Voz


PodCast



Enquete





Blog

Economia

Receita com royalties do petróleo cresce mais de 50% em 2017 após 2 anos de queda

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 23/01 16:57h
Receita com royalties do petróleo cresce mais de 50% em 2017 após 2 anos de queda

A arrecadação com royalties e participações especiais sobre a produção do petróleo cresceu mais de 50% em 2017 após dois anos de queda. Segundo levantamento do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), a partir de dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a receita destinada à União, estados e municípios no ano passado atingiu R$ 26,89 bilhões, o que representa um aumento de 51,5% ante 2016. O balanço ainda é parcial e não inclui as participações especiais do 4º trimestre, cujos valores só deverão ser divulgados pela ANP em fevereiro. Pelos cálculos da CBIE, considerando a média dos três primeiros trimestres, a arrecadação total deverá superar os R$ 30 bilhões, o que corresponderá a um crescimento anual acima de 70%.

Comente agora

Pesquisa mostra crescimento da confiança do empresário do comércio na Bahia

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 23/01 16:48h
Pesquisa mostra crescimento da confiança do empresário do comércio na Bahia

Economistas, de um modo geral, afirmam que 2017 foi o ano da retomada da economia brasileira. Segundo Fábio Pina, consultor de economia da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Bahia (Fecomércio-BA), o período de 2014 a 2016 foi o pior para a economia do país em toda a história. Na Bahia, este cenário de saída da recessão refletiu no Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec). De acordo com pesquisa feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o índice saiu de 94,8 em janeiro de 2017, chegando a 109,2 em janeiro deste ano, ultrapassando a zona negativa, que é de 100 pontos.

Comente agora

Demanda por voos domésticos no Brasil cresce 3,5% em 2017, diz Abear

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 23/01 13:43h
Demanda por voos domésticos no Brasil cresce 3,5% em 2017, diz Abear

A demanda por voos domésticos no Brasil em 2017 cresceu 3,51 por cento na comparação com 2016, registrando o terceiro melhor resultado histórico anual, disse nesta terça-feira a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). A oferta de voos domésticos avançou 1,68% na mesma comparação, enquanto o volume de passageiros transportados subiu 2,72%, para R$ 89,9 milhões, segundo a associação. No mês de dezembro, a demanda por voos domésticos aumentou 5,8% sobre igual mês de 2016, enquanto a oferta subiu 3,38%. (G1)

Comente agora

Governo trabalha para votar Previdência em fevereiro, diz Dyogo Oliveira

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 23/01 10:46h
Governo trabalha para votar Previdência em fevereiro, diz Dyogo Oliveira

O ministro o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, disse hoje (23) que o governo trabalha para que a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estipula a reforma da Previdência ocorra em fevereiro, na Câmara dos Deputados, como anunciado pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia, no ano passado. Segundo ele, o governo não cogita hipótese de votação em novembro, após as eleições. Em entrevista ao programa Por dentro do governo, da TV NBR, hoje (23), o ministro ressaltou que a reforma é necessária, na visão do governo, para equilibrar as contas públicas. "O tamanho do bolo não aumenta indefinidamente. Está limitado à arrecadação. Se o governo está gastando 57% [do Orçamento] com Previdência, sobram 43% para outras áreas. Se a Previdência aumenta, e ela está avançando, engolindo espaço das outras despesas, se isso não para, chega o momento que só tem Previdência", disse. 

Comente agora

Brasil recebe mais investimento, mas cai em ranking

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 23/01 10:01h
Brasil recebe mais investimento, mas cai em ranking

O Brasil registrou em 2017 aumento de 4% na entrada de investimentos externos. Ainda assim, perdeu uma posição no ranking dos principais destinos de apostas de empresas de todo o mundo. Os dados fazem parte de um informe publicado nessa segunda-feira, 22, pela Conferência da ONU para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad), às vésperas do encontro do Fórum Econômico Mundial, em Davos, em que o presidente Michel Temer tentará convencer executivos de que "o Brasil voltou". O País terminou o ano em sétimo lugar, com US$ 60 bilhões, uma posição abaixo da de 2016. Há dois anos, porém, o País recebeu US$ 58 bilhões. Em 2015, o Brasil havia sido destino de US$ 65 bilhões em investimentos. No ano passado, a liderança continuou com os EUA, com entrada de capital estrangeiro de US$ 311 bilhões. A China veio em segundo lugar, com US$ 144 bilhões, seguido por US$ 85 bilhões em Hong Kong. A lista dos principais destinos mostra a Holanda em quarto lugar, com US$ 68 bilhões, Irlanda com US$ 66 bilhões e Austrália com pouco mais de US$ 60 bilhões. No geral, a Ásia voltou a ser o maior destino de investimentos.

Comente agora

Temer quer antecipar emendas para ter apoio à reforma da Previdência

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 23/01 09:20h
Temer quer antecipar emendas para ter apoio à reforma da Previdência

O Palácio do Planalto pretende antecipar o pagamento de verbas de emendas parlamentares para tentar estimular a adesão à reforma da Previdência. Para isso, o governo deve iniciar um pente-fino nas emendas que ainda estão sob análise para identificar casos em que será possível antecipar o pagamento de verbas. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a estratégia de antecipar a execução do Orçamento conta com o aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), principal articulador das mudanças nas regras de aposentadoria dentro do Congresso. No Palácio, a avaliação é de que a decisão do STF no caso Cristiane Brasil terminou de sepultar a reforma da Previdência. No entanto, Temer pediu a aliados que não se desviem do plano de retomar as discussões sobre o projeto no dia 6 de fevereiro. (Notícias ao Minuto)

Comente agora

Brasil fecha vagas de trabalho e encerra 2017 com saldo negativo

Economia  Postado por Aline Souza - 22/01 19:58h
Brasil fecha vagas de trabalho e encerra 2017 com saldo negativo

Foto:  Marcos Santos / USP Imagens

Em 2017, o Brasil demitiu mais do que contratou. De acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o ano teve um resultado negativo de 28 mil postos de trabalho. A 'Folha de S. Paulo' teve acesso antecipamente a estas informações do Ministério do Trabalho, que devem ser divulgadas oficialmente pelo governo nos próximos dias. De acordo com os dados, só em dezembro, o saldo de emprego formal ficou negativo em 328.539 vagas.

Comente agora

Previdência tem deficit de R$ 268,8 bilhões em 2017, diz governo

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 22/01 15:06h
Previdência tem deficit de R$ 268,8 bilhões em 2017, diz governo

A Previdência Social registrou um deficit de R$ 268,8 bilhões em 2017, considerando os resultados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e do regime dos servidores públicos da União. O deficit do INSS foi de R$ 182,5 bilhões no ano passado. O resultado foi melhor do que o governo esperava - a última projeção, divulgada em dezembro, era de um resultado negativo em R$ 185,8 bilhões. O total representa um aumento de 21,8% em relação ao rombo de 2016 (R$ 149,7 bilhões), de acordo com a Secretaria da Previdência do Ministério da Fazenda nesta segunda-feira. O resultado do regime dos servidores da União apresentou um deficit de R$ 86,3 bilhões em 2017, alta de 11,9% em relação ao ano anterior. (Notícias ao Minuto)

Comente agora

Número de bilionários teve aumento histórico em 2017: um a cada dois dias

Economia  Postado por Willyam Reis - 22/01 07:38h
Número de bilionários teve aumento histórico em 2017: um a cada dois dias

De toda a riqueza gerada no mundo em 2017, 82% ficaram concentrados nas mãos dos que estão na faixa de 1% mais rica, enquanto a metade mais pobre – o equivalente a 3,7 bilhões de pessoas – não ficou com nada. Os dados fazem parte do relatório Recompensem o trabalho, não a riqueza, da organização não governamental (ONG) britânica Oxfam, divulgado hoje (22). A entidade participa do Fórum Econômico Mundial, que começa amanhã (23) em Davos, na Suíça. O documento destaca que houve um aumento histórico no número de bilionários no ano passado: um a mais a cada dois dias. Segundo a Oxfam, esse aumento seria suficiente para acabar sete vezes com a pobreza extrema no planeta. Atualmente há 2.043 bilionários no mundo. A concentração de riqueza também reflete a disparidade de gênero, pois a cada dez bilionários nove são homens. O Brasil ganhou 12 bilionários a mais no período, passando de 31 para 43. “Isso significa que há mais pessoas concentrando riqueza. A gente não encontrou ainda um caminho para enfrentar essa desigualdade”, disse Katia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil.

Comente agora

Embrapa enfrenta sua maior crise em 45 anos

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 21/01 15:58h
Embrapa enfrenta sua maior crise em 45 anos

AEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) enfrenta uma crise política, orçamentária e científica sem precedentes em seus quase 45 anos de história, a serem completados em abril. Maior instituição pública de pesquisa do País e responsável pela tropicalização de culturas como a soja, a Embrapa tem seu orçamento de R$ 3,5 bilhões ameaçado por um corte estimado em mais de 20% em 2018. Cerca de 85% do orçamento é consumido com pagamento de salários e benefícios dos 9,6 mil funcionários. As despesas com pesquisa (R$ 66,8 milhões) representaram 2% dos gastos da estatal em 2017. O valor é o menor desde 2010 e está 31% abaixo dos R$ 96,9 milhões investidos na área em 2016. Os contingenciamentos promovidos pelo governo federal, segundo a Embrapa, explicam a queda.

Comente agora

Após virar alvo da Lava Jato, Caixa terá de encolher para se manter

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 21/01 14:47h
Após virar alvo da Lava Jato, Caixa terá de encolher para se manter

Ouso político da Caixa fez o banco se tornar o maior na concessão de empréstimos, mas hoje a instituição paga um preço alto: virou alvo da Lava Jato, teve de afastar quatro executivos por irregularidades e, sem socorro do governo, terá de encolher para cumprir as regras internacionais de solidez financeira. O presidente Gilberto Occhi (PP), que também está sob investigação por irregularidades, tentou primeiro obter dinheiro do Tesouro. Depois, do FGTS. Mas sofreu um revés, e a saída agora, segundo pessoas que acompanham as discussões, é vender parte da carteira de crédito e repassar menos dividendos à União. Com isso, seria possível levantar R$ 15 bilhões.

Comente agora

Risco Brasil cai em ritmo lento no logo prazo, diz CDS

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 20/01 16:07h
Risco Brasil cai em ritmo lento no logo prazo, diz CDS

O risco Brasil medido pelo Credit Default Swap (CDS), o prêmio que o investidor paga para ter um seguro contra um eventual calote soberano nos próximos cinco anos, está em queda constante e atingiu as mínimas desde 2014, quando o País ainda era classificado como grau de investimento. Já o risco para período mais longo, nos contratos de dez anos, não tem tido o mesmo comportamento e está caindo em ritmo mais lento, ampliando a distância entre os dois papéis para nível recorde. Na visão dos analistas, um dos fatores que explicam essa diferença é a preocupação com a trajetória fiscal do País, considerada insustentável no médio prazo. A diferença entre as taxas dos CDS de cinco e dez anos do Brasil que era de cerca de 30 pontos em 2013, subiu para 50 pontos em 2015, foi para 60 em 2016 e atualmente está em 100 pontos. Os estrategistas de renda fixa ressaltam que o papel mais longo tende sempre a ter uma taxa maior, por causa da menor liquidez e do cenário mais incerto no longo prazo. Mas, no caso brasileiro, eles observam que a discrepância é uma das mais altas na comparação com emergentes.

Comente agora

Brasileiros de todas as classes têm dificuldade para poupar, diz SPC

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 19/01 22:27h
Brasileiros de todas as classes têm dificuldade para poupar, diz SPC

Poupar dinheiro não é um hábito do consumidor brasileiro, mem mesmo entre aqueles que têm renda maior. É o que diz o Indicador Mensal de Reserva Financeira. Os dados mostram que, em cada 10 brasileiros com renda superior a cinco salários mínimos (R$ 4.690), apenas três (30%) conseguiram encerrar o último mês de novembro com sobras de dinheiro. No total, 66% das pessoas que fazem parte das classes A e B não foram capazes de guardar nenhuma parte dos rendimentos e 4% não sabem ou não responderam. Apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), os dados foram divulgado hoje (19) em São Paulo. Considerando a população de todas as classes sociais, a proporção dos que conseguem guardar dinheiro é ainda menor. Somente 20% conseguiram fechar novembro com sobras contra 70% de não poupadores. Entre aqueles que conseguiram guardar dinheiro em novembrom e que sabem o valor guardado, a média é de R$ 400,57.

Comente agora

Gasolina sobe pela 12ª semana seguida e preço médio na bomba é de R$ 4,20

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 19/01 21:31h
Gasolina sobe pela 12ª semana seguida e preço médio na bomba é de R$ 4,20

O preço médio da gasolina na bomba subiu pela 12ª semana seguida, chegando perto de R$ 4,20 (R$ 4,194), revela levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP), com base na coleta de preços em 5.747 postos pelo País entre os dias 14 e 20 de janeiro. No período, o maior preço para o combustível foi observado no Estado do Acre, na região Norte, onde o litro da gasolina alcançou R$ 5,15. Os Estados onde se verificou o menor preço foram Santa Catarina e Maranhão, a R$ 3,599. No Sudeste, os preços coletados foram de R$ 5, o máximo, no Rio de Janeiro, a R$ 3,549, o mínimo, em São Paulo. De uma forma geral, o valor médio da gasolina nos postos brasileiros subiu em 18 Estados nesta semana.

Comente agora

Confiança da indústria em janeiro é a maior desde abril de 2011

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 19/01 20:34h
Confiança da indústria em janeiro é a maior desde abril de 2011

Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) subiu 0,7 ponto na passagem de dezembro do ano passado para janeiro de 2018 e chegou a 59 pontos, divulgou nesta sexta-feira (19) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na pesquisa, resultados acima da linha divisória dos 50 pontos indicam otimismo. Com a alta, o Icei deste mês é 8,9 pontos maior do que o observado no início de 2017, já que naquele mês foi de 50,1 pontos. “A confiança do empresário é a maior desde abril de 2011, quando o índice registrou 59,5 pontos”, destacou a entidade patronal. Na separação por setor, a indústria extrativa é a mais otimista. O ramo tem um Icei de 60,5 pontos, seguidos pela indústria de transformação, com 59,3 pontos e a indústria de construção, com 57,2 pontos.

Comente agora

Caixa aprova novo estatuto que limita indicações políticas

Economia  Postado por Willyam Reis - 19/01 15:15h
Caixa aprova novo estatuto que limita indicações políticas

Baseado na Lei das Estatais, o novo estatuto da Caixa Econômica Federal foi aprovado nesta sexta-feira (19) em assembleia geral. De acordo com o G1, o texto limita as indicações políticas para os cargos de direção da instituição financeira. A mudança acontece na semana em que quatro dos 12 diretores da Caixa, indicados por partidos aliados do governo Temer, foram afastados de suas funções por suspeitas de irregularidades. Conforme o novo estatuto, o conselho de administração do banco terá a prerrogativa de alterar a direção da Caixa. O órgão poderá, por exemplo, modificar ou manter os atuais vice-presidentes e diretores, segundo os critérios estabelecidos na Lei das Estatais. A nomeação do presidente da instituição ficará a cargo do presidente da República. (Bahia.Ba)

Comente agora

Em assembleia, novo estatuto da Caixa Econômica Federal é aprovado

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 19/01 11:40h
Em assembleia, novo estatuto da Caixa Econômica Federal é aprovado

O novo estatuto da Caixa Econômica Federal foi aprovado nesta sexta-feira (19) em reunião extraordinária de assembleia geral, informação assessoria do banco público. Pelo novo estatuto, o conselho de administração da Caixa passará a ter a prerrogativa de mudar a direção do banco. Poderá, por exemplo, trocar ou manter os atuais vice-presidentes e diretores, de acordo com os critérios definidos na lei das estatais. A nomeação do presidente da Caixa ficará a cargo do presidente da República.

O que muda com o novo estatuto: 

A assembleia geral terá competência para eleger e destituir membro dos Conselho de Administração e Conselho fiscal;
A assembleia geral também poderá fixar remuneração dos administrados e decidir sobre fusões e aquisições;
A competência para eleger e destituir vice-presidentes passa a ser do Conselho de Administração
Dirigentes da Caixa terão que ser aprovados pelo Banco Central;
Serão instituídos critérios para seleção dos vices-presidentes, como o uso de consultoria especializada e recrutamento de executivos.



Comente agora

Conselho define procedimentos para saque de cotas do PIS/Pasep

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 19/01 11:04h
Conselho define procedimentos para saque de cotas do PIS/Pasep

Resolução do Conselho Diretor do Fundo PIS/Pasep publicada hoje (19) no Diário Oficial da União define procedimentos para saque de cotas dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). De acordo com o texto, a liberação das cotas de participantes que cumpram o requisito de idade e aposentadoria para o saque poderá ser realizada por processamento sistêmico, independentemente de solicitação por parte dos cotistas. “Fica dispensada a guarda da documentação dos cotistas que se enquadram na hipótese de saque por motivo de idade e aposentadoria”, define a resolução. Para tanto, a Caixa vai verificar os dados do participante no cadastro e fará a liberação automática das cotas, que ficarão disponíveis para saque nos canais de atendimento do banco. Já os participantes que cumprem o requisito de idade e aposentadoria para o saque das cotas do PIS e cujos dados cadastrais não possibilitem a liberação automática deverão fazer a solicitação do saque nas agências da Caixa, sendo que o pagamento poderá ocorrer em até cinco dias úteis.

Comente agora

Conheça as regras para trazer compras e bens do exterior

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 19/01 07:17h
Conheça as regras para trazer compras e bens do exterior

É preciso tomar alguns cuidados ao trazer bagagens e bens do exterior. A Receita Federal monitora a entrada desses itens e tem regras que precisam ser seguidas para não haver problemas. Bens que ultrapassem a cota de isenção; valores em espécie acima de R$ 10 mil; bens extraviados; itens que devem passar pelo controle da vigilância sanitária, agropecuária ou do Exército.

Compras, compras, compras

Bens que não se enquadrem como de uso pessoal estão isentos desde que todos juntos somem US$ 500. Esse valor só vale quando o viajante entrar no País por via aérea ou marítima. Quando a entrada for por via fluvial, terrestre ou por lago, o limite é de US$ 300.

Dá para entrar com bebidas alcoólicas? 

Comente agora

Força vai à Justiça contra reajuste do salário abaixo da inflação

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 18/01 17:06h
Força vai à Justiça contra reajuste do salário abaixo da inflação

A Força Sindical entra, nesta quinta-feira (18), com ação na Justiça contra a decisão do governo de reajustar o salário mínimo abaixo do índice de inflação. Em nota, a entidade afirma que a medida prejudica 22 milhões de aposentados. O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) é a referência utilizada para reajuste do salário mínimo. O indicador terminou o ano de 2017 acumulado em 2,07%, mas o reajuste concedido pelo governo no salário mínimo foi de 1,81%. "Com essa medida absurda e insensata, sob o contexto de elevação do custo de vida, o governo promoveu um achatamento ainda maior nos vencimentos dos cerca de 22 milhões de brasileiros aposentados, ou seja, 70% dos beneficiários do INSS, que terão de sobreviver com uma renda, insatisfatória, de R$ 954,00", diz a nota divulgada pela Força Sindical e pelo sindicato dos aposentados.

Comente agora

FIEB luta pelo Refis para micro e pequenas empresas

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 18/01 13:45h
FIEB luta pelo Refis para micro e pequenas empresas

Dos 188 mil estabelecimentos empresariais na Bahia, nos setores da indústria de transformação, serviços e agropecuária, a grande maioria está nas mãos das micro e pequenas empresas. Esse setor, contudo, enfrenta uma inadimplência de aproximadamente 65% junto à Receita Federal, cujas dívidas nos últimos anos, em todo o país, somam, segundo o órgão, mais de R$ 22 bilhões, e que vêm tentando ser renegociada com o Governo Federal. Aprovada na Câmara e no Senado no ano passado, o projeto que prevê a renegociação das dívidas das pequenas e micro empresas em todo do Brasil, contudo, está ameaçado com o veto do presidente Michel Temer , sob a alegação de risco de descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e da perda de mais de R$ 7 bilhões com a arrecadação de impostos. O veto, além de impedir a renegociação, estendendo os prazos de pagamento a juros subsidiados, pode inviabilizar a sobrevivência da maioria das empresas no país.

Comente agora

Petrobras: preço do gás de cozinha cai 5% nas refinarias a partir de sexta-feira

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 18/01 12:56h
Petrobras: preço do gás de cozinha cai 5% nas refinarias a partir de sexta-feira

O preço do botijão do gás de cozinha (GLP) cairá 5% a partir de amanhã (19) nas refinarias da Petrobras em todo o país e os reajustes do botijão de até 13 kg passarão a ser trimestrais e não mais mensais. A informação foi divulgada hoje (18) pela estatal. As revisões feitas pela Petrobras poderão ou não se refletir no preço final ao consumidor, uma vez que a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. O preço médio de GLP residencial sem tributos comercializado a partir de amanã nas refinarias da Petrobras será equivalente a R$ 23,16 por botijão de 13kg. No entanto, o preço final ao consumidor vai depender de repasses feitos por distribuidoras e revendedores. Segundo a estatal, a queda no preço é decorrência de uma revisão feita pela companhia em sua política de preços do GLP de uso residencial, comercializado em botijões de até 13 kg, e que “definiu novos critérios para aplicação dos reajustes, além de uma regra de transição para 2018”, que já implicará na queda de amanhã.

Comente agora

Tarifas de embarque nacionais e internacionais sofrem reajuste

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 17/01 13:12h
Tarifas de embarque nacionais e internacionais sofrem reajuste

As tarifas de embarque e de conexão de passageiros em aeroportos administrados pela Infraero serão reajustadas tanto para voos nacionais quanto para internacionais. O anúncio foi feito pelo Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) na terça-feira (16). Os valores subirão 4,58% e farão com que o teto para embarques domésticos passe de R$ 29,90 para R$ 31,27 - o de internacionais, de R$ 115,64 para R$ 118,06. A novidade entra em vigor em 30 dias e não vale para terminais administrados pela iniciativa privada, como os de Guarulhos, em São Paulo, e do Galeão, no Rio de Janeiro. (Notícias ao Minuto)

Comente agora

Para Aneel, geração de energia solar pode dobrar; hidrelétrica também crescerá

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 17/01 13:05h
 Para Aneel, geração de energia solar pode dobrar; hidrelétrica também crescerá

A produção de energia solar no Brasil pode dobrar em 2018, ano que concentra a maioria das entradas em operação das 67 usinas solares previstas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para iniciar geração até 2021, fruto de leilões realizados em 2014 e 2015.De acordo com relatório divulgado na terça-feira, 16, pela agência, em 2018 está prevista a entrada garantida (viabilidade alta) de 28 usinas, totalizando 781 megawatts, e mais 35 usinas com viabilidade média, somando 231 megawatts de capacidade instalada. No total, a energia solar deve acrescentar este ano ao sistema 1.012 MW, dobrando a capacidade de 1 mil MW atingida pelo Brasil no final de 2017.

Comente agora

Preço da gasolina cai 0,5%, anuncia Petrobras

Economia  Postado por Willyam Reis - 17/01 12:28h
Preço da gasolina cai 0,5%, anuncia Petrobras

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com queda de 0,5% no preço da gasolina nas refinarias e aumento de 0,2% no do diesel. Os novos valores valem a partir da quinta-feira (18). A nova política de revisão de preços foi divulgada pela companhia no dia 30 de junho de 2017. Com o novo modelo, a estatal espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. (Metro1)

Comente agora

Resultado de novembro indica PIB acima de 1% em 2017, estima FGV

Economia  Postado por Willyam Reis - 17/01 11:26h
Resultado de novembro indica PIB acima de 1% em 2017, estima FGV

A economia brasileira pode ter crescido mais de 1% em 2017, segundo estimativa da Fundação Getulio Vargas divulgada nesta quarta-feira (17) – a instituição atribui o feito ao resultado de 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) em novembro. A taxa de variação acumulada em 12 meses do PIB chegou a 0,8% em novembro do ano passado, de acordo com o monitor da instituição, que faz uma prévia anterior à divulgação de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa Focus do Banco Central divulgada no início do ano também estima crescimento de 1% na economia, uma alta ante a previsão de 0,98% no levantamento anterior. (Metro1)

Comente agora

Princípio de incêndio paralisa produção em plataforma do pré-sal

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 16/01 14:45h
Princípio de incêndio paralisa produção em plataforma do pré-sal

A produção de petróleo e gás natural no Navio-Plataforma FPSO Cidade de Maricá, na Bacia de Santos, foi paralisada hoje (16) após o registro de um princípio de incêndio na sala de transformadores da unidade. O incidente foi contido minutos depois. Conforme consta de comunicado publicado pela Petrobras, a emergência foi identificada às 4h38 e contida às 4h55, pelo próprio equipamento de combate a incêndio do local. O texto diz ainda que não houve danos às pessoas embarcadas, ou ao meio ambiente, e que a produção na plataforma será retomada assim que testes de segurança forem realizados. A estatal é a operadora do navio-plataforma e tem participação de 65% no consórcio, que reúne também a Shell (25%) e a Petrogal (10%). A unidade opera na área de Lula Alto, no Campo de Lula, o mais produtivo do país. Uma comissão foi formada para investigar as causas do acidente, e as autoridades competentes foram avisadas. (Agência Brasil)

Comente agora

Aumenta a oferta de emprego na indústria brasileira, diz CNI

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 16/01 12:56h
Aumenta a oferta de emprego na indústria brasileira, diz CNI

O emprego na indústria brasileira cresceu 0,3% em novembro na comparação com outubro do ano passado, na série livre de influências sazonais, no segundo mês consecutivo de melhora no emprego. A taxa é a maior registrada desde novembro de 2014, de acordo com a pesquisa Indicadores Industriais divulgada hoje (16) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).“É uma taxa de crescimento mensal que, embora ainda baixa, é a maior desde fevereiro de 2014, quando registrou 0,7%. Já a utilização da capacidade instalada subiu para 78,3%”, diz o documento.Segundo os indicadores, o crescimento de 0,6% no número de horas trabalhadas, também na série dessazonalizada, reverte a queda registrada no mês anterior, e o aumento de 78,3% da capacidade instalada representa o maior nível desde desde fevereiro de 2016.

Comente agora

Exportações: o Brasil mais vendeu nas primeiras semanas de janeiro

Economia  Postado por Willyam Reis - 16/01 07:24h
Exportações: o Brasil mais vendeu nas primeiras semanas de janeiro

Após recorde em 2017, o desempenho o saldo da balança comercial brasileira está em alta: nas duas primeiras semanas de janeiro, as vendas para fora superaram as importações em US$ 1,49 bilhão. Confira:

Comente agora

Parar de fumar pode render R$ 1 milhão em 30 anos

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 15/01 17:53h
Parar de fumar pode render R$ 1 milhão em 30 anos

O consumo de cigarro vem caindo gradativamente nos últimos anos, mas o número de pessoas que possui esse vício no Brasil ainda é grande. Além de gerar problemas para a saúde física, o fumante também é prejudicado em outra saúde, a financeira. Se parar de fumar um maço de cigarro por dia, economizar e investir o valor na poupança, a pessoa terá R$ 1.028.274,92 ao final de 30 anos. A conta é simples, se um maço custa em torno de R$ 8, um fumante que consome um maço de cigarro por dia gastará a mais, por mês, R$ 240. Esse aumento de custo no orçamento mensal das pessoas com certeza fará com que muitos repensem sobre a importância de acabar com esse vício. Infelizmente, com os preços atuais, poucas pessoas se dão conta do risco financeiro que isso proporciona. É lógico que esse risco é muito menor do que os físicos, entretanto não podemos negar que esse impacto reflita na economia diária do fumante, especialmente neste momento de crise econômica. 

Comente agora

Atividade econômica cresce 2,1% em novembro ante novembro de 2016, diz Serasa

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 15/01 17:28h
Atividade econômica cresce 2,1% em novembro ante novembro de 2016, diz Serasa

O indicador de atividade econômica da Serasa Experian, calculado mensalmente, registrou crescimento de 2,1% em novembro ante igual mês do ano anterior, mostra relatório divulgado nesta segunda-feira pela instituição. Em relação a outubro, a expansão foi mais tímida, de 0,2%. Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, que fizeram os cálculos retirando os efeitos sazonais, os resultados reforçam a percepção de recuperação gradual da economia brasileira. Segundo eles, os números sugerem que 2017 deve ter terminado com alta de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) em relação a 2016. De janeiro a novembro, a variação acumulada é de 0,9% em comparação com igual período do ano anterior. O desempenho do PIB em 2017 será divulgado em março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Comente agora

Receita Federal paga lote residual do Imposto de Renda nesta segunda-feira

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 15/01 17:10h
Receita Federal paga lote residual do Imposto de Renda nesta segunda-feira

A Receita Federal paga nesta segunda-feira (15) o lote residual de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física de janeiro. Ao todo, serão desembolsados R$ 310 milhões para declarações de 2008 a 2017, incluindo 165,9 mil contribuintes que estavam na malha fina, mas regularizaram as pendências com o Fisco. A lista com os nomes está disponível no site da Receita na internet. A consulta também pode ser feita pelo Receitafone, no número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones, que permite o acompanhamento das restituições. As restituições terão correção de 6,73%, para o lote de 2017, a 101,02% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração até este mês. O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento. 

Comente agora

Nascidos em janeiro e fevereiro podem sacar o PIS na próxima quinta

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 15/01 14:22h
Nascidos em janeiro e fevereiro podem sacar o PIS na próxima quinta

Trabalhadores nascidos nos meses de janeiro e fevereiro vão poder sacar o pagamento do Abono Salarial (PIS – Programa de Integração Social) calendário 2017/2018, ano-base 2016, a partir da próxima quinta-feira (18). Ao todo 3.494.140 pessoas têm direito a R$ 2.483.259.922,00. Os valores variam de R$ 80 a R$ 954, conforme o tempo de trabalho em 2016. Quem tem conta individual na Caixa com saldo acima de R$ 1,00 vai receber o crédito automático já a partir desta terça-feira (16). Para saber o valor e se tem direito ao benefício, o trabalhador pode fazer a consulta no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa (www.caixa.gov.br/PIS) ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800 726 0207. Os pagamentos começaram em julho de 2017. Quem tem direito aos recursos poderá retirá-los até 29 de junho deste ano. A Caixa disponibiliza R$ 15,7 bilhões para 22,1 milhões de beneficiários em todo o calendário. Com informações do Portal Brasil.

Comente agora

União cobra R$ 14,4 bi de igrejas, clubes e entidades assistenciais

Economia  Postado por Willyam Reis - 15/01 10:01h
União cobra R$ 14,4 bi de igrejas, clubes e entidades assistenciais

A Receita Federal apertou a fiscalização contra igrejas, clubes esportivos e organizações assistenciais, e hoje a União cobra R$ 14,4 bilhões em dívidas dessas entidades por terem burlado as regras que lhes garantem imunidade do pagamento de tributos. O fisco já pediu que órgãos competentes investiguem as irregularidades para avaliar quais entidades devem perder o direito à isenção por não terem atuado plenamente como empresas sem fins lucrativos. Via Lei de Acesso à Informação, o jornal Folha de S. Paulo obteve a lista das entidades que desfrutam de isenção ou imunidade tributária e estão sendo cobradas pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Essa dívida é de R$ 6 bilhões, e a maior parte, R$ 5 bilhões, abrange dois grupos: unidades beneficentes (hospitais e escolas) e clubes de futebol. As pendências de igrejas somam R$ 1 bilhão. (Bahia.Ba)

Comente agora

Projeção para a Selic no fim de 2018 segue em 6,75% ao ano

Economia  Postado por Willyam Reis - 15/01 09:39h
Projeção para a Selic no fim de 2018 segue em 6,75% ao ano

Em meio às indicações do Banco Central (BC) de que pode continuar o processo de corte de juros em fevereiro, os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic para o fim de 2018. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira, 15, que a mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 6,75% ao ano. Há um mês, estava em 7,00% - atual patamar da Selic. Em dezembro, o Banco Central reforçou, por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), a indicação de que pode reduzir a Selic em mais 0,25 ponto porcentual em fevereiro, de 7,00% para 6,75% ao ano. Ao mesmo tempo, a instituição afirmou que a decisão dependerá da evolução da atividade, dos riscos para o cenário - como o ligado ao andamento das reformas -, das avaliações sobre o estágio do ciclo monetário e das projeções para os índices de preços. Estas mensagens foram reafirmadas na semana passada pelo próprio presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, em entrevista. No caso de 2019, a projeção para a Selic passou de 8,13% ao ano (porcentual que indicava divisão entre 8,00% e 8,25%) para 8,00% ao ano.

Comente agora

Confira dicas para compra de material escolar

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 14/01 11:30h
Confira dicas para compra de material escolar

A temporada de compra de material escolar já chegou para muitas famílias e, com o período, começam também as dúvidas e preocupações com formas de pagamentos, marcas de produtos e opções de compra para adquirir os produtos escolares. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) alerta os pais a só adquirirem produtos com o selo de identificação da conformidade do órgão, vinculado ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O selo do Inmetro comprova que os artigos atendem aos requisitos de segurança previstos no regulamento. A pesquisadora do Inmetro, Millene Cleto da Fonseca, destacou, em entrevista à Agência Brasil, que a certificação compulsória dos artigos escolares tem por objetivo evitar acidentes que possam colocar em risco a segurança de crianças que utilizam esses produtos, como a presença de substâncias tóxicas em itens que possam ser levados à boca; além de pontas cortantes, ou de partes pequenas, que podem ser ingeridas ou inaladas.

Comente agora

Volume de chuva aumenta e pode aliviar conta de luz

Economia  Postado por Aline Souza - 14/01 09:08h
Volume de chuva aumenta e pode aliviar conta de luz

Os principais reservatórios do país iniciaram o ano com volume maior em decorrência das chuvas, o que pode reduzir a conta de luz para o consumidor. As informações são do 'Jornal Nacional'. Em Minas Gerais, por exemplo, o o volume de água do reservatório de Furnas passou de 9,67%, em novembro, para 11,38%, em dezembro, e 16,34%, em janeiro. Serra da Mesa, em Goiás, quase dobrou de volume no mesmo período. Sobradinho, o maior reservatório do Nordeste, na Bahia, quase secou em novembro e agora registra 11,44% da capacidade.

Comente agora

Com novas linhas de crédito, Banco do Nordeste quer atrair projetos de energia

Economia  Postado por Aline Souza - 13/01 16:11h
Com novas linhas de crédito, Banco do Nordeste quer atrair projetos de energia

Com as mudanças nas taxas do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), o Banco do Nordeste quer atrair a atenção de empresas de energia, sobretudo as que foram contempladas nos últimos leilões, realizados em dezembro e que contrataram empreendimentos para gerar energia em 4 anos (leilão A-4) e 6 anos (leilão A-6).Na última quinta-feira (11), o novo presidente do banco, Romildo Rolim, reuniu 120 empresários do ramo em São Paulo para apresentar os novos benefícios ao setor. A limitação para financiamento de empreendimentos do tipo passou de 60% para 80% do valor total do projeto.“Já existem no banco várias propostas de geração e transmissão de energia.

Comente agora

Saudável e barata: como economizar dinheiro com a alimentação

Economia  Postado por Aline Souza - 13/01 08:57h
Saudável e barata: como economizar dinheiro com a alimentação

A alimentação é um dos maiores pesos no orçamento de uma família. Com subidas de preço aqui e ali, a fatura mensal tende a ficar com cada vez mais números e, muitas vezes, quem sofre com isso é a saúde. E não falamos da saúde financeira. Os produtos processados e pré-confeccionados têm preços bastante apelativos e ganham ainda destaque nas escolhas diárias por já estarem quase prontos a consumir. Contudo, a inclusão diária deste tipo de alimentos trará consequências sérias e graves a curto, médio e longo prazo. Embora ainda sejam muitas as pessoas que acreditam na ideia de que comer de forma saudável emagrece mais a carteira do que o corpo, a verdade é que cozinhar as refeições em casa não só dá mais saúde como ajuda também a poupar dinheiro ao longo do mês. E se as refeições forem previamente preparadas – aos domingos, por exemplo -, poupa-se ainda tempo entre panelas ao longo da semana.

Comente agora

BNDES acerta devolução de R$ 130 bilhões

Economia  Postado por Aline Souza - 13/01 08:37h
BNDES acerta devolução de R$ 130 bilhões

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou ao governo uma proposta para devolver, ainda no primeiro semestre deste ano, R$ 30 bilhões em empréstimo feitos no passado pelo Tesouro Nacional ao banco. Os outros R$ 100 bilhões em negociação com o governo seriam repassados no segundo semestre. A proposta foi feita esta semana ao Ministério da Fazenda.Depois do “Fla-Flu” entre o banco e a equipe econômica em torno da devolução antecipada dos empréstimos, a relação começou a azeitar no final do ano passado, quando ficou em evidência a necessidade do dinheiro para que o governo cumpra a chamada regra de ouro do Orçamento.

Comente agora

IPVA 2018 pode ser pago com 10% de desconto até 7 de fevereiro

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 12/01 22:50h
IPVA 2018 pode ser pago com 10% de desconto até 7 de fevereiro

Os motoristas que ainda não pagaram o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) podem optar pela cota única e quitar a taxa com 10% de desconto até o dia 7 de fevereiro. Além disso, quem pagar o valor integral dentro do prazo terá o abatimento de 5%. Para isso, é preciso verificar as datas, que variam de acordo com o final de cada placa. Aqueles que não puderem pagar o imposto em cota única, ou dentro do prazo, podem parcelar o IPVA em três vezes. Nesse caso, é necessário observar os vencimentos das cotas na tabela, de acordo com o número final da placa do veículo. O  proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes. O pagamento pode ser feiro em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob.

Comente agora

Preços de produtos e serviços consumidos no verão caem 1,35%

Economia  Postado por Aline Souza - 12/01 20:16h
Preços de produtos e serviços consumidos no verão caem 1,35%

Os preços dos produtos e serviços mais consumidos no verão caíram 1,35% entre janeiro e dezembro de 2017. No mesmo período, o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Getulio Vargas (IPC-FGV) subiu 3,23%. O economista do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV e coordenador do IPC, André Braz, explicou que a queda nesses preços foi influenciada pelos alimentos in natura, que mostraram retração substantiva, em especial frutas (-15,59%). “Isso favoreceu muito essa inflação um pouco mais baixa”, comentou. Além disso, alguns serviços que são muito demandados nesta época não subiram tanto. “Até comer fora de casa está com uma inflação relativamente mais baixa do que se via no verão passado. Isso tem a ver um pouco com o comportamento dos alimentos e insumos para a preparação dos pratos e, também, com a recessão, o desemprego que ela trouxe e o impacto que causou no orçamento das famílias”.

Comente agora

Ministro diz que governo não cederá controle acionário da Embraer

Economia  Postado por Aline Souza - 12/01 18:05h
Ministro diz que governo não cederá controle acionário da Embraer

O ministro-chefe do gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Sergio Etchegoyen, disse no início da tarde de hoje (12) que o governo não cederá o controle acionário da Embraer. A empresa brasileira negocia uma parceria com a fabricante americana de aviões Boeing. Etchegoyen ponderou que é preciso manter o controle da empresa para garantir o interesse nacional, mas, a partir daí, "xenofobia não vale a pena". “Não sei que tipo de negócio a Embraer vai fazer com a Boeing. O que eu sei é que está garantido que o governo não cederá o controle acionário da Embraer.

Comente agora

CVM proíbe compra de criptomoedas por fundos de investimento

Economia  Postado por Willyam Reis - 12/01 15:38h
CVM proíbe compra de criptomoedas por fundos de investimento

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu nesta sexta-feira (12) que gestores e administradores de fundos façam aplicações em bitcoin ou qualquer outra criptomoeda. "No Brasil e em outras jurisdições tem se debatido a natureza jurídica e econômica dessas modalidades de investimento e não se chegou a nenhuma conclusão, em especial no mercado e regulação domésticos", afirmou o funcionário da CVM Daniel Maeda. No ofício em que comunica a decisão, a CVM alerta para os "muitos riscos" das criptomoedas como a segurança cibernética e possíveis complicações legais futuras. "Neste sentido, a área técnica da CVM informa aos administradores e gestores de fundos de investimento que as criptomoedas não podem ser qualificadas como ativos financeiros", determina a CVM. A discussão sobre moedas digitais causa polêmica e debates entre defensores e críticos. As criptomoedas não estão restritas ao mundo empresarial, contudo. Israel, Reino Unido e Venezuela já anunciaram estudos para a criação de suas próprias moedas digitais. Com informações do Sputnik Brasil.

Comente agora

Quase 20 mil empresas fecharam as portas na Bahia em 2017, mas número de novas supera

Economia  Postado por Willyam Reis - 12/01 15:07h
Quase 20 mil empresas fecharam as portas na Bahia em 2017, mas número de novas supera

Cerca de 20 mil empresas fecharam as portas no estado da Bahia em 2017. A constatação está em dados da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb). No período, 18.343 firmas de segmentos variados encerraram as atividades. O ranking é liderado pelo setor de comércio varejista (8.832). Em seguida, aparecem os setores de prestação de serviços (6.557), indústria de transformação (807), transportes (558), comércio atacadista (521), construção civil (458) e ensino (296). Os maiores índices foram registrados nos meses de agosto (1.831), dezembro (1.776), março (1.648), julho (1.593), e setembro (1.598). Em 2016, o número foi menor, 16.812 empresas fecharam. Os seguimentos mais afetados foram prestação de serviços (5.954), comércio varejista (8.083), indústria de transformação (721), transportes (532) e comércio atacadista (523). Números elevados foram registrados nos meses de março (1.650), agosto (1.432), setembro (1.436), novembro (1.446) e dezembro. Já nos anos de 2014 e 2015, foram encerradas 8.288 e 10.595 empresas, respectivamente. 

Comente agora

Preços do diesel e da gasolina sofrem redução de 0,7%; reajuste vale para sábado

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 12/01 11:36h
Preços do diesel e da gasolina sofrem redução de 0,7%; reajuste vale para sábado

O diesel e a gasolina serão comercializados com 0,7% de desconto nas refinarias, neste sábado (13). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (12) pela Petrobras. Na véspera, a estatal divulgou alta de0,7% no preço do diesel e de 1,4% no valor da gasolina comercializada nas refinarias, com validade a partir desta sexta. O reajuste frequente é reflexo de uma nova política de ajuste de preços, em vigor desde 3 de julho. Desde o início do modelo, a gasolina acumula alta de 28,93% e o diesel, 24,36%. (BN)

Comente agora

Volume de serviços no país cresce 1% de outubro para novembro de 2017

Economia  Postado por Willyam Reis - 12/01 08:52h
Volume de serviços no país cresce 1% de outubro para novembro de 2017

O volume do setor de serviços cresceu 1% no país de outubro para novembro de 2017, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada hoje (12), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta veio depois de duas quedas do setor: de 0,8% em outubro e de 0,1% em setembro. Nos outros tipos de comparação temporal, os serviços tiveram quedas de 0,7% na comparação com novembro de 2016, de 3,2% no acumulado do ano e de 3,4% no acumulado de 12 meses. Cinco dos seis segmentos de serviços pesquisados pelo IBGE tiveram aumento de outubro para novembro. Três deles acusaram alta de 0,9%: serviços prestados às famílias, serviços de informação/comunicação e as atividades turísticas. Transportes e correios têm alta de 0,6%: Os serviços de transportes e correios tiveram alta de 0,6% e os serviços profissionais, administrativos e complementares, de 0,2%. Já os outros serviços mantiveram, em novembro, o mesmo volume de outubro. A receita nominal do setor de serviços teve alta nos quatro tipos de comparação temporal: 1,2% de outubro para novembro, 4,3% na comparação com novembro de 2016, 2,3% no acumulado do ano e 1,9% no acumulado de 12 meses. (Agencia Brasil)

Comente agora

BNDES reduz restrições de crédito para empresas

Economia  Postado por Aline Souza - 11/01 21:55h
BNDES reduz restrições de crédito para empresas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira, 11, a retirada de parte das restrições de crédito impostas no início de 2017, ainda na gestão de Maria Silvia Bastos Marques. O alívio beneficiará, especialmente, médias, pequenas e microempresas, com destaque para a aquisição de máquinas e equipamentos, e os projetos de infraestrutura. Maria Silvia chegou ao BNDES, em junho de 2016, já com a política econômica sob o comando do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, com a missão de frear o banco de fomento, para reduzir subsídios e custos fiscais associados ao crescimento bilionário nos governos do PT. Sete meses depois, em janeiro de 2017, o BNDES anunciava mudanças na política operacional, para tornar o crédito subsidiado mais escasso e priorizar empréstimos a projetos e empresas com caráter inovador e sustentável.

Comente agora

Seguro-desemprego tem reajuste de 2,07%; parcela passa a R$ 1.677

Economia  Postado por Willyam Reis - 11/01 14:34h
Seguro-desemprego tem reajuste de 2,07%; parcela passa a R$ 1.677

Foto: Marcello Casal Jr.

O valor da maior parcela do seguro-desemprego passa a ser de R$ 1.677,74 a partir desta quinta-feira (11). Segundo o Ministério do Trabalho, o benefício aumentou em R$ 34,02 em relação ao valor antigo (1.643,72) e é pago aos trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.467,33. O reajuste das parcelas do seguro-desemprego é feito todos os anos pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior. Em 2017, o INPC acumulou alta de 2,07%. O valor do seguro-desemprego é definido com base em uma tabela com três faixas salariais. O piso do benefício é equivalente ao salário mínimo, que foi reajustado para R$ 954,00. (Bahia.Ba)

Comente agora

Produção industrial baiana cresceu 3,5% em novembro

Economia  Postado por Willyam Reis - 11/01 13:24h
Produção industrial baiana cresceu 3,5% em novembro

Foto: Manu Dias/ Gov BA

A produção industrial (de transformação e extrativa) da Bahia em novembro de 2017, ajustada sazonalmente, aumentou 3,5% frente ao mês imediatamente anterior, após recuar 6,4% em outubro último. Os dados foram analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). Na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria baiana assinalou acréscimo de 0,8%. A variação acumulada no período de janeiro a novembro de 2017 registrou taxa de -2,7% em relação ao mesmo período de 2016. O indicador, no acumulado dos últimos 12 meses, declinou 3,2% frente ao mesmo período anterior, queda menos intensa do que a observada em outubro último (-3,8%).

Comente agora

Chuvas elevam em 2,2% previsão da safra para este ano

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 11/01 10:59h
Chuvas elevam em 2,2% previsão da safra para este ano

A intensidade das chuvas de dezembro determinou uma projeção de aumento de 2,2% na safra agrícola deste ano. Os últimos prognósticos apontam para uma produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas de 224,3 milhões de toneladas, ainda assim resultado 6,8% menor do que a safra recorde de 2017. As informações constam do terceiro prognóstico para a safra 2018, referentes ao Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPD) divulgado hoje (11), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados confirmam as expectativas de que a safra de 2018 será bem inferior à safra recorde do ano passado. Pelos números divulgados pelo IBGE, o prognóstico da safra de grãos para 2018 aumentou de 219,5 milhões de toneladas para 224,3 milhões. O aumento, embora não reverta a expectativa de safra menor em 2018, ocorreu em razão da abundância de chuvas no ultimo mês do ano passado.

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com