As comentadas

Boa tarde , Domingo, 20/04/2014









Enquete



Reflita

Blog

Economia

20
Abr
Ovo de páscoa fabricado no Brasil é mais barato no Japão
Postado por: Anacley Souza / 15:12h

Parece que os motivos alegados pelas empresas para o preço do ovo de páscoa ser até 4 vezes maior que o preço da barra de chocolate não valem para o Japão. Lá, o ovo Alpino da Nestlé com 375g e importado do Brasil é vendido por 15,23 reais (698 yen) pela rede americana de supermercados Costco. Já no Brasil, o mesmo produto é vendido por cerca de 35,49 reais. O ovo de páscoa foi comprado em Nagoya pelo leitor Massato Inoue no dia 11 de abril. Ele disse ainda que usou um cupom de desconto, e com isso, o valor caiu para apenas 12,18 reais (558 yen). No Brasil, os preços do Alpino 375g foram pesquisados no dia 19 de abril, nas lojas Submarino, Americanas e Sonda Delivery. (Veja)

Comente agora
20
Abr
Aposta do Maranhão leva R$ 37 mi na Lotomania de Páscoa
Postado por: Anacley Souza / 14:06h

Uma aposta de São Luís, no Maranhão, acertou as 20 dezenas sorteadas neste sábado e levou R$ 37,2 milhões na Lotomania de Páscoa. O sorteio do concurso especial 1.444 aconteceu no Caminhão da Sorte da Caixa, estacionado em Gramado, na serra gaúcha. As dezenas sorteadas foram: 03 - 05 - 12 - 16 - 23 - 24 - 27 - 33 - 35 - 41 - 46 - 62 - 81 - 83 - 85 - 87 - 89 - 91 - 98 - 99. Uma aposta, realizada em Americana (SP), não fez nenhum acerto, e levou 1.025.818,50. Outros 86 apostadores fizeram 19 acertos, e receberão, cada um, R$ 23.856,24.

Mega-Sena acumula : A Mega-Sena, que também foi sorteada neste sábado, acumulou e deverá pagar R$ 5 milhões no próximo concurso. Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.592. Confira os números sorteados: 31 - 36 - 38 - 41 - 42 - 49. A quina teve 23 acertadores, que vão ganhar R$ 57.425,97 cada um. Outros 2.341 apostadores fizeram a quadra, e levarão R$ 806,00 cada.

Comente agora
20
Abr
Cinemas e teatros não podem impedir consumo de produtos comprados em outros locais
Postado por: Anacley Souza / 10:02h

Um momento do dia separado para o lazer pode se tornar incômodo e, em alguns casos, constrangedor. É o caso do publicitário Artur Sampaio, de 23 anos. Ele lanchava com os amigos na praça de alimentação de um shopping de Resende, interior do Estado do Rio, e quis abrir um refrigerante comprado fora do local, mas foi impedido pelo segurança do local e pela atendente do estabelecimento. Foi constrangedor. O segurança disse que não podíamos consumir o refrigerante, que não era comprado ali, e depois veio a atendente dizendo o mesmo, mas não explicava o porquê da proibição. Ela chegou a pedir para sairmos de lá, mas no final continuou nos servindo,  relata Artur que, por não ter visto nenhum aviso a respeito do impedimento, continuou consumindo a bebida. A experiência do publicitário serve de alerta. Locais de lazer, cinema, teatro e casas de shows, que vendem produtos alimentícios não podem impedir o consumo de produtos similares comprados em outro ponto. A prática é considerada abusiva segundo o artigo 39 do Código da Defesa do Consumidor (CDC). A assessora técnica da diretoria de fiscalização do Procon-SP, Andrea Benedetto, lembra que obrigar a compra de alimentos nesses locais é considerada venda casada. Nos cinemas, por exemplo, os frequentadores podem consumir produtos cuja venda não esteja limitada à entrada das salas, segundo decisão no Superior Tribunal de Justiça em 2007. Quem se deparar com essa situação, a recomendação é reclamar na gerência do próprio estabelecimento. Se não houver solução, o consumidor pode recorrer ao órgão de defesa. É bom que a pessoa recolha provas para apresentar à fiscalização. Vale guardar o ingresso do cinema, do teatro, o cupom fiscal do produto e até anotar o nome do funcionário ou do gerente para quem reclamou e não foi atendido, aconselha Andrea.

Comente agora
20
Abr
Moradores de Ilhéus investem na fabricação e comércio de chocolate
Postado por: Anacley Souza / 09:50h

A paixão por chocolate aliada ao trabalho com eventos foi o que motivou o empresário Marco Lessa a criar a sua fábrica de chocolate. Depois de pesquisas de mercado e muita vivência em festivais de chocolate no país inteiro, ele e a mulher, Luana Lessa, inauguraram, em setembro de 2013, a Chor (Chocolate de Origem), no centro de Ilhéus, sul da Bahia. Marco acredita que a cidade do cacau é o cenário perfeito para atuação do novo negócio. O diferencial, segundo o empresário, está no acompanhamento e cuidado em todo o processo produtivo do que vai para as prateleiras da loja, que fica no mesmo lugar que a fábrica. Para que tudo saia da maneira como planejou, Marco apostou na escolha da matéria-prima do produto, o cacau. Ilhéus é o maior produtor da fruta do país. E lá mesmo, Marco seleciona as amêndoas de cacau nas fazendas de fornecedores e as leva para uma indústria que transforma o cacau no liquor e na manteiga de cacau, usados para fazer o chocolate junto com leite e açúcar. Segundo Marco, a qualidade da amêndoa do cacau junto com a quantidade desses dois últimos ingredientes definem o teor do cacau. Quanto menos leite e açúcar, mais puro é o chocolate. Depois desse processo, já em forma de barras, o chocolate é levado para a fábrica da Chor e usado na produção de trufas, bombons, tabletes recheados e ovos de Páscoa. "Vendemos o chocolate com 44% a 70% de cacau. A legislação prevê que, para ser chocolate, o produto deve ter ter, no mínimo, 25% de sólido de cacau (liquor e manteiga). Acabamos aliando a alquimia do chocolate fino, com o alto teor de cacau, com produtos da nossa região, como a pimenta, por exemplo", explica Marco Lessa. A professora e também doceira, Dona Lina Eugênia, comercializa trufas e ovos de Páscoa há cerca de 10 anos em Ilhéus.

Comente agora
19
Abr
Criação de empregos tem em março um dos piores resultados para o mês
Postado por: Anacley Souza / 16:13h

A geração de postos formais de trabalho em março de 2014 teve o pior resultado para o mês desde 1999, quando foram fechadas mais de 76 mil vagas com carteira assinada. No mês passado, foram criados 13.117 empregos, resultado da admissão de 1.767.969 trabalhadores e da demissão de 1.754.852. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), divulgado hoje (17). No mesmo mês em 2013 e 2012, o saldo não ficou abaixo dos 110 mil novos postos. De acordo com o ministro do Trabalho, Manoel Dias, o governo não está pessimista em relação ao resultado de março, pois, no acumulado dos três primeiros meses do ano - 344.984 postos criados - o saldo segue a mesma dinâmica observada em 2013, quando foram gerados 306.068 vagas no período. Para ele, o resultado de março não irá comprometer a expectativa de geração de empregos para o ano, que é encerrar 2014 com a criação de 1 milhão a 1,5 milhão de postos. Segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o mês de março encerrou com a menor taxa de desemprego para o mês desde o início da série histórica, iniciada em 2002: 5%. “O que vale é o total, tivermos um aumento de quase 14% neste ano em relação aos números gerados no ano passado”, explicou Dias. Em relação ao desempenho do mês, o comércio foi o setor com o pior balanço – foram fechados mais de 26 mil postos com carteira assinada. Para o ministro, esse resultado é consequência do carnaval e do fim da temporada do verão – ambos períodos em que há contratações. “Um dos maiores números de fechamento [de vagas] foi justamente no Rio de Janeiro. Terminou a temporada que atrai milhares de turistas brasileiros e estrangeiros. Então é um período que realmente termina e ocasiona esse decréscimo dos postos”, disse o ministro. Com informações da Agência Brasil.

Comente agora
19
Abr
Brasil vai começar a explorar gás não convencional sem ter regras de produção
Postado por: Anacley Souza / 16:07h

ma década após o avanço da exploração do shale gas (gás não convencional) nos EUA, a pressão para reduzir os impactos sociais e ambientais está longe do fim. Diversas organizações não-governamentais vêm, agora, questionando os índices de poluição do ar e da água divulgados por empresas e pelo próprio governo. Na lista de reivindicações, estão ainda pedidos para a criação de padrões mais restritivos para a exploração e a divulgação dos produtos químicos misturados à água que são usados na perfuração dos poços, em um processo chamado de fraturamento hidráulico. Segundo essas organizações, países como o Brasil, onde a fase exploratória do gás não convencional deve começar ainda neste ano, podem aproveitar a experiência americana para evitar problemas ambientais, como a contaminação do aquífero e do solo. Apesar de a Agência Nacional do Petróleo (ANP) ter realizado o primeiro leilão com foco em gás em terra em novembro de 2013, quando foram arrematados 72 blocos em cinco bacias, ainda não foram definidas as regras para a produção de shale gas, que estão em fase de conclusão. Muito se fala do crescimento do shale gas, mas pouco se fala das preocupações com o meio ambiente. Nossa proposta é fazer com cuidado. Queremos mostrar como evitar os riscos. Se o Brasil quer isso, é só fazer, diz Susan Legros, diretora-executiva do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Shale (CSSD). O CSSD vem pressionando o governo para criar normas mais rígidas para a exploração do gás não convencional. Susan defende o descarte zero da água usada no processo, já que hoje o governo da Pensilvânia, por exemplo, permite o descarte com níveis mínimos de produtos químicos tóxicos.

Comente agora
19
Abr
Conta de água ficará 7,8% mais cara a partir de junho
Postado por: Anacley Souza / 10:50h

Abrir as torneiras a partir de junho vai ficar mais caro. Isso porque a Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) autorizou a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) a implementar o reajuste anual das tarifas de água e esgoto, nos municípios onde atua, em 7,8%. O percentual será aplicado de forma linear sobre as tarifas vigentes e passará a vigorar a partir do dia 6 de junho. O valor cobrado por cada 10 metros cúbicos de água, o equivalente a 10 mil litros, aumentou em até R$ 4,40. Esse foi o caso das classes comercial/industrial e pública. Clientes residenciais pagarão até R$ 1,50 a mais por cada 10 mil litros de água. É o caso da classe residencial normal, que hoje para R$ 19,40 e passará a pagar R$ 20,90 por essa quantia de água.

Comente agora
19
Abr
Lotomania de Páscoa pode pagar R$ 40 milhões neste sábado (19)
Postado por: Anacley Souza / 10:25h

O concurso 1.444 da Lotomania especial de Páscoa, que será sorteado neste sábado (19), deve pagar R$ 40 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal. O prêmio não vai acumular. Caso não haja ganhador com 20 números, ganha o apostador que acertar a maior quantidade de números. O sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte, que estará em Gramado (RS). De acordo com a Caixa Econômica Federal, se o apostador aplicar o dinheiro na poupança, deve receber R$ 210 mil por mês, o equivalente a mais de R$ 7 mil por dia. Além disso, com o valor, é possível comprar uma frota com 333 carros de luxo, ou ainda adquirir 26 imóveis no valor de R$ 1,5 milhão cada. Apostadores podem participar registrando seus números nos volantes específicos da Lotomania da Páscoa. O preço da aposta é único e custa R$ 1,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país.

Comente agora
19
Abr
Com estoques cheios, lojas fazem promoções de ovo páscoa de última hora
Postado por: Anacley Souza / 09:35h

Celebrar a ressurreição de Jesus Cristo, presentear familiares e amigos ou apenas cometer o pecado da gula. Independentemente do motivo e da religião, amanhã é dia de comer chocolate. Depois de dois dias “presos” em casa por conta da insegurança provocada pela greve dos policiais militares, os consumidores aproveitaram o feriado de ontem para comprar os tradicionais ovos de Páscoa. Com os shoppings fechados, os supermercados ficaram cheios. Por outro lado, os estoques cheios às vésperas do domingo de páscoa motivam as lojas a realizar promoções de última hora que beneficiam o consumidor. Os preços dos ovos nos estabelecimentos variaram de R$ 12,88 a R$ 74,98. No Hiper Bompreço do Iguatemi, era difícil encontrar um cliente sem um ovo de chocolate nas mãos. Acompanhado da esposa e do neto, o aposentado Francisco Amorim foi cedo comprar os doces para parentes e amigos. A lista ainda não estava completa, mas ele já tinham 19 caixas de chocolate, quatro ovos e seis barras sortidas quando foi entrevistado. “A gente vinha ontem [quinta-feira], mas, por conta da greve, tivemos que vir hoje [ontem]. Estamos aproveitando enquanto o movimento está tranquilo”, disse, calculando gasto de R$ 205 só com os itens citados. Preocupada com a quantidade de ovos não vendidos, a demonstradora da Lacta Geise Freitas apostou nas promoções para atrair a clientela. “Ainda temos muitos ovos para vender.

Comente agora
18
Abr
Aposentados podem ter reajuste de 5,3% em 2015
Postado por: Redação Voz da Bahia / 11:23h
Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que recebem acima do salário mínimo poderão ter um reajuste de 5,3% nos seus benefícios no ano que vem. A previsão foi divulgada ontem pelo governo federal, com o envio, para o Congresso, da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que define os parâmetros para os gastos do ano seguinte. O índice de reajuste segue a previsão do governo para a inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) deste ano, medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Se a estimativa do governo se confirmar, o valor máximo dos benefícios do INSS passará dos atuais R$ 4.390,24 para R$ 4.622,92.(Uol)
Comente agora
17
Abr
PF investiga Eike por crimes contra mercado
Postado por: Marcus Augusto DRT 5719 / 22:38h

A Policia Federal (PF) do Rio de Janeiro confirmou nesta terça-feira (15) que recebeu o pedido do Ministério Público Federal (MPF) na segunda-feira (14) e que irá investigar o empresário Eike Batista para apurar possíveis crimes financeiros. Após trâmite burocrático, a investigação deve ter início ainda nesta semana e irá ocorrer sob sigilo. A investigação será feita pela delegacia especializada em crimes financeiros do Estado. A investigação de crimes contra o mercado de capitais tem como foco inicial a gestão de Eike à frente da OGX, mas pode envolver outros administradores e as demais empresas do grupo EBX. Além de apurar denúncias e informações, a PF pode pedir depoimentos e mais informações aos envolvidos. O pedido de inquérito foi feito pelo procurador do MPF e enviado à PF em 7 de abril. O MPF não deu mais detalhes sobre as motivações do pedido, e anuncia apenas que recebeu, no dia 19 de março, o processo no qual o empresário é investigado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Comente agora
17
Abr
Petrobras bate novo recorde em produção no pré-sal
Postado por: Letícia Oliveira / 16:36h

A produção de petróleo nos campos operados pela Petrobras, na chamada província pré-sal, nas Bacias de Santos e Campos, atingiu, na terça-feira, 15, o patamar de 428 mil barris de petróleo por dia (bpd), novo recorde de produção diária. “O presente recorde de produção resultou do crescimento da produção da plataforma P-58, cuja operação foi iniciada em 17 de março de 2014 no complexo denominado Parque das Baleias, na porção capixaba da Bacia de Campos. A P-58 já produz cerca de 50 mil bpd, por meio de três poços, todos da camada pré-sal”, informou a empresa há pouco. A Petrobras detém 100% dos direitos na área. O novo patamar de produção foi obtido por meio de 24 poços produtores, sendo 15 poços na Bacia de Campos e nove na Bacia de Santos. Esses poços produziram, respectivamente, 222 mil bpd e 206 mil bpd.

Comente agora
17
Abr
Revista The Economist diz que brasileiro é ‘improdutivo’
Postado por: Anacley Souza / 12:49h

A última edição da revista The Economist traz uma reportagem bastante crítica ao mercado de trabalho no Brasil e em especial à produtividade dos trabalhadores. Com o título “Soneca de 50 anos”, a reportagem diz que os brasileiros “são gloriosamente improdutivos” e que “eles devem sair de seu estado de estupor” para ajudar a acelerar a economia. A reportagem diz que após um breve período de aumento da produtividade vista entre 1960 e 1970, a produção por trabalhador estacionou ou até mesmo caiu ao longo dos últimos 50 anos. A paralisia da produtividade brasileira no período acontece em contraste com o cenário internacional, onde outros emergentes como Coreia do Sul, Chile e China apresentam firme tendência de melhora do indicador. “A produtividade do trabalho foi responsável por 40% do crescimento do PIB do Brasil entre 1990 e 2012 em comparação com 91% na China e 67% na Índia, de acordo com pesquisa da consultoria McKinsey. O restante veio da expansão da força de trabalho, como resultado da demografia favorável, formalização e baixo desemprego”, diz a revista. A reportagem diz que uma série de fatores explicam a fraca produtividade brasileira. O baixo investimento em infraestrutura é uma das primeiras razões citadas por economistas. Além disso, apesar do aumento do gasto público com educação, os indicadores de qualidade dos alunos brasileiros não melhoraram. Um terceiro fator menos óbvio é a má gestão de parte das empresas brasileiras. (Agência Estado)

Comente agora
17
Abr
Empresas de tecnologia da informação preveem contratação de mais de 5.000 profissionais até dezembro
Postado por: Anacley Souza / 11:15h

Empresas de tecnologia da informação preveem a contratação de pelo menos 5.000 profissionais da área até o fim do ano, de acordo com uma pesquisa feita com 500 empresas do setor pela Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro). Segundo a associação, essa oferta de vagas pode ser ainda maior, uma vez que empresas de outros setores também estão em busca de profissionais especializados. "Estimamos que essa área precise de pelo menos 130.000 profissionais para crescer e transformar o Brasil em um expoente tecnológico. Carecemos, porém, de políticas públicas efetivas que coloquem o setor como uma das prioridades do desenvolvimento econômico", destaca Roberto Mayer, vice-presidente da Assespro. O Brasil tem hoje aproximadamente 1,2 milhão de profissionais de tecnologia da informação na ativa. Desses, apenas 400.000 atuam na indústria de tecnologia e o restante em outros setores. Segundo o último Censo do Ensino Superior, cerca de 50.000 estudantes se graduaram para trabalhar nos setores de ciência, tecnologia e engenharia da computação. De acordo com Luiz Gonzaga Bertelli, autor do livro Escolha Certa: As Profissões do Século 21, a demanda de profissionais especializados nessa área será de pelo menos 300.000 nos próximos dez anos. Apesar da alta oferta de vagas, o mercado de tecnologia sofre para encontrar profissionais capacitados. Caso da Just Digital, uma das duas únicas companhias no Brasil responsáveis por implementar o sistema Google Enterprise em empresas. Hoje com 33 colaboradores, o grupo pretende chega a pelo menos 50 no fim do ano, mas desde 2013 enfrenta a dificuldade na hora de selecionar os currículos.(Veja)

Comente agora
17
Abr
Alimentos avançam 1,84% no IPCA-15 de abril, diz IBGE
Postado por: Anacley Souza / 10:35h

Os preços dos alimentos aceleraram o ritmo de alta para 1,84% em abril, contra uma variação positiva de 1,11% registrada em março pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15). Como resultado, o grupo Alimentação e Bebidas teve um impacto de 0,45 ponto porcentual para a inflação medida pelo indicador neste mês, o equivalente a 58% da taxa efetiva de 0,78% do IPCA-15, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Neste mês as lideranças na relação dos impactos individuais também se concentraram nos alimentos. O item que mais contribuiu para o IPCA-15 foram as carnes, com contribuição de 0,07 ponto porcentual. Os preços subiram 2,83%. No ranking de maiores contribuições para a inflação do mês, a segunda posição ficou com a batata, cuja alta de 26,96% gerou um impacto de 0,06 ponto porcentual. O leite veio em terceiro, com alta de 5,70% no preço do litro, o equivalente a um impacto de 0,05 ponto porcentual. O tomate ficou com o quarto lugar na lista, com aumento de 14,80%, empatado com a gasolina, que subiu 0,93%. Os dois itens tiveram impacto de 0,04 ponto porcentual no IPCA-15 de abril. (Estadão Conteúdo)

Comente agora
17
Abr
Nova gasolina brasileira reduz gastos com o carro
Postado por: Anacley Souza / 09:42h

Desde primeiro de janeiro, quem escolhe a gasolina começou a cuidar melhor do seu carro. O combustível passou a poluir menos, deixou os motores mais eficientes e isso refletirá em uma manutenção mais barata no futuro. Isso vale para todos que têm carro a gasolina (ou usam o combustível fóssil nos modelos flex). Até aquele vizinho desleixado passou a preservar melhor seu automóvel após o início da comercialização da nova gasolina no Brasil. A mudança silenciosa e gradual, que marcou o início de 2014, é fruto de uma nova legislação, que obrigou a redução drástica no teor de enxofre da gasolina. Até o fim de 2013, era permitido um combustível com até 800 ppm (partes por milhão) do fétido elemento químico. Agora, o máximo de enxofre tolerado na gasolina é de 50 ppm, resultando em diversas melhorias, inclusive para o bolso do consumidor. Refinada pela Petrobras e revendida no País inteiro, a nova gasolina "judia" menos do motor e aproxima o Brasil do que é oferecido nos mercados europeus. Engenheiro e supervisor de relações públicas da Honda no Brasil, Alfredo Guedes explicou as mudanças. Com o teor de enxofre menor, haverá uma melhoria no nível de emissões e no consumo de gasolina. A carbonização dentro do motor também será reduzida. Na prática, você precisará ir menos ao posto de combustível, seja para abastecer ou trocar o óleo. A alteração do plano de manutenção, porém, é algo que somente a fabricante pode recomendar, como explica Guedes. O intervalo para a manutenção básica [troca de óleo e filtros] é especificado pelas montadoras de acordo com cada modelo e não deve ser prolongado sem estudos, o que não ocorrer nos próximos anos.

Comente agora
16
Abr
Aneel autoriza e conta de luz sobe 14,82% a partir de terça-feira (22)
Postado por: Anacley Souza / 12:09h

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, ontem, o reajuste da tarifa de energia para consumidores residenciais e empresariais da Bahia. Nas residências, a conta vai aumentar 14,82%. Já entre as empresas, será de 15% para consumidores de baixa tensão e 16,04% para os de alta tensão. O aumento começa a valer a partir de terça-feira, dia 22, mas só vai ser sentido integralmente quando chegar a fatura do mês de maio. Segundo a Aneel, são 5,3 milhões os consumidores afetados, localizados em 415 municípios da Bahia (as cidades de Jandaíra e Rio Real, por serem muito próximas a Sergipe, são abastecidas pela companhia elétrica de lá, a Sulgipe). O reajuste médio, de 15,35%, aprovado pela Aneel, ficou abaixo do pedido pela Coelba, que era de 18%. Em nota, a companhia informou que o principal item de custo na composição desse aumento foi a compra de energia, que teve elevação de cerca de 17%, além de despesas dos últimos 12 meses que precisaram ser cobertas. O reajuste acima da inflação de 2013 (5,91%) gerou críticas da Associação das Donas de Casa da Bahia. “O aumento acima da inflação é injusto porque o nosso salário, quando é corrigido, é pelo índice da inflação. Não tem razão esse aumento”, reclamou a presidente da associação, Marinelma Gomes.

Comente agora
16
Abr
Varejo perderá 11 dias de faturamento na Copa
Postado por: Anacley Souza / 11:41h

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) acredita que a Copa do Mundo pode fazer com que o varejo perca ao menos 11 dias de faturamento. O presidente da entidade, Nabil Sahyoun, afirmou que, nas cidades em que dias de jogos forem declarados feriados, os shoppings abrirão por menos tempo (apenas 6 horas) e funcionários poderão ter horas de folga em dias de jogos do Brasil. "Acreditamos ainda que em dias de jogos as pessoas tendem a comprar menos e notadamente apenas alguns setores do varejo têm sido beneficiados pela Copa", disse. Sahyoun ainda afirmou que as companhias estão se preparando para lidar com possíveis riscos a segurança em razão de manifestações. De acordo com o executivo, há a possibilidade de as empresas pedirem liminar na Justiça aos moldes da obtida para conter os chamados "rolezinhos". O objetivo, diz, é conseguir com que as secretarias de segurança estaduais enviem efetivos para proteger os shoppings. Sahyoun avaliou que em alguns locais existe até mesmo a possibilidade de que shoppings fechem caso considerem que há riscos a segurança, mas ele ponderou que não acredita que essa medida possa ocorrer em São Paulo.(Estadão Conteúdo)

Comente agora
16
Abr
Crescimento da economia brasileira desacelera, indica IBC-Br
Postado por: Anacley Souza / 11:19h

A economia brasileira registrou forte desaceleração em fevereiro, apesar de ter marcado o segundo mês seguido de expansão. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) desacelerou para 0,24% em fevereiro na comparação com janeiro, quando teve expansão de 2,35%. Na comparação anual, o indicador, considerado uma espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), avançou 1,63% e, no acumulado de doze meses, a alta foi de 2,41%. A prévia do PIB fica abaixo da expectativa de pesquisa realizada pela agência Reuters, cuja mediana de 23 projeções apontava alta de 0,3 por cento. Cenário - A avaliação geral dos agentes econômicos é de que a economia brasileira vai desacelerar neste ano. A Pesquisa Focus mostra, por exemplo, que a expectativa dos economistas é de expansão de 1,65% do PIB em 2014. No ano passado, o crescimento foi de 2,3%. O cenário de atividade mais fraca neste ano acompanha a escalada da inflação, que levou o BC a aumentar a taxa básica de juros para 11%, afetando ainda mais o consumo devido ao encarecimento do crédito. Por outro lado, a produção industrial brasileira avançou 0,4% em fevereiro, o segundo mês consecutivo de alta, enquanto as vendas no varejo também tiveram resultados positivos nos dois primeiros meses do ano.(Veja)

Comente agora
16
Abr
Senado aprova anistia a planos de saúde multados pela a ANS
Postado por: Anacley Souza / 09:20h

O Senado aprovou nesta terça-feira (15) a medida provisória 627/2013, que altera a cobrança de impostos sobre o lucro obtido por empresas brasileiras em suas operações fora do país. Além disso, a MP adapta as leis brasileiras a um novo sistema de contabilidade internacional. Enviada pelo governo ao Congresso em novembro de 2013, a MP agora segue para sanção presidencial. O texto estabelece que companhias nacionais no exterior terão oito anos para recolher o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), com a obrigação de incorporar ao balanço contábil do primeiro ano ao menos 12,5% do total. As parcelas pagas a partir do segundo ano serão atualizadas pela taxa "Libor", somada à variação do dólar americano no período. As empresas poderão optar por esse modelo a partir de 1º de janeiro de 2015, mas a MP permite a antecipação para janeiro de 2014. As condições foram alteradas na Câmara. O projeto original do governo estabelecia o prazo de cinco anos para recolhimento dos tributos, com a exigência de que o primeiro ano contábil incluísse no mínimo 25% do valor. Apesar dos mais de quatro meses de discussão da matéria, o governo não informou qual o impacto financeiro das modificações tributárias. A medida também beneficia a Petrobras, ao estabelecer que o lucro obtido no exterior com o arrendamento de equipamentos ou empréstimos de bens relacionados à exploração de petróleo e gás não será computado para pagamento do Imposto de Renda e da CSLL. Planos de saúde A proposta alterada na Câmara incluiu vários outros assuntos sem relação com a matéria principal.

Comente agora
16
Abr
Último dia para IPVA com descontos
Postado por: Anacley Souza / 08:19h

A Secretaria da Fazenda da Bahia (Sefaz-Ba) lembra aos proprietários de veículos com placa de final 4 que termina nesta quarta-feira (16) o prazo para quitar o Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de desconto. Para obter o abatimento, os contribuintes deverão efetuar o pagamento à vista em qualquer agência ou caixa eletrônico do Bradesco, do Banco do Brasil ou do Bancoob, com o número do Renavam em mãos. Caso o contribuinte prefira, ele poderá dividir o IPVA em até três vezes, sem desconto, tendo como vencimento da primeira parcela as mesmas datas da cota única com desconto (16 de abril para placas de final 4, por exemplo). Existe ainda a opção de pagar em cota única, sem desconto, Neste caso, o dia do vencimento é 12/05 para final de placa 1; 13/05 para final de placa 2; 16/06 final de placa 3; 17/06 para final de placa 4; 09/07 para placa 5; 10/07 final de placa 6; 11/08 para placa 7; 14/08 com final de placa 8; 08/09 veículos de placa final 9 e em 09/09 termina o prazo para a placa 0. Até os dias 8 e 9 de maio, respectivamente, os proprietários de veículos com placa de final 5 e 6 podem pagar o imposto com desconto de 5%; para os automóveis com final 7 e 8, o limite é 11 e 13 de junho, e as datas de vencimento para os carros de placa 9 e 0 são 7 e 8 de julho. Mais informações sobre o IPVA podem ser consultas no site da Sefaz (www. sefaz.ba. gov.br) ou através do call center, pelo 0800 071 0071.

Comente agora
16
Abr
Menos de 15% têm de declarar IR no país
Postado por: Redação Voz da Bahia / 07:43h

Estimativas da H&R Block, empresa que atua na preparação do Imposto de Renda em vários países, mostram que cerca de 13,5% da população brasileira tem a obrigação de entregar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – percentual bem menor do que em economias mais desenvolvidas, como Estados Unidos e Canadá, mas maior do que na Índia. Isso ocorre apesar de a tabela do IR no Brasil estar sendo corrigida, nos últimos anos, abaixo do percentual da inflação – o que contribui, em conjunto com o aumento do emprego e da renda – para aumentar o número de declarantes no Brasil. Em 2012, por exemplo, foram recebidas 25,2 milhões de declarações dentro do prazo, valor que subiu para 26 milhões no ano passado. Em 2014, a expectativa da Receita Federal é de receber 27 milhões de documentos até o fim de abril.

Comente agora
15
Abr
Preço do ovo de Páscoa subiu acima da inflação, diz FGV
Postado por: Redação Voz da Bahia / 15:29h

Os preços dos ovos de Páscoa subiram mais que a inflação este ano, segundo levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV). Os doces ficaram, em média 6,78% mais caros em relação à Páscoa do ano passado. Já a inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), ficou em 6,09% no mesmo intervalo. Entre as sete capitais pesquisadas pela FGV, o ovo de Páscoa subiu mais em Porto Alegre (7,7%), seguido por Belo Horizonte, que registrou alta de 7,57%. Já o menor reajuste foi registrado em Brasília, de 6,31%. A maior variação entre os itens foi verificada no ovo de Páscoa número 21 (peso aproximado de 500 gramas), que subiu 10,91% em Belo Horizonte. A segunda maior alta foi vista no ovo número 9 (peso aproximado de 50 gramas), cuja alta foi de 10,14% em São Paulo. “No auge do feriado de Páscoa, os ovos mais procurados já foram vendidos, os que restaram estão quebrados ou são mais caros, por isso, antecipar um pouco as compras pode ser uma boa estratégia”, diz André Braz, economista da FGV e responsável pelo levantamento. “Para os adultos a barra de chocolate e a caixa de bombom são opções mais econômicas”.

Comente agora
15
Abr
CNI: confiança do empresário cai ao menor nível em abril
Postado por: Letícia Oliveira / 14:19h

O empresariado está mais pessimista. Segundo o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) de abril, a confiança está no menor nível em cinco anos, caiu 3,3 pontos comparado a março, para 49,2 pontos, abaixo ainda da média histórica. Os dados são da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e foram divulgados nesta terça-feira, 15. De acordo com a pesquisa, todos os segmentos industriais registraram recuou no indicador. O Icei varia de zero a cem pontos. Índice acima de 50 pontos sinaliza que o empresariado está confiante. Se pontuar abaixo de 50, como o ocorrido nesta divulgação, o setor é classificado como pessimista. O levantamento mostra a expectativa dos empresários sobre o momento atual e para os próximos seis meses tanto para a economia quanto para as atividades das empresas.

Comente agora
15
Abr
Governo estima salário mínimo de R$ 779 para 2015
Postado por: Anacley Souza / 12:15h

Com estimativa de crescimento da economia de 3% e inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5% para 2015, o governo encaminhou nesta terça-feira (15) ao Congresso Nacional, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2015 (LDO-2015). Pelo projeto, o salário mínimo será reajustado em 7,71% e vai ficar em R$ 779,79 em 2015. O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será de R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) - soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimento dos R$ 28,7 bilhões destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a meta do superávit primário fica em R$ 114,7 bilhões (ou 2% do PIB). Superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo tem com outros países e outros credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, indica que tem condições de pagar suas dividas. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) tem como principal finalidade orientar a elaboração dos orçamentos fiscais e da seguridade social e de investimento dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, das empresas públicas e das autarquias.

Comente agora
15
Abr
Vendas no varejo crescem 0,2% em fevereiro, diz IBGE
Postado por: Anacley Souza / 10:57h

As vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 0,2% em fevereiro em relação a janeiro, considerados os ajustes sazonais, divulgou nesta terça-feira (15) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta ocorreu tanto para o volume de vendas quanto para a receita nominal. No caso do volume, foi registrado crescimento pelo segundo mês seguido, mas a alta de fevereiro é inferior à de 0,4% registrada em janeiro sobre dezembro. Sobre o mesmo mês do ano passado, contudo, a alta do volume em fevereiro foi de 8,5%, a maior desde novembro de 2012. No acumulado do primeiro bimestre de 2014, foi registrado crescimento de 7,4% sobre o mesmo período de 2013. Nos últimos 12 meses encerrados em fevereiro, a alta é de 5%. No caso do comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e as atividades de veículos, motos, partes e peças e também de material de construção, foi registrada em fevereiro queda de 1,6% no volume de vendas e de 0,8% na receita nominal, ambas com ajuste sazonal, comparadas com janeiro de 2014. Os aumentos foram de 6,5% no acumulado do ano e de 3,9% nos últimos 12 meses para o volume de vendas, e de 11,5% e 9,4% para a receita nominal, diz o IBGE.

Comente agora
15
Abr
Aumento de preço do pão francês pode chegar a 10% até maio
Postado por: Anacley Souza / 10:22h

Os baianos têm de preparar o bolso para comprar o pão de cada dia. O aumento de custos com matéria prima pressiona o preço do pão francês e derivados de farinha de trigo. Segundo representantes do setor, o pão pode ficar de 4% a 10% mais caro até maio. De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria de Salvador, Mário Pithon, a conjuntura de aumento dos custos com a mão de obra, após o reajuste do salário mínimo, o aumento da farinha de trigo e o reajuste do aluguel, normalmente definido no início do ano, tornam os reajustes no preço do pão "prováveis". "O aumento do preço de pão nunca é um aumento que antecipa custos futuros. É para compensar o que já passou. Eu diria que um aumento de 7% a 8% está dentro da realidade", diz Pithon. A farinha de trigo sofreu reajustes por causa da queda de produção na Argentina, por motivos climáticos, e restrições nas exportações pelo governo argentino para conter o processo inflacionário no país. A Argentina é a principal fornecedora do produto para o Brasil. Com as restrições da Argentina, os moinhos brasileiros estão se abastecendo com trigo norte-americano e canadense, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria (Abip).

Comente agora
15
Abr
Governo libera R$ 260 milhões para inovação na indústria
Postado por: Anacley Souza / 10:06h

A grande aposta do governo Dilma Rousseff para dinamizar a inovação na indústria de transformação começa a sair do papel nesta terça-feira (15). A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) lança hoje seu primeiro edital para financiar grandes institutos de ciência e tecnologia (ICTs) que contam com projetos de inovação com empresas do setor privado. Ao todo, a Embrapii colocará R$ 260 milhões, a fundo perdido (subvenção), em quase dez institutos para estimular a inovação na indústria. O dinheiro que a Embrapii vai usar para irrigar o sistema tecnológico e empresarial representará até um terço dos projetos. Os institutos vão entrar com outra parte igual e as empresas deverão aportar pelo menos um terço. Assim, os R$ 260 milhões vão liberar ao menos R$ 800 milhões. Um pré-requisito importante do edital será a exigência para que os ICTs, que vão disputar o dinheiro da Embrapii, tenham um histórico de captação de recursos com empresas de no mínimo R$ 4 milhões, em média, nos últimos três anos. Elaborada em 2011, no início da gestão Dilma Rousseff, a Embrapii funcionou nos últimos três anos em fase piloto. A empresa, que é uma Organização Social (OS) com contrato de gestão assinado com os ministérios de Educação e de Ciência, Tecnologia e Inovação, vem trabalhando com três institutos: o Instituto de Pesquisa Tecnológica (IPT) e o Instituto Nacional de Tecnologia (INT), ambos em São Paulo, e o Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec), do Senai da Bahia (BA). Com eles, a Embrapii aprovou 68 projetos nas áreas de manufatura, automação, bionanotecnologia, saúde e energia, que representaram R$ 188 milhões, dos quais R$ 62 milhões da Embrapii. (Agência Estado)

Comente agora
15
Abr
Faltam 15 dias para terminar prazo da declaração do IR 2014;
Postado por: Anacley Souza / 09:48h

O prazo de envio da declaração de Imposto de Renda de 2014 termina em 15 dias, em 30 de abril, às 23h59min59seg. A declaração deve ser entregue pela internet. É possível fazer envio por computadores, tablets e smartphones. Não é mais permitido entregar em disquetes (apenas quem entregar depois do prazo poderá usar mídia removível, que terá de ser levada até uma unidade da Receita Federal). A multa para quem entrega a declaração fora do prazo é de 1% ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74, e o máximo é de 20% do imposto devido.

É obrigado a declarar quem preencheu alguma dessas situações em 2013:

1 - recebeu rendimentos tributáveis (salários, por exemplo) acima de R$ 25.661,70;

2 - recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (indenizações, por exemplo), acima de R$ 40.000,00;

Comente agora
15
Abr
Brasileiro pagou R$ 500 bi em imposto no ano
Postado por: Redação Voz da Bahia / 07:30h

O valor pago pelos brasileiros em impostos federais, estaduais e municipais no ano soma R$ 500 bilhões. A marca foi registrada nesta terça-feira (15), por volta das 7h, segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). No ano passado, o mesmo valor foi registrado um dia depois, no dia 16 de abril, o que aponta para uma estabilidade na arrecadação em 2014. “O nosso desempenho atual mostra que arrecadamos mais e crescemos menos. Grande parte dos impostos recolhidos vão para cobrir gastos e custeios da máquina pública. E sobra pouco para investir em infraestrutura, em segurança, em saúde”, disse, em nota, Rogério Amato, que preside a ACSP e a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O painel eletrônico que calcula a arrecadação em tempo real está instalado na sede da associação, na Rua Boa Vista, região central da capital paulista. O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internet, na página do Impostômetro. Na ferramenta, criada em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos. Também se pode fazer comparações do que os governos poderiam fazer com o dinheiro arrecadado, como quantas cestas básicas se poderia fornecer e quantos postos de saúde poderiam ser construídos. O Impostômetro encerrou o ano de 2013 com a marca recorde de R$ 1,7 trilhão.

Comente agora
15
Abr
Terminal no porto de Salvador tem movimento recorde de conteineres
Postado por: Anacley Souza / 07:25h

O Tecon Salvador, terminal de conteineres da capital baiana operado pelo Grupo Wilson Sons, registrou em março seu maior crescimento mensal no volume movimentado via cabotagem. Ao todo, foram movimentados 3.112 conteineres nesta modalidade, volume 30% superior ao registrado no mês de março de 2013. O aumento na movimentação foi motivado, principalmente, pela descarga de eletrônicos, que cresceu 286%, e pelo embarque no segmento de químicos e petroquímicos, registrando alta de 51% em relação a março do ano passado. Esses incrementos são um reflexo dos esforços comerciais para atração de novas cargas e linhas de cabotagem. Como resultado mais recente desse empenho, o terminal fará parte da nova rota do serviço Costa Norte Express, da Log In, que vai ligar os Portos de Manaus e Santos, passando por Salvador. Com essa nova rota, o Tecon Salvador espera ampliar sua movimentação em 15 mil toneladas por mês. A primeira escala será feita pelo Navio Log-In Pantanal e o tempo de deslocamento entre Salvador e Manaus será em média de 10 dias. A princípio, o terminal receberá quinzenalmente navios nesta rota. Estima-se que as principais cargas transportadas serão alimentos, bebidas, veículos de duas rodas, madeira e eletrônicos diversos. Esse é o segundo serviço ligando Salvador a Manaus e com isso terminal amplia a sua oferta de saídas para a capital amazonense. (Tribuna)

Comente agora
14
Abr
FGV: alimentação ainda vai pesar em abril e maio
Postado por: Letícia Oliveira / 15:12h

O diagnóstico dos preços dos alimentos neste e no próximo mês não é dos mais animadores, avaliou o superintendente adjunto de Inflação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros. Dentro dos preços ao consumidor, ele aposta que a alimentação deve subir menos que a taxa de 1,71% observada no IGP-10 de abril. Mas “não muito menos”. “Esse é mais um fator para explicar por que a desaceleração dos IGPs não será tão rápida assim. Tem influência do IPC, que ainda não concluiu os repasses da indústria alimentícia”, disse. Segundo Quadros, a tendência é de que hortaliças e legumes desacelerem em maio. Neste mês, a alta foi de 15,65%. Apesar disso, os produtos derivados devem continuar subindo, como leite, carnes e óleo de soja, repercutindo elevações observadas nos preços ao produtor. À margem disto, o pão francês acelerou de -0,36% para 2,32%, refletindo a alta no preço do trigo.

Comente agora
14
Abr
Demanda do consumidor por crédito cai 3,2% no 1º trimestre, diz Serasa
Postado por: Letícia Oliveira / 13:20h

A quantidade de pessoas que buscou crédito recuou 3,2% no primeiro trimestre de 2014 em comparação com o mesmo período do ano passado, aponta nesta segunda-feira (14) o indicador Serasa Experian da demanda do consumidor por crédito. Somente em março, o recuo foi de 7,5% frente a março de 2013. Na comparação com fevereiro, a demanda do consumidor por crédito avançou 1,9% em março. (G1)

Comente agora
14
Abr
Carro roubado e seguro recebido devem ser declarados no Imposto de Renda
Postado por: Anacley Souza / 11:48h

Se o contribuinte teve o carro roubado e recebeu seguro em 2013, deve seguir os seguintes passos na hora de preencher a sua Declaração de Imposto de Renda 2014:

Ficha "Declaração de Bens e Direitos"

  • Informar no campo "Discriminação" o fato e o valor recebido da seguradora. O campo "Situação em 31/12/2013(R$)" deve ficar em branco.
  • O contribuinte deve informar, na ficha "Rendimentos Isentos e Não tributáveis"a parcela do valor recebido da Seguradora que exceder ao valor pelo qual o bem acidentado ou roubado esteja declarado.
  • Caso tenha adquirido outro veículo com o dinheiro do seguro, informar no campo "Discriminação" o valor recebido do seguro e, no campo "Situação em 31/12/2013 (R$), o valor de aquisição.

Na ficha "Bens e Direitos" o contribuinte deve declarar:

  • Imóveis, veículos automotores, embarcações e aeronaves, independentemente do valor de aquisição
  • Bens móveis e direitos de valor de aquisição unitário igual ou superior a R$ 5.000,00
  • Saldos de conta-corrente bancária, caderneta de poupança e demais aplicações financeiras, de valor individual superior a R$ 140,00 em 31/12/2013
  • Conjunto de ações, cotas ou participação de capital de uma mesma empresa, negociadas ou não em Bolsa de Valores, e de ouro, ativo financeiro, cujo valor de aquisição unitário seja igual ou superior a R$ 1.000
Comente agora
14
Abr
McDonald's abre sua primeira loja 100% vegetariana
Postado por: Anacley Souza / 10:33h

A primeira unidade vegetariana do McDonald's foi aberta na Índia nos últimos dias. A segunda maior cadeia de lanches rápidos, depois do Subway, costuma elaborar seus cardápios para se adequar aos gostos locais do país e, no caso da Índia, a carne de vaca é proibida aos hindus e a carne de porco ofende os princípios muçulmanos. Sem hambúrgueres de carne no cardápio, a loja fica próxima ao Templo Dourado, na cidade santa sikh de Amritsar, nordeste da Índia. Depois da inauguração, a cadeia americana planeja abrir outra lanchonete vegetariana em Katra, perto do templo-caverna de Vaishno Devi, na Caxemira indiana - um local de peregrinação que atrai milhares de fieis todos os anos. O cardápio do McDonald's na outras unidades indianas já era 50% vegetariano. Seu sanduíche McAloo Tikki, um hamburguer de massa de batata temperada e frita, é o carro-chefe das vendas. Entre os sanduíches à base de frango, o Maharaja Mac também é favorito. A Índia, com sua população de 1,2 trilhão de pessoas, ainda é um mercado pequeno para o McDonald's, com 271 restaurantes. No mundo inteiro, a empresa tem 33 mil lojas. O McDonald's não está sozinho em seu projeto de ''indianizar'' seu cardápio. A Domino's Pizza, outra cadeia de food presente na Índia, criou pizzas com coberturas diversificadas. Mas o crescente consumo de comida rápida e rica em gordura preocupa as autoridades indianas, que temem que a importação de hábitos ocidentais também provoque problemas como obesidade e doenças cardíacas.(Terra)

Comente agora
14
Abr
Juros altos e burocracia derrubam as vendas de motocicletas na Capital baiana
Postado por: Anacley Souza / 09:52h

Ter um veículo de duas rodas é uma tentação para quem quer fugir dos engarrafamentos de Salvador. No entanto, vendedores e comerciantes se queixam do cenário atual, em que a burocracia tem sido um obstáculo tão grande quanto uma fechada no trânsito. “É a questão do endividamento. Tivemos queda em final de 2012 e 2013 no volume de vendas. Não há nada conclusivo que explique, mas taxas de banco mais altas, inadimplência e burocracia colaboram. Financiamento está muito difícil, as taxas são abusivas”, contextualiza o consultor de vendas da Motopema Dois Leões, Reginaldo dos Santos Virgem. “Vendemos mais para a classe B, que geralmente é quem procura uma moto para fugir dos ônibus”, conclui. Entre as mais vendidas na loja em que trabalha estão os modelos das linhas CG Titan e CG Fun. Segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em março desse ano 112.224 motos foram emplacadas, o que significou queda de 6,09% na comparação com fevereiro, com 119.508. A retração aconteceu também na comparação com março de 2013, que com 123.846 emplacamentos apresentou baixa de 9,38%. Já no acumulado do ano, houve alta de 3,75%. O investimento de R$ 10 bilhões em rodovias e obras de mobilidade urbana feito pelo Ministério dos Transportes, segundo o ministro César Borges anunciou na última quarta-feira em coletiva de imprensa na fábrica da Ford, visa facilitar o uso de automóveis nas rodovias.

Comente agora
14
Abr
Governo investirá até R$ 5 mi em festas juninas no interior; telões estão na programação
Postado por: Redação Voz da Bahia / 08:50h

Cerca de 120 cidades do interior devem receber verbas do governo do Estado para serem usadas durante o São João. Por meio de um convênio previsto para ser firmado com a Empresa de Turismo da Bahia (Bahiatursa) e a Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo (Secopa), 50 delas devem receber incrementos para envolver a Copa do Mundo nas festas juninas. O investimento previsto para o financiamento da festa – que contará com telões, além dos fogos, shows e comidas típicas – em cada município é de R$ 30 mil. Embora o mundial de futebol aconteça no mesmo período do São João, os gestores não esperam redução de público nas cidades com tradição. Fernando Ferrero, presidente da Bahiatursa, considera a coincidência do calendário de festas juninas com o da Copa “uma oportunidade de mostrar o São João da Bahia para o mundo”. “Quem gosta de São João já costuma ir para a festa todo ano e isso não muda. O que estamos buscando é um diferencial”, diz Ednaldo Ribeiro, vice-prefeito de Cruz das Almas, responsável pela coordenação da festa local.

Comente agora
13
Abr
Cortes de produção já atingem metade das montadoras
Postado por: Marcus Augusto DRT 5719 / 21:28h

Das 20 fabricantes de automóveis, comerciais leves e caminhões instaladas no País, metade já anunciou medidas de corte de produção nas últimas semanas, seja por meio de férias coletivas, suspensão temporária de contratos de trabalho, redução de turnos e programa de demissão voluntária (PDV) - caso da Mercedes-Benz, que afirma ter 2 mil funcionários excedentes no ABC paulista. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), no fim de março havia 387,1 mil veículos nos pátios das fábricas e concessionárias, o equivalente a 48 dias de vendas, a mais alta média desde novembro de 2008, em plena crise financeira internacional. O setor considera razoável 25 a 35 dias. No segmento de autopeças, que vende 70% de sua produção para as montadoras, as empresas também começam a adotar medidas de corte de produção, como férias coletivas, informa Paulo Butori, presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças). "Os empresários estão cautelosos e não estão investindo", diz Butori. Além dos problemas específicos de cada setor, há incertezas nos cenários econômico e político. O executivo teme que o desempenho da indústria como um todo seja ainda pior do que o crescimento de 0,5% projetado pelo Banco Central e encerre o ano negativo.

Comente agora
13
Abr
Empregabilidade na área de petróleo e gás ultrapassa 90%
Postado por: Letícia Oliveira / 13:15h

O cenário de petróleo e gás no Brasil sinaliza oportunidades  principalmente por causa das descobertas dos reservatórios de pré-sal. O profissional qualificado para o setor tem 92% de chance de conquistar uma vaga no mercado de trabalho. "Geralmente, os alunos de nível técnico assinam contrato com as empresas antes de o curso de capacitação terminar. Aqueles que não conseguem imediatamente são empregados durante um período de 45 dias", diz  Jair Santiago, gerente da Unidade Senai-Cetind, de Lauro de Freitas. A justificativa para a corrida pela contratação deve-se à falta de profissionais qualificados. Santiago explica que a escassez faz com que as empresas do ramo criem estratégias para driblar o desafio. "Essas empresas se tornam parceiras de cursos profissionalizantes para garantir o preenchimento dessas vagas", explica.

Comente agora
13
Abr
Cortes de produção já atingem metade das montadoras
Postado por: Letícia Oliveira / 09:45h
Das 20 fabricantes de automóveis, comerciais leves e caminhões instaladas no País, metade já anunciou medidas de corte de produção nas últimas semanas, seja por meio de férias coletivas, suspensão temporária de contratos de trabalho, redução de turnos e programa de demissão voluntária (PDV) - caso da Mercedes-Benz, que afirma ter 2 mil funcionários excedentes no ABC paulista. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), no fim de março havia 387,1 mil veículos nos pátios das fábricas e concessionárias, o equivalente a 48 dias de vendas, a mais alta média desde novembro de 2008, em plena crise financeira internacional. O setor considera razoável 25 a 35 dias. No segmento de autopeças, que vende 70% de sua produção para as montadoras, as empresas também começam a adotar medidas de corte de produção, como férias coletivas, informa Paulo Butori, presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças). "Os empresários estão cautelosos e não estão investindo", diz Butori. Além dos problemas específicos de cada setor, há incertezas nos cenários econômico e político. O executivo teme que o desempenho da indústria como um todo seja ainda pior do que o crescimento de 0,5% projetado pelo Banco Central e encerre o ano negativo.
Comente agora
12
Abr
Governo tenta diminuir impacto na conta de luz
Postado por: Anacley Souza / 15:18h

O custo financeiro do empréstimo de 11,2 bilhões de reais que treze bancos farão à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) será fechado na semana que vem, e o superintendente da CCEE, Luiz Eduardo Barata, afirmou que o empenho da instituição e do governo Dilma Rousseff é "total" para que as taxas de juros e condições gerais sejam as melhores para que haja menor impacto possível na conta de luz. Em sua primeira entrevista exclusiva após o início das negociações, Barata garantiu que as distribuidoras de energia terão o dinheiro até o dia 28 deste mês. "Como esse custo do empréstimo será repassado, depois, para a conta de luz de todos os consumidores, há um empenho geral para que essa taxa seja reduzida ao mínimo", afirmou Barata. A operação envolverá os seguintes bancos: Bradesco, Itaú Unibanco, Santander, BTG Pactual, Citibank, J.P. Morgan, HSBC, Votorantim, Credit Suisse, Bank of America, Goldman Sachs, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. "São vários bancos, de vários tamanhos, então acreditamos que a taxa de juros possa ser boa". Barata afirmou que há uma "força-tarefa" no governo para que tudo saia do papel até 28 de abril, quando as distribuidoras devem pagar suas obrigações referentes a fevereiro - a liquidação financeira da energia comercializada em fevereiro e o custo com combustíveis usados pelas geradoras naquele mês. O preço da energia neste ano tem sido mais alto pelo uso de combustíveis fósseis nas termoelétricas. Esse pagamento já deveria ter sido feito, mas foi excepcionalmente prorrogado pelo governo para evitar uma crise financeira nas distribuidoras.

Comente agora
12
Abr
Mega-Sena pode pagar R$ 30 milhões neste sábado
Postado por: Anacley Souza / 08:43h

A Mega-Sena pode pagar R$ 30 milhões neste sábado, 12. Com a bolada do concurso 1.590 é possível ter uma renda mensal de 158 mil se o dinheiro for aplicado na poupança. Quem quiser testar a sorte, pode jogar até as 19 horas de sábado em qualquer casa lotérica. O valor mínimo do bilhete é de R$ 2.

Comente agora
11
Abr
CNI reduz para 1,8% projeção de crescimento do PIB em 2014
Postado por: Anacley Souza / 16:29h

A confederação Nacional da Indústria (CNI) reduziu a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas) do Brasil neste ano para 1,8%, ante 2,1%, em meio a uma previsão de baixa expansão do investimento, fraco superávit comercial, inflação elevada e deterioração das contas públicas. De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, a entidade prevê que o PIB industrial aumentará 1,7% em 2014, ante 2% previstos anteriormente. Sobre a Selic, a entidade calcula que a taxa fechará este ano em 11,25% ao ano, ante a estimativa anterior de 10,5%. A entidade também projeta a inflação em 6,4%, 0,4 ponto percentual a mais do que o estimado anteriormente. A piora das estimativas deu-se com base na dificuldade da economia brasileira em crescer a um ritmo mais forte, custo de vida elevado, baixa expansão dos investimentos, moderação do consumo das famílias e efeitos na atividade do aperto dos juros para o controle da inflação. No cálculo para o setor industrial, a entidade levou em conta a performance mais animadora dos indicadores neste início do ano, mas ainda assim as incertezas relacionadas à atividade em geral determinaram a redução da perspectiva.

Comente agora
11
Abr
Folha de pagamento da indústria cresce 1,6% em fevereiro
Postado por: Letícia Oliveira / 12:44h

O valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria avançou 1,6% em fevereiro ante janeiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Houve influência positiva da indústria de transformação (0,5%), enquanto o setor extrativo recuou 0,5%. Na comparação com fevereiro de 2013, o valor da folha de pagamento real teve um crescimento de 2,5% em fevereiro deste ano, o segundo resultado positivo consecutivo nesse tipo de confronto. No acumulado do ano, a folha de pagamento aumentou 3,1%, e, em 12 meses, teve expansão de 1,6%.

Comente agora
11
Abr
Queda de vendas em março no comércio é a maior desde 2012
Postado por: Letícia Oliveira / 12:22h

O número de consultas ao banco de dados do SPC Brasil, que reflete o nível de atividade no comércio para compras parceladas, acompanhou a tendência de desaceleração e recuou 4,83%, em março, comparando com igual período de 2013. Este é o pior resultado já registrado desde janeiro de 2012, início da série histórica do SPC Brasil. O indicador de vendas é divulgado mensalmente e leva em consideração pontos de venda cadastrados nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Para os líderes da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o resultado representa a tendência de desaquecimento da atividade varejista, observada a partir de março de 2013, influenciada principalmente pela escalada dos juros, inflação alta e pelo menor crescimento da renda do trabalhador brasileiro. “Estamos passando por um momento muito difícil para o setor, já que o custo para comprar a prazo aumentou ao mesmo tempo em que o poder de compra do salário dos consumidores está crescendo menos”,disse o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.

Comente agora
11
Abr
Consumo de energia deveria cair 8% para evitar problemas
Postado por: Redação Voz da Bahia / 10:50h

Pelas contas da consultoria PSR, do especialista Mario Veiga, o Brasil teria de cortar 8% do consumo de energia para conseguir atravessar o período seco - que vai de maio a outubro - sem problemas. Em apresentação feita na quinta-feira, 10, a um banco de investimento, a consultoria reviu mais uma vez o risco de racionamento, agora para 48%, com base nas previsões semanais do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), como o nível de chuva de 74% para esta semana. No cálculo, a consultoria tentou equilibrar o chamado "custo do arrependimento", que ocorreria no caso de decretar um racionamento sem necessidade e no caso de decidir pela redução de consumo tarde demais e ser obrigado a adotar um programa mais drástico. Com um corte de 4%, por exemplo, haveria mais possibilidade de, no meio do caminho, o governo ser obrigado a elevar a redução. Na hipótese de 12%, o risco de a dose ser maior que o necessário sobe. Os 8% seriam o equilíbrio entre os dois riscos. Além disso, atenuaria os impactos para 2015. A consultoria fez questão de ressaltar que as previsões podem mudar se na semana que vem o ONS elevar as previsões de chuvas para 80%, por exemplo. De qualquer forma, os números não terão uma revisão drástica, já que a situação dos reservatórios está cada dia mais complicada.

Comente agora
11
Abr
Juros altos e inflação elevada já estão afetando o pagamento das prestações
Postado por: Letícia Oliveira / 09:06h

O indicador de recuperação de crédito calculado pelo SPC Brasil(Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) – obtido a partir do volume de exclusões dos registros de inadimplentes –, recuou -2,69% em março de 2014 em relação ao mesmo mês de 2013. O resultado é o mais fraco desde outubro de 2013, quando o volume de pendências regularizadas caiu -3,21%. Apesar da queda no mês de março, na comparação do acumulado do primeiro trimestre de 2014 frente a igual período de 2013, a recuperação de crédito apresentou avanço de +2,64%. Na avaliação da economista do SPC Brasil, Luiza Rodrigues, a retomada do crescimento da inadimplência do consumidor neste início de ano, acompanhado de um menor crescimento dos rendimentos reais da população ocupada, entre outros fatores como alta dos juros e inflação elevada, influenciaram o resultado negativo da recuperação de crédito no mês de março. “O levantamento demonstra que o encarecimento do crédito e a permanência da inflação em patamares elevados dificultaram o pagamento de dívidas em março”, explica a economista Luiza Rodrigues. Já na comparação com fevereiro, o número de consumidores que regularizam suas pendências na base de negativados do SPC Brasil cresceu 1,77%. (Tribuna)

Comente agora
11
Abr
Cade aprova acordo entre Caixa, TIM e Mastercard em programa de pagamento móvel
Postado por: Letícia Oliveira / 07:16h

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, acordo entre TIM, Mastercard e Caixa para exploração conjunta de um programa de pagamento móvel que será ofertado a clientes da TIM e da Caixa. A decisão foi assinada pela Superintendência-Geral do órgão e está publicada no Diário Oficial da União. O programa, denominado TIM Money Mastercard Caixa, vai funcionar por meio de cartão de pagamento pré-pago, emitido e concedido pela Caixa exclusivamente com a bandeira Mastercard. O cartão poderá ser utilizado pelo titular para transações tanto via dispositivo móvel de telecomunicações (cartão virtual) quanto física (cartão plástico acessório). As empresas informam, em documento enviado ao Cade, que a operação vai disponibilizar e habilitar canais próprios e de terceiros para as operações de carga e recarga dos cartões e de retirada de dinheiro em espécie pelos titulares com o uso do cartão em redes de ATMs e em outros canais. Ainda de acordo com as empresas, a operação permitirá também o compartilhamento de suas experiências para prestação do serviço de meio de pagamento eletrônico, “visando à ampliação dos respectivos portfólios de produtos e permitindo a difusão do mobile payment no Brasil, aumentando, com isso, o poder de escolha dos consumidores, que poderão gozar de mais praticidade, agilidade e segurança para realizar transações comerciais”.

Comente agora
10
Abr
Dólar tem leve alta após sessão volátil e supera R$ 2,20
Postado por: Letícia Oliveira / 17:58h

O dólar à vista no balcão terminou perto da estabilidade nesta quinta-feira,10, depois de uma sessão volátil. Nos últimos minutos do pregão a moeda virou e fechou em leve alta, após renovar ontem sua mínima desde 30 de outubro do ano passado. Além da depreciação da moeda norte-americana no exterior, em função da ata “dovish” do Federal Reserve divulgada ontem, a expectativa de continuidade de fluxo positivo para o Brasil pressionou o câmbio. Por outro lado, parte dos operadores que esperavam uma alta dos juros no Brasil desmontou suas apostas hoje depois da ata do Copom, o que enfraqueceu o real. O dólar à vista no balcão terminou o pregão cotado a R$ 2,2010, uma alta de 0,14%, depois de oscilar entre a mínima de R$ 2,1860 (-0,55%) e a máxima de R$ 2,2080 (+0,45%). O giro estava em torno de US$ 1,77 bilhão por volta das 16h30, segundo dados da clearing de câmbio da BM&FBovespa. No mercado futuro, o dólar para maio avançava 0,55%, a R$ 2,2115. O volume de negociação era de quase US$ 16,27 bilhões. (Agência Estado)

Comente agora
10
Abr
IBGE: novos plantios devem garantir recorde de safra
Postado por: Letícia Oliveira / 14:45h

Apesar de produtores relatarem melhores condições climáticas nos Estados do Sudeste, uma safra recorde de grãos neste ano dependerá de culturas que ainda estão na fase de plantio, como o trigo, afirmou Mauro Andreazzi, gerente da Coordenação de Agropecuária do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Estamos com uma estimativa muito próxima ao que foi no ano passado. Então, é contar com novas culturas, como o trigo, para manter um recorde, mesmo que o crescimento seja pequeno (em relação a 2013)”, disse. “Este verão realmente foi atípico, com muito calor e pouca umidade”, acrescentou o gerente do IBGE, citando Minas Gerais, em especial, e a Região Sudeste como um todo entre as áreas mais afetadas. No Levantamento Sistemático de Produção Agrícola (LSPA) de março, o IBGE projetou safra de 189,4 milhões de toneladas de grãos, 0,7% mais que em 2013. Em relação ao levantamento de fevereiro, houve redução de 900 mil toneladas (-0,5%). Além disso, o crescimento da safra não acompanha a expansão da área plantada. (Agência Estado)

Comente agora
10
Abr
Ministro da Agricultura defende aumento do percentual de álcool na gasolina
Postado por: Anacley Souza / 11:57h

O Ministério da Agricultura quer aumentar o percentual do álcool na gasolina, segundo informou o hoje (10) o ministro da pasta, Neri Geller, no Programa Bom Dia, Ministro produzido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) Serviços, em parceria com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República. Geller contou que participou ontem (9) de reunião com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, para discutir o assunto. Mas o ministro não quis dar detalhes sobre o que está em estudo. Atualmente, 25% da composição da gasolina são de álcool anidro. Após o programa, o ministro disse à Agência Brasil que essa foi a primeira conversa sobre o assunto e a área técnica das duas pastas ainda vai analisar. A proposta também precisará passar por outras áreas do governo, como a do Ministério da Fazenda. Geller destacou que a medida pode viabilizar a produção de cana-de-açúcar, além de ajudar o meio ambiente, com maior geração de energia limpa. No programa, o ministro lembrou que o setor de produção de cana-de-açúcar passou por crise, com redução de preços, e acrescentou que o governo lançou, no ano passado, uma linha de crédito por meio do Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais, com taxa de juros subsidiada.“O setor não vai ficar desamparado”, observou. O ministro também disse que o governo deve aumentar a mistura de biodiesel no diesel. A ideia é aumentar o percentual de 7% (B7) para 5% (B5). A proposta ainda será analisada pelo Ministério da Fazenda porque gera impacto econômico, disse Geller.(Agência EBC)

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com