Voz


PodCast



Enquete





Blog

Economia

Transporte caro pode anular recuo no diesel

Economia  Postado por Willyam Reis - 23/06 14:29h
Transporte caro pode anular recuo no diesel

Foto: Bahia Notícias

O corte de R$ 0,46 no preço do litro do diesel, que custará R$ 13,5 bilhões aos cofres públicos só este ano, corre o risco de ser anulado pelo aumento no custo do transporte. É o que diz o Sindicato Nacional das Empresas de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), atual Plural, em documento protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF). A entidade pede para ingressar como parte interessada na ação direta de inconstitucionalidade (Adin) contra o tabelamento do frete, relatada pelo ministro Luiz Fux. A petição frisa que os "enormes esforços" do governo para reduzir o preço do combustível "pode se esvair pelos dedos com o encarecimento do frete através de inconstitucional e descalibrada tabela de preços mínimos de frete" regulada pela Medida Provisória (MP) 832.

Comente agora

Na Bahia, 115 mil que têm direito ainda não sacaram abono do PIS

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 21/06 19:00h
Na Bahia, 115 mil que têm direito ainda não sacaram abono do PIS

A Bahia tem 115.769 trabalhadores que têm direito a receber o abono salarial do PIS/Pasep com ano base de 2016 e ainda nãoo fizeram. O valor pode chegar a um salário mínimo (R$ 954) e o prazo se encerra no próximo dia 29. O montante disponível em todo estado chega R$ 88,3 milhões. O dinheiro que não for sacado por quem tem direito será devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O FAT beneficia os trabalhadores em geral, ajudando a pagar o seguro-desemprego. Mesmo assim, o ministro do Trabalho, Helton Yomura, lembra que todos devem conferir se têm direito ao abono. “Mesmo que o FAT seja uma ferramenta dos trabalhadores, o abono está disponível neste momento e pode auxiliar na renda das famílias, dando um fôlego para quem não está com as contas em dia”, afirma. O abono ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho do ano passado. Em todo Brasil, 22,2 milhões de trabalhadores sacaram o benefício, em valores que chegaram ao total de R$ 16,4 bilhões. Ainda há no país R$ 1,6 bilhão a ser sacado pelos trabalhadores. 

Veja quem tem direito

Comente agora

Petrobras anuncia redução de 1,1% no preço da gasolina nas refinarias

Economia  Postado por Willyam Reis - 21/06 11:20h
Petrobras anuncia redução de 1,1% no preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (21) redução de 1,1% no preço da gasolina em suas refinarias. A partir de amanhã (22), o litro do combustível será vendido pela estatal por R$ 1,8634, 2 centavos a menos do que o R$ 1,8841 cobrado hoje. Desde o dia 9 de junho, quando foi anunciado o último aumento no preço, a Petrobras tem mantido ou feito reduções no valor do combustível. No mês, a gasolina acumula queda de 5,27%, ou seja, de 10 centavos. (Agencia Brasil)

Comente agora

Dólar sobe quase 1% e se reaproxima dos R$ 3,80

Economia  Postado por Willyam Reis - 21/06 08:00h
Dólar sobe quase 1% e se reaproxima dos R$ 3,80

A moeda americana avançou quase 1% nesta quarta-feira (20) e fechou próximo aos R$ 3,80, mesmo após nova intervenção do Banco Central no mercado de câmbio. Investidores adotaram uma postura mais cautelosa à espera da decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) sobre a taxa Selic, que deve ser mantida em 6,50%, e do comunicado que embasará a decisão. (bahia.ba)

Comente agora

Geração de emprego formal cai em maio e é a pior do ano

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 20/06 19:16h
Geração de emprego formal cai em maio e é a pior do ano

Foto: Alan Santos/PR

O Brasil registrou, em maio, o pior resultado do emprego formal em 2018, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. A criação de 33,7 mil empregos com carteira assinada no mês passado caiu em relação a maio de 2017, quando foram gerados 34,3 postos de trabalho. Apesar da pequena diferença, foi a primeira vez que um resultado mensal em 2018 ficou abaixo do patamar de 2017. Brasil registrou, em maio, o pior resultado do emprego formal em 2018, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. A criação de 33,7 mil empregos com carteira assinada no mês passado caiu em relação a maio de 2017, quando foram gerados 34,3 postos de trabalho. Apesar da pequena diferença, foi a primeira vez que um resultado mensal em 2018 ficou abaixo do patamar de 2017. Nesta quarta-feira (20), o presidente antecipou o resultado na rede social, mas não chegou a fazer uma avaliação dos números. Os dados do Ministério do Trabalho mostram que o saldo positivo em maio foi puxado pela agropecuária, com criação de 29,3 mil vagas, e serviços, com 18,6 mil. A construção civil fez 3,2 mil novas contratações. O pior resultado foi registrado no comércio, que encerrou 11,9 mil empregos. Em seguida, aparece a indústria de transformação, cujas demissões superaram as contratações em 6,5 mil. Entre as regiões, Sudeste e Nordeste registraram saldos mais altos, de 30,8 mil e 10,7 mil, respectivamente. O Norte teve resultado positivo de 1,6 mil e o Centro-Oeste, de 3,9 mil. O Sul foi o único que fechou vagas (13,4 mil). Com informações da Folhapress. (NM)

Comente agora

Copom divulga hoje taxa básica de juros

Economia  Postado por Willyam Reis - 20/06 10:12h
Copom divulga hoje taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) define hoje (20) a taxa básica de juros, a Selic. A decisão será divulgada às 18h. Para instituições financeiras consultadas pelo BC, a Selic deve ser mantida no atual patamar – 6,50% ao ano até o final de 2018. Em maio, após um ciclo de 12 quedas consecutivas, o Copom decidiu manter a Selic no atual patamar – menor nível histórico. Para 2019, as intuições financeiras esperam por aumento da Selic, encerrando o período em 8% ao ano. O diretor executivo de Estudos e Pesquisas da Associação Nacional dos Executivos em Finanças (Anefac), Miguel José Ribeiro de Oliveira, também acredita na manutenção da Selic. “Mas, essa é uma reunião que tanto o Banco Central teria motivos para subir a taxa de juros quanto teria motivos para manter ou reduzir”, disse. Segundo ele, os juros poderiam ser reduzidos para estimular a economia, em recuperação lenta e com alta taxa de desemprego. “Seria possível reduzir os juros, porque a atividade econômica está muito ruim e tem inflação baixa que permite isso. Entretanto, temos um horizonte de incertezas eleitorais. Isso leva o Banco Central a ser mais cauteloso”, acrescentou.

Comente agora

Senado aprova venda direta de etanol das usinas aos postos

Economia  Postado por Aline Souza - 19/06 21:55h
Senado aprova venda direta de etanol das usinas aos postos

Foto: Sergio Moraes/Reuters

Contrariando a pressão de entidades, o Senado aprovou nesta terça-feira (19) projeto que libera a venda direta de etanol das usinas aos postos de combustível. O texto, aprovado por 47 votos a dois, segue para a análise da Câmara dos Deputados. A medida é criticada por representantes dos postos de combustível, das distribuidoras e da maior parte das usinas do país. Produtores da região Nordeste, por sua vez, são favoráveis. O projeto de decreto legislativo acaba com o efeito de uma norma instituída pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) em 2009. O dispositivo da agência reguladora impede a comercialização direta do produto. O etanol deve ser vendido pelos produtores às distribuidoras, que, por sua vez, comercializam com os postos de combustível. Autor da proposta, o senador Otto Alencar (PSD-BA) argumenta que permitir a venda direta entre produtores e postos aumentará a concorrência no setor, levando a uma redução no preço do etanol para o consumidor.

Comente agora

PIB caiu 0,4% no trimestre finalizado em abril, diz FGV

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 19/06 14:15h
PIB caiu 0,4% no trimestre finalizado em abril, diz FGV

Foto : Marcos Santos/USP Imagens

O Produto Interno Bruto brasileiro teve uma queda de 0,4% no trimestre encerrado em abril deste ano, em relação ao trimestre anterior (finalizado em janeiro).  Segundo o monitor do PIB da Fundação Getúlio Vargas, na comparação com abril do ano passado, no entanto, o PIB, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 1,3%.   Apenas no mês de abril, o número cresceu 0,1% em relação a março deste ano e 2,9% em analogia ao mesmo mês do ano passado. Em 12 meses, o valor acumula crescimento de 1,6%. O PIB calculado mensalmente pela FGV não é o indicador oficial para medir o ritmo econômico brasileiro, mas serve como uma prévia do índice oficial, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que é divulgado trimestralmente. (M1)

Comente agora

Seleção fecha acordo e hexa valerá mais de R$ 40 milhões a elenco

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 19/06 13:30h
Seleção fecha acordo e hexa valerá mais de R$ 40 milhões a elenco

A CBF já definiu a premiação a ser paga aos jogadores da seleção brasileira em caso de conquista do hexacampeonato mundial. Após acordo entre diretoria e comissão técnica dias antes da estreia, ficou resolvido que vencer a Copa do Mundo renderá US$ 500 mil (R$ 1,87 milhão) para cada um dos 23 convocados, totalizando um valor de R$ 43,1 milhões em premiação ao grupo de atletas pelo sonhado título. O técnico Tite tem direito a valor semelhante em caso de vitória em uma possível final. Em dólares, o valor é o mesmo daquele combinado em 2014. Com a cotação atual da moeda, no entanto, supera em quase R$ 700 mil o “bicho” estipulado para o Mundial do Brasil. Em 2002, o penta rendeu US$ 150 mil para cada campeão. Em 1994, o tetra valeu US$ 40 mil por jogador. A premiação do restante de comissão técnica e estafe será diferente, com um valor inferior ao do grupo de jogadores. A seleção pagou uma quantia pela convocação de cada nome e estipulou uma outra cota em caso de ida à decisão da Copa. (Giro em Ipiau)

Comente agora

Copom inicia hoje reunião para definir taxa Selic

Economia  Postado por Willyam Reis - 19/06 08:22h
Copom inicia hoje reunião para definir taxa Selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia nesta terça-feira (19), em Brasília, reunião para definir a taxa básica de juros, a Selic. Na quarta (20), às 18h, após a segunda parte da reunião, o comitê anunciará a decisão. Para instituições financeiras consultadas pelo BC, a Selic deve ser mantida no atual patamar – 6,5% ao ano até o final de 2018. Em maio, após um ciclo de 12 quedas consecutivas, o Copom decidiu manter a Selic no atual patamar, o menor nível histórico. Para 2019, as intuições financeiras esperam por aumento da Selic, encerrando o período em 8% ao ano. A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Entretanto, as taxas de juros do crédito não caem na mesma proporção da Selic. Segundo o BC,, isso acontece porque a Selic é apenas uma parte do custo do crédito.

Comente agora

Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia

Economia  Postado por Aline Souza - 18/06 20:44h
Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia

Foto: DR

Apartir desta segunda-feira (18), os brasileiros com mais de 57 anos, que são titulares de contas inativas dos fundos do PIS/Pasep, poderão sacar esses recursos. As informações são da Agência Brasil. Entre os dias 14 e 28 de setembro, a autorização será ampliada para todas as idades, diferentemente do que ocorria até então, quando o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completasse 70 anos, se aposentasse, tivesse doença grave ou invalidez ou fosse herdeiro de titular da conta. A mudança da regra ocorreu na última semana, quando o presidente Michel Temer assinou decreto que amplia as possibilidades de saque até o dia 28 de setembro. A estratégia do governo é impulsionar a economia, seguindo o modelo adotado na liberação de saques das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que representaram cerca de R$ 43 bilhões em movimentação. Pelas contas do governo, 28,7 milhões de pessoas serão beneficiadas. Em cifras, são R$ 34,3 bilhões disponíveis para saque no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Isto porque 3,6 milhões de pessoas já resgataram R$ 5 bilhões em recursos dos dois programas. Com informações da Folhapress.

Comente agora

Privatização da Eletrobras retira recursos do país e pode aumentar conta de energia, dizem debatedores

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 18/06 13:59h
Privatização da Eletrobras retira recursos do país e pode aumentar conta de energia, dizem debatedores

A privatização da Eletrobras, em discussão na Câmara dos Deputados, retirará recursos estratégicos do país e deve gerar aumento nas tarifas de energia elétrica para o consumidor, de acordo com participantes de audiência pública feita nesta quinta-feira (14) pela Comissão Senado do Futuro (CSF). O objetivo foi discutir o PL 9.463/2018, que regulamenta a desestatização do setor de energia no Brasil. Na prática, o projeto permite que mais ações da Eletrobras sejam colocadas no mercado à disposição de investidores privados, fazendo com que a participação da União na estatal fique menor. Outro texto (PL 10.332/18), também em análise na Câmara, viabiliza a venda de seis distribuidoras da Eletrobras nas regiões Norte e Nordeste. Agenor de Oliveira, representante da organização não governamental Instituto Ilumina, afirmou que a hidroeletricidade, em qualquer lugar do mundo, é estatal. De acordo com o especialista, o único país a privatizar o setor foi o Japão, onde essa matriz representa apenas 7% do total. Para ele, manter a hidroeletricidade nas mãos do Estado não é uma questão de ideologia, mas de segurança.

Comente agora

Consultoria do Sebrae aprimora laboratório em Santo Antônio de Jesus

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 18/06 12:24h
Consultoria do Sebrae aprimora laboratório em Santo Antônio de Jesus

O laboratório Labo Center em Santo Antônio de Jesus começou a participar do programa Agentes Locais de Inovação (ALI) há pouco mais de um ano. A consultoria do Sebrae acompanha e avalia continuamente a empresa com o objetivo de alcançar uma maior assertividade no negócio. Segundo o empresário Bruno Oliveira, através do acompanhamento dos consultores do programa, são propostas ferramentas de controle do empreendimento como planos de ações e indicadores fundamentais para a análise de desempenho do laboratório.

A consultoria, que tem foco na inovação, é bem vista pelo empreendedor que já enxerga os resultados. "A inovação, em especial para o setor de saúde, é essencial para a competitividade. Buscamos ser inovadores na prestação do serviço, na busca por qualidade, ao surpreender o cliente, justamente para fidelizá-lo e fazer dele nosso indicador. Usando a inovação como recurso isso é possivel. O ALI tem contribuído justamente para implementar práticas inovadoras e nos ajudar a torná-las cultura em nossa empresa", destaca.

Comente agora

Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia

Economia  Postado por Willyam Reis - 18/06 08:45h
Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia

A partir desta segunda-feira (18), os brasileiros com mais de 57 anos, que são titulares de contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), poderão sacar esses recursos. Entre os dias 14 e 28 de setembro, a autorização será ampliada para todas as idades, diferentemente do que ocorria até então, quando o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completasse 70 anos, se aposentasse, tivesse doença grave ou invalidez ou fosse herdeiro de titular da conta. A mudança da regra ocorreu na última semana, quando o presidente Michel Temer assinou decreto que amplia as possibilidades de saque até o dia 28 de setembro. A estratégia do governo é impulsionar a economia, seguindo o modelo adotado na liberação de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representaram cerca de R$ 43 bilhões em movimentação.

Comente agora

62% dos jovens brasileiros iriam embora do país se pudessem, diz pesquisa

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 17/06 18:54h
62% dos jovens brasileiros iriam embora do país se pudessem, diz pesquisa

Cerca de 70 milhões de brasileiros com 16 anos ou mais deixariam o Brasil se pudessem, confome dados divulgados pela pesquisa Datafolha. Realizado em todo o país no mês passado, o censo aponta que 43% da população adulta manifestou desejo de sair do país. Entre os que têm de 16 a 24 anos, a porcentagem vai a 62%. São 19 milhões de jovens que deixariam o Brasil, o equivalente a toda a população de Minas Gerais. “Há fatores de sucesso e de fracasso que explicam isso”, avalia Flavio Comin, professor de economia da Universidade Ramon Llull, em Barcelona. “Na internet dá para ver a rua onde se pretende morar, a sala do apartamento que se quer alugar”, declarou. A pesquisa Datafolha contou com 2.090 entrevistas em 129 municípios de todas as regiões do país, realizadas entre 9 e 14 de maio deste ano. 

Comente agora

Preço da gasolina reduz 3 centavos após subsídios do governo

Economia  Postado por Willyam Reis - 17/06 10:23h
Preço da gasolina reduz 3 centavos após subsídios do governo

Os planos do governo para reduzir o preço do diesel nos postos, após a greve dos caminhoneiros, parece não fazer efeito sobre o preço de outro combustível. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) registrou que a gasolina estacionou no valor médio de R$ 4,572 nos postos nesta semana. A cifra representa uma queda de 3 centavos no valor por litro, se comparado ao da semana anterior. Segundo a Agência Brasil, a Petrobras permanece administrando reajustes quase que diários, seguindo indicadores internacionais, como o preço do barril do petróleo e o dólar. Na última semana, o novo presidente da estatal, Ivan Monteiro, fez declarações afirmando que aguardará resultados de uma consulta pública, que termina no dia 2 de julho, sobre preços dos combustíveis antes de decidir se será necessária uma mudança na frequência dos reajustes no preço da gasolina realizados pela empresa. (BN)

Comente agora

Mesmo com redução da Selic, juros do crédito caem em ritmo lento

Economia  Postado por Willyam Reis - 16/06 17:22h
Mesmo com redução da Selic, juros do crédito caem em ritmo lento

Mesmo com a redução da taxa básica de juros do país, a Selic, para o menor nível histórico, os juros do crédito ao consumidor caem em ritmo lento. Na próxima semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) vai definir a Selic novamente e a expectativa do mercado financeiro é de manutenção da taxa em 6,5% ao ano. Em maio, após um ciclo de cortes que começou em outubro de 2016, o Copom optou por manter a Selic em 6,5% ao ano. No início desse ciclo de reduções, a taxa passou de 14,25% para 14% ao ano. Entre outubro de 2016 e março deste ano, quando ocorreu o último corte, a Selic caiu 54,4%. Enquanto isso, a taxa média de juros para as famílias caiu 23,6%, ao passar de 74,33% ao ano, em outubro de 2016, para 56,79% ao ano, em abril de 2018. A taxa do cheque especial, uma das modalidades de crédito mais caras, passou de 328,52% para 320,96% ao ano.

Comente agora

Inclusão de pedido de liberdade Lula em pauta do STF alarma mercado

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 16/06 12:10h
 Inclusão de pedido de liberdade Lula em pauta do STF alarma mercado

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin de incluir um pedido de liberdade de ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sessão da Segunda Turma do Supremo do dia 26 alvoroçou empresas com peso no mercado. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, dirigentes de instituições financeiras de dentro e de fora do país acionaram contatos para especular sobre as chances de o petista sair da cadeia. A maioria dos magistrados que vai julgar o recurso é contra prisão em segunda instância. Isso, porém, não os impediu de, em maio, negar a soltura do ex-presidente. No PT, a decisão de Fachin foi vista como “um sopro de esperança”, mas integrantes do partido admitem que não dá para ter otimismo após as sucessivas derrotas de Lula na Justiça.

Comente agora

Banco oferece acesso a contas por WhatsApp

Economia  Postado por Redação Voz da Bahia - 16/06 11:57h
 Banco oferece acesso a contas por WhatsApp

Clientes do Banco do Brasil poderão fazer consultas à conta-corrente por meio do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp e por meio da rede social Twitter. As consultas serão respondidas por um sistema de inteligência artificial. O serviço será liberado gradualmente para os clientes do banco nas próximas semanas. No WhatsApp, o Banco do Brasil vai oferecer oito transações: consultas a saldos e extratos de conta corrente e poupança, saldo de Certificado de Depósito Bancário (CDB), extrato de fundos de investimento, rastreio e fatura de cartão. No Twitter, o correntista do banco poderá fazer consultas de saldo e extrato, além de tirar dúvidas e requerer atendimento no serviço de atendimento ao cliente (SAC). Expansão. O anúncio vem três meses depois de a instituição financeira iniciar a operação de um serviço de transações por meio do aplicativo de mensagens instantâneas Facebook Messenger, que é integrado à rede social. A tecnologia usada no Messenger é a mesma que está sendo usada no WhatsApp e no Twitter. Por meio de um sistema de inteligência artificial, um robô virtual "conversa" com o cliente do banco em linguagem natural. O robô também consegue aprender com as interações, se tornando mais precisa com o tempo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comente agora

Por conta de relação com a política, camisa amarela do Brasil tem queda de vendas

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 15/06 19:44h
Por conta de relação com a política, camisa amarela do Brasil tem queda de vendas

Foto: Reprodução / ND Online

A tradicional camisa amarela da seleção brasileira, que rendeu o apelido de “canarinho” para o time que disputa a Copa do Mundo 2018, está encalhando nas lojas e perdendo lugar para a versão azul do uniforme. Depois de ser usada por manifestantes a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2015 e 2016, a amarelinha ganhou uma forte carga política. De acordo com a Exame, a polêmica em torno da camisa impactou as vendas e a versão alternativa ganhou espaço em cima do “ouro samba”. A título de comparação, na última Copa, de cada dez camisas compradas, nove eram amarelas e uma azul. Em 2018, de cada dez camisas compradas, sete são amarelas e três são azuis. O uniforme reserva com a cor azul celestial é inspirado no título mundial de 1958, quando a seleção usou a “azul” pela primeira vez, na final contra a Suécia. Ao se tornar emblema de um pensamento político, a camisa amarela passou a ser rejeitada por aqueles que pensam diferente e alguns torcedores começaram a procurar outras opções. Foi o caso de uma designer mineira que criou uma camiseta vermelha para seleção, com o símbolo da foice e martelo. Na época, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) proibiu comercialização do produto. (BN)

Comente agora

Copa do Mundo deve movimentar R$ 252 milhões em bares e restaurantes

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 15/06 18:17h
Copa do Mundo deve movimentar R$ 252 milhões em bares e restaurantes

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

A Copa do Mundo deverá gerar um incremento de R$ 251,7 milhões no faturamento das atividades especializadas em serviços de alimentação, como bares e restaurantes. A estimativa, divulgada hoje (15), é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O aumento da clientela nos meses de junho e julho corresponderá a 3,3% do faturamento médio mensal normal. Quase metade (48,6%) dos valores de faturamento esperados pelo setor de alimentação estão concentrados em São Paulo (R$ 82,1 milhões) e Rio de Janeiro (R$ 40,3 milhões). O Paraná aparece em seguida, com uma receita de R$ 33 milhões.

Consumo

A CNC aponta também que 9,9% das famílias brasileiras que moram em capitais pretendem fazer algum tipo de gasto relacionado ao setor de alimentação por causa do Mundial de 2018. Desse percentual, 1,9% pretende gastar em bares e restaurantes. A intenção de consumo de alimentos e bebidas em casa se manteve equivalente ao verificado em 2014, com cerca de 53%. Para as famílias de maior poder aquisitivo, no entanto, cresceu a preferência pelo consumo domiciliar, passando de 40,4% em 2014 para 50,6% em 2018.

Comparação com 2014

A estimativa de faturamento para a Copa deste ano representa uma queda de 36,9% em relação aos R$ 399 milhões faturados durante o torneio de 2014. Segundo a CNC, a diferença está relacionada à diminuição do fluxo turístico nacional e internacional, tendo em vista que os jogos anteriores ocorreram no Brasil. A crise econômica também foi apontada pela Divisão Econômica da CNC como justificativa para uma menor movimentação financeira no período. Nos últimos quatro anos, os serviços de alimentação acumularam uma variação média de 29,9%, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 25,9%. As maiores altas de preços ocorreram no Distrito Federal (+60%) e no Rio Grande do Sul (+37%). Por outro lado, Bahia (+24,7%) e Goiás (+26,5) registraram as menores altas. (EBC)

Comente agora

Atividade econômica cresce 0,46% em abril

Economia  Postado por Aline Souza - 15/06 14:02h
Atividade econômica cresce 0,46% em abril

Foto : Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Depois de três meses de queda, a atividade econômica registrou crescimento em abril. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), dessazonalizado (ajustado para o período), apresentou crescimento de 0,46%, de acordo com dados divulgados hoje (15). Na comparação com o mesmo mês de 2017 (sem ajuste para o período), houve crescimento de 3,7%. No ano, a expansão chegou a 1,55%. Em 12 meses, o crescimento ficou em 1,52%. De acordo com os dados revisados, houve queda de 0,67%, janeiro, de 0,04%, em fevereiro e de 0,51%, em março. O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. O indicador foi criado pelo BC para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. Mas o indicador oficial é o Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas no país), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (M1)

Comente agora

Setor de serviços cresce 1% de março para abril, diz IBGE

Economia  Postado por Fernanda Pinheiro - 14/06 18:55h
Setor de serviços cresce 1% de março para abril, diz IBGE

O volume do setor de serviços cresceu 1% de março para abril deste ano. Essa foi a primeira alta do setor do ano, neste tipo de comparação. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor teve queda de 0,2% de fevereiro para março. Na comparação com abril de 2017, o setor teve um crescimento de 2,2%, a mais alta desde março de 2015 (2,3%). Apesar do bom desempenho em abril, o segmento acumula quedas de 0,6% no ano e de 1,4% no em 12 meses. Na passagem de março para abril, quatro das cinco atividades do setor de serviços tiveram alta: serviços prestados à família (1,5%), serviços profissionais, administrativos e complementares (1,7%), transportes e correio (1,2%) e outros serviços (0,7%). Os serviços de informação e comunicação (-1,1%) é a única atividade em queda. A receita nominal do setor de serviços teve altas de 0,9% na comparação com março, de 4,6% na comparação com abril de 2017, de 1,9% no acumulado ao ano e de 2,9% no acumulado de 12 meses. (Agência Brasil)

Comente agora

Governo prevê que nem metade do fundo PIS-Pasep será sacado

Economia  Postado por Frank Monteiro - 14/06 16:25h
Governo prevê que nem metade do fundo PIS-Pasep será sacado

Foto: Reprodução

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, estimou nesta quinta-feira (14), em entrevista à TV NBR, que os saques de recursos do fundo do PIS-Pasep devem somar R$ 15 bilhões de um total ainda disponível de R$ 34,3 bilhões – o que corresponde a 43,7% desse total. Os recursos não sacados continuarão parados no fundo do PIS-Pasep e, com isso, não têm impacto na economia. Ele disse, porém, que o governo gostaria que todos os R$ 34,3 bilhões que estão disponíveis fossem retirados porque representariam uma "ajuda muito importante" para a economia. Podem sacar o dinheiro os trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenham resgatado todo o saldo. Quem passou a contribuir após essa data não possui saldo para resgate. (G1)

 

 

Comente agora

Com alta de 1% em abril, setor de serviços tem 1ª taxa positiva no ano

Economia  Postado por Aline Souza - 14/06 15:34h
Com alta de 1% em abril, setor de serviços tem 1ª taxa positiva no ano

Foto: DR

O volume do setor de serviços do Brasil cresceu 1% em relação a março e teve alta de 2,2% na comparação com igual mês do ano anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (14). Na quarta-feira (13), o IBGE já havia divulgado que as vendas no varejo também subiram 1% em abril. Foi a primeira vez em 2018 que o segmento de serviços registrou crescimento frente ao mês anterior, depois de começar o ano com duas taxas negativas e uma estável.  A mudança, no entanto, não foi suficiente para reverter a variação negativa acumulada de janeiro a abril, que está em -0,6%. Das cinco atividades pesquisadas, quatro tiveram alta, sendo que a maior (1,7%) foi para serviços profissionais, administrativos e complementares. O resultado negativo veio dos serviços de informação e comunicação (-1,1%). O gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, explicou que os transportes, que têm peso de 30% sobre o índice e registraram alta de 1,2%, foram a atividade de maior influência, um pouco acima dos serviços profissionais, que representam 21%. Lobo afirmou ainda que os transportes vêm em recuperação desde meados de 2017, em especial o rodoviário de carga. Com informações da Folhapress.

Comente agora
Veja mais

As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com