As comentadas

Bom dia , Terça-feira, 29/07/2014









Enquete



Reflita

Entrevistas

19
Out
Dra Ana Paula coordenadora da vigilância sanitária de Santo Antonio de Jesus
Postado por: / 20:29h

Voz – Dra Ana Paula, coordenadora da vigilância sanitária de Santo Antonio De Jesus. A mordaça já pode ser usada, deve haver uma fiscalização, por parte de quem? Existe um trabalho da vigilância sanitária em relação à presença de cães de grande porte, nas ruas sem mordaça?

Dra Ana – Os proprietários de cães agressivos, mesmo que não sejam de grande porte, deve ter a consciência, do uso da mordaça. A fiscalização aos cães, animais de grande porte é uma atribuição do centro de controle de zoonoses, a vigilância sanitária não conta ainda com a presença desse centro, é importante falar que ele está em construção.  Então, a vigilância acabou assumindo algumas responsabilidades, mas nesses casos a vigilância não atua.

Voz – Muito bem, Ana Paula, a preocupação com a alimentação no verão..., são muitos os bares e lanchonetes que estão sendo abertos. A vigilância sanitária atua na fiscalização desses estabelecimentos?

Dra Ana - Todo estabelecimento que comercializa ou fabrica alimentos, a vigilância sanitária fiscaliza. No entanto, não temos como está em todos os lugares ao mesmo tempo, conhecer a existência de todos os estabelecimentos, pois não estão todos cadastrados. Aos que estão cadastrados fazemos a fiscalização uma vez por ano, a não ser que haja alguma denúncia. Orientamos que as pessoas observem se os bares, padarias, lanchonetes, restaurantes têm o alvará sanitário e que cobrem das empresas. Por exemplo, se você é frequentador de uma padaria em seu bairro e percebe que ela não tem o alvará cobre do proprietário. Muitos destes estabelecimentos não têm certos tipos de cuidados não por má fé, mas por falta de conhecimento.  A vigilância sanitária  não resolve todos os problemas, mas os casos mais urgentes e emergenciais, certamente. O telefone para contato é (75) 3632- 4379.

Voz - Para fechar esta entrevista, vamos falar sobre a análise da água. Nós verificamos que algumas piscinas da cidade estão com a água meio turvas, isso é preocupante? A vigilância sanitária atua nos clubes?

Dra Ana – Com certeza, clubes nós também inspecionamos. Nós vamos, obrigatoriamente, uma vez ao ano, mas o que acontece é que muitas vezes em três meses após a nossa visita o estabelecimento fica em situação irregular. Solicito que as pessoas, ao detectarem irregularidades procurem a vigilância sanitária para que a vistoria possa ser realizada.

Comente agora
30
Mar
Deputado Rogério Andrade esclarece questões sobre mudança de partido
Postado por: / 22:15h

 

O Deputado Estadual, Rogério Andrade esteve presente em Santo Antonio de Jesus na noite desta terça-feira (29), durante o lançamento do pacote de obras, realizado pela Administração Municipal. Em entrevista coletiva com a Imprensa, o deputado respondeu a várias perguntas, envolvendo seu futuro político. Confira.

 Repórter (Reginaldo Silva): Confirmada sua ida para o PSD (Partido Social Democrata)?

 - Deputado Rogério Andrade: Eu recebi, na última semana, a visita do vice-governador Otto Alencar, e ele me falou do seu projeto para a criação desse novo partido, o PSD. Ele me convidou para ser o cofundador dessa agremiação partidária. Em seguida, recebemos o contato do governador Jacques Wagner, que me convidou para uma conversa e, assim, aceitei ouvi-lo. Para ambos, eu pedi um tempo para me decidir, porque eu precisava ouvir todas as lideranças políticas que construíram a minha eleição. Eu estou conversando com a minha base, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, para avaliar a possibilidade de ajudar a fundar uma nova legenda no nosso país.

 Repórter (Ney Baccely): Em algum momento, o Senhor temeu a repercussão da opinião pública com relação a essas mudanças?

 - Deputado Rogério Andrade: Eu não tive nenhum receio, primeiro, porque não é ainda uma decisão definitiva. Ainda estou em fase de ouvir opiniões dos meus amigos. Acima de tudo, eu tenho a consciência de que nenhum outro deputado foi tão leal ao seu partido como eu fui. No entanto, Hoje, eu perdi a referência dentro do DEM, porque todo mundo da classe política sabe que o que me move para ficar na oposição é o respeito que eu tenho pela figura de Paulo Souto. Porém, ao ouvir de Paulo Souto que a política deixou de ser prioridade na sua vida, eu fico livre e à vontade, após ouvir a minha base, para me movimentar politicamente.

 Repórter (Marcus Augusto): Foi divulgada uma nota na imprensa, recentemente, que dizia que o prefeito Euvaldo Rosa (DEM) estava desapontado com o Deputado Rogério por causa dessa mudança de partido. O presidente da Câmara, Délcio Mascarenhas chegou a dizer que essa mudança de partido sem avisar ao grupo foi um ato precipitado. O senhor já ouviu essas duas lideranças da cidade?

 - Deputado Rogério Andrade: Esse processo de convite pelo qual eu passei, foi muito rápido. Quando eu estava me dirigindo à uma conversa com Otto, mantive contato por telefone com Euvaldo Rosa e comuniquei o passe que eu estava dando. A mesma coisa fiz quando estava indo para a Governadoria, para ter uma conversa com Jacques Wagner. Em uma conversa com o prefeito, eu disse que precisava conversar com a minha base antes de qualquer decisão.

 Repórter (Marcus Augusto): Há um tempo, o Senhor fazia duras críticas ao Governo Wagner, e agora, há uma pretensão de se aliar à base dele. O que mudou?

 - Deputado Rogério Andrade: Esperamos que o Governo Jacques Wagner mude para melhor. Ele está iniciando agora o seu governo. Na conversa que eu tive com ele, aproveitei para apontar, naturalmente, determinadas críticas. Meu comportamento não vai sofrer nenhum tipo de mudança.

 Repórter (Ney Baccely): Recentemente, o Presidente da Câmara de vereadores, Délcio Mascarenhas nos disse que não foi consultado pelo Senhor sobre essa mudança, e que se fosse, o aconselharia a não ingressar no PSD. Ele ainda disse que o porquê dessa mudança deveria ser esclarecido ao seu eleitorado. Além disso, me recordo que o senhor declarou à imprensa que jamais iria aderir ao Governo Wagner. Como o Senhor se dirigiria ao seu eleitorado agora?

 - Deputado Rogério Andrade: O presidente da Câmara é um político inteligente, testado e muito experiente politicamente. Considerando isso tudo, ele poderia ter feito essa mesma pergunta ao Deputado João Leão (PP), que foi derrotado pelo PT em Lauro de Freitas e no outro dia se aliou ao Governo do PT. Comigo foi diferente. Passei 4 anos na oposição, cumpri meu papel, e se isso acontecer, saio de cabeça erguida. Délcio sabe que essas movimentações políticas são necessárias, para que a gente possa continuar desempenhando nosso trabalho e beneficiando as comunidades que representamos.

Comente agora
22
Mar
Dr. Cristian Ferraz: Mitos e verdades sobre os meios de evitar gravidez
Postado por: / 20:47h

 O Dr. Cristian Ferraz, ginecologista, em edição especial que ocorre todas as terças-feiras no programa Acorda Cidade, na Rádio Recôncavo FM, tirou dúvidas da população sobre sexualidade. Confira!

Durante a relação sexual, se o homem optar por não usar camisinha, e com a intenção de evitar uma gravidez, deixa para ejacular fora, há riscos de a mulher engravidar com o líquido liberado antes da ejaculação?

- Sim. Esse risco não é tão grande, mas existe. A mulher que está pensando em não engravidar, não pode correr esse risco. Além disso, há um risco ainda maior, que é o contágio de doenças sexualmente transmissíveis. É muito melhor a proteção pelo preservativo, porque previne a gravidez indesejada e doenças.

Após gozar na cueca, o homem, ao ter contato próximo com a parte íntima da mulher, pode provocar uma gravidez?

- Qualquer contato, mesmo que externo, de líquido da ejaculação do esperma com a parte externa da mulher, a vulva, pode provocar gravidez.

É possível engravidar enquanto a mulher estiver menstruada?

- Se houver certeza de que aquele sangramento que a mulher apresenta é uma menstruação real, não há riscos de engravidar. Mas nem todo sangramento vaginal que a mulher apresenta é menstruação. A mulher pode ter menstruado há alguns dias e 15 dias depois, ter um sangramento e achar que está menstruada de novo. Assim, acaba tendo uma relação sexual sem proteção. Esse sangramento que pode ocorrer 15 após, é chamado de privação hormonal, que é uma descamação da cavidade endometrial leve e é, na verdade, o período mais fértil da mulher. Então, pensar em menstruação como forma de evitar gravidez não é válido, assim como a tabelinha.

O funcionamento normal da menstruação pode ser visto como uma fonte segura para a mulher saber se está ou não grávida?

- Não. Existem gestações que, nos primeiros meses, a mulher ainda apresenta sangramento vaginal.

Redação 'Voz da Bahia'

Tem dúvidas sobre sexualidade? Mande sua pergunta para o e-mail: bruna_reconcavo@yahoo.com.br

Comente agora
30
Jan
Advogado da família Bastos: “A mídia tem sido muito incompetente, por que nunca procurou saber se a fábrica era legalizada ou não” / 2ª parte
Postado por: / 17:09h

O repórter Marcus Augusto do 'Voz da Bahia', entrevistou o advogado Alfredo Carlos Venet de Souza Lima, que defendeu esta semana os cinco réus julgados culpados em júri popular por causa da morte de 64 pessoas há 12 anos na explosão da fábrica de fogos em Santo Antônio de Jesus. Confira a 2ª Parte da entrevista:

Marcus Augusto: O senhor entrou com recurso de apelação?

Alfredo Venet: Sim, eu apelei e agora o processo vai ao tribunal para ser apreciado e a decisão do júri. Ainda tenho várias batalhas, essa foi apenas a primeira.

Marcus Augusto: Foi colocado pela acusação o emprego do trabalho infantil, e que os funcionários recebiam R$ 0,50 por cada milheiro de fogos produzidos. Não foi uma exploração?

Alfredo Venet: Não houve o emprego do trabalho infantil as crianças entravam para levar as refeições de seus familiares, e, como o trabalho era por produção, eles ali ficavam até serem retirados da fábrica quando eram visualizados, mais não havia emprego infantil de forma deliberada. E sobre o milheiro de fogos produzidos nós temos que quantificar o valor da moeda à época. Agora, sobre a produção, quando as pessoas falam em milheiro, precisa-se saber em quanto tempo se faz um milheiro, por que a quantidade de pólvora utilizada para fazer um milheiro, são 100 gramas que era  colocado na mistura para ser feito os traques e tudo mais... Quando findava a primeira produção, eles recebiam mais quantidades de materiais, até por que, não poderiam ficar concentrados nas tendas. Existe muita mistificação, eles ganhavam por produção, eram trabalhadores sazonais, na época trabalhava nas tendas da família Bastos. As pessoas viviam disso.

Marcus Augusto: A família Bastos continua fabricando fogos clandestinamente, como foi divulgado?

Alfredo Venet: Foi divulgado erroneamente, aliás, a mídia tem sido muito incompetente, por que nunca procurou saber se a fábrica era legalizada ou não. E era absolutamente legalizada, com autorização do Exercito Nacional, com alvará de funcionamento da Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus, Contrato Social, CGC, e nunca ninguém procurou ler isso, mesmo depois do júri que foi mostrado e discutido eles continuam a repetir. Eu acho é má fé. Todos que estão confirmando que a fábrica era clandestina são maldosos, eles estão induzindo em erro a população.

Comente agora
25
Dez
Advogado da família Bastos: “Nunca pedir favor a político, e não dependo deles, vivo da minha advocacia” / 1ª parte
Postado por: / 13:17h

O repórter Marcus Augusto do 'Voz da Bahia', entrevistou o advogado Alfredo Carlos Venet de Souza Lima, que defendeu esta semana os cinco réus julgados culpados em júri popular por causa da morte de 64 pessoas há 12 anos na explosão da fábrica de fogos em Santo Antônio de Jesus. Confira a 1ª parte da entrevista:

 Marcus Augusto: Sobre este processo contra família Bastos, como o senhor conduziu a defesa?

Alfredo Venet: Nós tentamos de todas as formas explicar ao conselho de sentença que a hipótese da acusação e inexequível, pois ali não houve o dolo eventual. Dolo eventual é quando o agente não quer o resultado, mais assume o risco de produzir. Ora, como essas pessoas estavam no local, será que elas eram suicidas? Nós acompanhamos o "massacre" da mídia, a presença de parlamentares como Nelson Pelegrino e Yulo Oiticica, uma pressão muito grande. Foi um julgamento a meu ver, para quem está a 35 anos na "trincheira" do júri, atípico, a sorte que temos um magistrado sério, um homem correto, que soube durante todo o tempo manter a ordem no plenário do júri.

 Marcus Augusto: Alguns funcionários afirmaram que não  havia medidor de temperatura no local onde houve a  explosão, sua opinião?

Alfredo Venet: Veja bem, nos altos ninguém abriu a boca para falar de medidor de temperatura, agora com orientação dos políticos que usaram do utilitarismo dos movimentos, interessados em obter uma visibilidade na região, o processo foi todo politizado, conseguiram desaforar para Salvador, e eu não tenho receio nenhum de falar de político, por que nunca pedir favor a político, e não dependo deles, vivo da minha advocacia, e tenho autoridade moral para dizer isso, o processo foi politizado e utilizado pelos políticos, sim, isso é uma verdade!

Comente agora
Todos os direitos reservados a Marcus Augusto Macedo | vozdabahia@hotmail.com