As comentadas


Boa noite , Sexta-feira, 24/10/2014









Enquete



Reflita

Blog

Nova Soure pede socorro com a falta de segurança

06/01/2012 12:06

Um internauta residente no Sertão Baiano, município de Nova Soure a 193 km de Salvador, entrou em contato com o Voz da Bahia para relatar o drama de insegurança que a cidade vive. Ele comentou que a cidade apresenta, em comparação a outras cidades do interior, um índice de violência altíssimo, deixando a comunidade sobressaltada. Segundo ele muitas pessoas deixam de sair de casa com medo de serem assaltadas e as autoridades nada fazem, “não por falta de disposição pessoal, mas pela inércia do Estado”, ressaltou. “Nós estamos entregues a própria sorte, rezando para não ser a próxima vítima”, sintetizou um morador. O internauta informou ainda que devido ao descaso do Estado, alguns segmentos organizados de Nova Soure começaram a se articular no sentido de cobrar das autoridades ações urgentes visando proporcionar segurança na cidade, e que a Polícia Civil local tem registrado inúmeras ocorrências de assaltos (principalmente no comércio), furtos qualificados, arrombamentos diversos, além de crimes de morte. Ele assegurou ainda que os moradores da cidade cansados de novas ocorrências se mobilizaram para tentar reverter o quadro atual de violência, recorrendo ao juiz da Comarca da cidade, Marcelo Luiz Santos Freitas, o mesmo solicitou uma reunião com o Conselho Comunitário de Segurança Pública do município, realizada no dia 19 de dezembro de 2011, na Câmara Municipal, onde os empresários reivindicaram uma ação rápida e eficaz de combate à violência. Destacou que as principais propostas apresentadas na reunião foram o aumento do efetivo de policiais, e que hoje só conta um quadro de um delegado, um escrivão e um agente, em gozo de férias, e quatro policiais militares, dois por plantão, viaturas, que só tem uma, a criação da Guarda Municipal, a instalação de câmeras no comércio, reavaliação da infraestrutura da Delegacia de Polícia de Nova Soure, abrangendo estrutura física, políticas de combate às drogas, entre outras ações emergenciais.

A preocupação com a violência está estampada no semblante de cada morador e até dos próprios representantes da lei na cidade, a exemplo do sargento PM Rasteli. Segundo ele, os índices de violência em Nova Soure são alarmantes. Observa as defasagens do sistema e a falta de mecanismos de ação de segurança. Rasteli chegou a criar, por iniciativa própria, a Guarda Mirim, cujo projeto foi premiado pelo governo do Estado. O presidente da Câmara Municipal, vereador Ítalo Góes Santos, externou sua indignação com a situação da segurança pública na cidade, a ponto de afirmar que a nossa segurança está entregue as baratas. Por sua vez, o delegado José Renato Flores da Cunha criticou as atuais condições de funcionamento da Delegacia de Polícia e o quadro reduzidíssimo de agentes. Ele revelou que está sendo obrigado a cobrir o plantão nos finais de semana na delegacia por falta de substituto, e que devido à falta de funcionários na delegacia, muitas vezes, serve café aos presos, segundo ele, são necessários, pelo menos, quatro investigadores para atender a demanda. “A estrutura é caótica”, completou o delegado. O vereador Geraldo Biscarde Júnior (Geraldinho) propôs uma nova reunião, desta vez, contando com a presença do governador Jacques Wagner, deputados estaduais, além do prefeito José Arivaldo (Ari) e comerciantes, visando proporcionar maior segurança à comunidade.

Redação: 'Voz da Bahia' - Letícia Oliveira



Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com