, o tribunal ainda avalia as práticas fiscais de 2015, que embasam o processo de impeachment. O TCU vai apreciar em plenário a conduta de integrantes da gestão Dilma em 2014. Em manifestação anterior, os auditores da corte haviam proposto que cinco pessoas fossem inabilitadas de cargos em comissão ou funções de confiança por cinco a oito anos, entre elas representantes do Tesouro Nacional e os ex-titulares da Fazenda Guido Mantega e Nelson Barbosa. Eles isentaram integrantes do BC e ex-presidentes de bancos. No caso de Dyogo, sugeriram apenas o pagamento de multa. Agora, o MP de Contas considerou que a lista de responsáveis deve ser ampliada. Além de multas, pediu a inabilitação de Dyogo, Tombini e Maciel. Requereu as mesmas punições também ao ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho; do ex-presidente da Caixa Jorge Fontes Hereda; e do ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine. O relatório foi enviado ontem ao ministro José Múcio Monteiro, relator do processo, que vai elaborar um voto a ser levado ao plenário no dia do julgamento. O pedido do MP de Contas complica a situação do ministro interino do Planejamento, cuja permanência já não é certa.

Comente agora
24
Jun
Teori envia à Justiça Federal de Brasília denúncia contra Lula
Postado por: Anacley Souza / 22:02h

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira (24) o envio para a Justiça Federal de Brasília de denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela suposta tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Também são alvos da mesma denúncia o senador cassado Delcídio do Amaral, o banqueiro André Esteves e outras quatro pessoas. Os sete são acusados de obstrução à Justiça, por suposta tentativa de atrapalhar a delação de Cerveró na Operação Lava Jato. Procurada, a defesa de Lula informou que não vai se manifestar sobre a decisão. Para Teori Zavascki, "tais fatos não possuem relação de pertinência imediata com as demais investigações relacionadas às fraudes no 'ambito da Petrobras'". Por isso, ele entendeu que deve ser considerado o local onde o suposto crime foi consumado, em Brasília. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo que o caso fosse remetido para o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná, por entender que havia conexão dos fatos com o esquema de corrupção na Petrobras. Segundo Janot, alguns dos denunciados, como o empresário José Carlos Bumlai, o filho dele Maurício Bumlai e o próprio Cerveró já são alvos de processo no Paraná. Advogados de defesa dos acusados, no entanto, contestaram o pedido de envio ao Paraná. O banqueiro André Esteves, um dos denunciados, argumentou que o suposto crime foi cometido em Brasília. Já o ex-presidente Lula afirmou que o caso deveria ir para Justiça Federal de São Paulo porque fatos narrados ocorreram naquele estado.

Comente agora
24
Jun
Teori contraria Janot e envia denúncia contra Lula para Justiça do DF
Postado por: Débora Ayane / 17:37h

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki decidiu nesta sexta-feira (24) enviar para a Justiça do Distrito Federal a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sob acusação de envolvimento numa trama para comprar o silêncio e evitar a delação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. A decisão contraria a posição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que defendeu que o caso ficasse com o juiz do Paraná Sergio Moro. Teori entendeu que o caso é de responsabilidade da Justiça do DF porque a tentativa do crime teria sido praticada em preponderância na capital federal, mesmo tendo fatos no Rio de Janeiro e em São Paulo. O ministro cita, por exemplo, que o fato-chave do caso ocorreu em Brasília, onde o ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) foi gravado em uma conversa na qual ofereceu auxílio financeiro para evitar a colaboração premiada de Cerveró. Segundo Teori, o próprio Supremo já fixou que casos que não tenham conexão direta com a corrupção na estatal não devem ficar a cargo da Justiça do Paraná. Tais fatos não possuem relação de pertinência imediata com as demais investigações relacionadas às fraudes no "âmbito da Petrobras". Na semana passada, o ministro enviou para Moro e a força-tarefa da Lava Jato a maior parte das investigações sobre Lula -16 procedimentos- como os casos do tríplex em Guarujá e o sítio de Atibaia, em São Paulo.

Comente agora
24
Jun
"Grande herança negativa do governo Dilma é o vice-presidente", diz a petista
Postado por: Débora Ayane / 16:22h

Dilma Rousseff usou sua conta no Twitter para mandar um recado ao presindente interino, Michel Temer. "O governo é provisório e interino e as suas consequências nefastas não serão permanentes", escreveu a petista. Ela ainda afirmou que "a grande herança negativa do governo Dilma é o vice-presidente, hoje presidente interino e provisório". (N. ao Minuto)

Comente agora
24
Jun
Decisão do STF prolonga análise de denúncia contra Renan Calheiros
Postado por: Débora Ayane / 15:14h

Uma decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Edson Fachin vai prolongar, mais uma vez, a análise da denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que tramita há mais de três anos no tribunal sem ser analisada.O ministro reabriu nesta quinta-feira (24) o prazo para a apresentação de defesa do senador no caso que investiga se ele usou dinheiro de empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. A medida foi tomada a partir de uma nova manifestação enviada pela PGR ao STF para esclarecer a prescrição de parte dos crimes referentes ao uso de documentos falsos e falsidade ideológica.Fachin entendeu que houve um "aditamento" da Procuradoria na denúncia, portanto, que a acusação foi ampliada e por isso é preciso abrir prazo de mais 15 dias para que a defesa do senador se manifeste.Procuradores ouvidos disseram que não há elementos novos colocados no processo que justifiquem a concessão de um novo período para a defesa. Após receber a posição dos advogados de Renan, Fachin deve elaborar seu voto e liberar o processo para julgamento -o que deve ocorrer no segundo semestre.O caso tramita em segredo de justiça no Supremo e chegou ao tribunal em 2007.

Comente agora
24
Jun
Justiça autoriza Dilma a usar aviões da FAB, desde que reembolse o Tesouro
Postado por: Débora Ayane / 15:04h

A Justiça Federal autorizou Dilma Rousseff (PT) a utilizar novamente aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) fora do trecho Porto Alegre/Brasília. A decisão é da 6ª Vara Federal de Porto Alegre e atende a pedido da presidente afastada. No dia 2 de junho, um parecer elaborado pela subchefia de assuntos jurídicos da Casa Civil restringiu o uso das aeronaves pela petista apenas da capital federal à gaúcha, onde possui residência. Cabe recurso da decisão. Segundo a liminar da juíza Daniela Cristina de Oliveira Pertile, publicada nessa quinta-feira (23), Dilma precisará, no entanto, ressarcir os custos. A decisão garante também o mesmo direito aos assessores da presidente afastada e a manutenção da estrutura do seu gabinete pessoal. Dilma havia ingressado com uma ação contra a União como intuito de manter a determinação feita pelo Senado no momento de seu afastamento em decorrência da instauração do processo de crime de responsabilidade. Ela alegou que o ato não implicava a limitação de algumas garantias próprias do cargo de presidente. Em sua argumentação, a presidente alegou a incompetência do Executivo para rever ou limitar um ato do Senado. Em sua defesa, a União ressaltou que o uso do transporte aéreo oficial fica restrito à atividade de interesse público, relativa ao exercício das atribuições institucionais.

Comente agora
24
Jun
Nestor Cerveró é vaiado no desembarque em aeroporto no Rio de Janeiro
Postado por: Débora Ayane / 14:37h

O ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró foi vaiado e xingado de “ladrão” por passageiros no desembarque no Aeroporto Antônio Carlos Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, no final da manhã desta sexta-feira (24). De acordo com informações são do Jornal Folha de São Paulo, Cerveró viajou escoltado por agentes da Polícia Federal nos fundos da aeronave que lhe trouxe de Curitiba, e foi o último a deixar a aeronave. "Ele roubou e está voltando para casa com privilégios. Deveria ter saído pelo portão de desembarque, para mostrar a cara para a população", disse a professora Benely dos Santos, 56, que estava no voo. Após deixar o aeroporto pela área de serviço, Ceveró seguiu para Petrópolis, onde cumprirá pena em regime domiciliar.

Comente agora
24
Jun
Cerveró sai da prisão nesta sexta usando tornozeleira eletrônica
Postado por: Redação Voz da Bahia / 13:22h

O ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, deixa a prisão nesta sexta (24), como parte de seu acordo de delação. Cerveró foi preso na Operação Lava Jato. Em um ano e meio de cárcere, Cerveró chegou a ser atendido pela emergência durante uma crise de ansiedade, e recebeu tratamento psiquiátrico. Em algumas fases, o ex-diretor chorava constantemente. Nestor embarca nesta manhã para o Rio de Janeiro, escoltado por dois policiais. Usará tornozeleira eletrônica e viverá em um condomínio em Petrópolis, interior do Estado –o único imóvel que lhe restou. Seu advogado, Beno Brandão, diz que o cliente está "verdadeiramente arrependido". "Até porque toda a família dele está pagando por isso." O ex-diretor teve que se desfazer de todos os seus imóveis, incluindo o apartamento onde vivia, em Ipanema. Devolveu R$ 825 mil, mais um milhão de libras e outros US$ 495 mil que estavam em offshores, além de 10 mil ações da Petrobras. Agora, só sobrará a Cerveró, além da casa em Petrópolis, uma pequena chácara na região. Ele passará um ano e meio em prisão domiciliar. Depois, mais dois anos em regime semiaberto diferenciado, um com tornozeleira e outro sem. Cerveró ainda não tem planos para a vida pós-cadeia, a não ser continuar colaborando com a Justiça e prestar serviço comunitário, também parte do acordo.

PUBLICIDADE

Comente agora
24
Jun
Lava Jato denuncia João Claudio Genu por propina de R$ 6 milhões na Petrobras
Postado por: Dulce Santana / 11:40h

Procuradores da força-tarefa Lava Jato em Curitiba denunciaram o ex-assessor parlamentar do ex-deputado José Janene (ex-PP, morto em 2010) e ex-tesoureiro do Partido Progressista João Claudio Genu pelos crimes de formação de organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo valores desviados do esquema de corrupção na Petrobrás. A força-tarefa aponta que ele teria recebido R$ 6 milhões do esquema, mesmo enquanto era julgado pelo STF no mensalão. Com isso, Genu que chegou a ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento do mensalão, em 2012, mas nunca cumpriu a pena, pois a condenação para um de seus crimes prescreveu e ele acabou sendo absolvido de outro crime ao recorrer da sentença na Corte Suprema, pode virar réu na Lava Jato. Também foram denunciados Lucas Amorin Alves, Jayme Alves de Oliveira Filho, Rafael Ângulo Lopes e Carlos Rocha ("Ceará") pela participação no esquema, além de Cláudia Gontijo Genu, esposa do ex-assessor parlamentar, pelo crime de lavagem de dinheiro.

Comente agora
24
Jun
Planalto avalia que prisão de ex-ministro diminui chance de Dilma voltar
Postado por: Dulce Santana / 10:35h

A prisão do ex-ministro Paulo Bernardo causou reações diferentes no PT e no Palácio do Planalto. A reportagem do jornal O Globo destaca que o governo interino de Michel Temer classificou que a Operação trouxe uma “pá de cal” para as pretensões de volta da presidente afastada Dilma Rousseff. A prisão deixou o Planalto aliviado, mas os petistas ficaram incomodados com o andamento da Operação. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), esposa do ex-ministro preso e linha de frente na defesa de Dilma na comissão do impeachment, também foi atingida. Ela e o partido consideram que as prisões foram uma forma de desviar o foco de delações envolvendo a cúpula do governo Temer, anular a possibilidade de mudança de votos no Senado e de criminalizar o partido. A reportagem revela que a prisão de Paulo Bernardo foi tratada pelos peemedebistas como o episódio que selou o destino de Dilma fora do governo, por colocar o PT novamente no centro do escândalo. Até então, o Planalto estava com medo do desgate sofrido no primeiro mês do governo Temer com a queda de três ministros por causa da Operação Lava-Jato. Dilma decidiu avaliar o momento e pesquisar detalhes da prisão para entender os motivos. Do lado petista, existe a preocupação de que a prisão do ex-ministro possa enfraquecer o movimento feito para tentar reverter votos no Senado a favor de Dilma no caso do impeachment. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a orientar os senadores petistas a reagir ao andamento das prisões. Além disso, a bancada do PT do Senado divulgou nota em “solidariedade” à senadora e com críticas à operação da Polícia Federal e à prisão de Paulo Bernardo. Na nota, a bancada diz que “estranha” o momento da prisão, justamente durante “o governo provisório” de Michel Temer, e diz que o propósito é “desviar o foco” da corrupção ocorrida com pessoas ligadas ao governo e investigadas na Lava Jato.

Comente agora
24
Jun
Justiça derruba restrição do uso de aviões da FAB por Dilma Rousseff
Postado por: Dulce Santana / 08:38h

A Justiça Federal no Rio Grande do Sul autorizou a presidente afastada Dilma Rousseff a usar aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) fora do trajeto entre Porto Alegre e Brasília, de acordo com informações publicadas pelo G1. De acordo com decisão publicada na tarde desta quinta-feira (23), a juíza Daniela Cristina de Oliveira Pertile, da 6ª Vara Federal de Porto Alegre, acolheu ação da petista pedindo a ilegalidade de um parecer da Casa Civil que a proibia, entre outras coisas, do uso de aeronaves cedidas pela Força Aérea Brasileira (FAB) se não fosse para até a capital gaúcha, onde reside. Segundo o site, a magistrada concordou com o direito ao deslocamento de Dilma a Porto Alegre e aos locais que ela considerar necessários à sua defesa no processo de impeachment, destacando a necessidade de segurança pessoal, o que impossibilitaria o uso de aviões comerciais. No entanto, determinou que a presidente afastada faça o ressarcimento dos gastos com as viagens, conforme artigo 76 da Lei n° 9.504/97. A ação pedia ainda que não houvesse restrições do uso das residências oficiais, e que não ocorresse alteração da nomenclatura do nome do gabinete pessoal da presidente da República. Além disso, pedia que não ocorresse redução de sua equipe. A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou que o governo vai, inicialmente, acatar a decisão da Justiça, mas ainda não conhece o inteiro teor. Segundo a assessoria, só depois de ter acesso à decisão completo que o governo analisará se cabe algum recurso. 

Comente agora
24
Jun
Janot pede arquivamento de inquérito que envolve Serra, Kassab e Marta
Postado por: Dulce Santana / 07:27h

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu o arquivamento de um inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e envolve o ministro José Serra (Relações Exteriores), o ministro Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia) e a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP). Para Janot, não procede a suspeita de que eles praticaram atos de improbidade administrativa quando estiveram à frente da Prefeitura São Paulo por conceder aumento de salário de professores em desacordo com a lei orgânica municipal. "Diversamente do que alegaram os representantes, não há previsão legal de que o reajuste referente à revisão geral anual vincule-se aos índices oficiais que medem a inflação no período", disse. "Não há, portanto, que se falar em negativa de execução de lei, uma vez que a determinação contida na lei municipal restou plenamente atendida pelo alcaide quando da edição anual das leis que reajustaram os vencimentos dos servidores públicos municipais, ainda que estes discordem quanto aos índices aplicados", completou Janot. Caberá ao ministro Edson Fachin, relator do inquérito, analisar a sugestão da Procuradoria-Geral da República e decidir se arquiva ou não o procedimento. A suspeita de que os então prefeitos incorrem em crime de responsabilidade foi levantada pelo Ministério Público de São Paulo. A remessa do caso ao STF aconteceu em maio, por conta do foro privilegiado de Serra, Marta e Kassab. Marta foi sucedida na prefeitura da capital paulista por Serra em 2005. Em 2006, o tucano deixou o cargo para concorrer nas eleições estaduais de São Paulo e a prefeitura passou para as mãos de Kassab, que se reelegeu para mais um mandato na sequência. Na época em que o caso veio à tona, Kassab afirmou que as informações relativas ao caso já tinham sido prestadas a Justiça e que ele estava tranquilo. Serra e Marta não se pronunciaram.

Comente agora
24
Jun
Alan garante que não conversou mais com Everaldo e manda recado: “com Humberto vou ganhar a eleição”
Postado por: Anacley Souza / 01:38h

O deputado estadual Alan Sanches (DEM) participou do São João de Santo Antônio de Jesus nesta quinta-feira (23) e em entrevista ao Voz da Bahia fez uma breve avaliação da estrutura dos festejos juninos. Sanches recordou que no início da gestão do prefeito Humberto Leite (DEM), muitos estavam descrentes se realmente o festejo junino aconteceria, “esse já é o 4º São João e só vem crescendo. Está bem administrado, bem organizado”, elogiou.

ACM Neto em Santo Antônio de Jesus: De acordo com o deputado, o prefeito da cidade de Salvador e presidente o DEM, ACM Neto estará visitando a cidade no mês de julho quando acontecerá a convenção do partido no município, “faremos uma grande festa no dia 03 de julho, com todos os Democratas. Alan confirmou a parecença de Neto nos festejos juninos da cidade, “ele virá amanhã (sábado) curtir um pouquinho do São João como sempre fez. Ele gosta da folia e essa é uma forma dele se aproximar da população”, afirma.

Sobre o ex-secretário de cultura Everaldo: Com a aproximação das eleições, muitos pré-candidatos a prefeito estão surgindo e abrem um leque maior para a escolha dos santoantonienses, dentre eles aparece o nome do ex-secretário de cultura Everaldo Ferreira Júnior (PSDC) . Sobre Everaldo, Sanches deixou claro que não tem conversado mais com ele, “Everaldo gosta de tomar suas decisões sozinho e infelizmente não pode nos ouvir. Era secretário de Humberto e preferiu sair, vai fazer a carreira solo, dele”, disse acrescentando que neste momento, não pode desejar o sucesso a Everaldo, “o sucesso agora estará com Humberto, felizmente neste momento; com Humberto Leite, vou ganhar essa eleição, com Humberto e disso não tenho dúvida. Um grupo forte, um grupo unido, um prefeito extremamente popular e fazendo uma festa grandiosa”, concluiu.

  1. Reportagem e Foto: Voz da Bahia
Um comentário
23
Jun
'Um desrespeito sem tamanho', diz Gleisi sobre prisão de Paulo Bernardo
Postado por: Anacley Souza / 19:30h

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) afirmou nesta quinta-feira (23), por meio de nota divulgada no Facebook, que esta quinta-feira (23) foi “um dia muito triste” na vida dela. A publicação foi feita horas após o marido da parlamentar, Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff, ser preso pela Polícia Federal em Brasília. A PF deflagrou nesta quinta a Operação Custo Brasil, desdobramento da 18ª fase da Lava Jato, que investiga suposto esquema de corrupção que teria desviado R$ 100 milhões do governo federal por meio de fraudes em concessão de créditos consignados a funcionários públicos. Um dos pivôs do esquema, segundo a PF, é Paulo Bernardo. Além disso, os policiais realizaram buscas e apreensões nas residências de Gleisi Hoffmann em Brasília, um imóvel funcional do Senadao, e em Curitiba, que também é de Paulo Bernardo. A senadora partiu em defesa do marido. “Hoje foi um dia muito triste na minha vida como mulher, como política e, sobretudo, como mãe. Conheço o pai dos meus filhos. Sei das suas qualidades e do que não faria, por isso sei da injustiça que sofreu nesta manhã. Mais de 10 pessoas estranhas entraram em minha casa com ordem de busca e apreensão. Trouxeram também uma ordem de prisão preventiva contra o Paulo”, disse Gleisi na nota.

Comente agora
23
Jun
Temer recebe no Planalto credenciais de embaixadores de 11 países
Postado por: Débora Ayane / 17:41h

O presidente em exercício, Michel Temer, reconheceu formalmente nesta quinta-feira (23), em cerimônia no Palácio do Planalto, a atuação de embaixadores de 11 países no Brasil.Os diplomatas entregaram a Temer as chamadas cartas credenciais, por meio das quais eles indicam ao presidente da República que representam oficialmente o governo de seu país no Brasil.Embora este tipo de cerimônia costume ocorrer somente de duas a três vezes por ano, esta já é a segunda vez em quatro semanas que o presidente em exercício recebe credenciais. Em maio, foram reconhecidas as atuações dos embaixadores de seis países.Nesta quinta, Temer recebeu as cartas diplomáticas dos embaixadores Filippo Francini (San Marino), John Howard Richardson (Austrália), Abdoulaye Idrissa Wagne (Mauritânia), Carlos Alfredo Magariños (Argentina), Alejandro Borda Rojas (Colômbia) e Kairat Sarzhanov (Cazaquistão).Também entregaram as credenciais ao presidente exercício Joseph Ntshikiwane Mashimbye (África do Sul), José Betancourt Rivera (Peru), Ivica Bocevski (Macedônia), Amery Browne (Trinidad e Tobago) e José Kinn Franco (Bolívia).De acordo com o Itamaraty, quando o embaixador chega ao Brasil, mas não há previsão da cerimônia com o presidente da República, ele entrega uma cópia da carta credencial ao Ministério das Relações Exteriores para poder trabalhar.Neste caso, contudo, informou o ministério, o diplomata não pode, por exemplo, participar de eventos oficiais nos quais o presidente brasileiro estiver presente.

Comente agora
23
Jun
Dilma quer respaldo de senadores para declarar apoio a novas eleições
Postado por: Débora Ayane / 13:55h

A presidente afastada Dilma Rousseff pensa em apoiar a proposta de um plebiscito para definir a convocação de novas eleições presidenciais a um maior respaldo da alternativa no Senado. De acordo com a Folha de S. Paulo, a petista se reuniu com dirigentes de partidos aliados, no Palácio do Alvorada, nesta quarta-feira (22) e considerou que não adianta encampar a proposta de maneira solitária caso ela não conte com um apoio mais significativo na Casa. Dilma acredita que é preciso contar com os 22 senadores contrários ao seu afastamento e também com o respaldo de pelo menos mais 13 parlamentares. Segundo a publicação, o número seria capaz de garantir com folga a permanência da petista no cargo na votação final do impeachment, já que ela precisa de pelo menos 27 votos. Dilma entende que isso criaria condições para que a proposta ganhasse sustentação no Congresso. Por isso, a petista indicou que dirigentes partidários de legendas como PT, PCdoB e PDT a aumentarem a ofensiva sobre senadores ainda indecisos em relação ao impeachment, como Cristovam Buarque (PPS-DF) e José Reguffe (sem partido-DF). A Folha destaca ainda que a proposta do plebiscito conta com resistência até mesmo entre aliados de Dilma no Senado e em seu próprio partido, o PT. Na opinião deles, a proposta dificilmente seria aprovada no Congresso e uma nova eleição presidencial não resolveria a crise política do país. A presidente afastada deseja conquistar maior apoio de senadores e espera que a proposta seja encampada primeiro pelos movimentos sociais, evitando passar a mensagem de que a alternativa é sugerida em decorrência da perda de legitimidade da petista para governar o país. A Folha explica que os movimento sociais, como o MST (Movimentos dos Sem Terra), estão resistentes com a medida. A petista também aproveitou o encontro para defender o aumento da ofensiva contra o governo interino de Michel Temer. Dilma considera que é preciso elevar a munição contra a reforma previdenciária sugerida pelo peemedebista e a proposta de liberação da venda de terras a estrangeiros.

Comente agora
23
Jun
Possível cassação de Cunha deflagra corrida pela presidência da Câmara
Postado por: Débora Ayane / 13:15h

A expectativa sobre a possível cassação do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), cuja votação no plenário é estimada para julho, deflagrou a corrida pela presidência da Casa. Há pelo menos dez nomes cotados, a maior parte dentro da própria base aliada do governo, para ocupar o “mandato-tampão” até fevereiro de 2017, quando acabaria o mandato de Cunha. Nos bastidores, a preocupação principal do Palácio do Planalto é haver um racha na base aliada por conta da fragmentação de candidaturas. Diversos líderes de partidos governistas relataram ao G1 o apelo do governo do presidente em exercício, Michel Temer, de buscar manter a unidade dentro da base, essencial para conseguir a aprovação de matérias na Câmara. Como a eleição para a sucessão de Cunha não envolverá a formação de chapas para preencher outros cargos da Mesa Diretora, ficaria mais fácil para candidatos avulsos se lançarem. Pelo regimento interno, se o cargo de presidente ficar vago, novas eleições têm que ser convocadas no prazo de cinco sessões. O chamado Centrão, bloco parlamentar informal que reúne os principais partidos que dão sustentação ao governo Temer na Câmara, tenta emplacar um nome.

Comente agora
23
Jun
Deputada diz que Romário trocou voto do impeachment por cargos
Postado por: Dulce Santana / 11:36h

Segundo informações da coluna de Lauro Jardim, em O Globo, a deputada federal Mara Gabrilli soltou o verbo pra cima do senador Romário. Ela não gostou da nomeação da ex-deputada Rosinha da Adefal para a Secretaria da Pessoa com Deficiência. Acusou que a nomeação foi um acordo do Palácio do Planalto com o senador Romário em troca do voto dele no impeachment de Dilma Rousseff. Ela ainda afirmou que ele fez barganha e que posa de defensor das pessoas com deficiência, mas não sabe de nada.

Comente agora
23
Jun
Senado entra nos últimos dias de testemunhos de defesa de Dilma Rousseff
Postado por: Dulce Santana / 10:45h

A Comissão Processante do Impeachment no Senado tem marcado para esta quinta-feira (23) o depoimento de mais três testemunhas de defesa da presidenta afastada Dilma Rousseff. De acordo com novo cronograma de trabalho aprovado na quarta-feira (22) pela comissão, a oitiva de testemunhas seguirá até a próxima segunda-feira (27), dez dias a mais que o previsto inicialmente. Serão ouvidas nesta quinta-feira as testemunhas Anderson Lozi da Rocha, subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; Leandro Freitas Couto, diretor da Associação Nacional dos Servidores de Carreira de Planejamento e Orçamento; e Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento Federal. Anteriormente, Esther Dweck foi arrolada como testemunha de acusação, mas acabou dispensada para acelerar os trabalhos. Por entender que os depoimentos dos técnicos do Orçamento Federal apresentam argumentos favoráveis a Dilma, a defesa resolveu apresentar requerimento para incluir a ex-secretária entre suas testemunhas. Ao menos mais um ex-ministro deve ser ouvido pela comissão: o ex-ministro do Desenvolvimento Agrário Patrus Ananias, que tem depoimento marcado para a segunda-feira (27).

Comente agora
23
Jun
Sergio Moro lidera intenções de voto para Presidência da República em pesquisa do PT
Postado por: Dulce Santana / 08:12h

O juiz federal Sergio Moro lidera as intenções de voto para as eleições presidenciais de 2018. O dado foi apontado por uma pesquisa interna encomendada pelo PT , com levantamento na cidade de São Paulo, entre o fim de maio e início de junho. De acordo com a coluna Painel, Marina Silva (Rede) aparece em segundo lugar, com 12% das intenções de voto, seguida por Lula (PT), com 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) e José Serra (PSDB) empatam com 10%. O ex-ministro Ciro Gomes tem 4% das intenções de voto e o deputado federal Jair Bolsonaro, 3%. O presidente interino Michel Temer e o presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (ambos do PMDB) também pontuam, mas estão tecnicamente empatados, com 2% e 1%, respectivamente.

Comente agora
23
Jun
Ex-ministro Paulo Bernardo é preso em Brasília
Postado por: Dulce Santana / 07:12h

O ex-ministro Paulo Bernardo foi preso nesta quinta-feira (23) na 31ª fase da Operação Lava Jato, em Brasília. Um mandado de busca e apreensão também está sendo cumprido na casa da senadora Gleisi Hoffmann, em Curitiba. Policiais federais também estão na sede do PT no Centro de São Paulo. A Polícia Federal indiciou Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido dela, o ex-ministro Paulo Bernardo, ao concluir o inquérito sobre as suspeitas de que dinheiro desviado da Petrobras abasteceu em 2010 a campanha ao Senado da parlamentar. A defesa do ex-ministro disse que desconhece as razões da prisão, e que estranha porque Paulo Bernardo sempre se colocou à disposição das autoridades. A PF afirma ter indícios suficientes contra Gleisi e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, por suposto envolvimento em crime de corrupção. As conclusões da Polícia Federal foram anexadas ao inquérito 3979, que tramita no Supremo Tribunal Federal , na Operação Lava Jato. A PF entendeu que há indícios suficientes de que a campanha de Glesi recebeu R$ 1 milhão em propina. Um novo delator , Antonio Carlos Pieruccini, informou que transportou o dinheiro, em espécie, de São Paulo para Curitiba em quatro viagens e que entregou a quantia para Ernesto Kugler, empresário que seria próximo de Gleisi. Segundo a PF, as entregas ocorreram na casa de Kugler e em empresas das quais é sócio. E que o empresário e o então tesoureiro da campanha de Gleisi, Ronaldo da Silva Baltazar, se falaram por telefone pelo menos 25 vezes. Segundo o relatório da Polícia Federal, ao qual a TV Globo teve acesso, o suposto pedido de dinheiro para a campanha de Gleisi teria sido feito ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa quando Paulo Bernardo era ministro do Planejamento do governo Lula e só porque o ex-ministro teria conhecimento do esquema de desvios na Petrobras.

Comente agora
22
Jun
SAJ: Joanito dá nota 8 para gestão do prefeito Humberto Leite e admite querer de novo ser vice em uma chapa
Postado por: Anacley Souza / 23:35h

O ex-vice-prefeito de Santo Antônio de Jesus, Joanito Barbosa (PSC) na gestão do ex-prefeito Euvaldo Rosa já lançou sua pré-candidatura para prefeito, no entanto, ainda não fechou as portas para também poder vir a ser um vice ao afirmar que ‘é uma alternativa’ para fortalecer uma coligação. Em entrevista a Andaiá FM, Joanito afirmou que até então não recebeu convite de nenhum grupo, mas mantém propostas junto ao seu partido, “mantenho minha pré-candidatura mais permaneço articulando com outros partidos, porque temos capacidade de buscar votos, pois temos umas propostas diferentes para a cidade”, disse. Joanito admitiu que já estivesse em reunião com o ex-secretário de cultura Everaldo Júnior (PSDC), assim como Geraldo Reis (presidente do PMDB do município) e com prefeito Humberto Leite (DEM), “não podemos deixar de reconhecer que o prefeito fez uma boa gestão e acertou em diversas áreas”, afirmou acrescentando que não menosprezaria nenhum candidato, nem a gestão atual por se lançar como candidato, “eu seria ingrato se não reconhecesse”, pontuou Joanito Barbosa que assumiu por 18 meses a chefia do gabinete de Leite.

Grupos políticos: Para o ex-vice-prefeito, a política de Santo Antônio de Jesus é movida a dois distintos grupos políticos. “Adversários nas eleições o Jacu e o Beija-flor são lançados em uma arena, o bom candidato deve definir em qual aliança ficar, a política aqui tem lado e quem pretende assumir a prefeitura deve assumir”, colocou.

Avaliação da gestão de Humberto Leite: Joanito não se esquivou em dar seu parecer a atual gestão. Segundo disse, é necessário fazer um histórico, “Praça Padre Mateus, todas as suas contas até agora aprovadas pelo TCM (Tribunal de Contas do Município), pagando os funcionários em dia, não estou aqui sendo advogado do prefeito Humberto Leite, mais sempre fui coerente nas minhas posturas e veja só, para você dá uma nota, você tem que ver o histórico, como é que você pode dizer que Joanito está tendendo para o lado de Leite, essa questão é uma realidade, agora o prefeito, me parece que há 2 ou 3 anos atrás, ele se auto avaliou, deu 4 para administração dele, eu aqui dou 8 para sua gestão, se você forçar mais um pouquinho eu dou 9, mas é preciso ser correto, ele cumpriu tudo o que prometeu em campanha”, salientou.

Sua relação com o deputado Rogério Andrade: Barbosa ainda fez revelações antigas dos bastidores da política no ano de 2013 que a partir daquele momento ele deixou o grupo Jacu para construir um projeto político independente, “no momento não pertenço a grupo político”, alegou. Joanito ainda pontou que de todos os relacionados para compor uma chapa aonde Dalvinha Mercês (PSB) veio a ser candidata a prefeita em 2012, o deputado Rogério Andrade foi o único a se rebelar, “quer conhecer um homem dê-lhe poder e foi isso que aconteceu, Rogério não atendeu aos critérios que Euvaldo colocou”, completou. Barbosa por sua vez garantiu que apesar de tudo ainda mantém uma amizade e respeito ao ex-prefeito Euvaldo Rosa.

  1. Redação Voz da Bahia
Comente agora
22
Jun
Confira as mudanças na lei eleitoral em S. A. de Jesus, "o objetivo este ano é cortar custos e diminuir a poluição visual", diz advogado
Postado por: Débora Ayane / 23:26h

Em entrevista à Rádio Andaiá FM nesta quarta-feira (22), o advogado da Secretaria de Ação Social Dr. Caíque Pires Barbosa falou sobre as mudanças na lei eleitoral em Santo Antônio de Jesus, cujo objetivo este ano é cortar custos e diminuir a poluição visual.

Recentemente houveram várias reformas na lei eleitoral, o pré-candidato e toda população devem ficar antenados. Aconteceram várias alterações, uma delas é sobre a dupla filiação, antigamente quando era identificado a dupla filiação, automaticamente o pedido de candidatura era negado, hoje não, se isso acontecer a justiça eleitoral vai considerar a filiação mais recente. Outra mudança, de acordo com o advogado, refere-se a economia na eleição, no passado em Santo Antônio de Jesus havia grande poluição visual para quem trafegava pelo centro da cidade e hoje não poderá mais haver exposições nas vias públicas. Será permitido nas vias uma bandeira móvel junto com uma mesa para distribuição de material de campanha, colocada as 6h e retirada, obrigatoriamente, as 10h.

Outra proibição é a pintura em muros, mas será permitido cartazes de 0,5 m³ colocados em área privada, além disso os bens públicos não podem ter vinculação de propaganda eleitoral, “não vale o pré-candidato querer dar uma de esperto e juntar 10 cartazes de meio metro como se fosse uma imagem só, isso é vedado e será coibido. Não pode ser colocado cartazes em locais de uso do bem comum do povo, ou seja, não pode colocar em um viaduto, posto de gasolina, supermercado, bar”, disse.

Comente agora
22
Jun
Impeachment: Dilma deve depor em 6 de julho
Postado por: Anacley Souza / 19:33h

A Comissão Processante do Impeachment aprovou hoje (22) um novo cronograma de trabalhos em razão dos atrasos no cronograma original, causados pela oitiva de testemunhas. Pela nova previsão, o relatório do senador Antonio Anastasia deverá ser votado no plenário do Senado no dia 9 de agosto. Depois disso, o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), terá até dez dias para marcar o julgamento final da presidente Dilma Rousseff, no plenário do Senado. O cronograma de Antonio Anastasia prevê que, no próximo dia 5 de julho, será realizada a audiência com os peritos e os assistentes de acusação e defesa, que fizeram a perícia nos documentos que embasam a denúncia e o processo de impeachment. No dia seguinte, a presidente afastada deverá comparecer à comissão para ser ouvida pelos senadores e se defender. A partir daí, começará a contar o prazo para as alegações finais da acusação. Um acordo entre os advogados de acusação, Janaína Paschoal, e de defesa, José Eduardo Cardozo, estabeleceu que a advogada entregará suas alegações finais em cinco dias – embora ela tenha prazo de até 15 dias. Com isso, no dia 13 de julho começará a contar o prazo de 15 dias para as alegações finais da defesas. O senador Antonio Anastasia terá prazo de até quatro dias para fazer seu relatório final, que deve ser lido ao plenário da comissão no dia 2 de agosto – uma semana mais tarde que a previsão original. No mesmo dia será concedida vista coletiva, com discussão do parecer, marcada para o dia 3 e votação para o dia 4 de agosto. Conforme o novo cronograma, a votação da pronúncia da presidente, que verifica se a acusação é procedente, acontece em 9 de agosto. Dessa forma, o julgamento final deve acontecer por volta do dia 22 de agosto.

Comente agora
22
Jun
Dilma e Temer disputam senadores indecisos
Postado por: Débora Ayane / 17:55h

A presidente afastada Dilma Rousseff e o interino Michel Temer ainda disputam os votos de senadores indecisos para a votação definitiva do processo de impeachment. De acordo com o calendário da comissão no Senado, a decisão deve ficar em agosto. De acordo com pesquisa do Jornal do Brasil, ao menos 15 senadores dizem que ainda não decidiram os votos. Na terça (21), Temer foi a um jantar oferecido a 60 senadores pelo senador Zezé Perrella (PDT). Na avaliação do jornal, o presidente interino terá de se esforçar na distribuição de cargos caso ganhe a disputa no Senado. Dilma, por outro lado, tem atuado a partir do Palácio do Planalto para conversar com opositores em busca de apoio. Para que o afastamento definitivo de Dilma seja aprovado, são necessários dois terços do Senado (54 votos do total de 81 senadores). Contas de aliados de Temer afirma que o interino tem, no momento, 35 votos que não passarão para o outro lado. A favor de Dilma e contra o impeachment são, confirmados, entre 15 e 18 senadores. Existe, ainda, a chance de surpresa, já que muitos parlamentares têm preferido não declarar votos em pesquisas de institutos e veículos de imprensa.

Comente agora
22
Jun
Wagner nega oferecimento de apoio a Cunha: 'Nos recusamos a fazer acordo com chantagistas'
Postado por: Débora Ayane / 16:07h

O ex-ministro Jaques Wagner negou ter oferecido apoio ao presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em troca da não abertura do processo de impeachment contra Dilma Rousseff. Em pronunciamento feito nas redes sociais, ele chamou o parlamentar de "chantagista" e criticou as declarações dele concedidas na entrevista coletiva desta terça-feira (21). "Nunca houve oferecimento de apoio do PT a Cunha nem nunca haverá porque nos recusamos a fazer qualquer tipo de acordo com chantagistas. O que ocorreram foram encontros para tratar da relação entre Executivo e Legislativo e da pauta de votações, algo absolutamente normal em uma democracia", escreveu Wagner. Ele ainda criticou a postura de Cunha e disse que o presidente afastado da Câmara "mentiu para se fazer de vítima.

Comente agora
22
Jun
Procurador da República deve fundamentar não acesso a investigação de Lula, decide CNMP
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:48h

s membros do Ministério Público que participar de uma investigação criminal que envolva o ex-presidente Lula, deve fundamentar as decisões sobre o acesso de advogados aos autos da investigação. A decisão foi tomada no plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) nesta terça-feira (21). Por unanimidade, o voto do conselheiro Leonardo Carvalho foi acatado para que o procurador da República no Distrito que oficiar nas investigações contra Lula fundamente se o acesso aos autos representa um risco a investigação em curso. O conselheiro concluiu Leonardo Carvalho acatou parcialmente o pedido da defesa do ex-presidente e determinou que fique expresso que a negativa de acesso aos elementos de prova relacionados a diligências ainda em andamento ocorre em razão do risco de comprometimento da eficiência, da eficácia ou da finalidade das diligências, nos exatos termos da Lei nº 13.245/2016. O conselheiro julgou improcedente a alegação de defesa de que o procurador da República Douglas Kirchner vazara as informações do processo à imprensa, por falta de provas. A alegação de irregularidade em redistribuição dos autos a outros ofícios também foi julgada improcedente.

Comente agora
22
Jun
Benito Gama diz que Cunha está fora do mandato
Postado por: Redação Voz da Bahia / 12:18h

Depois da entrevista de Eduardo Cunha utilizando espaços da Câmara dos Deputados como se continuasse ainda presidente (por hora está afastado do cargo) houve um reboliço total que deixou a Câmara em efervescência. O deputado Benito Gama (PTB) informa que 80% dos deputados passaram a estar contra ele, em reações fortíssimas que o levará fatalmente à perda do mandato. O próprio partido de Cunha, o PMDB, está posicionado contra com diversos candidatos ao cargo de presidente. No momento, ainda de acordo com Benito, afastados da disputa estão a esquerda e o PSDB. A disputa é tão intensa que, em Brasília, há jantares e almoços para se tentar chegar a bom termo. Para o deputado, o PMDB está com mais chances de êxito, por ser a legenda palatável pelo Palácio do Planalto, mas o DEM e o PSB são outros fortes concorrentes. Quanto a Eduardo Cunha o seu desgaste é total.

Comente agora
22
Jun
Por R$ 135 mil, padre recebe segundo maior cachê de festa de São João em Santo Antônio de Jesus
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:33h

A Festa Junina da Bahia é a maior festa regional do Brasil e por isso artistas de todos os ritmos são contratados por Prefeituras de cidades do interior para agitarem praças públicas e movimentarem os municípios. O que aguçou a curiosidade nos festejos de Santo Antonio de Jesus e tem gerado burburinho na população local foi o fato de um padre sertanejo receber o segundo maior cachê entre todos os outros contratados da Prefeitura para o evento. Segundo publicado no Diário Oficial do Município (DOM), o Padre Alessandro Campos se apresentará na próxima quarta-feira (22) às 20h e receberá R$ 135 mil de cachê pago pela Prefeitura, que já efetuou o pagamento de metade do valor. O cachê do religioso só não é maior que o da dupla Zezé di Camargo e Luciano, que tocará na quinta-feira (23) às 2 da manhã e receberá nada menos que R$ 270 mil divididos em 3 vezes. O Padre Alessandro Campos receberá mais que Gabriel Diniz, Del Feliz e Luan Estilizado. O primeiro levará a quantia de R$ 120 mil, enquanto o Del, que participou do “The Voice Brasil” neste ano, tocará pelo cachê de R$ 50 mil. Enquanto isso, Luan Forró Estilizado ficará com R$ 80 mil de cachê. Todos os dados estão disponíveis no Diário Oficial do Município e foram publicados na última sexta-feira (17). (Varela Notícias)

Comente agora
22
Jun
Meus algozes são repórteres do Jornal Nacional, afirma Cunha
Postado por: Anacley Souza / 10:48h

Na manhã de terça-feira (21), a GloboNews interrompeu a programação para transmitir a entrevista coletiva de Eduardo Cunha. Mas as imagens geradas de um auditório no Hotel Nacional, em Brasília, foram cortadas assim que o presidente afastado da Câmara dos Deputados mirou sua artilharia contra a Globo. “Todos os dias, praticamente, por volta das 19 horas eu recebo um e-mail do Jornal Nacional, com uma matéria pronta de cinco minutos, e eu tenho apenas uma nota para soltar, para pegarem uma frase dela e colocar (no ar). Não se dignam sequer a tomar a minha versão da mesma forma que tomam as acusações. Tem alguns algozes meus que são frequentadores do Jornal Nacional. Já são quase repórteres adjuntos. Todos os dias são escalados em rodízio para poder falar”, reclamou o peemedebista. À noite, a edição do JN exibiu matéria de quatro minutos sobre a reaparição de Cunha. A repórter Zileide Silva mostrou a pequena manifestação contra o político diante do hotel e o protesto de parlamentares, no plenário, pelo fato de a entrevista ter sido transmitida ao vivo pela TV Câmara. Não houve citação das críticas de Cunha à Globo em relação ao tom da cobertura de seu processo de cassação de mandato. O político e a emissora estão em pé de guerra. Em nota divulgada no último dia 10, o deputado carioca acusou o canal de agir com ‘animosidade’ ao reportar as acusações da Operação Lava Jato contra sua mulher, Claudia Cruz, ex-apresentadora do Jornal Hoje. Após não ter o contrato renovado, em 2001, a jornalista acionou a Globo na Justiça.

Comente agora
22
Jun
Wagner diz que nunca houve oferecimento de apoio do PT a Cunha nem nunca haverá
Postado por: Anacley Souza / 09:09h

O ex-ministro da Casa Civil da presidente afastada Dilma Rousseff, Jaques Wagner (PT-BA), reagiu nesta terça, 21, às acusações do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, que, em entrevista coletiva, disse ter sido procurado por ele para oferecer um acordo a fim de barrar o impeachment. Em nota, Wagner diz que “ocorreram encontros para tratar da relação entre Executivo e Legislativo e da pauta de votações”, mas não houve “oferecimento de apoio do PT a Cunha”. Na entrevista, pela manhã, Cunha disse que Wagner ofereceu a ele, em pelo menos três encontros, os votos a seu favor dos três integrantes titulares do PT no Conselho de Ética em troca de o peemedebista não aceitar o pedido de impeachment. Segundo Cunha, Wagner chegou a fazer uma oferta para não incluir a mulher e a filha do peemedebista na discussão do processo de cassação do qual é alvo na Câmara. O presidente afastado da Câmara afirmou que Wagner também chegou a oferecer a ele o controle sobre o presidente do Conselho de Ética da Casa, deputado José Carlos Araújo (PR-BA). Em nota, Jaques Wagner diz que “mais uma vez Eduardo Cunha mente para se fazer de vítima. Ocorreram encontros para tratar da relação entre Executivo e Legislativo e da pauta de votações. Nunca houve oferecimento de apoio do PT a Cunha nem nunca haverá. (Estadão Conteúdo)

Comente agora
22
Jun
Supremo julga hoje nova denúncia contra Eduardo Cunha
Postado por: Anacley Souza / 07:41h

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta quarta-feira (22) denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por supostas contas atribuídas a ele na Suíça. A partir das 14h, os ministros vão decidir se abrem a segunda ação penal contra o parlamentar nas investigações da Operação Lava Jato. A denúncia foi apresentada em março pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Em outubro do ano passado, o Ministério Público da Suíça enviou ao Brasil documentos que mostram a origem de aproximadamente R$ 9 milhões encontrados nas contas atribuídas a Cunha. De acordo com os investigadores da Lava Jato, os valores podem ser fruto do recebimento de propina em um contrato da Petrobras na compra de um campo de petróleo no Benin, na África, avaliado em mais de US$ 34 milhões. A mulher de Cunha, Claudia Cruz, também foi citada na ação, mas a parte da investigação que envolve os parentes do deputado foi enviada ao juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba. A denúncia contra Claudia foi recebida no dia 9 de junho. Ontem (21), Eduardo Cunha voltou a afirmar que está “absolutamente convicto” de que não mentiu à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras quando prestou esclarecimentos sobre denúncias de participação no esquema investigado pela Lava Jato. No último dia 14, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou pedido de cassação do mandato de Cunha por quebra de decoro parlamentar. Ele é acusado de ter mentido, em depoimento à CPI, sobre contas no exterior. Cunha já responde a uma ação penal no Supremo, na qual é acusado de receber US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios-sondas da Petrobras. Na terceira e mais recente denúncia que chegou à Corte, ele é acusado de cobrar propina para liberar verbas do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS ) para construtoras nas obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

Comente agora
21
Jun
Wagner ofereceu apoio do PT no Conselho de Ética, diz Cunha
Postado por: Redação Voz da Bahia / 23:46h

O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, convocou a imprensa nesta terça-feira (21) para se defender das acusações na Câmara e na Justiça. E atacou. Disse que o ex-ministro da Casa Civil Jaques Wagner, do PT, o procurou para oferecer apoio se ele, Cunha, não aceitasse o pedido de impeachment contra Dilma. Sozinho na mesa, Eduardo Cunha falou durante uma hora e 40 minutos. Fez acusações a adversários políticos e repetiu o que tem afirmado desde que foi denunciado por quebra de decoro parlamentar: que não mentiu na CPI da Petrobras ao dizer que não tinha contas no exterior, apesar de o parecer pedindo a cassação do mandato dele já ter sido aprovado. Fora do hotel, manifestantes protestavam enquanto ele falava. Cunha rebateu a tese da defesa da presidente afastada, Dilma Rousseff, de que ele teria aberto o processo de impeachment por vingança depois de perder os votos do PT no Conselho de Ética. Diz que foi o contrário, que o governo o procurou oferecendo ajuda do PT para que escapasse da cassação. Falou de três conversas com o então ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, uma delas no Palácio do Jaburu, residência oficial de Michel Temer.

Comente agora
21
Jun
MP aciona Câmara de vereadores de SAJ e presidente afirma que desconhece o teor da notificação
Postado por: Anacley Souza / 23:16h

Em entrevista a uma emissora de rádio, o presidente da Casa Legislativa de Santo Antônio de Jesus, Luís Almeida (PP) rebateu as afirmativas do vereador Albino Martins que anunciou que há um Projeto de Lei que mudará o numero de edis na Câmara. Segundo Albino, 14 vereadores é insuficiente para atender a população que já supera 90 mil habitantes, segundo estudo do IBGE. O presidente da Mesa Diretora informou que não há nenhum requerimento pendente, “ainda estou aguardando que este projeto chegue a minha mesa para ser analisado e discutido”, informou. Reafirmando de que desconhece do assunto, no entanto, se chegar a ser votada irá pedir um parecer da população, Observatório Social e entidades públicas e privadas os grandes interessados no assunto, “é a população quem vai decidir se pode aumentar ou não o numero de vereadores ou se são dignos de aumento de salários, se a PL vier será avaliada, só que eu não voto, o povo é quem vai decidir”, colocou.

MP aciona Câmara: segundo Luís do Alto recebeu uma notificação do MP (Ministério Público) e encaminhou ao departamento Jurídico do órgão para ser analisado. Ainda de acordo o presidente, não tem conhecimento do teor na notificação e que exibirá na próxima sessão.

Redação Voz da Bahia

Comente agora
21
Jun
"Não encaro o governo como interino", diz Temer
Postado por: Anacley Souza / 21:33h

Durante entrevista concedida ao canal GloboNews na noite desta terça-feira (21), o presidente interino Michel Temer admitiu encarar sua gestão como definitiva, embora o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff não esteja concluído. "[O governo interino ] é mais complicado por tem instabilidade. Me comporto como se o governo fosse definitivo porque o que está em jogo é o futuro do país", disse. Caso o governo se torne presidente definitivo, Temer afirmou que pretende avançar a reforma previdenciária como uma das prioridades de gestão. Temer voltou a negar que tenha traído Dilma e criticou a proposta de plebiscito por novas eleições. "Eu não traí ninguém, o que houve foi um processo de umpedimento, eu não fiz movimento nesse sentido", afirmou. "Convocar eleições depois de voltar, indica que ela não quer governar", disse. Num balanço dos primeiros 40 dias de gestão, Temer citou afirma que aprendeu a ser mais paciente. "Exercitei mais a paciência e vi como é difícil viver nesse país. Tenho respondido o quanto posso à essa provocação". O presidente também afirmou que acredita que não mais terá queda de ministros nesta gestão. Quanto à abertura das Olimpíadas, Temer manifestou vontade de que a processo de impeachment fosse concluído antes da cerimônia. "Esperava que o processo de impedimento fosse concluído antes das Olimpíadas. Do meu ângulo, não vai ser complicado", disse. Temer negou o corte de comida no gabinete de Dilma e explicar a limitação ao uso de aviões oficiais pela presidente. "Ela tem o palácio da Alvorada, do Torto, mas nao tem atividades de natureza governamental. Fui informado de que ela usaria o avião para denunciar um golpe, isso é uma situação exdrúxula. Jamais cortei comida, isso foi brincadeira", disse. A respeito da composição do gabinete, que foi criticado sobre a falta de diversidade, Temer alegou falta de tempo. "Tive sete dias para organizar o governo. Vejo em primeiro lugar como o problema central do Brasil o desemprego por causa do fenômeno econômico. Por isso, montamos uma boa equipe econômica", justificou.

Comente agora
21
Jun
Em redes sociais, Dilma critica demora na concessão do reajuste do Bolsa Família
Postado por: Anacley Souza / 20:11h

A presidente afastada, Dilma Rousseff, usou novamente as redes sociais para criticar o governo do presidente em exercício, Michel Temer, o acusou de ter “obsessão” por cortes em políticas sociais e disse não entender a demora para a concessão do reajuste do Bolsa Família. “A primeira coisa que faremos ao voltar é pagar o reajuste do Bolsa Família. É claro que este governo provisório, ilegítimo e interino está comprometendo as políticas sociais do meu governo. Lutamos hoje e tomaremos todas as providências para reparar as danosas consequências de um governo provisório que tem obsessão por cortar as políticas sociais”, disse, em um bate papo com internautas ao lado da ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Dilma defendeu o programa Bolsa Família e afirmou “só um grande preconceito” com o programa pode explicar por que o aumento de 9% no benefício médio, que ela anunciou no Dia do Trabalho, não foi até hoje concedido. “Desde sexta, está sendo pago o benefício do Bolsa Família com zero de reajuste. É uma fantástica injustiça”, disse a petista. Ela citou o acordo feito pelo governo Temer com os Estados e também a ampliação do déficit fiscal como contradições para não conceder o aumento do Bolsa Família. “Não dá pra entender este governo golpista. Havia previsão de recursos para o aumento. Eles ampliaram o déficit fiscal. Eles concederam aumento para várias categorias do funcionalismo, fizeram uma anistia para os Estados, que segundo eles mesmos custará R$ 20 bilhões. Eles aumentaram vários outros gastos. Só não acharam dinheiro para dar o reajuste do Bolsa Família, cujo valor não passa de R$ 1,2 bilhão”, disse.

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com