Voz


PodCast



Enquete





Blog

Economia

Setor de serviços cresce 6,6% em junho, diz IBGE

Economia  Postado por Aline Souza - 14/08 22:13h
Setor de serviços cresce 6,6% em junho, diz IBGE

Foto : Manu Dias/GOVBA

O volume dos serviços prestados no Brasil avançou 6,6% em junho, ante maio, aponta uma pesquisa de desempenho do setor divulgada hoje (14) pelo IBGE. De acordo com o instituto, este é o maior resultado da série histórica, iniciada em janeiro de 2011. A alta acontece após uma queda de 5% em maio (em números revisados) – a maior baixa já registrada pela pesquisa. O mal resultado foi influenciado pela greve dos caminhoneiros. Apesar da recuperação, o setor fechou o 2º semestre de 2018 com uma queda de 0,3% na comparação com o primeiro semestre. É a segunda baixa consecutiva. (M1)

Comente agora

45% dos beneficiários do PIS/PASEP vão usar dinheiro para pagar dívidas

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 14/08 15:52h
45% dos beneficiários do PIS/PASEP vão usar dinheiro para pagar dívidas

Foto: Dr

Os recursos do fundo PIS/PASEP, cujos novos saques estarão liberados para trabalhadores de todas as idades a partir desta terça (14/8), devem ajudar muitos brasileiros a sair do sufoco financeiro. Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito aponta que 45% dos cotistas devem utilizar os recursos para pagar dívidas em atraso – o percentual sobe para 57% considerando apenas os consumidores das classes C, D e E. A segunda principal finalidade do dinheiro extra será os investimentos, com 30% de citações. Há ainda 30% de entrevistados que devem pagar despesas do dia a dia com o saldo disponível e 15% que anteciparão o pagamento de contas não atrasadas, como prestações da casa, do carro ou crediário, por exemplo. Outros 9% de entrevistados vão usar o dinheiro para adquirir roupas e calçados.  Tem direito a sacar recursos, os trabalhadores de empresas públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep entre os anos de 1971 e 1988 e que não tenham resgatado o saldo. Ao todo, aproximadamente 28,75 milhões de cidadãos brasileiros têm direito ao saldo das contas, o que deve totalizar uma injeção de R$ 39,52 bilhões na economia, segundo dados oficiais do governo. Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, o acesso ao dinheiro das cotas do fundo PIS/PASEP é uma medida importante que deve injetar uma quantidade de dinheiro significativa na economia do país.

Comente agora

Cotas do fundo PIS-Pasep: Governo libera saque para todas as idades

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 13/08 17:33h
Cotas do fundo PIS-Pasep: Governo libera saque para todas as idades

Foto: Divulgação

A Caixa Econômica e o Banco do Brasil divulgaram nesta quarta-feira (13) o calendário de saques do Fundo PIS-Pasep para os beneficiários de todas as idades. Os recursos serão liberados para os beneficiários com idades a partir de 57 anos já na próxima segunda-feira (18). O presidente Michel Temer sancionou a lei que libera os recursos do Fundo PIS-Pasep para beneficiários de todas as idades. Antes só podiam sacar o dinheiro os beneficiários com idade a partir de 60 anos. A medida provisória foi aprovada pelo Senado e aguardava a sanção do presidente para entrar em vigor. Podem sacar o dinheiro os trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenham resgatado todo o saldo. As contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, são administradas pela Caixa Econômica Federal. Já as do Pasep, vinculadas aos servidores públicos, são administradas pelo Banco do Brasil. Ao todo, são 13,6 milhões de cotistas do PIS com idade abaixo de 60 anos que terão liberados R$ 13,8 bilhões, segundo a Caixa. O total de cotistas, levando em conta também quem tem mais de 60 anos, é de 21,3 milhões, totalizando R$ 28,1 bilhões.

Comente agora

ANP estuda proibir anúncio prévio de reajuste dos combustíveis

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 13/08 16:38h
ANP estuda proibir anúncio prévio de reajuste dos combustíveis

A  ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) prevê lançar até o fim de setembro novas regras para a divulgação de preços dos combustíveis no país. Uma das mudanças propostas é a proibição de divulgação prévia de reajustes, como a Petrobras faz atualmente.  De acordo com o diretor-geral da agência, Décio Oddone, o objetivo é dar mais transparência ao mercado de combustíveis, que virou foco de questionamentos após a greve dos caminhoneiros, em maio. A implantação de regras para a divulgação de reajustes é resultado de consulta pública feita sobre a periodicidade dos aumentos. Na ocasião, a ANP decidiu que não seria necessário definir prazos mínimos, mas pregou maior transparência na política das empresas. De acordo com Oddone, o modelo em estudo determina que as empresas anunciem reajustes apenas depois de colocarem os novos preços em prática. Além disso, os preços terão que ser divulgados por ponto de venda e não mais em médias nacionais. Hoje, a Petrobras pública em seu site os preços vigentes para o dia seguinte, sempre em uma média nacional. Nesta terça (14), por exemplo, cobrará R$ 1,9173 por litro de gasolina, alta de 0,9% com relação ao valor vigente nesta segunda.

Comente agora

Governo vai propor adiamento de reajuste de servidores para 2020

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/08 20:10h
Governo vai propor adiamento de reajuste de servidores para 2020

Foto: DR

O presidente Michel Temer vai encampar a recomendação do Ministério do Planejamento segundo a qual não é possível dar aumento salarial ao funcionalismo em 2019. A sugestão de suspender o aumento, que beneficia diferentes categorias, foi levada ao presidente pelo ministro do Planejamento, Esteves Colnago. O Palácio do Planalto já recebeu a proposta, que deverá ser transformada em Medida Provisória (MP). A medida será enviada em breve ao Congresso. A decisão final sobre o adiamento do reajuste para 2020 caberá ao Legislativo. Com o orçamento apertado, o governo sustenta que haverá cortes bilionários nos programas sociais no ano que vem se não houver a suspensão do aumento, previsto para ser pago em janeiro, quando o novo presidente já terá assumido o cargo. A medida acarretaria uma economia de até R$ 11 bilhões no orçamento de 2019, considerando todos os servidores, entre civis e militares. Se o reajuste for adiado apenas para os civis, o impacto seria de R$ 6,9 bilhões, informou o Planejamento. 

Comente agora

TCU diz ter provocado PGR sobre constitucionalidade das leis do Refis

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 10/08 18:27h
TCU diz ter provocado PGR sobre constitucionalidade das leis do Refis

Foto: DR

O Tribunal de Contas da União (TCU) informou nesta sexta-feira (10) em nota que enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) cópia do processo que resultou em alertas ao governo sobre o risco de descumprimento da Lei de Responsabilidade (LRF) por envolver "aspectos referentes à constitucionalidade das leis em questão". A ação analisa as compensações para os descontos dados em dois programas de parcelamento de débitos tributários (Refis), do Simples Nacional e do Funrural. Na decisão do ministro do TCU Vital do Rêgo, a corte de contas alertou o Poder Executivo que as renúncias estão sendo concedidas sem medidas de compensação e deu prazo para que o Ministério da Fazenda se manifestasse sobre o impacto dessas renúncias e sobre as medidas compensatórias a serem adotadas. O TCU afirmou que o propósito do envio da ação à PGR não é motivar responsabilizações individuais de parlamentares, mas, sim, discutir aspectos sobre a constitucionalidade das leis em vigor. A reportagem havia procurado o TCU no dia 31 de julho, mas não havia obtido resposta antes da publicação.

Comente agora

Dia dos Pais: vendas devem ter 'aumento tímido' de até 5%, aponta Fecomércio-Ba

Economia  Postado por Aline Souza - 10/08 14:12h
Dia dos Pais: vendas devem ter 'aumento tímido' de até 5%, aponta Fecomércio-Ba

Foto: BNews

A pesar da crise, desemprego e bolso vazio para muitos consumidores, o mercado aposta que o Dia dos Pais trará bons resultados para o setor. Ainda que tímido, a alavancagem nas vendas devem chegar a 5%. No ano passado, depois de dois anos consecutivos de queda, o comércio de presentes em todo o país aumentou 2,5% na semana da data (entre 7 e 13 de agosto), na comparação com a semana equivalente em 2016 (de 8 a 14 de agosto), segundo a Serasa Experian. "Nós entedemos que estamos passando um momento muito difícil na economia, na política, na ética e na moral e, entedemos que o Dia dos Pais é uma data que tem menos movimento que Natal e Dia das Mães", ressaltou o presidente do Fecomércio-Ba, Carlos Andrade.

Comente agora

Vendas do varejo caem 0,3% em junho, aponta IBGE

Economia  Postado por Aline Souza - 10/08 13:54h
Vendas do varejo caem 0,3% em junho, aponta IBGE

Foto : THIAGO GOMES / AGÊNCIA PARÁ

As vendas do comércio varejista brasileiro caíram 0,3% em junho na comparação com o mês anterior. Segundo divulgado hoje (10) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa de maio foi revisada para queda de 1,2%, devido à greve dos caminhoneiros. O site G1 afirma que, com o desemprego ainda elevado e confiança dos empresários ainda baixa diante das incertezas em relação às eleições, a expectativa é de um ritmo de recuperação mais lento da economia. O próprio governo federal reduziu recentemente a previsão de crescimento do PIB neste ano de 2,5% para 1,6%. Até maio, estava em 2,97%. (M1)

Comente agora

Vendas online para comércio e escritório crescem 18% no 1º semestre

Economia  Postado por Willyam Reis - 10/08 10:42h
Vendas online para comércio e escritório crescem 18% no 1º semestre

O comércio cresceu 6,3% nos primeiros seis meses de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Serasa Experian. O indicador da empresa aponta que esse é o melhor resultado para primeiro semestre dos últimos cinco anos. Uma opção que se mostra bastante efetiva e que contribui para essa recuperação é a compra e venda online de insumos seminovos e usados. Na OLX, por exemplo, as vendas da categoria Comércio e Escritório cresceram 18% no primeiro semestre de 2018, comparando com o mesmo período de 2017. Diariamente, mais de 200 mil pessoas acessam a OLX à procura de equipamentos para o Comércio. Nos seis primeiros meses do ano, mais de 338 mil itens foram vendidos, entre balanças, vitrines, manequins, refrigeradores, trailers e carrinhos comerciais. Nesse mesmo período, mais de 180 mil usuários tiveram sucesso em suas vendas.

Comente agora

Dólar fecha em alta pelo quarto dia seguido

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 09/08 20:41h
Dólar fecha em alta pelo quarto dia seguido

Foto: Reprodução/Internet

O dólar norte-americano voltou a subir hoje (09), fechando em alta de 1% cotada a R$ 3,8034 para venda. O valor é o maior desde 19 de julho, quando o dólar alcançou R$ 3,8448. Apesar da oscilação, o Banco Central manteve sua política de swaps cambiais tradicionais, sem ofertar nenhum leilão extraordinário para venda futura da moeda. O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), fechou em queda de 0,98% com 78.767 pontos. A Bovespa registrou o quarto dia de pregão consecutivo com fechamento em baixa, com as ações do Banco do Brasil na contramão da tendência – as ações da instituição fecharam a quinta-feira em alta de 2,97%, após a divulgação do balanço no segundo trimestre registrar um lucro líquido ajustado de R$ 3,2 bilhões. (BB)

Comente agora

Aumento para ministros do STF teria impacto de R$ 4 bi, diz Congresso

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 09/08 19:50h
Aumento para ministros do STF teria impacto de R$ 4 bi, diz Congresso

Foto: Reuters

Se aprovada pelo Congresso e sancionada pela presidência da República, a proposta dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) de reajustar seus salários em 16,38% teria um impacto de cerca de R$ 4 bilhões nas contas da União e dos estados.  Cálculo feito pelas consultorias Orçamento da Câmara e do Senado mostra que o efeito cascata de reajustar a remuneração dos ministros de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil seria de R$ 717 milhões no Judiciário e de R$ 258 milhões no Ministério Público da União.  No caso do Poder Executivo, onde o mecanismo do abate teto desconta os salários que hoje ultrapassam R$ 33,7 mil, o efeito seria de outros R$ 400 milhões.  Por fim, de acordo com a consultoria, o impacto seria de R$ 2,6 bilhões nos entes da federação.  A proposta foi aprovada no STF nesta quarta-feira (8). Ainda será encaminhada ao Ministério do Planejamento, ao Congresso e para sanção presidencial.  O efeito cascata da elevação dos salários do STF se dá pelo fato de que o valor da remuneração dos ministros é o limite máximo estipulado para os salários do funcionalismo. Além disso, algumas categorias tem suas remunerações atreladas às dos ministros. Com informações da Folhapress. (NM)

Comente agora

Confira sete dicas não fazer do cartão de crédito uma bola de neve

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 08/08 18:11h
Confira sete dicas não fazer do cartão de crédito uma bola de neve

Queridinho dos consumidores, o cartão de crédito pode se tornar uma dor de cabeça para aqueles que não conseguem organizar as finanças. A área de serviços do consumidor da Boa Vista preparou algumas dicas que podem fazer a diferença na hora de utilizar o cartão sem prejudicar as contas no final do mês. Confira!

1- Procure sempre que possível pagar o valor total da fatura 
Essa é a primeira dica para evitar sobrecarregar o orçamento. Os juros do rotativo do cartão estão entre os mais altos das diferentes linhas de financiamento disponíveis aos consumidores.

2- Organize-se para pagar em dia a sua fatura
Deixar para pagar o valor total da fatura ou o limite mínimo após o vencimento não é uma boa solução, já que começam a incidir juros e multa. O atraso por mais de 30 dias irá aumentar ainda mais a dívida.

3- Está usando o crédito rotativo?
Há formas de se reorganizar financeiramente, entre elas, optar por linhas de crédito com juros menores, como as que os bancos são obrigados a oferecer, desde que houve a mudança da regra do uso do rotativo do cartão de crédito. Ou ainda o empréstimo pessoal e até mesmo o parcelamento do saldo que é ofertado pela própria instituição financeira que detém o cartão. Opte rapidamente por uma destas alternativas, evitando assim que a dívida cresça muito.

4- Evite gastos desnecessários  
Enquanto estiver comprometido com o pagamento de dívidas, vencidas ou não, evite realizar compras por impulso ou gastos supérfluos. Utilize o cartão de crédito de forma consciente.

5- Saiba usufruir dos benefícios do cartão de crédito
O cartão de crédito é uma boa forma de pagamento para quem tem um  controle financeiro. Pagando com ele é possível aplicar o dinheiro que seria usado nas compras à vista tendo um lucro extra. Ele também possibilita o acúmulo de pontos que podem ser trocados por produtos, serviços e passagens aéreas.

6- Tenha conhecimento dos seus gastos com o cartão de crédito
Acompanhar mensalmente os seus gastos com o cartão, quais produtos ou serviços foram adquiridos por meio dele, saber por quanto tempo terá esse compromisso, evitará surpresas no momento de pagar a fatura.

7- Dívidas do cartão prescrevem?
Não prescrevem nem caducam. Se os valores não forem pagos o nome do devedor poderá ser informado para as empresas de proteção ao crédito, onde poderá permanecer por cinco anos, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor. Depois desse tempo o nome fica limpo, contudo, a dívida continua existindo e poderá ser cobrada pelo credor ou ser vendida a uma empresa especializada em cobrança. (Ibahia)

Comente agora

Brasileiros estão mais confiantes para mudar de emprego, diz pesquisa

Economia  Postado por Aline Souza - 08/08 16:38h
Brasileiros estão mais confiantes para mudar de emprego, diz pesquisa

Foto: DR

Após alguns meses de recuperação e otimismo no cenário brasileiro, o mercado de trabalho começa a dar sinais de retomada, aponta pesquisa trimestral WorkMonitor, realizada pela Randstad. Isso porque o índice de mobilidade, medida que analisa a confiança do profissional e a probabilidade de mudança de emprego nos próximos seis meses, subiu seis posições nos últimos dois trimestres, atingindo 126 pontos. Para Winston Kim, gerente regional da Randstad, o aumento é um bom sinal para profissionais e empresários. “No momento da crise, os números do mercado de trabalho são os últimos a cair. Na recuperação, é a mesma coisa: são os últimos a subir. Esse aumento que observamos é bastante positivo e demonstra que os brasileiros estão cada vez mais confiantes na retomada e estabilidade do País”, explica o especialista. 

Comente agora

Caixa e Banco do Brasil retomam pagamento do PIS/Pasep na quarta

Economia  Postado por Aline Souza - 07/08 18:08h
Caixa e Banco do Brasil retomam pagamento do PIS/Pasep na quarta

Foto : Marcos Santos/USP Imagens

Todos os cotistas que são correntistas da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil vão poder voltar a realizar o resgate do Fundo PIS-Pasep a partir de amanhã (8). De acordo com o Ministério do Planejamento, ao todo, 6,3 milhões de pessoas vão receber o total de R$ 5,5 bilhões. Os cotistas que já possuem conta corrente na CEF ou no BB e estiverem com o cadastro dos benefícios atualizado vão receber o depósito automaticamente. Os valores devem estar disponíveis nas contas a partir da próxima quinta-feira (9). Os valores do PIS são pagos pela Caixa Econômica Federal aos funcionários da iniciativa privada, já o Banco do Brasil repassa o Pasep aos servidores públicos. (M1)

Comente agora

Fundo do setor elétrico poderá ter aumento de R$ 1,4 bi neste ano

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 07/08 17:45h
Fundo do setor elétrico poderá ter aumento de R$ 1,4 bi neste ano

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) abriu hoje (7) consulta pública para a revisão no orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) de 2018. Pela proposta, o aumento no fundo será de R$ 1,446 bilhão. O valor será repassado por meio da tarifa de energia, na conta de luz. Com isso, o valor final das despesas do fundo deve passar esse ano de R$ 18,843 bilhão para 19,625 bilhão. As audiências estão previstas para acontecer entre os dias 8 e 28 de agosto. A CDE é usada para custear diversas políticas públicas do setor elétrico brasileiro, como o subsídio à conta de luz de famílias de baixa renda; programas como o Luz Para Todos; pagamento de indenizações a empresas e compra de parte do combustível usado pelas termelétricas. O aumento da CDE foi proposto pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável por administrar o fundo. Uma avaliação da CCEE verificou que o orçamento previsto para 2018 seria insuficiente para pagar todas as despesas. Os custos do aumento serão repassados às tarifas das distribuidoras que ainda passarão por reajustes tarifários esse ano. Para as demais, o valor deverá ser compensado nos processos do ano que vem como componente financeiro. Entre os fatores que pesaram na proposta de reajuste estão o aumento dos descontos tarifários concedidos aos usuários dos serviços de distribuição de energia elétrica.

Comente agora

Estados perdem R$ 278 bi com recessão entre 2015 e 2017

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 07/08 15:36h
Estados perdem R$ 278 bi com recessão entre 2015 e 2017

Se o aumento da folha de pagamentos dos Estados deflagrou uma crise fiscal em parte deles, a queda na arrecadação com tributos decorrente da recessão escancarou essa situação - o que será um dos maiores desafios para os governadores que assumirem em 2019. A recessão custou R$ 278 bilhões para os Estados entre 2015 e 2017, segundo cálculos do economista Raul Velloso, especialista em contas públicas. O montante seria suficiente para construir 1.070 hospitais semelhantes ao que o Sírio-Libanês está erguendo em Brasília, com 144 leitos em 30 mil metros quadrados.  "Os Estados contariam com R$ 278 bilhões a mais se não tivesse ocorrido a recessão. Daria para pagar o aumento com a Previdência, mas também serviria para mascarar o problema das contas públicas", afirmou Velloso. Os R$ 278 bilhões equivalem à quantia extra que os Estados teriam tido de receita tributária se tivessem mantido, durante a recessão, a média de crescimento registrada na arrecadação entre 2002 e 2014, período que também inclui episódios de crise. "Muitos (dos futuros governadores) vão encontrar caixas quebrados e fila de pessoas com quantias a receber. Mesmo que haja melhora na arrecadação neste ano, será difícil, pois há um acúmulo de outros três anos de crise", disse ele.  Estados com maior índice de industrialização estão entre os que sofreram mais com a queda das receitas, já que a crise começou nesse setor, explica o economista Fabio Klein, da Tendências Consultoria.

Comente agora

84% dos trabalhadores estão com problemas financeiros, aponta pesquisa

Economia  Postado por Willyam Reis - 07/08 10:08h
84% dos trabalhadores estão com problemas financeiros, aponta pesquisa

Com o objetivo de mostrar a importância da educação financeira nas empresas, a Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), divulga uma pesquisa inédita sobre a saúde financeira dos trabalhadores brasileiros. Em parceria com a Unicamp e o Instituto Axxus foram entrevistados 2.000 funcionários de cem empresas, dos mais diferentes níveis hierárquicos, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Distrito Federal. A pesquisa revelou que apenas 16% dos colaboradores ouvidos são capacitados financeiramente, ou seja, conseguem pagar suas contas com o remuneramento mensal e planejam seus gastos com antecedência. Por outro lado, 84% dos entrevistados enfrentam dificuldades para lidar com o dinheiro, sofrem prejuízos ou não entendem de finanças. O resultado, é claro, são dívidas, e proporcionalmente quanto maiores elas forem, menor será o rendimento dos colaboradores.

Comente agora

Prazo para pagamento da guia de julho do eSocial termina hoje

Economia  Postado por Willyam Reis - 07/08 08:48h
Prazo para pagamento da guia de julho do eSocial termina hoje

O prazo para os empregadores domésticos realizarem o pagamento do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE) referente à competência do mês de julho termina amanhã, 7 de agosto. O documento reúne em uma única guia as contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias que devem ser recolhidas pelos empregadores referentes aos trabalhadores domésticos. Documentos gerados a partir dessa data serão calculados com multa de 0,33% por dia de atraso. Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial. Canais de Atendimento – Os empregadores domésticos têm a sua disposição, além do pagamento em guichê de caixa bancário, vários canais alternativos oferecidos pela rede bancária – como lotéricas, internet banking e canais eletrônicos de autoatendimento – para realizar o pagamento do DAE. Os canais alternativos oferecidos pela rede bancária devem ser priorizados, pela simplicidade e facilidade na sua utilização. Com informações da Receita Federal. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Dólar abre semana em alta de 0,64%, cotado a R$ 3,73

Economia  Postado por Willyam Reis - 06/08 19:05h
Dólar abre semana em alta de 0,64%, cotado a R$ 3,73

A moeda norte-americana abriu a semana em alta de 0,64%, cotada hoje (06) a R$ 3,7307 para venda. O pregão da última sexta-feira (3) registrou queda do dólar de 1,32%. O Banco Central manteve a política de swaps cambiais tradicionais, sem efetuar nenhum leilão extraordinário de venda futura da moeda. O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o dia com queda de 0,47%, aos 81.050 pontos. Os papéis das empresas consideradas de grande porte, chamadas de blue chip, iniciaram a semana em baixa. A Petrobras registrou queda de 0,33%; a Vale, de 0,29%; o Itaú, de 0,77%; e o Bradesco, de 0,62%. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Depósitos na poupança superam retiradas em R$ 3,7 bi no mês de julho

Economia  Postado por Willyam Reis - 06/08 18:40h
Depósitos na poupança superam retiradas em R$ 3,7 bi no mês de julho

Os depósitos na caderneta de poupança superaram os saques em R$ 3,747 bilhões em julho, de acordo com relatório divulgado nesta segunda-feira (6) pelo BC (Banco Central). Foram investidos, ao longo do mês passado, R$ 189,7 bilhões, contra retiradas que somaram R$ 186 bilhões. É o quinto mês consecutivo em que a captação líquida da poupança (diferença entre depósitos e saques) apresenta resultado positivo. Ao todo, o saldo financeiro atualmente depositado na caderneta está em R$ 755,6 bilhões. O mês de julho registrou rendimentos de R$ 2,8 bilhões. No acumulado dos sete primeiros meses deste ano, os depósitos na poupança superaram os saques em R$ 11,09 bilhões, o melhor resultado em quatro anos.

Comente agora

Novo modelo do Enem deverá ser aplicado em 2020

Economia  Postado por Willyam Reis - 06/08 18:09h
Novo modelo do Enem deverá ser aplicado em 2020

Um novo modelo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderá ser apresentado ainda este ano, segundo o ministro da Educação, Rossieli Soares. O modelo dependerá, no entanto, da aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio, atualmente em discussão no Conselho Nacional de Educação (CNE). O novo modelo, no entanto, deverá começar a ser aplicado apenas após 2020. Segundo o ministro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estuda atualmente como será a nova avaliação. A mudança será feita a partir da BNCC, que define o conteúdo mínimo que deverá ser ensinado em todas as escolas do país. Uma possibilidade é que haja modelos diferentes de provas para avaliar os itinerários formativos estabelecidos no novo ensino médio.

Comente agora

Presidenciáveis apresentam propostas para retomada da economia

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 06/08 15:30h
Presidenciáveis apresentam propostas para retomada da economia

Propostas para a retomada do crescimento da economia brasileira foram apresentadas por candidatos a presidente da República no evento O Futuro do Brasil na Visão dos Presidenciáveis 2018, promovido pela Coalizão pela Construção, que reúne 26 entidades representativas da indústria da construção. Realizado hoje (6), em Brasília, o encontro teve a participação pela manhã de Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB). À tarde, será a vez de Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), e Henrique Meirelles (MDB) debaterem os principais pontos dos seus programas para a recuperação da atividade econômica, especialmente do setor da construção civil.

Marina Silva prevê mais recursos para infraestrutura

Comente agora

Venda de veículos cresce 17,7% em julho, aponta Anfavea

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 06/08 13:50h
Venda de veículos cresce 17,7% em julho, aponta Anfavea

As vendas de veículos novos no país cresceram 17,7% em julho, na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram comercializadas, no mês passado, 217.509 unidades. É o melhor resultado para julho desde 2015, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Os dados foram divulgados hoje (6) na capital paulista. O presidente da Anfavea, Antônio Carlos Botelho Megale, considerou o aumento registrado no mês passado um bom resultado para o setor. “Gradualmente, o mercado vem se recuperando [da crise econômica]”, disse. Em relação a junho, houve alta de 7,7%. No acumulado de janeiro a julho, o crescimento foi de 14,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Produção
A produção de veículos montados registrou alta de 9,3% no mês passado, na comparação com julho de 2017. Em relação a junho, foi constatada queda de 4,1%, em função do ajuste implementado pelo mercado para adequar a produção à queda de exportações. No acumulado de janeiro a julho, foi registrada alta de 13%. “O mês de julho foi o melhor desde 2014”, disse o presidente da entidade.

Comente agora

Grupo Abril fecha 10 revistas e demite 600 funcionários

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 06/08 13:47h
Grupo Abril fecha 10 revistas e demite 600 funcionários

Por: Reprodução

Em crise, o Grupo Abril fechará 10 revistas e demitirá 600 funcionários, segundo os sites Meio e Mensagem e Nem amigo, nem inimigo: Cosmopolitan, Elle, Boa Forma, VIP, Viagem e Turismo, Mundo Estranho, Arquitetura, Casa Claudia, Minha Casa e Bebe.com. De acordo com as publicações, apenas as revistas Veja, Exame e Claudia foram poupadas. A decisão teria sido comunicada em reunião com funcionários. Ainda há dúvidas sobre a continuidade da Superinteressante e da Quatro Rodas. (BNews)

Comente agora

Representante do Banco Central do Brasil vê blockchain ‘tokenizando’ ações no futuro

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 04/08 13:44h
Representante do Banco Central do Brasil vê blockchain ‘tokenizando’ ações no futuro

Foto: Banco Central do Brasil/Wikimedia

O chefe adjunto do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central, Mardilson Fernandes Queiroz, disse na terça-feira (31) em um evento em São Paulo, que o blockchain vai representar uma grande transformação para a indústria. Ele se referiu às criptomoedas como meio de pagamento e de transferência de valores. Na sua opinião, o ‘token criptográfico’ é uma nova tecnologia que será ‘matadora’ com o tempo, de acordo com a publicação do Valor Econômico, que também foi responsável por organizar o seminário. Queiroz, que participava do evento ‘O Valor das Criptomoedas’, organizado pela própria rede de notícias, explicou o conceito e a utilidade de um token: “O token criptográfico é uma maneira de digitalizar ativos ou contratos. Em poucos anos você vai ter em mãos uma ação da Petrobras tokenizada, uma debênture (título de crédito), um título federal e talvez até outra moeda tokenizada”.

Reinvenção Blockchain

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com