Voz


PodCast



Enquete





Blog

Coordenador da 4ª Coorpin comenta as primeiras ocorrências policiais registradas de 2018 em S. A. de Jesus

12/01/2018 18:03

Em uma entrevista à Andaiá FM realizada na tarde desta sexta-feira (12), o delegado Edilson Magalhaes, coordenador da 4º Coorpin em Santo Antonio de Jesus, apresentou detalhes das primeiras ocorrências do ano de 2018 no município e nas cidades circunvizinhas, “começamos o ano com a continuação da operação Caríbdis, resultando na prisão de Caio Santos de Jesus por tráfico de drogas (veja). Ele é um velho conhecido nosso por tráfico e homicídios, desde do ano passado já estava com a prisão preventiva e estávamos no encalço dele. Essa semana, o pessoal do SI (Serviço de Inteligência), conseguiu prender o Caio, retirando-o de circulação. Tivemos também a prisão do Vanderson do Vale da Glória, que estava aliciando menores para o tráfico de drogas na Rua do Casco. Fizemos a prisão de Jailson Cerqueira dos Santos e Luan dos Santos e Santos que são suspeitos de terem matado Ivan de Azevedo Sapucaia, o latrocínio do ano passado que repercutiu bastante na zona rural do Canta Galo (clique e veja). Essa semana fizemos prendemos os acusados de tráfico de drogas, Yago Vieira dos Santos e Eullan Victor Queiroz Andrade, onde não tínhamos conhecimento sobre Eullan no mundo das drogas e tráfico (veja aqui). No mapa do crime, ele deve ter entrado a pouco tempo, essa foi uma operação entre as Policias Civil e Militar. Também prendemos Matheus de Andrade Bastos, que se dizia comerciante com 30 celulares roubados na feira livre de Santo Antonio de Jesus (relembre). Levamos em consideração, que as mesmas pessoas que se queixam de ter o celular roubado ou furtado, são as mesmas que compram um aparelho mais barato na mão de um interceptador, o que alimenta esse mercado de celulares roubados”, declarou.

Homicídios:Ainda de acordo com o coordenador, os dois homicídios ocorridos no início do ano, um no bairro Santa Madalena (clique e veja) e o outro no Conjunto Minha Casa Minha Vida (veja aqui), estão dentro das estatísticas previstas para Santo Antonio de Jesus, “não queremos que haja homicídios, mas infelizmente ocorre essas guerras de tráficos e rivalidades. Já temos o suspeito do primeiro caso, onde o homem vitimado já foi acusado de feminicidio na cidade. O segundo suspeitamos de um latrocínio ou homicídio, mas o autor sentia um menor de idade que estaria foragido na Ilha de Vera Cruz”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia


Veja Mais + Blog



As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com