Voz


PodCast



Enquete





Blog

Economia

Temer prorroga saque do FGTS para quem comprovar dificuldade em ir às agências

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 21:49h
Temer prorroga saque do FGTS para quem comprovar dificuldade em ir às agências

O presidente Michel Temer prorrogou a data limite para saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nos casos em que o beneficiário comprovar a impossibilidade de comparecimento nas agências da Caixa Econômica. O prazo para saque termina na próxima segunda-feira (31). Mas, para quem não puder fazer o saque, terá até 31 de dezembro de 2018 para fazê-lo.“Nos casos de comprovada impossibilidade de comparecimento pessoal do titular da conta vinculada do FGTS para solicitação de movimentação de valores, o cronograma de atendimento […] não poderá exceder a data de 31 de dezembro de 2018, conforme estabelecido pelo Agente Operador do FGTS”, diz o decreto assinado na noite de hoje (26) pelo presidente. O documento, entretanto, não detalha quais casos serão considerados impedimentos e quais serão os critérios de comprovação.Segundo a Caixa Econômica Federal, o montante pago até o dia 19 de julho equivalia a 98,33% do total inicialmente disponível para saque (R$ 43,6 bilhões). O número de trabalhadores que sacaram os recursos das contas do FGTS representa 83,73% das 30,2 milhões de pessoas inicialmente beneficiadas pela medida.Nesta etapa do calendário de pagamentos, o saque está liberado para todos os trabalhadores que têm direito ao benefício, não importa a data de nascimento. Pode fazer o saque quem teve contrato de trabalho encerrado sem justa causa até 31 de dezembro de 2015. Os trabalhadores podem consultar o saldo a receber na página da Caixa. Outra opção é o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo 0800 726 2017. (Agência Brasil)

Comente agora

Amargosa: Visando o mercado asiático, frigorífero inicia abatimento de jumentos nesta quarta

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 21:09h
Amargosa: Visando o mercado asiático, frigorífero inicia abatimento de jumentos nesta quarta

Com produção direcionada ao mercado asiático, o frigorífico Frinordeste, de Amargosa, começará a abater jumentos nesta quarta-feira (26). Cerca de 300 toneladas de carne serão exportadas, gerando 150 empregos diretos e 270 indiretos na cidade. “Os 420 empregos gerados são resultado concreto da viagem que fizemos à China em março de 2016. Retornaremos ao país asiático ainda este ano com o objetivo de confirmar investimentos de grande porte, que vão gerar ainda mais empregos e desenvolvimento para o nosso estado”, explicou Rui. Um dos donos da empresa, Mairton Souza, aponta que a empresa funciona na área de uma antiga empresa que havia encerrado as atividades há dois anos. “Com a intenção de reabri-lo, o governador trouxe esse projeto novo. Para conhecer o mercado, nós iniciamos o abate, de forma experimental, no frigorífico da Chapada Diamantina [FrigoCezar], em Miguel Calmon. A partir desse teste, nós destinamos um frigorífico apenas para este tipo de abate”, falou Mairton.  Além da carne, o couro animal será exportado e direcionado para as indústrias de cosméticos e farmacêuticos. O projeto engloba a aquisição de jumentos de pequenos produtores rurais e a procriação pela Frinordeste, inclusive utilizando tecnologias de melhoramento genético a partir de animais chineses.

Comente agora

Minutos após corte da Selic, bancos anunciam redução de juros para o consumidor

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 20:54h
Minutos após corte da Selic, bancos anunciam redução de juros para o consumidor

Minutos após o Banco Central anunciar a redução da taxa básica de juros brasileira, a Selic, os grandes bancos divulgaram comunicados com o corte das taxas nas linhas de crédito para o consumidor. A estratégia de comunicação vem sendo adotada desde janeiro.  Bradesco, Banco do Brasil e Itaú enviaram comunicado para a imprensa informando novas taxas. O Santander se antecipou ao corte e anunciou a redução dos juros na segunda-feira (24). 

Bradesco: O banco informou que "vai repassar o corte de 1 ponto porcentual da taxa Selic para as principais linhas de crédito de pessoa física e pessoa jurídica". O banco não especificou quais linhas serão beneficiadas e o tamanho dos cortes.

Itaú: O Itaú também disse que vai repassar "integralmente a seus clientes o corte de 1 ponto percentual da taxa básica (Selic) anunciado nesta quarta-feira". O banco lembrou que essa é a quinta vez que o banco reduz suas taxas de juros no ano.  Para a pessoa física, serão reduzidas as taxas do empréstimo pessoal e cheque pessoal. Já as empresas terão juros menores nas linhas de capital de giro.  O Itaú também lembrou que os juros do crédito para compra de veículos "já vêm reduzindo ao longo do ano a taxa de financiamento, convergindo com a queda da Selic".  O não divulgou o valor das novas taxas, mas disse que elas entram em vigor no próximo dia 1º. O banco ressaltou que as taxas variam com o perfil e histórico de relacionamento de cada cliente com o Itaú.

Banco do Brasil: O Banco do Brasil reduziu as taxas do crédito imobiliário, cheque especial e crédito direto ao consumidor (CDC). O banco também afirmou que fará reduções ainda maiores para quem contratar os serviços pelos canais digitais.

Comente agora

Contas inativas do FGTS têm R$ 800 mi à espera de saque

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 19:27h
Contas inativas do FGTS têm R$ 800 mi à espera de saque

O prazo para sacar o dinheiro da conta inativa do FGTS termina no dia 31. Os trabalhadores já sacaram 42,8 bilhões de reais até o último dia 19. Mas ainda existem 800 milhões de reais que não foram retirados. Quem perder o prazo não fica sem o dinheiro. Mas perde a chance de retirada imediata de um recurso que fica parado na conta. Após o dia 31, o saldo do FGTS inativo só pode ser resgatado em situações previstas em lei, como aposentadoria e compra da casa própria.  O último balanço da Caixa Econômica Federal, banco pagador, informa que 25,3 milhões de trabalhadores sacaram o FGTS da conta inativa. Outros 5 milhões têm até o dia 31 para buscar seu dinheiro.  Para sacar, o trabalhador precisa apresentar a carteira de trabalho. O documento só é obrigatório se a retirada for de mais de 10 mil reais de uma das contas. Porém, se houver alguma falha no registro das suas informações, ele poderá ajudar a corrigir os dados do sistema. (Veja)

Comente agora

Cresce o número de brasileiros que usam transporte aéreo

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 18:45h
Cresce o número de brasileiros que usam transporte aéreo

A demanda de passageiros em voos domésticos cresceu 1,6% em junho em comparação com o mesmo mês de 2016, de acordo com os números divulgados hoje (26) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).  Em junho de 2017, foram transportados 6,9 milhões de passageiros pagos em voos domésticos. Esta foi a quarta alta do indicador após 19 meses consecutivos em queda.  Segundo os dados divulgados pela agência, a taxa de aproveitamento dos assentos no mercado, em junho, foi de 80,1%, o que representou alta de 2,7% frente ao mesmo mês do ano anterior.  O aproveitamento nos seis primeiros meses do ano foi de 80,2%, com variação positiva de 1,2% em relação ao mesmo período de 2016.  A oferta de assentos, entretanto, apresentou uma queda de 1,0% em junho deste ano na comparação o mesmo mês em 2016, após três altas consecutivas. Nos seis primeiros meses do ano, demanda e oferta acumularam alta de 0,6% e queda de 0,6%, respectivamente.  Entre as empresas, no primeiro semestre, Gol e Latam permaneceram na liderança no mercado doméstico, com participações de mercado da ordem de 35,9% e 32,3%, respectivamente.  Segundo a Anac, a Latam registrou uma baixa de 8,3% na comparação com igual período do ano anterior, enquanto a Avianca teve a maior variação positiva entre as quatro principais empresas aéreas (15 %) . "Em junho de 2017, a participação das concorrentes das duas líderes avançou 10,4% na comparação com igual mês do ano anterior, tendo alcançado 32,1%”.

Comente agora

PIS/Pasep começa a ser pago amanhã (27)

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 18:21h
PIS/Pasep começa a ser pago amanhã (27)

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil iniciam nesta quinta-feira (27) o pagamento do Abono Salarial calendário 2017/2018, ano-base 2016.  Os valores do benefício variam de R$ 79 a R$ 937, de acordo com o tempo de trabalho durante o ano de 2016. Segundo o governo federal, cerca de R$ 16,5 bilhões serão destinados para pagamento do Abono Salarial no calendário 2017/2018.  O pagamento é feito com base no mês de nascimento - no caso do Programa de Integração Social (PIS), feito através da Caixa - e no numero de inscrição no programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), benefício pago por meio do Banco do Brasil.    Quem nasceu entre julho e dezembro recebe o benefício neste ano 2017. Já os nascidos entre janeiro a junho, vão receber no primeiro trimestre de 2018. Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 29 de junho de 2018, prazo final para o recebimento.

Comente agora

Rombo nas contas públicas no semestre é o pior em 20 anos

Economia  Postado por Willyam Reis - 26/07 15:54h
Rombo nas contas públicas no semestre é o pior em 20 anos

Os gastos do governo com folha de pagamentos e encargos cresceram 11,3% neste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. As despesas totais do governo federal tiveram um aumento menor: apenas 0,5%. Para conter despesas, o governo federal vai lançar um programa de demissão voluntária para servidores e pretende ainda estimular que funcionários reduzam a jornada de trabalho, aceitando receber menos. O dado é parte do resultado do Tesouro Nacional, divulgado nesta quarta (26). O deficit do governo federal alcançou R$ 182,8 bilhões nos 12 meses encerrados em junho, distanciando-se ainda mais da meta estipulada para o ano, de R$ 139 bilhões. O resultado equivale a 2,83% do PIB. Em maio, o deficit estava em R$ 167 bilhões. Segundo o Tesouro Nacional, o deficit no mês de junho foi de R$ 19,79 bilhões, pior número da série histórica iniciada em 1997. No primeiro semestre, o deficit é 48% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, e soma R$ 56 bilhões - também o pior resultado para o período da série histórica. 

Comente agora

Óleo de soja era vendido como se fosse azeite de oliva; veja as marcas

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 12:57h
Óleo de soja era vendido como se fosse azeite de oliva; veja as marcas

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo interditou cinco fábricas na Grande São Paulo e no litoral sul paulista que comercializavam óleo de soja ou óleo misto como se fosse azeite de oliva virgem ou extra virgem, induzindo o consumidor a erro.   Os produtos comercializados pelas empresas, que incluem, além dos azeites, palmitos em conserva, azeitonas, champignon molhos, geleias, frutas em calda e condimentos, entre outros, também foram interditados para o consumo devido a irregularidades na linha de produção verificadas pela Vigilância Sanitária do estado de São Paulo.    A fraude foi descoberta após denúncias recebidas pela Vigilância Sanitária em relação às marcas de azeite Torre de Quintela, Malaguenza, Olivenza, Oliveira D’ouro, Estrela da Beira e Coliseu, todas fabricadas pela Olivenza Indústria de Alimentos, localizada na cidade litorânea de Mongaguá.   

Comente agora

Governo vê perda diária de R$ 78 mi sem imposto extra sobre combustíveis

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 12:26h
Governo vê perda diária de R$ 78 mi sem imposto extra sobre combustíveis

A AGU (Advocacia-Geral da União) afirmou que a suspensão do aumento de tributos sobre combustíveis vai gerar perdas diárias de R$ 78 milhões. O argumento de que a suspensão pode trazer consequências para o funcionamento da máquina pública foi defendido pela advogada-geral da União, Grace Maria Fernandes Mendonça, e o procurador-geral da Fazenda Nacional, Fabrício Da Soller, ao entrar com recurso para revogar liminar.  "A consequência imediata da não suspensão dessa decisão é a necessidade de se aprofundar o contingenciamento do orçamento da União em montante semelhante, com gravíssimas consequências para a prestação dos serviços públicos", escreveram.

Comente agora

Petrobras Distribuidora aumenta preços da gasolina e do diesel

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 11:34h
Petrobras Distribuidora aumenta preços da gasolina e do diesel

Nesta quarta-feira (26), a Petrobras Distribuidora aumentou os preços da gasolina em R$ 0,035 e do diesel em R$ 0,021, conforme nota divulgada nesta manhã pelo Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis Bahia).   De acordo com o sindicato, o novo aumento vai refletir nos preços nos postos de combustíveis. A nota ressalta que os valores são livres em todas as etapas (produção, distribuição e revenda), cabendo aos agentes determinar seus preços com base em suas estruturas de custo.  "É importante manter a sociedade informada sobre alterações ocorridas em outros elos do mercado de abastecimento, evitando assim que os postos de combustíveis, face mais visível dessa complexa cadeia, sejam responsabilizados por aumentos que lhes forem repassados", comunica a nota. 

Comente agora

Repatriação arrecada R$ 1 bilhão na 2ª etapa

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 09:48h
Repatriação arrecada R$ 1 bilhão na 2ª etapa

A menos de uma semana do fim do prazo, os contribuintes que aderiram à segunda etapa da repatriação declararam ativos que renderam apenas R$ 1,027 bilhão aos cofres públicos, de acordo com dados da Receita Federal repassados à reportagem. A arrecadação, no entanto, poderá ser ainda menor, já que o pagamento só é feito no último dia.  Até segunda-feira (24), foram entregues 1.107 declarações. A última estimativa do governo é arrecadar R$ 2,9 bilhões com a entrega de cerca de 2.500 declarações. Apesar do ritmo lento, a avaliação é que a maior parte dos contribuintes deixa para fazer a entrega nos últimos dias.  A arrecadação ainda será divida entre União, Estados e municípios. Com isso, do valor declarado até agora, restará para o governo federal pouco mais de R$ 500 milhões. A frustração de receitas com o programa é mais um dos "buracos" no orçamento, que complicam a já difícil tarefa de fechar este ano com rombo de no máximo R$ 139 bilhões - meta fiscal estipulada pelo governo.

Comente agora

Brasil registra queda de 4% no número de linhas de celular

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 09:13h
Brasil registra queda de 4% no número de linhas de celular

 O número de linhas de celulares em operação no país registrou uma queda de 4,46% em junho deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), foram registradas 242,11 milhões de linhas móveis ativas no mês passado. A queda em relação a maio foi de 2,3 mil linhas.  Nos últimos 12 meses, a empresa Vivo registrou crescimento de 1,41%, enquanto a Claro, a Tim e a Oi tiveram reduções de 6,21%, 4,93% e 11,61%, respectivamente, no número de linhas ativas. A tecnologia 4G teve um aumento de 5,54% em junho, na comparação com o mês anterior.  O número de linhas de celular começou a cair há cerca de dois anos no país. Em maio de 2015, foram registrados 284,1 milhões de celulares e, desde então, começou a haver redução nos números.

Segundo a Anatel, a queda do número de celulares é consequência da redução da tarifa de interconexão, que é o valor cobrado entre empresas fixas e móveis para a realização das ligações e do valor de remuneração de uso de rede, praticado entre as operadoras de celulares.

Comente agora

Conta de luz deve ficar mais cara em agosto por falta de chuvas

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 08:44h
Conta de luz deve ficar mais cara em agosto por falta de chuvas

A conta de luz deve ficar mais cara para o brasileiro a partir de agosto, devido à falta de chuvas. Os reservatórios de água das principais usinas do país, no Sudeste e Centro-Oeste – que atende 70% de todo o sistema – voltaram a secar em julho, indicando que a cobrança extra (bandeira vermelha) deve voltar.  Especialistas calculam que a bandeira vermelha, que foi acionada em abril e maio, deve voltar a encarecer a conta no mês que vem. "Agosto já vai ser um mês de bandeira vermelha e o impacto disso na nossa conta vai ser um aumento de R$ 0,03 por quilowatt/hora e isso representa cerca de 5% de aumento na nossa conta de luz", diz Marcelo Parodi, da Compass Energia. A evolução das cores da bandeira tarifária indica que o custo de produção de energia no país aumentou nos últimos meses. Isso está relacionado com a chuva abaixo do previsto, o que acaba reduzindo o armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas ou fazendo com que esse armazenamento suba menos que o esperado.  Quando isso acontece, aumenta a necessidade de uso de energia gerada por termelétricas, que é mais cara que a das hidrelétricas. Por isso, sobe a cobrança extra da bandeira nas contas de luz. (Globo)

Comente agora

Servidores federais aptos à aposentadoria não poderão aderir a PDV

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 08:28h
Servidores federais aptos à aposentadoria não poderão aderir a PDV

Um dia após anunciar que estuda a elaboração de um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para servidores federais, o Ministério do Planejamento detalhou nesta terça-feira (25), por meio de nota, alguns pontos da medida. De acordo com a pasta, não poderão aderir ao PDV os servidores que estejam em estágio probatório, que tenham cumprido todos os requisitos legais para aposentadoria ou que tenham se aposentado em cargo ou função pública e reingressado em cargo público inacumulável. Além disso, também não poderão aderir aqueles que, na data de abertura do processo de adesão ao programa, estejam habilitados em concurso público para ingresso em cargo público federal, dentro das vagas oferecidas no certame.

Comente agora

Prefeituras e outros órgãos públicos devem R$ 679 milhões ao FGTS

Economia  Postado por Anacley Souza - 26/07 08:09h
Prefeituras e outros órgãos públicos devem R$ 679 milhões ao FGTS

Os órgãos públicos e demais empregadores da administração pública devem aproximadamente R$ 679 milhões ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). No entanto, eles são minoria entre os que fazem parte da lista devedores do Fundo. A maioria das dívidas é de empresas privadas. É o que aponta levantamento feito pelo G1 com dados da a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).  A lista de empregadores que devem ao FGTS é aberta e pode ser consultada neste link da PGFN. Muitos trabalhadores só descobriram que seus empregadores não depositaram o dinheiro do fundo quando tentaram sacar o dinheiro de contas inativas. O prazo para o saque acaba nesta segunda-feira (31).  Ao todo, os empregadores do setor de administração pública somam 307 devedores com pendências exigíveis – ou seja, com dívidas que ainda podem ser cobradas. Esse número representa apenas 0,17% entre o total de empregadores com pendências exigíveis com o FGTS (ou seja, incluindo o setor privado), de mais de 187 mil. 

Comente agora

Dólar tem terceiro dia seguido de alta com exterior e cautela com meta fiscal

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 18:57h
Dólar tem terceiro dia seguido de alta com exterior e cautela com meta fiscal

O dólar fechou em alta pelo terceiro dia seguido nesta terça-feira, 25, com o mercado de olho no fortalecimento da moeda no exterior antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed), amanhã, e dados positivos da economia dos EUA. Internamente, outro fator que corroborou para a valorização foram os rumores de possível mudança na meta fiscal.   Durante a tarde, o dólar estressou e renovou máximas ante o real, atingindo o patamar dos R$ 3,17, após um conceder liminar que suspende os efeitos do decreto que elevou as alíquotas de PIS/Cofins cobradas na venda de combustíveis, de acordo com o diretor da Wagner Investimentos, José Raimundo Faria Júnior, o que minaria os esforços do governo em manter a meta fiscal. “A decisão do juiz é tecnicamente acertada. A Constituição Federal veda que quaisquer aumentos relativos a contribuições sociais, como o PIS e a Cofins, tenham efeito antes de transcorridos 90 dias da publicação do ato”, explicou o sócio da área tributária do L.O. Baptista Advogados, João Victor Guedes. O intuito é trazer previsibilidade e segurança jurídica aos contribuintes.

Comente agora

Medida provisória devolve a cofres públicos R$ 600 mi pagos a falecidos

Economia  Postado por Willyam Reis - 25/07 13:20h
Medida provisória devolve a cofres públicos R$ 600 mi pagos a falecidos

Uma MP (Medida Provisória) publicada nesta terça-feira (25) determina a recuperação de cerca de R$ 600 milhões em salários e benefícios pagos indevidamente pela União a pessoas falecidas. Além dessa estimativa do que já foi pago sem necessidade até agora, a expectativa é que outros R$ 55 milhões que são depositados todos os meses indevidamente passem a voltar para os cofres públicos com a medida. A medida faz parte do esforço do governo em reduzir as despesas e elevar as receitas, fechando o Orçamento de 2017 sem necessidade de mexer na meta fiscal, de um deficit de R$ 139 bilhões. Os pagamentos feitos indevidamente a servidores, inativos e titulares de benefícios da Seguridade Social serão estornados mediante o envio de comprovante de óbito às instituições financeiras responsáveis pelo pagamento. Atualmente, a comunicação da morte é feita com demora de três meses, o que faz com que os recursos fiquem parados ou sejam sacados indevidamente.

Comente agora

Serasa: a cada 16,8 segundos, uma tentativa de fraude é registrada no Brasil

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 11:45h
Serasa: a cada 16,8 segundos, uma tentativa de fraude é registrada no Brasil

Somente entre janeiro e maio deste ano, 782.244 tentativas de fraude foram registradas no Brasil — uma a cada 16,8 segundos. A informação foi divulgada nesta terça-feira (25), pelo Serasa Experian. De acordo com o levantamento, o maior alvo foi o segmento de telefonia, com 38,6% dos casos.  Ainda segundo o Serasa, os dados dos consumidores são usados indevidamente para a abertura de contas ou para a compra de celulares. Esse tipo de golpe é classificado como "porta de entrada" para fraudes que envolvem maiores valores.  Os criminosos compram aparelhos interessados no comprovante de residência. Com ele, podem abrir contas em bancos e ter acesso a talões de cheque, cartões de crédito, ou até empréstimos.

Comente agora

PIS/Pasep 2017/2018 começa a ser pago nesta semana; veja calendário

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 10:48h
PIS/Pasep 2017/2018 começa a ser pago nesta semana; veja calendário

Os recursos do PIS/Pasep começam a ser pagos a partir desta quinta-feira, 27 de julho. Cerca de R$ 16,5 bilhões serão destinados para pagamento do Abono Salarial no calendário 2017/2018. Quem nasceu entre julho e dezembro recebe o benefício neste ano 2017. Já os nascidos entre janeiro a junho, vão receber no primeiro trimestre de 2018.  Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 29 de junho de 2018, prazo final para o recebimento.  Tem direito ao abono salarial ano-base 2016 trabalhadores inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, que trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e que teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Confira abaixo o cronograma de pagamentos:

Nascidos em julho: 27/07/2017

Nascidos em agosto: 17/08/2017

Nascidos em setembro: 14/09/2017

Comente agora

Governo formula proposta que define regras para Programa de Desligamento Voluntário

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 10:11h
Governo formula proposta que define regras para Programa de Desligamento Voluntário

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão tem preparado uma proposta que define regras para um Programa de Desligamento Voluntário (PDV) de funcionários públicos federais. Como divulgado nesta segunda (24), o plano inclui a redução da jornada de trabalho com remuneração proporcional para servidores públicos do Poder Executivo Federal. Segundo informações da Agência Brasil, a pasta quer oferecer uma indenização de 125% da remuneração do servidor na data de desligamento. A porcentagem seria multiplicada pelo número de anos de exercício. Com isso, o governo tenta reduzir gastos públicos com a folha de pagamento desses servidores já que a expectativa é de que a medida gere economia de cerca de R$ 1 bilhão ao ano.

Comente agora

Petrobras aumenta preços da gasolina em 1,9% e diesel 1,4% a partir de amanhã (26)

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 09:48h
Petrobras aumenta preços da gasolina em 1,9% e diesel 1,4% a partir de amanhã (26)

A Petrobras anuncia para esta quarta-feira, 26, o aumento dos preços dos combustíveis. O preço da gasolina nas refinarias sobe 1,9% e do diesel, 1,4%.  A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. (Estadão Conteúdo)

Comente agora

Fiscalização do trabalho escravo cai e verba do setor termina em agosto

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 09:19h
Fiscalização do trabalho escravo cai e verba do setor termina em agosto

crise fiscal já afeta as fiscalizações de trabalho escravo no país, segundo entidade que atua no combate a esse crime e fiscais do trabalho. A quantidade de estabelecimentos fiscalizados no primeiro semestre caiu para menos da metade neste ano na comparação com 2016, aponta levantamento divulgado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT).  O setor não é o primeiro a ter os serviços afetados pela falta de recursos públicos. Com o orçamento no limite, a emissão de passaportes ficou suspensa por 1 mês e a Polícia Rodoviária reduziu o patrulhamento nas estradas. O volume de fiscalizações de trabalho escravo pode cair ainda mais no segundo semestre. O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) diz que a verba para apurar denúncias acaba em agosto. Isso significa que as fiscalizações em locais distantes das capitais podem ser comprometidas. Em nota, o Ministério do Trabalho nega que os trabalhos serão suspensos em agosto.

Comente agora

Sem reforma, INSS deixa de economizar R$ 18,6 bilhões

Economia  Postado por Anacley Souza - 25/07 09:16h
Sem reforma, INSS deixa de economizar R$ 18,6 bilhões

O governo estima que deixará de economizar R$ 18,6 bilhões no curto prazo nas contas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), caso a aprovação da reforma da Previdência seja adiada para depois das eleições presidenciais de 2018.  O cálculo, feito pelo Ministério da Fazenda a pedido do Estadão/Broadcast, leva em consideração o impacto direto das mudanças nas regras de aposentadorias e pensões previstas no substitutivo da Proposta da Emenda à Constituição (PEC), já aprovado pela comissão especial da reforma na Câmara dos Deputados.  A discussão sobre o adiamento na mudança das regras de aposentadorias e pensões no Brasil ganhou força após o presidente Michel Temer ter sido denunciado por corrupção passiva na delação dos executivos da JBS. Com uma base aliada menos sólida, seria mais difícil para o presidente aprovar uma alteração tão profunda na Previdência do País. 

Comente agora

Aumento do etanol pode ser revisto, diz Henrique Meirelles

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 21:09h
 Aumento do etanol pode ser revisto, diz Henrique Meirelles

A Receita Federal está refazendo os cálculos do aumento do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre o etanol para verificar se ele está em conformidade com o que estabelece a lei, informou hoje (24), na capital paulista, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.De acordo com a Receita Federal, “as alíquotas para a Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins não devem ser superiores a 9,25% do preço médio de venda no varejo do etanol, apurado de forma ponderada com base no volume comercializado em cada estado e no Distrito Federal nos 12 meses anteriores”.A suspeita é que, somado ao reajuste que houve no início do ano, quando o setor perdeu a isenção de PIS/Confins, o aumento da última semana estaria acima do limite imposto por lei. A Receita Federal esclareceu ainda que “variações de preços no varejo praticados nos estados e no Distrito Federal podem implicar alterações neste limite.”Meirelles disse que, na avaliação do órgão, o reajuste está no “limite da lei”, mas que recomendou que os cálculos fossem refeitos. Ele disse que o refinamento de contas é “sempre positivo” e que o valor pode ser alterado, caso se constate o erro. “Se não estiver [correto], a lei será obedecida”.A Receita Federal informou ainda que “está procedendo a atualização destes valores com vistas a verificar se houve variações no limite estabelecido.” (Estadão Conteúdo)

Comente agora

Brasileiros já pagaram R$ 1,2 trilhão em impostos este ano

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 20:57h
Brasileiros já pagaram R$ 1,2 trilhão em impostos este ano

Os contribuintes brasileiros já pagaram, este ano, mais de R$ 1,2 trilhão em impostos. A estimativa é do impostômetro, nesta sexta-feira (21).  No ano passado, o mesmo montante foi registrado somente em 10 de agosto, o que revela crescimento da arrecadação tributária. A marca de R$ 1,2 trilhão equivale ao montante pago em tributos, taxas e contribuições no país desde o primeiro dia do ano. O dinheiro é destinado à União, aos estados e aos municípios.  A marca de R$ 1,2 trilhão equivale ao montante pago em impostos, taxas e contribuições no país desde o primeiro dia do ano, de acordo com o G1. O dinheiro é destinado à União, aos estados e aos municípios.

Comente agora

TV paga registra perda de 262 mil assinantes em 12 meses

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 20:04h
TV paga registra perda de 262 mil assinantes em 12 meses

O Brasil registrou uma diminuição de 262.565 assinantes de TV paga entre maio de 2016 e o mesmo mês de 2017. Os números divulgados hoje (24) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apontam uma redução de 1,39%: na época, o país somava 18.905.098 de assinantes e em maio deste ano foram registrados 18.642.533.  Na comparação mensal, abril e maio de 2017, a Anatel registrou uma diminuição de 136.787 assinantes (-0,73 %). A redução foi registrada em todas as modalidades de TV por assinatura oferecidas, sendo a maior queda da tecnologia micro-ondas (-3,51 %). As assinaturas dos clientes de satélite aparecem logo em seguida com (-0,76 %) . Depois vem fibra ótica (-0,73 %) e TV a cabo (-0,69).  Os dados também mostram que quase todos os estados brasileiros apresentaram redução no número de assinantes de TV paga. As exceções são Maranhão, que apresentou um crescimento de 0,45%, Piauí, com alta de 0,41%, Rio Grande do Sul, com 0,08%, e Tocantins, com 0,01%.  No entanto, na comparação entre maio deste ano e maio de 2016, Piauí lidera o crescimento do número de assinantes, com alta de 9,14 %. Na sequência aparecem Maranhão (+7,68%), Rio Grande do Norte (+5,21%) e Pará (+4,84%). (Agência Brasil)

Comente agora

Receita alerta para “golpe do amor” em que vítimas são extorquidas pela internet

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 19:21h
Receita alerta para “golpe do amor” em que vítimas são extorquidas pela internet

A Receita Federal divulgou um alerta à população sobre o crescente número de vítimas do chamado “golpe do amor” ou “golpe Don Juan”, em que mulheres são induzidas a fazer depósitos em troca de bens e benefícios supostamente retidos no aeroporto.  A alfândega do órgão em Guarulhos vem recebendo um número crescente de ligações de vítimas do golpe. Os criminosos, de acordo com a Receita, criam perfis falsos nas redes sociais geralmente se passando por estrangeiros em boas condições financeiras e com empregos prestigiados. Após envolverem emocionalmente a vítima, declaram-se apaixonados e prometem o envio de bens diversos do exterior por via postal ou por meio de um viajante. Posteriormente, pedem que a vítima deposite dinheiro em contas para que possam resgatar bens que supsotamente foram retidos pela Receita no aeroporto.  A Receita Federal ressalta que não exige qualquer pagamento em espécie ou por meio de depósito em conta-corrente e que todos os tributos aduaneiros administrados pelo órgão são recolhidos por meio Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf).

Comente agora

Veículos com placa de final 7 têm desconto de 5% no IPVA até esta quinta (27)

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 18:49h
Veículos com placa de final 7 têm desconto de 5% no IPVA até esta quinta (27)

Vence na próxima quinta-feira (27) o prazo para os contribuintes que possuem veículos com placas de final 7 quitarem o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de desconto, em cota única. A Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz) lembra que existe ainda a opção do pagamento em três parcelas, com o vencimento da primeira cota também no dia 27. Caso este contribuinte prefira pagar em cota única, sem desconto, a data limite é 28 de setembro.  O pagamento pode ser efetuado nas agências ou caixas eletrônicos do Banco do Brasil, do Bradesco ou do Bancoob, com o número do Renavam em mãos. Também neste mês de julho, os proprietários de veículos de placa de final 6 devem ficar atentos ao pagamento da segunda parcela, que vence dia 28 de julho, e os de placa final 5 ao da terceira parcela, que deverá ser paga no dia 31. 

Comente agora

Economia brasileira deve crescer 0,3% este ano, avalia FMI

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 11:59h
Economia brasileira deve crescer 0,3% este ano, avalia FMI

O aumento da incerteza política e as dúvidas sobre as próximas medidas econômicas do presidente Michel Temer vão se refletir em um ritmo de recuperação da atividade mais contido, avalia o Fundo Monetário Internacional (FMI) em relatório de atualização de projeções divulgado durante evento na Malásia nesta segunda-feira (24). A projeção é que a economia brasileira deva crescer 0,3% este ano, um dos menores níveis entre os principais mercados do mundo.  Para 2018, o FMI projeta expansão de 1,3%, abaixo do 1,7% que previa no relatório "Perspectiva Econômico Mundial" divulgado em abril, durante a reunião de primavera da instituição, em Washington. A redução da projeção é por causa da crise política e da fraca demanda doméstica, segundo o documento divulgado nesta segunda.

Ao mesmo tempo, a estimativa para 2017 teve leve alta na comparação com o relatório de abril, de 0,2% para 0,3%. A razão é que os números do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre acabaram surpreendendo positivamente.  

Comente agora

Maioria dos consumidores conectados já fez compras pela internet, diz pesquisa

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 11:37h
Maioria dos consumidores conectados já fez compras pela internet, diz pesquisa

Mais da metade dos consumidores brasileiros com acesso à internet (59 %) já utilizou algum aplicativo em dispositivos móveis para comprar algo, sendo que 27% fazem isso cotidianamente, revela a pesquisa Consumo por meio de Aplicativos, feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).  O levantamento estima que os aplicativos serão cada vez mais utilizados para compras e não apenas para a comunicação, pesquisa e comparação de preços durante o processo de compra. Foram ouvidos 673 internautas das 27 capitais que fizeram compras pela internet no último ano.  Segundo os dados, os aplicativos mais utilizados são aqueles relacionados à compra e venda de produtos usados, como o Mercado Livre, Enjoei, OLX e outros (46 %), seguidos dos serviços de motorista particular ou táxi (45 %), lojas varejistas nacionais (42 %) , aplicativos de ofertas e descontos, como Peixe Urbano e Groupon (31 %), serviços de streaming, como o Netflix, Spotify (31 %), lojas varejistas internacionais (30 %) e compras de comidas com entrega em casa (29 %) . 

Comente agora

Estatais federais cortam 50.364 funcionários

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 10:24h
Estatais federais cortam 50.364 funcionários

Com o orçamento apertado e despesas de pessoal cada vez mais pesadas, o governo federal desligou 50.364 funcionários das estatais nos últimos anos com programas de demissão voluntária e aposentadoria incentivada. O levantamento foi feito pelo Estadão/Broadcast com dados do Planejamento e das próprias estatais.  O número representa 77% do público-alvo dos programas autorizados pela Pasta nos últimos três anos, definido pelos servidores que atendem as condições de ingressar nos planos.  O percentual é comemorado pelo governo. A estimativa oficial era de que, com 100% de adesão, a economia seria de R$ 7 bilhões por ano – sem contar a Petrobras. O Planejamento não divulgou os dados da redução de gastos efetiva.  "É o que estávamos esperando. Um plano de PDV que realiza 50% é completamente bem sucedido. Esse é um dos elementos para sanear as contas das estatais", disse o secretário de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, Fernando Soares.  

Comente agora

Prazo para saque das contas inativas do FGTS termina na próxima segunda-feira

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 08:28h
Prazo para saque das contas inativas do FGTS termina na próxima segunda-feira

O prazo para saque do dinheiro nas contas inativas do FGTS termina na próxima segunda-feira (31). A modalide atinge trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos sem justa causa até dezembro de 2015. Depois do prazo, o trabalhador só poderá acessar o dinheiro conforme as regras gerais do fundo, como na compra da casa própria, na aposentadoria ou em caso de doenças graves. O dinheiro do FGTS inativo pode ser recebido por meio de transferência via TED, com dinheiro caindo na conta no mesmo dia, ou via DOC, quando o dinheiro é liberado no dia seguinte Quem não conseguir sacar o dinheiro porque o empregador não deu baixa na carteira terá que levar o termo de rescisão de contrato de trabalho. Se a impossibilidade for motivada por um problema da Caixa Econômica, o trabalhador poderá receber depois do prazo, caso faça o pedido até o fim do mês. A instituição financeira terá mais um mês para solucionar o problema.

Comente agora

Estado pode perder mais de R$ 2 bi com a falta de leilões

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 07:49h
Estado pode perder mais de R$ 2 bi com a falta de leilões

A Bahia corre risco de deixar de atrair até R$ 2 bilhões em investimentos em cada projeto em matriz energética eólica e solar. Isto porque a falta de novos leilões de energia renovável neste ano compromete o potencial do estado na ampliação de parques eólicos e solares. Cada novo parque gera, pelo menos, 3 mil empregos na fase de construção.    A estimativa de perdas  é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado (SDE). Segundo o superintendente da pasta, Paulo Guimarães, sem novas concessões, o impacto na cadeia produtiva de geração de energia eólica é muito grande. “Perde todo mundo quando não tem leilão, principalmente quem tem maior potencial. Novas fronteiras eólicas estão surgindo no mundo e outros países têm bons ventos também e podem ganhar a preferência por conta deste entrave”, afirma, lembrando: “Cada aerogerador paga ao proprietário de terra (no semiárido) algo em torno de R$ 1 mil a R$ 2 mil por mês e a terra segue disponível para que o proprietário possa continuar plantando a cultura que quiser”. 

O mapa dos ventos da Bahia aponta como  melhores áreas para este tipo de empreendimento as localizadas no semiárido, em municípios como  Sento Sé, Caetité e Igaporã. A construção de um novo parque é a etapa seguinte à realização no leilão, quando o governo compra determinado volume de energia.

Comente agora

Baianos são os mais endividados no Nordeste

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 07:42h
Baianos são os mais endividados no Nordeste

Homens com idade entre 41 e 50 anos, que ganham, no máximo, dois salários e que estão, em sua maioria, com apenas uma conta em atraso é o perfil do endividado conforme o estudo desenvolvido pela área de Decision Analytics da Serasa Experian. Ainda de acordo com o levantamento, a Bahia ocupa a primeira posição em número de devedores entre os estados do Nordeste e a quarta em comparação com outros estados do país.  Só no estado 4.136.288 milhões de negativados. Ao todo, o Brasil tem hoje 61 milhões de endividados, volume recorde impulsionado pelo desemprego e o cenário de recessão, como explica o economista do Serasa Experian, Luiz Rabi. “Trata-se do maior número da série histórica desde 2012. Somente no mês de maio, cerca de 900 mil consumidores de todo país ingressaram no cadastro de inadimplência. Em maio do ano passado, eram 59,5 milhões de pessoas na lista”.  Ainda que a maioria dos endividados esteja na faixa dos 41 a 50 anos (19,4%), o grupo dos jovens entre 18 e 25 anos (14,9%) também preocupa. As dívidas mais comuns são as de banco e cartão de crédito (30%), seguido de despesas fixas como água, energia (17,9%), varejo (13,7), serviços (10,1%) e financeiras (9%).  Confira as  dicas para quem está sem crédito: 

Penhor: Caso o endividado não tenha renda para comprovar, uma alternativa é a penhora da Caixa Econômica que possui um dos empréstimos mais baratos. A Caixa empresta até 85% do valor de avaliação e o dinheiro sai na hora. Basta estar com o CPF regular na Receita Federal.

Empréstimo com garantia: 

Comente agora

Petrobras poderá reajustar preços de combustível todo dia para recuperar mercado

Economia  Postado por Anacley Souza - 24/07 07:29h
Petrobras poderá reajustar preços de combustível todo dia para recuperar mercado

Além do aumento das alíquotas de PIS/Cofins para combustíveis, o consumidor irá sentir ainda mais no bolso com o reajuste da Petrobras, anunciado neste sábado (22).  Segundo informações do Globo, a companhia aumentou os preços da gasolina (1,4%) e do óleo diesel (0,2%) em suas refinarias.  Na sexta-feira (21), a estatal já havia aumentado esses valores em 0,1% e 2%, respectivamente.  Com uma nova política de preços, a Petrobras prevê reajustes mais frequentes para os dois combustíveis. A companhia poderá até reajustar o preço diariamente para manter a paridade com as cotações internacionais, e também levando em conta a concorrência no mercado interno.  Pela nova regra, a Petrobras tem liberdade para promover as variações desde que fiquem dentro do teto de até 7% para cima ou para baixo.

Comente agora

Percentual de brasileiros que reconhecem pagar impostos aumenta

Economia  Postado por Willyam Reis - 22/07 11:03h
Percentual de brasileiros que reconhecem pagar impostos aumenta

Pesquisa nacional da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e do Instituto Ipsos divulgada hoje (21) na capital fluminense revela que 79% dos brasileiros consultados reconhecem pagar impostos. Esse é o maior nível registrado na série histórica da sondagem, iniciada em 2007, quando o número atingiu 45%. De acordo com a pesquisa, oito em cada dez pessoas atualmente reconhecem pagar impostos. A sondagem foi feita entre os dias 1º e 13 de maio, com amostra de 1.200 entrevistados no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Salvador, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte, Florianópolis e em mais 64 municípios brasileiros. O gerente de economia da Fecomércio-RJ, Christian Travassos, disse à Agência Brasil que a percepção é crescente no país quanto ao pagamento de impostos. “São dez anos de pesquisa e, a cada ano, a gente percebe uma consciência maior”. Ele destacou que dois fatores contribuem para isso. O primeiro é a informação. “O brasileiro passou a discutir temas como esses nas redes sociais. Hoje as pessoas estão mais bem informadas sobre o que impacta no seu dia a dia”.

Comente agora

China compra 25% de todas as exportações brasileiras

Economia  Postado por Willyam Reis - 22/07 09:40h
China compra 25% de todas as exportações brasileiras

Nos primeiros seis meses de 2017, a China comprou um quarto (25%) de todas as exportações brasileiras. Segundo informações da Folha de S.Paulo, esse percentual é recorde e mais uma marca da ascensão da segunda maior economia mundial no Brasil. Para se ter uma ideia, há exatos 10 anos, a fatia chinesa nas nas exportações brasileiras era de 6,7% —os EUA eram líderes, com 16,4%. De janeiro a junho, a compra chinesa de itens do Brasil somou US$ 26,9 bilhões de janeiro a junho, um aumento de 36% em relação ao mesmo período do ano passado. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Aftosa: Cosalfa fará ação na Venezuela para vacinação de rebanho

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 21:19h
Aftosa: Cosalfa fará ação na Venezuela para vacinação de rebanho

A Comissão Sul-Americana para a Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa) decidiu nesta sexta-feira, 21, em reunião em Brasília, realizar uma ação integrada entre o Brasil e a Colômbia na Venezuela. O objetivo é apoiar os venezuelanos a imunizar e inspecionar o rebanho bovino contra aftosa e fazer exames sorológicos. A Venezuela ainda não é livre da doença e está disposta a receber a ajuda, disse o presidente da Cosalfa, Guilherme Marques, em nota distribuída pelo Ministério da Agricultura.  Os representantes dos países que compõem a Cosalfa aprovaram ainda resolução para apoiar a Colômbia na erradicação de quatro focos de aftosa detectados recentemente. “Será enviada uma missão técnica àquele país, sob a coordenação da Panaftosa (Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa), para ajudar os colombianos e trocar experiências”, disse Marques, que também é diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura. Outra resolução aprovada na reunião recomenda aos países da América Latina que redobrem os esforços no combate à aftosa e aumentem o volume de investimentos em sanidade animal.

Banco de antígenos: O Brasil é o primeiro país da América Latina a aderir oficialmente à criação de um banco de antígenos e vacinas contra a febre aftosa na região, informou o Ministério. Segundo Guilherme Marques, o banco vai permitir “o enfrentamento de eventuais problemas futuros, que podem surgir com a retirada da vacina no Brasil, além de contribuir para aquelas nações que não tenham à disposição doses do produto em quantidade suficiente para imunizar seus rebanhos.

Comente agora

Com aumento de impostos sobre combustíveis, alimentos e outros produtos devem ficar mais caros

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 19:19h
Com aumento de impostos sobre combustíveis, alimentos e outros produtos devem ficar mais caros

Com o aumento dos tributos sobre os combustíveis com acréscimos de R$ 0,41 por litro de gasolina e R$ 0,21 por litro de diesel anunciado pelo governo na última quinta-feira (20), os custos do frete rodoviário devem aumentar. De acordo com informações do portal G1, a Confederação Nacional do Transporte (CNT) calculou impacto de 2,5% a 4% em média, a mais alta registrada pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística). Ambas apontaram que os alimentos e outros produtos poderão ficar mais caros.  Segundo a NTC & Logística, a alta dos custos com frete deve pesar mais sobre itens que são transportados por grandes distâncias, e que não conseguirão absorver a alta, como os produtos de cesta básica -- arroz, feijão, farinha, água, ovos, frutas, verduras, entre outros.  A Associação Brasileira de Supermercados (Abras), afirmou, em nota, que "esse acréscimo no valor dos combustíveis terá reflexo em toda a cadeia de abastecimento e irá penalizar todos os setores da sociedade". Já para o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), o impacto do custo do frete no preço de produtos pode não ser grande porque produtores e distribuidores poderão não repassar o aumento para não perder vendas.

Comente agora

Presidente da Anatel defende revisão na Lei Geral de Telecomunicações

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 18:46h
Presidente da Anatel defende revisão na Lei Geral de Telecomunicações

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, reforçou a necessidade de revisar a Lei Geral de Telecomunicações (LGT), com o objetivo de atualizá-la para atender as demandas da sociedade em virtude das transformações tecnológicas que ocorreram desde 1996, quando o marco regulatório foi estabelecido. Entre as prioridades está o desenvolvimento da banda larga e a aplicação mais eficiente dos recursos arrecadados pelo setor.  Segundo Quadros, a Lei Geral de Telecomunicações não está mais apta a atender todas as necessidades da população. "A mudança requer a atenção de empresários, gestores públicos, legisladores, de forma prática e estratégica. A 'internetização' está 'metaforseando' o planeta", afirmou. Quadros lembrou que a LGT ajudou a popularizar os meios de comunicação nos anos seguintes à sua homologação, mas requer atualização. No fim da década de 1990, o País tinha 20 milhões de telefones fixos e 5,6 milhões de celulares. Hoje, há 41 milhões de telefones fixos, 242 milhões de celulares e 19 milhões de assinaturas de TV paga.

Comente agora

Contas externas têm melhor junho desde 2004

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 18:45h
Contas externas têm melhor junho desde 2004

Após o superávit de US$ 2,884 bilhões em maio, o resultado das transações correntes ficou positivo em US$ 1,330 bilhão em junho, informou o Banco Central. Este é o quarto superávit mensal consecutivo e o melhor resultado para junho desde 2004 (US$ 1,994 bilhão), sendo que a série histórica começou em 1995. O BC projetava para junho superávit em conta de US$ 750 milhões.  Segundo o Estadão, o resultado do mês passado ficou dentro do levantamento realizado pelo Projeções Broadcast com 25 instituições, que tinha intervalo de déficit de US$ 300 milhões a superávit de US$ 2,100 bilhões (mediana positiva de US$ 1,300 bilhão). A estimativa do BC, atualizada no último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), é que o rombo externo de 2017 seja de US$ 24,0 bilhões.  No acumulado do primeiro semestre do ano, o superávit nas contas externas somou US$ 715 milhões. Já nos últimos 12 meses até junho deste ano, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 14,328 bilhões, o que representa 0,76% do Produto Interno Bruto (PIB). Este é o menor porcentual em relação ao PIB desde março de 2008 (0,73%). 

Comente agora

Com aumento no PIS e Cofins, encher o tanque custa R$ 18 a mais

Economia  Postado por Willyam Reis - 21/07 13:31h
Com aumento no PIS e Cofins, encher o tanque custa R$ 18 a mais

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), José Alberto Gouveia, informou que os postos de combustíveis já receberam das distribuidoras o aumento do PIS e Cofins, anunciado ontem pelo governo. Com a mudança, o PIS e Cofins, que incidem nos combustíveis, vão mais que dobrar, um aumento de R$ 0,38 para R$ 0,79 por litro. No caso da gasolina, por exemplo, o desembolso no posto para encher um tanque de 45 litros subirá cerca de R$ 18. “Vai ter posto com estoque baixo que subirá os preços de imediato, enquanto outros tentarão segurar um pouco, porque o mercado está muito competitivo”, afirma Gouveia. Na avaliação do presidente do Sincopetro, segundo informações do G1, o aumento deve desaquecer o consumo nos postos. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Dólar tem leves oscilações e busca testar patamar de R$ 3,10, após aumento de imposto

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 11:35h
Dólar tem leves oscilações e busca testar patamar de R$ 3,10, após aumento de imposto

O dólar opera em leve queda nesta sexta-feira (21), buscando testar o patamar de R$ 3,10, com o mercado animado com o governo após ter se mostrado comprometido com o cumprimento da meta fiscal deste ano, segundo a Reuters.  Às 10h49, a moeda norte-americana recuava 0,05%, a R$ 3,1250 na venda, depois de ter batido R$ 3,1108 na mínima do dia. Veja a cotação do dólar hoje.  O movimento era limitado, no entanto, por compras por parte de alguns investidores aproveitando o baixo patamar da moeda norte-americana, segundo a Reuters.
"O governo agiu para compensar a queda de arrecadação neste ano e atingir a meta (fiscal). O mercado gostou, mas agora é preciso olhar mais para a frente, para 2018 e 2019”, afirmou à Reuters o operador de câmbio da corretora H.Commcor Cleber Alessie Machado.  

Comente agora

Combustível com aumento de imposto já chegou aos postos

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 11:29h
Combustível com aumento de imposto já chegou aos postos

Os postos de combustíveis do país já receberam das distribuidoras o repasse do aumento do PIS e Cofins nos preços, informou nesta sexta-feira (21) o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), José Alberto Gouveia. O aumento foi anunciado na véspera pelo governo.  A alíquota de PIS e Cofins ficou mais alta para a gasolina, o etanol e o diesel. No caso da gasolina, a tributação mais que dobrou, passando de R$ 0,38 para R$ 0,79 por litro. Se a alta for repassada na íntegra para o consumidor, o litro da gasolina deverá ficar R$ 0,41 mais caro no país. A decisão sobre o repasse ao consumidor final, contudo, é de cada posto de combustível. Considerando a Cide, que é de R$ 0,10 por litro, os impostos sobre a gasolina devem custar aos motoristas R$ 0,89 para cada litro.

Comente agora

Aumento de imposto na gasolina terá impacto de 0,5 ponto sobre inflação oficial

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 09:27h
Aumento de imposto na gasolina terá impacto de 0,5 ponto sobre inflação oficial

O aumento das alíquotas de PIS/Cofins sobre combustíveis, anunciada na tarde de ontem pelo governo, deve ter um impacto de 0,5 ponto percentual sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial no país. O cálculo é da economista Natália Cotarelli, do banco ABC Brasil.  Nas contas da analista, o maior impacto será do imposto maior sobre a gasolina, que responderá por 0,4 ponto. O 0,1 restante seria do impacto do diesel. A economista não considerou o efeito da alta do etanol, muito pequeno para entrar na conta.   A estimativa da área econômica do governo é que o aumento do PIS/Cofins sobre combustíveis vai representar em média uma elevação de 7% para os consumidores.  Hoje, o ABC já estima o IPCA de 2017 em 3,8%, já considerando algum aumento das alíquotas sobre combustíveis. Com o anúncio do aumento de imposto, essa projeção deve ser revisada para algo próximo de 4%, explicou Natália. A queda de preços de combustíveis foi um dos fatores para a deflação de 0,23% no mês passado.

Comente agora

INSS: aposentados até 12 de agosto terão antecipação da primeira parcela do 13º

Economia  Postado por Anacley Souza - 21/07 08:51h
INSS: aposentados até 12 de agosto terão antecipação da primeira parcela do 13º

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que conseguirem a liberação da aposentadoria até 12 de agosto já terão direito ao adiantamento da primeira parcela do 13º. A afirmação foi feita pelo secretário de Previdência Social, Marcelo Caetano, à Força Sindical, e confirmada ao Extra pelo presidente da Conferedação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap), Warley Martins. "Esse é um direito conquistado pelos aposentados desde 2006 e todo ano precisamos reavivar esse direito. Após tantas injustiças com a categoria, a antecipação do benefício está garantida em 2017", diz o presidente da Cobap. A antecipação da primeira parcela do abono natalino a aposentados e pensionistas foi garantida pelo presidente Michel Temer. O adiantamento é concedido desde 2006 aos segurados.

Comente agora

Em meio a aumento tributário, Impostômetro atinge R$ 1,2 trilhão

Economia  Postado por Anacley Souza - 20/07 20:49h
Em meio a aumento tributário, Impostômetro atinge R$ 1,2 trilhão

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) atingiu a marca de R$ 1,2 trilhão na manhã desta sexta-feira (21). O registro foi feito 20 dias antes do que no ano passado, que ocorreu em 10 de agosto, indicando elevação da carga tributária de um ano para o outro.  O montante corresponde ao total de impostos, taxas e contribuições pagos pelos brasileiros desde o primeiro dia do ano. Chega na esteira da divulgação pela Receita Federal de crescimento da arrecadação federal no primeiro semestre e também em meio ao anúncio do governo sobre o aumento da alíquota do PIS e da Cofins incidentes sobre os combustíveis. “O governo tem que repensar as medidas em razão do aumento arrecadatório (quando olhamos para 2016) e dos sinais de retomada da economia. Assim, agora é um momento totalmente inoportuno para pensar em elevar tributos. O governo precisa fazer um controle eficiente dos gastos públicos e pensar em primeiro lugar na superação da população frente aos problemas financeiros trazidos pela recessão”, disse Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Comente agora

Governo dobra tributo e preço da gasolina pode aumentar em R$ 0,41

Economia  Postado por Anacley Souza - 20/07 20:09h
Governo dobra tributo e preço da gasolina pode aumentar em R$ 0,41

O governo anunciou nesta quinta-feira (20) o aumenta da tributação sobre os combustíveis e um bloqueio adicional de R$ 5,9 bilhões em gastos no orçamento federal. Nota divulgada pelos ministério da Fazenda e do Planejamento no fim da tarde desta quinta informa que será elevada a alíquota de PIS e Cofins sobre os combustíveis. Segundo o governo, a tributação sobre a gasolina subirá R$ 0,41 por litro. Com isso, a tributação mais que dobrou e deve passar a custar aos motoristas R$ 0,89 para cada litro de gasolina, se levada em consideração também a incidência da Cide, que é de R$ 0,10 por litro. Já a tributação sobre o diesel subirá em R$ 0,21 e ficará em R$ 0,46 por litro do combustível. A nota não informa quando o aumento de tributos começa a valer. Nesta sexta (21), o governo deve dar mais detalhes sobre a medida.  (Folha)

Comente agora

Com volume baixo de negociações, dólar cai a R$ 3,12

Economia  Postado por Anacley Souza - 20/07 18:51h
Com volume baixo de negociações, dólar cai a R$ 3,12

O volume baixo de negociações e a expectativa de que o aumento de impostosajudará o governo a manter a meta de deficit fiscal devolveram o dólar ao patamar de R$ 3,12 nesta quinta-feira (20). Na Bolsa, a estreia das ações do Carrefour Brasil atraiu as atenções dos investidores.  O dólar comercial teve queda de 0,69%, para R$ 3,128. É o menor nível desde 16 de maio, dia anterior ao vazamento da notícia da delação do empresário Joesley Batista, da JBS.  O dólar à vista, que fecha mais cedo, recuou 0,63%, para R$ 3,133, menor patamar desde 17 de maio.  Para Adeodato Netto, estrategista da Eleven Finacial, o volume reduzido contribuiu para a quinta desvalorização seguida da moeda americana. "É um pouco de marasmo, de letargia", afirma. "O investidor internacional está entrando na Bolsa, contribuindo para o fluxo. Qualquer entrada provoca diferença no fluxo e pressiona o câmbio para baixo."  As ofertas de ações na Bolsa também são apontadas por Camila Abdelmalack, economista da CM Capital Markets, para a depreciação do dólar.

Comente agora

Prévia indica deflação de 0,18%, a menor taxa em quase 20 anos

Economia  Postado por Anacley Souza - 20/07 12:32h
Prévia indica deflação de 0,18%, a menor taxa em quase 20 anos

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) fechou com variação negativa de 0,18% em julho, resultado que chega a ser 0,34 ponto percentual inferior ao resultado de junho, quando a variação foi de 0,16%.  Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou hoje (20), no Rio de Janeiro, os dados da prévia, essa é a menor variação relativa a julho, juntamente com o resultado de 2003, cuja variação também havia sido de -0,18%.  Essa é a menor taxa de inflação desde setembro de 1998, quando a deflação dos preços havia sido de -0,44%. Com a inflação negativa de julho, o IPCA-15 passou a acumular alta de 1,44% nos primeiros sete meses do ano, resultado 3,75 pontos percentuais menor do que os 5,19% referentes ao mesmo período do ano passado.  Já a inflação acumulada nos últimos doze meses fechou em 2,78%, resultado inferior aos 3,52% dos 12 meses imediatamente anteriores, o que constitui a menor variação acumulada em períodos de 12 meses desde março de 1999, quando atingiu 2,64%. Segundo o IBGE, em julho do ano passado a taxa havia variado 0,54%.

Comente agora

Confiança da indústria sobe 1,2 ponto, segundo prévia de julho da FGV

Economia  Postado por Anacley Souza - 20/07 11:56h
Confiança da indústria sobe 1,2 ponto, segundo prévia de julho da FGV

O Índice de Confiança da Indústria teve um crescimento de 1,2 ponto na prévia de julho na comparação com o resultado consolidado de junho. Assim, o indicador medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) chegou a 90,7 pontos em uma escala de zero a 200 pontos. Segundo a FGV, mesmo se o resultado da prévia for confirmado no dado consolidado do mês não será o suficiente para recuperar a perda do mês anterior (-2,8 pontos). A confiança em relação ao momento presente, medido pelo Índice da Situação Atual, subiu 1,4 ponto e chegou a 88,4 pontos. Já o otimismo, avaliado pelo Índice de Expectativas, teve uma alta de 1,2 ponto e atingiu 93,3 pontos.  O resultado preliminar de julho indica que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria avançou 0,7 ponto percentual e chegou a 74,9%. Para a prévia de julho de 2017, foram consultadas 788 empresas entre os dias 3 e 18 deste mês. O resultado final da pesquisa será divulgado na próxima quinta-feira, dia 27. Com informações da Agência Brasil.

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com