Voz


PodCast



Enquete





Blog

Economia

Quase 40% dos consumidores devem comprar na Black Friday, diz pesquisa

Economia  Postado por Willyam Reis - 19/11 16:42h
Quase 40% dos consumidores devem comprar na Black Friday, diz pesquisa

A oitava edição da Black Friday, que ocorrerá na próxima sexta-feira (24), deve consolidar o evento como uma das principais datas de vendas do comércio brasileiro. As estimativas apontam um volume de negócios próximo de R$ 2,2 bilhões, 20% a mais que em 2016. No entanto, o consumidor brasileiro ainda demonstra desconfiança com a Black Friday, como revela pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo o levantamento, que ouviu 1.616 pessoas nas 27 capitais brasileiras, 39% dos consultados planejam fazer compras durante a promoção, enquanto 43% também querem comprar, mas vão analisar os preços antes. O índice reflete a dúvida surgida nas edições anteriores de que parte das lojas simulava descontos e, na verdade, cobrava os mesmos preços de antes, ou oferecia reduções muito pequenas.

Comente agora

Preço do diesel e da gasolina tem nova redução neste sábado

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 18/11 16:20h
Preço do diesel e da gasolina tem nova redução neste sábado

Um dia depois de o preço da gasolina ter sido reduzido em 3,8% e o do diesel em 1,3% nas refinarias, nova diminuição no preço dos dois combustíveis entrou em vigor hoje (18). De acordo com a Petrobras, o diesel caiu 0,3% e a gasolina 1,4%, neste sábado. A redução de 3,8% da gasolina na sexta-feira (17) nas refinarias foi a maior para um único dia desde que a Petrobras passou a adotar, este ano, a metodologia de ajustes quase diários dos valores do diesel e da gasolina.

Confira abaixo os últimos reajustes:

Comente agora

Bolsa sobe 1,3% e volta a fechar semana no azul; dólar tem queda

Economia  Postado por Willyam Reis - 17/11 20:01h
Bolsa sobe 1,3% e volta a fechar semana no azul; dólar tem queda

A Bolsa brasileira voltou a fechar no azul nesta semana, após encerrar as quatro últimas em terreno negativo, com os investidores confiando nos esforços do governo para aprovar a reforma da Previdência e em meio a um cenário externo ruim para o mercado acionário. O dólar recuou nesta sexta (17) e terminou cotado a R$ 3,26.O Ibovespa, que reúne as ações mais negociadas, fechou em alta de 1,28%, para 73.437 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 7,77 bilhões, abaixo da média diária do mês, que é de R$ 10,13 bilhões. Na semana, o índice subiu 1,76%.O dólar comercial fechou em queda de 0,48%, para R$ 3,264.

Comente agora

Governo federal vai descontingenciar R$ 7,5 bilhões do Orçamento

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 17/11 17:09h
Governo federal vai descontingenciar R$ 7,5 bilhões do Orçamento

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciou o descontingenciamento de R$ 7,5 bilhões para os ministérios e órgãos públicos. A liberação dos recursos foi possível porque houve um aumento das receitas e queda das despesas no 5º bimestre deste ano. De acordo com o governo federal, a arrecadação foi incrementada, por exemplo, com R$ 2,7 bilhões com precatórios e R$ 2,6 bilhões com concessões de hidrelétricas, petróleo e gás.  No entanto, a projeção de receitas com o Pert, o novo Refis, caiu R$ 1,27 bilhão. Em relação às despesas, algumas estimativas também apresentaram redução, como os pagamentos de seguro-desemprego e abono salarial que passaram de R$ 63 bilhões para R$ 57, 8 bilhões. (Agência Brasil)

Comente agora

Cresce a confiança do consumidor, indica pesquisa do SPC e CDNL

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 17/11 13:08h
Cresce a confiança do consumidor, indica pesquisa do SPC e CDNL

Os brasileiros estão mais confiantes na economia do país e com a possibilidade de uma melhoria em sua situação financeira. É o que mostra a pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O índice de confiança do consumidor brasileiro aumentou 2,4% entre setembro e outubro, elevando a medição de 41,3 pontos para 42,1 pontos. Pela metodologia, em uma escala de 0 a 100 pontos, quanto mais próximo da pontuação máxima, maior é a percepção de otimismo. O Indicador de Confiança é composto pelo Subindicador de Expectativas, que subiu de 52,7 para 54 pontos, e pelo Subindicador de Condições Atuais (de 29,8 pontos para 30,3 pontos). Na avaliação do presidente da CNDL, Honório Pinheiro, o país está retomando o crescimento, embora ainda de forma lenta. Ele acredita que a percepção virá nos próximos meses e com isso haverá um resgate maior da confiança. “A mais aguardada mudança é a redução do desemprego, que já registrou queda nos últimos meses, mas ainda permanece elevado e foi fortemente influenciado pelo aumento da informalidade”, disse o executivo.

Comente agora

Começa a segunda etapa de pagamento do PIS-Pasep a idosos

Economia  Postado por Willyam Reis - 17/11 07:16h
Começa a segunda etapa de pagamento do PIS-Pasep a idosos

Os aposentados com valores nas contas do PIS-Pasep na Caixa e no Banco do Brasil (BB) podem sacar a partir de hoje (17). É a segunda etapa do calendário de pagamento, divulgado em setembro por esses bancos. Na última terça-feira (14),  417 mil aposentados, correntistas do BB e da Caixa, foram beneficiados com o crédito em conta, representando pagamentos no valor de R$ 446 milhões. Os pagamentos começaram em outubro. Na primeira fase, homens e mulheres com mais de 70 anos foram beneficiados. Para aqueles que ainda não sacaram, não há data limite para retirar o dinheiro, os recursos continuarão no fundo à disposição dos correntistas. Até quarta-feira (15), R$ 764 milhões já haviam sido pagos, beneficiando 693 mil pessoas. Mais de R$ 9 bilhões, pertencentes a cotistas com mais de 70 anos – ou seus herdeiros, em caso de falecimento – continuam à disposição. Os bancos lembram que se a pessoa não puder comparecer à agência, por motivo de saúde por exemplo, o saque poderá ser feito por procuração.

Comente agora

Economia deve continuar crescendo, ainda que devagar, indica pesquisa da FGV

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 16/11 16:54h
Economia deve continuar crescendo, ainda que devagar, indica pesquisa da FGV

O estudo que mede o comportamento dos principais movimentos econômicos registrou nova alta em outubro, confirmando a tendência de crescimento da economia brasileira. O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil subiu 0,6%, em outubro sobre setembro, chegando aos 110,9 pontos. Dos oito componentes do Iace, seis ajudaram a elevar a taxa. A maior participação partiu do Índice de Expectativas do Setor de Serviços, que teve alta de 2,3%. A medição, feita pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), em parceria com o instituto de consultoria norte-americano The Conference Board (TCB), avalia as mais importantes ações do mercado de capitais, títulos públicos e pesquisas de sondagem da confiança de empresários e consumidores.

Comente agora

PIB da Bahia cai 3,4% puxado pela indústria e serviços, diz IBGE

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 16/11 15:41h
PIB da Bahia cai 3,4% puxado pela indústria e serviços, diz IBGE

Retração só não foi pior porque o setor da agropecuária cresceu 9,9% de um ano para o outro O Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia para o ano de 2015 foi de R$ 245,02 bilhões, dos quais R$ 215,97 bilhões equivalem a valor adicionado bruto (renda líquida gerada pelas atividades econômicas) e R$ 29,05 bilhões são referentes aos impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com esse resultado, a economia baiana mostrou recuo de 3,4% entre 2014 e 2015, a 11ª queda mais intensa entre os 27 estados e a maior retração da série histórica disponível, desde 2002. Antes disso, o PIB da Bahia só havia caído 0,3% em 2009. Na Bahia, em 2015, dentre os grandes setores produtivos, os desempenhos foram negativos tanto na indústria (-7,9%) quanto nos serviços (-3%). A queda só não foi pior porque a agropecuária cresceu 9,9% de um ano para o outro. Em 2015, o PIB per capita baiano ficou em R$ 16.115,89, o 7º mais baixo dentre os 27 estados com aumento nominal de 3,7% em relação a 2014.

Comente agora

Banco Central alerta sobre riscos do uso das moedas virtuais

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 16/11 14:05h
Banco Central alerta sobre riscos do uso das moedas virtuais

O interesse crescente dos agentes econômicos pelo uso das chamadas moedas virtuais levou hoje (16) o Banco Central (BC) a divulgar comunicado  em que alerta para o risco desse tipo de moeda, que, além de não ser emitida, não tem a garantia de qualquer autoridade monetária. De acordo com o BC, as moedas virtuais podem também não ter a garantia de conversão para moedas soberanas, como, por exemplo, a libra esterlina, e “tampouco são lastreadas em ativo real de qualquer espécie, ficando todo o risco com os detentores”. “Seu valor decorre exclusivamente da confiança conferida pelos indivíduos ao seu emissor”, diz ainda o comunicado. O BC ressalta que empresas que negociam ou guardam moedas virtuais em nome de outras pessoas, sejam físicas ou jurídicas, “não são reguladas, autorizadas ou supervisionadas pelo Banco Central do Brasil”.

Comente agora

Petrobras anuncia quedas de 3,80% no preço da gasolina e de 1,30% no diesel

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 16/11 13:17h
Petrobras anuncia quedas de 3,80% no preço da gasolina e de 1,30% no diesel

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com queda de 3,80% no preço da gasolina nas refinarias e recuo de 1,30% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir da sexta-feira, dia 17. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. (Estadão)

Comente agora

Receita paga hoje o sexto lote de restituição do IR 2017

Economia  Postado por Willyam Reis - 16/11 09:08h
Receita paga hoje o sexto lote de restituição do IR 2017

Foto: Divulgação

A Receita Federal paga hoje (16) o sexto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2017. O lote contempla 2.358.433 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,8 bilhões. O lote multiexercício inclui restituições residuais do período de 2008 a 2016. O crédito bancário chega a R$ 3 bilhões. Desse total, R$ 107,844 milhões referem-se aos contribuintes com prioridade: 26.209 idosos e 3.354 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante a entrega de declaração retificadora. A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, que facilita a consulta às declarações do IR e à situação cadastral no CPF.

Comente agora

Inflação pelo Índice Geral de Preços cai de 0,49% para 0,24%

Economia  Postado por Willyam Reis - 16/11 08:07h
Inflação pelo Índice Geral de Preços cai de 0,49% para 0,24%

Rovena Rosa/Agência Brasil

O Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) teve uma inflação de 0,24% em novembro em todo o país. A taxa é inferior ao percentual de outubro (0,49%), mas superior ao de novembro do ano passado (0,06%). Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-10 acumula deflações (quedas de preços) de 1,31% no ano e de 1,11% no período de 12 meses. Os preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, tiveram inflação de 0,21% em novembro, enquanto os preços no varejo, apurados pelo Índice de Preços ao Consumidor, acusaram taxa de 0,32% no mês. O terceiro subíndice que compõe o IGP-10, o Índice Nacional de Custo da Construção, registrou inflação de 0,30%. O IGP-10 é calculado com base em preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência. (Agencia Brasil)

Comente agora

Produção de petróleo e gás atinge 2,77 milhões de barris por dia

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 15/11 16:29h
Produção de petróleo e gás atinge 2,77 milhões de barris por dia

A Petrobras produziu 2,77 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) de petróleo e gás natural em outubro. Segundo informações divulgadas pela empresa, 2,67 milhões foram produzidos no Brasil e 104 mil no exterior.No Brasil, a produção média de petróleo foi de 2,16 milhões de barris por dia (bpd). A de gás natural, por sua vez, foi de 80,3 milhões de metros cúbicos por dia, o que representa uma diminuição de 1,5% em relação a setembro. A Petrobras explicou que essa redução ocorreu devido às paradas para manutenção das plataformas Cidade de Anchieta e Cidade de Caraguatatuba.

Comente agora

73% dos brasileiros devem ir às compras no Natal, diz pesquisa

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 15/11 12:02h
73% dos brasileiros devem ir às compras no Natal, diz pesquisa

Os sinais mais recentes de uma lenta e gradual recuperação econômica já se refletem nas perspectivas para a data mais importante em faturamento e volume de vendas no varejo: o Natal. Uma pesquisa realizada em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que 110,8 milhões de consumidores brasileiros devem presentear alguém no Natal de 2017. Se as expectativas forem confirmadas, o Natal deste ano será um pouco melhor que o do ano passado, quando a projeção havia sido de 107,6 milhões de consumidores nas lojas.

Comente agora

Eletrobras tem queda no lucro líquido, com R$ 550 milhões no terceiro trimestre

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 14/11 17:30h
Eletrobras tem queda no lucro líquido, com R$ 550 milhões no terceiro trimestre

A Eletrobras apresentou lucro líquido de R$ 550 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 37% em relação ao lucro registrado no mesmo período do ano passado. De acordo com a empresa, o resultado sofreu influência de receitas financeiras com indenizações pela renovação antecipada de linhas de transmissão de energia elétrica.Já o lucro gerencial, que exclui os chamados fatores extraordinários, alcançou R$ 449 milhões, aumento de 267% em comparação a igual período do ano passado. No ano, o lucro é de R$ 2,272 bilhões. O presidente da estatal, Wilson Ferreira Júnior, classificou o resultado como “muito bom”. A receita, segundo Ferreira Júnior, cresceu 16%, atingindo R$ 7,574 bilhões.A receita líquida de geração subiu 9% na comparação com o ano passado, e a de transmissão cresceu 19%. Entrada de obras, reajuste indexado à inflação e melhora de resultados no mercado livre explicam os aumentos, disse o presidente.

Comente agora

Número de milionários no Brasil deve crescer 81% em 5 anos

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 14/11 15:38h
Número de milionários no Brasil deve crescer 81% em 5 anos

A despeito dos últimos anos de recessão, o número de milionários no Brasil deverá saltar 81% em cinco anos e alcançar 296 mil pessoas em 2022. Estudo do Credit Suisse mostra que na América Latina o País que registrará um maior crescimento do número de milionários será a Argentina, que chegará em 68 mil daqui a cinco anos, ante 30 mil em 2017. Os Estados Unidos lideram a lista, com 15,356 milhões de milionários, volume que deve crescer 16% no mesmo intervalo. Considerando o mesmo período, a oitava edição do Global Wealth Report produzido pelo banco suíço mostra que em cinco anos o mundo terá 719 bilionários a mais, indo para próximo de três mil. Desse total, 130 serão da América do Norte e 205 da China. Outros 235 bilionários terão origem a Europa e 33 serão russos.

Comente agora

Agência de energia reduz previsões sobre demanda de petróleo em 2017 e 2018

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 14/11 13:07h
Agência de energia reduz previsões sobre demanda de petróleo em 2017 e 2018

A Agência Internacional da Energia (AIE) revisou para baixo suas previsões sobre a demanda global de petróleo em 2017 e em 2018 pelo aumento nos preços do barril e devido às temperaturas mais suaves que o habitual no começo do inverno no hemisfério norte. A correção tem impacto de 311 mil barris diários a menos no quarto trimestre de 2017. Para a média do ano, a redução é de 50 mil barris diários, explicou a AIE em seu relatório mensal sobre o mercado de hidrocarbonetos publicado hoje (14). Os autores do estudo indicaram que também levaram em consideração o encarecimento do preço do barril, que é de cerca de 20% desde o início de setembro. Isso significa que o consumo médio de petróleo em 2017 será de 97,7 milhões de barris diários, 1,5 milhão de barris a mais que em 2016.

Comente agora

Caixa paga na sexta-feira abono do PIS para trabalhador nascido em novembro

Economia  Postado por Willyam Reis - 14/11 07:26h
Caixa paga na sexta-feira abono do PIS para trabalhador nascido em novembro

A Caixa Econômica Federal começa a pagar - a partir da próxima sexta-feira (17) - o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) calendário 2017/2018, ano-base 2016, para os trabalhadores nascidos em novembro. Os valores variam de R$ 79 a R$ 937. O abono estará disponível para os inscritos há pelo menos cinco anos no PIS e que tenham trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. No total, os recursos liberados chegam a mais de R$ 1,2 bilhão para 1.778.726 pessoas. Para obter informações sobre o valor a receber, o trabalhador pode acessar o sitewww.caixa.gov.br/PIS ou ligar para o telefone: 0800 726 0207. Quem tem conta na Caixa receberá o benefício automaticamente a partir de hoje (14). O trabalhador com o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento do banco. Quem não tem o cartão e não tenha recebido automaticamente em conta, o abono pode ser retirado em qualquer agência da Caixa, basta apresentar o documento de identificação. (Noticias ao Minuto)

Comente agora

Presidente da Caixa Econômica diz que banco quer ser operador dos jogos de azar

Economia  Postado por Willyam Reis - 13/11 18:18h
Presidente da Caixa Econômica diz que banco quer ser operador dos jogos de azar

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
 

O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, disse nesta segunda-feira (13) que o banco deseja ser o operador dos jogos de azar no Brasil com o objetivo de fiscalizar a atividade e ser responsável pelo pagamento aos ganhadores. De acordo com o presidente, os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Fernando Bezerra (PMDB-PE), respectivos autor e relator do projeto que propõe a legalização dos jogos de azar no Brasil e que tramita no Senado, já conversaram sobre o assunto com ele. Na última semana, governadores de 15 estados pediram aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), celeridade na tramitação do projeto. A justificativa apontada pelos governadores é de que os tributos cobrados seriam utilizados como receita para um fundo de segurança pública. Atualmente, a caixa opera as loterias do país e também é responsável pela Mega-Sena e pelo Timemania. A previsão é de que a legalização dos jogos de azar possa gerar uma arrecadação de R$ 20 bilhões por ano. (Metro1)

Comente agora

Gerente que trabalhava em casa não tem direito a hora extra, diz TST

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 13/11 17:47h
Gerente que trabalhava em casa não tem direito a hora extra, diz TST

Os ministros da Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) acolheram recurso da Blackberry Serviços de Suporte de Vendas do Brasil Ltda. e julgaram improcedente o pedido de horas extras de um gerente de qualidade que executava suas tarefas no sistema de home office. Para a Turma, presume-se que "não há controle de horário no trabalho em casa, e caberia ao empregado apresentar prova em sentido contrário". O acórdão, do dia 6 de outubro, foi divulgado agora no site do TST. As informações foram divulgadas no site do TST. O ex-gerente da Blackberry, multinacional de componentes eletrônicos e equipamentos de telefonia e comunicação, alegou que respondia a e-mails e atendia ligações fora do horário de trabalho, e ainda era obrigado a transmitir respostas, pareceres e solicitações aos superiores, sob pena de severas repreensões. Ele afirmou que "fazia viagens frequentes à Argentina, nas quais trabalhava além das oito horas". Por isso, pediu o pagamento de horas extras na média aproximada de cinco horas diárias.

Comente agora

Projeto de lei propõe que dinheiro tenha prazo de validade

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 13/11 17:22h
Projeto de lei propõe que dinheiro tenha prazo de validade

Começou a tramitar no Senado um projeto que pode colocar fim ao dinheiro guardado no colchão. O Projeto de Lei 435/2017 propõe que as cédulas passem a ter prazo de validade no país. De autoria do senador Sérgio Petecão (PSD-AC), o projeto será votado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Segundo o autor, o objetivo do projeto é evitar o “entesouramento” de dinheiro, desestimulando a corrupção e a lavagem de dinheiro, e também estimular a circulação das cédulas, como forma de tornar a economia mais dinâmica. O prazo de validade, segundo o senador, seria determinado pelo Conselho Monetário Nacional (CNM). Uma pesquisa feita em 2014 pela Fecomércio RJ/Ipsos apontava que 10,4% dos entrevistados guardavam dinheiro em casa. A prática foi classificada como a segunda maneira mais popular de se poupar no país, atrás apenas da caderneta, opção, na época, de 85,8% dos entrevistados. O projeto está aberto para votação pública no site do Senado. (Exame)

Comente agora

Bolsa Família terá aumento real até março ou abril, diz ministro

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 13/11 14:11h
Bolsa Família terá aumento real até março ou abril, diz ministro

Ogoverno federal pretende dar aumento real para o benefício do Bolsa Família, afirmou nesta segunda-feira, 13, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. A ideia é reajustar o valor pela inflação e mais um pouco. O aumento será dado em março ou abril, segundo Terra, o que não seria um problema por questões eleitorais. "Este ano próximo deve ter um reajuste do Bolsa Família, de inflação e mais um pouco. A redução da inflação também ajuda. O Bolsa Família ficou dois anos sem reajuste antes de entramos no governo, com inflação de 10% ao ano, o que praticamente comeu 25% do valor", afirmou Terra, após a cerimônia de lançamento do Programa Emergencial de Ações Sociais para o Estado do Rio de Janeiro e Municípios, numa unidade da Marinha do Brasil na Avenida Brasil, zona norte do Rio.

Comente agora

Petrobras anuncia alta de 1,20% no preço da gasolina

Economia  Postado por Willyam Reis - 13/11 09:23h
Petrobras anuncia alta de 1,20% no preço da gasolina

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,20% no preço da gasolina nas refinarias e queda de 0,20% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir desta terça-feira, dia 14. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. Com informações do Estadão Conteúdo.

Comente agora

Dinheiro do penúltimo lote da restituição do IR será pago na quinta

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 12/11 20:44h
Dinheiro do penúltimo lote da restituição do IR será pago na quinta

A Receita Federal pagará na quinta-feira (16) o dinheiro da restituição do Imposto de Renda para os contribuintes que entraram no sexto e penúltimo lote de pagamentos deste ano. Além de quem declarou o IR em 2017, também estão no lote as restituições de 2008 a 2016 que haviam caído na malha fina e, agora, foram liberadas. Ao todo, a Receita pagará R$ 2,8 bilhões em restituições para 2.358.433 contribuintes. Para saber se irá receber, o contribuinte deve fazer a consulta no site idg.receita. fazenda.gov.br

Comente agora

Classe média brasileira voltará ao patamar de 2014 só em seis anos

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 12/11 13:21h
Classe média brasileira voltará ao patamar de 2014 só em seis anos

Quando morava com os pais, até meados de 2015, Jennifer de Souza, de 22 anos, trabalhava porque queria ajudar a complementar a renda da família, de classe média, que fechava todo mês em torno de R$ 3 mil. De Mauá, região metropolitana de São Paulo, a jovem aproveitou as vagas que surgiram com o boom do setor de serviços e comércio. Até que veio a crise. De dois anos para cá, foram alguns bicos, nada formal. Hoje, Jennifer vive das contribuições que consegue nas ruas paulistanas, onde, junto do marido, também pede dinheiro para ajudar famílias carentes de sua comunidade.

Comente agora

Sem caixa, Estados tentam vender ações de estatais

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 12/11 10:46h
Sem caixa, Estados tentam vender ações de estatais

Sem dinheiro em caixa e uma estrutura inchada para bancar, os Estados têm lançado mão de uma série de iniciativas para aumentar as receitas. Uma delas é a venda de parte das ações das estatais na Bolsa de Valores, sem perder o controle acionário da empresa. Pelo menos, três Estados já demonstram interesse em seguir esse caminho e contrataram bancos para fazer a oferta: o Rio Grande do Sul quer vender ações do Banrisul; o Paraná, da empresa de saneamento Sanepar; e Goiás, da companhia de água e esgoto Saneago. A medida é uma alternativa à privatização, cujo processo é mais longo, burocrático e polêmico. Com o dinheiro arrecadado, os governo estaduais vão reforçar o caixa, melhorar o perfil da dívida e fazer investimentos em infraestrutura. Na avaliação de economistas, a iniciativa é um paliativo para tentar estancar a grave crise fiscal que boa parte dos Estados enfrenta.

Comente agora

Previdência: 'Governo precisa saber o que traz votos', diz relator

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 12/11 09:12h
Previdência: 'Governo precisa saber o que traz votos', diz relator

Sem reforma ministerial imediata, a reforma da Previdência não será aprovada no Congresso Nacional, avisou o relator da proposta na Câmara, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), em entrevista ao jornal 'O Estado de S. Paulo'. Segundo ele, as mudanças de mérito no novo texto só poderão ser negociadas depois que o presidente Michel Temer resolver o descontentamento da base aliada, que cobra a substituição, principalmente, dos quatro ministros do PSDB, partido que ameaça desembarcar do governo. "De todas as questões que forem colocadas teremos que destacar e trazer para o texto aquilo que traga de fato voto", diz Oliveira Maia, defendendo que, para conseguir os 308 votos necessários para aprovar a reforma na Câmara, o governo deve fazer uma contabilidade "pragmática". A seguir, os principais trechos da entrevista.

Comente agora

Governo prepara mudanças sobre trabalho insalubre de gestantes e contratos intermitentes

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 11/11 17:06h
Governo prepara mudanças sobre trabalho insalubre de gestantes e contratos intermitentes

Aos 74 anos, a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) ganha uma nova roupagem a partir de hoje. Com a entrada em vigor da reforma trabalhista, a relação entre patrões e empregados mudará profundamente em meio às promessas de criação de vagas e o temor de piora das condições de trabalho. As regras começam a valer sem que o governo tenha decidido como será o processo de ajuste de alguns temas prometidos ao Congresso: se por Medida Provisória ou projeto de lei. A minuta do texto, que está na Casa Civil, não prevê, como foi cogitado, um novo instrumento para financiamento dos sindicatos. O projeto que entra em vigor hoje foi amplamente apoiado pelas entidades empresariais. O texto prevê, por exemplo, que os acordos coletivos tenham força de lei. Também acaba com a obrigatoriedade da contribuição sindical e permite a flexibilização de contratos de trabalho. Direitos constitucionais, como o 13º salário, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e salário mínimo, estão preservados. Diante de alguns pontos sem acordo entre governo e Congresso e com uma relação cada vez mais complicada com os parlamentares, o Palácio do Planalto não conseguiu entregar a proposta de ajuste da reforma trabalhista antes da estreia das novas regras hoje.

Comente agora

Vai casar em 2018? Veja como juntar dinheiro

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 11/11 14:49h
Vai casar em 2018? Veja como juntar dinheiro

Casar é bom, mas custa caro. Segundo Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista, é importante que o casal faça um bom orçamento, converse sobre as finanças e poupe para dar início a vida a dois sem dívidas. “Diálogo e planejamento são as palavras-chave. Não há uma ‘fórmula perfeita’ para casar sem dívidas, pois cada casal tem seu tempo, desejos e deve agir conforme sua situação financeira atual. Ter uma boa programação é imprescindível para evitar brigas por conta de gastos excessivos”, orienta Domingos. Além das despesas da celebração, o casal assume a responsabilidade de gerir as finanças de um lar. Portanto, é preciso ter um bom planejamento, que garanta tranquilidade e segurança financeira para que possam seguir realizando sonhos ao longo da vida.

Comente agora

Shoppings preveem aumento de 7% nas vendas de Natal, diz Abrasce

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 11/11 14:17h
Shoppings preveem aumento de 7% nas vendas de Natal, diz Abrasce

A Associação Brasileira dos Shopping Centers (Abrasce) prevê alta de 7% nas vendas deste final de ano em comparação com o ano passado. O índice é resultado de pesquisa feita entre os associados em todo o país. O setor comemora a expectativa, já quem em 2016 a ampliação das vendas no período natalino foi de apenas 0,3% sobre 2015, ou seja, de estagnação. De acordo com o levantamento, as categorias que devem ter maior influência no crescimento das vendas serão vestuário, eletroeletrônicos e calçados.

Comente agora

13º salário: pagar dívidas, fazer compras de fim de ano ou investir?

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 11/11 11:48h
13º salário: pagar dívidas, fazer compras de fim de ano ou investir?

Achegada do 13º salário coincide com o aumento de gastos típicos de final de ano, como troca de presentes, ceia de Natal e viagens. Mas é preciso considerar as despesas previstas para o início de 2018, além de olhar para a vida financeira e usar essa renda extra de forma consciente, respeitando o padrão de vida da família. É importante entender que o 13º salário foi criado para ser uma gratificação de fim de ano, algo a ser recebido pela população como um presente. Hoje, muitos contam com ele para pagar as dívidas que já têm ou para começar novas, uma evidência de que gastam mais do que a sua renda permite.

Comente agora

Com fim da contribuição obrigatória, ministro estima que mais de 3 mil sindicatos desaparecerão

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 11/11 08:09h
Com fim da contribuição obrigatória, ministro estima que mais de 3 mil sindicatos desaparecerão

Com o início da vigência da nova lei trabalhista neste sábado (11), a contribuição sindical obrigatória, que era cobrada no valor de um dia de salário de cada trabalhador, deixa de existir e, por conta disso, deverão desaparecer mais de três mil sindicatos. A avaliação foi feita pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Atualmente, segundo o ministro, há cerca de 16,8 mil sindicatos no Brasil, dos quais 5,1 mil são patronais. O restante, cerca de 11,3 mil, representa os trabalhadores.

Comente agora

Preço da gasolina volta a subir e passa de R$ 3,90 pela primeira vez

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 10/11 19:59h
Preço da gasolina volta a subir e passa de R$ 3,90 pela primeira vez

O preço médio da gasolina voltou a subir nesta semana no Brasil. O valor médio cobrado nas bombas foi de R$ 3,938 por litro, acima dos R$ 3,882 registrados na semana anterior. É a primeira vez que o preço do combustível fica acima de R$ 3,90. As informações são de levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgado nesta sexta-feira (10), que considera os valores praticados em 3.097 postos de combustível no país. Na segunda-feira, a Petrobras autorizou alta de 2,3% para a gasolina e aumento de 1,9% para o diesel nas suas refinarias, devido principalmente ao aumento das cotações dos produtos e do petróleo no mercado internacional.

Comente agora

Inflação sobe em outubro, mas acumulado para o ano é o mais baixo desde 1998

Economia  Postado por Críssia Guedes - 10/11 17:24h
Inflação sobe em outubro, mas acumulado para o ano é o mais baixo desde 1998

(Foto: Ilustrativa)

A inflação oficial saiu de 0,16% em setembro para 0,42% em outubro, segundo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Por outro lado, o acumulado no ano ficou em 2,21% e é o menor para outubro desde 1998. Em 12 meses até outubro, a inflação está em 2,70%, acima dos 2,54% registrados no mesmo período anterior. Em outubro de 2016, na comparação mensal, o IPCA havia registrado variação de 0,26%. De acordo com o G1, o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que no mês em questão ficaram mais caras as despesas com habitação (1,33%), vestuário (0,71%), saúde e cuidados pessoais (0,52%), transportes (0,49%), comunicação (0,4%) e educação (0,06%). Já houve redução nos preços relativos a alimentos e bebidas (-0,05%) e a artigos de residência (-0,39%). A energia elétrica foi o item que mais influenciou o IPCA, por ter ficado em média 3,28% mais caro - em outubro, entrou em vigor a bandeira vermelha patamar 2, com cobrança de R$ 3,50 a cada 100 Khw consumidos. Para 2017, a estimativa é que a inflação feche em 3,08%, acima dos 3% estabelecidos no sistema brasileiro de metas. Por outro lado, a previsão segue abaixo da meta central para a inflação no ano, de 4,5%. (Bahia Notícias)

Comente agora

Black Friday: saiba como não cair em armadilhas

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 10/11 14:35h
Black Friday: saiba como não cair em armadilhas

A Black Friday, megaliquidação mais esperada por empresas e consumidores durante o ano todo, está programada para acontecer no próximo dia 24 deste mês. A data já conta com diversos anúncios de ofertas nas lojas físicas e online, porém, todo cuidado é pouco quando falamos, sobretudo, do comércio eletrônico. Além dos preços abusivos, os riscos cibernéticos também surgem como uma ameaça para o consumidor. Eles vão desde fraudes e roubos de dados a vírus e malwares, que são softwares nocivos capazes de se infiltrar nos servidores. Segundo o Relatório da Segurança Digital, divulgado pelo DFNDR Lab, o Brasil registrou aumento de 44% no número de ciberataques no terceiro trimestre deste ano, comparado com o segundo. O país é o que mais sofre ataques na América Latina, além de estar na lista do ranking mundial.

Comente agora

Inflação é menor para famílias que ganham menos: 1,62%

Economia  Postado por Willyam Reis - 10/11 10:12h
Inflação é menor para famílias que ganham menos: 1,62%

A inflação em outubro subiu menos para as famílias que tem menor rendimento familiar – de um a cinco salários mínimos. Medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), a alta da inflação para as famílias nesta faixa de renda foi de 0,37% - resultado 0,05 ponto percentual menor do que o IPCA (famílias com renda de até 40 salários). Divulgado hoje (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o INPC agora acumula de janeiro a outubro alta de 1,62%, também abaixo dos 2,21% do IPCA no mesmo período. O resultado é 4,74 pontos percentuais inferior aos 6,36% relativos ao INPC acumulado no mesmo período do ano passado, sendo a menor variação para o período desde a implantação do Plano Real. Maior inflação foi em Goiânia: 1,5%: Considerando-se os últimos 12 meses, o índice foi de 1,83%, ficando acima do 1,63% dos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2016, o INPC havia subido 0,17%.

Comente agora

Inflação da construção civil cai e fica em 0,16% em outubro

Economia  Postado por Willyam Reis - 10/11 09:24h
Inflação da construção civil cai e fica em 0,16% em outubro

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), registrou uma inflação de 0,16% em outubro, 0,11 ponto percentual abaixo do 0,27% de setembro. A taxa também é inferior ao 0,64% de outubro de 2016. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, essa é a menor taxa desde abril (0,15%). O Sinapi acumula taxas de 3,14% no ano e de 3,75% no período de 12 meses. Com a alta de preços de 0,16% de outubro, o metro quadrado da construção civil ficou em R$ 1.059,68. Os materiais de construção tiveram inflação de 0,20%, passando a custar R$ 540,58 por metro quadrado. Já a mão de obra agora está 0,12% mais cara, passando a ter o custo de R$ 519,10 por metro quadrado. Goiás foi o estado com maior inflação registrada pelo Sinapi em outubro (2,47%), por conta da pressão exercida pelo reajuste salarial de acordo coletivo e pelo aumento na parcela dos materiais. Seis unidades da federação tiveram deflação, com destaque para Sergipe (-0,25%). (AgenciaBrasil)

Comente agora

Usado para reajustar aluguéis, IGP-M tem deflação de 1,4% em 12 meses

Economia  Postado por Willyam Reis - 10/11 07:50h
Usado para reajustar aluguéis, IGP-M tem deflação de 1,4% em 12 meses

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), utilizado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou deflação (queda de preços) de 0,02% na primeira prévia de novembro. A taxa é menor que a inflação de 0,32% anotada na primeira prévia de outubro, informou hoje (10), no Rio de Janeiro, a Fundação Getulio Vargas. Com a prévia de novembro, o IGP-M acumula deflações de 1,95% no ano e de 1,4% no acumulado de 12 meses. A queda da taxa da prévia de outubro para a de novembro foi provocada por deflação nos preços do atacado e por uma inflação menor no varejo. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que analisa o atacado, recuou de uma inflação de 0,42% em outubro para uma deflação de 0,09% em novembro. Já a inflação do Índice de Preços ao Consumidor, que analisa o varejo, caiu de 0,17% em outubro para 0,03% em novembro. Por outro lado, o Índice Nacional de Custo da Construção teve alta na taxa de inflação, ao passar de 0,06% em outubro para 0,29% na prévia de novembro. A primeira prévia do IGP-M de novembro foi calculada com base em preços coletados entre os dias 21 e 31 do mês de outubro. (AgenciaBrasil)

Comente agora

Caneta preta e documento oficial com foto são obrigatórios para o Enem

Economia  Postado por Willyam Reis - 10/11 07:12h
Caneta preta e documento oficial com foto são obrigatórios para o Enem

Caneta esferográfica de tinta preta e documento oficial com foto são os dois itens que não podem ser esquecidos pelos candidatos que vão fazer o segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no próximo domingo (12). A caneta deve ser fabricada com material transparente e obrigatoriamente preta, porque outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas. O documento pode ser a carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, carteira de reservista ou passaporte. A carteira de estudante não será aceita como documento oficial. Também não serão aceitas cópias, nem mesmo as autenticadas. Se o candidato perdeu ou teve o documento roubado, deverá apresentar um boletim de ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação do Enem – dia 5 de novembro.

Comente agora

Tarifa de energia pode subir até 3% com venda da Eletrobrás

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 09/11 15:20h
Tarifa de energia pode subir até 3% com venda da Eletrobrás

O processo de privatização da Eletrobrás terá impacto entre 2,42% e 3,34% nas tarifas do energia pagas pelo consumidor, aponta um estudo da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A análise foi realizada a pedido do Ministério de Minas e Energia (MME), com base em algumas das premissas que o governo vai adotar na reforma do setor elétrico. Esse impacto considera que toda a energia produzida por 14 hidrelétricas da companhia – hoje remunerada pelo custo – passará a ser vendida a R$ 250 por megawatt-hora (MWh), um modelo que tem sido chamado de “descotização”. Essas usinas têm garantia de cerca de 8 mil MW. O Ministério de Minas e Energia quer que essa transição ocorra em três anos. Um terço da energia seria descotizada em 2019, um terço em 2020 e um terço em 2021. Nos cenários analisados pela Aneel, há estimativas que consideram que a energia seria comercializada a R$ 150 e a R$ 200 por MWh, em que o impacto tarifário seria menor.

Comente agora

Pagamento do 13º deve injetar R$ 200 bi na economia brasileira

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 08/11 22:43h
Pagamento do 13º deve injetar R$ 200 bi na economia brasileira

Um levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) estima que o pagamento do 13º salário a cerca de 83,3 milhões de brasileiros deve injetar, até dezembro, R$200 bilhões na economia do país. O cálculo do Dieese considera dados do Ministério do Trabalho referentes a Relação Anual de Informação Social (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De acordo com o Dieese, o número de pessoas que receberá o 13º salário em 2017 é superior em 0,4% ao de 2016, e o valor que deverá ser pago também é superior ao ano passado em 4,7%. A quantidade de empregados do setor formal caiu 3,9%, enquanto a de aposentados e pensionistas do INSS teve alta de 0,9%. Do montante a ser pago como 13º, perto R$ 132,7 bilhões, ou 66,2% do total, irão para os empregados formalizados. Outros 33,8% dos R$ 200,5 bilhões, ou seja, perto de R$ 67,7 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas.

Comente agora

Pela primeira vez maioria dos brasileiros vai preferir fazer compras do Natal na internet

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 08/11 22:38h
Pela primeira vez maioria dos brasileiros vai preferir fazer compras do Natal na internet

Um levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) contatou que o número de brasileiros que utilizam a internet para fazer compras de Natal cresceu em comparação com o ano passado. Os dados mostram que 40% das pessoas planeja comprar pela internet, em 2016 este número foi de 32%. A pesquisa foi realizada em todas as capitais do país pelo SPC em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas. Os shoppings centers são uma opção para 37%, em 2016 foram 41%. Este é o primeiro ano em que os shoppings não serão a principal opção nas compras para esta época do ano.

Comente agora

Produção de veículos tem aumento de 5,3% no país

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 08/11 14:52h
Produção de veículos tem aumento de 5,3% no país

A produção de veículos no Brasil subiu 5,3%, em outubro, na comparação com setembro. No mês passado, foram produzidos 249,9 milhões de automóveis. No acumulado de janeiro a outubro, foram produzidas 2.236.890 unidades, 28,5% a mais do que no mesmo período de 2016. Os dados foram divulgados hoje (8) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Já as vendas de carros subiram 1,8% em outubro em comparação com setembro. No mês passado, foram vendidas 202.900 unidades contra as 199.200 de setembro de 2017. Na comparação com outubro de 2016, houve aumento de 27,6%. No acumulado do ano, foram licenciadas 1.822.860 unidades, o que representa alta de 9,3% ante as 1.667.830 do mesmo período do ano passado.

Comente agora

Pagamento do 13º salário deve injetar R$ 200,5 bi na economia, diz Dieese

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 08/11 13:24h
 Pagamento do 13º salário deve injetar R$ 200,5 bi na economia, diz Dieese

A economia brasileira receberá uma injeção de R$ 200,5 bilhões até dezembro por conta do pagamento de 13º salário a cerca de 83 milhões de trabalhadores. O valor equivale a aproximadamente 3 2% do Produto Interno Bruto (PIB) do País e será pago aos trabalhadores do mercado formal. Em média, a renda do trabalhador receberá um acréscimo de R$ 2.251,00. Os números compõem um levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com apropriação dos dados da Relação Anual de Informação Social (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) ambos do Ministério do Trabalho. Também foram usados nos cálculos informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Previdência Social e da Secretaria Nacional do Tesouro (STN).

Comente agora

Porcentual de famílias endividadas cresce e fica em 61,8% em outubro

Economia  Postado por Willyam Reis - 08/11 11:40h
Porcentual de famílias endividadas cresce e fica em 61,8% em outubro

O porcentual de famílias endividadas alcançou 61,8% em outubro de 2017, alta de 0,1 ponto porcentual na comparação com setembro, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quarta-feira, 8, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em relação a outubro de 2016, quando o indicador alcançava 59,8% do total de famílias entrevistadas, a alta foi de 2 pontos porcentuais. "A queda das taxas de juros e a lenta recuperação da renda do trabalhador têm favorecido a retomada gradual em algumas modalidades de crédito, com impacto sobre o endividamento", diz o economista Bruno Fernandes, em nota distribuída pela CNC. Por outro lado, segundo a entidade, a proporção de famílias que relataram endividamento elevado diminuiu entre os meses de setembro e outubro - de 15% para 14,6% do total de famílias. Na comparação anual, houve estabilidade. O porcentual de famílias que se declararam pouco endividadas subiu de 24% em setembro para 24,5% em outubro. Em relação a outubro de 2016, também ocorreu aumento de 0,7 ponto porcentual.

Comente agora

PIS 2017/2018: Pagamentos estão liberados para os nascidos entre julho e outubro; Saiba como receber

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 08/11 11:36h
PIS 2017/2018: Pagamentos estão liberados para os nascidos entre julho e outubro; Saiba como receber

O quinto lote do abono do PIS 2017/2018 para quem trabalhou em 2016 começa a ser pago na próxima semana. Poderão sacar o dinheiro os trabalhadores nascidos entre julho e outubro. O valor varia de R$ 79 a R$ 937, de acordo com o tempo de trabalho no ano passado. Para os servidores públicos, o pagamento do abono para quem tem o número de inscrição no Pasep terminado em ‘3’ também começa nesta quinta-feira (9/11). Quem possui inscrição com final ‘0’, ‘1’ ou ‘2’ já teve o dinheiro liberado anteriormente e continua podendo sacar.
Os recursos ficarão disponíveis até 29 de junho de 2018 (veja o calendário de pagamento ao fim da matéria).

Podem sacar o abono salarial

Comente agora

Exportação de carne bovina tem alta de 39,72% em outubro

Economia  Postado por Willyam Reis - 08/11 08:37h
Exportação de carne bovina tem alta de 39,72% em outubro

As exportações brasileiras de carne bovina registraram alta de 39,72% no volume embarcado em outubro (144.615 toneladas), na comparação com o embarque realizado no mesmo período do ano passado, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC). O faturamento com as negociações realizadas no mês girou em torno de US$ 605 milhões, o que representa um aumento de 38,11% em relação ao que foi faturado em outubro de 2016. O levantamento da ABIEC ainda aponta que, na comparação com setembro deste ano, as exportações tiveram alta de 6,74% em volume e 8,65% em faturamento. Responsável pela compra de 35.766 toneladas de carne bovina, 67,22% a mais do que o negociado em outubro de 2016, Hong Kong continua sendo o principal destino da carne produzida pelo Brasil. No mês passado, as negociações com a região geraram um faturamento aproximado de US$ 138 milhões, alta de 73,11% sobre o faturado no mesmo período do ano anterior.

Comente agora

Preços do varejo para o Natal devem cair pela primeira vez desde 2009

Economia  Postado por Críssia Guedes - 07/11 19:43h
Preços do varejo para o Natal devem cair pela primeira vez desde 2009

(Foto: Reprodução)

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os preços do varejo para o Natal devem cair 1,1%, em média, em relação ao ano de 2016. É a primeira vez desde 2009 que a entidade prevê deflação para o período. No ano passado, os preços para a data comemorativa subiram, em média, 9,8%, e em 2015, a variação média foi de 10,9%. A redução nos preços acompanha a tendência que vem sendo constatada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de queda da taxa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), conforme informações da Agência Brasil. A CNC também divulgou nesta terça-feira (7/11) levantamento sobre as expectativas do setor para o Natal. Segundo eles, as estimativas de crescimento das vendas para o Natal e de contratação de trabalhadores formais no período são altas. A expectativa de crescimento das vendas subiu de 4,3 % para 4,8%, enquanto as estimativas para a contratação de trabalhadores formais passou de 73,1 mil para 73,8 mil vagas. (Aratu Online)

Comente agora

Meirelles diz que não vai recuar na reforma da Previdência

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 07/11 15:56h
Meirelles diz que não vai recuar na reforma da Previdência

Oministro Henrique Meirelles (Fazenda) afirmou nesta terça-feira (7), em São Paulo, que não vai recuar na reforma da Previdência. Sua fala vem na esteira da declaração feita pelo presidente Michel Temer nesta segunda-feira (6) admitindo que a reforma pode não ser votada, mas que isso não inviabilizará seu governo. Para Meirelles, o que o presidente fez foi reconhecer a dificuldade. "É um processo controverso em qualquer lugar do mundo. Não há país em que foi aprovada a reforma da Previdência sem dificuldade. Por outro lado, também foi enfatizado que a reforma não é uma questão de escolha. É fiscal, numérica, e terá de ser feita em algum momento", disse. Ele voltou a afirmar que o crescimento das despesas previdenciárias no país não é sustentável e que hoje a Previdência está crescendo e "chegará num ponto em que será 60%, 80% do total do orçamento, inviabilizando investimentos em saúde, educação e infraestrutura".

Comente agora

Campanha 'Quitafácil' da Caixa Econômica Federal pode dar até 90% de desconto a devedores

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 07/11 14:47h
Campanha 'Quitafácil' da Caixa Econômica Federal pode dar até 90% de desconto a devedores

A Caixa Econômica Federal estará ajudando as pessoas que estão inadimplentes com o banco, realizando uma renegociação desses valores. O Gerente da instituição em Santo Antônio de Jesus, João Batista, em entrevista à Rádio Recôncavo FM, explicou que a campanha está tendo vigência desde o dia 20 de outubro e irá até o dia 31 de dezembro de 2017, dando até 90% do saldo devedor na época que a pessoa ficou inadimplente. Ele contou que será efetuado desconto, de acordo com a operação, sobre o saldo devedor. A ação foi lançada para clientes do banco com dívidas, tanto em contas de pessoas físicas como jurídica. Esta medida não vale para débitos do setor habitacional.

Redação Voz da Bahia - Letícia Oliveira

Comente agora

Caixa libera mais de R$ 8,7 bilhões para o crédito imobiliário

Economia  Postado por Letícia Oliveira - 07/11 13:17h
Caixa libera mais de R$ 8,7 bilhões para o crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou a liberação suplementar de mais de R$ 8,7 bilhões para o crédito imobiliário. Os recursos são do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Com essa suplementação, a Caixa diz que terá recursos suficientes para normalizar o ritmo de contratações do Programa Minha Casa, Minha Vida para famílias com renda familiar bruta mensal de até R$ 4 mil. Em nota, o banco informou também que os contratos que seriam finalizados pelas agências antes das novas medidas de redução das cotas, cujo percentual de financiamento poderia atingir até 80%, terão as condições mantidas e prorrogadas até o fim deste mês. Havia queixas de clientes de que os contratos de crédito habitacional, mesmo com carta de financiamento aprovada, estavam parados devido à falta de recursos.

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com