As comentadas


Boa noite , Quarta-feira, 22/10/2014









Enquete



Reflita

Blog

Ginecologista de Plantão: Dr. Christian Ferraz tira dúvidas de internautas do Voz da Bahia

27/03/2012 11:16

Internauta 1- Com que a regularidade deve se consultar um ginecologista?

Dr. Christian Ferraz- A consulta ginecológica é um momento que a mulher tem de conversar com o especialista da saúde feminina, então se ela puder de uma vez ao ano estar presente a um ginecologista para fazer sua avaliação, tanto de prevenção ginecológica, do câncer de colo do útero, endométrio, ovário ou de mama esse é o tempo ideal. A mulher pode conversar sobre problemas benignos como corrimento vaginal, menstruais, da esfera sexual também.

Pergunta 2- Com que idade a mulher deve ir ao ginecologista?

Dr. Christian- Não existe idade jurídica para a mulher começar a se consultar com um ginecologista. A adolescente que se sente confortável e a mãe deseja levar ao especialista pode ir a qualquer idade, o importante é que a jovem se sinta confortável em conversar sobre seus problemas. O mais importante é que a mulher que tem vida sexual ativa procure sempre o ginecologista mesmo sem sentir absolutamente nada e a virgem com idade superior aos 20 anos também deve fazer avaliação ginecológica, pois uma série de doenças podem acometer a mulher mesmo antes da vida sexual.

Pergunta 3- Para que serve o exame de papa - nicolau?

Dr. Christian- Não muito comum falar nesse nome, a população e comunidade médica fala sobre preventivo ginecológico. O papa-nicolau é exame de coleta de material do conteúdo vaginal para estudo das células, chama-se papa-nicolau por que o cientista que desenvolveu o método de pesquisa e coloração chamava de papa-nicolau, porém esse nome é mais usado no Sudeste e Sul do país. Cabe uma colocação interessante, esse exame nada mais é que essa coleta de material do estudo da célula, a análise microscópica dessas células, o preventivo completo por assim dizer feito em consultório médico é um somatório do papa-nicolau que é um preventivo ginecológico mais a composcopia onde o médico usa uma lente de aumento e pode analisar alterações tipo manchas, lesões do canal vaginal, da vulva ou do colo.

Internauta 4- Tenho secreção vaginal, passo pomada e continua, qual o próximo passo?

Dr. Christian- Toda mulher tem algum nível de secreção vaginal que pode ser fisiológica e normal. A mulher deve perceber que entre um período menstrual e outro ela tem uma secreção tipo “clara de ovo”, normalmente ela está no período perio-ambulatório, o mais fértil. Ás vezes perto do período menstrual, a mulher pode apresentar uma secreção escura tipo borra de café, o que também é normal, por que é um pequeno sangramento que se deteriora e fica escurecido. Corrimento seria toda e qualquer secreção vaginal abundante que tivesse odor ou não e produzisse coceira, ardência ou tivesse uma cor estranha, tipo um amarelo muito intenso, ou esverdeado. É necessário ir ao ambulatório ou a um especialista para realizar uma avaliação. Normalmente as infecções genitais são de tratamento fácil, mas existem situações que esses corrimentos se repetem várias vezes e a recorrência de infecções faz com que essa mulher tenha tratamento mais rápido.

Internauta 5- Todas as vezes que tenho relação sexual com meu parceiro vejo que no pênis dele tem um líquido branco, isso é comum?

Dr. Christian- As vezes podem acontecer duas situações distintas, primeiro: se a mulher não estiver muito lubrificada a secreção vaginal é meio leitosa e grossa, isso pode acontecer sem ser doença, segundo: quando a mulher tem infecção genital causada por um fungo chamado cândida, esse produz uma secreção tipo leite coalhado e o pênis pode sair com essa secreção. Não é uma doença grave, mas o tratamento dá boas respostas. É aconselhável procurar um especialista para que possa tratar se for infecção genital.

Internauta 6- O que é salpingite crônica?

Dr. Christian- Salpingite é a inflamação das trompas. Na medicina a trompa tem o nome de salpinge ou trompa de falópio e todo termo “ite” é inflamação. A trompa é um órgão que apesar de interno pode sofrer infecções chamadas de ascendentes, infecções genitálias, corrimentos que podem tomar o canal uterino ou endométrio e chegar até as trompas e com o passar dos anos, a mesma pode sofrer infecções e acumular líquido se dilatando e formando a salpingite. Muitas vezes essa trompa dilatada não tem funcionalidade e não será mais capaz de captar o órgão e para acontecer uma fecundação acontecer. Às vezes a mulher é submetida a uma cirurgia para retirar as trompas, essas dilatam tanto, às vezes, que pode causar dor, causando uma massa cística e a retirada causa alívio. É importante falar que as mulheres que buscam tratamento para engravidar e tem dilatação nas trompas, é necessário retirar as trompas antes de fazer fertilização, trabalhos científicos mostram que as mulheres com trompas dilatadas mesmo que implante o embrião dentro do útero.

Internauta 7- Qualquer mancha no colo do útero pode ser considerada HPV?

Dr. Christian- Na verdade manchas no colo uterino são sempre sinais que chamam atenção, em sua maioria a mancha do colo uterino está muito relacionada ao vírus HPV, existem mais de 200 sorotipos de vírus e a mulher não precisa se preocupar, o tratamento é simples e feito consultório sem dor. É importante que toda mancha seja curada, a evolução natural dela até virar um câncer é muito lenta, então à mulher tem inúmeras chances de se cuidar. Estudos científicos tem mostrado que essas manchas comum levam mais de 8 anos para se tornar um câncer de colo, raramente acontece de 2 a 3 anos.

Internauta 8- Posso pegar doença sexualmente transmissível no sexo oral?

Dr. Christian- Sim. Logicamente os riscos tem a ver com uma escala, os sexos traumatizantes impõe maior risco, por exemplo, sexo anal impõe maior risco de DST, em segundo lugar sexo vaginal e em terceiro o sexo oral, mas para quem não quer correr risco deve se proteger em qualquer forma de prática de sexo. No sexo oral a mulher e o homem podem adquirir algumas infecções por vírus, o HPV pode se dar na cavidade oral formando verrugas na laringe e provocar um câncer de laringe e de tubo digestivo. 



Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com