Voz


PodCast



Enquete





Blog

Jorge Picciani, presidente da Alerj, é alvo de nova fase da Lava Jato

29/03/2017 07:16

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Jorge Picciani (PMDB), é alvo de um mandado de condução coercitiva em nova fase da operação Lava Jato deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (29). Picciani é pai do ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB). A nova etapa ocorre após delação premiada do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), Jonas Lopes de Carvalho. Além de Picciani, cinco conselheiros do órgão fiscalizador são alvos de mandados de prisão preventiva. O grupo é acusado de comandar pelo menos dois esquemas de arrecadação de propina para fazer vista grossa para irregularidades praticadas por empreiteiras e empresas de ônibus que operam no estado. São alvos de prisão preventiva os conselheiros Aloysio Neves (atual presidente); Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar e José Maurício Nolasco.

Segundo publicação do jornal O Globo, além das acusações de terem recebido 1% de propina sobre o valor dos contratos de obras para não incomodar as empreiteiras durante o governo de Sérgio Cabral (2007-2014), os conselheiros são investigados também por obterem vantagens indevidas a partir do controle do saldo excedente não utilizado pelos usuários dos bilhetes eletrônicos do RioCard. (BocaoNews)


Veja Mais + Blog



As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com