Voz


PodCast



Enquete





Blog

Organização parceira da Fifa notificou 45 casos de assédio a mulheres na Copa

13/07/2018 14:12

Foto: Reprodução / Twitter

A ONG Fare Network, que monitora questões de discriminação e atua junto à Fifa, documentou 45 casos de mulheres que foram vítimas de sexisno e assédio durante a Copa, na Rússia. De acordo com o site Globo Esporte, foram 30 torcedoras e 15 jornalistas que sofreram o tipo de violência. Em coletiva realizada pela Federação, o diretor executivo da ONG, Piara Powar, contou que os casos normalmente eram de mulheres russas assediadas por estrangeiros e jornalistas que foram atacadas e até beijadas à força enquanto trabalhavam por torcedores. Apesar disso, a organização alerta que os números podem ter sido  maiores, pois muitos abusos, na maioria das vezes, não foram registrados. Segundo as duas instituições, os torcedores que foram identificados nos casos de assédio foram impedidos de entrar nos estádios. Entre os casos mais famosos, o que mais repercutiu na impresa mundial foi o grupo de brasileiros que assediaram uma jovem russa e a fez repetir palavras que remetiam ao seu órgão sexual, sem ela saber o verdadeiro significado.(BN)


Veja Mais + Blog



As 5+ comentadas












Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com